Sei sulla pagina 1di 130

Rev

Celso Mathias Nã
vista exclusivamente digital.
ão contêm versão impressa!
Editorial PixelArt
apresenta
Um ano de trabalho,
12 edições do
Almanaque Digital
de Tatuagem na
internet, mais de 1200 páginas
abordando um pouco da Editora responsável
Daniela Carrara
tatuagem e tudo em que
ela permeia, chegando atualmente a 20.000 conteúdo
acessos mensais e totalizando neste interim Alessandro Carvalho
mais de 2.600.000 pageviews. Mês a mês, Projeto gráfico, arte e
passo a passo, vamos trabalhando em prol da diagramação
tatuagem, apresentando os grandes nomes da Daniela Carrara
(dandanhiphop@hotmail.com)
arte brasileira para todo o mundo, e trazendo
um pouco da tatuagem mundial para o Brasil, Colaboradores de texto:
contribuindo para o crescimento da cultura, Regina Mariaca, Bola, Dorme,
Rafael Cassaro, André Tenório
seja por aqui, seja em qualquer outra parte do e Alessandro Carvalho
mundo, afinal somos um revista digital e não
Colaboradores de
temos fronteiras. Parabéns a Revista Digital e
Fotografia:
obrigado à todos que acreditam no trabalho do Fernando Lessa, Paola Vianna,
Almanaque Digital de Tatuagem. Rafael Beck, Maurício Santana
e Ruy Fraga.

Atenção!
venda de anúncios:
tattoodigital@gmail.com

Aos tatuadores que queiram mandar seus Capa: Camila Rocha e Kat Von D
Fotógrafo: Mike Scamila
trabalhos para participar das próximas
edições, o e-mail é:
tattoodigital@gmail.com
ou pelo site
www.almanaquedigital.com.br
As fotos devem conter os dados do
estudio, nome do tatuador
e estar em 300 dpi.
www.fotolog.com/almanaquedigital
www.twitter.com/tatuagemdigital
www.myspace.com/almanaquedigital

Para anunciar
entre em contato pelo e-mail
tattoodigital@gmail.com
do
Por Dorme (GO)

un
m

elo
p
Contatos: www.jjobregontattoo.com.ar 
www.myspace.com/javier_j_obregon 
www.fotolog.com/javier_j_obregon   
javier_j_obregon@hotmail.com  
Na hora de criar um desenho o que mais te inspira?
Sempre trato de ver diferentes artistas que possam acrescentar ao meu
trabalho, e quando vejo algo que me chama atenção incorporo ao meu
próximo desenho. Vejo muitos artistas de tattoo, muitos artistas plásticos,
na minha casa conto com uma grande quantidade de revistas, livros de
tatuadores, desenhistas e pintores, também conto com livros de anatomia
e partes de esqueletos plásticos que são de grande ajuda na hora de criar
e ver diferentes perspectivas. Mas no geral as maiores influências são os
clientes, sempre converso com eles previamente para saber do que gostam
e ver o tipo de personalidade, e ai é quando me inspiro usando  essas
referências e me ponho a desenhar. 

Você tem um estilo próprio nos trabalhos em preto e


cinza. A que se deve isso?
Creio que é pela forma de compor, sempre trato de colocar uma imagem
principal, algo que chame a atenção do espectador, e que por sua vez,
marque o movimento natural da pessoa, nessa imagem agrego detalhes,
texturas, junto volume que tentem gerar um tipo de profundidade com
a ajuda de luzes e sombras, sem perder a imagem principal que quero
mostrar.
Como você vê a evolução das tatuagens na América
do Sul, especialmente na Argentina e Brasil onde tem
grandes tatuadores?
Eu acho impressionante! Cada vez mais surpreendente a aparição e
evolução de novos artistas. A meu ver existe um grande nível em toda
a América do Sul e isso pode ser visto de diferentes lugares do mundo,
por exemplo, na última convenção de Barcelona vi e conversei com uma
grande quantidade de artistas da Argentina, Brasil, Colômbia e Chile e
justamente o prêmio de melhor tatuagem da convenção foi um brasileiro
que levou! Acho que a Argentina e Brasil dividem uma boa amizade e
um grande respeito sobre os trabalhos que realizam. No meu caso, sou
um amante da cultura e trajetória da tatuagem no Brasil e não só dos
tatuadores mas também aprecio o conhecimento geral que temos em
comum sobre estilos e conhecimento  geral da tatuagem, isso é algo que
não vi tão marcado em nenhum lugar que visitei.

