Sei sulla pagina 1di 106

FÉ,

UNÇÃO E
PODER
Na oração, mais importante é ouvir do
que falar.

Robson Pereira
Fé, Unção e Poder

Fé, Unção e Poder

Robson Pereira

1ª Edição - 2017

“Na oração, mais importante é ouvir do que falar”.

1
Fé, Unção e Poder

2
Fé, Unção e Poder

Agradecimentos

Agradeço a Deus pela sua paciência e misericórdia. A cada


dia sou alvo disso e louvo ao seu Nome pela sua
maravilhosa presença nesse processo chamado Fé, Unção
e Poder durante o meu Tempo à Sós com Deus.
Agradeço à Juliette, minha querida esposa, pelo contínuo
apoio neste ministério. Suas palavras de encorajamento,
ideias práticas e envolvimento direto no ministério têm sido
de grande valor para mim e me inspiram a continuar
buscando cada vez mais o sobrenatural de Deus na minha
vida.
Agradeço à Shannon e Lydia, nossas queridas filhas, por
serem para mim a realização do sonho da paternidade.
Vocês sempre me inspiraram a escrever, a criar, a ir além
do que eu imagino que posso.
A Dona Darcy, minha mãe e incansável intercessora. Seu
ministério cobre o meu ministério de confiança.
Aos meus irmãos Ronaldo e Rosângela que formam para
mim a exatidão do amor fraternal.
Agradeço ao meu pai na fé, meu querido Discipulador, Pr.
Alex Figueiredo, que nos últimos dois anos tem sido para
mim um apoio incalculável. Suas palavras de instrução são
certeiras e sua intimidade com o Espírito Santo é
3
Fé, Unção e Poder

desafiadora. Olhando para ele eu penso “quero ser assim


quando crescer”.
E a todo o povo do Ministério Cristão Alegria de Deus que
seguem comigo neste caminho pelo sobrenatural de Deus,
em especial aos nossos queridos discípulos, Marcel Lucas
e Carla, Benê e Andreia, Dairto e Madalena e Luiz
Fernando. Vocês são muito queridos.

4
Fé, Unção e Poder

Introdução

Este livro é fruto de uma vida de oração e prática da


presença de Deus. Nos últimos 30 anos de ministério, eu
posso me recordar de várias vezes em que o ouvir da
vontade de Deus foi decisivo em situações e decisões que
eu tive que tomar. Isso envolveria mudança de igreja, de
cidade e muitas vezes, envolveria o bem-estar de pessoas
queridas.
A Oração é um assunto tão sensível que só depois de 30
anos de ministério é que eu me sinto à vontade para
compartilhar por escrito aquilo que tenho posto em prática
todos esses anos. E não é porque eu acho que sei tudo
sobre isso, mas porque recebi um direcionamento do
Espírito Santo, em oração, para fazê-lo.
Nada disso vem por acaso ou com facilidade comigo. Eu
sempre tive dificuldades em orar sozinho ou por muito
tempo. Nunca tive aqueles momentos de aparição de anjos
5
Fé, Unção e Poder

e ações milagrosas que lemos em livros de grandes


evangelistas. Para mim, tudo é muito simples. Deus é
simples na sua forma de se comunicar conosco.
Por isso, eu decidi escrever de forma prática algo que tenho
experimentado e ensinado de púlpito nos últimos anos,
uma oração chamada Fé, Unção e Poder.
Antes de chegarmos ao cerne do livro, creio ser importante
você me conhecer um pouco mais. Isso pode te ajudar a se
identificar com o que eu ensino. Prometo que não vou me
demorar.
Eu nasci em uma família pobre no Rio de Janeiro. Cresci
em uma favela chamada Fumacê, em Realengo e boa
parte da minha infância foi testemunhando a violência que
se manifestava a cada dia. Às vezes era entre gangues, às
vezes era da polícia com as gangues. A verdade é que eu
perdi vários amigos de infância para o tráfico e assalto de
bancos. Outros se entregaram para o álcool ou morreram
cedo demais com AIDS ou doenças bem menos perigosas.
A morte era uma realidade corriqueira na favela. Aos 13
anos comecei a beber e só fui parar aos 17 anos quando
tomei um porre na festa de fim de ano do banco em que eu
trabalhava e me dei conta de que estava estragando o meu
corpo. Entendi que o que eu fazia era uma afronta ao meu
pai que bebia também, mas me dizia para não beber. Sua
incoerência me fez fazer o que ele fazia.
Eu tive uma experiência de conversão aos 15 anos, mas
acabei em uma igreja tão religiosa que me senti julgado
6
Fé, Unção e Poder

pelas pessoas de lá. Saí achando que seria melhor ‘ter


Jesus no coração’ ao invés de frequentar uma igreja. A
verdade é que eu voltei para a bebida. Em breve, Deus iria
mudar esse pensamento em minha vida.
Aos 17 anos, quando eu estava me alistando para o serviço
militar eu fiz uma oração que mudaria a minha vida. Mesmo
sem acreditar em Deus de forma pessoal, ou me sentir
salvo, tinha uma coisa que eu não queria mais do que
qualquer outra: servir ao Exército! Podia ser por razões
óbvias (baixinho demais, fraco demais, não gostava de
disciplina, etc.), mas para mim é que eu trabalhava em um
banco e ganhava razoavelmente bem para ajudar em casa
e isso terminaria se eu servisse. Então eu orei sem saber
exatamente a quem: “Deus, se o Senhor me livrar dessa,
eu prometo que eu me converto”. Coisa de moleque. Não
aconselho a ninguém fazer promessas a Deus.
A realidade é que eu não servi! E o pior, eu me esqueci da
promessa que havia feito para Deus! Segui minha vida
mundana como se nada tivesse acontecido. Ao final
daquele ano eu completaria 18 anos e estava todo
assanhado para viver a vida de “de maior”. Eu já havia
planejado uma série de coisas “pesadas” que eu iria fazer
depois que eu me tornasse “de maior”. Uma delas era ir ao
Rock ´n Rio. Foi o primeiro de todos e um colega de banco
acabou me presenteando com um ingresso. Eu estava a
caminho da minha “vida louca”.
Logo depois disso, veio o carnaval. Na favela, muitas
pessoas se fantasiam para fazer mal para os outros. Eu
7
Fé, Unção e Poder

tinha me envolvido com pessoas que não devia e fiquei


sabendo por amigos que um grupo procuraria me “pegar”
durante o carnaval. Eu tinha que encontrar um lugar para
ir, mas isso não é fácil. Quando vivemos na favela a nossa
vida toda está ali dentro. Você não tem amigos fora. Foi
quando um grupo de evangélicos me convidou para ir ao
acampamento de carnaval deles. Em outras eras eu
haveria abandonado essa ideia sem nem pestanejar. Mas
a condição não era favorável e eu pensei que poderia ir.
Tinha muitas reservas e queria ter a certeza de que poderia
voltar para casa no momento que quisesse. Eu não estava
buscando Deus, só estava fugindo. Mas esse não era o
plano de Deus.
Já no primeiro culto do primeiro dia a Palavra da Salvação
foi pregada de forma simples: Jesus morreu no meu lugar
e me chamava ao arrependimento. Foi quando eu fiz a
minha primeira oração de verdade:
“Senhor, eu passei 18 anos da minha vida vivendo de
maneira egoísta. A partir de agora, eu quero viver para ti”.
Uma das coisas mais interessantes sobre a oração é que
Deus nos ouve! Lembra que eu havia prometido me
converter se Deus me tirasse de servir ao exército? Então,
eu me converti sem me lembrar do que eu havia falado. Só
fui me lembrar daquela oração um ano depois da minha
conversão! Envergonhado, pedi perdão a Deus por não ter
cumprido o meu lado do acordo e agradeci a Ele por ter
cumprido os dois lados do acordo.

8
Fé, Unção e Poder

No dia da minha conversão eu disse que queria viver para


Deus. Aqui vai um resumo do que aconteceu depois
daquela oração:
1. Um ano depois da minha conversão em 1986, eu fui
ungido pastor evangelista da minha igreja para
assumir uma igreja nova em uma outra favela muito
violenta do Rio de Janeiro. Eu tinha 19 anos!!
2. Três anos depois da minha conversão em 1988, aos
21 anos, eu estava partindo do Brasil como
missionário para Israel, sem sustento, sem falar o
Inglês e sem igreja para me receber lá. Somente
com o desejo de servir a Deus entre os Judeus.
3. Depois de viver 3 anos em Israel e experimentar
outro tipo de guerra (eu estava acostumado com a
guerra do tráfico nas favelas que mata muito mais
jovens do que nas guerras formais), eu fui parar na
Inglaterra e estava sendo recebido em um dos mais
conceituados seminários do mundo, o Spurgeon´s
College, sem nenhum sustento oriundo do Brasil e
sem nenhuma promessa de sustento formal de
qualquer outro lugar. Um verdadeiro milagre!
4. Em 1994, depois de concluir com sucesso o curso
de Teologia e sem estar devendo nada para o
Seminário, eu estava me casando com a Juliette na
Holanda e começando um ministério de líder de
jovens e evangelista na nossa Igreja no centro de
Utrecht.
5. Em 1997 estávamos sendo enviados de Utrecht
para Montes Claros, Minas Gerais para dar aula no
9
Fé, Unção e Poder

Centro de treinamento missionário da Missão Amém


(MTC Latino Americano).
6. Em 1999, fomos para Brasília, onde fui ordenado
pastor e fiz o curso de Mestrado em Ciência Política
na Universidade de Brasília. Nesse período eu criei
um movimento de combate à corrupção, chamado
Criscor – Cristãos Contra a Corrupção.
7. Em 2007 nós nos mudamos para São José dos
Campos e, em 2014, fundamos o Ministério Cristão
Alegria de Deus, pois Deus pressionava no meu
coração para eu desenvolver um ministério focado
no Discipulado um-a-um. Foi quando eu conheci o
MDA em 2012. Também em 2014, o Movimento
Criscor se tornou o Instituto Nacional pela
Integridade (INAI).
Neste período, entre 1988 e 1997 eu viajei boa parte da
Europa, conheci os Estados Unidos, Canadá, Cingapura,
fiz cursos de liderança internacional e aprendi quatro outros
idiomas (Espanhol, Hebraico, Inglês e Holandês). Tive a
oportunidade de ministrar em conferências, escrever livros
e palestrar ao lado de representantes da ONU, Políticos e
grandes líderes do Brasil.
Por que estou escrevendo estas coisas? Não é para te
impressionar, mas para te lembrar que eu cresci em uma
favela do Rio de Janeiro e a minha conversão
desencadeou uma rota de vida baseada na vontade de
Deus. Não havia, e não há, nada de especial em mim. Isso
chegou a ser um problema para mim, pois eu achava que
10
Fé, Unção e Poder

os milagres de Deus só aconteciam com os americanos. É


assim que a gente aprende na favela. Tudo o que é bom só
é bom para os outros. Nós não temos o direito de ter as
coisas boas, as coisas de qualidade e as coisas belas da
vida.
Deus, ao me salvar, reescreveu a minha história. Ele
determinou que eu vivesse de forma diferente do que eu
esperava, contra todas as opiniões acerca de mim e contra
todas as expectativas das pessoas ao meu redor.
Eu me lembro de amigos que me diziam que, se eu saísse
do Brasil eu não conseguiria me casar porque eu sou muito
baixinho e as mulheres europeias são bem altas. Confesso
que isso me abalou no início, mas como eu tive que
aprender a depender de Deus, eu acabei vendo a bondade
de Deus para mim até nessa área. E olha que eu acabei
me casando com uma holandesa e a Holanda é o país com
pessoas altíssimas.
Mas, havia algo que eu precisava entender para viver o
sonho de Deus na minha vida: Como orar de forma que a
palavra de Deus fosse mais importante do que a minha
palavra? Esse livro é o resultado de uma vida de alguém
que sempre teve dificuldades em orar por muito tempo.
Tive problemas de estômago, por isso, não podia jejuar por
muito tempo, nem conseguia fazer vigílias porque o grupo
que eu ministrava não cria no poder da oração em vigílias.
Tudo isso implicava em um aprendizado lento e
inconsistente. Mas quando olho para trás e faço uma lista
das coisas que aconteceram na minha vida, noto que Deus
11
Fé, Unção e Poder

teve muito sucesso em comunicar comigo a sua vontade,


porque, quem diria que um favelado iria viajar o mundo sem
dinheiro, aprender novos idiomas, graduar em um dos mais
importantes seminários do mundo, completar um programa
de mestrado em uma das mais conceituadas Universidade
do Brasil e continuar crendo que ainda está só no
começo??!!! Deus é bom em todo o tempo.
Isso significa que através destes anos, eu aprendi alguma
coisa sobre oração e é isso que eu quero compartilhar com
você. Espero que, a partir da leitura deste livro, Deus te
convença do que Ele é capaz de fazer através da sua vida.

12
Fé, Unção e Poder

Fé – A Memória de Deus

Marcos 9:24 E imediatamente o pai do menino exclamou [com


lágrimas]: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé!

Tudo começa pela fé. A oração é um ato de fé. Para termos


sucesso na oração precisamos crer que Deus nos ouve.
Muitas pessoas afirmam ter fé, mas se equivocam em não
conhecer a Deus. Então, se eu disser que para você ter
sucesso no seu momento de oração a primeira coisa que
você deve se ocupar é em conhecer a Deus o que você
faria? Minha sugestão é que você vá para a Bíblia e
conheça esse Deus maravilhoso, cheio de graça e
misericórdia para que o seu relacionamento com Ele seja
fundamentado na Sua Palavra. Vamos passar por alguns
exemplos só para ter certeza de que você conhece a Deus,
ok?

1. Deus é Pai
João 1:12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o
poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que
creem no seu nome;
13
Fé, Unção e Poder

O Evangelho de João começa com uma declaração de


Paternidade. Ele mostra que o plano de salvação está
firmado em um dos mais profundos aspectos da natureza
divina: Deus é Pai. Isso é visto de forma insistente nos
Evangelhos e Jesus abusa desse termo chamando Deus
de Seu Pai. Paulo chega a dizer que Jesus é o primeiro de
muitos filhos e isso nos mostra que antes de qualquer
coisa, a forma pela qual Deus deseja se relacionar conosco
é como um pai se relaciona com seus filhos.

É impressionante como a maioria dos cristãos não


desenvolvem o seu relacionamento com Deus baseado na
paternidade divina. É claro que isso pode ser resultado de
uma experiência negativa com o pai terreno, mas isso não
pode ser a única resposta, afinal, todos nós fomos criados,
ou ensinados, que precisamos de um amor paternal. Talvez
o nosso pai não tenha nos amado da forma que devia, mas
isso não fecha a porta para o verdadeiro amor de pai. Deus
quer que ao fechar a porta do seu quarto para orar, você
tenha certeza de que estará falando com o seu Pai.
Podemos concordar nisso?

2. Deus é amor
1 João 4:16 E nós conhecemos e cremos no amor que
Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece
no amor permanece em Deus, e Deus, nele.

Outro aspecto importante da natureza divina é que Deus é


amor. Imagine que por muito tempo, as pessoas viam Deus
como um homem velho, com uma longa barba branca e
com um cajado espancando as pessoas que pecavam!!

14
Fé, Unção e Poder

Muitos ainda têm essa ideia religiosa de Deus. Eu conheço


muitos crentes que vivem tentando agradar a Deus com as
suas obras, como se isso fosse realmente mudar alguma
coisa na nossa vida.

Deus não se impressiona com as nossas boas obras. Na


verdade, só há um que é bom, segundo Jesus, e esse é
Deus. Para impressionar a Deus eu teria que ser melhor
que Ele!! E isso é impossível. Quando eu começo a orar
entendendo que Deus é amor, as minhas obras perdem o
peso e a relevância. O que passa a ter valor são as obras
de Deus. Essas obras revelam o caráter doador de Deus.
Ele criou um universo e nos plantou nele. Ele nos dá o sol
e a chuva, Ele nos dá o alimento, Ele nos dá o ar para
respirarmos e Ele age como o autor da nossa fé. Tudo vem
dEle e ao olharmos para as ações de Deus, notamos que
tudo é baseado no amor sacrificial de Deus, ou Ágape.

Se a sua experiência como cristão não é firmada no amor


de Deus até os milagres serão uma deturpação da
verdade. Nós não realizamos milagres porque temos
poder. Nós temos poder porque nós amamos a Deus.

3. Deus é Todo Poderoso


Marcos 10: 27 Jesus, porém, fitando neles o olhar, disse:
Para os homens é impossível; contudo, não para Deus,
porque para Deus tudo é possível.

Toda pessoa que ora busca algo de Deus. Na maioria dos


casos, buscamos coisas que não conseguimos realizar nós
mesmos. Essas circunstâncias podem ser geradas de

15
Fé, Unção e Poder

erros e equívocos da nossa parte. Nós somos negligentes,


preguiçosos, indulgentes, egoístas, mentirosos e tudo isso
gera situações embaraçosas e difíceis para nós e
gostaríamos muito que Deus nos livrasse do
constrangimento da exposição, da culpa, das punições.
Davi chegou a declarar que era melhor cair nas mãos de
Deus do que cair nas mãos dos homens (1 Crônicas 21:13).

