Sei sulla pagina 1di 4

DEVOCIONAL

TEMA: CONHECENDO A OBRA DO MESTRE JESUS


TEXTO-BASE:
Jo 3:1 – Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.
2 Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de
Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.
3 A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo,
não pode ver o reino de Deus.
4 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura,
voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?
5 Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito
não pode entrar no reino de Deus.
6 O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.
DESENVOLVIMENTO:
De modo característico, ao ser questionado, Jesus sempre respondia de maneira a conduzir o
debate para área mais profunda, freqüentemente por meio de equívocos que são esclarecidos para os
que acabaram por tornarem-se verdadeiros discípulos. A nova compreensão revela Jesus mais
plenamente.
Dentre os assuntos importantes na obra de Jesus está o novo nascimento. Nesta
DEVOCIONAL estaremos estudando os princípios espirituais contidos no episódio acima relacionados
a regeneração e aplicando-os em nossas vidas, a fim de aprofundarmo-nos no conhecimento da obra
de Jesus.
1. PARA CONHECER JESUS É PRECISO SE APROXIMAR DELE:
Jo 3:1 – Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.
2 Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de
Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.
Nicodemos era um mestre justo e culto, era fariseu e fazia parte do Sinédrio (suprema corte
judaica era composta de 70 membros respeitados pela comunidade). Ele vinha de uma família
aristocrática de Jerusalém e era um erudito nas Escrituras Sagradas.
A fama de Jesus já havia penetrado fundo na hierarquia dos judeus. Apesar do Sinédrio não
ter enviado Nicodemos como seu representante oficial ele foi até Jesus pessoalmente. Ele queria
examinar Jesus por si próprio para separar os fatos dos rumores relacionados aos sinais (Jo 2:23) que
atestariam sua missão divina e a presença de Deus com ele. Como conhecedor das Escrituras estava
cumprindo o que a Palavra demanda em:
Dt 18:19 - Se alguém não ouvir as minhas palavras, que o profeta falará em meu nome, eu mesmo lhe
pedirei contas.
O texto bíblico diz que ele aproximou-se de Jesus à noite. Talvez ele tivesse receio de vir de
dia; pode ter desejado uma conversa prolongada, o que seria difícil durante o dia, com multidões ao
redor de Jesus; ou por causa das trevas de seus muitos pecados.
Repita: CADA UM PRECISA TER SUA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA PESSOAL COM JESUS.
Nicodemos demonstrou suas convicções pelas palavras que proferiu, chamando-o:
 “Rabi” - Jesus não possuía credenciais que o qualificassem a ser chamado por este titulo –
jamais estudara nas escolas dos fariseus, e jamais fora consagrado por eles.
 “Mestre vindo da parte de Deus...” – Nicodemos entendia que Deus credencia os seus
mensageiros, concedendo-lhes poder para realizar milagres.
2. JESUS ENSINA AQUELES QUE SE APROXIMAM DELE:
Jo 3:3 – A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de
novo, não pode ver o reino de Deus.
De acordo com as Escrituras, Nicodemos entendia que o Reino de Deus era governado por
Deus e que o mesmo seria restaurado na terra, abrangendo somente o povo de Deus. No entanto,
Jesus revelou para o fariseu que o Reino viria para o mundo todo, não somente para os judeus e que
só poderiam fazer parte dele aqueles que nascessem de novo.
Repita: O REINO É PESSOAL, NÃO NACIONAL OU ÉTNICO. PARA ENTRAR NELE, SÃO
NECESSÁRIOS ARREPENDIMENTO E RENASCIMENTO ESPIRITUAL.
Mt 3:2 - Ele dizia: “Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo”
A expressão grega “de novo” (gr. anothen) tem diversos significados: “desde a concepção” ou
“princípio” “mais uma vez” ou “uma segunda vez”; “do alto” ou “de Deus” - “nascer de cima”. Jo 1:13;
2Co 5:17; Gl 6:15; Tt 3:5; Tg 1:18; 1Pe 1:3,23.
Nicodemos, aparentemente, entendeu que Jesus estava dizendo que era necessário nascer
“uma segunda vez”.
2.1. OS ENSINAMENTOS DE JESUS QUEBRAM PARADIGMAS:
Jo 3:4 – Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura,
voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?
É freqüente nos diálogos joaninos de Jesus o uso de palavras com um sentido superior, que
os seus ouvintes não conseguem captar. Depois do ensinamento de Jesus, alguns alcançam a fé
(2.21-22; 4.10-15,32-34; 11.11-13; 13.6-15,33-38; 14.2-9), porém outros se fecham na sua
incredulidade (6.32-35,52-58; 7.33-36; 8.21-24,31-33,51-53,56-59).
Jo 3:5 – Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito
não pode entrar no reino de Deus.
A expressão “nascer da água e do Espírito” tem sido interpretada de várias maneiras. No
entanto, a que mais parece condizer com o contexto é a de que a expressão representa o contraste
entre o nascimento físico representado pela “água” (ligado à liberação do fluido que acompanha o