Fale-nos um pouco dos


artistas que tem como
referência, dos que você
admira e dos que te
tatuaram.
Tenho referências de diferentes
tipos de artistas de alguns estilos
parecidos com o meu e outros muito
diferentes. Sou amante dos orientais
de Filip Leu, Shige, dos bios de
Victor Portugal, de Aaron Cain, Guy
Atchinson e Giger, da anatomia de
Leonardo e textura de Gaudi. Tenho
uma tattoo  na perna e  todo meu
braço direito feito por Coretta, um
grande artista de Buenos Aires que
realiza o estilo oriental. Também
tenho tatuagens de Tulio Navia, um
tatuador colombiano que realiza
New School, do Kulon de Buenos
Aires que realiza trabalhos de
estilo mais tradicional, de Victor
Montaghini, um grande artista do
Brasil e outras tatuagens que fiz
a muito tempo e não vale a pena
mencionar.
~
Fale um pouco do início d
Eu levava uma vida “torta”, te
aerografia e fachadas de lojas, m
foi então, que um amigo chamad
me estendeu a mão e assim com
seguida com o Zecão.

Fale um pouco como é seu


Aqui as coisas são bem corrida
em 3 tatuadores. Eu costumo c
a noção do tempo! O importan
esperando os clientes aparecerem
em algum momento estou semp
estudando os trabalhos de artist

Fale um pouco da Conven


Goiânia e qual seu envolv
Essa é a 6ª edição do evento ao qu
foi em 2.006 quando me mudei p
não é só uma convenção de tat
exposições e várias outras atraç
algum com a organização do ev
minha parte como tatuador es
tatuagem, mas esse ano eu e m
alguns tatuadores de grande ta
participando conosco.

Você acredita que esse tra


cena da tatuagem local?
Esse evento é importante pois
interior do estado tem oportunid
artistas, trabalharem e compar
do fato de que todos artistas lo
apresentam excelentes trabalho
oeste é fortissima por si só e es
pouco mais.

Mensagem
Quem para por cansaço ou co
repentina queda livre, tanto no
Faça sempre o melhor, desde am
mundo! Muito é sempre pouco!

Agradecimentos.
A Carla por todo apoio e carinho
continuar sorrindo dia após dia
e para a Dona Sueli por nunc
parecia tudo estar perdido! E aq
alguma forma tentam fazer des
a cada dia!

Para conhecer mais trabalhos a


www.myspace.com/adriendorm
dormetatuador@gmail.com
da sua carreira?
entava sobreviver de arte, fazia
mas era muito difícil em Sorocaba,
do Wallace, a quem muito estimo
mecei a trabalhar em sua loja e em

u dia a dia no estudio?


as, temos muitos clientes! Somos
chegar cedo e muitas vezes perco
nte é nunca estar à toa, sentado
m. Se não tenho tattoo para fazer
pre desenhando, pintando algo ou
tas que admiro.

nção que vai acontecer em


vimento com ela?
ual participo desde o terceiro que
para Goiânia. É bem legal porque
tuagem, tem shows com bandas,
ções. Eu não tenho envolvimento
vento, só o compromisso de fazer
stando presente e somando pela
meu parceiro Jander convidamos
alento para abrilhantar o evento

abalho irá movimentar a


muitos artistas de Goiânia e do
dade de apreciar de perto grandes
rtilhar de uma grande festa, além
ocais sempre se preparam bem e
os. A cena da tatuagem no centro
sse evento só vem para somar um

onformismo está sujeito a uma


o profissional quanto no pessoal!
marrar um cadarço até dominar o

o, meus filhos por me inspirarem a


a não importando as dificuldades,
ca ter desistido mesmo quando
queles que amam a tatuagem e de
sse nosso meio um pouco melhor

