Sei sulla pagina 1di 257
Direcionamento Analista MPSP 2018 DIRECIONAMENTO DE ESTUDO – LEI SECA – ANALISTA JURÍDICO MPSP DIA

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIRECIONAMENTO DE ESTUDO – LEI SECA – ANALISTA JURÍDICO MPSP DIA MATÉRIA

DIRECIONAMENTO DE ESTUDO LEI SECA ANALISTA JURÍDICO MPSP

DIA MATÉRIA TÓPICOS A SEREM ESTUDADOS Dia 1 Penal Art. 1 ao 120, CP Dia
DIA
MATÉRIA
TÓPICOS A SEREM ESTUDADOS
Dia 1
Penal
Art. 1 ao 120, CP
Dia 2
Processo Penal
Art. 1 ao 3 CPP;
Resolução 213 CNJ;
Lei nº 12.037/09 (Identificação do preso);
Resolução 181 CNMP.
Dia 3
Constitucional
Leitura do art. 1 a 13, 18 ao 110, 125 ao 130-A, CF.
Dia 4
Civil
LINDB; Art. 1 ao 21 e 40 ao 103, CC
Dia 5
Processo Civil
Art. 1 ao 97, CPC
Dia 6
Difusos
Lei nº 7.347/85 (Lei Ação Civil Pública)
Dia 7
ECA
Art. 1 ao 130, ECA
Dia 8
Administrativo
Art. 20 e 37, 70 a 75, CF;
Art. 78 do CTN;
Lei nº 9.790/99;
Lei nº 13.019/14.
Dia 9
Direitos Humanos
Lei nº 10.216/01 (Lei da internação compulsória);
Decreto nº 7.053/09 (Política Nacional para a População em
Situação de Rua);
Lei nº 12.288/10 (Estatuto Igualdade Racial).
Dia 10
Eleitoral
Art. 12 a 17, CF;
Lei de Inelegibilidades (LC nº 64);
Lei nº 9.096/1995 (Lei dos partidos políticos);
Lei nº 6.091/74 (transporte de eleitores);
Crimes eleitorais (283 a 364, CE).
Dia 11
Empresarial
Art. 966 a 1.087, CC.
Direcionamento Analista MPSP 2018 Dia 12 Penal Art. 121 ao 186, CP. Dia 13 Processo

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Dia 12 Penal Art. 121 ao 186, CP. Dia 13 Processo Penal
Dia 12 Penal Art. 121 ao 186, CP. Dia 13 Processo Penal Art. 4 ao
Dia 12
Penal
Art. 121 ao 186, CP.
Dia 13
Processo Penal
Art. 4 ao 85, CPP.
Dia 14
Constitucional
LONMP (Lei Orgânica Nacional do Ministério Público).
Dia 15
Civil
Art. 104 ao 232, CC.
Dia 16
Processo Civil
Art. 98 ao 187, CPC.
Dia 17
Difusos
CDC
Dia 18
ECA
Art. 131 ao 267.
Dia 19
Administrativo
Lei nº 8.666/93 (Licitação)
Dia 20
Direitos Humanos
Declaração Universal de Direitos Humanos;
Convenção Interamericana.
Dia 21
Eleitoral
Lei nº 9.504/97 (Lei das Eleições).
Dia 22
Empresarial
1.088 a 1.195, CC.
Dia 23
Penal
Art. 289 a 359-H, CP;
Lei nº 8.072/90 (Lei de crimes Hediondos);
Lei nº 9.613/98 (Lei de Lavagem de capitais).
Dia 24
Processo Penal
Art. 92 ao 154; Art. 251 a 281; 351 a 372; 563 a 573, CPP.
Dia 25
Civil
185 a 188 e 927 a 954, CC
Dia 26
Processo Civil
Art. 188 ao 311, CPC
Dia 27
Difusos
Decorar o art. 225, CF;
LC nº 140;
Lei nº 6.938/81 (Política Nacional do Meio Ambiente).
Dia 28
Administrativo
10.520/2002 (Pregão);
Lei nº 11.079/04 (PPP);
Lei nº 8.429/92 (Improbidade Administrativa)
Dia 29
Penal
Lei nº 4.898/65 (Lei de abuso de autoridade);
Lei nº 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento);
Lei nº 9.455/97 (Lei Tortura);
Lei nº 12.850/13 (Lei Organização Criminosa).
Direcionamento Analista MPSP 2018 Dia 30 Processo Penal Art. 155 a 250 CPP; Lei 9.296/96

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Dia 30 Processo Penal Art. 155 a 250 CPP; Lei 9.296/96 (Interceptação
Dia 30 Processo Penal Art. 155 a 250 CPP; Lei 9.296/96 (Interceptação Telefônica). Dia 31
Dia 30
Processo Penal
Art. 155 a 250 CPP;
Lei 9.296/96 (Interceptação Telefônica).
Dia 31
Civil
1.196 a 1.510-E, CC.
Dia 32
Processo Civil
Art. 312 ao 368, CPC.
Difusos
Dia 33
Processo Civil
Lei nº 9.985/00 (SNUC).
Lei Ação Popular (Lei 4717/65)
Lei Habeas Data (9507/97)
Lei Mandado de Segurança 12.019.09
Dia 34
Constitucional
LOMP (Lei Orgânica no Ministério Público do Estado de São Paulo)
Dia 35
Penal
Crimes CTB (art. 291 ao 312-A);
Lei nº 9.605/98 (Crimes contra o meio ambiente – art. 29 ao 69-A);
Lei nº 9.807/99 (Proteção vítima e testemunha).
Crimes contra a ordem tributária e relações de Consumo (Lei
8.137/90)
Dia 36
Processo Penal
Art. 282 a 350, CPP;
Lei nº 7.960/89 (Prisão Temporária).
Dia 37
Civil
Lei nº 5.478/68 (Lei da Ação de Alimentos).
Lei Alimentos Gravídicos
Lei Investigação de Paternidade
Lei do Parcelamento do Solo Urbano
Estatuto da Cidade (Lei 10.257/01)
Dia 38
Processo Civil
Art. 369 ao 484, CPC.
Dia 39
Difusos
Estatuto do Idoso.
Dia 40
Penal/Empresarial
Falência e Recuperação: Art. 1 ao 101.
Dia 41
Processo Penal
383 a 548, CPP.
Dia 42
Civil
Art. 1.511 a 1.783-A, CC
Dia 43
Processo Civil
Art. 485 ao 538 e 771 a 925 CPC
Dia 44
Difusos
Saúde - CF (art. 196 ao 200, CF);
Direcionamento Analista MPSP 2018 Lei nº 8.080/90 (Lei do SUS). Dia 45 Penal/Empresarial Falência e

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Lei nº 8.080/90 (Lei do SUS). Dia 45 Penal/Empresarial Falência e Recuperação:
Lei nº 8.080/90 (Lei do SUS). Dia 45 Penal/Empresarial Falência e Recuperação: Art. 102 ao
Lei nº 8.080/90 (Lei do SUS).
Dia 45
Penal/Empresarial
Falência e Recuperação: Art. 102 ao 201.
Dia 46
Processo Penal
574 a 667, CPP.
Dia 47
Civil
Art. 1.784 a 2.027, CC.
Dia 48
Processo Civil
Arts. 554 ao 568, 610 a 681; 687 a 702, CPC.
Dia 49
Difusos
Estatuto da Pessoa com Deficiência.
Dia 50
Penal
Lei nº 11.343/06 (Lei de Drogas).
Dia 51
Processo Penal
Lei de Execuções Penais
Dia 52
Civil
Lei de Registros Públicos (Lei 6.015/73)
Lei 9278/96 (Lei União Estável)
Provimento CNJ 37/2014
Resolução CNJ 175/2013
Lei 8.009/90 (Bem de Família)
Dia 53
Processo Penal e
Penal
Lei nº 9.099/95 - Arts. 60 a 97
Lei 7.716/89 (Crimes de Preconceito)
Dia 54
Processo Civil
Art. 719 a 770, CPC.
Dia 55
Civil
Obrigações - Arts. 233 a 420 CC
Penal e
Dia 56
Processo Penal
Lei 11.340/06 (Lei Maria da Penha)
Lei 13.344/16 ( Tratamento Jurídico do Tráfico de Pessoas)
Lei 13.431/17 (Sistema de Garantias)
Dia 57
Processo Civil
Art. 926 a 1.044, CPC.
Dia 58
Civil
Contratos – Arts. 421 a 853 CC
Dia 59
Constitucional
CF – Art. 203 a 231.
Lei Mandado de Injunção Lei 13.300/16
Dia 60
Administrativo
Lei Concessão Serviços Públicos - Lei 8987/95
Lei 13460/17 - Serviços Públicos
Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY DIA 01/60 • LEI SECA – Leitura dos arts.

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY

DIA 01/60

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY DIA 01/60 • LEI SECA – Leitura dos arts. 01

LEI SECA Leitura dos arts. 01 a 120 do Código Penal.

Realização de ao menos 20 questões objetivas (Direito Penal Parte Geral)

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se necessário;

LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR): Arts. 63 e 64, CP: Sempre cai,
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Arts. 63 e 64, CP: Sempre cai, de forma direta ou indireta, o que é ser reincidente.
➢ Lembrar do art. 7º da Lei de Contravenções Penais:
CONDENADO
NO
ESTRANGEIRO
POR
CONTRAVENÇÃO
E
COMETE
CRIME
CONTRAVENÇÃO NO BRASIL NÃO É REINCIDENTE.
COMETE CRIME CONTRAVENÇÃO NO BRASIL NÃO É REINCIDENTE. Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA

Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA em concurso de pessoas; concurso de crimes e espécies de penas.

Art. 61, CP: Lembrar que única agravante compatível com crime culposo é a da reincidência.

Art. 7º: Verifica-se a reincidência quando o agente pratica uma contravenção depois de passar em julgado a sentença que o tenha condenado, no Brasil ou no estrangeiro, por qualquer crime, ou, no Brasil, por motivo de contravenção QUEM FOR

OU

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY ➢ Lembrar que o período depurador da reincidência (cinco

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY ➢ Lembrar que o período depurador da reincidência (cinco anos

Lembrar que o período depurador da reincidência (cinco anos para não ser mais considerado reincidente) inicia-se com o CUMPRIMENTO OU EXTINÇÃO DA PENA e não da data da condenação e que é computado o período de sursis ou livramento condicional não revogado.

Arts. 69 a 71, CP: Decorar requisitos e frações de concurso material, concurso formal próprio e impróprio e crime continuado.

Art. 75 lembrar que o limite máximo de 30 anos de pena privativa de liberdade não

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA SÚMULA 611/STF SÚMULA 444/STJ
SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA
SÚMULA 611/STF
SÚMULA 444/STJ

é considerado para concessão de benefícios, estes levam em conta a pena efetivamente aplicada (Súmula 715 STF).

LEI NOVA FAVORÁVEL -

- Transitada em julgado a sentença condenatória,

compete ao juízo das execuções a aplicação da lei mais benigna.

CRIME IMPOSSÍVEL

SÚMULA 145/STF Não há crime, quando a preparação do flagrante

pela polícia torna impossível a sua consumação.

CRIME CONTINUADO

SÚMULA 711/STF A lei penal mais grave aplica-se ao crime

continuado ou ao crime permanente, se a sua vigência é anterior à cessação da continuidade ou da permanência.

DOSIMETRIA DA PENA

É vedada a utilização de inquéritos policiais e

ações penais em curso para agravar a pena-base.

SÚMULA 241/STJ

A reincidência penal não pode ser considerada como circunstância

agravante e, simultaneamente, como circunstância judicial.

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY SÚMULA 231/STJ – A incidência da circunstância atenuante não

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY SÚMULA 231/STJ – A incidência da circunstância atenuante não pode

SÚMULA 231/STJ

A incidência da circunstância atenuante não pode conduzir à redução da

pena abaixo do mínimo legal.

SÚMULA 545/STJ

Quando a confissão for utilizada para a formação do convencimento do

julgador, o réu fará jus à atenuante prevista no art. 65, III, d, do Código Penal.

SÚMULA 171/STJ – Cominadas cumulativamente, em lei especial, penas privativas de liberdade e pecuniária, é
SÚMULA 171/STJ
– Cominadas cumulativamente, em lei especial, penas privativas de
liberdade e pecuniária, é defeso a substituição da prisão por multa.
FIXAÇÃO
DO
REGIME
PRISIONAL
SÚMULA
719/STF
– A imposição do regime de
cumprimento mais severo do que a pena aplicada permitir exige motivação idônea.
SÚMULA 718/STF
– A opinião do julgador sobre a gravidade em abstrato do crime não
constitui motivação idônea para a imposição de regime mais severo do que o permitido
segundo a pena aplicada.
SÚMULA 440/STJ
Fixada a pena-base no mínimo legal, é vedado o estabelecimento de
regime prisional mais gravoso do que o cabível em razão da sanção imposta, com base
apenas na gravidade abstrata do delito.
SÚMULA 269/STJ
É admissível a adoção de regime prisional semiaberto aos reincidentes
condenados a pena igual ou inferior a quatro anos, se favoráveis as circunstâncias judiciais.
EXECUÇÃO DA PENA DE MULTA –
SÚMULA 521/STJ
– A legitimidade para a execução fiscal

de multa pendente de pagamento imposta em sentença condenatória é exclusiva da Procuradoria da Fazenda Pública.

MEDIDA DE SEGURANÇA

não deve ultrapassar o limite máximo da pena abstratamente cominada ao delito praticado.

O tempo de duração da medida de segurança

SÚMULA 527/STJ

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY Atenção, a despeito desta súmula, o STF entende que

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY Atenção, a despeito desta súmula, o STF entende que apenas

Atenção, a despeito desta súmula, o STF entende que apenas não pode ultrapassar trinta anos, independentemente da pena abstratamente cominada do delito.

PRESCRIÇÃO

concretizada na sentença, quando não há recurso da acusação.

SÚMULA 146/STF

A prescrição da ação penal regula-se pela pena

SÚMULA 497/STF

Quando se tratar de crime continuado, a prescrição regula-se ela pena

imposta na sentença, não se computando o acréscimo decorrente da continuação. SÚMULA 220/STJ – A
imposta na sentença, não se computando o acréscimo decorrente da continuação.
SÚMULA 220/STJ
– A reincidência não influi no prazo da prescrição da pretensão punitiva.
SÚMULA 438/STJ
É inadmissível a extinção da punibilidade pela prescrição da pretensão
punitiva com fundamento em pena hipotética, independentemente da existência ou sorte
do processo penal.
SÚMULA 191/ STJ
A pronúncia é causa interruptiva da prescrição, ainda que o Tribunal do
Júri venha a desclassificar o crime.
PERDÃO JUDICIAL
SÚMULA
18/STJ
– A sentença concessiva do perdão judicial é
declaratória da extinção da punibilidade, não subsistindo qualquer efeito condenatório.
Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY DIA 02/60 • • • LEI SECA – Leitura

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY

DIA 02/60

LEI SECA Leitura dos arts. 01 a 03 do Código de Processo Penal.

LEI SECA Leitura da Lei 12.037/2009 (Identificação Criminal)

LEITURA RESOLUÇÃO 213/CNJ Audiência de Custódia

LEITURA RESOLUÇÃO 213/CNJ – Audiência de Custódia • LEITURA RESOLUÇÃO 181/CNMP – PIC/MP •
• LEITURA RESOLUÇÃO 181/CNMP – PIC/MP • Realização de ao menos 20 questões objetivas sobre
LEITURA RESOLUÇÃO 181/CNMP – PIC/MP
Realização de ao menos 20 questões objetivas sobre esses assuntos
(Qconcursos/Revisaço/Pacotes Foca)
Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário;
Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA aos artigos iniciais do CPP
e sua correlação com o princípio “tempus regit actum” e à possibilidade de interpretação
extensiva e aplicação analógica na lei processual penal (o que não se admite na lei penal
em prejuízo do réu);
Atenção aos requisitos para celebração do Acordo de Não-Persecução Penal previsto
na Resolução CNMP (Art. 18 da Resolução.
Atenção às finalidades da Audiência de Custódia (Requisitos do art. 8º da Resolução)
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
EXCEPCIONALIDADE DA IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL
➢ Decorar hipóteses em que é admitida (art. 3º da Lei nº 12.037/09)
SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

SÚMULA VINCULANTE nº 11

(TEM QUE SABER GRANDE CHANCE DE INCIDÊNCIA)

EXCEPCIONALIDADE DO USO DE ALGEMAS (INCLUSIVE DURANTE A AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA): Só é lícito o uso de algemas em casos de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física própria ou alheia, por parte do preso ou de terceiros, justificada a excepcionalidade por escrito, sob pena de responsabilidade

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY disciplinar, civil e penal do agente ou da autoridade

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY

Direcionamento Analista MPSP 2018 - @FOCOJOY disciplinar, civil e penal do agente ou da autoridade e

disciplinar, civil e penal do agente ou da autoridade e da nulidade da prisão ou ato processual a que se refere, sem prejuízo da responsabilidade civil do Estado.

e da nulidade da prisão ou ato processual a que se refere, sem prejuízo da responsabilidade
Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 03/60 - CONSTITUCIONAL • CONSTITUIÇÃO SECA – FOCO NOS ARTIGOS

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 03/60 - CONSTITUCIONAL • CONSTITUIÇÃO SECA – FOCO NOS ARTIGOS MAIS

DIA 03/60 - CONSTITUCIONAL

CONSTITUIÇÃO SECA FOCO NOS ARTIGOS MAIS IMPORTANTES PARA ESTA PROVA

Leitura dos arts. 01 a 11; 18 a 110; 125 a 130-A, CF.

