Sei sulla pagina 1di 2

MESOPOTÂMIA

LOCALIZAÇÃO
Primeiro Império Babilônico - Amoritas
 Situa-se no Oriente Médio, entre os rios Tigre e
 A partir do século XIX a.C., os invasores amoritas tentam
Eufrates (atual Iraque) na região conhecida como
firmar uma unidade na região, originando o Primeiro Império
Crescente Fértil.
Babilônico.
 Região fértil, embora localizada em meio a montanhas e
 Com o rei Hamurabi (1792 a.C.-1750 a.C.), a cidade da
desertos.
Babilônia, a capital, transformou-se em um dos principais
 Alta Mesopotâmia: regiões ao norte, montanhosas e
centros urbanos e políticos da Antiguidade.
menos férteis.
 Baixa Mesopotâmia: regiões ao sul, composta de  O império abrangia uma região que se estendia do golfo
Pérsico à Assíria.
planícies aluvianas extremamente férteis.
 Com Hamurabi foi organizado um código de leis escritas
tido como um dos mais antigos de que se tem notícia.
 O Código de Hamurabi determinava penas para delitos
CIVILIZAÇÕES domésticos, comerciais, ligados à propriedade, à herança, à
escravidão e a falsas acusações, sempre baseadas na lei de
Sumérios talião, que pregava o princípio do “olho por olho, dente por
dente”.
 Primeira civilização. Povos originados do planalto do Irã.  A pena seria, na medida do possível, semelhante ao delito
 Localizados na baixa Mesopotâmia. cometido, embora pudesse variar conforme a posição social e
 A agricultura foi a principal atividade econômica. econômica da vítima e do infrator.
 Cidades criadas: Kish (a 1º) depois Ur, Nipur, Lagash e Para um ladrão, por exemplo, a pena era ter uma das mãos
Uruk. Essas cidades protegiam a riqueza gerada pela cortadas.
agricultura e, ao mesmo tempo, exerciam o controle  O vínculo entre religião e poder fez com que Hamurabi
político da população da região. instituísse um culto hegemônico, baseado no deus Marduk.
 Criaram a escrita cuneiforme. Em honra a esse deus, foi erguido um imenso Zigurates,
 Zigurates: eram santuários feitos de tijolos maciços e no conhecido pelo nome de Torre de Babel, uma tentativa de
formato de pirâmides, onde acreditavam que os deuses chegar ao céu.
habitavam quando desciam à terra.  A morte de Hamurabi gera desestruturação política do
 A política e economia eram baseadas na religião. Império. Ocorrem rebeliões, novamente dando espaço para
Consideram as terras sendo dos deuses, os quais invasões externas dos Hititas e Cassitas.
proviam sobrevivência aos homens e em troca deveriam
servi-los.
 Governantes das cidades: eram os Patesis, um misto Império Assírio
de chefes militares e sacerdotes, que exerciam o controle
sobre a população, cobrando impostos e administrando  Ao declínio do Primeiro Império seguiram-se invasões de
as obras hidráulicas. Eles eram considerados diversos povos, chegando alguns a exercer eventualmente o
representantes dos deuses na terra, interlocutores entre controle da região.
as necessidades dos homens e as divindades.  Fixam-se os Assírios na alta Mesopotâmia, fazendo da
 Estabeleciam relações comerciais com povos vizinhos. cidade Assur, a sua capital.
 Escreveram a mais antiga versão sobre o dilúvio (a  Tornaram-se conhecidos por seu forte caráter militar e
Epopeia de Gilgamés). pela violência ao tratarem os prisioneiros de guerra.
 Mais tarde houve o enfraquecimento devido as lutas  Criaram o primeiro exército organizado do qual se tem
entre cidades-estados, permitindo que os acádios se notícia, com formações fixas de carros de combate,
estabelecessem na região. cavalaria, infantaria, sapadores e divisões que se utilizavam
de armas de arremesso.
 Contavam com uma abundância de madeira e metais, como
cobre e o ferro. Mas basearam sua atividade inicialmente na
agricultura e caça.
Acádios  O apogeu desse império ocorreu nos reinados de
Sequeribe, que transferiu a capital para Nínive e de
 Por volta de 2400 a.C., o povo acádio, que já vinha se Assurbanipal, que conquistou o Egito e fundou a famosa
introduzindo na região havia algum tempo, dominou a biblioteca de Nínive, onde reuniu um acervo cultural
Mesopotâmia. representativo de todas as áreas mesopotâmicas.
 O rei acádio Sargão I unificou as regiões centro e sul,  O império esfacelou-se após a morte de Assurbanipal, com
submetendo os sumérios, ao mesmo tempo que a rebelião generalizada dos povos submetidos. Em 612, o rei
incorporava sua cultura. dos Caldeus, Naboplasar, com o auxilio de um povo
 Contínuas invasões estrangeiras inviabilizaram a originário do Planalto Iraniano, os medos, destruiu Nínive,
permanência do Império Acádio, que acabou pondo fim ao império Assirio.
desaparecendo por volta de 2100 a.C.
Império Caldeu ou Segundo Império Babilônico ECONOMIA, SOCIEDADE E CULTURA

