Sei sulla pagina 1di 116
SAUDE A Psicologia Junguiana entra no hospital Didlogos entre corpo e psique Dados Internacionais de Catalogagao na Publicagao (CIP) (Camara Brasileira do Livro, SP, Brasil) I ‘APsicol dislogos entre corpo epsique Bio, Sanden Amor | ‘Sto Paulo : Veto, 2012. 1, Doentes - Psicologia 2. Pacientes hospitalizados - Psicologia 3, Pessoal médico ¢ uiana 5, Sintomatologi TL Amorim, Sandra | 1201123 cpp 150.1954 fndices para catdlogo sistematico: iveira dos Santos Projeto gnifico: Adriano Capa: Rodrigo Ferreira de Oliveira Revisfio: Mdnica de Deus Martins Rafael Faber © 2012 -Velor EioraPsico-Pedagégice lida € probidao reproduc otal ouporc desi pubicacGo, por quclquer meio existe teparo qualauer fndidade, sem auti2ngb0 por esc dos eos, SUMARIO Apresentagao Prefacio Carlos Byington 1, Vamos brinear de falar sério? O Jogo de Areia como recurso expressivo no trabalho de pronta-escuta psicoldgica em enfermaria pedidtriea Simone Corré a Silva 2.0 sapo que nio virou principe": um enfoque simbélico da violéncia sexual a partir da Psicologia Analitica Bandra Amorim 5.0 cancer de mama: uma compreensio arquetipica a Partir de mitos femininos so 69 Fernanda Aprile Bilotta re A atuagao do psicélogo em um centro de reabilitagao Lack Contribuicdes da Psicologia Analitiea non 11 pitiane Regina Pereira Fabretti, Mazina de Castro ‘scimento Gongalves e Sandra Regina Rodrigue 5.0 re 2:0 doente renal erénico sob a ética de Senex: ma compreensao arquetipica da insuficiéne! em arquetipica da insuficiéncia Giy Kotte Karina Simao 6, Identidade femminina em mulheres histerectomizadas: © enfoque da Psicologia Analitica no trabalho da Psicologia Hospitalar serene, 189 Ana Lucia Ramos Pandini Da morte simbélica 4 morte real: 0 processo de ndividuagdo em pacientes terminais 203 Adriana Furer Barreto 999 Sobre os autores ...semmnene 229 APRESENTACAO jung, 1947, p, 86) Instigadas a demostrar como a psicologia analitica, também conheeida como junguiana, poderia ser aplicada dimento quanto no tratamento de pacientes ortadores de doengas orgdnicas, nos reunimo-nos para apresentar € discorrer sobre nossa experiéncia dentro de instituigBes da drea da satide Para que se tenha @ real dimensiio do que representa a concepsao analitica sobre uma doenga, é importante ressaltar jue desde o final do século XIX vigora fortemente o modelo biomédico, Este pressupde 0 corpo como um conjunto de érgaos e visceras cujo funcionamento deve se dar de modo el, quase infaliv ser considerado saudével. proceso de adoecimento. twatar apenas dos processos organicos, a medicina ra o individuo em uma condic&s exclusivamente objetiva, negligenciando o fato de que a doenga nao é apena 0 parar, Dentro dessa concepgio bi eve ser istada pelo ume \adie a satide d cagdes organicas, e estudos ligados & os de ), 0 signi. uma nova dimensio, tratar 0 qi vole das doengas de adaptagao (Sey! 1 vem ganhand saber sobre c Nao basta ma: ocorre no