Direitos e Partidos Políticos veremos no dia de ELEITORAL.

• Realização de ao menos 20 questões objetivas (primordialmente Direitos e Garantias Fundamentais, Administração
• Realização de ao menos 20 questões objetivas (primordialmente Direitos e Garantias
Fundamentais, Administração Pública e Ministério Público)
Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA nos arts. 5º (em especial
os incisos que se referem ao Direito Penal/Poder Judiciário/ Remédios Constitucionais –
XXXV a LXXVIII e parágrafos); art. 37 – todos os incisos e parágrafos e Arts. 129 a 130-A –
funções institucionais do MP e composição do CNMP – tem que saber!
Não cai controle de constitucionalidade, mas pode cair súmula vinculante, razão pela
qual não se dispensa a leitura do art. 103 (pelo que dispõe o art. 103-A, §2º - mesmos
legitimados).
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Quais são os crimes inafiançáveis e os imprescritíveis (Rol constitucional taxativo)
IMPRESCRITÍVEIS: Racismo e a Ação de grupos armados, civis ou militares, contra a
ordem constitucional e o Estado Democrático
INAFIANCÁVEIS: Racismo; a Ação de grupos armados, civis ou militares, contra a
ordem constitucional e o Estado Democrático; a prática da tortura, o tráfico ilícito de
entorpecentes e drogas afins, o terrorismo e os definidos como crimes hediondos
▪ O fato de o crime ser inafiançável não impede a concessão de liberdade
provisória com ou sem a imposição de outras medidas cautelares.
EXISTE PENA DE MORTE NO BRASIL, apenas no caso de guerra declarada.

Impossibilidade de realização de greve por militares ou integrantes do serviço de segurança pública (Informativo 860/STF) https://www.dizerodireito.com.br/2017/05/policiais-sao-proibidos-de-fazer- greve.html

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS - civil do depositário infiel, qualquer que

Direcionamento Analista MPSP 2018

DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS -

civil do depositário infiel, qualquer que seja a modalidade de depósito.

SÚMULA VINCULANTE 25/STF

seja a modalidade de depósito. SÚMULA VINCULANTE 25/STF SÚMULA 419/STJ – Descabe a prisão civil do

SÚMULA 419/STJ Descabe a prisão civil do depositário infiel.

– Descabe a prisão civil do depositário infiel. – É ilícita a prisão SÚMULA 2/ STJ

É ilícita a prisão

SÚMULA 2/ STJ – Não cabe o habeas data se não houve recusa de informações
SÚMULA 2/ STJ
– Não cabe o habeas data se não houve recusa de informações por parte
da autoridade administrativa.
SÚMULA VINCULANTE 49/STF -
Ofende o princípio da livre concorrência lei municipal que
impede a instalação de estabelecimentos comerciais do mesmo ramo em determinada
área.
COMPETÊNCIAS LEGISLATIVAS –
SÚMULA VINCULANTE 2/STF
- É inconstitucional a lei ou
ato normativo Estadual ou Distrital que disponha sobre sistemas de consórcios e sorteios,
inclusive bingos e loterias.
SÚMULA VINCULANTE 46/ STF
- A definição dos crimes de responsabilidade e o
estabelecimento das respectivas normas de processo e julgamento são de competência
legislativa privativa da União.
SÚMULA
VINCULANTE
39/
STF
-
Compete
privativamente
à
União
legislar
sobre
vencimentos dos membros das polícias civil e militar e do corpo de bombeiros militar do
Distrito Federal.

SÚMULA VINCULANTE 38/ STF

- É competente o Município para fixar o horário de

funcionamento de estabelecimento comercial.

SÚMULA 19/ STJ

A fixação do horário bancário para atendimento ao público é da

competência da União.

Direcionamento Analista MPSP 2018 PODER LEGISLATIVO - corréu sem essa prerrogativa. SÚMULA 245/STF – A

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 PODER LEGISLATIVO - corréu sem essa prerrogativa. SÚMULA 245/STF – A imunidade

PODER LEGISLATIVO -

corréu sem essa prerrogativa.

MPSP 2018 PODER LEGISLATIVO - corréu sem essa prerrogativa. SÚMULA 245/STF – A imunidade parlamentar não

SÚMULA 245/STF A imunidade parlamentar não se estende ao

245/STF – A imunidade parlamentar não se estende ao SÚMULA 397/STF – O poder de polícia

SÚMULA 397/STF O poder de polícia da Câmara dos Deputados e do Senado Federal,

em caso de crime cometido nas suas dependências, compreende, consoante o regimento, a prisão em flagrante do acusado e a realização do inquérito.

SÚMULA 347/STF SÚMULA 628/STF -
SÚMULA 347/STF
SÚMULA 628/STF
-

TRIBUNAL DE CONTAS

O Tribunal de Contas, no exercício de suas

atribuições podem apreciar a constitucionalidade das leis e dos atos do poder público.

SÚMULA VINCULANTE 3/ STF

- Nos processos perante o Tribunal de Contas da União

asseguram-se o contraditório e a ampla defesa quando da decisão puder resultar anulação ou revogação de ato administrativo que beneficie o interessado, excetuada a apreciação da legalidade do ato de concessão inicial de aposentadoria, reforma e pensão.

PODER JUDICIÁRIO

Integrante de lista de candidatos a determinada

vaga da composição de tribunal é parte legítima para impugnar a validade da nomeação de concorrente.

SÚMULA 627/STF

No mandado de segurança contra a nomeação de magistrado da

competência do Presidente da República, este é considerado autoridade coatora, ainda que o fundamento da impetração seja nulidade ocorrida em fase anterior do procedimento.

SÚMULA 649/ STF

- É inconstitucional a criação, por Constituição Estadual, de órgão de

controle administrativo do Poder Judiciário do qual participem representantes de outros poderes ou entidades.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 731/STF - Para fim da competência originária do Supremo Tribunal

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 731/STF - Para fim da competência originária do Supremo Tribunal Federal,

SÚMULA 731/STF -

Para fim da competência originária do Supremo Tribunal Federal, é de

interesse geral da magistratura a questão de saber se, em face da Lei Orgânica da Magistratura Nacional, os juízes têm direito à licença-prêmio.

MINISTÉRIO PÚBLICO PRECISA SABER TODAS!!!

SÚMULA 99/STJ

O Ministério Público tem legitimidade para recorrer no processo em

que oficiou como fiscal da lei, ainda que não haja recurso da parte.

como fiscal da lei, ainda que não haja recurso da parte. SÚMULA 116/STJ – A Fazenda
como fiscal da lei, ainda que não haja recurso da parte. SÚMULA 116/STJ – A Fazenda

SÚMULA 116/STJ A Fazenda Pública e o Ministério Público têm prazo em dobro para

interpor agravo regimental no Superior Tribunal de Justiça.

interpor agravo regimental no Superior Tribunal de Justiça. SÚMULA 189/STJ – É desnecessária a intervenção do

SÚMULA 189/STJ É desnecessária a intervenção do Ministério Público nas execuções

fiscais.

do Ministério Público nas execuções fiscais. SÚMULA 226/STJ – O Ministério Público tem

SÚMULA 226/STJ O Ministério Público tem legitimidade para recorrer na ação de

acidente de trabalho, ainda que o segurado esteja assistido por advogado.

ainda que o segurado esteja assistido por advogado. SÚMULA 329/ STJ – O Ministério Público tem

SÚMULA 329/ STJ O Ministério Público tem legitimidade para propor ação civil pública

em defesa do patrimônio público.

SÚMULA 643/STF

O Ministério Público tem legitimidade para promover ação civil

pública cujo fundamento seja a ilegalidade de reajuste de mensalidades escolares

SÚMULA 594/STJ

- O Ministério Público tem legitimidade ativa para ajuizar ação de

alimentos em proveito de criança ou adolescente independentemente do exercício do poder familiar dos pais, ou do fato de o menor se encontrar nas situações de risco descritas no art. 98 do Estatuto da Criança e do Adolescente, ou de quaisquer outros questionamentos acerca da existência ou eficiência da Defensoria Pública na comarca.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 601/STJ - O Ministério Público tem legitimidade ativa para atuar

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 601/STJ - O Ministério Público tem legitimidade ativa para atuar na

SÚMULA 601/STJ

- O Ministério Público tem legitimidade ativa para atuar na defesa de

direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos dos consumidores, ainda que decorrentes da prestação de serviço público.

SÚMULA 234/STJ

- A participação de membro do Ministério Público na fase investigatória

criminal não acarreta o seu impedimento ou suspeição para o oferecimento da denúncia.

SÚMULA 421/STJ
SÚMULA 421/STJ

SÚMULA 701/STF

No mandado de segurança impetrado pelo Ministério Público contra

decisão proferida em processo penal, é obrigatória a citação do réu como litisconsorte passivo.

SÚMULA 604/STJ

- O mandado de segurança não se presta para atribuir efeito suspensivo

a recurso criminal interposto pelo Ministério Público.

DEFENSORIA PÚBLICA

Os honorários advocatícios não são devidos à

Defensoria Pública quando ela atua contra a pessoa jurídica de direito público à qual pertença.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 04/60 – DIREITO CIVIL • LEI SECA – Leitura da

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 04/60 – DIREITO CIVIL • LEI SECA – Leitura da LINDB

DIA 04/60 DIREITO CIVIL

LEI SECA Leitura da LINDB + Art. 1 ao 21 e 40 ao 103, CC

Realização de ao menos 20 questões objetivas (LINDB e Direito Civil: Da Personalidade

e

da Capacidade e Direitos da Personalidade)

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se

necessário

LINDB É uma lei curta e que pode garantir umas duas questões em Civil. Atenção para

a

LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR): ➢ ordenamento jurídico brasileiro!
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
ordenamento jurídico brasileiro!

recente alteração (Arts. 20 a 26 incluídos em 2018).

Todos os temas elencados acima são importantes, mas atenção REDOBRADA NA

Muita atenção na alteração da teoria das incapacidades propiciada pelo EPCD/2015.

Atualmente apenas os menores de 16 anos são absolutamente incapazes para o

casamento, os menores de 16 anos que se casam, com autorização judicial, não passam pela incapacidade relativa passam de absolutamente incapazes a plenamente capazes (chamada capacidade por salto) mesmo que se divorciem antes dos dezoito anos permanecem capazes sentença de divórcio tem efeitos ex nunc. Quanto à ocorrência de anulação do casamento de um menor de 18 anos, há divergência na doutrina, prevalecendo que, devido ao efeito ex-tunc, causaria também o retorno à condição de incapaz, salvo a hipótese de casamento putativo.

Hipóteses de emancipação art. 5º, parágrafo único Lembrar que na hipótese de

Atenção para a ampliação do rol de finalidades das fundações (2015) art. 62 de

qualquer forma saber que prevalece na doutrina ser um rol exemplificativo.

Art. 76 CC hipóteses de domicílio necessário atenção para a pegadinha: lembrar

que o preso provisório não tem domicílio necessário apenas após o trânsito em julgado

da sentença penal condenatória o preso tem domicílio necessário.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA Súmula 403/STJ – Independe

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA Súmula 403/STJ – Independe de

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

Súmula 403/STJ

Independe de prova do prejuízo a indenização pela publicação não

autorizada de imagens de pessoa com fins econômicos ou comerciais (art. 20 CC).

Atenção! A despeito desta súmula ser aplicável, por exemplo, à hipótese de utilização de imagem de alguém, sem autorização, em um comercial de TV, lembrar do entendimento do STF quanto à desnecessidade de autorização prévia para publicação de biografia, por consagração à liberdade de expressão:

de biografia , por consagração à liberdade de expressão: Para que seja publicada uma biografia NÃO

Para que seja publicada uma biografia NÃO é necessária autorização prévia do indivíduo biografado, das demais pessoas retratadas, nem de seus familiares. Essa autorização prévia seria uma forma de censura, não sendo compatível com a liberdade de expressão consagrada pela CF/88. Caso o biografado ou qualquer outra pessoa retratada na biografia entenda que seus direitos foram violados pela publicação, ele terá direito à reparação, que poderá ser feita não apenas por meio de indenização pecuniária, como também por outras formas, tais como a publicação de ressalva, de nova edição com correção, de direito de resposta etc. STF. Plenário. ADI 4815, Rel. Min. Cármen Lúcia, julgado em 10/06/2015.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 05/60 – DIREITO PROCESSUAL CIVIL • LEI SECA – Art.

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 05/60 – DIREITO PROCESSUAL CIVIL • LEI SECA – Art. 1

DIA 05/60 DIREITO PROCESSUAL CIVIL

LEI SECA Art. 1 ao 97, CPC.

Realização de ao menos 20 questões objetivas.

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se

necessário (mas a leitura dos artigos basta). • Atenção REDOBRADA na leitura dos artigos 1º
necessário (mas a leitura dos artigos basta).
Atenção REDOBRADA na leitura dos artigos 1º a 15 e 42 a 66, pois há grande chance
de incidência e diversos sofreram alterações em relação ao CPC/1973.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
O Novo CPC estimula a todo tempo a solução consensual dos conflitos: Art. 3º, §3, A
conciliação, a mediação e outros métodos de solução consensual de conflitos deverão
ser estimulados por juízes, advogados, defensores públicos e membros do Ministério
Público, inclusive no curso do processo judicial.
Mediação: casos em que há vínculo anterior entre as partes. Ex.: ações de família
Conciliação: casos em que não há vínculo anterior entre as partes. Ex. Demanda
com pedido de indenização decorrente de acidente de trânsito em que as partes não
se conheciam previamente.
Atenção para a hipótese prevista no art. 54, §3º: Serão reunidos para julgamento
conjunto os processos que possam gerar risco de prolação de decisões conflitantes ou
contraditórias caso decididos separadamente, mesmo sem conexão entre eles.
Atenção para o FIM DA EXCEÇÃO DE INCOMPETÊNCIA NO PROCESSO CIVIL - Art. 64. A
incompetência, absoluta ou relativa, será alegada como questão preliminar de
contestação. Importante: A incompetência relativa pode ser alegada pelo Ministério
Público nas causas em que atuar.

Não esquecer das hipóteses em que o juiz deve nomear curador especial e lembrar que a curatela especial é exercida pela defensoria pública (art. 72).

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA COMPETÊNCIA TERRITORIAL SÚMULA 1/

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA COMPETÊNCIA TERRITORIAL SÚMULA 1/

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA COMPETÊNCIA TERRITORIAL

SÚMULA 1/ STJ

O foro do domicílio ou da residência do alimentando é o competente

para a ação de investigação de paternidade, quando cumulada com a de alimentos.

SÚMULA 33/STJ

O CPC/2015 passou a prever uma exceção a essa súmula, tornando-a parcialmente superada. É a hipótese do art. 63, §3º, que dispõe: Antes da citação, a cláusula de eleição de foro, se abusiva, pode ser reputada ineficaz de ofício pelo juiz, que determinará a remessa dos autos ao juízo do foro de domicílio do réu.

A incompetência relativa não pode ser declarada de ofício ATENÇÃO

relativa não pode ser declarada de ofício – ATENÇÃO SÚMULA 206/STJ - A existência de vara

SÚMULA 206/STJ

- A existência de vara privativa, instituída por lei estadual, não altera a

competência territorial resultante das leis de processo.

COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL

SÚMULA 556/STF

É competente a justiça comum para julgar as causas em que é parte

sociedade de economia mista.

SÚMULA 42/STJ

- Compete à Justiça Comum Estadual processar e julgar as causas em que

é parte a sociedade de economia mista e os crimes praticados em seu detrimento.

