Sei sulla pagina 1di 21
1 vl A Importancia da Lideranca “Hd um tempo para se admirar 0 encanto eo poder persuasivo de uma idéia influente, como hd um tempo para se temer que ela nos sufoque. O tempo para nos preocupar ocorre quando a idéia se expandiu a tal ponto que nem sequer notamos ¢ tdo profundas se tornaram suas raiges que nada mais representa que 0 senso comum. Perdemos o seu controle: ndo sabemos como ela nos pegou.”* CO interesse em conhecer melhor aquilo que caracteriza 0 comportamen- to de um lider eficaz nado é assim tao recente. Mesmo em épocas distantes, a compreensdo de como alguém conseguia chegar a uma posicao de destaque na condugao dos demais pares sempre despertou considerdvel preocupacao. Todos sempre quiseram ser bons lideres. E comum a muitos autores o reconhecimento dos aspectos paradoxais que envolvem a tarefa de falar em lideranca. Esse paradoxo guarda, de um lado, © fascinio e, de outro, a complexidade dos incont4veis aspectos a serem considerados. Bryman, por exemplo, admite que atualmente “a lideranca transformou-se no principal foco de atencdo para uma va- riedade de escritores preocupados com as organizagées. Ela sempre tem 1 KOHN, A. Punidos pelas recompensas. Séo Paulo: Atlas, 1998. p. 17. (© Liver Enicaz de investigacao entre os Pesquisag ido uma area irae organizacionals, visto que volumosa ts ing ressados nos P temunha isso. Mas, desde © comeco dog anor sobre 0 ascun ns ; terse avolumad lo °! Presentemenne’ ; ante de in ia venba diminuindo, Livros apés j fra ancl de um entendimento da lig rg teres detém a chave da eficdcia organizac;, ag. jderada, 0 lideranga nao parece ser um simples Cerca 4 Assim: cons * especulagao A imo da nossa era, principalmente a party do Chegando mais P' und todo, o homem percebeu-se diante dg a Pls, erra e seus efeitos no m! esmo forjar lideres eficazes. Isso se dey de descobrir, formar ou o recrutamento e 0 aproveitamento da Mode. ve que, apés esse Peri anodes criticas. A partir desse momento, as ‘Onis disponivel assumiram de ue j4 ndo era mais possivel continuar tent zagées se deram seas rabalfiassert em ambientes opressivos e Pascaan” fazer com que as oe quais pudessem utilizar ao maximo todo o Potency yoonear aabrradores. Assim, perceberam a necessidade de ter bons lideres, Nahavandi refere-se A importancia de ter dirigentes Competentes no mo. mento atual ao afirmar que “liderar pessoas de maneira eficaz, Tepresenta um tremendo desafio, uma grande oportunidade e uma séria responsabilidade"3§ a esses Jideres que atualmente atribui-sefa capacidade de compreender a com. plexidade de um ambiente mais amplo em continua transformagio. Deles espe. Tam-Se recursos pessoais e sensibilidade para que o potencial de MotivacSo das Pessoas ndo seja bloqueado na busca da prépria exceléncia. Essa ‘competéncia, quando utilizada com eficicia, dard ao lider a credibilidade indispensével pan impor-se, sem necessidade do uso de controle ou da autoridade formal. A importancia e, principalmente, o valor de um Ider se fazem sentir pra- ticamente em todas as diregées dentro das organizagées e néo somente peo Btupo de colaboradores. Como Propée Soraluce,*“um sintoma da presenca de um lider de efeitos positives para a empresa é a qualidade da equipe executiva da qual se cerca: talento busca talento”, Além disso, um bom Ifder preocup= ee, 2 BRIAN, A Charme ond leadership in organizations. Londres: Sage, 1992. p. 4 SORALUCE $n fa” and science of leadership, New Jersey: Preneice Hall 2000.0 ¥% LUCE, S. A. de M. P Estimular o talento. HSM Management — Informagiies € n* 26, p. 75, maio/jun. 2001. ‘mente Para a Gestdo Empresarial, Sko Paulo, ano a A IMPORTANGIA DA LIDERANCA, 21 se com o futuro da empresa e contrata gente capaz de supri-lo, caso necessa- rio. Os medfocres, por sua vez, cercam-se de mediocres e pretendem perpe- tuar-se em sua hipotética condi¢do de imprescindiveis. Assim, o suprimento de talentos dos quais as organizacdes continuamente necessitam estd clara- mente entregue nas maos dos lideres eficazes que possuem. A atualidade, marcada pelo processo de globalizacdo das economias mun- diais, pelo desafio proposto pela constante necessidade de mudanga e pela automacao digital generalizada, requer mais do que nunca que alguém inter- prete com sensibilidade 0 que esta ocorrendo e sinalize novas direcGes a seguir. Nao ha a menor sombra de dtivida de que a lideranga transformou-se em um tema que veio para instalar-se como pauta principal dos estudos sobre compor- tamento das pessoas dentro de organizacées. Fala-se, no entanto, de uma crise generalizada de lideres eficazes, o que tem presumivelmente resultado em au- mento da complexidade dos problemas humanos nas organizac6es. Ghoshal afirma que “todas as pessoas, comecando pelos diretores do mais alto escalao, devem agregar valor 4 empresa no novo modelo de gestao, mas de uma forma diferente da filosofia utilitarista dos relacionamentos oca- sionais sobre os quais se apoiava o velho paradigma. Agora as respon- sabilidades so outras. No esquema antigo a estratégia era ditada pela diretoria e os funciondrios eram seus reféns, pois limitavam-se a implementé-la com lealdade e obediéncia. No novo modelo, cada fun- ciondrio é responsdvel pela exceléncia da companhia em sua area e deve contribuir para a competitividade e para a definicao da estraté- gia. E preciso resgatar os reféns”.S -» J4 nao se busca mais a simples obediéncia. E necessario, sobretudo, 0 envolvimento, caso se esteja realmente procurando um diferencial positivo com relacdo as demais organizagdes. Nesse caso, o lider é considerado como a peca-chave desse resgate téo necessério. Muitos autores acusam, como Drucker*o faz, que a troca de pessoal pura e simples representa respeitavel e prejudicial énus que as organizacdes devem evitar. O autor salienta: