Sei sulla pagina 1di 31

física

óptica geométrica

QUESTÕES DE VESTIBULARES

2018.1 (1 o semestre)

2018.2 (2 o semestre)

sumário

princípios e fenômenos ópticos

VESTIBULARES 2018.1

 

2

VESTIBULARES 2018.2

4

reflexão da luz (leis)

VESTIBULARES 2018.1

 

5

VESTIBULARES 2018.2

5

espelho plano

VESTIBULARES 2018.1

 

6

VESTIBULARES 2018.2

8

espelhos esféricos (estudo gráfico)

VESTIBULARES 2018.1

 

9

VESTIBULARES 2018.2

10

espelhos esféricos (estudo analítico)

VESTIBULARES 2018.1

 

11

VESTIBULARES 2018.2

12

refração da luz (índices de refração)

VESTIBULARES

2018.1

13

VESTIBULARES

2018.2

14

refração da luz (leis)

VESTIBULARES 2018.1

 

15

VESTIBULARES 2018.2

17

reflexão total ou interna (âng. limite)

VESTIBULARES

2018.1

18

VESTIBULARES

2018.2

19

dioptro plano, lâmina e prismas

VESTIBULARES 2018.1

 

20

VESTIBULARES 2018.2

21

lentes esféricas (estudo gráfico)

VESTIBULARES

2018.1

22

VESTIBULARES

2018.2

24

lentes esféricas (estudo analítico)

VESTIBULARES

2018.1

26

VESTIBULARES

2018.2

28

óptica da visão

VESTIBULARES 2018.1

 

29

VESTIBULARES 2018.2

31

japizzirani@gmail.com

ÓPTICA GEOMÉTRICA

princípios e fenômenos ópticos

VESTIBULARES 2018.1

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A A luz apresenta comportamentos diferentes, de acordo com o meio no qual ela se propaga, conforme pode ser visto nas imagens a se- guir.

se propaga, conforme pode ser visto nas imagens a se- guir. Fonte: Disponível em:
se propaga, conforme pode ser visto nas imagens a se- guir. Fonte: Disponível em:
se propaga, conforme pode ser visto nas imagens a se- guir. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/fisica/meios -propagacao-luz.htm>. Acesso em: 05 jun. 2016.

Os meios materiais nas imagens I, II e III são classificados, respec- tivamente, como *a) translúcido, transparente e opaco.

b) translúcido, opaco e transparente.

c) transparente, translúcido e opaco.

d) transparente, opaco e translúcido.

e) opaco, transparente e translúcido.

(IF/BA-2018.1) - ALTERNATIVA: C Um objeto luminoso e linear é colocado a 20 cm do orifício de uma câmara escura, obtendo-se em sua parede do fundo, uma figura pro- jetada de 8 cm de comprimento. O objeto é, então, afastado, sendo colocado a 80 cm do orifício da câmara. O comprimento da nova figura projetada na parede do fundo da câmara é:

a) 32 cm

d) 4 cm

b) 16 cm

e) 10 cm

*c) 2 cm

(IFNORTE/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: D Em uma aula prática, um professor do Curso Técnico em Edifica- ções do campus Pirapora do IFNMG pede aos seus alunos que de- terminem a altura de um poste que fica nas instalações da institui- ção, porém, há uma impossibilidade de se chegar ao topo do poste. Para realizar tal medida, são disponibilizados para os alunos uma trena (fita métrica) e um teodolito (instrumento que mede ângulos), conforme a figura a seguir:

(instrumento que mede ângulos), conforme a figura a seguir: Dados: sen60º = 0,86 ; cos60º =

Dados: sen60º = 0,86 ; cos60º = 0,5 ; tan60º = 1,73

Com base no procedimento anterior, qual a altura do poste, conside- rando que o teodolito está a 1,2m do solo.

a)

b) 9,8m

c) 17,3m

*d) 18,5m

japizzirani@gmail.com

6,2m

(PUC/GO-2018.1) - ALTERNATIVA: C Em “A palmeira que não está conforta a sombra de um menino, som- bra que persiste no sol de qualquer hora” (Texto 3), nota-se a refe- rência a um fenômeno óptico, a sombra, que significa “região não iluminada”. A respeito dos princípios básicos que alicerçam a óptica geométrica, avalie as afirmações a seguir:

I - Em um meio homogêneo, ou seja, que apresenta as mesmas pro-

priedades em todos os seus pontos, a luz se propaga em linha reta.

II - Tanto a Terra como a Lua projetam sombras quando a luz solar

incide nelas. Uma Lua cheia é observada quando a Terra está entre

o Sol e a Lua. Quando há o alinhamento perfeito, a Lua fica em uma região de sombra da Terra e ocorre um eclipse lunar.

III - Independentemente da posição da fonte de luz em relação a

um objeto iluminado, a sombra formada não poderá ser menor que

o objeto.

IV - Um edifício iluminado pelo Sol projeta uma sombra de 63 m em

um solo horizontal. No mesmo instante, uma vara vertical de 2,1 m

de altura, ao seu lado, projeta uma sombra de 3,0 m. Então, a altura

desse edifício é de aproximadamente 44,1 m.

Assinale a única alternativa cujos itens estão todos corretos:

a) I e II.

b) I, II e III.

*c) I, II e IV.

d) II, III e IV.

(UFLA/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: C Um estudante percebe que um prédio projeta no solo uma sombra

de 30,0 m de comprimento. No mesmo instante, um muro de uma

casa de 2,5 m de altura projeta uma sombra de 50 cm. A altura do prédio é:

a) 50,0 m.

b) 100,0 m.

*c) 150,0 m.

d) 200,0 m.

(UECE-2018.1) - ALTERNATIVA: A

Um pedaço de tecido vermelho tem essa cor devido, principalmente,

à

*a) reflexão da luz vermelha.

b) refração da luz vermelha.

c) absorção da luz vermelha.

d) difração da luz vermelha.

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Devido à luz se propagar em diferentes velocidades e meios mate- riais, recomenda-se aos condutores de veículos que adotem práti- cas adequadas a cada situação meteorológica. Nesse sentido, ob- serve a imagem a seguir.

meteorológica. Nesse sentido, ob- serve a imagem a seguir. Fonte: Disponível em: <http://migre.me/uYQst>.

Fonte: Disponível em: <http://migre.me/uYQst>. Acesso em: 13 set. 2016.

de ilumina-

ção e, nas condições mostradas nessa imagem, a luz que emerge deles se propaga através de um meio

Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas acima.

a) secundárias – transparente

b) primárias – opaco

c) secundárias – translúcido

*d) primárias – translúcido

e) secundárias – opaco

Os faróis e as lanternas dos automóveis são fontes

2

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D A luz é uma radiação eletromagnética que se propaga tanto nos meios materiais quanto no vácuo, podendo ser captada pelos olhos. Entretanto, tudo o que pode ser detectado por eles é a luz de corpos luminosos, que é refletida, de forma difusa, pelos corpos que nos rodeiam.

Considerando esse contexto, conclui-se que um vagalume será con-

, caso

esteja

siderado uma fonte de luz

,

propagada por um meio

numa noite escura.

e visto através

Assinale a alternativa que, de modo correto e respectivo, preenche as lacunas.

a) secundária – transparente – apagado – do vidro de uma janela

b) primária – opaco – apagado – de uma janela aberta

c) secundária – translúcido – aceso – de uma janela aberta

*d) primária – transparente – aceso – do vidro de uma janela

e) secundária – opaco – aceso – da cortina de uma janela

(CEFET/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: A No dia 21 de agosto de 2017, o eclipse total do Sol pôde ser visto

nos Estados Unidos, e o melhor lugar para avistá-lo foi em Cardon- dale, pois ali o Sol foi coberto pela Lua durante mais tempo. Considerando-se esse fato, a fase anterior da Lua em relação à do dia que ocorreu o eclipse nessa região era *a) Minguante.

b) Crescente.

c) Cheia.

d) Nova.

(PUC/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: C A ocorrência do eclipse da figura só foi possível porque a Lua, além de estar alinhada com o Sol e a Terra, estava na fase

além de estar alinhada com o Sol e a Terra, estava na fase CHESTER, ILLINOIS, ESTADOS

CHESTER, ILLINOIS, ESTADOS UNIDOS O ECLIPSE SOLAR TOTAL É VISTO DA PONTE DO RIO MARY http://www.msn.com/pt-br/clima/noticias-do-clima/imagens Consultado em: (31/08/2017)

a) quarto crescente.

b) quarto minguante.

*c) nova.

d) cheia.

(IF/PE-2018.1) - ALTERNATIVA: B Os alunos pré-egressos do campus Jaboatão dos Guararapes re- solveram ir até a Lagoa Azul para celebrar a conclusão dos cursos. Raissa, uma das participantes do evento, ficou curiosa pra desco- brir a altura do paredão rochoso que envolve a lagoa. Então pegou em sua mochila um transferidor e estimou o ângulo no ponto A, na margem onde estava, e, após nadar, aproximadamente, 70 metros em linha reta em direção ao paredão, estimou o ângulo no ponto B, conforme mostra a figura a seguir:

o ângulo no ponto B, conforme mostra a figura a seguir: De acordo com os dados

De acordo com os dados coletados por Raissa, qual a altura do pa- redão rochoso da Lagoa Azul? Dados: sen17° = 0,29, tan17° = 0,30, cos27° = 0,89 e tan27° = 0,51.

a) 50 metros.

*b) 51 metros.

c) 89 metros.

d) 70 metros.

e) 29 metros.

japizzirani@gmail.com

(IF/PE-2018.1) - ALTERNATIVA: D Em um dia ensolarado, às 10h da manhã, um edifício de 40 metros de altura produz uma sombra de 18 metros. Nesse mesmo instante,

uma pessoa de 1,70 metros de altura, situada ao lado desse edifício, produz uma sombra de

a) 1,20 metro.

b) 3,77 metros.

c) 26,47 centímetros.

*d) 76,5 centímetros.

e) 94 centímetros.

(UFRGS/RS-2018.1) - ALTERNATIVA: C Considere as afirmações abaixo, sobre o sistema Terra-Lua.

I - Para acontecer um eclipse lunar, a Lua deve estar na fase Cheia.

II - Quando acontece um eclipse solar, a Terra está entre o Sol e a Lua.

III - Da Terra, vê-se sempre a mesma face da Lua, porque a Lua gira em torno do próprio eixo no mesmo tempo em que gira em torno da Terra.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

*c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e lII.

3

VESTIBULARES 2018.2

(UFU/MG-2018.2) - ALTERNATIVA: A Eclipses são fenômenos naturais, nos quais um corpo extenso como

a Lua ou a Terra bloqueia a passagem dos raios solares quando

Sol, Terra e Lua se encontram alinhados espacialmente. No exato momento de um eclipse total da Lua, uma pessoa que estivesse em nosso satélite natural, justamente na face voltada para nosso plane- ta, presenciaria de lá, o que, na Terra, seria

*a) um eclipse total do Sol.

b) um eclipse parcial da Lua.

c) um eclipse parcial do Sol.

d) uma visão do Sol sem eclipse.

(SENAI/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: B Com a finalidade de estimar a profundidade de um poço, uma pes- soa, cujos olhos estão a 1,60 m do chão, posicionou-se a 0,50 m da borda, conforme indicado na figura fora de escala a seguir.

borda, conforme indicado na figura fora de escala a seguir. Qual a profundidade estimada, em metros,

Qual a profundidade estimada, em metros, sabendo que o poço tem a largura indicada nessa figura?

a) 3,20.

*b) 3,52.

c) 5,14.

d) 5,52.

e) 5,68.

(UNIFENAS/MG-2018.2) - ALTERNATIVA: D Todo esquiador, para se proteger do excesso de radiação, deve fa- zer uso dos equipamentos de segurança. Dentre eles, destacam-se os óculos espelhados.

segurança. Dentre eles, destacam-se os óculos espelhados.

https://pt.aliexpress.com/item/Inverno-culos-De-Esqui-Snowboard-rosto-P-ra-

quedismo-Anti-UV400-culos-de-esportes-Ao-Ar

Qual meio óptico permite que o esquiador veja os objetos que o

cercam, sem que seja não seja possível que possamos enxergar os olhos do esquiador?

a) Opaco e homogêneo.

b) Homogêneo e translúcido.

c) Isotrópico e transparente.

*d) Anisótropo.

e) Transparente e homogêneo.

