Sei sulla pagina 1di 4

Aulas https://ead1.faculdadeunida.com.br/mod/book/tool/print/index.php?id...

Aulas
Aula 10 - A dimensão espaço-temporal da ação

Objetivos: 

- Apresentar a análise da dimensão espaço-temporal da ação do texto.


- Aplicar a análise sêmio-discursiva aos textos dos Sinóticos.

Introdução

A partir desta lição, vamos apresentar exercícios exegéticos seguindo os métodos sêmio-
discursivos[1]. Nesta lição, nossa atenção recairá sobre a plano de conteúdo dos textos
bíblicos, a partir de textos dos Sinóticos. A análise do plano de conteúdo, no método
sêmio-discursivo, possui cinco ciclos, mas nesta disciplina estudaremos apenas o
primeiro ciclo.

1. O que é a análise da dimensão espaço-temporal da ação

No primeiro ciclo, estudamos o aspecto mais elementar e básico da ação: pessoas agem,
umas em relação a outras, em algum lugar e em alguma época. O sentido de nossas
ações não depende só do que fazemos e com quem e para quem fazemos, mas também
da maneira como ocupamos o espaço e usamos o tempo. Os textos têm uma capacidade
muito grande de dar sentido às ações no tempo e no espaço, e precisamos aprender a
entender e interpretar essa capacidade linguística dos textos.

Parece complicado? Veja o exemplo a seguir:

9. Naqueles dias veio Jesus de Nazaré da Galiléia e por João foi batizado no rio
Jordão. 10 Logo ao sair da água, viu os céus rasgarem-se e o Espírito
descendo como pomba sobre ele. 11 Então foi ouvida uma voz dos céus: Tu és o
meu filho amado, em ti me comprazo. (Marcos, capítulo 1)

Note as palavras destacadas acima no texto de Marcos: as palavras sublinhadas indicam


o tempo das ações narradas no texto (tanto o tempo cronológico, como o tempo
qualitativo, ou o modo da ação verbal; as palavras em itálico indicam os lugares onde
acontecem as ações narradas no texto; as palavras em negrito indicam as pessoas que
agem e recebem as ações narradas no texto. Para começar a interpretar o plano de
conteúdo de um texto é necessário prestar atenção a essas marcas que o próprio texto
nos oferece. Pessoas realizando e recebendo ações, no tempo e no espaço, são a
matéria-prima dos textos, e formam a base para toda a interpretação que faremos desses
textos.

1 of 4 22/08/2018 19:52
Aulas https://ead1.faculdadeunida.com.br/mod/book/tool/print/index.php?id...

Nos modos mais habituais de interpretação bíblica é relativamente comum não


prestar atenção ao tempo e ao espaço enquanto elementos decisivos no
processo de significação dos textos. Note bem: estamos tratando dos
significados que o texto atribui às pessoas, tempo e espaço nele mesmo (no
próprio texto) – e não às pessoas, tempo e espaço fora do texto. Trata-se, então,
de analisarmos as pessoas, tempo e espaço enquanto elementos significativos
do próprio texto, enquanto efeitos de sentido produzidos pelo próprio ato de
enunciar. Por isso, cabe aqui uma advertência: não confunda a análise
enunciativa das pessoas, tempo e espaço com a análise contextual de autor,
lugar e época de escrita do texto. O que analisamos são os sentidos que as
pessoas, tempo e espaço recebem no texto, e não os seus referentes históricos.
Isto não quer dizer que um texto não lide com a “realidade” - simplesmente
ressalta que, no texto, encontramos a realidade sempre interpretada, significada,
mediada pela linguagem.

2. Como fazer a análise da dimensão espaço-temporal da ação

Para fazermos a análise da dimensão espaço-temporal da ação, seguimos as


seguintes perguntas:

Perguntas do I Ciclo

(1) Quem age, onde, quando, fazendo o que, a quem;

(2) como são caracterizados pessoa, tempo e espaço no texto;

(3) como o texto organiza essas ações e relações no tempo e no


espaço?

Para responder às perguntas acima, os procedimentos que devemos executar


são:

1. Alistar:

* as pessoas (personagens) que agem ou recebem ação, suas ações e suas


caracterizações (substantivos, nomes próprios, adjetivos, orações subordinadas
substantivas);
* os indicadores de espaço e suas caracterizações (substantivos, adjetivos,
advérbios de lugar, orações subordinadas adverbiais de lugar);
* os indicadores de tempo e suas caracterizações (verbos e advérbios, orações

2 of 4 22/08/2018 19:52
Aulas https://ead1.faculdadeunida.com.br/mod/book/tool/print/index.php?id...

subordinadas adverbiais temporais);

2. Analisar a organização das ações das pessoas no tempo-espaço


do texto;

3. Elaborar uma síntese interpretativa.

Nas próximas lições apresentarei exemplos para que fique mais fácil
você entender e, depois, praticar a análise da dimensão espaço-
temporal da ação de textos bíblicos.

Assista ao vídeo Lendo Narrativamente os Evangelhos Sinóticos (prof.


Sidney Sanches)

[1] É um método cujo centro é a compreensão do sentido da ação e que se realiza


através de cinco ciclos que giram ao redor do centro e se complementam mutuamente. A
escolha e a ordem dos ciclos não é aleatória, seguem três princípios:
(1) começamos com os procedimentos mais simples e caminhamos aos mais complexos
e difíceis;
(2) os ciclos e as perguntas que os compõem sintetizam todo o amplo espectro de
questões que a teoria semiótica do texto desenvolveu, ao qual se acresce a teoria da

3 of 4 22/08/2018 19:52
Aulas https://ead1.faculdadeunida.com.br/mod/book/tool/print/index.php?id...

ação e da sociedade de Habermas; e


(3) permitir que quem utiliza o método possa adaptá-lo aos seus interesses e
habilidades, bem como, se quiser, fazer o método crescer em complexidade, à
luz das suas próprias teorias

4 of 4 22/08/2018 19:52