Sei sulla pagina 1di 6

Peça Sermônica À luz do Profeta Isaías 43:18,19 nossa fala está baseada em quatro

Texto Bíblico (ARC): “Não vos lembreis das coisas passadas, nem pontos: Que são: I. Viver no passado leva a consequência, II. Preso ao
considereis as antigas. Eis que farei uma coisa nova, e, agora, sairá à passado causa desânimo, III. Coisa Nova leva a esperança e IV. O
luz; porventura, não a sabereis? Eis que porei um caminho no deserto caminho é seguro e confortável.
e rios, no ermo.” Isaías 43:18-19
Texto Bíblico (NTLH): “Mas agora o Senhor Deus diz ao seu povo: Transição: Vejamos as causas de uma vida presa ao passado.
“Não fiquem lembrando do que aconteceu no passado, não continuem 1. VIVER NO PASSADO LEVA A CONSEQUÊNCIA V.18
pensando nas coisas que fiz há muito tempo. Pois agora vou fazer uma Nos versículos anteriores o Senhor fez lembra-los dos grandes
coisa nova, que logo vai acontecer, e, de repente, vocês a verão. feitos do Senhor, que os livrou da servidão do Êxito, e abriu o Mar
Prepararei um caminho no deserto e farei com que estradas passem Vermelho para o seu povo passar. Veja que Deus maravilhoso!
em terras secas.” Isaías 43:18-19 O salmista diz: “Grandes coisas fez o Senhor por nós, e por
isso estamos alegres”. (Salmo 126:3)
Tema: ESPERANÇA AO POVO DE DEUS Vamos lembrar um pouco das coisas que Deus fez:
a. A passagem de Moisés Mar Vermelho
Título: Coisa Nova está para acontecer! “Então, Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o Senhor
fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite; e o mar
Proposição/Tese: Não deixemos o passado nos prender, tenhamos tornou-se em seco, e as águas foram partidas. E os filhos de Israel
esperança na coisa que Deus tem preparado para o nós. entraram pelo meio do mar em seco; e as águas lhes foram como muro
à sua direita e à sua esquerda.” (Êxodo 14:21-22)
Introdução: O texto que agora passamos a observar nos traz uma O texto se refere a uma época de vitória em que o povo de
lição muito importante, através do contraste do passado e da esperança Deus saiu do Egito.
do futuro. Onde estava o povo nessa situação? Estavam sendo Vejamos quão Grande é o nosso Deus.
dominados pela Babilônia e Deus prometeu uma coisa nova, uma b. A passagem de Josué pelo Rio Jordão
liberdade para o seu povo, não igual a liberdade que eles tiveram no Novamente vemos Deus agindo: “e todo o Israel passou em
Egito, uma liberdade melhor para sempre. seco, até que todo o povo acabou de passar pelo Jordão”. (Josué 3:17b)
Aplicação: Observe que para o estímulo da nossa fé e da nossa O verso faz mensão das coisas passadas que não mais se
esperança, é bom que frequentemente nos lembremos do que Deus fez recordarão, não estarão mais presos ao passado.
no passado pelo seu povo contra os inimigos tanto de Deus como do Aplicação: Deus os instruiu a deixar um pouco de lado o que
seu povo. Viver no passado pode trazer consequências, vemos que aconteceu no êxodo, a fim de vislumbrar um futuro ainda mais
Deus tem o cuidado por Israel, portanto não vivemos presos ao glorioso.
passado. Vejamos o que a bíblia fala em 2Coríntios 5:17: 'Assim que, se
Transição: Vejamos as causas de uma vida presa ao passado. alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram;
2. PRESO AO PASSADO CAUSA DESÂNIMO V.18 eis que tudo se fez novo. '
a. “Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as As coisas velhas já se passaram, não vivamos presos ao passado, Deus
antigas.” quer que olhemos adiante. O seu amoroso propósito mostra que Ele é
A palavra Considereis é o mesmo que: aprecieis, cismeis, um Deus bom e Misericordioso.
mediteis.
O povo de Israel estava menosprezando as coisas do presente, Transição: Vejamos as causas para a esperança.
como se os dias antigos fossem melhores do que os atuais. 3. COISA NOVA LEVA A ESPERANÇA V.19
b. 'Portanto, eis que vêm dias, diz o Senhor , em que nunca “Eis que farei uma coisa nova, e, agora, sairá à luz;
mais dirão: Vive o Senhor , que fez subir os filhos de Israel da terra porventura, não a sabereis?” Isaías 43:19a
do Egito, mas: Vive o Senhor que fez subir e que trouxe a geração da a. Coisa nova. Prestemos atenção nesta palavra, em vez de
casa de Israel da terra do Norte e de todas as terras para onde os olhar para os gloriosos dias do êxodo, o Senhor deseja que o seu povo
tinha arrojado. E habitarão na sua terra. ' Jeremias 23:7-8 o veja como o provedor do êxodo presente, seu libertador da
O texto do profeta jeremias nos mostra que o passado não é Babilônia.
mais importante, pois o foco não são as bênçãos do Senhor e sim a “E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço
misericórdia dEle. novas todas as coisas.” Apocalipse 21:5a
c.'Porque eis que eu crio céus novos e nova terra; e não Aplicação: Assim como para o povo objetivo era a saída e a
haverá lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão. ' libertação do jugo da Babilônia, Deus promete coisa nova, para a
Isaías 65:17 libertação de nossos pecados. O Senhor é o único que fazer nova todas
as coisas.
Transição: Vejamos as causas para uma vida segura. Ilustração:
4. O CAMINHO É SEGURO E CONFORTÁVEL V.19
Quando Thomas Edson conseguiu, finalmente,
“Porei um caminho no deserto e rios no ermo.”
fabricar sua primeira lâmpada elétrica duradoura, pediu que
Deus tem uma nova libertação para o seu povo. Ela está pronta
um dos seus auxiliares a instalasse, mas ele deixou a lâmpada
para acontecer. Eles a conhecerão e a experimentarão. Deus fará um
cair, e a quebrou.
“caminho no deserto” e também “rios no ermo” (sertão).
Vinte e quatro horas depois, Edson repetiu o
Ermo significa: lugar desabitado, afastado das grandes
experimento. Chamou aquele mesmo auxiliar, deu-lhe a
povoações, deserto.
lâmpada e pediu-lhe, novamente, que a Instalasse.
O Salmista diz: “Fez sair fontes da rocha e fez correr as águas
Ele merecia uma nova chance.
como rios.”
Para Deus nada é impossível, assim Ele promete não só libertá- Assim como esse homem que merecia uma nova chance, assim
los da Babilônia, mas guia-los de forma segura e confortável até a sua é com Israel, vemos aqui no contexto que Israel era surdo, cego e sem
própria terra. coração, era idolatra, era religioso, mas mesmo assim Deus é
Aplicação: misericordioso para com seu povo, ele perdoa e recebe-os novamente.
1. Isso recorda o que Deus fez por Israel quando os guiou pelo Conclusão:
deserto do Egito até Canaã, e tirou água da rocha para eles; o que Deus Portanto não deixemos o passado nos prender, tenhamos
fez por eles no passado, Ele faria novamente porque ainda é o mesmo. esperança na coisa que Deus tem preparado para o futuro pois ele é
E, embora não achemos que o milagre tenha sido repetido em seu misericordioso, não deixem o pecado dominar sobre vós, o Senhor
retorno da Babilônia, a misericórdia foi, no curso comum da está sempre pronto para nós ajudar, ele disse no versículo 19: “Eis que
providência, e pelo qual não deveriam ser menos agradecidos a Deus. faço coisa nova” então se arrependa e creia nele, pois ele é o único
2. Isso aponta para o futuro, não só para todas as ocasiões em que pode nos perdoa. “Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as
que Deus demonstrou o seu cuidado pela congregação judaica em coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” 2Coríntios 5:17
épocas posteriores, entre o seu retorno da Babilônia e a vinda de
Cristo, mas para a graça do Evangelho, especialmente quando ela é
manifestada ao mundo gentílico.
Diagramação Almeida Revista Corrigida