(IFSUL/RS-2018.2 - ALTERNATIVA: C

Mariana fritou um ovo e mostrou a sua amiga Aline que o ovo era amarelo e branco. Sua amiga disse que não era bem assim e o ilu- minou com luz monocromática.

E assim, mostrando que o mesmo ovo, agora parecia preto e ver-

melho.

Com que luz monocromática Aline iluminou o ovo?

a) Amarela.

b) Azul.

*c) Vermelha.

d) Verde.

japizzirani@gmail.com

(UVV/ES-2018.2) - ALTERNATIVA: E

O eclipse é o obscurecimento ou ocultação de um corpo celeste por

um outro corpo celeste relativamente a um observador. Da Terra, podemos observar dois tipos de eclipse: o solar e o lunar. Para o ano de 2018, a tabela abaixo mostra as datas para cada um desses eventos.

Tipo de Eclipse

Data

Solar - Parcial

15/02/2018

Solar - Parcial

13/06/2018

Solar - Parcial

11/08/2018

Lunar - Total

31/01/2018

Lunar - Total

27/06/2018

Disponível em: www.timeanddate.com. Acesso em: 25 de fevereiro de 2018.

Com base nesses dois tipos de eclipse, analise as afirmações a se-

guir:

I. O eclipse lunar (ou eclipse da lua) acontece quando o sol, a lua e o planeta Terra estão alinhados, sendo que a lua fica entre o sol e a Terra.

II. O eclipse lunar (ou eclipse da lua) acontece quando o sol,

o

planeta Terra e a lua estão alinhados com a Terra, entre

o

sol e a lua.

III. O eclipse solar (ou eclipse do sol) acontece quando o sol,

o

planeta Terra e a lua estão alinhados com a Terra, entre

o

sol e a lua.

IV. O eclipse solar (ou eclipse do sol) acontece quando o sol, a lua e o planeta Terra estão alinhados, sendo que a lua fica entre o sol e a Terra.

São corretas as afirmativas

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

*e) II e IV.

(FPS/PE-2018.2) - ALTERNATIVA: B

A camisa de um estudante apresenta cor azul quando iluminada por

uma luz monocromática azul e apresenta cor preta quando ilumina-

do por luz monocromática vermelha. Indique qual a cor apresentada pela camisa do estudante quando vista à luz do dia.

a) Preta

*b) Azul

c) Branca

d) Vermelha

e) Preta com listras azuis

(UECE-2018.2) - ALTERNATIVA: A

Em espelhos planos, e no contexto da óptica geométrica, o fenôme- no comumente observado com raios de luz é a *a) reflexão.

b) refração.

c) difração.

d) interferência.

4

ÓPTICA GEOMÉTRICA

reflexão da luz (leis)

VESTIBULARES 2018.1

(UNITINS/TO-2018.1) - ALTERNATIVA: A Um feixe de luz emitido por uma lanterna incide sobre um espelho plano, formando com o plano um ângulo de 35º. Nessas condições, avalie as afirmações que se seguem e marque a opção correta.

I)

O

ângulo de incidência é igual a 55º.

II)

O ângulo formado entre o raio refletido e o espelho é igual a 55º.

III)

O ângulo formado entre o raio incidente e o raio refletido é igual

a 110º.

*a) Somente I e III estão corretas.

b) Somente I e II estão corretas.

c) Somente II e III estão corretas.

d) Somente I está correta.

e) Somente III está correta.

(UECE-2018.1) - ALTERNATIVA: A Dois espelhos planos são dispostos paralelos um ao outro e com as faces reflexivas viradas uma para outra. Em um dos espelhos incide um raio de luz com ângulo de incidência de 45°. Considerando que haja reflexão posterior no outro espelho, o ângulo de reflexão no segundo espelho é *a) 45°.

b) 180°.

c) 90°.

d) 22,5°.

japizzirani@gmail.com

VESTIBULARES 2018.2

(IFSUL/RS-2018.2) - ALTERNATIVA: B Os aparelhos de raio laser vêm emitindo feixes cada vez mais po- tentes, os quais, em contato com os olhos, podem causar danos irreversíveis à visão. Considere que, em uma situação hipotética, um garoto A, brincando com o mesmo tipo de aparelho, projete um

feixe luminoso sobre o espelho E 1 , cuja reflexão atinge o espelho

E 2 , que o reflete, atingindo um dos olhos de seu amigo B, conforme

a figura abaixo.

um dos olhos de seu amigo B, conforme a figura abaixo. De acordo com a ilustração,

De acordo com a ilustração, o ângulo θ, formado entre o raio inicial

e o espelho E 1 , é

a) 40º.

*b) 50º.

c) 60º.

d) 70º.

(UCB/DF-2018.2) - ALTERNATIVA: A Tendo em vista que um feixe laser incide sobre uma superfície espe- lhada ideal, é correto afirmar que o

*a) ângulo de reflexão em relação à normal é igual ao de incidência.

b)

feixe será completamente espalhado.

c)

ângulo de reflexão em relação à normal é maior que o de inci-

dência.

d) ângulo de reflexão em relação à normal é menor que o de inci-

dência.

e) ângulo de reflexão em relação à normal dependerá do índice de

refração do meio.

(UECE-2018.2) - ALTERNATIVA: C Considerando que, em um espelho plano incide um raio de luz, é correto afirmar que

a) o ângulo de incidência é sempre suplementar ao de reflexão.

b) o ângulo de reflexão é sempre perpendicular ao espelho.

*c) o ângulo de incidência é igual ao de reflexão e a direção normal

é

perpendicular ao plano do espelho.

d)

o ângulo entre a superfície do espelho e o raio incidente é sempre

igual ao ângulo entre o raio refletido e a direção normal.

(UEM/PR-2018.2) - RESPOSTA: SOMA = 10 (02+08) Um raio luminoso se propaga no plano xy. Esse raio passa inicial- mente pelo ponto (–2, 2), incide em um espelho plano (situado no

plano xz ) no ponto (a ,0), é refletido e, finalmente, passa pelo ponto (2, 6). As coordenadas dos pontos são expressas como (x, y), com x

e y em metros. A distância total percorrida pelo raio, do ponto inicial ao ponto final, é igual a d. Sobre esse sistema, assinale o que for correto. 01) a = 0. 02) d < 10 m. 04) O ângulo de reflexão (em relação a um eixo paralelo a y) é igual

a arctan1.

08) O ângulo de incidência (em relação a um eixo paralelo a y) é igual a arctan0,5. 16) Um objeto opaco, localizado entre os pontos (1, 3) e (2, 3), inter- rompe a passagem do raio luminoso.

5

ÓPTICA GEOMÉTRICA

espelho plano

VESTIBULARES 2018.1

(UNICENTRO/PR-2018.1) - ALTERNATIVA: D Um espelho plano está no piso horizontal de uma sala com o lado

espelhado voltado para cima. O teto da sala está a 3,2 m de altura, e uma lâmpada está a 60 cm do teto. Com esses dados pode-se concluir que a distância entre a lâmpada e sua imagem formada pelo espelho plano é, em metros, igual a:

a) 6,40

b) 3,2

c) 0,6

*d) 5,2

e) 2,6

(UERJ/2018.1) - ALTERNATIVA: C Considerando o conceito de simetria, observe o desenho abaixo:

o conceito de simetria, observe o desenho abaixo: Os pontos A e B são simétricos em

Os pontos A e B são simétricos em relação à reta s, quando s é a mediatriz do segmento AB. Observe este novo desenho:

s

R

Em relação à reta s, a imagem simétrica da letra R apresentada no desenho é:

a) R

*c)

R

b)

R

d) R

(UFJF/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: B João ganhou uma camisa do seu time de basquete preferido. A ca- misa possui impresso o número 45, o mesmo número do cestinha do time.

impresso o número 45, o mesmo número do cestinha do time. Ao se olhar de frente

Ao se olhar de frente para um espelho plano, vestindo a camisa, João verá a imagem do número como:

a)

a) d)

d)

a) d)

*b)

*b) e)

e)

*b) e)

c)

c)

japizzirani@gmail.com

(ETEC/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: 42 D e 43 A Leia o texto para responder às questões de números 42 e 43. Quando você fica à frente de um espelho plano, você e a sua res- pectiva imagem têm sempre naturezas opostas, ou seja, quando um

é real o outro deve ser virtual. Dessa maneira, para se obter geo-

metricamente a imagem de um objeto pontual, basta traçar por ele uma reta perpendicular ao espelho plano, atravessando a superfície

espelhada, e marcar simetricamente o ponto imagem, como mos- trado na figura.

simetricamente o ponto imagem, como mos- trado na figura. QUESTÃO 42 Imagine que você esteja em

QUESTÃO 42 Imagine que você esteja em frente a um espelho plano, a uma dis- tância de 0,5 m. Suponha que esse espelho seja deslocado no mes- mo plano em 0,4 m, se distanciando de você, conforme a figura.

plano em 0,4 m, se distanciando de você, conforme a figura. A distância, representada no esquema

A distância, representada no esquema pela letra y, entre você e a

sua imagem, será, em metros, de

a) 0,4.

b) 0,8.

c) 1,0.

*d) 1,8.

e) 2,0.

QUESTÃO 43 Considere que, na situação anterior, você esteja vestindo uma cami- seta com a palavra FÍSICA, conforme a figura.

uma cami- seta com a palavra FÍSICA, conforme a figura. Se você se colocar de frente

Se você se colocar de frente para o espelho plano, a palavra FÍSICA refletida se apresentará como mostrado na alternativa

*a)

b)

c)

d)

e)

FÍSICA

ÍSICA

FÍSICA

ÍSICA

ÍSICA

F

F

C

C

C S F

6

(UEM/PR-2018.1) - RESPOSTA: SOMA = 26 (02+08+16) Suponha que uma pessoa está a 2,0 m de um espelho plano e que P 1 é a posição da imagem da pessoa, refletida no espelho. Considerando esses dados, assinale o que for correto.

01) A distância do espelho até P 1 é de 4,0 m.

02) Se a pessoa se afasta 1,0 m do espelho, a distância da pessoa até sua imagem será de 6,0 m. 04) Se o espelho é afastado da pessoa 1,0 m, a imagem da pessoa se afasta 1,0 m da posição P 1 . 08) Se a distância de P 1 até uma nova posição P 2 da imagem é 1,0 m mais distante do espelho que P 1 , então o espelho pode ter se afastado 0,5 m da pessoa. 16) Se a pessoa se aproxima 1,0 m da posição do espelho e, em seguida, o espelho é afastado 0,5 m da sua posição anterior, então a imagem permanecerá na posição P 1 .

(UNIFENAS/MG-2018.1) - ALTERNATIVA OFICIAL: C Analise as assertivas sobre espelhos planos a seguir, assinalando (V) para verdadeiro e (F) para falso.

I) As imagens são enantiomórficas e simétricas.

II) Caso o objeto permaneça em repouso e o espelho se afaste com

velocidade de 36 km/h, a imagem se afastará do espelho com velo- cidade de 20 m/s.

III) Considerando uma associação de dois espelhos planos, forman-

do 60°, encontram-se 5 imagens associadas ao objeto, sendo 3 ima-

gens emantiomórficas.

a) V, F e F.

b) F, F e V.

c) V, V e V.

d) F, F e F.

e) V , V e F.

OBS.: Para a assertiva (II) o correto é: a imagem se afastará do

objeto com 20 m/s e do espelho com 10 m/s.

(IF/PE-2018.1) - ALTERNATIVA: E Leia o TEXTO para responder à questão 30.

Um dos maiores gênios do cinema, Charlie Chaplin eternizou o va- gabundo Carlitos na cabeça de cada cinéfilo desse mundo. Com sua bengala, chapéu de coco e calças largas, o personagem esteve em muitas obras de artes bastante lembradas da história do cinema. Mesclando suas experiências pessoais na maioria dos seus traba- lhos, suas obras são estudadas, idolatradas e veneradas por todos aqueles que amam o cinema.

RAPADURA. Rapadura Cast 127. Disponível em: < http://cinemacomrapadura.com.

br/rapaduracastpodcast/3570/rapaduracast-127-biografia-charles-chaplin-parte-1/>.

Acesso em: 14 set. 2017.

Acesso em: 14 set. 2017. QUESTÃO 30 Um diretor de cinema, sabendo do efeito

QUESTÃO 30 Um diretor de cinema, sabendo do efeito produzido pela associação de espelhos e dispondo de apenas 2 (dois) atores posicionados en- tre dois espelhos planos verticais fixos, que formam um ângulo q, pretende provocar uma impressão visual, nesta cena, com a apari- ção de 8 (oito) personagens, já incluindo a imagem real dos 2 (dois) atores. A partir dessas informações, determine o ângulo q formado entre esses espelhos para que se consiga o efeito descrito.

a) 72º.

b) 50º.

c) 45º.

d) 40º.