SÚMULA 517/STF

- As sociedades de economia mista só têm foro na justiça federal

quando a União intervém como assistente ou opoente.

quando a União intervém como assistente ou opoente. SÚMULA 508/STF – Compete à justiça estadual, em

SÚMULA 508/STF Compete à justiça estadual, em ambas as instâncias, processar e julgar

as causas em que for parte o Banco do Brasil S/A.

e julgar as causas em que for parte o Banco do Brasil S/A. SÚMULA 570/STJ –

SÚMULA 570/STJ Compete à Justiça Federal o processo e julgamento de demanda em

que se discute a ausência de ou o obstáculo ao credenciamento de instituição particular de ensino superior no Ministério da Educação como condição de expedição de diploma de ensino a distância aos estudantes.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 254/STJ – A decisão do juízo federal que exclui da

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 254/STJ – A decisão do juízo federal que exclui da relação
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 254/STJ – A decisão do juízo federal que exclui da relação

SÚMULA 254/STJ A decisão do juízo federal que exclui da relação processual ente

federal não pode ser reexaminada no juízo estadual.

- Compete à Justiça Federal decidir sobre a existência de interesse

jurídico que justifique a presença, no processo da União, suas autarquias ou empresas públicas.

SÚMULA 150/STJ

COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ESTADUAL SÚMULA VINCULANTE 27/STF - Compete à Justiça estadual julgar causas entre
COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ESTADUAL
SÚMULA
VINCULANTE
27/STF
-
Compete
à
Justiça
estadual
julgar
causas
entre
consumidor e concessionária de serviço público de telefonia, quando a ANATEL não seja
litisconsorte passiva necessária, assistente, nem opoente.
SÚMULA 506/STJ
– A ANATEL não é parte legítima nas demandas entre a concessionária
e o usuário de telefonia decorrentes de relação contratual.
SÚMULA 516/ STF
- O Serviço Social da Indústria (SESI) está sujeito à jurisdição da Justiça
Estadual.
SÚMULA 137/STJ – Compete à Justiça Comum Estadual processar e julgar ação de
servidor público municipal, pleiteando direitos relativos ao vínculo estatutário.
SÚMULA 218/STJ – Compete à Justiça dos Estados processar e julgar ação de servidor
estadual decorrente de direitos e vantagens estatutárias no exercício de cargo em
comissão.
estatutárias no exercício de cargo em comissão. SÚMULA 363/STJ – Compete â Justiça Estadual processar

SÚMULA 363/STJ Compete â Justiça Estadual processar e julgar a ação de cobrança

ajuizada por profissional liberal contra cliente

cobrança ajuizada por profissional liberal contra cliente SÚMULA 34/STJ – Compete à Justiça Estadual processar

SÚMULA 34/STJ Compete à Justiça Estadual processar e julgar causa relativa a

mensalidade escolar cobrada por estabelecimento particular de ensino.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 224/STJ – Excluído do feito o ente federal cuja presença

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 224/STJ – Excluído do feito o ente federal cuja presença levara
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 224/STJ – Excluído do feito o ente federal cuja presença levara

SÚMULA 224/STJ Excluído do feito o ente federal cuja presença levara o juiz estadual a

declinar da competência, deve o juiz federal restituir os autos e não suscitar o conflito.

CONEXÃO

SÚMULA 235/STJ

A conexão não determina a reunião dos processos se um

deles já foi julgado. CONFLITO DE COMPETÊNCIA – SÚMULA 59/STJ – Não há conflito de
deles já foi julgado.
CONFLITO DE COMPETÊNCIA –
SÚMULA 59/STJ
– Não há conflito de competência se já
existe sentença com trânsito em julgado, proferida por um dos juízos conflitantes.
SÚMULA 3/STJ
– Compete ao Tribunal Regional Federal dirimir conflito de competência
verificado, na respectiva região, entre juiz federal e juiz estadual investido na jurisdição
federal.
Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 06/60 – DIREITOS E INTERESSES DIFUSOS E COLETIVOS • LEI

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 06/60 – DIREITOS E INTERESSES DIFUSOS E COLETIVOS • LEI DA

DIA 06/60 DIREITOS E INTERESSES DIFUSOS E COLETIVOS

LEI DA AÇÃO CIVIL PÚBLICA Lei nº 7.347/85

Realização de ao menos 20 questões objetivas (No nosso pacote de questões objetivas reunimos 16 questões inéditas).

• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário. Caso nunca tenha estudado esta lei, consideramos importante ler ao menos
um resumo sobre ela, pois há diversos institutos embutidos, e recomendamos o
disponibilizado gratuitamente pelo Dr. João Lordelo em seu site:
➢ (https://docs.wixstatic.com/ugd/256fe5_084e3d0a09e44cceb286197838057b6a
.pdf ).
Enfatizamos: Atenção REDOBRADA na leitura dessa lei, chance de cair MUITÍSSIMO
GRANDE! Deixamos um dia inteiro para esta Lei em razão de sua importância.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Importante considerar que esta lei, juntamente com o Código de Defesa do
Consumidor, constitui a base do microssistema de tutela coletiva, complementados por
outras leis que igualmente preveem instrumentos para a tutela de interesses difusos e
coletivos (ECA, Estatuto do Idoso, etc.).
Lembrar que uma ação que busca a responsabilização por ato de improbidade
administrativa, embora tenha rito próprio previsto na Lei 8429/92, é uma espécie de ação
civil pública com vistas à tutela do patrimônio público, razão pela qual é possível a
instauração de inquérito civil pelo MP e constitui crime a recusa de documentos e
informações necessários à sua propositura (art. 10 Lei 7347/85).

Não confundir: Legitimados para a ACP (art. 5º) x Legitimados para o TAC (órgãos

públicos, §6º) x Instauração de inquérito civil é de legitimidade exclusiva do MP. (art. 8º,

§1º).

POLÊMICA DO Art. 16. “A sentença civil fará coisa julgada erga omnes, nos limites da

competência territorial do órgão prolator, exceto se o pedido for julgado improcedente

Direcionamento Analista MPSP 2018 por insuficiência de provas, hipótese em que qualquer legitimado poderá intentar

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 por insuficiência de provas, hipótese em que qualquer legitimado poderá intentar

por insuficiência de provas, hipótese em que qualquer legitimado poderá intentar outra ação com idêntico fundamento, valendo-se de nova prova.”

Resumo das principais críticas ao dispositivo (Via Dizer o Direito):

Gera prejuízo à economia processual e pode ocasionar decisões contraditórias entre julgados proferidos em Municípios ou Estados diferentes;

Viola o princípio da igualdade por tratar de forma diversa os brasileiros (para uns

irá "valer" a decisão, para outros não); ➢ a decisão que os define seja separada
irá "valer" a decisão, para outros não);
a decisão que os define seja separada por território;
sentença”;

Os direitos coletivos “lato sensu” são indivisíveis, de forma que não há sentido que

A redação do dispositivo mistura “competência” com “eficácia da decisão”, que são

conceitos diferentes. O legislador confundiu, ainda, “coisa julgada” e “eficácia da

O art. 93 do CDC, que se aplica também à LACP, traz regra diversa, já que prevê

que, em caso de danos nacional ou regional, a competência para a ação será do foro da Capital do Estado ou do Distrito Federal, o que indica que essa decisão valeria, no mínimo, para todo o Estado/DF.

STJ tem afastado essa regra, inclusive em recurso repetitivo: “A eficácia das decisões

proferidas em ações civis públicas coletivas NÃO deve ficar limitada ao território da competência do órgão jurisdicional que prolatou a decisão. STJ. Corte Especial. EREsp 1134957/SP, Rel. Min. Laurita Vaz, julgado em 24/10/2016”

No MPSP o prazo do inquérito civil é de 180 dias, prorrogáveis quantas vezes for necessário, de forma fundamentada (A Resolução do CNMP fala em um ano de prazo, mas permite que cada MP estabeleça de forma distinta). Outra peculiaridade do MPSP é que o compromisso de ajustamento de conduta só tem validade após homologação pelo Conselho Superior. As peculiaridades para o trâmite do Inquérito Civil no MPSP constam do Ato Normativo nº 484/06, cuja leitura reputamos facultativa nesse momento da preparação, dada sua extensão e baixa probabilidade de incidência.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA SÚMULA 329/ STJ –

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA SÚMULA 329/ STJ – O

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA SÚMULA 329/ STJ – O Ministério Público tem

SÚMULA 329/ STJ O Ministério Público tem legitimidade para propor ação civil pública

em defesa do patrimônio público.

SÚMULA 643/STF

O Ministério Público tem legitimidade para promover ação civil

pública cujo fundamento seja a ilegalidade de reajuste de mensalidades escolares

SÚMULA 601/STJ

de reajuste de mensalidades escolares SÚMULA 601/STJ - O Ministério Público tem legitimidade ativa para atuar

- O Ministério Público tem legitimidade ativa para atuar na defesa de

direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos dos consumidores, ainda que decorrentes da prestação de serviço público

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 07/60 – ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE • Leitura: Art.

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 07/60 – ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE • Leitura: Art. 1º

DIA 07/60 ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE

Leitura: Art. 1º ao 130, ECA

Realização de ao menos 30 questões objetivas (No nosso pacote de questões objetivas reunimos 22 questões inéditas sobre as atualizações do ECA)

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se

necessário (mas a leitura dos artigos basta). Atenção REDOBRADA às alterações recentes, propiciadas pela Lei 13.509/2017. Apesar de ser uma lei de 2017, houve derrubada de vetos em 2018, razão pela qual muitos livros de 2018 estão desatualizados, inclusive Vade Mecum! Para não correr o risco de estudar pelo material errado, sugiro que o estudo das alterações seja feito pela tabela elaborada pelo Professor Paulo Lépore, disponibilizada gratuitamente no site dele:

➢ https://drive.google.com/file/d/1iU2SHLjSIe7R-Miafp2vWkxIvn8KPSn1/view LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA
https://drive.google.com/file/d/1iU2SHLjSIe7R-Miafp2vWkxIvn8KPSn1/view
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):

ECA é uma matéria para gabaritar, porque é basicamente decoreba de lei seca mesmo, dificilmente as questões objetivas vão exigir raciocínio complexo. Leiam, releiam e garantam essas questões!

Dentre as alterações recentes, acredito que tenham maior chance de incidência na prova as seguintes, bem como as alterações referentes a PRAZOS, bem destacadas na tabela indicada acima. Lembrar que as referidas alterações buscaram dar celeridade aos processos de adoção!

Art. 19 - § 5º- Será garantida a convivência integral da criança com a mãe adolescente que estiver em acolhimento institucional.

Parto Anônimo possibilidade de a mãe manifestar interesse de entregar seu filho

para a adoção (lembrar que isso é plenamente lícito no Brasil, conforme art. 19-A)

Apadrinhamento: lembrar que podem ser padrinhos pessoas físicas maiores de 18

anos NÃO inscritas no cadastro de adoção e PESSOAS JURÍDICAS (art. 19-B)

Art. 50 - § 15. Será assegurada prioridade no cadastro a pessoas interessadas em

adotar criança ou adolescente com deficiência, com doença crônica ou com necessidades específicas de saúde, além de grupo de irmãos.

Direcionamento Analista MPSP 2018 Quanto às consagradas disposições do ECA, recordar principalmente: • Distinção

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Quanto às consagradas disposições do ECA, recordar principalmente: • Distinção

Quanto às consagradas disposições do ECA, recordar principalmente:

Distinção entre criança (até 12 anos incompletos) e adolescente (de 12 anos

completos a 18 anos incompletos), lembrando que a pessoa completa a idade a partir das

0h do dia em que faz aniversário, independentemente do horário de nascimento.

Criança que pratica ato infracional pode receber apenas medida de proteção,

enquanto adolescente pode receber medida de proteção e/ou medida socioeducativa.

Definição de Ato Infracional: Art. 103 – Considera-se ato infracional a conduta descrita como crime
Definição de Ato Infracional: Art. 103 – Considera-se ato infracional a conduta descrita
como crime ou contravenção penal.
Medidas Socioeducativas: Art. 112 – advertência, obrigação de reparar o dano,
prestação de serviços à comunidade, liberdade assistida ,semiliberdade e internação - A
medida aplicada ao adolescente levará em conta a sua capacidade de cumpri-la, as
circunstâncias e a gravidade da infração.
Hipóteses em que é admitida INTERNAÇÃO (tem que saber!) – Art. 122 – lembrar que
não tem prazo determinado, apenas prazo máximo, devendo ser reavaliada a cada seis
meses.
o
I - tratar-se de ato infracional cometido mediante grave ameaça ou violência a
pessoa (prazo máximo de três anos);
o
II - por reiteração no cometimento de outras infrações graves (prazo máximo de
três anos);
o
II - por descumprimento reiterado e injustificável da medida anteriormente
imposta (internação-sanção, prazo máximo de três meses).
o
Internação provisória é possível, durante o trâmite da ação socioeducativa, pelo
prazo máximo de 45 dias.
o Em todas as medidas: Liberação compulsória aos 21 anos!

REMISSÃO arts. 126 a 128 : informações importantes (tabela site Dizer o Direito)

 

Remissão como forma de EXCLUSÃO do processo

 

Remissão como forma de SUSPENSÃO ou EXTINÇÃO do processo

É

pré-processual

(antes

do

processo

É processual, ou seja, depois que a ação socioeducativa foi proposta.

iniciar).

 

Concedida pelo MP.

 

Concedida pelo juiz.

Direcionamento Analista MPSP 2018 Concedida a remissão pelo representante do MP os autos serão conclusos

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Concedida a remissão pelo representante do MP os autos serão conclusos ao
Concedida a remissão pelo representante do MP os autos serão conclusos ao juiz para homologar
Concedida a remissão pelo representante
do MP os autos serão conclusos ao juiz
para homologar ou não (art. 181 do ECA).
O
Ministério Público deverá ser ouvido,
mas sua opinião não é vinculante. Quem
decide se concede ou não a remissão é o
magistrado.
Também
chamada
de
remissão
Também chamada de remissão judicial.
ministerial.
Prevista no art. 126, caput, do ECA:
Art. 126. Antes de iniciado o procedimento
judicial para apuração de ato infracional, o
representante do Ministério Público
poderá conceder a remissão, como forma
de exclusão do processo, atendendo às
circunstâncias e consequências do fato, ao
contexto social, bem como à
personalidade do adolescente e sua maior
ou menor participação no ato infracional.
Prevista no art. 126, parágrafo único, do
ECA:
Art. 126 (
)
Parágrafo único. Iniciado o procedimento,
a concessão da remissão pela autoridade
judiciária importará na suspensão ou
extinção do processo.
PRÓPRIA
IMPRÓPRIA
Ocorre quando é concedido perdão puro
e
simples ao adolescente, sem qualquer
imposição.
Ocorre quando é concedido o perdão ao
adolescente, mas com a imposição de que
ele cumpra alguma medida
socioeducativa, desde que esta não seja
restritiva de liberdade.
A
doutrina afirma que, neste caso, não é
necessário
o
consentimento
do
É indispensável o consentimento do
adolescente e de seu responsável, além
adolescente
nem
a
presença de
da
assistência jurídica de um advogado ou
advogado.
Defensor Público.

Vale ressaltar que não é possível a aplicação de remissão imprópria pelo MP sem que haja homologação judicial. Isso restou consignado em uma súmula editada pelo STJ:

Súmula 108-STJ: A aplicação de medidas socioeducativas ao adolescente, pela prática de ato infracional, é da competência exclusiva do juiz.

Direcionamento Analista MPSP 2018 https://www.dizerodireito.com.br/2016/10/remissao-prevista-no-eca-saiba-mais.html

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 https://www.dizerodireito.com.br/2016/10/remissao-prevista-no-eca-saiba-mais.html

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

SÚMULA 108/STJ:

A aplicação de medidas socioeducativas ao adolescente, pela prática

de ato infracional, é da competência exclusiva do juiz.

SÚMULA 265/STJ:

É necessária a oitiva do menor infrator antes de decretar-se a regressão

: A prescrição penal é aplicável nas medidas socioeducativas.
: A prescrição penal é aplicável nas medidas socioeducativas.

da medida socioeducativa.

SÚMULA 342/STJ:

No procedimento para aplicação de medida socioeducativa, é nula a

desistência de outras provas em face da confissão do adolescente.

SÚMULA 492/STJ:

O ato infracional análogo ao tráfico de drogas, por si só, não conduz

obrigatoriamente à imposição de medida socioeducativa de internação do adolescente.