acesse:
me
´

Foto: Marcel Nascimento - Uglystudio


Já desde os egípcios, os olhos têm tido uma ganhariam dentro da minha arte e hoje
conotação simbolista e ligado à divindade. posso dizer que eles têm vida própria.
O olho de Hórus que significava poder e Foi algo compulsivo, não conseguia
morte. parar de desenhá-los.
Nos alquimistas a sua conotação era ligada Os olhos estão presentes em quase tudo
ao Deus que tudo vê.
No cristianismo, o olho dentro de uma
o que crio, seja como canais de vibração
pirâmide era o significado da providência positiva, seja como um simbolismo
divina. pungente ou mesmo intrinsecamente
No hinduismo o deus Chiva possui o emaranhado no limite entre o pictórico
terceiro olho no centro da testa, símbolo e o abstrato.
da consciência humana e para enxergar Há um ano atrás, pintei um gigantesco
além do óbvio. olho em meu estúdio. Todos que me
Em 1782 o Olho da Providência foi visitam ficam extasiados com a pintura,
adotado como parte do simbolismo pois a vibração dele mexe de certa
no verso do Grande selo dos forma com todos. Para mim, sinto que
Estados Unidos da América. Um dos pintei um portal de tempo e espaço
principais motivos é sua larga adoção onde as inspirações entram e saem
pela Maçonaria e, sendo maçons os a meu favor. Acredito também que
legisladores estadunidenses difundiram todo artista de que área for, deva ter
o seu uso. Uma nova seita religiosa a terceira visão. Saindo do racional
no Vietnam chamada Cao Dai, bem em direção ao emocional e com isso
como outros tipos de seitas, usam trabalhando as mais profundas
o Olho (especificamente, o olho riquezas da alma, o que fará com que
esquerdo) dentro de um triângulo para esse artista transponha o limite entre a
representar Deus. obra criada e a obra eterna.
Para mim os olhos vieram a partir de O olho se torna então um feixe de luz
uma mega inspiração energética e que que irradia luz pura e divina para todos
passou a ser uma abertura metafórica os lados emanando a essência criativa e
e transcendental na minha arte, o qual verdadeira do artista.
posso dispor dessas energias para criar,
como se fosse um portal intuitivo. A Celso Mathias - Artista plástico
terceira visão. www.celsomathias.com
Quando comecei a desenhar e pintar artedecelsomathias.blogspot.com
olhos não imaginava o poder que eles BLOG OLHOS QUIMÉRICOS:
olhosquimericos-celsomathias.
blogspot.com/
Adriano Araújo

tz Tatto
Derley - Mega War

Fabio Filet

Rad
Alex Tat
hade too •
Pase Alan Ramone
(Itália)
Aleks Punk

oo

Christian - Litoral Tattoo

Colorido
Ray Tattoo Studio - Leme SP

Jefferson Waine

Electric Ink Tattoo • Thiago


Débora Soares

Eder
Quinto Cavaleiro -

Débora Soares

Rad ha Tat
Suezo - Tattoo Alan Ramone
too • Art
Aleks Punk

Moisés Araújo (ES)

Liu Suied (França)

Alan Ramone (Rio de Janeiro)

Electric Ink Tattoo • Thiago


´

Como foi o início de sua carreira


Meu nome é Sérgio Maciel, sou co
Led´s, e comecei a tatuar em 1
desenhei desde pequeno, e meu pri
com a tatuagem foi em 1975-76, co
primitivo, de amarrar agulha e
pigmento na pele da maneira mais r
início não me atraiu muito, mas qua
tatuagem artística nos anos 1980 fiq
Como na época tudo para a tatuag
difícil, fui até o Rio de Janeiro e con
a minha primeira máquina de tatu
então comecei a fazer experiência
(peixe com couro e pele de porco
para pegar o traçado.
Inspiração: o Divino
Referência: a Vida
Artista: Ed Hardy
Tatuadora: Sabine
Artista: Michelângelo
Música: que toca o coração
Estilo Preferido: ultimamente o Oriental
Lema de vida: trabalhar com Amor
Mensagem: o que fizer na vida faça com amor,
carinho e coração aberto .

carreira?
onhecido como
1983. Pintei e
imeiro contato
om o processo
introduzir o
rudimentar. No
ando conheci a
quei fascinado.
gem era muito
nsegui adquirir
uagem e tinta,
a em animais,
o) e treinando
Porque você resolveu
no campo das conven
A arte da tatuagem é tão
projetar isso para a soci
o preconceito era muito
tatuando e adquirindo meu
na época o nome do meu estú
meu apelido. Existiam pouc
eles o Marco Leone, um tat
começou aqui nos anos 1980,
convenção em 1990. Como o
problemas no Brasil, teve qu
dele acabou ficando comigo,
estar fazendo a convenção, e
loja, me senti na obrigação d
ao trabalho, realizando a 2ª
seguimos até os dias de hoje.