*e) 90º.

japizzirani@gmail.com

(UNICENTRO/PR-2018.1) - QUESTÃO ANULADA

Um espelho plano vertical desloca-se com velocidade de módulo 4 m/s, afastando-se de um poste que está parado em relação ao solo. O módulo da velocidade da imagem do poste em relação ao solo e ao espelho serão, respectivamente:

a) 4 m/s e 8 m/s

b) 2 m/s e 8 m/s

c) 8 m/s e 4 m/s

d) 8 m/s e 2 m/s

OBS.: A resposta correta será alternativa C se o espelho se afastar paralelamente ao poste e na direção horizontal.

7

VESTIBULARES 2018.2

(VUNESP/UNINOVE-2018.2) - ALTERNATIVA: A A figura mostra uma modelo na frente de um espelho plano vertical.

mostra uma modelo na frente de um espelho plano vertical. (http://efisica.if.usp.br. Adaptado.) Mantendo-se o espelho

(http://efisica.if.usp.br. Adaptado.)

Mantendo-se o espelho fixo, se a modelo se afastar 2,0 m dele numa direção perpendicular ao plano do espelho, sua imagem se afastará do espelho *a) 2,0 m.

b) 1,0 m.

c) 3,0 m.

d) 0,5 m.

e) 4,0 m.

(VUNESP/HUMANITAS-2018.2) - ALTERNATIVA: B A figura representa um observador AB de altura H parado a uma distância x de um espelho plano vertical CD, e sua imagem A’ B’, conjugada por esse espelho. Os raios de luz emitidos pela cabeça do observador (ponto A) e pelos pés do observador (ponto B) refle- tem no espelho e se dirigem para os olhos do observador (ponto O).

espelho e se dirigem para os olhos do observador (ponto O). Sabendo que a altura dos

Sabendo que a altura dos olhos desse observador em relação ao

solo é h = 1,60 m, a altura r em que esse espelho dever ser coloca- do, em relação ao solo, para que esse observador veja sua imagem por inteiro é

a) 1,70 m.

*b) 0,80 m.

c) 0,85 m.

d) 2,00 m.

e) 1,65 m.

(UECE-2018.2) - ALTERNATIVA: C

Considerando que, em um espelho plano incide um raio de luz, é correto afirmar que

a) o ângulo de incidência é sempre suplementar ao de reflexão.

b) o ângulo de reflexão é sempre perpendicular ao espelho.

*c) o ângulo de incidência é igual ao de reflexão e a direção normal

é

perpendicular ao plano do espelho.

d)

o ângulo entre a superfície do espelho e o raio incidente é sempre

igual ao ângulo entre o raio refletido e a direção normal.

(IF/CE-2018.2) - ALTERNATIVA: D Dois espelhos planos estão dispostos de tal forma que determinam um ângulo a. Sobre a bissetriz deste ângulo a, e entre os dois espe- lhos, encontra-se um objeto. Observa-se no conjunto dos espelhos

a formação de 5 (cinco) imagens do objeto. O ângulo a determinado pelos espelhos é, em graus,

a) 30.

b) 90.

c) 45.

*d) 60.

e) 0.

japizzirani@gmail.com

8

ÓPTICA GEOMÉTRICA

espelhos esféricos (estudo gráfico)

VESTIBULARES 2018.1

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Márcia, acostumada a se maquiar todos os dias, resolveu adquirir

um espelho de aumento, para que a imagem de seu rosto parecesse maior, facilitando, assim, a aplicação de sua maquiagem. Foi a uma loja de espelhos e pediu à vendedora um espelho convexo. Anali- sando essa situação, é correto dizer que Márcia fez uma compra

a) correta, pois os espelhos convexos fornecem uma imagem bas-

tante aumentada do objeto, desde que o objeto esteja a uma distân- cia correta do espelho.

b) errada, pois esse tipo de espelho fornece uma imagem com au-

mento muito pequeno, o que não resolverá seu problema.

c) correta, pois os espelhos convexos funcionam como as lupas,

que fornecem imagens bastante aumentadas dos objetos, a qual- quer distância deles. *d) errada, pois os espelhos convexos fornecem sempre uma ima- gem diminuída do objeto.

e) errada, pois, embora esse tipo de espelho forneça imagens au-

mentadas dos objetos, elas apresentam-se invertidas, o que impos- sibilitará Márcia de aplicar sua maquiagem.

(PUC/RJ-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um objeto é colocado em frente a um espelho, e a imagem formada é virtual. Considere as afirmações abaixo.

I - O espelho é necessariamente plano ou convexo.

II - A imagem formada é de tamanho maior que o objeto, caso o espelho seja convexo.

III - A imagem não pode estar invertida, independentemente do tipo

de espelho.

É correto SOMENTE o que se afirma em:

a) II

*b) III

c) I e II

d) I e III

e) II e III

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: C Com grande aplicação no dia a dia, os espelhos são caracterizados por possuírem uma de suas partes polida e com alto poder de refle- xão. Sobre esse assunto, analise as imagens a seguir.

Imagem I

Sobre esse assunto, analise as imagens a seguir. Imagem I Imagem II Imagem III Fonte: Disponível

Imagem II

assunto, analise as imagens a seguir. Imagem I Imagem II Imagem III Fonte: Disponível em

Imagem III

analise as imagens a seguir. Imagem I Imagem II Imagem III Fonte: Disponível em

Fonte: Disponível em <http://www.aulas-fisica-quimica.com/8f_16.html>. Acesso em 05 jun. 2016.

Considerando o contexto, os espelhos mostrados nas imagens I, II e

III são, respectivamente,

a) plano, plano e plano.

b) plano, plano e esférico.

*c) plano, esférico e esférico.

d) esférico, plano e esférico.

e) esférico, esférico e plano.

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: B Mariana comprou um espelho de aumento, de foco igual a 30 cm, para depilar sua sobrancelha. Qual é a distância máxima, em cm, entre o olho de Mariana e o vértice do espelho para que ela consiga ver a imagem da sua so- brancelha sem inversão e, assim, conseguir fazer sua depilação?

a) 15.

*b) 30.

c) 45.

d) 60.

e) 75.

japizzirani@gmail.com

(PUC/RS-2018.1) - ALTERNATIVA: A O edifício 20 Fenchurch Street, localizado em Londres e conhecido como Walkie Talkie, tem causado diversos problemas para a sua vizinhança. Moradores e funcionários da região têm argumentado que, desde a sua construção, os ventos estão mais intensos nas imediações do prédio. Além disso, houve registros de carros esta-

cionados nas proximidades do prédio que tiveram suas pinturas da- nificadas e suas peças derretidas por conta da reflexão da luz solar ocasionada pelo arranha-céu. Os carros foram danificados porque pelo menos uma das faces do prédio tem formato semelhante a *a) um espelho côncavo.

b) um espelho convexo.

c) uma lente divergente.

d) uma lente convergente.

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Um dos mais complexos aparelhos já colocados em órbita pelo ho-

mem, o Hubble, é um telescópio de reflexão e, no lugar de lentes,

Apesar de a qualidade de de-

finição das imagens corresponder, proporcionalmente, ao diâmetro do espelho principal, o Hubble leva a vantagem de estar no espaço, sem ter a visão obscurecida pela atmosfera da Terra. Assim, mesmo tendo apenas 2,4 metros de diâmetro, seu espelho enxerga mais longe e mais nitidamente que o telescópio que possui o maior espe- lho do mundo, o do observatório de Keck, no Havaí, com 10 metros de diâmetro.

funciona com espelhos convexos (

).

Fonte: adaptado de: Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/materia/co- mo-funciona-o-telescopio-espacial-hubble>. Acesso em: 28 maio 2016.

Em relação aos objetos refletidos, as imagens formadas pelos espe- lhos existentes nesse telescópio são

a) virtuais, invertidas e maiores.

b) reais, invertidas e maiores.

c) virtuais, direitas e maiores.

*d) virtuais, direitas e menores.

e) reais, invertidas e menores.

(VUNESP-UEFS/BA-2018.1) - ALTERNATIVA: A A figura representa um espelho esférico gaussiano (E), seu centro de curvatura (C), seu foco principal (F) e seu vértice (V). A figura também mostra quatro regiões (I, II, III e IV) identificadas por cores diferentes.

(I, II, III e IV) identificadas por cores diferentes. Se um objeto pontual for colocado sucessivamente

Se um objeto pontual for colocado sucessivamente nos pontos 1 e 2, as imagens conjugadas pelo espelho se formarão, respectivamente, nas regiões *a) II e IV.

b) III e I.

c) III e IV.

d) II e III.

e) II e I.

9

VESTIBULARES 2018.2

(VUNESP-CEFSA/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: B A figura mostra um espelho colocado no interior de uma loja, com o propósito de refletir uma imagem mais abrangente do espaço físico interior.

uma imagem mais abrangente do espaço físico interior. (http://alunosonline.uol.com.br) Esse é um espelho do tipo

(http://alunosonline.uol.com.br)

Esse é um espelho do tipo sempre

e a imagem que produz é

A alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas é:

a) convexo … real

*b) convexo … virtual

c) côncavo … real

d) côncavo … virtual

e) plano … virtual

(MACKENZIE/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: C

ESPELHO DE ARQUIMEDES – O Raio da Morte!

- ALTERNATIVA: C ESPELHO DE ARQUIMEDES – O Raio da Morte! A época era aproximadamente 200

A época era aproximadamente 200 a.C., o local, a cidade-estado de

Siracusa, Sicília, nas Grandes Guerras Púnicas. Os contadores da história foram, dentre outros, Tzestes e Luciano de Samosata em sua obra Hippias. Eles contaram que já naquela época o “cientista bélico” Arquime-

des teria inventado várias armas de guerra, incluindo catapultas, a terrível “Mão de Ferro” (um guindaste que pegava os navios e os levantava), um “Canhão a Vapor” e aquilo que ficou conhecido como

o

“Raio da Morte” ou “Raio de Calor”.

O

“Raio da Morte” era, na realidade, a concentração dos raios de

luz, advindos do sol, refletidos em um sistema formado por inúme- ros espelhos, formando o que seria um poderoso espelho esférico côncavo. Considerando-se ser o eixo principal deste espelho paralelo ao ho-

rizonte; a distância do vértice do espelho ao ponto de concentração máxima (ponto de queima) dos raios, d, e altura do ponto de queima

ao

eixo principal, h, afirma-se corretamente que o raio de curvatura

do

espelho esférico é fornecido pela expressão

a)

h 2 – d 2
h 2 – d 2

b)

2

h 2 + d 2
h 2 + d 2

*c)

2

d 2 – h 2
d 2 – h 2

d)

2

h 2 – d 2
h 2 – d 2

e)

d 2 – h 2
d 2 – h 2

japizzirani@gmail.com

(SENAI/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: B

A construção que vemos, na figura a seguir, localiza-se no sul da

França. Ela tem uma de suas paredes espelhadas, de forma que

a paisagem nela se reflete. Essa parede funciona como um gran-

de espelho, direcionando toda a radiação solar nele incidente para uma região bem definida. Com o acúmulo de energia, a temperatu- ra dessa região se eleva, podendo chegar a 3800°C, e isso pode ser aproveitado para diversas finalidades, como derreter metais, por exemplo.

diversas finalidades, como derreter metais, por exemplo. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Four-solaire-odeillo-02. jpg>. Acesso em: 22 mar. 2013.

De acordo com a propriedade de concentrar os raios solares e com

a análise da imagem das árvores e montanhas refletidas pela pare-

de espelhada do edifício, podemos afirmar, corretamente, que esta funciona como um espelho

a) côncavo, pois a imagem formada desses elementos é direita.

*b) côncavo, pois a imagem formada desses elementos é real.

c) convexo, pois a imagem é formada desses elementos é virtual.

d) convexo, pois a imagem formada desses elementos é invertida.

e) plano, pois a imagem formada desses elementos tem o mesmo

tamanho que os objetos.

(UEM/PR-2018.2) - RESPOSTA: SOMA = 12 (04+08) Considerando três espelhos, um plano (A), um esférico côncavo (B) e um esférico convexo (C), assinale o que for correto.