SÚMULA 338/STJ

Súmula 605-STJ:

A superveniência da maioridade penal não interfere na apuração de ato

infracional nem na aplicabilidade de medida socioeducativa em curso, inclusive na liberdade assistida, enquanto não atingida a idade de 21 anos

SÚMULA 594/STJ:

O Ministério Público tem legitimidade ativa para ajuizar ação de

alimentos em proveito de criança ou adolescente independentemente do exercício do poder familiar dos pais, ou do fato de o menor se encontrar nas situações de risco descritas no art. 98 do Estatuto da Criança e do Adolescente, ou de quaisquer outros questionamentos acerca da existência ou eficiência da Defensoria Pública na comarca.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 08/60 - ADMINISTRATIVO • LEI SECA: ➢ Art. 20, 37,

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 08/60 - ADMINISTRATIVO • LEI SECA: ➢ Art. 20, 37, 70

DIA 08/60 - ADMINISTRATIVO

LEI SECA:

Art. 20, 37, 70 a 75, CF

Art. 78 do CTN

Lei nº 9.790/99

➢ Lei nº 9.637/98 ➢ Lei nº 13.019/2014 • Realização de ao menos 20 questões
➢ Lei nº 9.637/98
Lei nº 13.019/2014
Realização de ao menos 20 questões objetivas, preferencialmente sobre regime
jurídico administrativo.
Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário.
Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA NO ART. 37, todos os seus
incisos. (a base do direito administrativo está ali, por isso estamos repetindo a indicação
da leitura já feita em constitucional) e no conceito de poder de polícia trazido pelo art.
78 do CTN, pois a despeito de sua previsão na legislação tributária (esta que não é
cobrada no concurso) é utilizado como conceito básico do direito administrativo.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Atenção para pegadinha: Art. 37 - III - o prazo de validade do concurso público será de
até dois anos, prorrogável uma vez, por igual período – é ATÉ dois anos, pode ser menor.
Acumulação de cargos públicos: vedação é regra, permissivos estão na CF – lembrar
que a vedação também se aplica a empregos e funções e abrange autarquias, fundações,
empresas públicas, sociedades de economia mista, suas subsidiárias, e sociedades
controladas, direta ou indiretamente, pelo poder público:

dois cargos de professor

a de um cargo de professor com outro técnico ou científico

a de dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde, com profissões

regulamentadas

vereador com qualquer outro cargo em que haja compatibilidade de horário

Direcionamento Analista MPSP 2018 IMPORTANTE SABER DIFERENCIAR OSCIP e OS: (Fonte: terceiro-setor.html )

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 IMPORTANTE SABER DIFERENCIAR OSCIP e OS: (Fonte: terceiro-setor.html )

IMPORTANTE SABER DIFERENCIAR OSCIP e OS:

(Fonte:

OS OSCIP Lei de Regência Lei n. 9.637/98 Lei 9.790/99 Característica Torna possível que pessoas
OS
OSCIP
Lei de Regência
Lei n. 9.637/98
Lei 9.790/99
Característica
Torna possível que pessoas
jurídicas de direito privado, sem fins
lucrativos, assumam atividades
desenvolvidas por entidades ou
órgãos da Administração Pública.
Há uma transferência para a
iniciativa privada.
A qualificação das OSCIPs não visa
absorver atividades desenvolvidas
pelo Estado, mas tão somente
uma parceria, de intuito
colaborativo. A OSCIP atua
em colaboração.
Instrumento de
Contrato de Gestão
Termo de Parceria
Formalização
Discricionária
Vinculada
Qualificação
A qualificação como OS depende
de aprovação discricionária
do Ministro ou titular do órgão
setorial (a depender da área de
atuação) e do Ministro do
Planejamento, Orçamento e Gestão
(MPOG).
A qualificação como OSCIP é ato
vinculado do Ministro da Justiça,
sendo que o indeferimento deve
ser fundamentado.
Direcionamento Analista MPSP 2018 As áreas de atuação das OS são mais restritas: ensino; pesquisa

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 As áreas de atuação das OS são mais restritas: ensino; pesquisa científica;
As áreas de atuação das OS são mais restritas: ensino; pesquisa científica; desenvolvimento As áreas
As áreas de atuação das OS
são mais restritas: ensino; pesquisa
científica; desenvolvimento
As áreas de atuação das OSCIP
são mais amplas, como:
Áreas de
Atuação
tecnológico; proteção e
preservação do meio ambiente;
cultura e saúde.
assistência social; cultura, defesa
e conservação do patrimônio
histórico e artístico; educação;
saúde; segurança alimentar e
nutricional; meio ambiente;
combate à pobreza; direitos
humanos, etc. (art. 3º da Lei
9.790/99)
Requisitos para
A lei disciplina os requisitos
qualificação
específicos, ou seja, a pessoa
jurídica deve atender às exigências
legais (art. 2º da Lei n. 9.637/98)
A lei não disciplina os requisitos
específicos, cuidando das
hipóteses em que não se poderá
qualificar o pessoa jurídica como
OSCIP (art. 2º da Lei 9.790/99).
Composição
O
conselho
de
É permitida a participação
de
do Poder
administração deve ser
composto
Público na
por 20 a 40% (vinte a quarenta por
Administração
cento) de membros
natos
representantes do Poder Público.
servidores públicos na
composição de conselho de
Organização da Sociedade Civil de
Interesse Público.

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

PRINCÍPIO DA AUTOTUTELA

SÚMULA 437/STF

- A administração pode anular seus próprios atos, quando eivados de

vícios que os tornam ilegais, porque deles não se originam direitos; ou revogá-los, por

Direcionamento Analista MPSP 2018 motivo de conveniência ou oportunidade, respeitados os direitos adquiridos, e

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 motivo de conveniência ou oportunidade, respeitados os direitos adquiridos, e

motivo de conveniência ou oportunidade, respeitados os direitos adquiridos, e ressalvada, em todos os casos, a apreciação judicial.

SÚMULA 611-STJ:

Desde que devidamente motivada e com amparo em investigação ou

sindicância, é permitida a instauração de processo administrativo disciplinar com base em denúncia anônima, em face do poder-dever de autotutela imposto à Administração.

SÚMULA VINCULANTE 13/STF
SÚMULA VINCULANTE 13/STF

SÚMULA 6/STF

- A revogação ou anulação, pelo Poder Executivo, de aposentadoria, ou

qualquer outro ato aprovado pelo Tribunal de Contas, não produz efeitos antes de aprovada por aquele tribunal, ressalvada a competência revisora do Judiciário.

VEDAÇÃO AO NEPOTISMO

- A nomeação de cônjuge,

companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.

***A jurisprudência do STF preconiza que, ressalvada situação de fraude à lei, a nomeação de parentes para cargos públicos de natureza política (Secretário de Saúde, por exemplo) não desrespeita o conteúdo normativo do enunciado da Súmula Vinculante 13 Pode ser demonstrada a ausência de fraude quando há, por exemplo, justificativa de natureza profissional, curricular ou técnica para a nomeação.

CONCURSO PÚBLICO

SÚMULA 266/STJ

O diploma ou habilitação legal para o exercício do cargo deve ser

exigido na posse e não na inscrição para o concurso público ATENÇÃO Súmula

Direcionamento Analista MPSP 2018 inaplicável a concursos para as carreiras da Magistratura e do Ministério

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 inaplicável a concursos para as carreiras da Magistratura e do Ministério Público

inaplicável a concursos para as carreiras da Magistratura e do Ministério Público (Info 821/STF comprovação nestes casos deve ser exigida na inscrição definitiva).

SÚMULA 377/STJ:

O portador de visão monocular tem direito de concorrer, em concurso

público, às vagas destinadas aos deficientes.

em concurso público, às vagas destinadas aos deficientes. SÚMULA 552/STJ: O portador de surdez unilateral não

SÚMULA 552/STJ:

O portador de surdez unilateral não se qualifica como pessoa com

deficiência para o fim de disputar as vagas reservadas em concursos públicos.

***Distinção das súmulas 377 e 552 sempre têm chance de incidência em prova.

SÚMULA VINCULANTE 44/STF

Só por lei se pode sujeitar a exame psicotécnico a

habilitação de candidato a cargo público.

SÚMULA 683/STF

- O limite de idade para a inscrição em concurso público só se legitima

em face do art. 7º, XXX, da Constituição, quando possa ser justificado pela natureza das atribuições do cargo a ser preenchido.

pela natureza das atribuições do cargo a ser preenchido. SÚMULA 684/STF – É inconstitucional o veto

SÚMULA 684/STF É inconstitucional o veto não motivado à participação de candidato a

concurso público.

SÚMULA VINCULANTE 43/STF

- É inconstitucional toda modalidade de provimento que

propicie ao servidor investir-se, sem prévia aprovação em concurso público destinado ao seu provimento, em cargo que não integra a carreira na qual anteriormente investido.

SÚMULA 15/STF

- Dentro do prazo de validade do concurso, o candidato aprovado tem

direito à nomeação, quando o cargo for preenchido sem observância da classificação.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SERVIDORES PÚBLICOS SÚMULA VINCULANTE 42/STF – É inconstitucional a

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SERVIDORES PÚBLICOS SÚMULA VINCULANTE 42/STF – É inconstitucional a

SERVIDORES PÚBLICOS

SÚMULA

VINCULANTE

42/STF

É inconstitucional a vinculação do reajuste de

vencimentos de servidores estaduais ou municipais a índices federais de correção monetária.

ou municipais a índices federais de correção monetária. SÚMULA 21/STF – Funcionário em estágio probatório

SÚMULA 21/STF

Funcionário em estágio probatório não pode ser exonerado nem

demitido sem inquérito ou sem as formalidades legais de apuração de sua capacidade.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 09/60 – DIREITOS HUMANOS • Apenas LEI SECA (não há

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 09/60 – DIREITOS HUMANOS • Apenas LEI SECA (não há súmulas

DIA 09/60 DIREITOS HUMANOS

Apenas LEI SECA (não há súmulas relacionadas):

Lei da internação compulsória Lei 10.216/2001

Política Nacional para a População em Situação de Rua Decreto 7053/2009

Estatuto Igualdade Racial Lei 12.288/2010.

• Realização de ao menos 10 questões objetivas sobre as referidas normas (temos em nosso
• Realização de ao menos 10 questões objetivas sobre as referidas normas (temos em
nosso pacote de questões)
• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário
• Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA na Lei de Internação
Compulsória, sempre com grande chance de incidência por ser um importante marco dos
direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais (ponto importante do edital).
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
MODALIDADES DE INTERNAÇÃO PREVISTAS NA LEI - ESQUEMATIZAÇÃO
VOLUNTÁRIA
INVOLUNTÁRIA
COMPULSÓRIA
Com
consentimento
do
Sem o consentimento do
usuário e a pedido de terceiro
Determinada pela Justiça
usuário
Exige assinatura de uma
declaração de que optou
pelo tratamento.
Deverá, no prazo de setenta e
duas horas, ser comunicada ao
Ministério Público Estadual pelo
responsável técnico do
estabelecimento no qual tenha
ocorrido, devendo esse mesmo
procedimento ser adotado
quando da respectiva alta
segurança
estabelecimento, quanto à
salvaguarda do paciente, dos
demais internados e
funcionários.
Determinada, de acordo com
a legislação vigente, pelo juiz
competente, que levará em
conta as condições de
do
Termina por solicitação
escrita do paciente ou por
Termina por solicitação escrita
do familiar, ou responsável
Direcionamento Analista MPSP 2018 determinação do médico assistente legal, ou quando estabelecido pelo especialista

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 determinação do médico assistente legal, ou quando estabelecido pelo especialista
determinação do médico assistente legal, ou quando estabelecido pelo especialista responsável pelo tratamento
determinação do médico
assistente
legal, ou quando estabelecido
pelo especialista responsável
pelo tratamento
Somente serão autorizadas por médico devidamente
registrado no Conselho Regional de Medicina - CRM do
Estado onde se localize o estabelecimento.
Internação somente será realizada mediante laudo médico circunstanciado que caracterize os
seus motivos e só será indicada quando os recursos extra-hospitalares se mostrarem
insuficientes

• Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 10/60 – ELEITORAL • LEI SECA: ➢ Art. 12 a

Direcionamento Analista MPSP 2018

DIA 10/60 ELEITORAL

LEI SECA:

Art. 12 a 17, CF;

Lei de Inelegibilidades (LC nº 64);

Lei nº 9.096/1995 (Lei dos partidos políticos);

64); ➢ Lei nº 9.096/1995 (Lei dos partidos políticos); ➢ Lei nº 6.091/74 (transporte de eleitores);
➢ Lei nº 6.091/74 (transporte de eleitores); ➢ Crimes eleitorais (283 a 364, CE). •
➢ Lei nº 6.091/74 (transporte de eleitores);
➢ Crimes eleitorais (283 a 364, CE).
Realização de ao menos 20 questões objetivas sobre direitos políticos e partidos
políticos
Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário.
Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA na base constitucional (arts.
12 a 17 TEM QUE SABER) e nas recentes alterações (minirreforma eleitoral de 2017,
caso ainda não tenha se familiarizado com as modificações, sugerimos a seguinte leitura
https://www.dizerodireito.com.br/2017/10/comentarios-minirreforma-eleitoral-
de.html
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Estrangeiro pode votar? A regra é NÃO, mas há a ressalva do português equiparado a
brasileiro naturalizado, que não deixa de ser estrangeiro.
Fim das coligações nas eleições proporcionais e cláusula de barreira do fundo
partidário – EC 97/2017> RECOMENDAMOS A SEGUINTE LEITURA, dada a importância
das alterações: https://www.dizerodireito.com.br/2017/10/breves-comentarios-ec-
972017-fim-das.html

Lembrar, ainda, que a Lei nº 13.487/2017 acabou com a propaganda partidária

(difusão das ideias do partido) no rádio e na televisão, subsistindo tão somente a propaganda eleitoral (voltada à captação de votos)

CRIMES ELEITORAIS: todos são de ação penal pública INCONDICIONADA, mesmo a calúnia, injúria e difamação eleitoral.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA – A dissolução da sociedade

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA – A dissolução da sociedade ou

SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

A dissolução da sociedade ou do vínculo conjugal no curso

do mandato não afasta a inelegibilidade prevista no §7º do art. 14 da Constituição Federal.

SÚMULA VINCULANTE 18/STF

SÚMULA 6/TSE - São inelegíveis para o cargo de Chefe do Executivo o cônjuge e os parentes, indicados no § 7º do art. 14 da Constituição Federal, do titular do mandato, salvo se este, reelegível, tenha falecido, renunciado ou se afastado definitivamente do cargo até seis meses antes do pleito.

definitivamente do cargo até seis meses antes do pleito. SÚMULA 15/TSE - O exercício de mandato

SÚMULA 15/TSE - O exercício de mandato eletivo não é circunstância capaz, por si só, de comprovar a condição de alfabetizado do candidato.

SÚMULA 19/TSE - O prazo de inelegibilidade decorrente da condenação por abuso do poder econômico ou político tem início no dia da eleição em que este se verificou e finda no dia de igual número no oitavo ano seguinte (art. 22, XIV, da LC no 64/90).

SÚMULA 45/TSE - Nos processos de registro de candidatura, o Juiz Eleitoral pode conhecer de ofício da existência de causas de inelegibilidade ou da ausência de condição de elegibilidade, desde que resguardados o contraditório e a ampla defesa.

SÚMULA 54/TSE - A desincompatibilização de servidor público que possui cargo em comissão é de três meses antes do pleito e pressupõe a exoneração do cargo comissionado, e não apenas seu afastamento de fato.

SÚMULA 55/TSE - A Carteira Nacional de Habilitação gera a presunção da escolaridade necessária ao deferimento do registro de candidatura.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 59/TSE - O reconhecimento da prescrição da pretensão executória pela

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 59/TSE - O reconhecimento da prescrição da pretensão executória pela

SÚMULA 59/TSE - O reconhecimento da prescrição da pretensão executória pela Justiça Comum não afasta a inelegibilidade prevista no art. 1º, I, e, da LC nº 64/90, porquanto não extingue os efeitos secundários da condenação.

SÚMULA 60/ TSE - O prazo da causa de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, e, da LC nº 64/90 deve ser contado a partir da data em que ocorrida a prescrição da pretensão executória e não do momento da sua declaração judicial.

executória e não do momento da sua declaração judicial. SÚMULA 61/ TSE - O prazo concernente

SÚMULA 61/ TSE - O prazo concernente à hipótese de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, e, da LC nº 64/90 projeta-se por oito anos após o cumprimento da pena, seja ela privativa de liberdade, restritiva de direito ou multa.

