Sei sulla pagina 1di 6

GRAMÁTICA:

Assunto: Fonologia e Ortografia Oficial:

O emprego de acento na palavra “memória” (l.19) pode ser justificado por duas
regras de acentuação distintas.

Exatamente segundo Fernando Pestana Pág. 27 toda paroxítona terminada em


ditongo pode ser também conhecida como sendo uma proparoxítona eventual, relativa ou
acidental. Portanto existem duas variações (regras) para as paroxítonas terminadas em
ditongo e que muita gente boa não sabe! Podem ser paroxítonas quanto proparoxítonas!
ME-MÓ-RIA = PAROXÍTONA TERMINADA EM DITONGO CRESCENTE.
ME-MÓ-RI-A = PROPAROXÍTONA EVENTUAL OU APARENTE - HIATO

Os vocábulos “qualidade”, “perspectiva”, “essas”, “conjunto” e “chamada”


contêm grupos de duas letras que representam um só fonema, constituindo o que
se denomina dígrafo ou digrama.

Dígrafo: "grupos de duas letras que representam um só fonema".

Encontro consonantal: É a sequência de duas ou mais consoantes numa palavra, sem a


existência de uma vogal intermediária.

A ausência de acento agudo em “ideias” ( .10) está em conformidade com as


regras ortográficas vigentes.

De acordo com o novo acordo ortográfico, some o acento dos ditongos abertos éi e ói das
palavras paroxítonas (as que têm a penúltima sílaba mais forte).

Emprego do Hífen:

Nos compostos com os advérbios “bem” e “mal”, quando estes formam com o elemento
que se lhes segue uma unidade sintagmática e semântica, e tal elemento começa por vogal
ou “h”. Exemplo: bem-aventurado, bem-estar, mal-afortunado, mal-humorado.

Translineações – Corresponde a passagem de uma linha para outra nos textos escritos,
quando o fenômeno de separação de um vocábulo ao final de uma linha fica mais
evidente-, convém ficar atento às seguintes orientações:
a) Não se deve deixar a vogal solta nem na linha antecedente, nem na linha
consequente.
b) Deve-se evitar a separação de vocábulos dissílabos do tipo: “aí, caí, saí, lua, rua”,
em que uma das sílabas é formada apenas por vogal.
c) Nas translineações de uma palavra composta ou de uma combinação de palavras
em que há um hífen, ou mais, se a partição coincide com o final de um dos
elementos ou membros, deve, por clareza gráfica, repetir-se o hífen no início da
linha imediata.

Nas palavras compostas por justaposição (na composição por justaposição ocorre a
junção de duas ou mais palavras ou radicais, sem que haja alteração desses elementos
formadores, ou seja, mantêm a mesma ortografia e acentuação que tinham antes da
composição, havendo apenas alteração do significado) que não contêm formas de ligação
e cujos elementos constituem uma unidade sintagmática e semântica única e mantêm
acento próprio. Exemplo: ano-luz.

Nas formações com os prefixos “ex, pós, pré, pró, sota, soto, vice, vizo”, isto é, esses
prefixos sempre serão usados com hífen. Exemplo: pré-vestibular, vice-versa...

Ultrassom- Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento
começa por r ou s. Nesse caso, duplicam-se essas letras.

Super-resistente: Quando o prefixo termina por consoante, usa-se o hífen se o segundo


elemento começar pela mesma consoante.

Supersônico; (Quando o prefixo termina por consoante,não usa hífen,quando as


consoantes não são iguais.

Sub-região: prefixo sub, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por r.

Não usa hífen - Vogais diferentes:

Semiabertas Infraestrutura. não se usa mais o hífen quando o prefixo termina em vogal
diferente da vogal com que se inicia a segunda palavra/elemento.

Vogais iguais-Usa hífen:

Quando o prefixo terminar com a mesma vogal com que o segundo elemento/palavra
começa, sempre se utiliza o hífen. Micro-ônibus Anti-inflamatório:o prefixo “anti”
termina com a mesmo vogal que a palavra “inflamatório” começa, ou seja, a vogal I.
Quando isso acontece, sempre devemos utilizar o hífen.

1. vice/ ex/ aquém/ recém / bem/além: com hífen: recém-aprovado


2. substantivo + substantivo: com hífen: matéria-prima .
3. palavras compostas unidas por elemento de conexão (preposição/conjunção) : sem
hífen:mão de obra.

obs: no tópico 3 é só lembrar que se tem um elemento de conexão não há necessidade do


hífen.

Na ênclise, os pronomes oblíquos átonos o, a, os, as assumem as formas lo, la, los, las
quando estão ligados a verbos terminados em r, s ou z. Nesse caso, o verbo perde sua
última letra e a nova forma deverá ser re-acentuada de acordo com as regras de acentuação
da língua. Por exemplo:

"tirar-a" torna-se "tirá-la";

"faz-os" torna-se "fá-los"

"Vou comer-o" torna-se "vou comê-lo".