Mas, o poder de Deus não está só para o fato de que Ele


pode consertar os nossos erros e atos displicentes. Deus
quer que o seu poder seja a manifestação da sua natureza
em nós. Quando oramos, precisamos crer que Deus pode
fazer coisas incríveis, como levar nossos filhos a salvo da
faculdade para casa ou que o nosso dinheiro seja suficiente
até o final do mês ou que uma gravidez de risco não gere
morte na família, etc. Mas o poder de Deus é mais
marcante que isso. Ao orarmos, Deus quer que sejamos
participantes do poder criador. E essa expectativa muda a
forma de orarmos. Ao mudar de perspectiva a nossa lista
de demandas, de repente, perde a relevância. É como a
conversa de Deus e Jó. Todo o sofrimento de Jó perde a
importância quando Deus começa a falar do seu poder e
seu desejo de que Jó participasse disso (Jó 38-41).

Muitas pessoas que oram há anos não conhecem Deus


dessa forma. Não se preparam para ter um encontro de
poder com Deus. Eles simplesmente não consideram o
sobrenatural no momento de oração. O profeta Daniel teve
uma visão que fez com que ele ficasse de cama por vários
dias (Daniel 8:15-17 e 27). Moisés ficou com o rosto
reluzente quando deixou o seu momento de oração à sós

16
Fé, Unção e Poder

com Deus (Êxodo 34:35). Jesus voltava do monte de


oração andando sobre as águas, multiplicando pães,
curando todos os enfermos. Em outras palavras, o poder
de Deus estava presente no momento de oração destes
homens.

4. Deus é Justo
Apocalipse16:5 Então, ouvi o anjo das águas dizendo: Tu
és justo, tu que és e que eras, o Santo, pois julgaste estas
coisas;

Acima de todas as coisas, precisamos entender que Deus


é Justo. Sem um entendimento deste aspecto da natureza
de Deus é bem provável que usemos a oração como um
instrumento de injustiça para outras pessoas. É como se a
minha bênção tivesse que ser realizada às custas do bem-
estar de outras pessoas. Já fiquei sabendo de cristãos
orando para que alguém fosse mandado embora para que
eles fossem promovidos. Já ouvi de mocas orando para
que um relacionamento termina para elas começarem a
namorar o rapaz. Já me pediram para orar por proteção de
pessoas que estavam tentando entrar ilegalmente nos
Estados Unidos.

Tudo isso são formas deturpadas de oração e só estão


presentes na igreja porque há pessoas que oram sem
conhecer o Deus a quem oram. Se Deus é justo, Ele não
vai nem querer ouvir essa oração (Jeremias 11:14)!

17
Fé, Unção e Poder

Então, para concluirmos essa introdução à pessoa a quem


oramos, vamos refletir em Hebreus 11:6:

De fato, sem fé é impossível agradar a Deus,


porquanto é necessário que aquele que se aproxima
de Deus creia que ele existe e que se torna
galardoador dos que o buscam.

Se você está determinado nesse assunto de oração é


importante que você entenda esse versículo.

1. Oração é uma questão de agradar a Deus.

Você está ciente deste aspecto da oração? Ou orar para


você é somente uma questão de trazer uma lista de
interesses para Deus realizar para você? Antes de
qualquer coisa, orar é um ato de agrado. É fazer Deus feliz!

2. Para agradar a Deus (orar) precisamos ter fé.

O texto deixa claro que sem fé isso se torna impossível. Por


mais que eu vá à igreja ou insista em fazer declarações
positivas, a fé não vai brotar a não ser que eu entenda o
resultado final da fé (agradar a Deus). Se você está lutando
nesta área, achando que sua fé é pequena talvez seja
porque você ainda não entendeu que o propósito da sua fé
é agradar a Deus.

3. Fé na existência de Deus e seu desejo de abençoar.


Como nós agradamos a Deus através da fé? O texto é bem
simples. Será? Precisamos crer na sua existência. Só isso?

18
Fé, Unção e Poder

Veja o que acabamos de ver acima. Crer na existência de


Deus implica em aceitar o todo de Deus, não somente a
sua habilidade de resolver seus problemas. Crer na
existência de Deus significa aceitar o seu propósito para a
nossa vida.

Você já passou pela experiência de receber presentes do


tipo que você precisa? Aquela blusinha, aquelas meias, etc.
Ou você é como aquelas pessoas que fazem lista de
presentes?

Muitas vezes, essa é a nossa experiência com Deus. Ou


achamos que Ele só vai nos dar o que nós precisamos ou
nós temos o direito de fazer as nossas listas para Ele se
adequar à nossa vontade.

A melhor coisa no receber presentes está na surpresa. Um


bom amigo não dá presente que eu estou precisando ou
que eu quero receber. Um bom amigo passa tempo
pesquisando o que me dar e inventa o seu próprio presente
e acaba me dando algo que eu nunca pensei em pedir e
nem sabia que precisava. Esse é o coração galardoador de
Deus.

Nós podemos pensar que galardão é algo que recebemos


como forma de retribuição por algo que fizemos, mas a
ideia aqui é que Deus é criativo nas coisas que quer nos
dar a partir de um relacionamento de Pai e filhos.

A Bíblia diz que o Pai gosta de dar boas coisas aos filhos
que o buscam (Hebreus 11:6). Dessa forma, podemos

19
Fé, Unção e Poder

entender que a nossa fé está na capacidade de Deus de


nos dar coisas que vão além da simples necessidade ou
vontade. Ele é galardoador daqueles que o buscam, ou
seja, Ele retribui com a sua presença (maior presente que
alguém pode receber) todos aqueles que separam tempo
para encontra-lo.

Fé para Salvação X Fé para Agradar a Deus.

Há ainda um outro item importante no que se refere a Fé.


Há a fé que nos leva à Salvação. Essa fé é totalmente
inspirada pelo Espírito Santo e significa uma faísca, um
piscar de olhos, uma fração de segundos que leva uma
pessoa a entender o Evangelho e colocar sua vida nas
mãos de Jesus. É o momento em que nós descobrimos que
somos pecadores e o que isso faz no coração de Deus. Fé
para a Salvação é a manifestação do amor de Deus no
coração caído e morto do homem. Ela se vai no momento
em que o homem responde ao chamado de Cristo e é
substituída pela presença marcante e definitiva do próprio
Espírito Santo. Por isso, o Apóstolo Paulo diz que nós
fomos salvos por meio da fé.

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e


isto não vem de vós; é dom de Deus; Efésios 2:8

Quando a fé se apresenta ela abre caminho para que a


graça de Deus tome conta do coração do homem. É um
dos momentos mais lindos na vida de uma pessoa. A

20
Fé, Unção e Poder

eternidade de alguém muda no momento em que a fé é


acionada para a salvação.

Mas, depois que o homem é salvo, a fé toma uma nova


dimensão. Podemos comparar a fé como os óculos
espirituais do homem que o capacita ver o que não é visto
no mundo natural. Através da fé, que tem por finalidade
agradar a Deus, o homem interage com o sobrenatural. A
natureza dessa fé é tão estranha às realidades e
experiências humanas que se não pararmos para aprender
com todo o coração podemos acabar nos tornando
religiosos e até céticos quanto ao que possa ser a
verdadeira fé.

Fé não é ver o que ainda não existe. Fé é ver o que os


outros não veem. A existência de algo depende da vontade
de Deus. Se o que Deus chamar à existência precisar ser
visto pelo homem primeiro para atestarmos a sua
existência, então há muitas coisas que não existem só
porque nós não temos condições de ver.

Mas isso não é verdade. Deus, segundo a Bíblia, ainda


está trabalhando (João 5:17). Isso significa que toda
palavra emitida da sua boca tem efeito de existência,
independente se conseguimos ver ou não. A sua operação
no mundo material é só uma questão de tempo. Ele mesmo
disse que a sua palavra não volta vazia (Isaías 55:11).

Quando entendemos que Deus está ainda hoje criando


cenários que se tornarão visíveis no mundo material,

21
Fé, Unção e Poder

podemos começar a entender por que Ele quer que


tenhamos fé.

Há algum tempo atrás eu precisei ir ao oftalmologista. A


dura realidade me dizia que eu precisava usar óculos. Já
não conseguia mais ler com a facilidade que tinha e em
casa minhas filhas brincavam dizendo que meu braço
estava curto demais para ler. Usando os óculos, eu me
senti confiante novamente. Só que logo depois de algum
tempo, senti que as mesmas dificuldades que tinha antes
estavam presentes no meu dia a dia. O que eu fiz? Retornei
ao oftalmologista e ouvi o que eu não queria. “Robson,
você está ficando velho. Isso é comum”. Que raiva!!! Mas
não tive opção se não comprar um outro par de óculos com
o grau certo para minha deficiência.

O mesmo acontece conosco com relação às coisas


espirituais. Nós recebemos os óculos da fé quando cremos
e achamos que vamos ficar com o mesmo grau para
sempre. Só que isso raramente acontece. Mais à frente a
nossa oração já não surte efeito. Nós ficamos lendo os
mesmos devocionários e fazendo a mesma coisa e a
oração passou a ser uma atividade religiosa e não um
momento de encontro com o Deus dos céus.

Como Deus está trabalhando ainda hoje, ele está fazendo


coisas que com as lentes dos seus óculos antigos você
pode não conseguir enxergar. Você corre o risco de ficar
desatualizado com as coisas de Deus por ‘enxergar’ mal.

22
Fé, Unção e Poder

Isso é o que podemos chamar de “Cultura Apostólica na


Igreja”: Pessoas focadas na produção diária de Deus.
Sobre isso falaremos mais no próximo capítulo.

A Fé que alegra a Deus é a fé utilizada para entender o


mover de Deus, os seus propósitos e como nós
encaixamos nisso tudo! É a fé que fundamenta o nosso
relacionamento de amor com Deus. Sem essa fé, não
conseguimos abandonar nossa vida de religiosidade para
ingressar em uma vida dinâmica de revelação contínua de
Deus na nossa vida.

Essa fé nos permite ‘ver’ com os olhos do espírito o que


Deus está fazendo antes mesmo que as pessoas ao nosso
redor vejam com seus olhos carnais. Por isso, o Apóstolo
Paulo ora para que os Efésios tenham seus olhos
espirituais iluminados (Efésios 1:18-19). É um chamado
para trilhar um caminho de
realidade permanente e “A Fé que alegra a
espiritual contra a realidade
temporária material. Deus é a fé
utilizada para
Imagine, nós vivemos de
acordo com as
entender o mover
circunstâncias do mundo de Deus, os seus
material e visível e julgamos propósitos e como
a nossa realidade com base
nestas circunstâncias nós encaixamos
materiais. Contudo, a nisso tudo!”
realidade espiritual e maior

23
Fé, Unção e Poder

que a realidade material porque ela é permanente e


imutável, enquanto que a realidade material é temporária.

Pense em quantas vezes você acordou de mal humor, com


dor de cabeça ou com um resfriado. Isso determina todo o
seu dia. Imagine que você tenha programado um dia inteiro
de atividades na praia e, quando você acorda o dia está
chuvoso e frio. Isso acaba com os seus planos. No mundo
material as circunstâncias determinam a nossa verdade.
No mundo espiritual a Palavra de Deus determina a nossa
verdade e ter fé é viver pela nossa verdade sendo
determinada pela Palavra de Deus. Por isso, Jesus nos
ensina a buscar primeiro as coisas lá do alto (Mateus 6:33).
Ele não está falando de coisas religiosas, mas da sua
Palavra e da sua Justiça, que são emitidas primeiro nos
céus e, depois podemos filtrar a nossa realidade terrena
com base na realidade do céu.

“Sem essa fé, não conseguimos


abandonar nossa vida de
religiosidade para ingressar em
uma vida dinâmica de revelação
contínua de Deus na nossa vida”.

Olhando para os dois tipos de fé – Fé para salvação e Fé


que agrada a Deus, podemos nos mover para entender a
participação da fé no nosso momento de oração à sós com
Deus.

24
Fé, Unção e Poder

A Fé precisa ser aumentada.

Você iniciou o seu momento à sós com Deus e você sabe


que, para agradar a Deus, precisa ter fé. Isso vai
determinar tudo o que acontece com você durante o dia,
pois isso vai te capacitar a canalizar os seus esforços
naquilo que Deus está determinando nos céus para o Seu
propósito sobre a sua vida. Então, é interessante começar
seu momento de oração buscando aumentar a sua fé.
Como fazemos isso?

Em Marcos 9:24 vemos o registro de um pai desesperado


diante de Jesus. Seu filho vive possesso por um demônio
terrível e os discípulos de Jesus não conseguiram expulsar
o demônio. Jesus pergunta o que está acontecendo, pois
ele e outros discípulos estão chegando de um outro evento
poderoso – A Transfiguração de Jesus. O pai do jovem
explica o que acontece e termina dizendo: “se tu podes
fazer alguma coisa, ajuda-nos”. Jesus diz: “Se podes?
Tudo é possível ao que crê”! É aqui que o pai se desmorona
aos pés de Jesus e diz duas coisas antagônicas:
1. Eu creio!
2. Ajuda-me na minha falta de fé.

Como é que isso acontece? Ele cria ou não cria?

A declaração desse pai nos ajuda muito no nosso momento


de oração, pois é claro que a nossa fé não está completa.
O desejo do filho de Deus é sempre fortalecer a sua fé, por
isso declaramos que cremos, mas podemos crer mais!

25
Fé, Unção e Poder

Se eu começo o meu tempo à sós com Deus demonstrando


para Ele que eu quero que minha fé fique mais forte eu
estou dizendo que desejo agradá-lo mais. Veja como isso
já estabelece uma base de relacionamento que tem a ver
com Ele. Eu oro porque quero agradá-lo mais, não porque
meus líderes dizem que tenho que orar ou porque tenho
uma lista de necessidades e quero que Deus resolva meus
problemas.

Esse homem sabia


“O desejo do filho de que estava no ponto
Deus é sempre de passar de um
estágio de
fortalecer a sua fé, por relacionamento com
isso declaramos que Deus para outro. Sua
cremos, mas podemos fé era suficiente para
algumas coisas, mas
crer mais! não para outras.
Certamente, não era
suficiente para ver seu filho curado. O mesmo estava
acontecendo com os discípulos. Note que mais à frente, os
discípulos perguntaram a Jesus por que eles não
conseguiram expulsar o demônio (vs. 28 e 29).

Deus se agrada no fato de que você quer passar de um


estágio de relacionamento para outro. Isso envolve tantas
coisas que este trabalho não seria suficiente para te
mostrar, mas tem a ver com intimidade, habilidade para
desfrutar das coisas de Deus, confiança de Deus no
‘muito’, etc.

26
Fé, Unção e Poder

Seria muito interessante acompanhar a vida daquele


homem depois que Jesus o ‘ajudou’ na sua falta de fé. Eu
tenho certeza de que tudo foi bem diferente.

Como aumentar a sua fé?

Há dois conceitos de criação na Bíblia. Um é o conceito da


criação a partir do nada. Deus fez isso em Gênesis e Jesus
mostra isso quando ele fala sobre o pai que colhe onde não
semeou (Mt 25:26). Um
outro, e muito utilizado “Deus usa o que
na Bíblia, é a criação de
algo a partir de algo já
temos - a nossa fé -
existente. Isso é visto para criar mais fé em
com Moisés (Êxodo 4:2) nós”.
quando Deus lhe
pergunta o que ele tinha
à mão para fazer a grande obra de libertar o povo de Israel
da escravidão do Egito. Também vemos isso quando Jesus
quis dar de comer para as multidões. Ele podia criar pão e
peixes do nada, mas preferiu usar o que um menino tinha
às mãos (João 6:9). Isso estabelece uma revelação
importante para nós. Deus usa o que temos - a nossa fé -
para criar mais fé em nós.

Então, ao iniciar o seu tempo à sós com Deus, comece


pensando que Deus quer que a sua fé seja aumentada e
isso será feito a partir da sua fé inicial. Uma boa forma de
pensar nisso é como se fosse uma atualização de um

27
Fé, Unção e Poder

programa que tem se tornado desatualizado e precisa de


uma renovação, mas a base é a mesma.

A Exposição de milagres para aumentar a fé.

Sua fé aumenta toda vez que você é exposto a algum


milagre. Milagres são tônicos da nossa fé. Os discípulos
viveram isso de várias formas:

Lucas 10:17 – Voltaram depois os setenta com alegria,


dizendo: Senhor, em teu nome, até os demônios se nos
submetem.

Veja a alegria dos discípulos ao retornarem de uma


campanha de evangelismo. Eles estavam transbordando
de fé porque viram o que acontecia inclusive contra os
demônios. Para que isso acontecesse, eles tiveram que
viver o milagre. A fé deles estava mais forte do que quando
eles saíram para evangelizar.

Atos 4:31 – E, tendo eles orado, tremeu o lugar em que


estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo
e anunciavam com intrepidez a Palavra de Deus.

Aqui, os discípulos oravam e o chão tremeu. Como


resultado dessa experiência, eles foram cheios do Espírito
Santo e isso os levou a proclamar a palavra da salvação
com mais coragem, em outras palavras, eles estavam
cheios de fé. A fé deles estava mais forte do que quando
eles começaram a orar.