SÚMULA 66/TSE - A incidência do § 2º do art. 26-C da LC nº 64/90 não acarreta o imediato indeferimento do registro ou o cancelamento do diploma, sendo necessário o exame da presença de todos os requisitos essenciais à configuração da inelegibilidade, observados os princípios do contraditório e da ampla defesa.

SÚMULA 67/TSE - A perda do mandato em razão da desfiliação partidária não se aplica aos candidatos eleitos pelo sistema majoritário.

SÚMULA 69/TSE - Os prazos de inelegibilidade previstos nas alíneas j e h do inciso I do art. 1º da LC nº 64/90 têm termo inicial no dia do primeiro turno da eleição e termo final no dia de igual número no oitavo ano seguinte.

SÚMULA 70/TSE - O encerramento do prazo de inelegibilidade antes do dia da eleição constitui fato superveniente que afasta a inelegibilidade, nos termos do art. 11, § 10, da Lei nº 9.504/97.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 11/60 – EMPRESARIAL • LEI SECA: 966 a 1.087, CC

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 11/60 – EMPRESARIAL • LEI SECA: 966 a 1.087, CC •

DIA 11/60 EMPRESARIAL

LEI SECA: 966 a 1.087, CC

Realização de ao menos 20 questões objetivas sobre empresa e empresário

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se

necessário.

Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA nos artigos iniciais – 966 a 980-A.
Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA nos artigos iniciais – 966
a 980-A.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
• Empresário Rural: registro facultativo de natureza constitutiva – se fizer o registro
em junta comercial sujeita-se ao regime jurídico empresarial, sendo inaplicável esse
regime ao empresário ou sociedade rural que não exercer tal opção.
• Possibilidade de o incapaz exercer a empresa – a regra é que o incapaz não pode ser
empresário individual, porém o art. 974 abre duas exceções, permitindo o exercício da
empresa por incapaz quando a incapacidade for superveniente ou quando ele herde a
atividade empresarial de alguém (art. 974 caput).
➢ Não confundir com a possibilidade de o incapaz ser sócio de uma sociedade
empresária, isso é possível, ele apenas não poderá exercer a administração da
sociedade e deverá ser representado ou assistido, devendo o capital estar totalmente
integralizado (art. 974, §3º).
ESQUEMATIZANDO:
EMPRESÁRIO INDIVIDUAL INCAPAZ
SÓCIO INCAPAZ
Apenas
para
CONTINUAR
atividade
empresarial.
Pode constituir sociedade ou ingressar em
sociedade já existente.
Somente em caso de incapacidade
superveniente ou sucessão causa mortis.
Em qualquer situação.
Necessidade de autorização judicial.
Desnecessidade de autorização judicial.
Direcionamento Analista MPSP 2018 Essencial compreender a diferenciação entre empresário individual, EIRELI, sociedade

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Essencial compreender a diferenciação entre empresário individual, EIRELI, sociedade

Essencial compreender a diferenciação entre empresário individual, EIRELI, sociedade empresária, microempresa e microempreendedor individual. ESQUEMATIZANDO:

EMPRESÁRIO EIRELI SOCIEDADE ME e EPP MEI INDIVIDUAL EMPRESÁRIA Pessoa física *** Pessoa Jurídica Pessoa
EMPRESÁRIO
EIRELI
SOCIEDADE
ME e EPP
MEI
INDIVIDUAL
EMPRESÁRIA
Pessoa física ***
Pessoa Jurídica
Pessoa Jurídica
Qualificação
Qualificação
Jurídica
Jurídica
Responsabilidade
Direta e Ilimitada
Responsabilidade
Responsabilidade
subsidiária dos
sócios e limitação a
depender do tipo
societário
Atribuída
a
Limitada
e
empresários
a
Subsidiária
do
individuais,
titular
e
tipos societários
de acordo com o
EIRELI
certos
faturamento
Atribuída
apenas
empresários
individuais de
acordo com o
faturamento
bruto anual
bruto anual
*** O fato de o empresário individual possuir o chamado CNPJ relaciona-se à necessidade de um cadastro fiscal e apenas
para fins tributários o empresário individual equipara-se a pessoas jurídicas, estas listadas no art. 44 do Código Civil.
NÃO HÁ SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA
Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 12/60 – PENAL • LEI SECA: Art. 121 ao 186,

Direcionamento Analista MPSP 2018

DIA 12/60 PENAL

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 12/60 – PENAL • LEI SECA: Art. 121 ao 186, CP.

LEI SECA: Art. 121 ao 186, CP. Entretanto, ter em mente que os crimes expressamente

previstos no edital são: Dos crimes contra a pessoa: Dos crimes contra a vida; Das lesões corporais; Da periclitação da vida e da saúde; Dos crimes contra a liberdade pessoal; Dos crimes contra a inviolabilidade do domicílio. Dos crimes contra o patrimônio: Do furto; Do roubo e da extorsão; Da extorsão mediante sequestro, o foco deve ser neles.

LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):

Realização de ao menos 20 questões objetivas - crimes contra a vida, crimes contra o patrimônio.

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se necessário.

qualificadoras em especial a relativa ao feminicídio e correspondentes causas de aumento de pena, bem como a relativa ao agente de segurança pública, e nas recentes alterações nos delitos patrimoniais, em especial furto e roubo (alterações de 2018! Confira se seu material está atualizado ou leia pelo site do planalto!)

Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA em Homicídio, todas suas

não é crime hediondo, por ausência de previsão legal, mas que as qualificadoras compatíveis com o privilégio são apenas as de ordem objetiva (incisos III e IV do §2º, salvo traição) (Tem entendimento do STJ de que feminicídio pode ser qualificadora de ordem objetiva , mas por ser tema polêmico isso dificilmente será cobrado em uma prova objetiva).

No homicídio, lembrar que pode existir o homicídio privilegiado-qualificado, o qual

Qualificadora do §2º, inc. VIII (agentes de segurança) lembrar que por falha

legislativa que utilizou a expressão parente consanguíneo, a qualificadora não se aplica em caso de parentesco por adoção, por vedação à analogia em malam partem. Também não se aplica a magistrados e membros do MP.

Direcionamento Analista MPSP 2018 • Aborto – recordar-se que o aborto de feto anencéfalo é

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 • Aborto – recordar-se que o aborto de feto anencéfalo é atípico,

Aborto recordar-se que o aborto de feto anencéfalo é atípico, por se tratar de crime impossível ante a impropriedade absoluta do objeto material (ausência de vida humana) ADPF 54 raciocínio não se aplica à microcefalia, em que há vida viável.

Cirurgia de mudança de sexo não há crime de lesão corporal gravíssima, a despeito da perda de função, pois o médico que a realiza não tem dolo de lesionar e está acobertado por uma excludente de ilicitude: exercício regular do direito.

• Causa de aumento do roubo e nova hipótese de furto qualificado pelo emprego de
Causa de aumento do roubo e nova hipótese de furto qualificado pelo emprego de
explosivos – revisar estas e todas as alterações da Lei 13.654/2018
Roubo: Atenção, nessas recentes alterações, a despeito da intenção legislativa de
aumentar as penas para o crime de roubo com emprego de arma de fogo, foi SUPRIMIDA
a
causa de aumento relativa ao emprego de arma branca ou imprópria. MPSP tem
defendido que a supressão se deu por falha legislativa, e defende a inconstitucionalidade
dessa norma, sustentando que permanece abrangida pela causa de aumento do §1º, inc.
I, já que a revogação deste padece de vício formal. Ficar atento ao enunciado caso isso
seja cobrado em prova! Se pedir letra da lei, foi revogado, caso abra qualquer discussão,
atentar para as alternativas. (acho difícil cobrarem na objetiva, mas não quis negligenciar
a
informação).
http://www.mpsp.mp.br/portal/pls/portal/!PORTAL.wwpob_page.show?_docname=26
28582.PDF
SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA
FURTO – SÚMULA 567/STJ
- Sistema de vigilância realizado por monitoramento eletrônico
ou por existência de segurança no interior de estabelecimento comercial, por si só, não
torna impossível a configuração do crime de furto.

SÚMULA 511/STJ

- É possível o reconhecimento do privilégio previsto no § 2º do art. 155

do CP nos casos de crime de furto qualificado, se estiverem presentes a primariedade do agente, o pequeno valor da coisa e a qualificadora for de ordem objetiva.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 442/STJ – É inadmissível aplicar, no furto qualificado, pelo concurso

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 442/STJ – É inadmissível aplicar, no furto qualificado, pelo concurso de
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 442/STJ – É inadmissível aplicar, no furto qualificado, pelo concurso de

SÚMULA 442/STJ É inadmissível aplicar, no furto qualificado, pelo concurso de agentes,

a majorante do roubo.

ROUBO SÚMULA 582/STJ

- Consuma-se o crime de roubo com a inversão da posse do

bem mediante emprego de violência ou grave ameaça, ainda que por breve tempo e em
bem mediante emprego de violência ou grave ameaça, ainda que por breve tempo e em
seguida à perseguição imediata ao agente e recuperação da coisa roubada, sendo
prescindível a posse mansa e pacífica ou desvigiada. – ATENÇÃO IGUAL RACIOCÍNIO SE
APLICA PARA EXPLICAR O MOMENTO CONSUMATIVO DO FURTO.
SÚMULA 443/STJ – O aumento, na terceira ase de aplicação da pena no crime de roubo
circunstanciado exige fundamentação concreta, não sendo suficiente para a sua
exasperação a mera indicação do número de majorantes.
SÚMULA 610/STF
Há crime de latrocínio quando o homicídio se consuma, ainda que
não realiza o agente a subtração de bens da vítima
EXTORSÃO - SÚMULA 96/STJ – O crime de extorsão consuma-se independentemente da
obtenção da vantagem indevida.
ESTELIONATO – SÚMULA 246/STF
– Comprovado não ter havido fraude, não se configura
o
crime de emissão de cheque sem fundos.
SÚMULA 554/STF
O pagamento de cheque emitido sem provisão de fundos, após o
recebimento da denúncia, não obsta o prosseguimento da ação penal.

SÚMULA 17/STJ

Quando o falso se exaure no estelionato, sem mais potencialidade

lesiva, é por este absorvido.

SÚMULA 24/STJ

Aplica-se ao crime de estelionato, em que figure como vítima entidade

autárquica da previdência social, a qualificadora do §3º do art. 171 do Código Penal.

SÚMULA 73/STJ – Direcionamento Analista MPSP 2018 A utilização de papel moeda grosseiramente falsificado configura,

SÚMULA 73/STJ

Direcionamento Analista MPSP 2018

SÚMULA 73/STJ – Direcionamento Analista MPSP 2018 A utilização de papel moeda grosseiramente falsificado configura,

A utilização de papel moeda grosseiramente falsificado configura, em

tese, o crime de estelionato, de competência da Justiça Estadual.

SÚMULA 521/STF

O foro competente para o processo e julgamento dos crimes de

estelionato, sob a modalidade da emissão dolosa de cheque sem provisão de fundos, é do local onde se deu a recusa do pagamento pelo sacado.

é do local onde se deu a recusa do pagamento pelo sacado. SÚMULA 244/STJ – Compete

SÚMULA 244/STJ

Compete ao foro do local da recusa processar e julgar o crime de

estelionato mediante cheque sem provisão de fundos.

de estelionato mediante cheque sem provisão de fundos. Súmula 48/STJ – Compete ao juízo do local

Súmula 48/STJ Compete ao juízo do local da obtenção da vantagem ilícita processar e

julgar crime de estelionato cometido mediante falsificação de cheque.

VIOLAÇÃO DE DIREITO AUTORAL

SÚMULA 502/STJ

- Presentes a materialidade e a autoria, afigura-se típica em relação ao

crime previsto no art. 184, §2º, do Código Penal, a conduta de expor à venda CDs e DVDs piratas.

Penal, a conduta de expor à venda CDs e DVDs piratas. SÚMULA 574/STJ – Para a

SÚMULA 574/STJ Para a configuração do delito de violação de direito autoral e a

comprovação de sua materialidade, é suficiente a perícia realizada por amostragem do produto apreendido, nos aspectos externos do material, e é desnecessária a identificação dos titulares dos direitos autorais violados ou daqueles que os representem.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 13/60 – PROCESSO PENAL • LEI SECA: Art. 4 ao

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 13/60 – PROCESSO PENAL • LEI SECA: Art. 4 ao 85,

DIA 13/60 PROCESSO PENAL

LEI SECA: Art. 4 ao 85, CPP.

Todos os temas são importantes MESMO! Leitura muito atenta de inquérito policial, ação penal e competência.

• Realização de ao menos 20 questões objetivas sobre os temas acima destacados. LEMBRETES PONTUAIS
• Realização de ao menos 20 questões objetivas sobre os temas acima destacados.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/MUITA CHANCE DE CAIR):
• Art. 10 – prazo para conclusão do inquérito policial. Lembrar-se que os prazos
constantes do CPP são a regra geral, mas que há prazos diferenciados em leis penais
especiais (vide tabela abaixo).
Contagem do prazo:
Indiciado preso: Prazo próprio penal - Inclui-se o dia do começo (dia da prisão) e
exclui-se o último dia (art. 10, CP).
Indiciado solto: Prazo impróprio processual - Exclui-se o dia do começo e inclui-se
o último dia (art. 798, § 1º, CPP).

Art. 18.

provas novas. Vide tabela abaixo:

Inquérito policial em regra pode ser desarquivado, se houver notícias de

Direcionamento Analista MPSP 2018 https://dizerodireitodotnet.files.wordpress.com/2017/04/info-858-stf3.pdf • ATENÇÃO

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 https://dizerodireitodotnet.files.wordpress.com/2017/04/info-858-stf3.pdf • ATENÇÃO
https://dizerodireitodotnet.files.wordpress.com/2017/04/info-858-stf3.pdf • ATENÇÃO PARA A MUDANÇA DE ENTENDIMENTO
https://dizerodireitodotnet.files.wordpress.com/2017/04/info-858-stf3.pdf
• ATENÇÃO PARA A MUDANÇA DE ENTENDIMENTO QUANTO AO FORO POR
PRERROGATIVA DE FUNÇÃO – STF PASSOU A ENTENDER QUE APENAS EXISTE ESSE FORO
PARA MEMBROS DO CONGRESSO NACIONAL QUANDO O DELITO ESTIVER RELACIONADO
AO EXERCÍCIO DO CARGO
CRIMES COMETIDOS POR DEPUTADO FEDERAL OU SENADOR
Situação
Competência
Crime cometido antes da diplomação como Deputado ou
Senador
Crime cometido depois da diplomação (durante o exercício do
cargo), mas o delito não tem relação com as funções
desempenhadas.
Ex: embriaguez ao volante.
Juízo de 1ª
instância
Crime cometido depois da diplomação (durante o exercício do
cargo) e o delito está relacionado com as funções
STF
desempenhadas.
Ex: corrupção passiva.
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA – É direito do defensor,

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA – É direito do defensor, no

SÚMULAS APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

É direito do defensor, no

interesse do representado, ter acesso amplo aos elementos de prova que, já documentados em procedimento investigatório com competência de polícia judiciária, digam respeito ao exercício do direito de defesa.

INQUÉRITO POLICIAL SÚMULA VINCULANTE 14/STF

SÚMULA 524/STF – Arquivado o inquérito policial por despacho do juiz, a requerimento do Promotor
SÚMULA 524/STF – Arquivado o inquérito policial por despacho do juiz, a requerimento
do Promotor de Justiça, não pode a ação penal ser iniciada, sem novas provas.
AÇÃO PENAL – SÚMULA 594/STF
-Os direitos de queixa e de representação podem ser
exercidos independentemente pelo ofendido ou por seu representante legal.
SÚMULA 714/STF – É concorrente a legitimidade do ofendido, mediante queixa, e do
Ministério Público, condicionada à representação do ofendido, para ação penal por
crime contra a honra de servidor público em razão do exercício de suas funções.
SÚMULA
234/STJ
A
participação
de
membro
do
Ministério
Público
na
fase
investigatória criminal não acarreta o seu impedimento ou suspeição para o
oferecimento da denúncia.
SÚMULA 542/STJ:
A ação penal relativa ao crime de lesão corporal resultante de
violência doméstica contra a mulher é pública incondicionada.
COMPETÊNCIA
SÚMULA 104/STJ – Compete à Justiça Estadual o processo e julgamento dos crimes de

falsificação e uso de documento falso relativo a estabelecimento particular de ensino.

falso relativo a estabelecimento particular de ensino. SÚMULA 107/STJ – Compete à Justiça Comum Estadual

SÚMULA 107/STJ Compete à Justiça Comum Estadual processar e julgar crime de

estelionato praticado mediante falsificação das guias de recolhimento das contribuições previdenciárias, quando não ocorrente a lesão à autarquia federal.