Fale um pouco do estúdio


Resolvemos dar uma elitizad
ar mais asséptico, para receb
pois a tatuagem envolve arte e
na época seguir essa linha par
de segurança e confiabilidad
própria para os procedimen

qual a verdadeira fun


convenção?
A Convenção veio para pr
para a sociedade, ser um eve
principais artistas das Amér
projetanto a arte brasileir
também trazendo o mund
oportunidade para os tatuad
Sobre a competitividade
sempre mencionado em en
verdade todo mundo quer m
e o concurso projeta os ar
participar, mostrando nova
trabalhos. Lá fora é assim aqu
é um perfil internacional de
No Brasil ainda temos uma gr
a estrutura é muito superior
internacionais, só não con
para os tatuadores de fora,
pelos seus trabalhos propor
da Europa e dos EUA por c
moeda brasileira.

Fale um pouco do formato


convenção.
Ele é muito bom, até quem
sendo beneficiado direta e in
falta o Brasil ter um pou
resolveu atuar também
convenções?
bela, porque não
iedade? Na época
grande. Já estava
prestígio tanto que
údio acabou virando
cos tatuadores entre
tuador italiano que
e resolveu fazer uma
o Marco teve alguns
ue ir embora, e a loja
, e na época por ele
e eu ter ficado com a
de dar continuidade
ª. Expo. Desde então
.

dio Led´s Tattoo.


da na loja, dando um
ber toda a sociedade,
e saúde e procuramos
ra dar essa impressão
de fazendo uma sala
ntos.

função da

rojetar a tatuagem
ento que envolva os
ricas e até do mundo,
ra para o mundo e
do para cá, dando
dores.
nos eventos que é
ntrevistas, é que na
mostrar seu trabalho
rtistas que querem
as reveleções e seus
ui não seria diferente,
e convenção.
rande vantagem que
a muitas convenções
nseguimos oferecer
, uma remuneração
rcionais aos valores
conta da economia e

formato da

não participa acaba


ndiretamente. Ainda
uco mais de poder
aquisitivo para a população est
como acontece em uma convençã
a gente melhora algo, nunca fica
Esse ano com todas as exigências
evento para auxiliar os profissio
no mercado da tattoo, pois a ta
como a maioria dos materiais em
são registrados, gerando mais im
porque surgiram muitas pessoa
tatuagens para pessoas sem pre
série de problemas de infecção.
Faremos também um pedido à C
vacina na convenção para os tat
risco, por manipularmos materi
Ofereceremos cursos de primei
não capacitados, para aprendere
workshop de fisiologia e anatom

Fale um pouco dessa nova


A Anvisa no Brasil veio para
estão começando a ser registra
internacionais comercializados
licensa para vender aqui.
O mercado entende que a ANVIS
eles estarão no evento para ag
organizarmos, assim como todas

Como você seleciona os


seu estúdio?
Procuro os profissionais pelo tal
que a demanda exige, a tatuagem
e muitas vezes, artistas mais an
trabalhar, procuramos ser vers
artistas se especializam mais em
em nosso estúdio esses profissio
estilos específicos. Além disso
entender de pintura, saber apli
vai.

Ao que você atribui o sucesso


Atribuo meu respaldo a tudo
dedicação, procurando aperfeiç
uma visibilidade maior natural
da tatuagem.

E quais seus projetos atuais


Agora estamos com uma gal
incentivando os artistas a esta
vendendo suas telas. Com ess
encontros e aproximar os profis
tar investindo mais em tatuagem
ão de Londres ou Milão. Todo ano
ando na mesma.
s de mercado, a ANVISA estará no
onais nessa nova fase da legislação
atuagem no Brasil gera recursos,
m todas as áreas da medicina, onde
mpostos para o país. Até mesmo
as oportunistas vendendo kits de
eparo para tatuar, gerando uma

COVISA e ANVISA para que haja


tuadores, já que somos grupo de
ial contaminado.
iros socorros para os tatuadores
em a lidar com o cliente, além de
mia, etc.

nova legislação.
a organizar isso, e os materiais
ados, tanto os nacionais como os
s no país, que terão que obter

SA quer reprimir, mas na verdade,


gregar as informações para nos
s as outras profissões no Brasil.

profissionais para o

lento de cada um, de acordo com o


m tem muitas tendências, estilos,
ntigos não tem um estilo único de
sáteis. Como hoje em dia muitos
um estilo de trabalho, agregamos
onais que tem especialidades em
o, tem que ser bom desenhista,
icar bem a tinta na pele, e por ai

sucesso de seu trabalho.


que faço com amor, carinho e
çoar sempre meu trabalho, tendo
lmente. Tudo que faço é em prol

atuais e futuros?
leria de arte para exposições
arem desenhando e pintando, e
ses espaços podemos promover
ssionais da área.