28
Fé, Unção e Poder

Quanto mais você vir milagres, mais a sua fé será forte!

Onde encontrar milagres genuínos?

Hoje em dia, é cada vez mais difícil experimentar um


milagre genuíno. Isso não tem muito a ver com a
disponibilidade de Deus para curar, mas porque boa parte
dos servos não entendem o processo envolvido na
realização de milagres. Pelo que vemos na Bíblia, milagres
são resultado de uma intimidade com Deus para o bem das
pessoas que precisam de algo.

Infelizmente não vemos milagres acontecendo com


frequência nas igrejas de hoje. Espero que isso mude.

Enquanto isso não muda, quero te mostrar um lugar que


você vai encontrar milagres genuínos toda vez: A Bíblia.

Ao começar seu momento de oração, peça para Deus


aumentar a sua fé, pegue a sua Bíblia e comece a ler
passagens que mostram a manifestação do poder de Deus.
Muitas pessoas acham que esses milagres só aconteciam
no período da Bíblia e não estou afirmando que os mesmos
milagres precisam acontecer conosco, mas que o poder de
Deus é o mesmo desde aquela época. Isso nunca mudou!
E, ao ser exposto ao poder de Deus na Bíblia, sou
fortificado na fé. Olhando para isso, chego à conclusão que
Deus PODE qualquer coisa!

Isso não me dá a possibilidade de que Deus VAI fazer o


que eu vou pedir, mas vai aumentar a minha fé e o objetivo

29
Fé, Unção e Poder

disso é agradar a Deus mais. Você pode ser elevado a um


nível de maior intimidade com Deus simplesmente se você
focar na manifestação de Deus na Bíblia. Pesquise na sua
Bíblia alguns exemplos do que Deus fez através de Moisés,
Samuel, Davi, Elias, Daniel, Pedro, Paulo, entre outros.
Faça um estudo no Evangelho de Mateus e veja quantos
milagres Jesus fez e veja a sua fé aumentando em cada
evento!

Tire tempo para fortalecer a sua fé diante de Deus. Pense


na sua fé como se fosse uma casa com vários cômodos:

1. Você pode estar fora dela;


2. Você pode estar no quintal;
3. Você pode estar na sala;
4. Você pode estar na cozinha; ou
5. Você pode estar no quarto, o local de maior
intimidade em uma casa.

Visualize isso e defina onde você quer estar com relação à


sua fé.
“Pense na sua fé como
Oração:
se fosse uma casa”.

Senhor, eu creio que o Senhor pode todas as coisas, mas


reconheço que a minha fé pode ser mais forte. Por favor,
me mostre os milagres na Bíblia que irão moldar a minha
fé a cada dia. Senhor, eu desejo isso porque eu quero te
agradar mais. Que a minha fé te alegre a cada dia. Ajuda-
me na minha falta de fé, em nome de Jesus, amém.

30
Fé, Unção e Poder

Unção –

A vontade de Deus

Lucas 4:18 O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me


ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar
libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para
pôr em liberdade os oprimidos,
19 e apregoar o ano aceitável do Senhor.

Unção é para nós a mesma coisa que era para Jesus


Cristo. Quando Ele anuncia na sinagoga que o Espírito
Santo estava sobre Ele e que o havia ungido para pregar a
Palavra, Ele estava dizendo que havia sido comissionado
31
Fé, Unção e Poder

por Deus para fazer algo (Lc 4:18-19). A vontade de Deus


havia sido manifesta a Cristo através da unção.
Na Bíblia, toda vez que se fala de Unção fala-se de um
relacionamento. Deus quer mais que simplesmente ter
servos que fazem a sua vontade. Ele quer estabelecer um
relacionamento com o homem, revelar o seu coração e
mudar o mundo através deste relacionamento.
Certa vez ouvi alguém
“Deus quer mais que falando sobre o dom
simplesmente ter de curas e como isso
era importante para
servos que fazem a ele. Mais à frente, a
sua vontade”. mesma pessoa disse
que o ministério de
cura era somente um resultado de um relacionamento de
amor que ele tinha com Deus e isso me impressionou
muito, porque naquela época eu estava muito impactado
pelo que Deus estava fazendo ao meu redor e eu queria
muito ser usado com os dons de curar. Mas, eu não
entendia que essa unção viria a partir do meu
relacionamento com o Pai.
Quando eu entendi que a Unção está relacionada ao nível
de relacionamento, eu passei a investir mais no
relacionamento e a Unção passou a ser um instrumento
para melhorar meu relacionamento com Deus. A base do
meu relacionamento com Deus é a vontade de Deus. E a
motivação para fazer a vontade de Deus é que eu tenho
um relacionamento com Ele.
32
Fé, Unção e Poder

Talvez seja aqui onde a Igreja do século 21 esteja


enfrentando o seu maior adversário. Nós não estamos mais
interessados na vontade de Deus nem no relacionamento
com Ele. Estamos nos tornando insensatos quanto a
vontade de Deus - Ef 5:17: “Por isso, não sejais insensatos,
mas entendei qual seja a vontade do Senhor”. Não
passamos tempo na presença de Deus - Isa 55:6: “Buscai
ao Senhor, enquanto se pode achar. Invocai-o enquanto
está perto”. Nossos estudos parecem ser meramente
escolásticos. Estudamos, mas não aprendemos. Se
aprendemos, não chegamos ao conhecimento da verdade
- 2 Tm 3:7 – “Sempre aprendendo, mas nunca podendo
chegar ao pleno conhecimento da verdade”. As orações
nas nossas reuniões administrativas são protocolares:
“Senhor, abençoa a nossa reunião e nos direciona a tomar
a melhor decisão”. Isso não é fazer a vontade de Deus nem
ter um relacionamento de amor com Ele.
Quero te encorajar a conhecer essa vontade diariamente.
Há questões urgentes que precisam ser tratadas e Deus
quer te usar para consolar pessoas, livrar outras, proteger
outras. Você é um soldado em guerra e o General da sua
alma te comissiona a cada dia para uma tarefa, uma obra,
uma missão - 2Tm 2:4 – “Nenhum soldado em serviço se
envolve com negócios desta vida, a fim de agradar àquele
que o alistou para a guerra”. Você não pode passar um dia
sequer sem perguntar a Deus qual é a sua obra. Para a sua
vida

33
Fé, Unção e Poder

Essa Unção vai dominar a sua vida, como foi no caso de


Jesus, Moisés, Paulo. Ela vai dar razão para a sua vida e
te direcionar para a felicidade real. Contudo, a Unção de
Deus se manifesta em etapas. Veja o caso de Paulo.
Ele recebeu uma Unção para ser o Apóstolo dos Gentios –
2Timóteo 1:11. Contudo, ele precisaria passar uma vida de
oração para receber de Deus uma unção para aquele dia,
para aquela cidade. O sucesso da sua vida como servo de
Deus dependia da sua capacidade de entender o
direcionamento de Deus para a sua vida naquele dia.
Atos 16 nos mostra claramente como Deus quer nos
direcionar para fazermos a sua vontade.
1. Paulo está na obra, fortalecendo as igrejas com as
decisões que haviam sido tomadas em Jerusalém
(Atos 15). Ele está dentro da Unção de Deus. Vs 1-
5.
2. Ele deseja ir para a Ásia, mas o Espírito Santo o
impede de ir. V. 6.
3. Ele desejou ir para Bitínia para fazer a obra de Deus,
mas o Espírito impediu que ele fizesse isso. v. 7.
4. Ele, então desce a Trôade. v. 8.
5. À noite, ele tem um sonho e entende o Espírito
Santo chamando-o à Macedônia. vs 9-11.
6. Ele chega à Filipos, uma jovem é convertida e uma
igreja é plantada. Essa igreja vai receber uma linda
carta de Paulo mais tarde (leia Aos Filipenses para
entender o tipo de igreja que esse grupo se tornou).
vs. 13-15.
34
Fé, Unção e Poder

7. Paulo liberta uma jovem com espírito adivinhador e


vai para a prisão por causa disso. vs. 16-24.
8. Paulo continua orando para receber o
direcionamento de Deus no meio da noite e dentro
do cárcere e um milagre acontece. vs. 25-40.

Como disse no capítulo anterior, a realidade espiritual é


mais importante do que a realidade física. Esta é
temporária, aquela é permanente. Paulo prevaleceu em
seguir a ordem do Espírito Santo para estabelecer uma das
mais importantes igrejas do mundo antigo.
A Unção, portanto, é uma determinação de Deus para os
seus servos. Pode ser algo simples como ajudar uma
velhinha a atravessar a rua ou algo incrível que pode
resultar na conversão de milhares de pessoas.
O que define uma ação como Unção de Deus é que o
resultado deve gerar glória a Deus. E é isso que alegra o
coração de Deus. Note que esse era o resultado do
trabalho de Cristo – Lucas 5:16-26:
1. Ele orava solitário nos desertos – Jesus tirava tempo
para se encontrar com o Pai. Por muito tempo eu
não entendi por que Jesus orava. Para mim, Ele
tinha todo o poder para fazer os milagres que
precisavam ser feitos. Mas, hoje eu entendo que a
sua vida na terra era muito mais parecida com a
nossa vida. Filipenses 2:7 nos mostra que Jesus se

35
Fé, Unção e Poder

esvaziou da sua glória para tomar a forma de


homem. Esse “esvaziar-se” significa que Ele
precisaria receber de Deus sua porção diária de
unção e poder para agir dentro da vontade do Pai.
Por isso, Jesus saía para orar sozinho.
2. Ele fazia milagres – O resultado de uma vida de
oração em busca da Unção de Deus é a obra do Pai
alcançando milhares de pessoas que necessitam
deste poder. Jesus se juntava aos discípulos pronto
para liberar esse poder em forma de curas e
libertações contra demônios. Era uma coisa incrível!
Em outros momentos, Jesus multiplicava o pão e
outras ele até andava sobre as águas. Tudo
dependia da vontade de Deus e essa unção era
determinante para a obra que Jesus iria fazer
3. As pessoas glorificavam a Deus por causa destes
milagres – Como resultado, as pessoas que viam
Jesus operando milagres glorificavam a Deus. Esse
é o objetivo maior de toda unção. Sem isso, toda boa
obra permanece somente como boa obra. Uma
unção que vem do Pai gera glória a Deus no coração
do incrédulo! Isso já era a regra no Velho
Testamento. Vendo o caso de Nabucodonosor em
Daniel 4, em particular o versículo 37. Note como é
importante você começar o seu dia sabendo que há
uma unção sobre você que irá levar as pessoas do
seu trabalho, da sua escola, da sua vizinhança a
glorificarem a Deus quando elas virem você em
ação.
36
Fé, Unção e Poder

O mesmo aconteceu com Paulo (Gálatas 1). Neste relato


da sua conversão ele mostra o resultado de ter sido
chamado por Deus (Gálatas 1:24). Ele era um homem que
perseguia a Igreja e o seu chamado à salvação produziu
nele uma transformação tão grande que ele se tornou
razão de glória a Deus de pessoas que só ouviam falar dele
e dessa transformação. Isso é o poder do Testemunho.
Randy Clark, um grande servo de Deus que está sendo
usado poderosamente desde meados dos anos 90 a partir
da Bênção de Toronto, enfatiza a importância do
Testemunho como forma de gerar fé para as pessoas se
tornarem alvo do poder de Deus. No caso de Paulo, as
pessoas viam que o poder de Deus era suficiente para
transformar a vida de um perseguidor implacável como
Paulo.
A unção de Deus gera direcionamento claro para a
manifestação do poder de Deus em milagres que geram
glória a Deus na boca dos incrédulos.
Nós não precisamos de fama, não precisamos ser aceitos,
mas as pessoas precisam identificar o que fazemos como
sendo a obra de Deus. Jesus responde aos discípulos de
João acerca da obra de Deus com base nas coisas que Ele
mesmo fazia.
Mateus 11:1-5
1 Ora, tendo acabado Jesus de dar estas instruções a
seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas
cidades deles.
37
Fé, Unção e Poder

2 Quando João ouviu, no cárcere, falar das obras de


Cristo, mandou por seus discípulos perguntar-lhe:
3 És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar
outro?
4 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João
o que estais ouvindo e vendo:
5 os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são
purificados, os surdos ouvem, os mortos são
ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o
evangelho.

As obras feitas por Jesus, além de produzirem alívio e


mudanças significativas na vida das pessoas que eram
alvo desse poder, serviam principalmente para determinar
que Jesus estava fazendo a vontade do Pai e que Ele era
O Servo de Deus esperado pelos homens. Note que um
servo verdadeiro, que vive para seguir os passos de Jesus
pode ter a mesma declaração de Jesus. O objetivo,
portanto, é revelar o Reino de Deus entre os homens.
Isso não significa que seremos sempre aceitos ou que não
sofreremos – veja o que aconteceu com Paulo em Filipos
– mas a vontade de Deus vai além das circunstâncias.
Há dois detalhes que nos esquecemos no nosso dia a dia
com Deus e eu gostaria de levantar para nossa
consideração:
1. Deus nos chama para entrarmos no seu Conselho.

38
Fé, Unção e Poder

Quando falamos de vivermos uma vida cheia do Espírito


Santo ou como representantes de Deus na terra, tudo isso
é muito lindo, mas precisamos entender como isso
acontece na prática.
A Bíblia relata uma contenda de Deus com pessoas que se
chamavam ‘profetas’ na época do Profeta Jeremias.
Segundo Deus, essas pessoas falavam em nome dEle e
profetizavam coisas boas para o povo de Judá. Contudo,
de acordo com o texto, Ele não tinha emitido aquelas
palavras. Na verdade, a sua Palavra verdadeira seria de
destruição e cativeiro para um povo arrogante, idólatra e
que tinha se esquecido do Deus dos seus pais. É aí que
Ele pergunta algo importantíssimo:
Jeremias 23:18 Porque quem esteve no conselho do
SENHOR, e viu, e ouviu a sua palavra? Quem esteve
atento à sua palavra e a ela atendeu?
Note que muitas pessoas andam pelas igrejas fazendo “a
obra de Deus” e falando em “seu nome”. Contudo, existe
um conselho Divino que se assenta toda vez que Deus
emite a sua Palavra, ou Unção. Isso acontece
continuamente. Deus está o tempo todo gerando palavras
de cura, de transformação, de condenação, de correção,
de restauração, de libertação, de consolo, etc. Esse é o
trabalho de Deus até hoje. Jesus entendeu isso e visitou o
Conselho de Deus com a frequência necessária para ter
certeza de que as suas palavras estavam em consonância
com as Palavras de Deus emitidas dentro do seu Conselho.
Na época de Jeremias, eu entendo que o próprio Cristo
39
Fé, Unção e Poder

fazia parte deste Conselho, juntamente com o Espírito


Santo.
E, para o servo de Deus contemporâneo, o seu trabalho é
visitar esse Conselho assim como Jesus fez. Nosso
momento de oração à sós como Deus nada mais é do que
uma visita ao Conselho de Deus para ouvir a sua voz.
Muitos de nós podem estar vivendo uma vida sem nunca
ter entrado no Conselho do Senhor. Nós queremos falar as
Palavras de Deus de acordo com as nossas conveniências
e as expectativas dos que nos ouvem. Isso pode dar muito
errado. Nesse livro, estamos aprendendo a fazer do nosso
tempo à sós com Deus uma visita no Reino celestial, nos
átrios de Deus, no Conselho do Altíssimo. Ali, Ele declara
a sua Palavra.
2. Deus quer nos ensinar o que é útil.
Um outro aspecto do ouvir a voz de Deus que muitas vezes
nos esquecemos é que Deus está sempre nos ensinando.
Contudo, seu ensino é algo personalizado e moldado às
nossas necessidades. É terrível achar que o que uma
pessoa está vivendo com Deus deva ser a mesma coisa
que todos devem viver. Isso é muito comum quando a
gente recebe uma visitação do Espírito Santo. A gente fica
tão feliz com isso que esperamos que todos passem a fazer
tudo o que nós fazemos. Mas a Palavra de Deus nos
mostra que o seu interesse em nos moldar segue os seus
propósitos.

40
Fé, Unção e Poder

Isaías 48:17 Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo


de Israel: Eu sou o SENHOR, o teu Deus, que te ensina o
que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar.
Aqui, Deus está falando com o seu povo em um difícil
momento da sua história. Eles estão vivendo em cativeiro,
na Babilônia, sua casa está totalmente devastada e um rei
que não faz parte do povo de Deus vai ser usado por Deus
para livrar o seu povo. Olha que situação! No meio disso
tudo, Deus se apresenta para eles de forma catedrática: Eu
sou o teu Redentor! Ele mostra que a salvação que virá
será motivada por Ele e não pelo rei gentio. Além disso, o
texto mostra que essa salvação não significa que Deus
abandonou os seus decretos. Como vimos antes, em
Jeremias, o povo tinha sido destruído porque eles tinham
abandonado uma vida de santidade com Deus. Mas, agora,
no momento em que eles vão ser restaurados ao seu país,
eles precisam saber que Deus continua santo e esperando
a mesma coisa deles.
Deus também revela algo que era difícil para as pessoas
daquela época entenderem: que Deus estaria ali, no
cativeiro com eles. Antigamente, o pensamento geral sobre
as deidades era muito localizado, ou seja, as pessoas
achavam que os deuses não saiam da sua geografia de
influência. Por isso, era comum que as grandes potências
não somente destruíssem o povo como retirassem o povo
da sua terra para quebrar o contato geográfico que eles
tinham com os seus deuses.