Direcionamento Analista MPSP 2018 - Salvo ocorrência de tráfico com o exterior, quando, então, a

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 - Salvo ocorrência de tráfico com o exterior, quando, então, a competência

- Salvo ocorrência de tráfico com o exterior, quando, então, a

competência será da Justiça Federal, compete à justiça dos estados o processo e o julgamento dos crimes relativos a entorpecentes.

SÚMULA 522/STF

SÚMULA 208/STJ

Compete à justiça federal processar e julgar prefeito municipal por

desvio de verba sujeita à prestação de contas perante órgão federal. SÚMULA 209/STJ – Compete
desvio de verba sujeita à prestação de contas perante órgão federal.
SÚMULA 209/STJ – Compete à justiça estadual processar e julgar prefeito por desvio de
verba transferida e incorporada ao patrimônio municipal.
SÚMULA 498/STF
Compete à justiça dos estados, em ambas as instâncias, o processo
e
o julgamento dos crimes contra a economia popular.
SÚMULA 140/STJ –
Compete à Justiça Comum Estadual processar e julgar crime em que
o
indígena figure como autor ou vítima.
SÚMULA 38/STJ – Compete à Justiça Estadual Comum, na vigência da Constituição de
1988, o processo por contravenção penal, ainda que praticada em detrimento de bens,
serviços ou interesse da União ou suas entidades.
SÚMULA 546/STJ
- A competência para processar e julgar o crime de uso de documento
falso é firmada em razão da entidade ou órgão ao qual foi apresentado o documento
público, não importando a qualificação do órgão expedidor.
SÚMULA 147/STJ – Compete à Justiça Federal processar e julgar os crimes praticados

contra funcionário público federal quando relacionados com o exercício da função.

federal quando relacionados com o exercício da função. SÚMULA 165/STJ – Compete à Justiça Federal processar

SÚMULA 165/STJ

Compete à Justiça Federal processar e julgar crime de falso

testemunho cometido no processo trabalhista.

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 122/STJ – Compete à Justiça Federal o processo e julgamento

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 122/STJ – Compete à Justiça Federal o processo e julgamento unificado
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 122/STJ – Compete à Justiça Federal o processo e julgamento unificado

SÚMULA 122/STJ Compete à Justiça Federal o processo e julgamento unificado dos

crimes conexos de competência federal e estadual, não se aplicando a regra do art. 78, II, a, do Código de Processo Penal.

a regra do art. 78, II, a, do Código de Processo Penal. SÚMULA 528/STJ – Compete

SÚMULA 528/STJ Compete ao juiz federal do local de apreensão da droga remetida

do exterior pela via postal processar e julgar o crime de tráfico internacional.

postal processar e julgar o crime de tráfico internacional. FORO POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO ao crime

FORO POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO

ao crime cometido após a cessação definitiva do exercício funcional.

após a cessação definitiva do exercício funcional. SÚMULA 451/STF – A competência especial por

SÚMULA 451/STF A competência especial por prerrogativa de função não se estende

SÚMULA 704/STF – Não viola as garantias do juiz natural, da ampla defesa e do

SÚMULA 704/STF Não viola as garantias do juiz natural, da ampla defesa e do devido

processo legal a atração por continência ou conexão do processo do corréu ao foro por prerrogativa de função de um dos denunciados.

SÚMULA VINCULANTE 45/STF

A competência constitucional do Tribunal do Júri

prevalece sobre o foro por prerrogativa de função estabelecido exclusivamente pela Constituição Estadual.

estabelecido exclusivamente pela Constituição Estadual. SÚMULA 702/STF – A competência do Tribunal de Justiça

SÚMULA 702/STF A competência do Tribunal de Justiça para julgar prefeitos restringe-

se aos crimes de competência da Justiça Comum estadual; nos demais casos, a competência originária caberá ao respectivo tribunal de segundo grau (crime estadual = TJ, crime federal = TRF; crime eleitoral = TRE)

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 14/60 – CONSTITUCIONAL • Leitura da LONMP - Lei Federal

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 14/60 – CONSTITUCIONAL • Leitura da LONMP - Lei Federal n.

DIA 14/60 CONSTITUCIONAL

Leitura da LONMP - Lei Federal n. 8.625, de 1993.

Sim, essa lei é BEM CHATA. Porém, está no edital e pode garantir um ou dois pontinhos preciosos em constitucional, então não podemos negligenciá-la.

• Ler com atenção toda a lei, mas ATENÇÃO REDOBRADA nos arts. 01 a 04
Ler com atenção toda a lei, mas ATENÇÃO REDOBRADA nos arts. 01 a 04 e 38 a 44.
LEMBRETES PONTUAIS – MAIOR CHANCE DE INCIDÊNCIA
Art. 1º. O Ministério Público é instituição permanente, essencial à função jurisdicional
do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos
interesses sociais e individuais indisponíveis.
Também consta no art. 127 CF que é uma instituição permanente: significa que não
pode ser extinto por emenda constitucional: estamos diante de uma cláusula pétrea.
Essencial ao acesso à justiça dos titulares de interesses tutelados pelo MP.
Missão do MP: defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses
sociais e individuais indisponíveis.
§ 2º - São princípios institucionais do Ministério Público a unidade, a indivisibilidade e
a independência funcional.
Princípio da Unidade: todos os membros do MP integram uma única instituição e
subordinam-se administrativamente a uma mesma chefia (ponto de vista estrutural).
Sob a perspectiva funcional, todos os membros do MP devem atuar de maneira
uniforme para cumprir a missão constitucional e os planos e programas de atuação.
Só existe unidade dentro de cada carreira.

Princípio da Indivisibilidade: sob a perspectiva procedimental-processual, traduz a

ideia de que os membros podem se substituir uns pelos outros sem prejuízo da função institucional do MP. Vale apenas dentro de cada MP (MPSP, MPMG, MPF, etc.).

Direcionamento Analista MPSP 2018 ➢ Princípio da Independência Funcional: traduz a ideia de que o

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 ➢ Princípio da Independência Funcional: traduz a ideia de que o membro

Princípio da Independência Funcional: traduz a ideia de que o membro do MP no exercício de suas funções não está subordinado a nenhum outro agente público ou outro órgão da administração superior. Deve apenas obediência à lei, à CF e à sua consciência. Traz isenção para a sociedade.

No caso do art. 28, ao não concordar com promoção de arquivamento e designar

outro promotor pra oferecer a denúncia, este último não pode insistir no arquivamento, pois o promotor natural nesse caso é o PGJ e o membro do MP atua

NÃO HÁ SÚMULAS APLICÁVEIS
NÃO HÁ SÚMULAS APLICÁVEIS

como longa manus do PGJ, não podendo invocar independência funcional para se recusar a cumprir determinação. Mesmo raciocínio para não homologação, pelo CSMP, do arquivamento do IC.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 15/60 – CIVIL • LEI SECA: Art. 104 ao 232,

Direcionamento Analista MPSP 2018

DIA 15/60 CIVIL

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 15/60 – CIVIL • LEI SECA: Art. 104 ao 232, CC.

LEI SECA: Art. 104 ao 232, CC.

Realização de ao menos 20 questões objetivas (bens, negócios jurídicos e prescrição)

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se necessário.

• Essa parte de Direito Civil deve vir cobrada na forma de LEI SECA pura,
• Essa parte de Direito Civil deve vir cobrada na forma de LEI SECA pura, então
recomendamos, se possível, duas leituras dos artigos acima citados, para facilitar
memorização.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MAIOR CHANCE DE CAIR):
• Diferenciação de condição, termo e encargo (arts. 121 a 137).
CONDIÇÃO
TERMO
ENCARGO/MODO
Evento futuro e INCERTO
Evento futuro e CERTO
Cláusula
acessória
à
liberalidade
Quando suspensiva:
suspende a aquisição e o
exercício do direito
Quando suspensivo: NÃO
impede a aquisição do
direito, mas, apenas o seu
exercício - gera direito
adquirido.
NÃO impede a aquisição
nem o exercício do direito
- gera direito adquirido
Condição incertus an
incertus: há absoluta
incerteza em relação à
ocorrência do evento
futuro e incerto
Termo certus an certus: há
certeza quanto ao evento
futuro e quanto ao tempo
de duração.
Direcionamento Analista MPSP 2018 Condição incertus an certus: não se sabe se o evento ocorrerá,

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Condição incertus an certus: não se sabe se o evento ocorrerá, mas,

Condição incertus an certus: não se sabe se o evento ocorrerá, mas, se acontecer, será dentro de um determinado prazo

Termo certus an incertus:

há certeza

quanto ao

evento

futuro,

mas

incerteza

quanto

à

sua

duração.

(FONTE: LFG)

quanto à sua duração. • (FONTE: LFG) DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO • PRESCRIÇÃO:

DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO

duração. • (FONTE: LFG) DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO • PRESCRIÇÃO: Preocupem-se menos em decorar os prazos
duração. • (FONTE: LFG) DEFEITOS DO NEGÓCIO JURÍDICO • PRESCRIÇÃO: Preocupem-se menos em decorar os prazos

PRESCRIÇÃO: Preocupem-se menos em decorar os prazos prescricionais e mais em recordar-se das causas suspensivas e interruptivas da prescrição (arts. 197 a 204)

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA FRAUDE CONTRA CREDORES –

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA FRAUDE CONTRA CREDORES – ato

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

FRAUDE CONTRA CREDORES

ato jurídico por fraude contra credores.

SÚMULA 195/STJ

- Em embargos de terceiro, não se anula

PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA

de terceiro, não se anula PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA SÚMULA 150/STF – Prescreve a execução no mesmo
de terceiro, não se anula PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA SÚMULA 150/STF – Prescreve a execução no mesmo

SÚMULA 150/STF Prescreve a execução no mesmo prazo de prescrição da ação.

a execução no mesmo prazo de prescrição da ação. SÚMULA 154/STF – Simples vistoria não interrompe

SÚMULA 154/STF Simples vistoria não interrompe a prescrição.

SÚMULA 547/STJ

SÚMULA 106/STJ

Proposta a ação no prazo fixado para o seu exercício, a demora na

citação por motivos inerentes ao mecanismo da justiça não justifica o acolhimento da arguição de prescrição ou decadência.

Nas ações em que se pleiteia o ressarcimento dos valores pagos a

título de participação financeira do consumidor no custeio de construção de rede elétrica, o prazo prescricional é de vinte anos, na vigência do Código Civil de 1916. Na vigência do Código Civil de 2002, o prazo é de cinco anos se houver previsão contratual de ressarcimento, e de três anos na ausência de cláusula nesse sentido, observada a regra de transição disciplinada em seu art. 2.028.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 16/60 – PROCESSO CIVIL • LEI SECA: Art. 98 ao

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 16/60 – PROCESSO CIVIL • LEI SECA: Art. 98 ao 187,

DIA 16/60 PROCESSO CIVIL

LEI SECA: Art. 98 ao 187, CPC.

Realização de ao menos 20 questões objetivas especialmente sobre litisconsórcio, intervenção de terceiros e Ministério Público

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se necessário.

LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):

ATENÇÃO REDOBRADA nos arts. 176 a 181 e 698 esses vocês PRECISAM saber na

ponta da língua! Concurso do Ministério Público, a chance de cair é IMENSA.

Atenção para o art. 98: Pessoas físicas E JURÍDICAS com insuficiência de recursos têm direito à gratuidade da justiça, e esta pode ser PARCIAL, conforme §5º do mesmo artigo.

Vedação às inúmeras denunciações à lide sucessivas: Art. 125 - § 2o Admite-se uma única denunciação sucessiva, promovida pelo denunciado, contra seu antecessor imediato na cadeia dominial ou quem seja responsável por indenizá-lo, não podendo o denunciado sucessivo promover nova denunciação, hipótese em que eventual direito de regresso será exercido por ação autônoma.

Atenção: Ministério Público tem legitimidade para requerer a instauração do incidente de desconsideração da personalidade jurídica quando lhe couber intervir no processoatenção para o instituto novidade do CPC2015 (arts. 133/137)

Art. 138 Amicus Curiae possibilidade de opor embargos de declaração e recorrer da decisão que julgar o incidente de resolução de demandas repetitivas.

REFORÇANDO: Saber tudo sobre o papel do Ministério Público no processo civil (memorizar e compreender os arts. 176 a 181). ATENÇÃO: Nas ações de família, o Ministério Público somente intervirá quando houver interesse de incapaz (art. 698)

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA GRATUIDADE DA JUSTIÇA -

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA GRATUIDADE DA JUSTIÇA - com

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

GRATUIDADE DA JUSTIÇA -

com ou sem fins lucrativos que demonstrar sua impossibilidade de arcar com os encargos processuais.

Faz jus ao benefício da pessoa jurídica

SÚMULA 481/STJ

SÚMULA 644/STF
SÚMULA 644/STF

FAZENDA PÚBLICA

Ao titular de cargo de procurador de autarquia

não se exige a apresentação de instrumento de mandato para apresenta-la em juízo.

SÚMULA 178/STJ

O INSS não goza de isenção do pagamento de custas e emolumentos

nas ações acidentárias e de benefícios, propostas na Justiça Estadual.

SÚMULA 483/STJ

O INSS não está obrigado a efetuar depósito prévio do preparo por

gozar das prerrogativas e privilégios da Fazenda Pública.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 17/60 – DIFUSOS • LEI SECA: LEITURA INTEGRAL DO CDC

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 17/60 – DIFUSOS • LEI SECA: LEITURA INTEGRAL DO CDC •

DIA 17/60 DIFUSOS

LEI SECA: LEITURA INTEGRAL DO CDC

Realização de ao menos 30 questões objetivas sobre Direito do Consumidor!

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se

necessário.

• Mais uma matéria que não deve fugir de memorização de lei seca +súmulas. LEMBRETES
Mais uma matéria que não deve fugir de memorização de lei seca +súmulas.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Importante considerar que esta lei, juntamente com LACP, constitui a base do
microssistema de tutela coletiva, complementados por outras leis que igualmente
preveem instrumentos para a tutela de interesses difusos e coletivos (ECA, Estatuto do
Idoso, etc.).
• DOMINE O ART. 81 CDC – CONCEITO DE INTERESSES DIFUSOS, COLETIVOS E
INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS.
QUADRO ESQUEMATIZADO (FONTE: DIZER O DIREITO)
DIFUSOS
COLETIVOS
INDIVIDUAIS HOMOGÊNEOS
Têm natureza INDIVISÍVEL.
Têm natureza INDIVISÍVEL.
Têm natureza DIVISÍVEL.
Tais direitos pertencem a
todos de forma simultânea e
indistinta. O resultado será o
mesmo para todos os
titulares.
O resultado será o mesmo
para aqueles que fizerem
parte do grupo, categoria
ou classe de pessoas.
O resultado da demanda
pode ser diferente para os
diversos titulares (ex: o valor
da indenização pode variar).
Os titulares são pessoas:
Os titulares são pessoas:
Os titulares são pessoas: •
• indeterminadas e
• indeterminadas,
determinadas; ou
• indetermináveis.
• mas determináveis.
• determináveis.
Não
se
tem
como
Os titulares são, a princípio,
indeterminados, mas é
possível que eles sejam
identificados. Os titulares
fazem parte de um grupo,
categoria ou classe de
pessoas.
Caracterizam-se,
portanto,
determinar
(dizer
de
pela DETERMINABILIDADE.
maneira
específica)
quem
são
os
titulares
desses
direitos.
Isso
porque
são
direitos que não pertencem
a apenas uma pessoa, mas
Direcionamento Analista MPSP 2018 sim à coletividade. Caracterizam-se, portanto, Caracterizam-se, portanto, pela

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 sim à coletividade. Caracterizam-se, portanto, Caracterizam-se, portanto, pela
sim à coletividade. Caracterizam-se, portanto, Caracterizam-se, portanto, pela indeterminabilidade pela
sim
à
coletividade.
Caracterizam-se, portanto,
Caracterizam-se,
portanto,
pela
indeterminabilidade
pela
indeterminabilidade
RELATIVA.
ABSOLUTA.
Os titulares desses direitos
NÃO possuem relação
EXISTE uma relação jurídica
base
entre os titulares.
jurídica entre si. Os titulares
são ligados
por
Os titulares não são ligados
entre si, mas seus interesses
decorrem de uma ORIGEM
COMUM.
CIRCUNSTÂNCIAS DE FATO.
Os titulares se encontram
em
uma
situação
de
fato
Os titulares são ligados
entre si ou com a parte
contrária em virtude de
uma RELAÇÃO JURÍDICA
BASE.
comum.
Ex: direito ao meio ambiente
ecologicamente equilibrado.
Ex:
reajuste
abusivo
das
mensalidades escolares.
Ex: determinado lote de um
remédio causou lesão a
alguns consumidores.
O
MP
está
sempre
O
MP
está
sempre
legitimado
a
defender
qualquer direito difuso.
legitimado a defender
qualquer direito coletivo.
MP está legitimado se esses
direitos forem indisponíveis
(ex: saúde de um menor)
O MP só terá legitimidade
para ACP envolvendo
direitos individuais
homogêneos disponíveis se
estes forem de interesse
social (se houver relevância
social)
Lembrar da atualização propiciada pela Lei “Lei Boate Kiss” - Lei nº 13.425/2017 - que
introduziu como prática abusiva e tipo penal a conduta de permitir o ingresso em
estabelecimentos comerciais ou de serviços de um número maior de consumidores que
o fixado pela autoridade administrativa como máximo (art. 39 XIV e 65 §2º).
Atenção ao art. 28 – Desconsideração da Personalidade Jurídica – lembrar que o CDC

adotou a teoria menor, exigindo requisitos mais maleáveis para aplicação do instituto do

que o Código Civil: Segundo a teoria maior, adotada pelo art. 50, do CC, para efeito de

desconsideração, exige-se o requisito específico do abuso caracterizado pelo desvio de

finalidade ou confusão patrimonial. Já a teoria menor, mais fácil de ser aplicada, adotada

pelo CDC, não exige a demonstração de tal requisito, admitindo a desconsideração

quando houver abuso de direito, excesso de poder, infração da lei, fato ou ato ilícito ou

Direcionamento Analista MPSP 2018 violação dos estatutos ou contrato social, falência, estado de insolvência,

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 violação dos estatutos ou contrato social, falência, estado de insolvência,

violação dos estatutos ou contrato social, falência, estado de insolvência, encerramento ou inatividade da pessoa jurídica provocados por má administração ou sempre que sua personalidade for, de alguma forma, obstáculo ao ressarcimento de prejuízos causados aos consumidores.