nascimento físico) e o nascimento espiritual (proporcionado pelo Espírito Santo).
Obs.: A “água” também é interpretada como correspondendo ao batismo. No entanto, em nenhuma
parte Jesus faz do batismo de João uma exigência para salvação.
PORQUE É NECESSÁRIO NASCER DE NOVO?
A regeneração é necessária porque todos os descendentes de Adão herdaram o pecado e
por conseqüência a morte (Rm 6:23) e são mortalmente incapazes de fazer o que é bom.
Gn 6:5 - O SENHOR viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a
inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal.
Paulo escreveu aos efésios que todas as pessoas estão mortas em seus delitos e pecados
(Ef 2:1). Nesse estado, estão sem Deus e sem esperança neste mundo (1 Jo 5:19).
2.1.1. O NOVO NASCIMENTO É PROPORCIONADO PELO ESPÍRITO SANTO:
Jo 1:13 - os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela
vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.
1Co 15:50 - Irmãos, eu lhes declaro que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem o
que é perecível pode herdar o imperecível.
a) CONVENCENDO O MUNDO:
Jo 16:8 - Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo
b) REVELANDO AS PROUNDEZAS DE DEUS:
1 Co 2:10 - mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito. O Espírito sonda todas as coisas, até
mesmo as coisas mais profundas de Deus.
c) NOS SELA COMO PROPRIEDADE DO SENHOR:
2Co 1:21 - Ora, é Deus que faz que nós e vocês permaneçamos firmes em Cristo. Ele nos ungiu,
(22) nos selou como sua propriedade e pôs o seu Espírito em nossos corações como
garantia do que está por vir.
Tt 3:3 - Houve tempo em que nós também éramos insensatos e desobedientes, vivíamos enganados
e escravizados por toda espécie de paixões e prazeres. Vivíamos na maldade e na inveja,
sendo detestáveis e odiando uns aos outros.
4 Mas quando, da parte de Deus, nosso Salvador, se manifestaram a bondade e o amor pelos
homens,
5 não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia,e ele nos
salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo,
6 que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador.
7 Ele o fez a fim de que, justificados por sua graça, nos tornemos seus herdeiros, tendo a
esperança da vida eterna.
2.1.2. HÁ DISTINÇÃO ENTRE NASCIMENTO CARNAL E NASCIMENTO ESPIRITUAL:
Jo 3:6 – O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.
O nascimento físico é um acontecimento real, e por meio dele, os homens recebem a
natureza humana e mortal. Aqueles que nasceram de novo passam a participar de uma natureza
diferente, de uma natureza espiritual.
2.2. ESSA É UMA VERDADE APLICÁVEL A TODOS:
Jo 3:7 – Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.
Essa afirmação aplica-se a todos, não apenas a Nicodemos. É necessário. Não há exceções
(Rm 3:23).
2.3. INDEPENDEM DA VONTADE DO HOMEM:
Jo 3:8 – O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai;
assim é todo o que é nascido do Espírito.
Em grego, a palavra “vento” significa pneuma, vento e espírito (1Co 2:9-10).
Tal como o vento atua imprevisível e invisivelmente, mas é percebido em seus efeitos, do
mesmo modo o Espírito opera na vida dos filhos de Deus e os controla (Rm 8:14 - porque todos os
que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus).
Não podemos controlar a obra do Espírito Santo. Ele opera de maneira que não podemos
predizer ou entender. Assim como não podemos controlar o nosso nascimento físico, também não
podemos controlar nosso nascimento espiritual. Este é um presente de Deus, concedido pelo Espírito
Santo (Rm 8:16; 1 Co 2:10-12; 1 Ts 1:5-6).
Ec 3:5 - Assim como tu não sabes qual o caminho do vento, nem como se formam os ossos no ventre
da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas.
3. O CONHECIMENTO A RESPEITO DE JESUS EXTRAPOLA A RELIGIOSIDADE:
Jo 3:9 – Então, lhe perguntou Nicodemos: Como pode suceder isto? Acudiu Jesus:
10 Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas?
Nicodemos sabia muito sobre conceitos legais, ritos e cerimônias, a maneira correta de lavar
as mãos, as orações certas em determinadas ocasiões, os dias corretos de serem observados, mas
não sabia que todo homem necessita nascer de novo para entrar no Reino dos Céus.
Repita: CONHECER A BÍBLIA NÃO SIGINIFICA TER A SALVAÇÃO.
Jo 3:11 – Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que
temos visto; contudo, não aceitais o nosso testemunho.
12 Se, tratando de coisas terrenas, não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais?
Jesus respondeu a Nicodemos usando a primeira pessoa do plural “nós”, da mesma forma que
ele havia feito no vs 2 para enfatizar àqueles que ele representa. O Mestre estava enfatizando a
classe a quem ele era o representante e cabeça (talvez os discípulos, os profetas, etc.).
O Mestre declarou “...nós sabemos”, isto é temos certeza das verdades espirituais que falamos.
Repita: FÉ É CONVICÇÃO E CERTEZA.