01) Para que as imagens dos espelhos B e C sejam nítidas e sem deformações apreciáveis, é recomendável que o ângulo de abertura útil dos espelhos esteja entre π / 2 e 3π / 4 radianos. 02) No espelho C, um raio de luz paralelo ao eixo principal produz um raio refletido que passa pelo foco. 04) O espelho A pode ser pensado como um caso limite de um espe- lho B ou C com raio de curvatura muito grande (tendendo ao infinito). 08) Nos espelhos B e C, todo raio de luz que incide em uma direção que passa pelo centro de curvatura reflete sobre si mesmo. 16) O espelho C pode fornecer imagens reais ou virtuais, dependen- do da posição do objeto em relação ao foco.

10

ÓPTICA GEOMÉTRICA

espelhos esféricos (estudo analítico)

VESTIBULARES 2018.1

(UNIFENAS/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: C Considerando um espelho esférico que obedeça às condições de

nitidez de Gauss, cujo módulo de sua distância focal seja igual a 10 centímetros, que a imagem obtida seja virtual e maior que o obje- to e que a distância entre o espelho e objeto seja de 5 cm, obtenha o tamanho da imagem

a) 3 cm.

b) 10 cm.

*c) Duas vezes maior que o objeto.

d) Três vezes maior que o objeto.

e) Quatro vezes maior que o objeto.

(VUNESP-UEA/AM-2018.1) - ALTERNATIVA: A Ao parar na entrada de um supermercado uma criança vê um espe- lho esférico a 6 m de si, preso em uma parede. Olhando para esse espelho, vê sua própria imagem direita e menor do que ela própria. Considerando que a altura da criança seja onze vezes a altura da imagem que ela vê de si mesma, é correto afirmar que o espelho visto pela criança é *a) convexo e sua distância focal é –0,6 m.

b) convexo e sua distância focal é –1,2 m.

c) convexo e sua distância focal é –0,3 m.

d) côncavo e sua distância focal é 0,6 m.

e) côncavo e sua distância focal é 1,2 m.

(VUNESP/CEFSA-2018.1) - ALTERNATIVA: C A figura representa um objeto e sua respectiva imagem, conjugada por um espelho esférico, quando o objeto é colocado perpendicular- mente e em repouso sobre o eixo principal do espelho.

mente e em repouso sobre o eixo principal do espelho. Sabendo que o objeto é quatro

Sabendo que o objeto é quatro vezes maior do que sua imagem e que ele está a 20 cm do espelho, a distância focal desse espelho é

a) 5,0 cm.

b) 4,5 cm.

*c) 4,0 cm.

d) 3,5 cm.

e) 3,0 cm.

(UNIOESTE/PR-2018.1) - ALTERNATIVA: D Considere um espelho esférico, côncavo e Gaussiano com raio de curvatura R = 40 cm. Um objeto se desloca ao longo do eixo princi- pal que passa pelo vértice do espelho, se afastando do mesmo com velocidade constante de 5,0 cm/s. No instante t = 0 s, o objeto se encontra a 60 cm de distância do vértice do espelho.

se encontra a 60 cm de distância do vértice do espelho. Assinale a alternativa que indica

Assinale a alternativa que indica CORRETAMENTE o instante no qual a imagem do objeto se aproximou 5,0 cm do vértice do espelho.

a) 2,0 s

*d) 8,0 s

b) 4,0 s

e) 10,0 s

c) 6,0 s

japizzirani@gmail.com

(UEPG/PR-2018.1) - RESPOSTA: SOMA = 28 (04+08+16)

A imagem de um objeto real com 10 cm de altura é projetada num

anteparo utilizando um espelho esférico. Sabendo que a distância entre o objeto e sua imagem é 40 cm e que o tamanho da imagem é 30 cm, assinale o que for correto. 01) O raio de curvatura do espelho é 60 cm. 02) A distância focal do espelho é 30 cm. 04) A imagem é invertida. 08) O espelho é côncavo. 16) O objeto está situado a uma distância de 20 cm do espelho.

(VUNESP-FAMERP/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A Um objeto luminoso encontra-se a 40 cm de uma parede e a 20 cm de um espelho côncavo, que projeta na parede uma imagem nítida do objeto, como mostra a figura.

parede uma imagem nítida do objeto, como mostra a figura. (www.geocities.ws. Adaptado.) Considerando que o espelho

(www.geocities.ws. Adaptado.)

Considerando que o espelho obedece às condições de nitidez de Gauss, a sua distância focal é *a) 15 cm.

b) 20 cm.

c) 30 cm.

d) 25 cm.

e) 35 cm.

(ITA/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: B

Dois espelhos esféricos interdistantes de 50cm, um côncavo, E 1 ,

e outro convexo, E 2 , são dispostos coaxialmente tendo a mesma

distância focal de 16 cm. Uma vela é colocada diante dos espelhos perpendicularmente ao eixo principal, de modo que suas primeiras imagens conjugadas por E 1 e E 2 tenham o mesmo tamanho. Assinale a opção com as respectivas distâncias, em cm, da vela aos espelhos E 1 e E 2 .

a) 25 e 25

*b) 41 e 9

c) 34 e 16

d) 35 e 15

e) 40 e 10

(UNIFESP-2018.1) - RESPOSTA: a) D = 18 m b) p = 8 m Em um parque de diversões existem dois grandes espelhos dispos- tos verticalmente, um de frente para o outro, a 10 m de distância um do outro. Um deles é plano, o outro é esférico convexo. Uma criança se posiciona, em repouso, a 4 m do espelho esférico e vê as duas primeiras imagens que esses espelhos formam dela: I P , formada pelo espelho plano, e I C , formada pelo espelho esférico, conforme representado na figura.

fora de escala
fora de escala

Calcule:

a) a distância, em metros, entre I P e I C .

b) a que distância do espelho esférico, em metros, a criança deve-

ria se posicionar para que sua imagem I C tivesse um terço de sua altura.

11

(PUC/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Considere dois espelhos esféricos, um côncavo e outro convexo, que obedeçam às condições de nitidez de Gauss. Esses espelhos possuem, em módulo, a mesma distância focal. De um objeto situa- do a uma distância P 1 da superfície refletora do espelho convexo, é conjugada uma imagem cujo aumento linear transversal é igual a ¾. Determine o módulo da relação P 2/ P 1 , para que, quando esse mes-

mo objeto estiver distante P 2 da superfície refletora do espelho côn- cavo, seja obtido o mesmo aumento linear em módulo.

a) 1

b) 3

c) 4

*d) 7

(VUNESP-HUMANITAS/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A

Uma pessoa está em frente a um espelho esférico e observa que sua imagem é direita e 3 vezes menor que seu tamanho real. A dis- tância entre a pessoa e sua imagem é de 1,6 metro. De acordo com as informações, é correto afirmar que *a) o espelho é convexo, com distância focal igual a – 60 cm.

b) o espelho é côncavo, com distância focal igual a 60 cm.

c) o espelho é convexo, com distância focal igual a – 240 cm.

d) o espelho é convexo, com distância focal igual a – 120 cm.

e) o espelho é côncavo, com distância focal igual a 120 cm.

japizzirani@gmail.com

VESTIBULARES 2018.2

(VUNESP-USCS/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: E Ao entrar em uma loja, uma pessoa se coloca entre dois espelhos, um plano e um esférico convexo, e para a 3 m de distância de cada um. Nessas condições, a distância entre as primeiras imagens que ela vê de si nos dois espelhos é de 11,1 m.

imagens que ela vê de si nos dois espelhos é de 11,1 m. Considerando que o

Considerando que o espelho esférico satisfaz as condições de niti- dez de Gauss, a distância focal desse espelho é de

a) –2 m.

b) –3 m.

c) –6 m.

d) –5 m.

*e) –7 m.

(UNICEUB/DF-2018.2) - ALTERNATIVA: B Um objeto é colocado diante de um espelho esférico côncavo e gera uma imagem cujo aumento transversal linear corresponde a 2.

Nessas condições, a relação entre a distância focal (f) e a posição da imagem até o vértice do espelho (p’) é

a) f = –2 p’.

*b) f = –p’.

c) f = p’.

d) f = 2 p’.

e) f = 4 p’.

(VUNESP-UEFS/BA-2018.2) - ALTERNATIVA: E A figura mostra um espelho esférico côncavo funcionando como es- pelho de aumento durante uma consulta odontológica.

es - pelho de aumento durante uma consulta odontológica. (www.diabeticconnect.com) Considere que, nessa situação, o

(www.diabeticconnect.com)

Considere que, nessa situação, o dentista tenha posicionado o es- pelho a 2 cm de um dos dentes e que esteja vendo a imagem desse dente 1,5 vez maior do que seu tamanho real. A distância focal do espelho do dentista é

a) 3 cm.

b) 10 cm.

c) 4 cm.

d) 8 cm.

*e) 6 cm.

12

ÓPTICA GEOMÉTRICA

refração da luz (índices de refração)

VESTIBULARES 2018.1

(UPF/RS-2018.1) - ALTERNATIVA: C Conta a história que Isaac Newton, trabalhando no polimento de al- gumas peças de vidro, conseguiu obter um prisma triangular, o qual utilizou para a sua famosa experiência da dispersão da luz bran- ca,ilustrada na figura a seguir.

da dispersão da luz bran- ca,ilustrada na figura a seguir. (Fonte: Luz, A. M. R Física

(Fonte: Luz, A. M. R

Física 2: contexto & apllicações. Scipione, 2011)

Utilizando a palavra latina spectrum, ele descreveu o conjunto de cores que resultou dessa dispersão da luz branca ao atravessar o prisma. A explicação para o observado por Newton encontra-se as- sociada ao fato de que cada cor que compõe o spectrum sofre um desvio diferente em virtude

a) da sua polarização. d) da sua velocidade no vácuo.

b) da sua difusão.

*c) do seu índice de refração.

e) da sua interferência.

(UNICEUB/DF-2018.1) - ALTERNATIVA: B O olho humano é constituído de várias estruturas (meios) pelas quais a luz é transmitida até sensibilizar as células fotossensoras localizadas na retina. Cada um desses meios possui diferentes índi- ces de refração, fazendo com que a trajetória da luz sofra constantes desvios ao passar de um meio para outro antes de atingir a retina. Considere a figura e a tabela de valores abaixo.

a retina. Considere a figura e a tabela de valores abaixo. <http://dicionariosaude.com/nervo-otico/>. Acesso

<http://dicionariosaude.com/nervo-otico/>. Acesso em: 19.11.2017

MEIO

ÍNDICE DE REFRAÇÃO

Ar

1,00

Cónea

1,38

Câmara Anterior

1,33

Cristalino

1,40

Humor Vítreo

1,34

De acordo com as informações apresentadas, podemos afirmar que

um raio de luz, propagando-se pelo ar, ao incidir na córnea, até atin- gir a retina, terá maior e menor velocidade, respectivamente, nos meios

a) ar e córnea.

*b) ar e cristalino.

c) humor vítreo e câmara anterior.

japizzirani@gmail.com

d) córnea e humor vítreo. e) cristalino e ar.

(UNESP-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um dos fatores que contribuíram para a aceitação do modelo atômi- co proposto por Niels Bohr em 1913 foi a explicação dos espectros da luz emitida por átomos de gases aquecidos, que podem ser ob- servados por meio de um aparelho chamado espectroscópio, cujo esquema está representado na figura. Nesse equipamento, a luz emitida por um gás atravessa uma fenda em um anteparo opaco, forma um estreito feixe que incide em um elemento óptico, no qual sofre dispersão. Essa luz dispersada incide em um detector, onde é realizado o registro do espectro.

em um detector, onde é realizado o registro do espectro. (Bruce H. Mahan. Química , 1972.

(Bruce H. Mahan. Química, 1972. Adaptado.)

O elemento óptico desse espectroscópio pode ser

a) um espelho convexo.

*b) um prisma.

c) uma lente divergente.

d) uma lente convergente.

e) um espelho plano.

13

VESTIBULARES 2018.2

(MACKENZIE/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: C Um feixe de luz apresenta um comprimento de onda igual a 400 nm quando se propaga no vácuo. Ao incidir em um determinado meio X, sua velocidade passa a ser 40% menor que a velocidade de pro- pagação da luz no vácuo. O índice de refração desse meio X e o comprimento de onda do feixe no meio X são, respectivamente,

Dado: velocidade da luz no vácuo igual a 3,0×10 8 m/s.

a) 4/3 ; 240 nm

b) 4/3 ; 300 nm

*c) 5/3 ; 240 nm

d) 5/3 ; 300 nm

e) 3/2 ; 300 nm

(CEDERJ-2018.2) - ALTERNATIVA: C Sendo a luz um fenômeno ondulatório, são características suas a velocidade de propagação, a amplitude, a frequência, a polarização e o comprimento de onda, entre outras. Observa-se que a luz do sol,

ao passar por um prisma de vidro, produz várias cores. Esse efeito se deve à dependência da velocidade da luz no vidro e, portanto, do índice de refração com

a) a amplitude da onda luminosa.

b) a polarização da luz.