 Os Caldeus (povo semita) se aproveitaram do colapso do  As civilizações mesopotâmicas, assim como o antigo Egito,
poder assírio para fazer da Babilônia novamente a capital inseriram-se no chamado modo de produção asiático,
da Mesopotâmia. marcado pela agricultura de regadio e pela servidão
 Seu principal soberano foi Nabucodonosor que coletiva.
conquistou o reino de Judá, levando numeroso  Da mesma forma, terras e meios de produção, obras
contingente de hebreus como escravos para a babilônia hidráulicas, eram controladas pelo estado.
(episódio conhecido como “Cativeiro da Babilônia”).
 Durante seu reinado, o império Caldeu se estendeu pela  A estrutura social da Mesopotâmia era como a da egípcia,
Síria, Fenícia e parte da Palestina. tendo no topo uma elite composta por reis, nobres e
 Foi um período marcado pela realização de grandes sacerdotes e, em ordem decrescentes, militares e
obras, como os jardins suspensos da babilônia, que era funcionários, comerciantes e artesãos, camponeses e,
uma forma de expandir as áreas agrícolas da região, com finalmente, escravos.
a criação de terraços agriculturáveis nas encostas das
montanhas.  Ao mesmo tempo que era uma região rica em recursos
 Pouco tempo depois da morte de Nabucodonosor, o agrícolas (cevada, trigo, centeio) e em rebanhos bovinos,
império acabou destruído pelos persas, sob a liderança de ovinos e caprinos, além de dotada de um pujante artesanato
Ciro I, em 539. a.C, que transformaram a Mesopotâmia de produtos de origem vegetal e animal (cerveja, vinhos,
em mais uma de suas províncias. utensílios de palha e vime, óleo, tecidos e lacticínios), era
em sua maior parte desprovida de minérios, pedras e
madeira, além de apresentar alta especialização produtiva
regional e mesmo local.

 A mesopotâmia foi sempre dependente do comércio


externo, o que levou à necessidade de objeto de troca,
provocando o desenvolvimento de uma camada ativa de
Zigurate artesãos e comerciantes.

 Baseada na produção agrícola e tendo a argila como


material básico para a vida cotidiana, a Mesopotâmia teve
desde o início da sua vida urbana, um considerável comércio
exterior:
 Da África importavam marfim e ouro da Síria, e do Líbano,
madeiras mármores e basalto.
 Da Ásia menor: prata, cobre, estanho e lápis-lazúli.
 Da Arábia e da Índia, ouro, pedras preciosas e marfim.

 A religião foi responsável pelo desenvolvimento da


Astronomia, pelos Sumérios, que puderam estabelecer o
Escrita Cuneiforme do Código de Hamurabi movimento dos planetas e estrelas e prever eclipses, e ainda
a astrologia pelos caldeus.

 Conhecimentos de astronomia permitiram avanços na


matemática, com a divisão do círculo em 360graus, a
CARACTERÍSTICAS criação das raízes quadradas e cúbicas, desenvolvimento
 A Mesopotâmia é ainda hoje aberta a invasões por todos dos processos aritméticos de multiplicação e divisão e
os lados. Diferente do Egito, que devido ao imenso estabelecimento de calendário anual com 12 meses,
deserto, vivia em relativo isolamento geográfico, o que divididos em semanas de sete duas, que se subdividiram em
lhe possibilitou longos períodos de estabilidade política. períodos de doze horas.
 A mesma água que contribuía para a fertilidade da região  Na arquitetura inventaram o sistema de arcos e Zigurates.
(o que a tornou densamente habitada) a deixava sujeita a
grandes e destrutiva inundações, devido às cheias  Na literatura escreveram poemas épicos, como Epopeia de
irregulares de seus rios, que desciam as montanhas em Gilgamesh e o Mito da Criação, dos Sumérios.
direção ao golfo pérsico.
 Com o crescimento populacional e dos primeiros núcleos  A escrita cuneiforme pelos Sumérios.
urbanos da região, desenvolveu-se um sistema
hidráulico, possibilitou a drenagem de pântanos e a
construção de diques e barragens, para evitar
inundações e armazenar água para épocas de seca.

 A mesopotâmia é marcada por intermináveis lutas entre


cidades-estados (mais tarde, entre impérios) e por
seguidas ondas de invasão de povos estrangeiros que
nela se estabeleceram.