Hb 11:1 - Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.
Mc 1:22 - Todos ficavam maravilhados com o seu ensino, porque lhes ensinava como alguém que tem
autoridade e não como os mestres da lei
VOCE TEM DÚVIDAS DE SUA SALVAÇÃO?
Mt 7:20 - Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!
1Jo 3:5 - Vocês sabem que ele se manifestou para tirar os nossos pecados, e nele não há pecado.
6 Todo aquele que nele permanece não está no pecado. Todo aquele que está no pecado não
o viu nem o conheceu.
3.1. O CONHECIMENTO A RESPEITO DE JESUS TEM O ÚNICO PROPÓSITO DE CONCEDER A
VIDA ETERNA:
Jo 3:13 – Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem
[que está no céu].
14 E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do
Homem seja levantado,
15 para que todo o que nele crê tenha a vida eterna.
João ressaltou a vergonha da cruz e a majestade da ressurreição em todo o seu Evangelho.
Os israelitas foram castigados com serpentes, no deserto, depois que murmuraram e falaram contra
Deus e Moisés (Nm 21:4-9). Muitas pessoas foram picadas e morreram. Quando o povo se
arrependeu e clamou por misericórdia, Deus disse a Moisés para levantar uma serpente abrasadora
num poste dentro do arraial.
O Senhor prometeu que todo aquele que olhasse para a serpente de bronze levantada no
poste seria curado da mordida venenosa e não morreria. Esse incidente aponta para Jesus, que seria
levantado numa cruz como o sacrifício necessário para a salvação.

CONCLUSÃO:
Aquele encontro com Jesus mudou a vida de Nicodemos, na última ilustração sobre ele
aprece unido com José de Arimatéia solicitando o corpo de Jesus, a fim de providenciar o enterro (Jo
19:39). Mesmo percebendo que se arriscava, ele continuou crescer na fé cristã.
CONHECENDO A OBRA DE JESUS:
1. PARA CONHECER JESUS É PRECISO SE APROXIMAR DELE.
2. JESUS ENSINA AQUELES QUE SE APROXIMAM DELE:
2.1. OS ENSINAMENTOS DE JESUS QUEBRAM PARADIGMAS:
2.1.1. O NOVO NASCIMENTO É PROPORCIONADO PELO ESPÍRITO SANTO.
a) CONVENCENDO O MUNDO;
b) REVELANDO AS PROUNDEZAS DE DEUS;
c) NOS SELA COMO PROPRIEDADE DO SENHOR.
2.1.2. HÁ DISTINÇÃO ENTRE NASCIMENTO CARNAL E NASCIMENTO ESPIRITUAL.
2.2. ESSA É UMA VERDADE APLICÁVEL A TODOS.
2.3. INDEPENDEM DA VONTADE DO HOMEM.
3. O CONHECIMENTO A RESPEITO DE JESUS EXTRAPOLA A RELIGIOSIDADE.

Pr. Edmar Roberto dos Santos Mota


Ministério Palavra & Poder