*c) a frequência da onda luminosa.

d) o ângulo de incidência da luz no vidro.

(UPF/RS-2018.2) - ALTERNATIVA: B Sobre o comportamento da luz em diferentes meios, são feitas as seguintes afirmações:

I. Um feixe de luz monocromático tem frequência definida.

II. No vácuo, os diferentes feixes de luz monocromáticos se propagam com velocidades distintas.

III. A passagem da luz de um meio para outro, acompanhada de uma variação em sua velocidade de propagação, recebe o nome de refração da luz.

IV. O índice de refração absoluto de um meio define-se como o quociente entre a velocidade da luz no vácuo e a velocidade da luz no meio em questão.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) I, II e III.

*b) I, III e IV.

c) I e III.

d) II e IV.

e) III e IV.

japizzirani@gmail.com

14

ÓPTICA GEOMÉTRICA

refração da luz (leis)

VESTIBULARES 2018.1

(VUNESP-FMJ/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: E Um raio de luz monocromático que se propaga pelo ar incide no centro da base de um sólido com a forma de um cilindro circular reto, de raio A, feito de um material homogêneo e transparente. Esse raio passa a se propagar pelo interior do cilindro e refrata novamente para o ar de forma rasante à superfície lateral do cilindro.

o ar de forma rasante à superfície lateral do cilindro. Considerando o índice de refração absoluto

Considerando o índice de refração absoluto do ar n Ar = 1 e as infor- mações da figura, o índice de refração absoluto do material com que o cilindro é feito é igual a

a)

b)

n =

n =

c) n =

A 2 + B 2
A 2 + B 2

A

d)

A *e)

A 2 + B 2
A 2 + B 2
A + B B
A + B
B

n =

n =

B

A 2 + B 2 A 2 + B 2
A
2 + B 2
A 2 + B 2

B

(UFLA/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: C A Lei de Snell-Descartes relaciona os ângulos de incidência q e de refração a com os índices de refração n 1 e n 2 dos meios 1 e 2, por meio da equação:

n 1 ·senq = n 2 ·sena

2, por meio da equação: n 1 ·sen q = n 2 ·sen a Considere: sen60º

Considere: sen60º = 3

2

e sen45º = 2 2

.

Sendo o meio 1 o ar, com índice de refração n 1 = 1, e o meio 2 um

, e sabendo

que o ângulo que o raio incidente faz com a superfície do material transparente é de 30º, o ângulo entre o raio refletido e o refratado será:

a) 15º

b) 45º

*c) 75º

d) 105º

material transparente, com índice de refração n 2 =

3 2
3
2

japizzirani@gmail.com

(UNICAMP/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A Uma lente de Fresnel é composta por um conjunto de anéis concên- tricos com uma das faces plana e a outra inclinada, como mostra a figura (a). Essas lentes, geralmente mais finas que as convencio- nais, são usadas principalmente para concentrar um feixe luminoso em determinado ponto, ou para colimar a luz de uma fonte luminosa, produzindo um feixe paralelo, como ilustra a figura (b). Exemplos desta última aplicação são os faróis de automóveis e os faróis cos- teiros. O diagrama da figura (c) mostra um raio luminoso que passa por um dos anéis de uma lente de Fresnel de acrílico e sai parale- lamente ao seu eixo. Se sen(q 1 ) = 0,5 e sen(q 2 ) = 0,75, o valor do índice de refração do acrílico é de

= 0,75, o valor do índice de refração do acrílico é de (a) (b) (c) *a)

(a)

o valor do índice de refração do acrílico é de (a) (b) (c) *a) 1,50. c)

(b)

o valor do índice de refração do acrílico é de (a) (b) (c) *a) 1,50. c)

(c)

*a) 1,50.

c) 1,25.

b) 1,41.

d) 0,66.

(UFPR-2018.1) - RESPOSTA: v = 1,2× 10 8 m/s Um feixe de luz incide num espelho plano fazendo um ângulo

q 1 = 60º com a normal ao espelho, propagando-se pelo ar (meio 1). O feixe refletido propaga-se no meio 1 e incide na interface entre o meio 1 e o meio 2, onde sofre refração. O feixe refratado sai com

ângulo q 2 com relação à normal à interface, conforme mostra a fi- gura abaixo.

q 2 q 1
q 2
q 1

As duas normais são perpendiculares entre si. Sabe-se que o índi-

, que

. Além disso,

a velocidade da luz no meio 1 é c = 3,0× 10 8 m/s.

Levando em consideração os dados apresentados, determine o va- lor da velocidade da luz no meio 2.

ce de refração do ar vale n 1 = 1, que sen 30º = cos 60º =

sen60º = cos30º = 3

2

1

e que senq 2 = 5

e cosq 2 = 26

5

2

1

(UEPG/PR-2018.1) - RESPOSTA: SOMA = 12 (04+08) Um raio de luz pode sofrer refração ao passar de um meio para ou- tro com diferentes índices de refração. Em relação ao fenômeno da refração, assinale o que for correto.

Dados: índice de refração do ar = 1

01) O índice de refração de um material não depende do compri-

mento de onda da luz incidente, apenas do ângulo entre o raio de luz

e a interface entre os dois meios.

02) Um raio de luz incide com um ângulo de 45° em relação a uma

reta normal à interface entre o ar e um líquido. Se o ângulo entre o raio refratado no líquido e a direção normal é 30°, podemos concluir que o índice de refração do líquido é 2. 04) O índice de refração de um material é dado pela razão entre a velocidade da luz no vácuo e a velocidade da luz no material. 08) Um objeto submerso olhado de um ponto acima do nível da su- perfície da água poderá aparentar estar mais perto da superfície do que realmente está.

15

(VUNESP-StaCASA/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: C Dois meios homogêneos e transparentes, A e B, são justapostos e separados pela superfície plana S. Um raio de luz monocromático propaga-se pelo meio A com velocidade 1,5 × 10 8 m/s, incide per- pendicularmente à superfície de separação entre os meios e passa

× 10 8 m/s , con-

forme a figura 1.

a propagar-se pelo meio B, com velocidade de 6

2

Figura 1

Figura 2

pelo meio B, com velocidade de √ 6 2 Figura 1 Figura 2 Se esse mesmo

Se esse mesmo raio, propagando-se pelo meio B, incidisse na su- perfície S conforme a figura 2, ele

a) refrataria de forma rasante à superfície S.

b) refrataria fazendo um ângulo de 60º com a superfície S.

*c) refrataria fazendo um ângulo de 30º com a superfície S.

d) refrataria fazendo um ângulo de 45º com a superfície S.

e) sofreria reflexão total.

(IFNORTE/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um feixe de luz monocromática I, proveniente do ar, cujo índice de refração é n AR = 1,0, incide em um ponto A, na superfície de um líquido, como ilustra o esquema da FIGURA 06:

FIGURA 06

um líquido, como ilustra o esquema da FIGURA 06: FIGURA 06 Após refletir-se no fundo do

Após refletir-se no fundo do recipiente que contém o líquido, o feixe de luz emerge no ponto B. Sabendo-se que senq = 0,96, AB = 60 cm e h = 40 cm, é CORRETO afirmar que o índice de refração do líquido vale:

a) 1,4

*b) 1,6

c) 1,8

d) 2,4

(FPS/PE-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um feixe de luz monocromática se propaga de um meio 1 para um meio 2, ambos homogêneos e transparentes, como mostrado na fi- gura F4.

homogêneos e transparentes, como mostrado na fi - gura F4. Figura F4 Determine a razão n

Figura F4

Determine a razão n 1/ n 2 , onde n 1 é o índice de refração do meio 1 e n 2 é o índice de refração do meio 2.

Dados: sen60º = 3 / 2 e cos60º = 1 / 2.

a) 1 /3

b) 3

c) 3 / 2

d) 2 / 3

e) 2

japizzirani@gmail.com

(MACKENZIE/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A Um raio de luz monocromática de frequência f = 1,0×10 15 Hz, com velocidade v = 3,0×10 5 km/s, que se propaga no ar, cujo índice de refração é igual a 1, incide sobre uma lâmina de vidro (n vid =2), formando um ângulo 45º com a superfície da lâmina. O seno do ângulo de refração é

*a) 0,5.

d) 3,0.

b) 0,7.

e) 2 .

c) 1,0.

(MACKENZIE/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A A figura abaixo representa um raio de luz atingindo uma superfície e sofrendo,simultaneamente, reflexão e refração.

e sofrendo,simultaneamente, reflexão e refração. Os ângulos de reflexão e refração são, respectivamente,

Os ângulos de reflexão e refração são, respectivamente, iguais a *a) 30º e 60º.

b) 30º e 30º.

c) 60º e 30º.

d) 60º e 60º.

e) 45º e 30º.

(CEDERJ-2018.1) - ALTERNATIVA: B A figura ilustra o trajeto de um raio de luz passando através de três meios denotados por 1, 2 e 3, com índices de refração n 1 , n 2 e n 3 , respectivamente:

1 2 3
1
2
3

As relações entre os índices de refração desses meios são

a) n 1 > n 2 > n 3 .

*b) n 2 > n 1 > n 3 .

c) n 1 > n 3 > n 2 .

d) n 3 > n 2 > n 1 .

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A

O Sol, quando se encontra próximo ao horizonte, nos aparece em

uma posição mais elevada no céu do que realmente está. Assim, mesmo depois que o Sol se põe, ainda temos luminosidade por um tempo. Isso ocorre devido à influência da atmosfera da Terra. Se não houvesse atmosfera em nosso planeta, a luz não perduraria por alguns minutos após o pôr do Sol e ficaríamos instantaneamente no escuro. Esse aparente deslocamento do Sol ocorre devido à

*a) refração da luz nas camadas da atmosfera, entortando a trajetó-

ria

dos raios luminosos.

b)

reverberação da luz na atmosfera terrestre, fazendo com que a

luz perdure por mais tempo.

c) reflexão da luz nas camadas da atmosfera, projetando o Sol para

uma posição mais elevada no céu.

d) reflexão total da luz solar na atmosfera, projetando o Sol para uma

posição mais elevada no céu.

e) difração dos raios luminosos pela atmosfera, resultando na ilusão

visual de que o Sol está mais elevado.

16

(VUNESP-FAMEMA/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Um raio de luz monocromático propaga-se por um meio A, que apre- senta índice de refração absoluto n A = 1, e passa para outro meio B, de índice de refração n B = 2, conforme figura.

de refração n B = √ 2 , conforme figura. Considere que o raio incidente forma

Considere que o raio incidente forma com a normal à superfície o ângulo de 45º. Nessas condições, o ângulo de desvio (d), indicado na figura, é igual a

a) 60º.

*d) 15º.

b) 30º.

e) 90º.

c) 45º.

(UNIVESP-2018.1) - ALTERNATIVA: A No esquema ilustrado a seguir, o triângulo azul representa o perfil de um prisma de base triangular, feito de um material transparente (meio 2), estando imerso em um meio transparente 3, mas com sua face superior imersa em um meio 1.

3, mas com sua face superior imersa em um meio 1. O raio de luz monocromática,

O raio de luz monocromática, representado em vermelho, incide so- bre a face exposta ao meio 1, refrata para o interior do prisma e emerge para o meio 3. Quanto aos índices de refração absolutos dos meios 1, 2 e 3, é correto afirmar que o do meio 1 é *a) menor que o do meio 2 e este é menor que o do meio 3.

b) menor que o do meio 2, mas é igual ao do meio 3.

c) maior que o do meio 2 e este é menor que o do meio 3.

d) maior que o do meio 2 e este é maior que o do meio 3.

e) maior que o do meio 2, mas é igual ao do meio 3.

(VUNESP-UEFS/BA-2018.1) - ALTERNATIVA: D Dois meios transparentes, A e B, de índices de refração absolutos n A e n B ≠ n A , são separados por uma superfície plana S, e três raios monocromáticos, R 1 , R 2 e R 3 , se propagam do meio A para o meio B, conforme a figura.

