Sei sulla pagina 1di 2

1

ROTEIRO DE PGM, 06/09/2018

07. O DISCÍPULO E SEU RELACIONAMENTO COM O PRÓXIMO


(Pgs. 55-60 do livro Maturidade cristã)

Quebra-gelo: Que atitudes podem favorecer um bom relacionamento? Por que algumas pessoas
têm dificuldades de se relacionar? Você tem uma atitude positiva, buscando sempre obter bons
relacionamentos?

Tempo de Orar: Conversando com Deus (5 min)

Tempo de Cantar: Louvando e Adorando Juntos (5 min)

Tempo da Palavra (20 min) – João 13:1-15

INTRODUÇÃO

Através dos tempos, os seres humanos vêm tendo problemas de relacionamento, mas a
Palavra de Deus tem ajuda para nós. Basta lembrar que os quatro primeiros dos dez
mandamentos se referem à relação do homem com Deus e os outros seis mandamentos se
referem à relação do homem com o seu semelhante (Dt 5:7-21).
Um bom relacionamento entre as pessoas é da expressa vontade de Deus. Podemos
comprovar isso com a abundante instrução de Jesus (Mt 5:7, 9, 25, 31, 39, 43-45; 7:1, 2, 12).
Algumas atitudes ajudam os discípulos de Cristo a melhorar os relacionamentos. Vejamos
algumas:

I- DESENVOLVA UMA ATITUDE DE HUMILDADE


O arrogante e soberbo é enfrentado ou evitado, mas dificilmente aceito ou suportado.
Pessoas humildes são bem mais agradáveis.
Jesus ensina o princípio da humildade como necessário ao bom relacionamento entre os
irmãos (Mt 5:39-41; Jo 13:1-15; Fp 2:1-11).
A humildade é necessária para que possamos exercitar o perdão. É impossível um bom
relacionamento num lar ou numa igreja onde não haja a prática do perdão: pedir e conceder. As
ofensas afastam as pessoas, e o perdão aproxima (Mt 6:12; Ef 4:32).

II- CULTIVE UMA AUTOESTIMA SADIA


O amor ao próximo é a única possibilidade para convivermos bem (Mt 22:39). Por outro
lado, não podemos amar ao próximo, sem o amor por nós mesmos, ou seja, autoestima. Pessoas
de baixo autoestima dizem: “Eu não presto para nada”. “Comigo, tudo dá errado; sou mesmo uma
pessoa infeliz”. Com essa culpa e sentimento de inferioridade o convívio torna-se doloroso.
Um bom remédio é lembrar que fomos criados à imagem e semelhança de Deus e que
todas as coisas criadas por Deus são boas; apropriar da graça de Deus através de Cristo, assim
removendo toda indignidade; um cristão que se sente alvo da graça de Deus é radiante e
agradável de se conviver.
A autoestima libera do efeito destrutivo do ciúme (Tg 3:16), liberta da inveja (Gn 4:4-8), é
medicinal contra a depressão.
2

III- ACEITE AS PESSOAS COMO ELAS SÃO


Todo ser humano necessita de aceitação, ou seja, reconhecer a legitimidade dos seus
sentimentos e de suas ações. Rejeição é gerada nos corações através de frases como: “Não
entendo porque está triste” ou “você não devia agir dessa maneira”. Jesus aceitou as pessoas
que a sociedade rejeitava, conviveu com elas, transformou suas vidas e restaurou sua dignidade.
Para isso precisamos vencer o preconceito, isto é, ideias preconcebidas a respeito de
determinadas pessoas. A bíblia nos ensina a não julgar as pessoas dessa maneira (Mt 7:1; Jo
7:24). A aceitação nos permite ver a pessoa pelo seu lado bom, enfatizando suas virtudes ao
invés de seus defeitos, elogiando mais que criticando, ou condenando. Assim evitaremos graves
problemas de relacionamento com nosso semelhante.

IV- MANTENHA UMA ATITUDE DE FLEXIBILIDADE DIANTE DAS PESSOAS

Flexibilidade é a capacidade de variar nossa conduta diante de pessoas diferentes, em


situações diferentes (1Co 9:19-22).

V- VIVA COM HONESTIDADE E SINCERIDADE

O honesto é alguém que não está dividido contra si mesmo, “sem cera”, não usa máscara,
autêntica, transparente (Fp 2:14-15).

VI- OBEDEÇA A LEI ÁUREA


Conforme nos ensina Mateus 7:12, a regra de ouro dos relacionamentos. Peçamos a ajuda
de Deus para que possamos segui-la.

CONCLUSÃO

O nosso sucesso e crescimento como discípulos de Jesus Cristo, dependerá de termos um


bom relacionamento com as pessoas. O cristão deve manter um bom relacionamento não apenas
com os seus, mas com os de fora. Uma boa família ou uma boa igreja é aquela cujos membros
sabem desenvolver relacionamentos sadios.

Perguntas para reflexão: 1) Há pessoas com quem você tenha dificuldade para se relacionar?
Está pronto para identificar a dificuldade e corrigi-la? 2) Vamos compartilhar o que aprendemos
sobre relacionamento com o próximo? 3) Vamos memorizar e praticar João 13:35?

Tempo de Orar Uns Pelos Outros (20 min)

Tempo da Igreja (5 min): Este é um tempo dedicado aos avisos da igreja.

"Seu amor uns pelos outros provará ao mundo que são meus discípulos".
João 13:35 (NVT)

IBAPA, mais que uma igreja, somos uma família!!!