41
Fé, Unção e Poder

Isso funcionava muito bem com vários povos – até porque


eram deuses imaginários e que dependiam do estado de
espírito das pessoas que os adoravam. Mas não funcionou
com o povo de Deus, porque Deus não depende da
geografia para agir. O livro de Daniel mostra muito bem o
senhorio de Deus sobre toda a Terra, afinal Ele é o Deus
dos céus.
Daniel 2:28 mas há um Deus no céu, o qual revela os
mistérios, pois fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de
ser nos últimos dias. O teu sonho e as visões da tua
cabeça, quando estavas no teu leito, são estas:
Esse Deus não depende da localização geográfica do seu
povo porque Ele não está vivendo na Palestina. Ele rege o
mundo a partir do céu! Daniel também mostra o poder de
Deus em estabelecer reinos na terra, inclusive o reino do
Messias:
Daniel 2:44 Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu
suscitará um reino que não será jamais destruído; este
reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá
todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre.
Se Deus não obedecia aos limites geográficos dos
chamados ‘deuses’ antigos, Ele tem, até hoje, a liberdade
de entrar e sair de onde Ele quiser, pois, ele continua sendo
o Deus de toda a terra.

42
Fé, Unção e Poder

Isaías, então, chega ao ponto principal da profecia: “que te


ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves
andar”.
Deus, o grande Deus dos céus quer te levar a ter uma
experiência única com Ele em um processo de ensino
daquilo que te é útil. Deus poderia impor sobre cada um de
nós a necessidade de saber todas as coisas, mas Ele não
pensa assim. Ele olha para você e determina te ensinar
somente o que te é útil.
Por isso a Unção diária é importante para nossa vida. Nós
estamos em um processo de aprendizado diário e Deus
seleciona a cada dia uma nova lição para nós,
individualmente. Isso é lindo! O seu amor por nós nos
convida a ouvir a sua voz e atender com muito cuidado as
suas orientações. O que Ele está te ensinando não será a
mesma coisa que Ele está ensinando aos seus pais ou aos
seus filhos. Contudo, o objetivo é o mesmo: “nos guiar pelo
caminho que devemos andar” Você acha que Deus
simplesmente nos salvou e nos largou na Terra para
vivermos do nosso jeito? Não!
Ele quer caminhar com você em todas as etapas da sua
vida. Imagine um adolescente se preparando para o
Vestibular. Como isso é difícil! Eu sou Coach e trabalho
orientando jovens na sua busca pela melhor carreira e
como lidar com a ansiedade no período do Vestibular. O
que eu mais noto é que a grande maioria não sabe o que
fazer. Alguns recebem a indicação dos pais sobre o seu
futuro e outros acham que devem seguir uma carreira
43
Fé, Unção e Poder

porque os seus amigos decidiram fazer isso também. A boa


notícia é que Deus quer te orientar sobre o que você deve
fazer na Faculdade!
Imagine o momento de se casar. Quantas pessoas eu já vi
prontas para se unirem em matrimônio e, mesmo assim,
estarem vivendo o maior dilema da sua vida. “Será que é
esta pessoa mesmo”? “Será que vai dar certo”? Qual é a
vontade de Deus para isso? Será que Deus se importa
sobre esse assunto? É comum ouvir jovens recebendo
orientações acerca de uma pessoa “prometida” por Deus,
mas isso não nos livra das brigas, dos desapontamentos e
até do divórcio se não sentirmos que a direção de Deus é
algo diário e útil para nos fazer melhores maridos e
esposas.
Imagine a questão de profissão ou mesmo quando comprar
a casa própria ou trocar de carro. Será que Deus se importa
com isso? Essas coisas, na maioria das vezes geram
ansiedade, modificam a nossa vida e influenciam outros de
forma positiva ou negativa. São decisões importantes que
precisam ser tomadas dentro do Conselho de Deus.
Quando um casal deve estar pronto para ter filhos? Como
se tornar um bom pai ou uma boa mãe? Como enfrentar os
desafios de acompanhar um adolescente dentro de casa?
Tudo isso requer intimidade com Deus de forma diária para
caminharmos pelo caminho que devemos andar.
Como deve ser o seu envolvimento na igreja? É você quem
está tomando as decisões sobre o seu dinheiro? O seu
44
Fé, Unção e Poder

tempo de lazer? A sua saúde? Deus quer falar e tem uma


palavra específica para cada uma destas áreas.
Como será a sua vida depois que você se aposentar? Para
se preparar para tudo isso, sugiro que você entre no
Conselho do Senhor e se coloque na condição de um
aprendiz, ou discípulo. O nosso Deus vai te ensinar o que
é útil e te guiar pelo caminho que deve andar.
AS CINCO ÁREAS DA VIDA DO HOMEM
Dentro daquilo que Deus quer falar conosco e que já foi
mencionado nos exemplos acima, há uma forma muito
clara de ver como a nossa vida se organiza e como Deus
promove o nosso crescimento.
PESSOAL – Aqui, Deus tem interesse em falar sobre a sua
saúde, o seu caráter e as suas amizades. É a sua imagem
e tudo o que você comunica para as pessoas que deve
testificar que você é seu filho. Aqui está o seu DNA como
servo de Deus. Esta área envolve nossos hábitos, forma de
lazer, música que ouvimos, filmes que assistimos, o que
fazemos nas férias, brincadeira e piadas que fazemos.
Deus está interessado na nossa composição física assim
como a composição emocional e espiritual. Deus quer te
orientar a viver de forma saudável através de exercícios
físicos diários e uma alimentação saudável.
Eu me incomodo muito em ver pessoas maravilhosas e
muito espirituais vivendo como se quisessem morrer,
considerando a forma como comem. São as chamadas

45
Fé, Unção e Poder

“bombas relógio”. Se você entrar no Conselho de Deus


certamente Ele te dará umas dicas de como reeducar a sua
alimentação e como organizar o seu dia para incluir
exercícios físicos.
FAMILIAR – Aqui, Deus quer moldar a sua forma de
interagir com aqueles que são considerados laços de
sangue. São os relacionamentos permanentes de uma
pessoa que geram grandes transtornos de longo prazo.
No Brasil, infelizmente, ainda sofremos com situações
antigas dentro da família, como gravidez na adolescência,
falta de presença do pai na infância de crianças, abusos
físicos, palavras destruidoras sobre adolescentes, crenças
limitantes, violência doméstica e divórcios quem resultam
em mais violência.
Muitas pessoas entram para a igreja, mas não mudam o
seu modo de operar e acabam reproduzindo os mesmos
males encontrados no mundo. Quando Deus começa a
falar sobre a nossa família Ele nos leva para um patamar
de respeito e amor que ninguém mais pode dar. Ele não vê
o divórcio como uma saída, mas também discorda daquele
casamento morto só para criar as crianças.
Deus está muito interessado no seu relacionamento com
os seus pais e com os seus filhos. Deus emite palavras de
concerto, de livramento e de paz todos os dias sobre você
e há uma grande necessidade de você entender essas
palavras e se apoderar delas. Imagine um adolescente
orando a Deus sobre o seu casamento. Deus pode não
46
Fé, Unção e Poder

revelar com quem ele vai se casar, mas vai revelar que tipo
de marido ele precisa ser. Não adiante eu querer receber
uma profecia sobre uma pessoa maravilhosa com que eu
quero passar a minha vida toda com ela se eu não abri mão
de ser egoísta, mulherengo, desrespeitoso, insensível, etc.
Deus quer nos guiar pelo caminho que devemos andar.
PROFISSIONAL – Como foi dito antes, Deus está
interessado na sua profissão. Muitas coisas são boas e o
crente deve desejar o melhor para a sua vida profissional.
Mas quais são os critérios de decisão sobre o que fazer e
onde fazer? Muitas meninas crentes nutrem o desejo de
serem modelo. Isso é ótimo! Mas a que custo ela vai
conseguir realizar o seu sonho? O mesmo podemos dizer
para um rapaz que deseja ser um grande jogador de futebol
ou político ou empresário. Todas essas coisas podem ser
muito boas, mas há desafios que irão testar a nossa ética
e fé em Deus.
A corrupção é um dos maiores males da nossa experiência
humana. Corromper, na Bíblia, tem o significado de
putrefação, ou seja, algo que se torna podre. Portanto,
permitir que a corrupção entre na sua carreira, mesmo que
seja como pastor ou missionária, é deixar que essa careira
entre em processo de putrefação. Por isso a nossa
sociedade está do jeito que está. A corrupção tem tomado
todos os níveis profissionais – privados e públicos – e isso
destrói tudo o que é bom.
Se um empresário acha que pode sonegar impostos e
mesmo assim se sentir puro diante de Deus alguma coisa
47
Fé, Unção e Poder

está errada na sua visita ao Conselho de Deus. Se uma


jovem acha que para subir na carreira de modelo deve
fazer ensaios com nudez ela está caminhando em um
caminho não orientado por Deus. Se um jovem acha que
por ser um grande jogador de futebol ele pode todas as
coisas, namorar quem quiser, viver dos holofotes, usar
anabolizantes para manter a sua performance, ele está se
distanciando dos propósitos de Deus.
Nossa profissão é algo muito importante e Deus quer usar
esse tempo da sua vida para glorificar o seu nome. O seu
sucesso não está em quão popular você é, mas em quanto
as pessoas que te veem trabalhar glorificam a Deus pelo
seu trabalho bem feito.
DEVOCIONAL – Todo esse livro tem a ver com o seu
momento devocional com Deus. Mesmo assim, vale a pena
estabelecer que Deus quer que haja um processo e
aprofundamento contínuo no seu relacionamento com Ele.
Quais são os seus sonhos para este momento do dia? O
que você quer melhorar? Quais são os seus alvos? Você
deseja que tudo fique do jeito que está no ano que vem?
Ou daqui a cinco anos? Deus não pensa assim. Ele quer
que você se desenvolva de maneira que todas as outras
áreas da sua vida sejam impactadas por este momento do
dia: o seu tempo à sós com Deus.
MINISTERIAL – Quais são os seus dons espirituais? Você
sabe? Já perguntou a Deus? Já fez algum curso de
descoberta de dons como o Rede Ministerial ou outros
tantos que há nas igrejas? Você já falou como seu
48
Fé, Unção e Poder

discipulador sobre onde você deve servir ao Senhor? A


questão ministerial é a expressão dos filhos de Deus na
terra. É através dos dons que nos diferenciamos daqueles
que não são cheios do Espírito Santo e não seguem os
propósitos de Deus.
Quando somos salvos pela fé em Jesus Cristo nosso
espírito é reavivado. Antes, isso era uma área morta,
somente utilizada como um portal para o mundo espiritual.
Muitas pessoas sem a iluminação do Espírito Santo
utilizam esse portal para se comunicarem com espíritos. Só
que há uma questão muito perigosa. Essas pessoas não
sabem que:
1. No mundo espiritual somos todos cegos sem o
Espírito Santo.
2. No mundo espiritual os seres podem imitar a voz de
outras pessoas.
3. O mundo espiritual é habitado por anjos e demônios.
Vejamos o que acontece. Uma pessoa se julga médium, ou
alguém que recebe mensagens do além. Isso é muito
comum no Brasil entre Espíritas. Isso é feito com base no
fato de que a pessoa recebe o contato com uma entidade
que diz ser alguém que já morreu. Só que, baseado nesses
três conceitos acima descritos, não há pessoas vagando
no mundo espiritual (Lucas 16:19-31), só anjos e
demônios. Os anjos são ministros de Deus que vão se
revelar como anjos de Deus para a realização da Palavra
de Deus emitida dentro do seu Conselho. Portanto toda e
qualquer comunicação espiritual, que aparentemente nos
49
Fé, Unção e Poder

leva a crer que é um parente que morreu e que voltou para


falar conosco, só pode ser feita por demônios, uma vez que
eles estão presentes em lugares que não vemos e há muito
tempo, eles podem saber de detalhes da vida passada das
pessoas e imitar a voz de quem morreu.
Eu sempre me impressiono com a habilidade de alguns
artistas de imitar a voz de outras pessoas. Os preferidos
para serem imitados são o apresentador de TV, Silvio
Santos e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Até eu
tento imitá-los. Imagine o que um demônio pode fazer no
seu afã de fazer com que as pessoas acreditem que estão
falando de verdade com o ente querido que faleceu há
anos e que falou coisas que ninguém mais sabia!
Além disso, saber que somos cegos no mundo espiritual
quando não estamos iluminados pelo Espírito Santo pode
explicar muita coisa, uma vez que não conseguimos ver a
realidade do que nos é apresentado. A Bíblia diz que
satanás se apresenta como um anjo de luz (2 Coríntios
11:14), ou seja, ele está sempre tentando nos enganar.
Vimos que o espirito do homem sem Deus funciona como
um portal para o mundo espiritual e isso pode causar sérios
distúrbios na vida da pessoa que fica buscando nas
experiências religiosas acalento para as suas dores e
traumas.
Mas, para o servo de Deus, o seu espírito vivificado é uma
linha direta através do mundo espiritual para o Conselho de
Deus! Não há como errar o caminho! Nós não ficamos à
50
Fé, Unção e Poder

mercê dos enganos de satanás porque o próprio Espírito é


quem nos guia à presença de Deus. Nós não oramos para
ninguém mais, se não para o glorioso Pai. Nós não vamos
para nenhum outro lugar se não para a reunião da glória de
Deus, onde Ele emite a sua Palavra. Depois veremos que
Deus nos leva para a sala do Tesouro, mas isso não é para
agora. Depois falaremos sobre isso.
A ativação do espírito do homem pelo batismo do Espírito
Santo permite que o homem receba dons específicos para
edificar o Reino de Deus. Nossa permanência na Terra só
se justifica pelo fato de Deus ver alguma utilidade nossa no
processo de edificar o Reino de Deus. Isso chamamos de
ministério, ou missão ou mesmo propósito de vida.
Independentemente do que você chame, o que é
importante na oração é saber que parte do seu tempo à sós
com Deus tem a ver com a manutenção dos seus dons.
Quais são eles? Como você pode aprender a melhorar a
aplicação deles? Onde você vai aplica-los nos próximos
meses? Há uma série de perguntas importantes que
precisamos fazer quase que diariamente para o Espírito
Santo sobre os dons que é de se admirar que muitos
crentes passam dias, se não meses ou até anos sem
fazerem uma conferência com Deus sobre os seus dons.
É como se a gente colocasse o modo automático e
começasse a atuar na igreja por anos e anos sem nunca
se preocupar com a direção do Espírito Santo. Quando isso
acontece a pessoa corre o risco de sair da caminhada
pessoal com Deus e passa a entrar no caminho da
51
Fé, Unção e Poder

religiosidade. Ela substitui a edificação do Reino de Deus


para começar a edificar uma igreja local ou mesmo o seu
próprio nome. Deus quer usar o tempo à sós com você para
te orientar detalhadamente como usar os seus dons. A
Unção diária de Deus será revelada dentro do âmbito dos
dons, pois são eles que geram glória a Deus na boca dos
não crentes.
As cinco áreas da vida do homem servem como uma ótima
base para o momento à sós com Deus além de ser uma
ótima base para o discipulado pessoal também. Eu tenho
me beneficiado grandemente, inclusive para o discipulado
profundo dessa plataforma de tratamento e encorajo todos
a estabelecerem seus alvos e observarem o seu
crescimento através dessas cinco áreas.
Se você está começando agora na sua caminhada com
Deus, permita-me te orientar a começar a organizar sua
vida com a sua vida Devocional. Ela vai se a premissa da
sua vida. Depois, você coloca no papel as outras quatro
áreas e veja como cada uma está e o que precisa ser
melhorado. Leve em oração a Deus e compartilhe isso com
o seu Discipulador. Você verá o que vai acontecer. Na
verdade, eu gostaria muito de conhecer o seu testemunho.