, se propagam do meio A para o meio B, conforme a figura. É correto afirmar

É correto afirmar que

a) o raio R 3 não sofreu refração.

b) o raio R 1 é mais rápido no meio B do que no meio A.

c) para o raio R 3 , o meio B é mais refringente do que o meio A.

*d) para o raio R 2 , n n A < 1.

e) para o raio R 1 , n B ·n A < 0.

japizzirani@gmail.com

B

VESTIBULARES 2018.2

(UNITAU/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: B Um trem de ondas periódicas, com frequência f, depois de viajar no meio ar, incide sobre uma interface ar-vidro, fazendo um ângulo de 60 graus com a sua normal. Ao sofrer uma refração total com um ângulo de 30 graus, também medido com relação à mesma normal, esse trem de ondas viaja com uma velocidade diferente daquela do meio ar.

Sabendo que sen(30º) = 1 / 2 e sen(60º) = 3 / 2 e, que a velocidade desse trem de ondas no meio ar é c, a velocidade desse trem de ondas no meio vidro será de

a) 3c

*b) (3 / 3)c

c) (1 / 2)c

d) (3 / 6)c

e) (1 / 3)c

(UFU/MG-2018.2) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO Considere um raio de luz que parte do ponto 1 e vai até o ponto 2, seguindo por um caminho retilíneo, justamente porque é aquele em que tal raio o percorre em menor tempo possível. Na mesma situ- ação, um raio sai do ponto 1 e chega a 3, mas, em vez de fazer o caminho seguindo a linha tracejada, ele atravessa a lâmina de vidro, passando por a e b.

ele atravessa a lâmina de vidro, passando por a e b . a) Explique por que

a) Explique por que o raio de luz não segue a linha tracejada, e sim

desvia-se, passando por a e b.

b) Sabendo-se que o índice de refração do vidro é 1,5, qual a veloci-

dade com que o raio de luz o atravessa?

RESPOSTA UFU/MG-2018.2:

a) Na trajetória 1 3, o raio sofre refração ao passar do ar para o

vidro (e do vidro para o ar), meios cujos índices de refração são di- ferentes. Como essa incidência é oblíqua, ocorre desvio da trajetória do raio de acordo com a lei de Snell.

b) v vidro = c / 1,5 (onde c é a velocidade da luz no vácuo)

(UFJF/MG-2018.2) - ALTERNATIVA: D Numa indústria deseja-se saber o índice de refração de determinado material. Utiliza-se no ar um raio laser de cor vermelha com ângulo de incidência igual a 45º. O ângulo de refração observado no interior do material é igual a 30º. Então o índice de refração do material é:

(Dados: o índice de refração relativo do ar é igual a 1; sen45º = cos45º = 2 / 2; sen30º = 1 / 2; cos30º = 3 / 2)

a) 0,66

b) 0,75

c) 1,35

*d) 1,41

e) 1,50

17

ÓPTICA GEOMÉTRICA

reflexão total ou interna (âng. limite)

VESTIBULARES 2018.1

(FGV/RJ-2018.1) - ALTERNATIVA: A Um feixe de luz se propaga no ar e incide na face horizontal superior de um cubo, transparente, colocado sobre uma mesa, como ilustra a figura. A direção de incidência da luz forma um ângulo de 45º com

o eixo vertical.

da luz forma um ângulo de 45º com o eixo vertical. Considere: cos35º = 0,8 tg35º

Considere:

cos35º = 0,8 tg35º = 0,7 sen45º = 0,7 índice de refração do ar = 1

O valor mínimo do índice de refração do cubo para que o feixe de luz seja totalmente refletido em uma de suas faces verticais é, apro-

ximadamente,

*a) 1,25

d) 2,14

b) 1,94

e) 1,65

c) 2,42

(FGV/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A São dados os índices de refração absolutos (n) dos seguintes meios

ópticos: n ar = 1,0, n água = 1,3, n vidro c = 1,5, n vidro p = 1,8. Um raio de luz monocromática foi emitido sobre um sistema óptico formado por 3 desses meios, obtendo-se a configuração seguinte.

I e II são dióptros planos, que separam os meios A de B e B de C, respectivamente.

que separam os meios A de B e B de C, respectivamente. A possível, correta e

A possível, correta e respectiva relação entre os meios A, B e C é

*a) água, vidro p e ar.

d) vidro c, ar e água.

b) ar, vidro c e vidro p.

e) ar, água e vidro p.

c) água, vidro c e vidro p.

(UFRGS/RS-2018.1) - ALTERNATIVA: E Um feixe de luz monocromática, propagando-se em um meio trans- parente com índice de refração n 1 , incide sobre a interface com um meio, também transparente, com índice de refração n 2 . Considere q 1 e q 2 , respectivamente, os ângulos de incidência e de refração do feixe luminoso. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem.

e se o valor do ân-

Haverá reflexão total do feixe incidente se gulo de incidência for tal que

a) n 1 < n 2

senq 1 < n 2/ n 1

d) n 1 > n 2

senq 1 < n 2/ n 1

b) n 1 < n 2

senq 1 > n 2/ n 1

*e) n 1 > n 2

senq 1 > n 2/ n 1

c) n 1 = n 2

senq 1 = n 2/ n 1

japizzirani@gmail.com

(UFJF/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: C Em um experimento realizado em um laboratório, Maria Meitner co- locou uma caneta laser adequadamente protegida no fundo de um aquário e depois o encheu com um líquido desconhecido. Ao instalar

o laser, ela mediu o ângulo limite, q L , para que ocorra a reflexão total na interface com o ar, encontrando o valor de 42°. A figura a seguir representa o experimento, sendo que a seta no fundo do aquário representa a caneta laser e as outras, por sua vez, indicam a dire- ção de propagação do feixe. Dados: cos 42° = 0,74; sen 42° = 0,67; n Ar = 1,0 (índice de refração do ar). Os índices de refração de cinco líquidos diferentes estão indicados na tabela abaixo.

líquidos diferentes estão indicados na tabela abaixo.   Índice de Líquido refração líquido 1
 

Índice de

Líquido

refração

líquido 1

1,1

líquido 2

1,3

líquido 3

1,5

líquido 4

1,7

líquido 5

1,8

O índice de refração de qual líquido se aproxima mais do obtido pelo experimento de Maria Meitner?

a) Do líquido 5.

d) Do líquido 2.

b) Do líquido 4.

e) Do líquido 1.

*c) Do líquido 3.

(UCB/DF-2018.1) - ALTERNATIVA: A

A refração da luz ao passar por meios transparentes pode ser mo-

delada matematicamente pela lei de Snell-Descartes, conforme a

figura apresentada.

pela lei de Snell-Descartes, conforme a figura apresentada. Acerca do exposto, assinale a alternativa correta. a)

Acerca do exposto, assinale a alternativa correta.

a) Se q i > q r , é correto afirmar que a velocidade da luz é maior no

material 1.

b)

A velocidade da luz é constante e igual em ambos os materiais.

c)

Se q i > q r , é correto afirmar que o índice de refração n r é negativo.

d)

Se n i > n r , é correto afirmar que não haverá refração.

e)

O ângulo crítico (a partir do qual ocorrerá o fenômeno da reflexão

total) é obtido quando q i = 90º e assim, n i < n r .

(VUNESP-StaCASA/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: C Dois meios homogêneos e transparentes, A e B, são justapostos e separados pela superfície plana S. Um raio de luz monocromático propaga-se pelo meio A com velocidade 1,5 × 10 8 m/s, incide per- pendicularmente à superfície de separação entre os meios e passa

a

× 10 8 m/s , con-

forme a figura 1.

propagar-se pelo meio B, com velocidade de 6

2

Figura 1

Figura 2

pelo meio B, com velocidade de √ 6 2 Figura 1 Figura 2 Se esse mesmo

Se esse mesmo raio, propagando-se pelo meio B, incidisse na su- perfície S conforme a figura 2, ele

a) refrataria de forma rasante à superfície S.

b) refrataria fazendo um ângulo de 60º com a superfície S.

*c) refrataria fazendo um ângulo de 30º com a superfície S.

d)

refrataria fazendo um ângulo de 45º com a superfície S.

e)

sofreria reflexão total.

18

(VUNESP-StaCASA/SP-2018.1) - RESP. NO FINAL DA QUESTÃO

O triângulo ABC da figura representa a secção transversal de um

prisma de vidro transparente, em repouso e parcialmente imerso na água. Um raio de luz monocromático propaga-se pelo ar no mesmo plano vertical que contém esse triângulo e incide perpendicularmen- te no lado AB, passando a propagar-se pelo prisma.

te no lado AB, passando a propagar-se pelo prisma. q (º) sen q 15 0,26 30

q(º)

sen q

15

0,26

30

0,50

45

0,71

60

0,87

75

0,96

Considerando o índice de refração absoluto do ar igual a 1,0, o da água igual a 1,3, o do vidro igual a 1,5 e os valores indicados na tabela, calcule:

a) a redução percentual da velocidade de propagação do raio lumi-

noso quando ele passa do ar para o vidro.

b) o menor valor do ângulo q para que o raio incidente no lado AB

emerja totalmente do prisma pelo lado BC.

RESPOSTA VUNESP-StaCASA/SP-2018.1:

a) r(%) @ 33%

b) q @ 60º

(IME/RJ-2018.1) - ALTERNATIVA: C As fibras ópticas funcionam pelo Princípio da Reflexão Total, que ocorre quando os raios de luz que seguem determinados percursos dentro da fibra são totalmente refletidos na interface núcleo-casca, permanecendo no interior do núcleo.

n n 2 0 q a n 1 n 2
n
n
2
0
q
a
n
1
n
2

Considerando apenas a incidência de raios meridionais e que os raios refratados para a casca são perdidos, e ainda, sabendo que os índices de refração do ar, do núcleo e da casca são dados, res-

pectivamente, por n 0 , n 1 , e n 2 (n 1 > n 2 > n 0 ), o ângulo máximo de incidência q a , na interface ar-núcleo, para o qual ocorre a reflexão total no interior da fibra é:

Considerações:

• raios meridionais são aqueles que passam pelo centro do núcleo; e

• todas as opções abaixo correspondem a números reais.

( a) n 2 2 – n 0 2 arc sen n 1 ( b)
(
a) n 2 2 – n 0 2
arc sen
n 1
(
b) n 1 2 – n 2 2
arc sen
n 0
(
n 1 2 – n 2 2
*c) arc sen
n 0
(
(

(

d) arc sen

e) arc cos

(

(

n 2 2 – n 0 2
n 2 2 – n 0 2

n 1

n 1 2 – n 2 2
n 1 2 – n 2 2

n 0

(

(

(ENEM-2017) - ALTERNATIVA: D Em uma linha de transmissão de informações por fibra óptica, quan-

do um sinal diminui sua intensidade para valores inferiores a 10 dB, este precisa ser retransmitido. No entanto, intensidades superiores

a 100 dB não podem ser transmitidas adequadamente. A figura a

seguir apresenta como se dá a perda de sinal (perda óptica) para diferentes comprimentos de onda para certo tipo de fibra óptica.

japizzirani@gmail.com

onda para certo tipo de fibra óptica. japizzirani@gmail.com Atenuação e limitações das fibras ópticas. Disponível

Atenuação e limitações das fibras ópticas. Disponível em: www.gta.ufrj.br. Acesso em: 25 maio 2017 (adaptado).

Qual é a máxima distância, em km, que um sinal pode ser enviado nessa fibra sem ser necessária uma retransmissão?

a) 6

*d) 90

b) 18

e) 100

c) 60

uma retransmissão? a) 6 *d) 90 b) 18 e) 100 c) 60 VESTIBULARES 2018.2 (UFU/MG-TRANSF.2018.2) -

VESTIBULARES 2018.2

(UFU/MG-TRANSF.2018.2) - ALTERNATIVA: D Muitas vezes são utilizados prismas isósceles (45 º, 45 º e 90 º) em binóculos para mudar o caminho óptico dos feixes de luz. Considerando o prisma imerso no ar com índice de refração igual a 1, qual deve ser o índice de refração mínimo para que o binóculo

funcione, ou seja, para que ocorra a reflexão total em sua interface? (Utilize sen45 º = 0,7)

a) Menor que 1,4.

b) Maior que 0,7.

c) Menor que 0,7.

*d) Maior que 1,4.