18 Não vos lembreis – do que?


das coisas passadas,
nem considereis – o que?
as antigas.
19 Eis que farei – o que? Frase que expresse, de maneira completa e resumida, a
uma coisa nova, – quando? ideia exegética do texto analisado:
e, agora, sairá à luz; Ideia Central do Texto:
porventura, não a sabereis? Aqui Deus estimula ao povo de Deus esperar a sua libertação
Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo. da Babilônia, e orienta a não lembrar das coisas passada, pois Ele faz
uma coisa nova agora e colocará um caminho no deserto e rios no
Diagramação Almeida Revista Atualizada ermo.

18 Não vos lembreis – do que?


das coisas passadas,
nem considereis – do que?
as antigas.
19 Eis que faço – do que?
coisa nova, – quando?
que está saindo à luz;
porventura, não o percebeis?
Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.
Exegese (Resumo) As experiências de libertação da nação no passado tornam-se
insignificantes quando comparadas à futura libertação que o Senhor
43:1-7 A Redenção de Israel - O Amoroso Salvador de Israel dará ao seu povo.
Em 43.1-7, encontramos a descrição do “Povo Destemido de Os vs. 18-21 encorajam o povo a crer que a libertação não é
Deus”. 1) Eles são possessão dele pela criação, v. 1, e pela redenção, coisa só do passado, mas que acontecerá, de novo, agora.
v. 2; 2) eles são protegidos pela sua presença, v. 2; 3) sua posteridade 43:22-28 As falhas do passado de Israel
conhecerá a salvação de Deus, v. 5. v.22-24 O povo rejeitou o convite de invocar a Deus. Eles
43:8-13 Israel testemunha a redenção das nações apenas o sobrecarregam com os seus pecados, sem oferecer sacrifício
Outra cena de tribunal, em que Israel e os povos são chamados ou desculpa. Não entendiam como Deus podia deixar que Israel fosse
a depor. O tema é este: o SENHOR é o único Deus (v.10), e o povo destruído (v.28). Deus responde que a causa é o próprio pecado deles
de Isarel é testemunha disso (v.12). Deus desafia os deuses dos povos (v.27).
a também apresentarem suas próprias testemunhas (v.9).
43:14-21 O êxodo e a libertação do jugo da Babilônia
A iminente obra de redenção é predita (43.14-21)
O Deus do Êxodo fala (43.16-17). O mesmo Deus que
subjugou Faraó com seu exército e seus carros no mar Vermelho
promete livramento agora. O Deus que pode transformar o mar (16)
em uma estrada, e afundar carro e cavalo, o exército e a força (17)
como chumbo abaixo das suas águas, também é capaz de tornar
extintos os inimigos de Israel como se fossem apagados como um
pavio.
Algo novo num futuro próximo (43.18-21). O Deus que secou
as águas tem o poder de suprir água em abundância no livramento
vindouro (18). Que o povo de Deus, portanto, se volte da memória
para a esperança, porque aqueles eventos notáveis do passado
anunciam eventos decisivos no futuro (19).
Quadro Comparativo de Traduções