Nós temos falado bastante sobre ouvir a voz de Deus e


espero que até aqui você tenha se interessado em praticar
isso diariamente. Porém, isso não é tão fácil assim. Há
barreiras que podem nos impedir de entrarmos no
52
Fé, Unção e Poder

Conselho de Deus e desfrutar da presença maravilhosa do


Santo dos Santos.
Partimos do pressuposto de que tudo isso está
acontecendo dentro de nós. Os nossos sentidos estão
funcionando corretamente e separamos um tempo e local
para nos encontrarmos com Deus. O que é que pode
atrapalhar essa comunicação?
A Voz de satanás
O nosso inimigo fala palavras de descrença, de desespero
e de morte todos os dias, são palavras de mentira (João
8:44). Ele nos circula a busca de uma brecha para nos
destruir (1 Pedro 5:8). Contudo, a Palavra de Deus nos diz
claramente que se rejeitarmos ao diabo ele fugirá de nós
(Tiago 4:7). Como isso acontece?
A única autoridade que satanás tem sobre o crente é
quando há pecado não confessado. Ao tentar ouvir a voz
de Deus, o crente precisa estar certo de que não há nada
que esteja criando separação entre nós e o nosso Deus
(Isa 59:2).
É muito comum que os crentes de hoje vivam com pecados
domésticos achando que isso não causa nenhum problema
para si. Isso é um equívoco enorme. O efeito do pecado
continua caso ele não seja confessado e tratado. Isso não
significa que nunca mais pecaremos, por isso a ação de
orar buscando a Unção é uma atividade diária, pois, caso
tenhamos pecado no dia anterior, esse momento é

53
Fé, Unção e Poder

importantíssimo para nos limparmos aplicando a Palavra


de Deus (1 João 2:1).
Por isso, precisamos orar calando essa voz. Dizemos com
toda autoridade da Palavra: “Satanás, eu te ordeno, cala-
te e saia daqui, em nome de Jesus”. E ele tem que sair. Ele
sai do seu quarto, da sua casa, do seu trabalho, dos seus
relacionamentos. Ele faz isso, porque ele obedece ao
nome de Jesus e, se ele não tem nada para te acusar, ele
não tem mais nada a fazer. Se você notar que está fazendo
a mesma oração de confissão de pecado quando você vai
começar a ouvir a voz de Deus você pode estar sofrendo
de uma recaída. Isso é muito comum com crentes que não
tratam da origem do pecado.
Tratar o pecado na nossa vida é algo muito importante, mas
muito delicado também. Todos nós passamos para as
outras pessoas a ideia de que somos santos e que não
temos problemas para resolver. Isso pode ser muito
perigoso e é exatamente o que o nosso inimigo quer.
Imagine quando Jesus foi tentado no deserto por satanás
(Mateus 4:1). Ele nunca disse para Jesus deixar de ir para
a cruz, certo? Ele sabia que não iria conseguir fazer Jesus
desistir dessa missão, mas imagine se Jesus tivesse se
curvado para adorar a satanás por um segundo que fosse.
Como Jesus iria conseguir salvar a humanidade na cruz?
Todo o esforço de Jesus em se esvaziar da sua glória, todo
o seu sofrimento, todo o seu empenho em ensinar e
transferir a sua unção para os doze discípulos seria
maculado por um “pecadinho”.
54
Fé, Unção e Poder

Agora, imagine o que um “pecadinho” não tratado pode


fazer nos planos que Deus tem para a via vida pessoal,
para a sua família, para as suas pretensões profissionais,
para o seu momento à sós com Ele e para o seu
ministério!? O pecado impacta tudo, suja tudo e destrói
tudo. Você pode até querer ser um grande empresário ou
um grande missionário, mas com o pecado “doméstico” o
resultado será sempre aquém daquilo que Deus quer. O
inimigo não vai te impedir de seguir o caminho que Deus
quer para você contanto que ele te convença a não tratar o
seu pecado. Ele vai dizer: “Ser missionário na África?
Ótima ideia! Vai sim! Mas não diz prá ninguém que você
mente de vez em quando, se não eles não vão acreditar
em você e não vão deixar você ir para o campo missionário
fazer a vontade de Deus. Você sabe como é o homem”!
Você precisa calar a voz de satanás retirando qualquer
autoridade que ele possa ter sobre você. E você retira a
autoridade que ele tem sobre você quando você confessa
o seu pecado a Deus e o trata devidamente com o seu
discipulador.
A Voz do Velho Homem
Quando nós nos convertemos nós entregamos a nossa
vontade ao senhorio de Jesus Cristo (Ref). Contudo, a
nossa vontade não está morta, pelo contrário, muitas
vezes, ela dá sinal de vida e, de acordo com Paulo, nós
vivemos em constante conflito com essa vontade (carne)
(Ref). Essa voz não nos fala de morte nem de desespero.

55
Fé, Unção e Poder

Ela tem um único objetivo: voltar a ter a primazia na nossa


vida. Nós queremos estar no controle de novo.
Você já notou que quase todas as orações que fazemos é
sobre algo que queremos ou sobre algo que pessoas que
amamos querem ou precisam? Alguém já se perguntou por
que é assim? Além disso, já foi perguntado se essa é a
forma correta de orar?
A Bíblia nos mostra vários tipos de oração. Nós estamos
querendo ouvir a Deus e a sua agenda antes de fazer
qualquer pedido a Deus. Não é errado interceder por
pessoas que sofrem, muito menos entrar na presença do
Senhor para pedir algo que tanto precisamos. Mas isso só
pode ser feito com a voz do Velho Homem bem calada. De
outra forma, essa voz vai dizer que você não pode fazer a
vontade de Deus porque precisa trabalhar, estudar, fazer
isso ou aquilo.
Jesus disse algo nesse sentido: “Deixai os mortos sepultar
os seus mortos” (Mt 8:22). Com isso, ele disse, vem e faça
a minha vontade. Ela vem em primeiro lugar. Por isso,
precisamos aplicar o que Pedro nos ensinou (1Pe 5:7)
lançando sobre Ele todas as nossas ansiedades porque
Ele tem cuidado de voz). Deus já conhece as suas
necessidades de dinheiro, de saúde, de alimento e de
afeição. Deixe Ele trabalhar em seu favor. Sua obra é
conhecer a Unção de Deus para o seu dia.
Eu tenho certeza de que essa á a parte mais difícil para o
aprendiz em oração. Nós ainda não conseguimos entender
56
Fé, Unção e Poder

o que a oração realmente significa. Nós achamos que orar


é pedir coisas para Deus, mas não é. Orar é ter comunhão
com Deus, é ouvir a sua voz, é aprender os seus caminhos,
é ser capacitado pelo Espírito Santo é receber
discernimento espiritual, é se libertar de pecados é adorar
a santidade de Deus. Há muita coisa que podemos fazer
no período de oração e nós reduzimos tudo isso a uma lista
de pedidos.
O que devemos fazer com os nossos pedidos, então? Será
que Deus não se importa com elas? De maneira nenhuma!
Deus está, e muito, comprometido com o seu bem-estar.
Vamos repensar sobre as nossas ansiedades.
Nós nos envolvemos com uma série de coisas, pessoas e
eventos e isso gera em nós ansiedade ou preocupação.
Essas ansiedades tomam conta da nossa mente e, no
momento da oração, tomam o nosso tempo também. Como
dito antes, são questões importantes para nós e para Deus
também. Não há como achar que Deus não esteja
interessado no seu trabalho ou no seu casamento. Tudo o
que estamos dizendo é que você deve lançar essas
ansiedades sobre Ele, deixar que ele tome cuidado de você
e de tudo o que te preocupa e fixe a sua atenção em Jesus
Cristo, na sua Vontade, nos seus propósitos.
Quando fizermos isso, veremos que Deus vai
desembaraçar a situação que estava nos martirizando.

57
Fé, Unção e Poder

Muitos servos de Deus muito queridos deixam de manter


um contato com Deus profundo, abandonam a igreja,
deixam de fazer o discipulado por causa da ansiedade. Não
é isso que Deus quer. Pelo contrário. Ele deseja que você
e eu coloquemos tudo o que nos preocupa diante dEle para
que Ele possa trabalhar no nosso coração.
Precisamos notar que a ansiedade é a matéria prima da
depressão e essa é a doença do século. Se nós não
tratarmos a ansiedade isso pode crescer em nós a ponto
de nos deixar doentes.
A Voz do Espírito Santo
Finalmente, sem mais nenhuma voz estranha para interferir
no seu contato com Deus, você deve convidar o Espírito
Santo para falar com você da mesma forma que Samuel
convidou o Senhor para falar: “Fala Senhor, porque o teu
servo ouve” (1 Sm 3:10). Não há nada mais lindo do que
essa frase na vida de oração de uma pessoa. Na oração é
mais importante ouvir do que falar (Salmo 130:5). Por isso,
sente-se confortavelmente, separe papel, caneta e sua
Bíblia e feche os olhos para se concentrar naquilo que
Deus vai fazer. Fique em silêncio.
Satanás não está por perto, mas a voz do velho homem
ainda está dentro e latente. Se você não se concentrar em
Deus, suas preocupações e ansiedade voltarão e tomarão
a sua mente. Se isso acontecer, ore novamente calando a
voz do velho homem e volte a ficar em silêncio. Deus usará
todos os seus sentidos para se comunicar com você:
58
Fé, Unção e Poder

Olfato, Paladar, Visão, Audição e Tato. Além disso, Deus


falará diretamente na sua mente através do Espírito santo
que habita em você. Ele te lembrará de versículos bíblicos,
de canções, de estudos, de sermões. Deus poderá enviar
um anjo, te dar um sonho ou uma visão, ou mesmo falar
audivelmente como fez tantas vezes na Bíblia e na história
do seu povo.
Ouvir a voz de Deus é o ápice da vida cristã. Isso é mais
importante do que qualquer coisa que possamos pedir a
Deus ou mesmo realizar na vida. Pena que isso deixou de
ser o maior desejo do crente. A maioria passa tempo
ouvindo canções ou sermões que edificam muito, mas isso
nunca irá substituir o contato pessoal que uma pessoa
pode ter com o seu Criador.
Imagine você entrar na presença de Deus e ter a certeza
de que Ele está te ouvindo e, melhor ainda, que Ele está
falando diretamente com você sobre coisas que estão no
coração dEle. Ele vem revelar coisas que são maravilhosas
e que estão totalmente fora do alcance de satanás ou do
homem. Deus quer te levar para dar um passeio no céu e
bater um papo, falar de coisas que são interessantes para
Ele e mostrar coisas lindas que Ele está fazendo.
Muitas vezes, eu tive a experiência de ficar sabendo de
uma pessoa que estava do outro lado do mundo sofrendo
e eu pude orar por essa pessoa. Deus já me levou em
muitos lugares através da sua Palavra. Ele mostra
preocupação com crianças, animais, plantas, idosos,
enfim, Deus é tão carinhoso com as coisas que Ele tem o
59
Fé, Unção e Poder

maior desejo de compartilhar seus sentimentos com os


seus filhos. Ele também demonstra grande prazer em
revelar os sucessos de outros. Como um pai orgulhoso,
Deus compartilha sobre pessoas muito importantes que
estão fazendo a sua obra e fazem muito bem feito. Essas
características de Deus são facilmente vistas no livro de Jó.
No início, vemos Deus falando com satanás sobre a sua
alegria de ver Jó, um homem reto. No final do livro, Deus
aparece falando que se importa com cada centímetro da
criação, inclusive aquela que nós não vemos.
Ouvir a voz de Deus está longe de uma prática tipo
horóscopo. Não estamos procurando saber como será o
nosso dia, se vamos encontrar o amor da nossa vida ou se
o dia está propício para investir na bolsa de valores ou na
poupança. Não! Ouvir Deus tem muito mais a ver em
desenvolver um relacionamento seguro com Deus do que
essas coisas. É claro que um relacionamento seguro e
profundo com Deus nos prepara para toda boa obra.
Eu me sinto muito mais seguro sobre o meu dia quando eu
sei que estive na presença de Deus. Eu carrego essa
presença comigo o dia todo, eu vibro com o que Deus falou
comigo e me pego rindo à toa das coisas que Deus me
mostrou. É impressionante saber que as decisões que eu
tomo são baseadas na segurança de que eu filho de Deus.
Isso me deixa pronto para tudo o que Deus quiser fazer
comigo. Estou pronto também para as lutas, as tentações,
as provações, etc.

60
Fé, Unção e Poder

Ouvir a voz de Deus não é um antídoto para o sofrimento.


Eu não assumo uma capa de invisibilidade para o inimigo
ou fico com um campo de força que me protege de todas
as coisas. Pelo contrário, no mundo espiritual eu sei que
estou brilhando, assim como Moisés brilhava quando ele
descia do monte depois de falar com Deus. Mas isso me
prepara para a batalha, seja com um demônio que se
materializa na minha frente em um canto escuro da minha
casa, seja com um colega invejoso no meu trabalho, ou
uma pessoa que tenta atrapalhar o meu casamento, ou
mesmo quando minhas limitações me levam a usar a
minha mente de forma incorreta. Ouvir a voz de Deus é o
maior privilegio que um homem ou mulher pode ter.
Ouvir a voz de Deus é algo sério. Poucas pessoas
entendem o que está envolvido no processo de ouvir a voz
de Deus.
Para Deus, falar é a mesma coisa que criar. E Deus cria
não só objetos, mas ambientes, tempos, circunstâncias e
oportunidades. A Palavra de Deus, ao ser proferida, ela é
enviada com um propósito e todo o céu irá conspirar para
que esta Palavra seja cumprida. Isso é tão forte que Deus
mesmo declara que toda palavra que Ele profere é
cumprida, dentro daquilo para qual ela foi enviada. Em
outras palavras, a Palavra de Deus não muda.
Imagine, pessoas orando com afinco sobre o ouvir a voz de
Deus, mas sem conhecimento das implicações deste
exercício. Deus vai estabelecer o seu Conselho e vai emitir
a sua Palavra (Jer 23:18). Note no texto que a Palavra de
61
Fé, Unção e Poder

Deus é vista e ouvida. Nós não entendemos isso, porque


tudo o que está ligado à ‘palavra’ tem a ver com ouvir.
Podemos ler uma palavra, mas o texto dá a impressão de
algo vivo, dinâmico e em ação. Deus não está falando que
no seu Conselho a sua Palavra é lida. A sua Palavra emana
de dentro de si de tal forma que os que estão presentes
podem ouvir e ver esta Palavra. Ela tem forma, ela tem
corpo, ela é Jesus Cristo!
Quando nós nos colocamos na posição de ouvir a voz de
Deus, nós estamos convocando todo o corpo celeste para
um bate papo. E Deus atende a esse chamado, apesar de,
muitas vezes, nós não estarmos nem um pouco
interessados em ouvir a sua vontade. O que nós queremos,
mesmo é que Deus repita a nossa vontade através de uma
experiência religiosa, estática e sobrenatural.
Quando nós nos colocamos diante de Deus, nós não
estamos dispostos a deixar as nossas ansiedades no altar
de Deus. Pelo contrário, nós levamos essas ansiedades e
montamos a nossa própria agenda nos momentos que
temos com Deus. Não importa o que está na agenda de
Deus, o que importa é a minha dor, os meus planos, as
minhas dificuldades.
Mas, Deus vai passar por cima de tudo isso e quando você
entrar na sua presença, Ele vai emitir uma palavra que virá
carimbada com o seu nome. Isso me lembra muito um filme
estrelado por Tom Cruise chamado, Minority Report.

62
Fé, Unção e Poder

Nesse filme, videntes conseguiam antever o futuro e,


quando algum crime era premeditado um sistema de
computadores, extraía a visão dos videntes e registrava o
nome do futuro criminoso em uma bola parecida com bola
de sinuca. A partir daquele momento, os policiais tinham a
autoridade de ir até a casa daquela pessoa para prendê-la
mesmo sem ela ter cometido o suposto crime.
Eu creio que, embora não haja tantas similaridades entre o
filme e o que acontece no Conselho de Deus, Deus emite
uma Palavra e grava o seu nome nela. A partir daí os seus
ministros irão passar a trabalhar em função desta Palavra.
Isso é lindo, mas é de uma responsabilidade sem tamanho.
Imagine se você não estiver mesmo com esse interesse?
Quem sabe, tudo o que você queria é que Deus te
abençoasse no novo emprego, embora o que você está
hoje é muito bom e você tenha mais chance de ser
promovido, etc. Se essa é a verdade, então o processo Fé,
Unção e Poder vai te dar um susto.
Deus irá emitir uma Palavra a seu respeito e, com isso, os
inimigos da sua alma também irão trabalhar para que você
nunca entenda essa Palavra.
Por isso, a realização da Palavra de Deus pode vir
acompanhada de sofrimento. A nossa falta de atenção à
vontade de Deus e a falta de disposição de obedecer à
essa Palavra faz com que haja uma verdadeira batalha no
mundo espiritual para que essa Palavra chegue até você.
Isso aconteceu com Daniel.

63
Fé, Unção e Poder

E me disse: Daniel, homem muito amado,


entende as palavras que vou te dizer, e
levanta-te sobre os teus pés, porque a ti sou
enviado. E, falando ele comigo esta palavra,
levantei-me tremendo.
Então me disse: Não temas, Daniel, porque
desde o primeiro dia em que aplicaste o teu
coração a compreender e a humilhar-te
perante o teu Deus, são ouvidas as tuas
palavras; e eu vim por causa das tuas
palavras.
Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu
vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos
primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e
eu fiquei ali com os reis da Pérsia.

Agora vim, para fazer-te entender o que há


de acontecer ao teu povo nos derradeiros
dias; porque a visão é ainda para muitos
dias.
Daniel 10:11-14
Uma mensagem foi emitida para ele e o anjo que estava
encarregado de entregar a Palavra de Deus para Daniel foi
impedido por forças satânicas. Isso aconteceu por vários
dias. Na verdade, o anjo precisou da ajuda de um Arcanjo,
Miguel para que a Palavra de Deus chegasse à Daniel.

64
Fé, Unção e Poder

Ouvir a Deus não é brincadeira.