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA RESPONSABILIDADE – SÚMLA 130/STJ – A empresa

RESPONSABILIDADE SÚMLA 130/STJ

A empresa responde, perante o cliente, pela

reparação do dano ou furto de veículo ocorridos em seu estacionamento.

dano ou furto de veículo ocorridos em seu estacionamento. SÚMULA 479/STJ – As instituições financeiras

SÚMULA 479/STJ As instituições financeiras respondem objetivamente pelos danos

causados por fortuito interno relativo a fraudes e delitos praticados por terceiros no âmbito de operações bancárias.

por terceiros no âmbito de operações bancárias. SÚMULA 595/STJ – As instituições de ensino superior

SÚMULA 595/STJ As instituições de ensino superior respondem objetivamente pelos

danos suportados pelo aluno/consumidor pela realização de curso não reconhecido pelo Ministério da Educação, sobre o qual não lhe tenha sido dada prévia e adequada informação.

não lhe tenha sido dada prévia e adequada informação. APLICAÇÃO DO CDC- SÚMULA 297/STJ – O

APLICAÇÃO DO CDC- SÚMULA 297/STJ O Código de Defesa do Consumidor é aplicável

às instituições financeiras.

do Consumidor é aplicável às instituições financeiras. SÚMULA 563/STJ – O Código de Defesa do Consumidor

SÚMULA 563/STJ O Código de Defesa do Consumidor é aplicável às entidades abertas

de previdência complementar, não incidindo nos contratos previdenciários celebrados com entidades fechadas.

SÚMULA 469/STF de saúde. Direcionamento Analista MPSP 2018 – Aplica-se o Código de Defesa do

SÚMULA 469/STF

de saúde.

Direcionamento Analista MPSP 2018

SÚMULA 469/STF de saúde. Direcionamento Analista MPSP 2018 – Aplica-se o Código de Defesa do Consumidor

Aplica-se o Código de Defesa do Consumidor os contratos de plano

o Código de Defesa do Consumidor os contratos de plano SÚMULA 608/STJ – Aplica-se o Código

SÚMULA 608/STJ Aplica-se o Código de Defesa do Consumidor aos contratos de planos

de saúde, salvo os administrados por entidades de autogestão.

saúde, salvo os administrados por entidades de autogestão. SÚMULA 602/STJ – O Código de Defesa do
saúde, salvo os administrados por entidades de autogestão. SÚMULA 602/STJ – O Código de Defesa do

SÚMULA 602/STJ O Código de Defesa do Consumidor é aplicável aos empreendimentos

habitacionais promovidos pelas sociedades cooperativas.

COBRANÇA DE TARIFAS E SERVIÇOS

SÚMULA 407/STJ É legítima a cobrança da tarifa

de água fixada de acordo com as categorias de usuários e as faixas de consumo.

com as categorias de usuários e as faixas de consumo. SÚMULA 412/STJ – A ação de

SÚMULA 412/STJ A ação de repetição de indébito de tarifas de água e esgoto sujeita-se

ao prazo prescricional estabelecido no Código Civil.

ao prazo prescricional estabelecido no Código Civil. SÚMULA 356/STJ – É legítima a cobrança de tarifa

SÚMULA 356/STJ É legítima a cobrança de tarifa básica pelo uso dos serviços de

telefonia fixa.

PROTEÇÃO CONTRATUAL

SÚMULA 285/STJ Nos contratos bancários posteriores ao

Código de Defesa do Consumidor, incide a multa moratória nele prevista.

do Consumidor, incide a multa moratória nele prevista. SÚMULA 286/STJ – A renegociação de contrato de

SÚMULA 286/STJ A renegociação de contrato de contrato bancário ou a confissão da

dos

dívida

contratos anteriores.

não impede a possibilidade de discussão sobre eventuais ilegalidades

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 302/STJ - É abusiva a cláusula contratual de plano de

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 302/STJ - É abusiva a cláusula contratual de plano de saúde

SÚMULA 302/STJ

- É abusiva a cláusula contratual de plano de saúde que limita no tempo

a internação hospitalar do segurado.

que limita no tempo a internação hospitalar do segurado. SÚMULA 597/STJ – A cláusula contratual de

SÚMULA 597/STJ A cláusula contratual de plano de saúde que prevê carência para

utilização dos serviços de assistência médica nas situações de emergência ou de urgência

considerada abusiva se ultrapassado o prazo máximo de 24 horas contado da data da contratação.
considerada abusiva se ultrapassado o prazo máximo de 24 horas contado da data da
contratação.
é
SÚMULA 609/STJ – A recusa de cobertura securitária sob alegação de doença pré-
existente é ilícita se não houve a exigência de exames prévios à contratação ou a
demonstração de má-fé do segurado.
SÚMULA 381/STJ – Nos contratos bancários, é vedado ao julgador conhecer, de ofício, da
abusividade das cláusulas.
SÚMULA 543/STJ
- Na hipótese de resolução de contrato de promessa de compra e venda
de imóvel submetido ao Código de Defesa do Consumidor, deve ocorrer a imediata
restituição das parcelas pagas pelo promitente comprador – integralmente, em caso de
culpa exclusiva do promitente vendedor/construtor, ou parcialmente, caso tenha sido o
comprador quem deu causa ao desfazimento

PRÁTICA ABUSIVA

cartão de crédito sem prévia e expressa solicitação do consumidor, configurando-se ato ilícito indenizável e sujeito à aplicação de multa administrativa.

SÚMULA 532/STJ Constitui prática comercial abusiva o envio de

e sujeito à aplicação de multa administrativa. SÚMULA 532/STJ – Constitui prática comercial abusiva o envio
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 359/STJ – Cabe ao órgão mantenedor do cadastro de proteção

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 359/STJ – Cabe ao órgão mantenedor do cadastro de proteção ao
Direcionamento Analista MPSP 2018 SÚMULA 359/STJ – Cabe ao órgão mantenedor do cadastro de proteção ao

SÚMULA 359/STJ Cabe ao órgão mantenedor do cadastro de proteção ao crédito a

notificação do devedor antes de proceder à inscrição.

a notificação do devedor antes de proceder à inscrição. SÚMULA 404/ STJ – É dispensável o

SÚMULA 404/ STJ É dispensável o aviso de recebimento (AR) na carta de comunicação

ao consumidor sobre a negativação de seu nome em banco de dados e cadastros.

a negativação de seu nome em banco de dados e cadastros. SÚMULA 385/STJ – Da anotação
a negativação de seu nome em banco de dados e cadastros. SÚMULA 385/STJ – Da anotação

SÚMULA 385/STJ Da anotação irregular em cadastro de proteção ao crédito, não cabe

indenização por dano moral, quando preexistente legítima inscrição, ressalvado o direito ao cancelamento.

legítima inscrição, ressalvado o direito ao cancelamento. SÚMULA 323/STJ – A inscrição do nome do devedor

SÚMULA 323/STJ A inscrição do nome do devedor pode ser mantida nos serviços de

proteção ao crédito por até o prazo máximo de cinco anos, independentemente da prescrição da execução.

cinco anos, independentemente da prescrição da execução. SÚMULA 548/STJ – Incumbe ao credor a exclusão do

SÚMULA 548/STJ Incumbe ao credor a exclusão do registro da dívida em nome do

devedor no cadastro de inadimplentes no prazo de cinco dias úteis, a partir do integral e efetivo pagamento do débito.

SÚMULA 550/STJ

- A utilização de escore de crédito, método estatístico de avaliação de

risco que não constitui banco de dados, dispensa o consentimento do consumidor, que terá o direito de solicitar esclarecimentos sobre as informações pessoais valoradas e as fontes dos dados considerados no respectivo cálculo.

SÚMULA 572/STJ

- O Banco do Brasil, na condição de gestor do Cadastro de Emitentes de

Cheques sem Fundos (CCF), não tem a responsabilidade de notificar previamente o devedor acerca da sua inscrição no aludido cadastro, tampouco legitimidade passiva para as ações de reparação de danos fundadas na ausência de prévia comunicação.

MINISTÉRIO PÚBLICO SÚMULA 601/STJ

- O Ministério Público tem legitimidade ativa

para atuar na defesa de direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos dos consumidores, ainda que decorrentes da prestação de serviço público.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 18/60 – ECA • LEI SECA: Art. 130 ao 267,

Direcionamento Analista MPSP 2018

DIA 18/60 ECA

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 18/60 – ECA • LEI SECA: Art. 130 ao 267, ECA.

LEI SECA: Art. 130 ao 267, ECA.

Realização de ao menos 20 questões objetivas, sobre (No nosso pacote de questões objetivas reunimos 22 questões inéditas sobre as atualizações do ECA).

• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário.
Atenção REDOBRADA às alterações recentes, propiciadas pela Lei 13.509/2017.
Apesar de ser uma lei de 2017, houve derrubada de vetos em 2018, razão pela qual
muitos livros de 2018 estão desatualizados, inclusive Vade Mecum! Para não correr o
risco de estudar pelo material errado, sugiro que o estudo das alterações seja feito pela
tabela elaborada pelo Professor Paulo Lépore, disponibilizada gratuitamente no site dele:
➢ www.drive.google.com/file/d/1iU2SHLjSIe7R-Miafp2vWkxIvn8KPSn1/view
Conforme já dissemos, ECA é uma matéria para gabaritar, porque é basicamente
decoreba de lei seca mesmo, dificilmente as questões objetivas vão exigir raciocínio
complexo. Leiam, releiam e garantam essas questões!
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Dentre as alterações recentes, acredito que tenham maior chance de incidência na
prova as seguintes, bem como as alterações referentes a PRAZOS, bem destacadas na
tabela indicada acima. Lembrar que as referidas alterações buscaram dar celeridade aos
processos de adoção
Art. 152 - Os prazos estabelecidos nesta Lei e aplicáveis aos seus procedimentos são

contados em dias corridos, excluído o dia do começo e incluído o dia do vencimento, vedado o prazo em dobro para a Fazenda Pública e o Ministério Público.

Anteriormente, a ação de destituição de poder familiar exigia que se tentasse a citação pessoal de todas as formas. Com a reforma, passou a se admitir citação por hora certa e

Direcionamento Analista MPSP 2018 a citação por edital não exige que se esgotem todas as

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 a citação por edital não exige que se esgotem todas as diligências

a citação por edital não exige que se esgotem todas as diligências para localização dos pais, quando em local incerto e não sabido (Art. 158 §3º e 4º)

Art. 162 § 4o Quando o procedimento de destituição de poder familiar for iniciado

pelo Ministério Público, não haverá necessidade de nomeação de curador especial em favor da criança ou adolescente.

CONSENTIMENTO DOS TITULARES DO PODER FAMILIAR PARA ADOÇÃO Lembrar que

somente terá valor se for dado após o nascimento da criança, será precedido de esclarecimentos prestados pela equipe interprofissional da Justiça da Infância e da Juventude, em especial, no caso de adoção, sobre a irrevogabilidade da medida, deve ser ratificado em audiência e é retratável até a data da realização da audiência e os pais podem exercer o arrependimento no prazo de 10 (dez) dias, contado da data de prolação da sentença de extinção do poder familiar (NOVIDADE 2017 antes era até a data da publicação)

EXCLUSÃO DOS CADASTROS DE ADOÇÃO (Art. 197-D) - outra novidade, antes não

DE ADOÇÃO (Art. 197-D) - outra novidade, antes não tinha essa expressa previsão: Após 3 (três)

tinha essa expressa previsão: Após 3 (três) recusas injustificadas, pelo habilitado, à adoção de crianças ou adolescentes indicados dentro do perfil escolhido, haverá reavaliação da habilitação concedida e a desistência do pretendente em relação à guarda para fins de adoção ou a devolução da criança ou do adolescente depois do trânsito em

julgado da sentença de adoção importará na sua exclusão dos cadastros de adoção e na vedação de renovação da habilitação, salvo decisão judicial fundamentada, sem prejuízo das demais sanções previstas na legislação vigente.

Infiltração de Agentes MUITO IMPORTANTE Arts. 190-A a 190-E Embora seja

matéria processual penal, foi incluída no ECA e por ser novidade, tem grande chance de ser cobrada. Atenção para a distinção em relação às demais possibilidades de infiltração de agentes.

Lei 12850/13 infiltração pra investigar organização criminosa procedimento também aplicável à infiltração prevista

Estatuto da Criança e do Adolescente - infiltração de agentes de polícia na internet com o fim de investigar os crimes previstos nos arts. 240, 241, 241-

Direcionamento Analista MPSP 2018 para investigar o tráfico de drogas, terrorismo e tráfico de pessoas.

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 para investigar o tráfico de drogas, terrorismo e tráfico de pessoas. A,
para investigar o tráfico de drogas, terrorismo e tráfico de pessoas. A, 241-B, 241-C e
para investigar o tráfico de drogas,
terrorismo e tráfico de pessoas.
A, 241-B, 241-C e 241-D desta Lei e nos
arts. 154-A, 217-A, 218, 218-A e 218-B do
Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro
de 1940 (Código Penal)
Prazo de 06 meses, prorrogáveis quantas
vezes forem necessárias
Prazo de 90 dias, podem ser prorrogadas
até o limite de 720 dias
Exclui a CULPABILIDADE – Inexigibilidade
de conduta diversa do agente infiltrado –
responde por eventual excesso
Exclui a TIPICIDADE – agente infiltrado
não comete crime ao ocultar identidade,
responde por eventual excesso.
Conhecer os tipos penais previstos no ECA, serão revisitados em Direito Penal.
SÚMULA IMPORTANTE APLICÁVEL À MATÉRIA DO DIA
O Ministério Público tem legitimidade ativa para ajuizar ação de

No mais, atenção para o papel do Ministério Público (arts. 200 a 205) e a expressa previsão acerca de litisconsórcio entre MPU, MPF, MPE (arts. 210 a 212).

SÚMULA 594/STJ:

alimentos em proveito de criança ou adolescente independentemente do exercício do poder familiar dos pais, ou do fato de o menor se encontrar nas situações de risco descritas no art. 98 do Estatuto da Criança e do Adolescente, ou de quaisquer outros questionamentos acerca da existência ou eficiência da Defensoria Pública na comarca.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 19/60 – ADMINISTRATIVO • Leitura integral da Lei nº 8.666/93

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 19/60 – ADMINISTRATIVO • Leitura integral da Lei nº 8.666/93 (Licitação)

DIA 19/60 ADMINISTRATIVO

Leitura integral da Lei nº 8.666/93 (Licitação)

Realização de ao menos 20 questões objetivas relativas à lei de licitações.

• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário.
Atenção para as alterações realizadas pela Lei 13.500/2017 e pelo Decreto
9.412/2018, que atualizou os valores previstos no art. 23 da Lei de Licitações
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Características de cada uma das modalidades:
Concorrência: é a modalidade de licitação mais complexa e rigorosa da Lei nº 8.666/93,
sendo utilizada para contratações que envolvem grandes quantias. Envolve quaisquer
interessados e exige uma publicidade maior. Nesta espécie, os interessados deverão, já
na fase inicial da habilitação preliminar, comprovar que possuem os requisitos mínimos
de qualificação exigidos no edital para execução de seu objeto.
Tomada
de
preços:
é
considerada a
modalidade
intermediária. Nesta
espécie,
a
competição ocorre entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a
todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do
recebimento das propostas, observada a necessária qualificação.

Convite: é a modalidade de licitação destinada para contratações de menor valor. Nesta espécie, é a administração que envia cartas-convite para, pelo menos, 3 empresas do ramo, a fim de que apresentem suas propostas.

Concurso: é a modalidade de licitação para escolher trabalho técnico, científico ou artístico, mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores.

Direcionamento Analista MPSP 2018 Leilão : é a modalidade de licitação utilizada quando a Administração

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Leilão : é a modalidade de licitação utilizada quando a Administração Pública

Leilão: é a modalidade de licitação utilizada quando a Administração Pública quer vender:

a) bens móveis inservíveis para a administração (até R$ 650 mil);

b) produtos legalmente apreendidos ou penhorados;

c) bens imóveis, cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em

pagamento. ATUALIZAÇÃO DO DECRETO 9.412/2018 Modalidade Obras e serviços de engenharia Compras e serviços que
pagamento.
ATUALIZAÇÃO DO DECRETO 9.412/2018
Modalidade
Obras e serviços de engenharia
Compras e serviços que não
sejam de engenharia
Antes: até 150 mil
Antes: até 80 mil
CONVITE
Agora: até 330 mil
Agora: até 176 mil
Antes: até 1 milhão e 500 mil
TOMADA DE
Antes: até 650 mil
Agora: até 3 milhões e 300 mil
PREÇOS
Agora: até 1 milhão e 430 mil
Antes: acima de 1 milhão e 500
mil
Antes: acima de 650 mil
CONCORRÊNCIA
Agora: acima de 1 milhão e 430
Agora: acima de 3 milhões e 300
mil
mil
PS: Esse decreto entrou em vigor dois dias após a publicação do edital, então
teoricamente não deveria ser cobrado na prova. Por cautela, colocamos os valores aqui.
Tais valores refletem em outros dispositivos: recomendamos apeas para quem tiver
tempo
de
complementar
os
estudos
a
leitura
do
seguinte
artigo:
https://www.dizerodireito.com.br/2018/06/breves-comentarios-ao-decreto-

Atenção também para os crimes e o procedimento de sua apuração arts. 89 a 108.

NÃO HÁ SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

Direcionamento Analista MPSP 2018 3

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 3
Direcionamento Analista MPSP 2018 3
Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 20/60 – DIREITOS HUMANOS • Leis: Declaração Universal de Direitos

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 20/60 – DIREITOS HUMANOS • Leis: Declaração Universal de Direitos Humanos

DIA 20/60 DIREITOS HUMANOS

Leis: Declaração Universal de Direitos Humanos e Convenção Interamericana.

Realização de ao menos 10 questões objetivas, principalmente sobre o Sistema

Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos.

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se necessário.

• Para aqueles que não têm familiaridade com a matéria recomendamos a leitura da declaração
• Para aqueles que não têm familiaridade com a matéria recomendamos a leitura da
declaração e da convenção esquematizadas, disponibilizadas gratuitamente pelo
Estratégia concursos, ao invés da leitura do texto normativo seco.
https://dhg1h5j42swfq.cloudfront.net/2016/01/21181650/Aula-04-
Declara%C3%A7%C3%A3o-Universal-dos-Direitos-Humanos-VP.pdf
https://dhg1h5j42swfq.cloudfront.net/2016/04/15191331/Conven%C3%A7%C3%A3o-
Interamericana-de-Direitos-Humanos.pdf
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR): 
QUADRO ESQUEMATIZADO – ÓRGÃOS VOLTADOS À PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS
(SISTEMA INTERAMERICANO)
COMISSÃO INTERAMERICANA DE
DIREITOS HUMANOS
CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS
HUMANOS
Constitui etapa indispensável do sistema
e, além das competências políticas e do
exercício de funções quase-judiciais,
possui papel consultivo, fiscalizatório,
conciliatório
Instituição judicial autônoma.
NÃO é tribunal permanente
Principais atribuições:
Funções:
I. Preparar relatório anual;
Direcionamento Analista MPSP 2018 II. Verificação in loco (é necessário anuência); III. Análise de petições

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 II. Verificação in loco (é necessário anuência); III. Análise de petições

II. Verificação in loco (é necessário

anuência); III. Análise de petições individuais/ONGs (NÃO é necessário anuência ≠ Sistema Global);

IV. Análise de petições interestatais (é

necessário anuência dos Estados);

I. Consultiva - Legitimados: Comissão, Estados-partes e Estados da OEA. NÃO vinculante!!! II. Contenciosa: Podem peticionar os Estados-partes e a Comissão. (Indivíduos NÃO)

Possibilidade de solicitar parecer à
Possibilidade de solicitar parecer à

V. Levar petições individuais à Corte;

VI.

Corte.

Prazo para petições: 6 meses contados do esgotamento dos recursos internos. Proibidas petições anônimas.

Primeiro Informe = natureza confidencial e não vinculante (recomendações). Seu descumprimento resultará em: (i) Submissão do caso à Corte Interamericana; OU, em caso de não reconhecimento de sua competência pelo Estado infrator: (ii) Elaboração de um Segundo Informe = de força vinculante e de caráter público.

Somente julga Estados. Depende de anuência expressa do Estado. Sua sentença é vinculante, definitiva e inapelável.

7 membros com mandato de 4 anos, permitida uma reeleição.

7 membros com mandato de 6 anos, permitida uma reeleição.

SÚMULAS APLICÁVEIS À MATERIA DO DIA

SÚMULA VINCULANTE 25/STF

- É ilícita a prisão civil de depositário infiel, qualquer que

seja a modalidade de depósito.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 21/60 – ELEITORAL • Leitura integral da Lei nº 9.504/97

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 21/60 – ELEITORAL • Leitura integral da Lei nº 9.504/97 (Lei

DIA 21/60 ELEITORAL

Leitura integral da Lei nº 9.504/97 (Lei das Eleições).

Realização de ao menos 20 questões objetivas.

Muita atenção na leitura de todos os institutos complementar com a doutrina se

necessário.

Todos os temas são importantes, mas atenção nas recentes alterações (minirreforma

seguinte leitura: https://www.dizerodireito.com.br/2017/10/comentarios- LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE
seguinte
leitura: https://www.dizerodireito.com.br/2017/10/comentarios-
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
Propaganda eleitoral: o que pode e o que não pode (art. 37 da Lei 9504/97) – Quadro
Resumo.
Art. 36: A propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 15 de agosto do ano da
eleição.
VEDADO
PERMITIDO
Propaganda eleitoral nos bens cujo uso
dependa de cessão ou permissão do
poder público, ou que a ele pertençam e
nos de uso comum, inclusive postes de
iluminação pública e sinalização de
tráfego, viadutos, passarelas, pontes,
paradas de ônibus e outros
equipamentos urbanos
Propaganda Eleitoral nas dependências
do Poder Legislativo é permitida, a
critério da Mesa Diretora da Casa
Propaganda em cinemas, clubes, lojas,
centro comerciais, templos, igrejas e
estádios, ainda que de propriedade
privada, por serem considerados bem de
uso comum

eleitoral de 2017, caso ainda não tenha se familiarizado com as modificações, sugerimos

a

Direcionamento Analista MPSP 2018 Propaganda eleitoral em bens públicos e particulares – regra é a

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Propaganda eleitoral em bens públicos e particulares – regra é a proibição

Propaganda eleitoral em bens públicos e particulares regra é a proibição

Exceções: 1) Colocação de mesas para a distribuição de material de campanha e bandeiras ao longo de vias públicas, desde que móveis e que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos; 2) adesivo plástico em automóveis, caminhões, bicicletas, motocicletas e janelas residenciais, desde que não exceda a 0,5m²

Propaganda eleitoral em árvores e jardins localizados em áreas públicas Propaganda eleitoral em muros, cercas
Propaganda eleitoral em árvores e jardins
localizados em áreas públicas
Propaganda eleitoral em muros, cercas e
tapumes divisórios
Propaganda por meio de Outdoors
Prática de Boca de Urna no dia da eleição
(constitui crime)
Plotagem de veículos – regra é vedação

Justiça eleitoral tem admitido em muros, cercas e tapumes divisórios PRIVADOS

Distribuição de folhetos, volantes e outros impressos editados sob a responsabilidade do partido, coligação ou candidato - deve conter CNPJ ou CPF do responsável pela confecção e pela contratação e a tiragem

Exceção : adesivos perfurados até a extensão total do para-brisa traseiro e, em outras posições, adesivos até a dimensão máxima de 0,5m²

Realização de ato de propaganda em recinto aberto ou fechado não depende de licença prévia, mas deve ser comunicado à autoridade policial com no mínimo 24h de antecedência.

Direcionamento Analista MPSP 2018 Utilização de trios elétricos em campanhas eleitorais, exceto para a sonorização

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Utilização de trios elétricos em campanhas eleitorais, exceto para a sonorização de

Utilização de trios elétricos em campanhas eleitorais, exceto para a sonorização de comícios.

Utilização de carros de som até as 22h do dia que antecede as eleições, e carros de som e minitrios, observado o limite de 80 decibéis de pressão sonoro, medido a 7m de distância do veículo em carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões e comícios.

Auto-falantes: vedada a instalação a menos de 200m das sedes dos poderes executivos e legislativo
Auto-falantes: vedada a instalação a
menos de 200m das sedes dos poderes
executivos e legislativo da união, estados,
DF e municípios, tribunais judiciais,
quartéis e outros estabelecimentos
militares, hospitais e casas de saúde,
escolas, bibliotecas públicas, igrejas;
teatros em funcionamento
Uso de alto-falantes, amplificadores de
som, ou promoção de comícios ou
carreatas no dia da eleição (constitui
crime)
Realização de Showmício ou evento
assemelhado para promoção de
candidatos MESMO QUE o artista não
venha a ser remunerado

Funcionamento de alto-falantes ou amplificadores de som permitido entre 08h e 22h

Utilização de aparelhagem de sonorização fixa em comícios permitida no horário das 08h às 24h.

Confecção, utilização, distribuição por comitê, candidato, ou com a sua autorização, de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagens ao eleitor

Direcionamento Analista MPSP 2018 Manifestação de preferência do eleitor por partido político, coligação ou

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Manifestação de preferência do eleitor por partido político, coligação ou

Manifestação de preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato no dia da eleição, desde que revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos, de forma individual e silenciosa

Exceto servidores da justiça eleitoral, mesários e escrutinadores. Aos fiscais partidários, nos trabalhos de
Exceto servidores da justiça eleitoral,
mesários e escrutinadores. Aos fiscais
partidários, nos trabalhos de votação, só
é permitido que, em seus crachás,
constem o nome e a sigla do partido
político ou coligação a que sirvam,
vedada a padronização do vestuário
Uso
de
símbolos, frases ou imagens,
associadas
ou
semelhantes
às
empregadas por
órgão
de
governo,
empresa
pública
ou
sociedade
de
economia mista

Uso de vestuário ou objeto que contenha propaganda de partido político, coligação ou de candidato no recinto das seções eleitorais e juntas operadoras

Propaganda eleitoral na imprensa escrita, até a antevéspera das eleições, a divulgação paga, na imprensa escrita, e a reprodução na internet do jornal impresso, de até 10 (dez) anúncios de propaganda eleitoral, por veículo, em datas diversas, para cada candidato, no espaço máximo, por edição, de 1/8 (um oitavo) de página de jornal padrão e de 1/4 (um quarto) de página de revista ou tabloide.

Direcionamento Analista MPSP 2018 Propaganda eleitoral no rádio e televisão, restrita ao horário eleitoral e

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 Propaganda eleitoral no rádio e televisão, restrita ao horário eleitoral e aos

Propaganda eleitoral no rádio e

televisão, restrita ao horário eleitoral e aos debates eleitorais, vedada a propaganda paga.

na

É vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga na internet, excetuado o impulsionamento de conteúdos, desde que identificado de forma inequívoca como tal e contratado exclusivamente por partidos, coligações e candidatos e seus representantes.

Propaganda eleitoral na internet, gratuita, em sítio de candidato, partido ou coligação, com endereço eletrônico comunicado à Justiça Eleitoral, em provedor de serviço de internet estabelecido no Brasil.

Veda-se também na propaganda eleitoral na internet o anonimato e a veiculação de propaganda em
Veda-se também na propaganda eleitoral
na internet o anonimato e a veiculação
de propaganda em sítios de pessoas
jurídicas, com ou sem fins lucrativos, ou
sítios oficiais ou hospedados por órgãos
ou entidades da administração pública
direta ou indireta da União, estados, DF e
municípios.
SÚMULAS IMPORTANTES APLICÁVEIS À MATÉRIA DO DIA

Também é permitida a propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais, sítios de mensagens instantâneas e assemelhados, bem como por e-mail

SÚMULA TSE/ 43 - As alterações fáticas ou jurídicas supervenientes ao registro que beneficiem o candidato, nos termos da parte final do art. 11, § 10, da Lei n° 9.504/97, também devem ser admitidas para as condições de elegibilidade. SÚMULA TSE/48 - A retirada da propaganda irregular, quando realizada em bem particular, não é capaz de elidir a multa prevista no art. 37, § 1º, da Lei nº 9.504/1997.

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 22/60 – EMPRESARIAL • Leitura dos artigos 1.088 a 1.195,

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 DIA 22/60 – EMPRESARIAL • Leitura dos artigos 1.088 a 1.195, CC.

DIA 22/60 EMPRESARIAL

Leitura dos artigos 1.088 a 1.195, CC.

Realização de ao menos 20 questões objetivas, especialmente sobre sociedades,

estabelecimento e nome empresarial.

• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
• Muita atenção na leitura de todos os institutos – complementar com a doutrina se
necessário.
• Todos os temas são importantes, mas atenção REDOBRADA na diferenciação de
sociedades, estabelecimento e nome empresarial – São os temas com maior
probabilidade de incidência. A lei seca supre sua compreensão, mas para facilitar o
comparativo elaboramos os quadros.
LEMBRETES PONTUAIS (NÃO ESQUECER/ MUITA CHANCE DE CAIR):
QUADRO COMPARATIVO
Sociedade em
COMANDITA POR AÇÕES
Responsabilidade mista
FIRMA OU
DENOMINAÇÃO
CAPITAL
Sociedade ANÔNIMA
Responsabilidade limitada
DENOMINAÇÃO
Sociedade EM NOME COLETIVO
Responsabilidade ILIMITADA
FIRMA
Sociedade EM COMANDITA
SIMPLES – quanto ao sócio
comanditário é de capital.
FIRMA
Responsabilidade mista
PESSOAS
Sociedade SIMPLES (não é
empresária)
Pode ser pactuado no
contrato: nenhuma ou
ILIMITADA.
FIRMA
Sociedade LIMITADA (contrato
social)
FIRMA OU
PESSOAS
Responsabilidade limitada
DENOMINAÇÃO
OU
CAPITAL
Direcionamento Analista MPSP 2018 FIRMA DENOMINAÇÃO Nome empresarial adotado pelos empresários individuais (firma

Direcionamento Analista MPSP 2018

Direcionamento Analista MPSP 2018 FIRMA DENOMINAÇÃO Nome empresarial adotado pelos empresários individuais (firma
FIRMA DENOMINAÇÃO Nome empresarial adotado pelos empresários individuais (firma individual) e pelas sociedades
FIRMA
DENOMINAÇÃO
Nome empresarial adotado pelos empresários
individuais (firma individual) e pelas sociedades
(firma social ou razão social) simples, em nome
coletivo (N/C), em comandita simples (C/S) e,
opcionalmente, pelas sociedades limitadas
(Ltda.) e sociedades em comandita por ações
(C/A).
Nome
Empresarial adotado pelas
sociedades anônimas (S.A) e,
opcionalmente, pelas sociedades limitadas
(Ltda.) e sociedades em comanditas por
ações (C/A).
Composta pelo nome civil do empresário