19

ÓPTICA GEOMÉTRICA

dioptro plano, lâmina e prismas

VESTIBULARES 2018.1

DIOPTRO PLANO

(VUNESP-UEA/AM-2018.1) - ALTERNATIVA: C

Um garfo se encontra dentro da cuba de uma pia cheia de água. Uma pessoa vê esse garfo, direcionando seu olhar de modo trans- versal em relação ao plano da superfície da água. Comparando com

o

que se vê quando a cuba está vazia, o garfo parece estar

a)

mais fundo, por causa do fenômeno da refração.

b)

mais fundo, por causa do fenômeno da reflexão.

*c) mais próximo, por causa do fenômeno da refração.

d)

mais próximo, por causa do fenômeno da reflexão.

e)

à mesma profundidade, por causa do fenômeno da difração.

(UFSC-2018.1) - RESPOSTA: SOMA = 17 (01+16) Anualmente acontece em Florianópolis a temporada de pesca ar- tesanal da tainha. Nesse período, as canoas e embarcações mo- torizadas podem cercar o peixe mais famoso da Ilha. Para fazerem o cerco da tainha, as embarcações contam com o auxílio de vigias

(olheiros) na areia da praia. Sua função é olhar para o mar, a fim de perceber a passagem das tainhas nas ondas. Na figura abaixo, temos um olheiro observando a passagem de algumas tainhas com

a ajuda de binóculo.

a passagem de algumas tainhas com a ajuda de binóculo. Disponível

Disponível em:<http://lexico-amiliar.blogspot.com.br/2009/07/da-onda-que-se-ve-no-mar. html>. [Adaptado]. Acesso em: 15 jul. 2017.

Com base no exposto e na figura acima, é correto afirmar que:

01. a imagem da tainha pode ser vista porque a água do mar está

transparente para a luz do sol.

02. o olheiro sem binóculo vê a imagem da tainha em uma posição

diferente da posição real da tainha por causa da reflexão da luz na água.

04. os binóculos são dispositivos que utilizam dois espelhos, o côn-

cavo e o convexo, para formar as imagens dos objetos.

08. o olheiro sem binóculo vê a imagem da tainha em uma posição

mais distante da superfície que separa o ar da água.

16. os binóculos são dispositivos que possuem duas lentes, a objeti-

va e a ocular, por onde a luz passa e sofre refração.

va e a ocular, por onde a luz passa e sofre refração. PRISMA (UNISINOS/RS-2018.1) - ALTERNATIVA:

PRISMA

(UNISINOS/RS-2018.1) - ALTERNATIVA: D Um dos dez experimentos mais importantes da Física divulgados

pela revista científica Physics World é o que está ilustrado na figura

a seguir, realizado pela primeira vez por Isaac Newton. Neste experi-

mento, pode-se separar, utilizando-se um prisma de base triangular,

a luz branca em suas componentes.

prisma de base triangular, a luz branca em suas componentes. Disponível em:

Disponível em: https://www.colegioweb.com.br/prismas-opticos/ estudo-do-angulo- de-desvio.html. Acesso em 07 set. 2017.

japizzirani@gmail.com

Os dois principais fenômenos ondulatórios que estão associados ao efeito óptico ilustrado na figura são

a)

reflexão e refração.

b)

reflexão e difração.

c)

difração e interferência.

*d) refração e dispersão.

e) difração e ressonância.

(UNESP-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um dos fatores que contribuíram para a aceitação do modelo atômi- co proposto por Niels Bohr em 1913 foi a explicação dos espectros da luz emitida por átomos de gases aquecidos, que podem ser ob- servados por meio de um aparelho chamado espectroscópio, cujo esquema está representado na figura. Nesse equipamento, a luz emitida por um gás atravessa uma fenda em um anteparo opaco, forma um estreito feixe que incide em um elemento óptico, no qual sofre dispersão. Essa luz dispersada incide em um detector, onde é realizado o registro do espectro.

em um detector, onde é realizado o registro do espectro. (Bruce H. Mahan. Química , 1972.

(Bruce H. Mahan. Química, 1972. Adaptado.)

O elemento óptico desse espectroscópio pode ser

a) um espelho convexo.

*b) um prisma.

c) uma lente divergente.

d) uma lente convergente.

e) um espelho plano.

20

VESTIBULARES 2018.2

DIOPTRO PLANO

(IFNORTE/MG-2018.2) - ALTERNATIVA: A Pedro, enquanto pescava em um lago de água transparente e sem ondas, avistou um pequeno peixe, situado na posição P, como se ilustra na FIGURA 05:

FIGURA 05

na posição P, como se ilustra na FIGURA 05: FIGURA 05 Dentre as posições Q, R,

Dentre as posições Q, R, S e T, identificadas na FIGURA 05, aquela que melhor representa a localização da imagem do peixe, vista por Pedro, é:

*a) Q.

b) R.

c) S.

d) T.

(PUC/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: C Observando a figura abaixo, podemos notar duas imagens distintas e simultâneas do mesmo peixe através de faces adjacentes de um aquário como, por exemplo, do peixe branco.

de um aquário como, por exemplo, do peixe branco. Fonte: <

Fonte: < https://hypescience.com/esse-aquario-invertido-e-genial/ >

Isso é possível devido ao fenômeno óptico conhecido como:

a) Interferência

b) Iridescência

*c) Refração

d) Difração

japizzirani@gmail.com

LÂMINA DE FACES PARALELAS

(UFU/MG-2018.2) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO Considere um raio de luz que parte do ponto 1 e vai até o ponto 2, seguindo por um caminho retilíneo, justamente porque é aquele em que tal raio o percorre em menor tempo possível. Na mesma situ- ação, um raio sai do ponto 1 e chega a 3, mas, em vez de fazer o caminho seguindo a linha tracejada, ele atravessa a lâmina de vidro, passando por a e b.

ele atravessa a lâmina de vidro, passando por a e b . a) Explique por que

a) Explique por que o raio de luz não segue a linha tracejada, e sim

desvia-se, passando por a e b.

b) Sabendo-se que o índice de refração do vidro é 1,5, qual a veloci-

dade com que o raio de luz o atravessa?

RESPOSTA UFU/MG-2018.2:

a) Na trajetória 1 3, o raio sofre refração ao passar do ar para o

vidro (e do vidro para o ar), meios cujos índices de refração são di- ferentes. Como essa incidência é oblíqua, ocorre desvio da trajetória do raio de acordo com a lei de Snell.

b) v vidro = c / 1,5

(onde c é a velocidade da luz no vácuo)

= c / 1,5 (onde c é a velocidade da luz no vácuo) PRISMA (UEPG/PR-2018.2) -

PRISMA

(UEPG/PR-2018.2) - RESPOSTA: SOMA = 06 (02+04) Um raio de luz incide com um ângulo de 45° com a normal à face de prisma cuja seção principal é um triângulo equilátero. Considerando

que o meio onde o prisma se encontra é o ar e que o desvio do raio de luz ao atravessar o prisma corresponde ao valor mínimo, assinale

o que for correto.

01) O ângulo, em relação à normal, com que o raio emerge do pris- ma é 60°.

02) O desvio sofrido pelo raio de luz ao atravessar o prisma é 30°. 04) O índice de refração do prisma vale 2 . 08) O ângulo de refração do raio de luz na primeira face do prisma

é 15°.

16) O ângulo de refringência do prisma é 30°.

21

ÓPTICA GEOMÉTRICA

lentes esféricas (estudo gráfico)

VESTIBULARES 2018.1

(IME/RJ-2018.1) - ALTERNATIVA: B Conforme a figura abaixo, duas lanternas muito potentes, cilíndricas, com diâmetro D = 4 cm, estão alinhadas no plano vertical. Ambas possuem lentes nas extremidades, cujos centros ópticos O estão alinhados verticalmente e cujas distâncias focais são f = 3 cm. Uma das lentes é convergente e a outra é divergente.

3 cm. Uma das lentes é convergente e a outra é divergente. Suas lâmpadas geram raios

Suas lâmpadas geram raios de luz horizontais, que encontram as lentes das respectivas lanternas e são projetados até um anteparo vertical. Sabendo que a distância entre os centros ópticos das duas lentes é y = 12 cm, a distância máxima x entre os centros ópticos das lentes O e o anteparo, em centímetros, que faz com que a luz projetada pelas lanternas não se sobreponha é:

a)

*b) 9.

c)

6.

12.

d) 15.

e) 18.

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Uma criança passa um bom tempo numa área externa observando

o feixe luminoso formado pelo alinhamento de uma lupa com a luz

do sol. Ao enxergar uma formiga, ela direciona o feixe para o animal,

queimando-o.

Considerando que a criança tenha entendido o que ocorreu com a formiga, a conclusão à qual ela chegou é que a lente é

a) plana e confeccionada em um vidro cujo índice de refração au-

menta a energia da luz que passa por ele.

b) divergente e, portanto, cria uma grande área iluminada onde a luz

é

c)

luz é transformada em calor rapidamente.

*d) convergente e, portanto, cria um ponto de concentração da luz, suficientemente pequeno para acumular energia e transformá-la em calor.

e) divergente e, portanto, cria um ponto de concentração da luz, su-

convergente e, portanto, cria uma grande área iluminada onde a

transformada em calor rapidamente.

ficientemente pequeno para acumular energia e transformá-la em calor.

(PUC-CAMPINAS/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D As imagens projetadas nas telas dos cinemas são reais e maiores que o objeto. Se o sistema óptico do projetor de um cinema fosse

constituído apenas por uma lente de distância focal f, esta seria

a) divergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da

lente menor que f.

b) divergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da

lente maior que f e menor que 2f.

c) convergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da

lente menor que f.

*d) convergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da lente maior que f e menor que 2f.

e) convergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da

lente maior que 2f.

japizzirani@gmail.com

(UFAL-2018.1) - ALTERNATIVA: D Um tubo de ensaio, cheio e tampado com uma rolha para evitar a formação de bolhas de ar, funciona como uma lente cilíndrica, forne- cendo imagens razoáveis dentro de certas limitações. Lentes elabo- radas dessa forma apresentam imagens nítidas próximas ao centro do tubo. À medida que os raios de luz se aproximam das bordas, as imagens formadas tornam-se borradas, resultando no que se de- nomina aberração óptica. Apesar disso, essas lentes caseiras são excelentes alternativas para aulas experimentais sobre os princípios da óptica geométrica. Na figura, temos a formação de duas imagens diferentes utilizando uma lente cilíndrica construída com um tubo de ensaio e água.

lente cilíndrica construída com um tubo de ensaio e água. Dadas as afirmativas, com base nas

Dadas as afirmativas, com base nas imagens formadas nas figuras e nos princípios da óptica geométrica,

I. Em A, a lente cilíndrica funciona como uma lupa, aumentando o

texto. Nesse caso, podemos afirmar que o objeto (texto) está posi-

cionado entre a lente (tudo de ensaio) e o seu foco.

II. Em B, todas as letras estão invertidas. No entanto, como as letras

C, H, I e O possuem simetria na direção vertical, não sofrem alte- ração na sua forma. Tal imagem é conhecida como enantiomorfa.

III. Para se obter a imagem B é necessário que o objeto esteja posi- cionado numa distância superior à distância focal da lente formada pelo tubo de ensaio.

IV. A imagem formada na figura A é real, enquanto a imagem forma- da na imagem B é virtual.

Verifica-se que estão corretas apenas

a) I, II e IV.

b) III e IV.

c) II e III.

*d) I e III.

e) I e II.

(VUNESP-StaCASA/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: E A figura representa uma associação de duas lentes esféricas, 1 e 2, atravessada por dois raios de luz monocromáticos que incidem na lente 1 paralelos ao seu eixo principal e emergem da lente 2, tam- bém paralelos ao seu eixo principal.

da lente 2, tam- bém paralelos ao seu eixo principal. Sendo | f 1 | e

Sendo | f 1 | e | f 2 | os módulos das distâncias focais dessas lentes, o

valor da relação

|

f

1 |

| f 2 |

é

a) 0,20.

b) 0,80.

c) 1,25.

d) 2,50.

*e) 5,00.