Hoje eu tive uma experiência muito interessante. Isso
nunca me aconteceu antes e eu creio que Deus esteja me
ativando na área de Palavras de Conhecimento.
Eu estava fazendo o meu TSD (Tempo à sós com Deus) e
ao final eu pedi que Deus falasse comigo, me preparando
para o dia. De repente eu comecei a sentir uma dor no olho
direito. A dor passou e senti logo depois uma dor de
cabeça. A dor passou e senti uma outra dor na boca. Logo
depois a dor passou e senti uma dor na perna direita. A dor
passou e senti uma dor na virilha. A dor passou e senti uma
dor no braço. A dor passou e não senti mais dor.
Fiquei sem saber o que pensar, porque eu já havia lido
sobre isso, mas não tinha experimentado nada assim. Orei
a Deus dizendo que eu estava entendendo aquilo como um
comunicado de que havia pessoas em algum lugar
sentindo dores nessas partes do corpo e que Ele estava
emitindo uma Palavra com o meu nome gravado para a
cura dessas pessoas. Isso, nós chamamos de Unção.
Eu louvei a Deus por isso, porque eu não precisava ficar
me preocupando com os meus problemas, assim como
essas pessoas não precisavam ficar preocupadas com as
suas dores. Deus estava me levando até o problema, de
forma que só dependeria de mim ativas essa cura, porque
a palavra já havia sido determinada. Como resultado, eu
publiquei nas minhas redes sociais sobre isso, à busca de
pessoas que precisavam de cura nessas áreas.
65
Fé, Unção e Poder

Segundo Randy Clark, um grande ministro na área de


curas, quando fazemos isso, nós ativamos a fé das
pessoas de maneira que elas podem se beneficiar desta
cura, mesmo que elas não tenham sido o objeto inicial da
intenção de Deus em curar. Ou seja, Deus pode ter
pensado em curar uma pessoa, mas a fé de alguém pode
pegar uma carona e isso gera glória ao nome de Deus. A
cura se torna exponencial e tudo porque Deus emitiu uma
palavra com o meu nome gravado nela.
Quanto mais eu entrar na presença de Deus e buscar
Palavras como esta, mais pessoas poderão ser curadas,
libertas e salvas. Pense nos casamentos que estão para se
desfazerem, pense nos adolescentes que estão
caminhando para as drogas, alpinistas que estão presos no
alto de uma montanha, em uma mulher que precisa de
cobertura porque o seu carro quebrou no meio da estrada
e a bateria do seu celular acabou.
Deus pensa nas mais variadas situações e quer emitir uma
Palavra com o seu nome gravado nela. Deus quer te usar
de maneira formidável e Ele fará de tudo para que isso
aconteça.
Você já teve a sensação se mudar de direção, de repente?
Isso já aconteceu comigo e quando isso acontece, pode ser
por duas razões, ou é um livramento de Deus ou é porque
alguém precisa de um livramento e você é o instrumento
que Deus quer usar para abençoar essa pessoa. Na
maioria das vezes você nem vai saber o que aconteceu,
pois uma combinação de fatores pode fazer com que algo
66
Fé, Unção e Poder

aconteça ou impedir que algo aconteça. Para o servo de


Deus que frequenta o Conselho de Deus, nada acontece
por acaso.
Depois, você pode registrar tudo o que Deus te falou em
um caderno e esperar por uma confirmação de Deus. Tudo
o que Deus fala Ele confirma, por isso, espere a
confirmação de Deus nos próximos dias. “Responda a
seguinte pergunta: qual é a unção de Deus para minha vida
hoje?” Deus vai abrir uma oportunidade para você servir
ao seu nome.

67
Fé, Unção e Poder

68
Fé, Unção e Poder

PODER – A ação de
Deus

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre


vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em
toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.

Atos 1:8

Para encerrar, você deverá buscar poder do alto para ser


testemunha de Cristo na terra (Atos 1:8). Veja, tudo o que
Deus quer de nós é que o mundo veja que fomos enviados
por Cristo (João 13:35). Quando as pessoas nos vêm
servindo a Deus em amor verdadeiro e profundo elas
precisam glorificar a Deus (Mt 5:16). Isso não tem
acontecido muito. Pelo contrário, hoje em dia as pessoas
criticam e zombam dos crentes.

69
Fé, Unção e Poder

Quando você vive em poder para realizar a unção de Deus


na sua vida as pessoas entenderão o seu trabalho da
mesma forma como eles entenderam o trabalho de Jesus
Cristo. Eles diziam que ele fazia tudo com autoridade! (Mt
7:29).
O ABRAÇO DE DEUS
Imagine Deus se aproximando de você, estende os braços
e te dá um abraço gostoso. Isso pode mudar a sua vida.
Há algum tempo atrás, em oração, o Espírito Santo me
revelou que Deus queria dar um abraço nas pessoas. A
revelação tinha duas partes.
Na primeira eu via pessoas reunidas, de mãos dadas,
rodeando um quarteirão, uma vizinhança inteira ou um
bairro inteiro. O número de pessoas ia aumentando
conforme eu via a visão.
Essas pessoas declaravam que estavam dando o Abraço
de Deus naquela comunidade e que quatro bênçãos
estavam sendo ministradas naquele lugar. Eu fiquei de
boca aberta quando eu vi o que Deus queria fazer porque
era uma tomada de território através de uma oração de fé.
Depois da oração, os servos de Deus saíam de porta em
porta avisando que o Abraço de Deus havia sido dado
naquela região, entregando um folheto convidando as
pessoas para tomar posse das quatro bênçãos em uma
reunião em uma igreja sem placa, um indicativo do Reino
de Deus.
70
Fé, Unção e Poder

Milhares de pessoas aceitavam o convite por verem a


mudança nas outras pessoas. Eu nunca vi algo tão
poderoso como o Abraço de Deus!
A segunda parte da visão está no conteúdo. As quatro
bênçãos revelam o coração de Pai de Deus sobre as dores
e sofrimentos humanos. E o melhor de tudo isso é que Ele
nos convida a sair pelas ruas, pelos bairros e cidades e
ministrar o Abraço de Deus para que uma grande benção
seja derramada e um grande avivamento seja iniciado.
1ª BÊNÇÃO: AUTORIDADE SOBRE OS DEMÔNIOS
Jesus, ao ensinar seus discípulos a fazerem a obra que ele
esperava, demonstrou autoridade sobre os demônios.
Muitas pessoas imaginam que as manifestações
demoníacas não são ocorrentes mais hoje e que quando
as pessoas se convertem os demônios saem
imediatamente. Infelizmente, isso não é verdade. O
processo de conversão de uma pessoa pode ter várias
etapas, inclusive uma quando uma pessoa vai à frente na
igreja demonstrando contrição e desejo de se entregar a
Jesus e outros momentos em que a pessoa terá que
entender melhor o que ela fez com estudos bíblicos e
oração de cura interior. Isso passa por confronto espiritual.
Além disso, o mundo espiritual é repleto de atores
espirituais (anjos e demônios). Estes estão em uma
atividade constante de luta e disputa por territórios e
pessoas. Nosso trabalho, como filhos de Deus, é intervir

71
Fé, Unção e Poder

nessa luta em favor do Reino de Deus e, para isso, Deus


coloca à nossa disposição o seu Poder.
Já tive encontros com demônios dentro da minha própria
casa e não foi nada legal. Contudo, a Palavra de Deus nos
ensina que aquele que está dentro de nós, ou seja, o
Espírito Santo, é maior e mais forte do que aquele que está
no mundo (1 João 4:4). Nós precisamos entender a
composição sobrenatural do nosso cotidiano. Não
precisamos ficar fissurados com isso ou tementes a isso.
Pelo contrário, precisamos abraçar uma causa vitoriosa
contra as potestades satânicas que tentam se infiltrar nas
famílias, nos estabelecimentos comerciais e de negócios,
na política e nas ruas mesmo. Nós, como povo de Deus,
precisamos identificar a ação satânica através do poder de
Deus para que pessoas sejam libertas de vícios, do engano
e da escravidão de pensamentos arcaicos e religiosos. Isso
pode estar bem dentro da nossa família ou até da nossa
igreja.
Há muito tempo atrás, eu ouvi uma frase que me marcou
muito. Alguém disse: “O nosso inimigo ficará muito
satisfeito quando o povo de Deus acreditar que ele não
existe”.
Isso é muito sério. Quando nós assumimos uma vida de
engano até a nossa verdade será alterada. Ora, se Jesus
combateu os demônios e nos instruiu, dando-nos
autoridade sobre eles, por que é que há muitos crentes
achando que o inimigo não existe? Se Jesus teve que
expulsar demônios, porque é que nós achamos que um
72
Fé, Unção e Poder

simples levantar de mão vai cancelar todos os pactos feitos


entre aquela pessoa e os mensageiros das trevas?
O que mais me assusta é a igreja não identificar a presença
das trevas em questões muito claras, como vícios e
comportamentos violentos. Satanás vibra com o
encarceramento de crentes que insistem em não ser
obedientes a Deus. A igreja tem perdido terreno por não se
envolver com o poder de Deus.
No Abraço de Deus, a Igreja retoma todo o terreno
usurpado por satanás.
2ª BÊNÇÃO: AUTORIDADE SOBRE AS DOENÇAS
É incrível ler os Evangelhos e ver como o ministério de cura
fazia parte da vida de Jesus. Esse não era o principal
motivo da sua vinda, mas Ele passou boa parte do seu
ministério terreno sensível às dores das pessoas ao seu
redor. Ao que tudo indica, o tempo de oração de Jesus o
fortalecia para executar exatamente a unção que Deus
tinha para Ele naquele dia e isso incluía expulsão de
demônios e curas de milhares de pessoas.
O que podemos concluir é que o ministério de Jesus não
pode ser dividido entre o que Ele ensinou e o que Ele fez.
Há algum tempo atrás, Deus me revelou o conceito de
Escola de Cristo no Evangelho de Mateus. Isso significa
que o texto de Mateus é uma compilação do curso básico
de Jesus para aqueles que levariam à frente a sua obra.
Isso não é uma revelação inédita, pois eu sei que outras
73
Fé, Unção e Poder

pessoas olham para o livro de Mateus da mesma forma,


mas eu cresci muito, e ainda estou crescendo, ao ler este
livro como vendo a maneira que Jesus usou para treinar os
seus discípulos, com formatura, TCC (Trabalho de
conclusão de curso) e tudo!
Tome o capítulo 10 de Mateus.
1 Tendo chamado os seus doze discípulos, deu-
lhes Jesus autoridade sobre espíritos imundos
para os expelir e para curar toda sorte de
doenças e enfermidades.
2 Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes:
primeiro, Simão, por sobrenome Pedro, e André,
seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu
irmão;
3 Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o
publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu;
4 Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, que foi
quem o traiu.
5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as
seguintes instruções: Não tomeis rumo aos
gentios, nem entreis em cidade de samaritanos;
6 mas, de preferência, procurai as ovelhas
perdidas da casa de Israel;
7 e, à medida que seguirdes, pregai que está
próximo o reino dos céus.
8 Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai
leprosos, expeli demônios; de graça recebestes,
de graça dai.

74
Fé, Unção e Poder

Neste texto, Jesus está encerrando um módulo do seu


ensino. Eles já tinham visto Jesus fazer muitos milagres e,
agora, era hora deles fazerem algumas coisas também.

Interessante ver que aqui é uma formatura, onde os doze


são formalmente apresentados e formalizados como
discípulos de Jesus. Agora, eles têm que começar a
trabalhar.
Note ainda que o conhecimento deles não era suficiente
para fazer qualquer coisa. Eles precisavam de algo que
Jesus somente poderia dar para eles: Autoridade!
Para terminar, vale olhar para o trabalho que eles iriam
fazer, em outras palavras, eles teriam autoridade sobre o
que?
1. No versículo 1 está claro que boa parte do trabalho
deles estaria envolvido com ações no sobrenatural:
expelir demônios e curar enfermidades.
2. No versículo 7, Jesus os instrui a pregar sobre a
presença do Reino de Deus, que também é um
conceito sobrenatural, ou seja, é o Reino da Luz
sobrepujando o reino das trevas. O pregar aqui não
tem nada a ver com fazer convites nas ruas para as
pessoas participarem de um show gospel ou ir
assistir um pregador famoso em uma conferência. É
algo que é visto na pessoa que está anunciando.
Ouvi isso uma vez do Apóstolo Ricardo Mariano

75
Fé, Unção e Poder

quando ele disse que se eu disse para alguém que


o Reino de Deus está próximo e a pessoa perguntar
onde, eu devo dizer: “Aqui!’, apontando para mim
mesmo!
3. Mas, é no versículo 8 que o canudo da formatura é
entregue para os discípulos. Jesus não somente
repete a ordenança anterior, mas inclui algo que
torna o trabalho extremamente mais desafiador:
ressuscitai mortos e purificai leprosos. Isso não
estava na lista original do versículo 1! É como se
você tivesse concluído uma revista de escola
dominical e o seu professor te dissesse: Vai agora e
cura as pessoas que estão com AIDS e Câncer!
Jesus elevou o grau de dificuldade ao máximo. O
que poderia ser mais difícil do que ressuscitar os
mortos? E o que seria mais desafiador que isso
naquela época? Purificar os leprosos. Esse, na
verdade seria pior que o primeiro. Na cultura
Judaica, tocar em um cadáver deixaria a pessoa
‘imunda’ até o final do dia. Mas ela poderia se
purificar e tudo certo. Mas com os leprosos, o caso
era muito pior. O risco que se corria de ir até onde
os leprosos ficavam era de contrair a doença e ter
que ficar excluído para sempre da sociedade. Você
faria isso?
Jesus, no livro de Mateus está ensinando de forma teórica
e prática os seus discípulos. Por isso, Ele monta alguns
eventos para certificar que eles estavam passando de um
módulo para outro. O que é interessante é que nem todos
76
Fé, Unção e Poder

fizeram todos os módulos na Escola de Cristo. Pedro,


Tiago e João foram agraciados com classes diferentes,
como a subida no monte da Transfiguração, a ressurreição
de Talita e o momento de oração de Jesus no Getsêmani.
A última Ceia é um outro momento de formatura. Jesus lava
os pés dos discípulos e compartilha de maneira diferente a
Páscoa, encerrando formalmente o curso, antes da última
lição, a cruz!
O livro vai permitir que os discípulos tenham um momento
de reflexão negativa. Depois da prisão de Cristo, parece
que tudo o que Ele fez foi por água abaixo. Pedro nega a
Jesus, os discípulos são dispersos e o medo se instala
sobre eles. Mas é curioso saber que Jesus ainda tinha uma
última palavra para eles: A Grande Comissão. Jesus não
os via mais como Discípulos, mas como Apóstolos. Eles
não estavam mais em uma escola, mas no trabalho que
levaria a vida toda para realizar. Nem mesmo Pedro ficou
de fora disso. A esperança estava restaurada.
Mateus 28
8 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a
autoridade me foi dada no céu e na terra.
19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações,
batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito
Santo;
20 ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho
ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à
consumação do século.

77
Fé, Unção e Poder

Aqui vemos Jesus retomando o assunto de Autoridade. Ele


simplesmente diz para eles fazerem com o mundo o que
Ele fez com Eles.
1. Fazer discípulos – Instituir a Escola de Cristo em
todo mundo.
a. Batizando – Estabelecendo o relacionamento
da pessoa dentro do contexto de Paternidade
(Pai), de Herança (Filho) e de Poder (Espírito
Santo).
b. Ensinando a obedecer – Criando o padrão de
uma nova vida.
Jesus deu a eles a sua presença contínua para que esse
trabalho pudesse ser feito sem erros. Infelizmente, muitas
pessoas estão entrando na igreja, sendo batizados,
desfrutando de cargos de proeminência e tomando
decisões importantes na igreja sem entenderem que há um
curso a ser estudado que encerra na conscientização de
que a vida do crente é fazer a vontade do Pai, assim como
foi a vida de Jesus.
Quando oramos no estilo Fé, Unção e Poder nós nos
colocamos diante de Deus para realizarmos a Sua vontade.
E quando Ele nos mostra a Unção que separou para nós,
Ele também nos dá Poder para completar essa obra de
maneira que gere gloria a Deus no coração das pessoas.

78
Fé, Unção e Poder

ATIVANDO O DOM DE CURAS


A Palavra de Deus nos encoraja a buscar os melhores dons
(1 Coríntios 12:31). Esse versículo dá margens para várias
interpretações, mas eu prefiro ficar com o que o texto diz e
extrair dele somente uma pergunta: Quais são os melhores
dons que eu devo buscar? O texto não diz isso em nenhum
lugar. Então devemos entender que é o tipo de coisa que
está aberta para o propósito de Deus em cada vida. Em
outras palavras, os melhores dons para você podem não
ser os melhores dons para mim. Isso vai depender do
propósito de Deus na nossa vida (Romanos 8:28).
Se eu quero saber quais são os melhores dons para mim,
eu devo ir conversar com Deus sobre os seus propósitos
para a minha vida. Contudo, eu tenho convicção de que,
dentro da Escola de Cristo, curar enfermos e expelir
demônios fazia parte do pacote dos que irão proclamar o
Reino de Deus.
Então, cremos que a autoridade já nos foi dada para expelir
demônios e para curar as enfermidades que estão ao
nosso redor. O que devemos fazer, então? Precisamos
ativar essa autoridade em nosso espírito.
Randy Clark ensina isso com destreza na Escola do
Sobrenatural e viaja o mundo todo transferindo essa unção
para pessoas desde os meados dos anos 90, quando ele
participou de uma conferência em Toronto, no Canadá e
experimentou um derramamento do Espírito Santo tão

79
Fé, Unção e Poder

poderoso que transformou a vida de milhares de pessoas


e, até hoje, continua transformando.
Ele era um pastor batista em uma pequena igreja dos
Estados Unidos e por dez anos pediu que Deus o usasse
no ministério de curas. Tudo começou 1984, quando um
servo de Deus, chamado Blaine Cook, orou por ele e ele
começou a ver algumas curas, mas nada muito impactante.
Ele decidiu buscar essa transferência em vários lugares e
finalmente, dez anos depois, ele recebeu a unção de levar
o poder a outras pessoas. Desde então, Deus tem feito
grandes milagres através de Randy.
Em 2015, o meu Discipulador e querido pai Pr. Alex
Figueiredo, de Taubaté, me disse que Randy Clark estaria
em São José dos Campos, bem na cidade onde moro e
decidimos ir em um dos cultos de ministração dos dons de
curar.
Eu estava muito ansioso para receber uma oração com
imposição e mãos do Randy, então eu fui até ele e pedi que
orasse por mim enquanto o culto acontecia na maior igreja
da nossa cidade. A minha facilidade de falar inglês e uma
cara-de-pau sem tamanho me possibilitou ir até ele e pedir
que orasse por mim porque eu não poderia ficar até o final
da reunião pois tinha que ir para o meu trabalho como
professor em uma escola particular.
Randy, muito simpático, olhou para mim e disse que não
poderia orar por mim, pois iria subir para pregar a qualquer
momento. Mas ele olhou para um amigo da sua equipe e
80
Fé, Unção e Poder

disse que ele poderia orar por mim. Eu disse, tudo bem. E
aconteceu. O amigo de Randy foi comigo até o lado de fora
da Igreja e impôs as mãos sobre mim e orou para que Deus
me desse o dom de palavras de Conhecimento.
Eu voltei para casa muito feliz, mas só depois é que eu
fiquei sabendo que o amigo que havia orado por mim era
chamado Blaine Cook! O mesmo Blaine Cook que havia
orado por Randy Clark em 1984 e deu início aquele
ministério tão poderoso! Em 2016 eu voltei na mesma
reunião e algo novo aconteceu. Eu havia mantido contato
com Randy Clark via e-mail e ele sabia que eu estaria na
reunião. Havia quase duas mil pessoas no salão! Mas eu
tinha o mesmo problema que no ano anterior.
Eu vi o Randy chegar, preparando-se para subir ao púlpito
e eu fui até ele e disse: ‘Randy, eu sou o Robson’. Ele olhou
para mim, sorriu e disse: ‘Assim que eu chamar para
oração venha para a frente e eu vou orar por você’. Eu
fiquei bem animado. Só que a pregação dele demorou
demais e eu tive que sair por causa do meu trabalho. Fiquei
muito desconcertado, mas não podia atrasar. Deixei um
discípulo meu no evento e fui embora. Mais tarde no
mesmo dia, meu discípulo, chamado Diogo, me mandou
um áudio pelo WhatsApp e quando eu ouvi era o Randy
orando por mim. Eu não entendi nada. O que aconteceu é
que ele começou a me chamar do púlpito e o meu discípulo
foi até ele dizendo que eu tive que sair. Ele então orou
assim mesmo e o Diogo gravou. Eu fiquei muito feliz porque
eu creio na transferência de unção e comecei a buscar
81
Fé, Unção e Poder

ainda mais o poder de Deus para curas e, desde então, eu


tenho visto coisas maravilhosas acontecendo.
Aparentemente, Deus permite que pessoas que têm
autoridade em uma área em particular podem passar essa
autoridade a outras pessoas. Nós vemos isso com Elias e
Eliseu (milagres – 2 Reis 2:9), por exemplo, Moisés e Josué
(Sabedoria – Deuteronômio 34:9) e, como vimos, Jesus e
seus discípulos.
Tenho aprendido que às vezes, Deus te dá uma unção
particular e o poder adequado, mas você pode expandir
essa unção para outras áreas (doenças) e Deus irá te dar
autoridade para isso também.
Eu tive uma experiência muito forte com perna e pé. Deus
me revelou algo nessa área e, de repente, eu vi várias
pessoas com problemas na perna ou no pé e eu tive que
oferecer oração para elas, mesmo sem conhecer. Foi
incrível.
Ao final deste livro eu registrarei uma oração de ativação
no dom de curas e você poderá recebe-la para começar a
caminhar pelo caminho do sobrenatural.

3ª BÊNÇÃO: MINISTRAÇÃO DE PAZ


Os maiores problemas na vida das pessoas são causados
por quebra nos relacionamentos. Milhões de pessoas
sofrem com a “síndrome da volta para casa”. Eles passam

82
Fé, Unção e Poder

o dia inteiro no trabalho, se divertem e se expressam da


forma que querem, mas quando voltam para casa, eles
encontram rejeição, gritaria, sarcasmo, desconfiança,
violência. Muitos casais vivem em estado de máscara para
não mostrar aos outros a realidade do seu casamento
quase terminado. Muitos líderes de igreja enfrentam
problemas de drogas com seus filhos e se há uma coisa
que pode nos fazer sentir miseráveis é a forma como as
pessoas de casa nos tratam.
Deus tem um interesse particular em abençoar as famílias
com paz.
Jesus Cristo, durante o seu último discurso para os seus
discípulos disse: “A minha paz vos dou” (João 14:27). E
essa declaração está dentro da promessa de que um terço
de tudo que é Deus, ou seja, o Espírito Santo, estaria sendo
enviado como o Consolador. Este é o que nos garante a
paz de espírito, de mente e nos transforma para viver uma
vida realmente de paz.
Nós vivemos em constante ansiedade, como vimos antes,
mas agora, como vencemos a nossa ansiedade, podemos
distribuí-la para as pessoas ao nosso redor para que elas
também experimentem um pouquinho do que Deus quer
fazer na vida delas.
Não há coisa melhor do que chegar em uma cidade ou uma
casa e declarar a paz de Cristo sobre ela. Foi isso mesmo
que Jesus nos orientou (Lucas 10:5-9).

83
Fé, Unção e Poder

O Abraço de Deus vem desfazer as obras satânicas que


focam em gerar discórdia, preconceito e segregação. A paz
ministrada por Jesus através do Abraço de Deus
transforma os relacionamentos, une casais, restaura a
amizade dentro do lar, reconstrói a confiança entre irmãos
e retira de dentro da casa das pessoas os abusos de
violência e sexuais. A paz de Deus é o sustentáculo de uma
sociedade sadia.
4ª BÊNÇÃO: DERRAMAMENTO DE PROSPERIDADE
A última bênção tem a ver com as necessidades básicas
do homem. Deus é generoso na sua natureza. Ele não se
importa se Ele dá muito para um ou para outro. Nada nunca
faltará para Deus, por isso, Ele se alegra em derramar
bênçãos financeiras sobre as pessoas.
Deus olha do alto e vê que nossas sociedades estão falidas
de moral e justiça. Não há interesse nos governos de
atentarem para as necessidades básicas das famílias e os
mais ricos usam do seu poder para oprimirem os mais
pobres. Isso já era assim desde o tempo de Moisés e de
Jesus.
Embora não haja um compromisso de Deus de acabar com
a pobreza, é evidente que Deus sente compaixão daqueles
que não têm o que comer, que sofrem para fechar as
contas no final do mês, comprar os livros para os filhos
estudarem na escola, entre outras coisas. É aqui que a
Igreja do Senhor passa a ter uma preponderância incrível
na vida de uma cidade.
84
Fé, Unção e Poder

Curiosamente, mesmo os mais poderosos servos de Deus


parecem querer manipular essa autoridade para fazer
crescer o seu reino. Não desejo criticar ninguém, mas
quero declarar que a forma de Deus agir é sempre
generosa, sempre honesta e sempre focada na glória do
seu nome. Nesse momento, o servo de Deus diz como
João: “importa que Ele cresça e eu diminua” (João 3:30).
A prosperidade é algo visto de várias maneiras na Bíblia e
Deus não tem problemas de abençoar o que trabalho duro
para conseguir suas riquezas. Deus não se importa se uma
pessoa economiza por anos e depois compra a sua casa.
Deus não condena ninguém que multiplica os seus ganhos,
almeja promoções no trabalho e estuda mais para ter
melhores oportunidades financeiras na vida. Na verdade,
Deus espera que os seus servos busquem melhorar na
vida para revelar o cuidado de Deus nos seus caminhos.
Contudo, as incertezas e injustiças da vida fazem com que
as pessoas se enredem em dificuldades que não podem
mais sair. Além disso, o homem tem a possibilidade de
cometer erros na juventude que irá colocá-lo em uma
situação de dependência financeira por muito tempo.
Tudo isso está no coração de Deus. Nós não podemos
julgar as pessoas nem somos chamados para sanar os
problemas financeiros das pessoas. Tudo o que Deus quer
fazer é que nós nos apresentemos como instrumentos de
uma bênção para as pessoas. O resto é Deus quem vai
fazer.

85
Fé, Unção e Poder

RESUMINDO O ABRAÇO DE DEUS


Libertação – Problemas com vícios (drogas, álcool,
compulsões para compras e alimentos, etc.). Problemas
de origem satânica, de amarração ou trabalhos das trevas.
Deus quer libertar a sua família.
Saúde – Doenças de todo tipo, independente da
complicação ou seriedade. Deus quer sarar a sua vida.
Paz - Problemas de relacionamentos, desentendimentos
entre pais e filhos, casamentos em declínio, falta de perdão
entre amigos e parentes. Deus quer trazer paz para os seus
relacionamentos.
Prosperidade – Falta de oportunidades de emprego,
desentendimento no trabalho, bens consumidos ou
roubados. Deus quer te abençoar com uma mente
próspera.

ACESSO A SALA DO TESOURO DE DEUS


Poder é algo instrumental. Assim como dinheiro é uma
forma de poder, a autoridade espiritual é algo que te
capacita a realizar algo. Não estamos falando somente de
energia, mas de instrumentos importantes que te levarão à
vitória no seu dia a dia. Deus tem um arsenal poderoso que
nos capacita a cada dia para cada tarefa que nos é dada.
O que é importante é ter ciência de que essa autoridade

86
Fé, Unção e Poder

está na Sala do Tesouro de Deus e, como filhos, nós temos


acesso a ela.
O sangue de Jesus Cristo, que nos limpa de todos os
pecados, nos permite entrar em todas as áreas do Reino
de Deus. Quando entramos na presença do Senhor, somos
convidados a cear com Ele (Apocalipse 3:20), a aprender
dEle (Isaías 48:17), sermos treinados por Ele (Salmo
18:34). Estar na presença de Deus é algo maravilhoso e
não tem muito a ver com ficar tocando harpa. O céu é um
lugar dinâmico e intenso. Por isso, o próprio Deus tem
interesse em nos capacitar a lutar contra as forças das
trevas.
Para isso, precisamos entrar na Sala do Tesouro e fazer
uso de tudo o que está ali para realizarmos a obra de Deus.
Na Sala do Tesouro você vai encontrar dons diversos,
sabedoria, paciência, força emocional, recursos de gestão,
recursos financeiros, acesso a pessoas importantes e
muito mais. Você começa a entender o que é fazer uma
visita na Sala do Tesouro quando você entender duas
coisas:
1. Você tem um propósito – Mesmo sem merecer,
Deus decidiu gerar um propósito na sua vida e isso
vai gerar uma série de benefícios que são colocados
à sua disposição.
2. O sangue de Jesus te dá acesso a tudo isso –
Mesmo sem merecer, Deus decidiu enviar o seu
Filho para morrer na cruz por você para que esse
sangue pudesse abrir todas as portas do céu para
87
Fé, Unção e Poder

os filhos. É algo acima do comum para quem nunca


recebeu o Espírito Santo.
Eu fico me perguntando como a sua vida vai mudar a partir
do momento em que você passar a visitar a Sala do
Tesouro de Deus a cada dia, depois de fortalecer a sua Fé,
se consagrar calando a voz de satanás e a voz do seu
homem interior e ouvir a Voz do Espírito Santo te dando
uma Unção específica para este dia, te mostrando
aspectos de Deus que você nunca achou que existia e te
confiando uma palavra que tem nela inscrita o seu nome.
Agora, o sobrenatural vai se tornar algo natural para você.
A AUTORIDADE DE DEUS NO SEU DIA A DIA
Peça essa autoridade a Deus para a sua agenda diária,
para aquela reunião de pais e mestres, para fazer o
almoço, para servir melhor os seus filhos, a sua esposa, o
seu esposo, para concluir aquele trabalho de faculdade,
para tomar decisões importantes no seu trabalho. Muitas
vezes, Deus te mostra a unção, mas não te diz onde ela vai
ser realizada, por isso, você precisa se encher de poder
para que você possa usá-lo no momento certo. E isso vai
glorificar a Deus!
O melhor de tudo isso é que essa oração vai te ajudar a
colocar em prática tudo aquilo que foi visto nos capítulos
anteriores, pois, não há nada melhor do que encerrar esse
período de oração agradecendo a Deus pela sua
maravilhosa presença.

88
Fé, Unção e Poder

89
Fé, Unção e Poder

UM PASSEIO NO CÉU

Agora eu gostaria de pegar você pela mão e te ajudar a


fazer um passeio no céu. Você irá trabalhar com a sua
mente, imaginando o que você lê. Faça isso quantas vezes
forem necessárias até você conseguir fazer isso por si só.
Eu acho que isso é um ótimo exercício para me posicionar
diante de Deus e estar preparado para o dia que irá
começar.


Eu estou sentado na minha sala, são 06h30 da manhã e
tudo está bem quieto. Eu me vejo caminhando ao lado de
fora e tudo o que eu vejo é um muro grande com portões
fechados. Eu me aproximo dos portões e eles se abrem
automaticamente. Eu continuo caminhando e começo a
louvar a Deus. Olho ao meu redor vejo cenas de
acontecimentos bíblicos como a luta de Davi contra Golias,
provo o maná que cai do céu e me assento com Daniel na
cova dos leões à espera do anjo de Deus. Eu vejo Jesus
andando sobre o mar e o espanto dos discípulos e como
um pedaço do pão que acabara de ser multiplicado pelo
nosso Senhor. Além disso, eu ouço Paulo cantando
90
Fé, Unção e Poder

louvores a Deus com Silas no meio da noite em uma prisão


suja e sombria no momento em que o anjo de Deus causa
um terremoto e muda a história de um homem.

Tudo isso me mostra o quanto Deus é maravilhoso e


tremendo e quanto Ele tem desejo de nos usar na
manifestação do seu poder. Minha fé começa a ser
aquecida e eu sorrio sabendo que Deus pode todas as
coisas. Os problemas do dia que está iniciando não serão
dificuldades para Deus. O meu Pai PODE todas as coisas.
Aleluia. Aqui eu louvo a Deus.

UNÇÃO
Eu continuo andando e vejo o palácio real. Eu passo pelos
Átrios e sigo em frente na direção de um Portal guardado
por Anjos gigantescos. Esta é a entrada da Coorte Real. Do
outro lado deste portal está o Trono do Ancião de Dias, do
Grande Rei, do Senhor dos Exércitos. Eu me apresento
diante deles e suas espadas de fogo me fecham o
caminho. Em uma está escrito ‘Justiça’, na outra está
escrito ‘Honra’. Eles olham para mim sem piedade, sua
expressão me mostra que estes não podem ser
comprados, não podem me permitir entrar. Eu me dou
conta de que não há nada em mim que possa mudar essa
situação. É quando eu estendo as minhas mãos e mostro
o sangue do cordeiro. Eles olham para mim sem mudar sua
expressão e recolhem suas espadas.

As portas se abrem e eu começo a caminhar no lugar que


eu nunca imaginei que poderia estar. Nunca pensei que

91
Fé, Unção e Poder

orar pudesse ser assim, mas aqui estou eu, diante do


grande Rei. O Salão é enorme. Seres celestes voam ao
redor do Trono e outros milhares atendem ao Rei. Há um
louvor contínuo e um som de águas que jorram de dentro
do Trono. Luz, Fogo e Trovão são ingredientes apropriados
para este lugar. Todos estão marcados pelo Cordeiro e há
idiomas que eu nunca ouvi na minha vida. Sons e cores
totalmente desconhecidos são comuns para estes
habitantes do trono.

Descobri que há muitas outras leis que regem o universo e


que a nossa ciência é superficial diante da sabedoria que
há no céu. O mais inteligente ser humano não conseguiria
resolver a mais simples equação gerada no céu. Alguém
demonstra fórmulas iniciais da gravidade, do buraco negro
e da formação dos ventos. Tudo ali é uma celebração ao
que se assenta no Trono. Ele emite a sua Palavra que
saem como raios codificados com cores para pessoas
específicas.

