Sei sulla pagina 1di 5

1.

INTRODUCTION
Learning Objectives
Historical Perspective
Materials Science and Engineering
Why Study Materials Science and Engineering?
Classification of Materials

• Introdução - Conceitos Básicos

Objetivos de aprendizado
Após o estudo desta unidade você deve ser capaz de fazer o seguinte:

1. Relacionar seis classificações de propriedades diferentes dos materiais que determinam sua
aplicação.
2. Cite os quatro componentes que estão envolvidos no projeto, na produção e na utilização de
materiais e, brevemente, descreva as inter-relações entre esses componentes.
3. Cite três critérios que são importantes no processo de seleção de materiais.
4.(a) Relacione três classificações primárias de materiais sólidos e depois cite a característica
química distintiva de cada um. (b) Anote os outros três tipos de materiais e, para cada um, suas
características distintivas

Questões
Por que os joalheiros adicionam cobre ao ouro?
Como a chapa de aço pode ser processada para produzir um material de alta resistência, leve,
absorvente de energia e maleável usado na fabricação de chassis de carros?
Podemos fabricar circuitos eletrônicos flexíveis e leves usando plásticos?
O que é um "material inteligente?"
O que é um supercondutor?
7. MECHANICAL PROPERTIES
Concepts of Stress and Strain
ELASTIC DEFORMATION
Stress–Strain Behavior
Anelasticity
Elastic Properties of Materials
MECHANICAL BEHAVIOR—METALS
Tensile Properties
True Stress and Strain
Elastic Recovery During Plastic Deformation
Compressive, Shear, and Torsional Deformation
Hardness

• Propriedades Mecânicas dos Metais I (conceitos)


• Propriedades Mecânicas dos Metais II (Deformação elástica)
• Propriedades Mecânicas dos Metais III (Deformação plástica)

Objetivos de aprendizado
Após o estudo desta unidade você deve ser capaz de fazer o seguinte:

1. Definir a tensão e deformação de engenharia.


2. Formular a Lei de Hooke e observe as condições sob as quais ela é válida.
3. Definir o coeficiente de Poisson.
4. Dado um diagrama de tensão-tensão de engenharia, determinar
(a) O módulo de elasticidade
(b) O limite de escoamento a um offset 0,002.
(c) A resistência à tração
(d) Estimar o alongamento percentual.
5. Para a deformação de tração de uma amostra cilíndrica dúctil, descrever as mudanças no perfil da
amostra até o ponto de fratura.
6. Calcular a ductilidade em termos de alongamento percentual e redução percentual de área para
um material que é carregado em tensão para fratura.

Por que a “massinha” pode ser esticada em quantidade considerável quando puxada lentamente,
mas se rompe quando puxada rapidamente?
Por que podemos subir em uma xícara de café de cerâmica, no entanto, as xícaras de cerâmica
tendem a quebrar facilmente quando as deixamos cair no chão?
Que fatores relacionados aos materiais tiveram um papel importante no naufrágio do Titanic?
Quais fatores desempenharam um papel importante nos acidentes de 1986 do Challenger e do
ônibus espacial Columbia 2003?
Por que o novo avião Dreamliner da Boeing contém quase 50% de compósitos?
8. DEFORMATION AND STRENGTHENING MECHANISMS
DEFORMATION MECHANISMS FOR METALS
Basic Concepts of Dislocations
Characteristics of Dislocations
Slip Systems
Plastic Deformation of Polycrystalline Metals
MECHANISMS OF STRENGTHENING IN METALS
Strengthening by Grain Size Reduction
Solid-Solution Strengthening
Strain Hardening
RECOVERY, RECRYSTALLIZATION, AND GRAIN GROWTH
Recovery
Recrystallization
Grain Growth

• Discordâncias e Mecanismos de Aumento de Resistência (Discordâncias e a deformação


Plástica)

Objetivos de aprendizado
Após o estudo desta unidade você deve ser capaz de fazer o seguinte:

1. Descrever o movimento de deslocamento em aresta e hélice a partir de uma perspectiva atômica.


2. Descreva como a deformação plástica ocorre pelo movimento das descordancias em resposta às
tensões de cisalhamento aplicadas.
3. Descreva como a estrutura de grãos de um metal policristalino é alterada quando é plasticamente
deformada.
5. Explique como os limites de grãos impedem o movimento de deslocamento e por que um metal
com grãos pequenos é mais forte do que um com grãos grandes.
6. Descrever e explicar o fortalecimento da solução sólida para átomos de impureza substitucional
em termos de interações de tensão de rede com deslocamentos.
7. Descreva e explique o fenômeno do endurecimento por tensão (ou trabalho a frio) em termos de
deslocamentos e interações de campo de tensão.
8. Descreva a recristalização em termos de alteração da microestrutura e características mecânicas
do material.
9. Descreva o fenômeno do crescimento de grãos de ambas as perspectivas macroscópica e atômica.
10. Com base nas considerações de escorregamento, explique por que os materiais cerâmicos
cristalinos são normalmente frágeis.
11. Descreva / esboce os vários estágios da deformação plástica de um polímero semicristalino
(esferulítico).
12. Discuta a influência dos seguintes fatores no módulo de tensão e / ou força do polímero:
(a) peso molecular,
(b) grau de cristalinidade,
(c) pré-formação
(d) tratamento térmico de materiais não deformados.
13. Descreva o mecanismo molecular pelo qual os polímeros elastoméricos se deformam
elasticamente

Por que dobrar um fio de cobre o torna mais forte?


Que tipo de aço melhora a resistência ao choque de carros?
Como são feitas as latas de bebidas de alumínio?
Por que os termoplásticos ficam mais fortes quando esticados?
Por que a força do material metálico em torno de uma solda pode ser menor do que a do material
circundante?

Por que os defeitos são importantes?


Os defeitos, mesmo em concentrações muito pequenas, podem causar uma mudança significativa
nas propriedades de um material.
Sem a presença de defeitos:
• os dispositivos eletrônicos do estado sólido não existiriam
• os metais seriam muito mais resistentes
• os cerâmicos seriam muito mais tenazes
• os cristais não teriam nenhuma cor