Comparação:

Quem compara, compara a algo a alguém ou compara com alguém.

Emprega-se Subumano ou Sub-humano?

Antes do Acordo, a palavra era grafada da primeira forma “subumano”. Com a adoção da
nova regra, ficou estabelecido que os prefixos terminados em “b” trariam hífen sempre
que acompanhassem palavras iniciadas em “b” ,“r” ou “h”.O primeiro caso acontece
porque a nova regra aplica o hífen quando há coincidência da última letra do prefixo com
a primeira da palavra subsequente. Ou seja, no caso de “sub”, não podemos ter um
emprego de dois “b”. Ex: Sub-base

Já no segundo caso, o hífen aparece para evitar uma confusão na pronúncia. Tente ler a
palavras “subreitor” ou “subregião”. Logo, optou-se pelo uso do hífen: “sub-reitor”, “sub-
região”.Mas e o caso de “subumano”? Não seria “sub-humano” para seguir a regra?
Resposta: as duas formas são aceitas pelo Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa
(Volp). A forma “sub-humano” é aceita, porque segue corretamente o estabelecido pelo
Acordo Ortográfico. Porém, optou-se por manter também a segunda forma (“subumano”)
por se entender que já é consagrada pelo uso.

Diferença entre pôde e pode:

Pode indica tempo presente.


Pôde indica passado, o acento diferencial do verbo "poder" não foi abolido com a
reforma ortográfica.

Regra de acentuação das Paroxítonas:

Acentuamos as paroxítonas terminadas em l, n, r, x, i(s), u(s), ps, ã(s), ão(s), um(uns).


Exemplo: Lavável, pólen, repórter, tórax, lápis, bônus, bíceps, ímãs, sótão, álbum.
Paroxítonas terminadas em ditongos orais (seguidos ou não de s) também são acentuadas.
Exemplo: Vácuo, insônia, subúrbio.

Atenção:

Ditongos abertos éi(s), ói(s), éu(s) não são mais acentuados nas palavras paroxítonas.
Exemplo: Ideia, apoia, colmeia. Além disso, não utilizamos mais acentos no i e no u
quando, nas palavras paroxítonas, estas letras vierem depois de um ditongo. Exemplo:
feiura, baiuca, bocaiuva.

Regra de acentuação dos Monossílabos tônicos e das oxítonas:

MONOSSÍLABO - São as palavras que possuem apenas uma sílaba. Acentuam-se os


monossílabos tônicos terminados em: A(S), E(S), O(S).Ex.: Três.
OXÍTONAS - São as palavras com a última sílaba sendo a mais forte. Acentuam-se as
oxítonas terminadas em: A(S), E(S), O(S), EM(ENS) e Ditongo. Ex: Está.

Regra das proparoxítonas:

Palavras proparoxítonas são palavras que têm a antepenúltima sílaba da palavra como
sílaba tônica. Segundo as regras de acentuação do português, todas as palavras
proparoxítonas são acentuadas graficamente.

Grafia das palavras:


Autopsia ou Autópsia? Tanto faz, ambas possuem o mesmo significado e estão corretas.

Diferença entre tem e têm:

Na língua portuguesa, os verbos ter e vir são conjugados sem acento na 3ª pessoa do
singular e com acento circunflexo na 3ª pessoa do plural. Exemplos: ele tem/eles têm, ele
vem/eles-vêm. Já os verbos derivados dos verbos ter e vir são conjugados com acento
agudo na 3ª pessoa do singular e com acento circunflexo na 3ª pessoa do plural.
Exemplos: ele mantém/eles mantêm, ele convém/eles convêm.

Atenção!
O Novo Acordo Ortográfico, que entrou em vigor em janeiro de 2009, não trouxe
qualquer alteração a esta regra. Já se escrevia assim e devemos continuar escrevendo
dessa forma. "Têm" está na 3ª pessoa do plural.

Presente do indicativo:
(Eu) tenho
(Tu) tens
(Ele) tem
(Nós) temos
(Vós) tendes
(Eles) têm

Exemplos:
Ele tem os mesmos vícios há muitos anos.
Eles têm os mesmos vícios há muitos anos.

Assunto: Estrutura das Palavras.

Aprouver é uma palavra derivada de aprazer.


Aprazer: v.t.i. v.i. e v.pron. Provocar ou sentir contentamento e prazer; causar deleite;
tornar-se aprazível; agradar-se: apraz-me seu carinho; muitas críticas não aprazem;
apraz-se em permanecer o dia inteiro na Internet.

Definição palavras derivadas - São palavras formadas a partir de um vocábulo


preexistente.