Neste momento eu noto que sou notado. As atividades do


céu são mudadas pela presença de um ser humano. Há um
desequilíbrio e todos se voltam para mim e me olham como
se eu fosse um estranho. Eu me sinto nu e transparente.
Não há nada que eles não possam ver em mim. Meus
pensamentos, meu passado, meus desejos, estão todos
abertos como se fosse um livro. Alí não há pecado, só
pureza. Eles não entendem a minha propensão ao mal.
Eles não conseguem ver por que eu não adoro ao Pai, não
sirvo com mais avidez, não amo com todo o meu coração.

92
Fé, Unção e Poder

Eu me dou conta de que sou um estranho no ninho. Nunca


pensei que iria me sentir assim chegando no céu.

Mas eu entendo. Minha conversão não me garante uma


pureza contínua. Eu permaneço pecando e isso eu devo
resolver antes que os olhos do Pai se voltem para mim. E
isso vai acontecer logo. Eu não posso entrar na presença
de Deus culpado de pecado.

Eu passo a confessar. Freneticamente, eu vasculho a


minha memória em busca de algo que tenha feito, pensado
ou falado que possa ter entristecido ao Espírito Santo e
ofendido o meu Deus. Descubro que não tenho ainda sido
fiel com os meus dízimos. Imaginei a cena de Deus me
chamando para entrar na sua presença e ao invés de dizer
o meu nome, Ele me chama de ladrão, assim como ele
chamou o povo de Deus em Malaquias 3:10. Eu não quero
ser chamado de ladrão no momento em que eu entro na
presença de Deus. Rapidamente, eu confesso meu pecado
e decido ser fiel. Faço isso em outras áreas e descubro que
há algo que está se repetindo na minha vida. Não achava
que isso fosse tão relevante assim, mas sinto um pavor
destrutivo e quase consigo ouvir a voz do acusador me
chamando de infiel, de indesejado, de pecador. Ao pedir
perdão por isso, eu, imediatamente decido levar esse
assunto para o meu discipulador e tratar definitivamente
para ser curado.

Os olhos de Deus estão se voltando para mim. Os seus


anciãos focam em mim e a sua santidade é tão grande que
eu sinto que há áreas que eu não consegui confessar. Um

93
Fé, Unção e Poder

pavor tremendo enche a minha vida. Eu sei que a ira de


Deus virá sobre toda forma de pecado e eu estou no céu,
na frente dele e um simples olhar poderá me fulminar para
todo sempre. Eu reconheço que não mereço estar na
presença dele, os seus olhos continuam vindo na minha
direção, eu me ajoelho e me prostro diante dEle e da sua
inevitável sentença. Ninguém pode me livrar nas mãos do
Poderoso Deus e, suando, eu continuo tentando buscar
pecados para serem confessados.

E quando eu imagino que tudo irá passar, o meu desespero


aumenta ao ver todos os meus pecados diante de mim,
como que grudados no meu corpo e nada posso fazer. Eu
havia confessado, mas eles continuavam ali, eu havia
decidido não fazer mais, mas eles continuavam ali e os
olhos de Deus continuavam se direcionando para mim. O
meu fim era certo. Eu só queria fazer uma oração. Eu só
queria experimentar algo novo e pedir algo para Deus. Eu
não sabia que entrar na sua presença poderia me levar ao
ponto de morrer eternamente, de ser expulso da Presença
do Altíssimo em vergonha e dor.

Ofegante, eu sinto meu coração batendo forte à espera do


pior. É quando eu sinto algo caindo sobre mim. Parecia um
líquido, mas eu poderia jurar que é um bálsamo e quando
eu olho para as minhas mãos eu venho o sangue carmesim
de Jesus sendo derramado sobre mim e retirando todo o
meu pecado. Eu estou limpo e a dor e sentimento de
rejeição são levantados de sobre mim e, finalmente, os
olhos de Deus pairam sobre mim. É quando eu ouço a sua
voz pela primeira vez na minha vida. Foi o som mais lindo

94
Fé, Unção e Poder

que eu já ouvi. Flores lindas foram criadas ao meu redor


quando meu nome foi pronunciado pelo Senhor dos
Senhores e, ao elevar o seu cetro fui encorajado por um
dos atendentes do Rei a me levantar. Eu não sabia o que
fazer diante dEle. Eu fui recebido na Presença de Deus.

Seus atendentes se aproximam de mim e começam a


retirar toda a carga que estava sobre mim. Ansiedades
profundas de dentro do meu coração começaram a jorrar
diante do Pai e tudo era recolhido pelos anjos atendentes
e lançados numa fogueira enorme diante do trono. A
fumaça que subia chegava às narinas de Deus e a cada
vez que isso acontecia eu me sentia mais leve, menos
preocupado e mais confiante no amor de Deus e seu
cuidado por mim. Falei com Ele sobre as pessoas que amo,
falei sobre o meu trabalho, falei sobre o meu ministério. O
que saia da minha boca não era o meu idioma, era algo
diferente, mas eu sabia que era totalmente inteligível aos
que me atendiam. Era como se o Espírito Santo falasse em
meu lugar. Me senti como uma criança recebendo um
banho de uma mãe carinhosa, mas severa.

Como eu pude carregar todo esse peso na minha vida,


sabendo que Ele cuida de mim, que Ele já sabe do que eu
preciso e que Ele tem pensamentos mais altos do que os
meus pensamentos. Chorei de alegria ao saber que tudo
agora estava sob seus cuidados. Minha vida estava
mudando e eu estava gostando. Louvei o Seu nome. Me
senti pronto para me prostrar novamente na presença do
meu Pai.

95
Fé, Unção e Poder

Agora eu recebo novas roupas. Estou vestido como um


príncipe e canto junto com os anjos louvores ao grande Rei.
Ele me chama com a sua magnificente voz e o seu
Conselho se assenta diante dEle. Eu entendo agora que
Ele quer falar ou criar, o que para Ele é a mesma coisa.
Vejo que há um lugar para mim no centro do círculo. Eu sou
direcionado por um anjo com olhos de raios e uma voz de
trovão. Eu me apresento diante do Conselho de Deus e me
prostro de boca no chão de pedras preciosas. Agora eu me
calo. Não penso em nada, não falo nada, não canto nada.
Agora é o momento mais reverente de todos. O santíssimo
irá falar. Algo novo será criado e todo o seu Conselho está
ali para testemunhar um ato de criação. Eu, como filho,
simplesmente espero.

Posso ficar a eternidade inteira à espera de Deus, isso não


importa. Estou na presença dEle, não tenho culpas e sou
identificado como Filho por causa do Sangue do Cordeiro.
Mas Ele decide falar. Raios saem da sua boca e começam
a voar por todo o salão gigantesco. Os atendentes do salão
se dobram quando isso acontece como em um ato de
profundo respeito e adoração. Algo novo irá acontecer no
mundo dos humanos. “Deus falou! Deus falou!” Eles gritam.

Eu sou encorajado a levantar a minha cabeça para ver


melhor o espetáculo que os raios produzem. Um sem-
número de cores e luzes irradiam para todos os cantos e
começam a diminuir de velocidade quando estão pairando
sobre a minha cabeça. Eu vejo imagens, pessoas, ouço
sons e identifico o meu nome escrito nos raios. Ali está o
desejo de Deus para a minha vida. O sonho do Senhor que

96
Fé, Unção e Poder

levará muitas pessoas a glorificarem o seu Nome está


compreendido naqueles raios e eles chegam até a mim em
forma de visões. Eu vejo bênçãos, lutas e curas. Algo lindo
demais para ser feito pelos homens. Eu vi e ouvi a Palavra
de Deus.

De repente o Conselho começa a se levantar. Cada um dos


anciãos caminha para trás sem virar as costas para o
Altíssimo. Eu me sinto esgotado. Minhas forças se foram e
somente consigo ficar agarrado aos raios que parecem
fazer parte da minha vida agora. Com um olhar de
compaixão, o Senhor dos Céus comanda a um dos anjos a
me levar para um outro compartimento celeste. Eu quase
não consigo andar. Tento falar algo como um
agradecimento, mas nada sai. Somente um bater mais
forte do meu coração, que parece ter sido notado pelo Pai,
consegue retirar um sorriso dEle. Eu me retiro com a ajuda
do anjo e o sonoro cântico dos milhares de atendentes
volta a ressoar por todo salão.

Eu não sei para onde estou indo. Tudo é muito lindo e


complicado demais para qualquer artista ou arquiteto ou
mesmo um engenheiro entender. As coisas aqui são
confusas para os olhos humanos, não há o que está em
cima ou em baixo há outras dimensões que geram um
emaranhado de cursos e direções e, confesso, isso me
deixou mais enjoado ainda. Mas, paramos em frente de
uma grande mesa e, como que por milagre, meus olhos
começaram a se acostumar com a estranheza das
dimensões.

97
Fé, Unção e Poder

Eu consegui identificar a mesa e o que parecia estar sobre


ela. Eram manjares celestes. Centenas deles que me
mostravam a abundância do céu. Ali, nada falta, nada é
escasso, nada é sujo ou desarrumado. O anjo, que ainda
segurava a minha mão, agora me chamava para comer. Ele
dizia em um idioma desconhecido, embora eu conseguisse
entender tudo perfeitamente, que eu podia me fartar, pois
tudo aquilo foi preparado para mim.

Eu obedeci ao anjo e me alimentei. Conforme ia comendo


notei que o gosto era diferente em cada mordida. Vi que
havia letras dentro do alimento e entendi que era partes da
Bíblia. Como aquilo era delicioso. Eu comi com vontade me
fartei dela. Minhas forças retornaram e as cores voltaram a
brilhar mais intensamente. O anjo, ao ver que eu estava
pronto com a comida. Me conduziu por um longo corredor.
Eu caminhei com vontade, parecia que estava correndo ou
mesmo voando, não sei. Me vi do lado de fora novamente
e passamos por montanhas lindas e lagos magníficos. Meu
coração batia forte e nascia em mim um desejo de ficar
vislumbrando as belezas do céu para sempre. Desejei ser
um viajante eterno que nunca mais iria voltar para a Terra.

PODER
De repente, um grande complexo de construções
gigantescas surgiu diante de mim. O anjo parou em frente
a uma porta de se afastou de mim dizendo que somente eu
poderia entrar. Eu entendi. Olhei para a porta e vi que havia
uma marca de palma de uma mão. Eu coloquei minha mão
ali e o sangue do cordeiro escorreu mais uma vez. As

98
Fé, Unção e Poder

portas se abriram e, pela primeira vez na minha vida, eu


me dei conta de que estava entrando na Sala do Tesouro
de Deus!

Eu não estava preparado para isso. Olhei para trás olhando


para o anjo e ele simplesmente sorria. Logo a seguir, ele
alçou voo e me deixou ali, diante do lugar onde todas as
riquezas do universo são guardadas.

Ao entrar, um atendente me recebe com um sorriso e pede


para mostrar a Palavra criada em meu favor. Eu mostro os
raios para ele e ele me entrega um pergaminho com
algumas inscrições. Ele me diz que há certas coisas que
eu preciso pegar para realizar a obra. Para isso, ele me
leva a uma área onde há outros seres, anjos, coletando
instrumentos e ferramentas para obras divinas. Eu me uno
a eles e recebo autoridade sobre curas e demônios. Estava
bem ali à minha frente. Eu fui passando e vi coisas que
nunca soube que existia. Todo o tesouro do mundo. Tudo
com inscrições do nome do Cordeiro, do Pai e do Espírito
Santo. Eu estava em êxtase.

Quando já estava com as mãos cheias de Autoridade. O


anjo que me atendia me disse que havia uma área restrita
e que só os filhos podiam entrar. Era fechada para os anjos
e outros seres do céu. Eu não entendi. Ele me explicou
melhor, dizendo que tudo o que é do Pai é dos filhos. Mas
nem tudo o que é do Pai é dos anjos. Estes servem ao Pai
e aos seus filhos. Portanto, eu tinha a liberdade de entrar
na área restrita e pegar qualquer coisa que eu desejasse.
Desde dons, força, recursos financeiros, sabedoria. Tudo!

99
Fé, Unção e Poder

Independente da missão para aquele dia. O Pai havia


liberado todas as bênçãos para mim, tudo porque Jesus
morreu pelos meus pecados e me deu o poder de ser feito
filho de Deus. Eu fui até lá, mas não vou te dizer o que eu
peguei. Saí muito feliz.

Ao deixar a Sala do Tesouro, eu fui levado novamente para


o salão central. Ali eu me deparei com uma cena
maravilhosa. O Cordeiro estava no centro de uma reunião
de adoração. Todos celebravam a vitória do Cordeiro e eu
me uni a eles celebrando e cantando louvores àquele que
morreu e ressuscitou. Fiquei por horas celebrando o Filho
e me sentia parte de tudo o que estava acontecendo ali.
Não queria voltar. Mas, de repente, senti um toque no meu
ombro.

Quando me virei, vi um anjo sorridente e com uma feição


muito bela que me dizia: “Está na hora”. Eu entendi que
precisava voltar. Por um momento eu me lembrei de Pedro
no monte da Transfiguração, que desejou ficar no monte na
presença de Deus. Mas é hora de ir. Meu coração se parte
e eu desejo essa intimidade. Finalmente, eu encontrei o
lugar onde minha identidade como filho não é questionada,
onde eu não tenho a presença de satanás me acusando e
onde tudo é beleza e perfeição. O céu é muito melhor do
que qualquer outro lugar na Terra. Mas eu tenho uma
missão, um propósito para este dia. Eu me despeço dos
meus atendentes e do meu Pai. Reverentemente, eu deixo
a sua presença. No seu olhar eu via um convite para o
próximo encontro e a honra de ser filho do Altíssimo é
transbordante. Eu sei quem eu sou.

100
Fé, Unção e Poder

Agora, eu deixo para trás os dois anjos com espadas de


fogo, caminho passando pelos Átrios e chego até o grande
portão, passando dalí, eu estou de volta no meu mundo, no
mundo de sofrimentos, no mundo se pecado e de dor. Mas
eu carrego comigo uma identidade e um propósito. Eu filho
com uma missão. Vou cumpri-la e pessoas irão
testemunhar que um filho de Deus esteve entre eles e o
resultado será glória a Deus.

Agora eu termino o meu TSD e entendo o que Fé, Unção e


Poder significam. Um me leva para o Pai, o outro para o
Filho e o último para o Espírito Santo. Que dia será este?!

101
Fé, Unção e Poder

102
Fé, Unção e Poder

CONCLUSÃO

O caminho não foi tão longo assim. Um livro curto, uma


mensagem simples e um alvo sem pretensões absurdas.
Tudo o que foi escrito vem de uma experiência com Deus
e o desejo de compartilhar algo que pode levar algumas
pessoas a experimentarem algo maior e mais profundo
com o sobrenatural de Deus.
Passear no céu pode ser algo mais frequente na sua vida.
Talvez, essa era a intenção inicial de Deus ao se encontrar
a cada dia com Adão e Eva ainda no Jardim do Éden.
Eu sei que há muitas barreiras e o nosso tempo fica a cada
dia mais escasso, mas se entendermos que tudo começa
com um passeio no céu com Deus podemos olhar para o
mundo de uma forma diferente. Podemos começar a
acreditar que Deus pode mudar uma situação no nosso
trabalho, que Ele pode renovar o nosso casamento, que
Ele pode dar direção para os nossos filhos.
103
Fé, Unção e Poder

Nossa vida, mesmo como cristão, pode ser inundada de


preceitos humanos e tudo o que Deus quer é que tenhamos
contato com Ele acima de todas as coisas. Confiar nEle
pode se tornar algo mais fácil e prazeroso para aquele que
encontra no seu dia a dia um momento para estar à sós
com Deus. Não há culpa, não há confronto, não há
pressão. Tudo o que está escrito neste livro foi com o intuito
de dizer: se Deus fez isso com uma pessoa simples, que
cresceu em uma das favelas do Rio de Janeiro e que hoje
passeia no céu, Ele pode fazer com qualquer pessoa.
Nós terminamos esse livro esperando que o seu alvo tenha
sido alcançado e que você já esteja colhendo frutos do
processo Fé, Unção e Poder. Já consigo ver pessoas
sendo curadas, outras tantas sendo libertas e milhares se
convertendo porque você decidiu passear no céu com
Deus.
Imagine o que pode acontecer daqui para frente. Lembre-
se que Deus sempre irá te chamar para caminhar com Ele.
Lembre-se de Pedro andando sobre as águas ou João
caminhando à beira mar, ou ainda Paulo a caminho para
Damasco. Cada um tem a sua carreira, o seu caminho, a
sua história.
Comece a escrever a sua história com Deus, registre o que
Ele te revela, compartilhe o que Ele te ensina e testemunhe
do que Ele faz através de você. Não importa a sua idade.
Deus está levantando um grupo de pessoas dispostas a
trazerem o Céu a Terra. Você pode ser uma delas.

104
Fé, Unção e Poder

Que Deus abençoe o seu ministério, a sua família, o seu


trabalho. Que as cinco áreas da sua vida sejam
profundamente impactadas pelo exercício de Fé, Unção e
Poder e que você possa experimentar uma benção sem
medida nesses próximos dias para, enfim, poder sair pelas
ruas e dar o Abraço de Deus em quem você encontrar.

105