22

(UEL/PR-2018.1) - ALTERNATIVA: B A observação da figura 1 permite constatar que a parte do ovo sub- mersa aparenta ser maior que aquela que está fora d’água.

aparenta ser maior que aquela que está fora d’água. Fi g ura 1 (Rivane Neuenschwander, Mal-entendido,

Figura 1

Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, os princípios fí- sicos que explicam o efeito da ampliação mencionada.

a) O copo funciona como uma lente divergente, sendo que os raios

refletidos do ovo passam de um meio menos refringente (água) para

um meio mais refringente (ar). *b) O copo funciona como uma lente convergente, sendo que os

raios refletidos do ovo passam de um meio mais refringente (água) para um meio menos refringente (ar).

c) O copo funciona como uma lente divergente e, neste caso, para o

ovo (objeto real), a lente proporciona ao observador a formação de uma imagem real, invertida e ampliada.

d) O copo funciona como uma lente convergente e, neste caso, para

o ovo (objeto real), a lente proporciona ao observador a formação de uma imagem real, direita e ampliada.

e) O copo funciona como uma lente convergente e, neste caso, para

o ovo (objeto real), a lente proporciona ao observador a formação de uma imagem virtual, invertida e ampliada.

(UNICAMP/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A Uma lente de Fresnel é composta por um conjunto de anéis concên- tricos com uma das faces plana e a outra inclinada, como mostra a figura (a). Essas lentes, geralmente mais finas que as convencio- nais, são usadas principalmente para concentrar um feixe luminoso em determinado ponto, ou para colimar a luz de uma fonte luminosa, produzindo um feixe paralelo, como ilustra a figura (b). Exemplos desta última aplicação são os faróis de automóveis e os faróis cos- teiros. O diagrama da figura (c) mostra um raio luminoso que passa por um dos anéis de uma lente de Fresnel de acrílico e sai parale- lamente ao seu eixo. Se sen(q 1 ) = 0,5 e sen(q 2 ) = 0,75, o valor do índice de refração do acrílico é de

= 0,75, o valor do índice de refração do acrílico é de (a) (b) *a) 1,50.

(a)

o valor do índice de refração do acrílico é de (a) (b) *a) 1,50. b) 1,41.

(b)

o valor do índice de refração do acrílico é de (a) (b) *a) 1,50. b) 1,41.

*a) 1,50.

b) 1,41.

c) 1,25.

d)

japizzirani@gmail.com

0,66.

(c)

ACAFE/SC-2018.1) - ALTERNATIVA: D

A partir da meia idade a consulta ao médico oftalmologista se faz

necessária, pois os músculos ciliares vão perdendo a elasticidade,

aparecendo a presbiopia. Para corrigir, o médico irá receitar óculos com lentes convergentes que deslocam as imagens um pouco mais para frente da retina do olho. Usando-se este óculos com lente con- vergente pode-se, então, observar um lápis como uma imagem real

e invertida em um anteparo conforme o esquema a seguir. (iremos analisar somente por uma das lentes)

a seguir. (iremos analisar somente por uma das lentes) Considere que por um infortúnio os óculos

Considere que por um infortúnio os óculos quebre a lente pela meta- de como mostra a figura abaixo.

quebre a lente pela meta- de como mostra a figura abaixo. A alternativa correta que mostra

A alternativa correta que mostra como será a imagem formada nes-

se caso é:

a)

b) c) *d)
b)
c)
*d)

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: A

O projetor é um equipamento provido de uma lente que é capaz

de reproduzir imagens a partir de um slide ou filme. Quando a luz atravessa essa lente, ocorre um fenômeno óptico que confere carac- terísticas próprias à imagem projetada. Esse fenômeno e as características da imagem projetada são, res-

pectivamente,

*a) refração, imagem real e maior que o objeto.

b)

reflexão, imagem real e menor que o objeto.

c)

refração, imagem virtual e maior que o objeto.

d)

refração, imagem real e do mesmo tamanho do objeto.

e)

reflexão, imagem virtual e do mesmo tamanho que o objeto.

(SENAI/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: D Uma criança que pretende incendiar uma folha de papel tem à sua disposição duas lupas: uma construída com a lente A e outra cons- truída com a lente B.

com a lente A e outra cons- truída com a lente B. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://projetomedicina.com.br/site/attachments/article/430/ fisica_optica_lentes_esfericas_exercicios.pdf>. Acesso em: 11 jul. 2016.

É possível provocar a combustão do papel usando

a) a lente A, pois apenas ela diverge a energia solar que incide num

ponto.

b)

a lente B, pois apenas ela converge a energia solar para um pon-

to.

c)

as lentes A e B, pois ambas convergem a energia solar para um

ponto.

*d) a lente A, pois apenas ela converge a energia solar para um ponto.

e) a lente B, pois apenas ela diverge a energia solar que incide em

vários pontos.

23

(UFVJM/MG-2018.1) - ALTERNATIVA: A Um estudante encheu com água uma garrafa de vidro e percebeu que a parte cilíndrica da garrafa se comportava como uma lente. Esse estudante realizou teste e verificou que a lente formada era uma lente convergente. Com base no exposto, ASSINALE a alternativa que contém duas

características da imagem direta formada por um objeto localizado atrás e bem próximo à garrafa cheia de água. *a) Virtual, Maior.

b) Real, Maior.

c) Virtual, Menor.

d) Real, Menor.

(UECE-2018.1) - ALTERNATIVA: A

Sobre lentes convergentes, é correto afirmar que um raio de luz que incide paralelo ao eixo da lente *a) passa pelo foco após a refração.

b) passa pelo foco após a difração.

c) segue paralelo ao eixo após a refração.

d) segue paralelo ao eixo após a difração.

(IFSUL/RS-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um objeto está localizado a 50,00 cm de uma lente convergente,

cuja distância focal é de 15,00 cm. Com relação à imagem formada pela lente, é correto afirmar que é

a) virtual, direita e maior que o objeto.

*b) real, invertida e menor que o objeto.

c) virtual, invertida e menor que o objeto.

d) real, invertida e maior que o objeto.

japizzirani@gmail.com

VESTIBULARES 2018.2

(SENAI/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: A A figura abaixo se refere à questão 46.

- ALTERNATIVA: A A figura abaixo se refere à questão 46. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://pontociencia.org.br/galeria/#/content/Fisica/Optica/ IMG_1000.jpg>. Acesso em: 05 jun. 2016.

QUESTÃO 46 Qual alternativa completa, correta e respectivamente, as lacunas do texto?

Considerando as características das imagens que se formam, con-

clui-se que a Lente I é

,

ocasionando

da imagem e a Lente

II é

,

provocando

da imagem.

*a) divergente – redução – convergente – ampliação

b) convergente – redução – divergente – ampliação

c) divergente – ampliação – convergente – nenhuma alteração

d) convergente – redução – divergente – nenhuma alteração

e) convergente – ampliação – divergente – redução

(UNESP-2018.2) - ALTERNATIVA OFICIAL: C A figura representa um painel colorido e a imagem de parte desse painel, observada através de uma lente convergente, colocada pa- ralelamente à sua frente.

lente convergente, colocada pa- ralelamente à sua frente. Considerando que o círculo representa a lente, cuja

Considerando que o círculo representa a lente, cuja distância focal é igual a F, a distância entre o centro óptico da lente e o painel é

a) igual a F.

b) maior que 2F.

*c) igual a 2F.

d) menor que F.

e) maior que F e menor que 2F.

(SENAI/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: E Na ponta de uma haste vegetal, duas gotas de orvalho formam as imagens a seguir.

vegetal, duas gotas de orvalho formam as imagens a seguir. Fonte: Disponível em: <http://migre.me/wasgR>.

Fonte: Disponível em: <http://migre.me/wasgR>. Acesso em: 02 mar. 2017.

Pelas características das imagens, essas gotas d’água estão atu- ando como

a) prismas.

b) espelhos planos.

c) espelhos esféricos.

d) lentes divergentes.

*e) lentes convergentes.

24

(PUC-CAMPINAS/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: E

O autor do texto afirma que na sua infância tinha um vizinho que utili-

zava óculos de lentes grossas. Suponha que as lentes eram grossas por serem mais espessas no seu centro do que nas extremidades, que a espessura do centro era muito menor que os raios de curva- turas das faces esféricas e que as distâncias focais de ambas as lentes dos óculos eram iguais a 50 cm. A imagem formada por essas lentes de um objeto real colocado a 40 cm delas era

a) real e menor que o objeto.

b) real e de mesma dimensão que o objeto.

c) real e maior que o objeto.

d) virtual e menor que o objeto.

*e) virtual e maior que o objeto.

(VUNESP-C.U.S.Camilo/SP-2018.2) - ALTERNATIVA: B Uma lupa converge os raios solares a uma distância de 20 cm do centro óptico da lente. Nessa situação, a distância focal da lente é igual a

a) –0,5 m.

*b) 0,2 m.

c) 2 m.

d) 5 m.

e) –5 m.

(ACAFE/SC-2018.2) - ALTERNATIVA: C Um professor de física guardou quatro sistemas ópticos (lentes esfé- ricas ou espelhos) em quatro caixas, uma caixa para cada um deles, numeradas de 1 a 4, conforme figuras.

para cada um deles, numeradas de 1 a 4, conforme figuras. Após mostrar as caixas, forneceu

Após mostrar as caixas, forneceu algumas informações sobre os sistemas ópticos contidos nas mesmas, conforme a tabela abaixo.

Sistema óptico den- tro da caixa 1

Esse sistema conjuga uma imagem direita e menor de um determinado objeto.

Sistema óptico den- tro da caixa 2

A imagem de um objeto, conjugada por esse sistema, é virtual e de mesmo tama- nho do objeto.

Sistema óptico den- tro da caixa 3

A imagem de um objeto, conjugada por esse sistema, pode ser projetada em um anteparo.

Sistema óptico den- tro da caixa 4

Esse sistema pode conjugar uma imagem real e de mesmo tamanho de um determi- nado objeto.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmações corretas.

I. O sistema óptico dentro da caixa 1 pode ser um espelho conve- xo ou uma lente divergente.

II. O sistema óptico dentro da caixa 2 tem seu princípio de funcio- namento baseado no fenômeno da refração da luz.

III. Dentro da caixa 2 temos um espelho plano.

IV. Dentro da caixa 4 podemos ter uma lente divergente.

V. As caixas 3 e 4 podem conter o mesmo sistema óptico.

É correto o que se afirma em:

a) lI - III - IV

b) I - II - III

*c) I - III - V

d) l - III - lV

(INATEL/MG-2018.2) - ALTERNATIVA: E Uma lente de vidro, com índice de refração absoluto igual a 1,5, é convergente no ar. Quando mergulhada em glicerina, cujo índice de refração absoluto é igual a 1,9, ela:

a) Não produzirá nenhum efeito sobre os raios luminosos;

b) Será convergente somente para a luz monocromática;

c) Será polarizada;

d) Será convergente;

*e) Será divergente.

japizzirani@gmail.com

(VUNESP-UEFS/BA-2018.2) - ALTERNATIVA: B As figuras 1 e 2 representam uma lente esférica de vidro, um objeto, a imagem conjugada pela lente ao objeto e o olho de um observador vendo a imagem.

lente ao objeto e o olho de um observador vendo a imagem. (https://escola.britannica.com.br. Adaptado.) Na figura

(https://escola.britannica.com.br. Adaptado.)

Na figura

ela é

As lacunas devem ser preenchidas, respectivamente, por

a) 1 – divergente – virtual.

*b) 1 – convergente – virtual.

c) 2 – divergente – real.

d) 2 – convergente – virtual.

e) 1 – convergente – real.

,

a lente é

e a imagem conjugada por

25

ÓPTICA GEOMÉTRICA

lentes esféricas (estudo analítico)

VESTIBULARES 2018.1

(FUVEST/SP-2018.1) - ALTERNATIVA: E Câmeras digitais, como a esquematizada na figura, possuem meca- nismos automáticos de focalização.

figura, possuem meca - nismos automáticos de focalização. Em uma câmera digital que utilize uma lente

Em uma câmera digital que utilize uma lente convergente com 20 mm de distância focal, a distância, em mm, entre a lente e o sensor da câmera, quando um objeto a 2 m estiver corretamente focalizado, é, aproximadamente,

a) 1.

b) 5.

c) 10.

d) 15.

*e) 20.

(UDESC-2018.1) - ALTERNATIVA: B Um objeto é colocado a 4,0 cm à esquerda de uma lente conver- gente de distância focal de 2,0 cm. Um espelho convexo de raio de curvatura de 4,0 cm está 10,0 cm à direita da lente convergente, como mostra a Figura 8.

cm à direita da lente convergente, como mostra a Figura 8. Figura 8 Assinale a alternativa

Figura 8

Assinale a alternativa que corresponde à posição da imagem final, com relação ao vértice V do espelho.

a) 1,5 cm

*b) 1,5 cm

c) 1,3 cm

d) 1,3 cm

e) 3,0 cm