Vou contar
Nossas sala
todas em ci
uma cliente
não oferecí
para a cliente cheg
e realizar o trabal
buscando. Naquele m
a menina no colo, e pe
feliz, não estava co
sim, pois não pude
condições para ela f
e como todo ano
agora em 2010, e
também uma sala p
rampa de acesso e ta
proporcionando m
para a sociedade. A
tatuadores vão pen
de agora e seguir no
uma história:
as de tatuagens são
ima, e um dia veio
e cadeirante, e nós
íamos as condições
gar na minha sala
lho que ela estava
momento carreguei
ercebi que ela estava
onstrangida, mas eu
e oferecer a ela as
fazer sua tatuagem,
cumprimos metas,
estamos realizando
para cadeirante com
ambém um banheiro
mais um trabalho
Acredito que outros
nsar nisso a partir
osso exemplo.”
PA
CA

Foto: Mike Scamila


Katherine Von
Drachenberg começou a
tatuar quando era apenas
uma menina. Ela fez sua
primeira tatuagem em
1996, aos 14 anos de idade,
com um “aparelho de
tatuar” caseiro. Apesar
de não saber o que estava
fazendo, de início percebeu
que era aquilo que gostava
de fazer. Em 1998, aos 16
anos de idade, começou a
trabalhar em sua primeira
loja profissional, a Sin City
Tattoo e logo depois foi
trabalhar na “True Tattoo”
com Clay Decker e Chris
Garver. Foi quando teve
a oportunidade de viver e
trabalhar em Los Angeles.
Kat Von D foi imortalizada
na música “High Voltage”,
que consta no terceiro
álbum da banda Eagles of
Death Metal. O nome da
música foi dado após ela
ter inaugurado seu próprio
estúdio de tatuagem em
Los Angeles.
High Voltage
“Decidir o nome de uma empresa pode ser
tão complicado quanto encontrar o nome
perfeito para uma banda ou até mesmo para
um filho. Mas dar o nome de High Voltage
Tattoo para meu estúdio não foi tão difícil,
pois acredito fervorosamente que a música e
tatuagem andam lado a lado. Quando imaginei
meu estúdio imaginei puro Rock’n Roll e a
banda AC/DC certamente passou pela minha
cabeça. O símbolo AC/DC é simples, irônico e
muito chamativo, tanto a fonte em si quanto
a combinação vermelha e amarela e modelei a
fachada do estúdio pensando nisso.”
Sua Arte
Nunca estudou artes
plásticas formalmente.
Aprendeu a desenhar de
modo grosseiro, com seus
dedos e o que estivesse a
sua volta, em vez de usar
as ferramentas e técnicas
apropriadas. Assim, sempre
que tem uma lapiseira e um
papel sulfite ao seu dispor,
está pronta para começar
o que quiser onde quer que
esteja.

Se inspira em clubes de
strip tease, antiguidades,
moda, hollywood antiga,
fotografia, morte, metal
escandinavo, motoqueiros,
etc...
Entrando para o
Guinness
Em 14 de dezembro de 2007,
Kat Von D, alcançou o novo
recorde da época no
Guinness de Recordes
Mundiais por fazer a maior
quantidade de tatuagens
em um período de 24 horas.
No intervalo de um dia Kat
tatuou 400 símbolos de LA
em alguns braços, costas
e bundas, fazendo uma
tatuagem a cada 4 minutos
em média.
Considera Kore Flatmo, um
tatuador de Cincinatti, seu
mentor pessoal. Ele fez um
livro chamado Eighteen
angles of the human skull
(Dezoito ângulos do crânio
humano) com o qual
conta diariamente para as
tatuagens que aparecem
caveiras.

Para conhecer mais sobre a


vida e o trabalho de
Kat Von D acesse:
www.highvoltagetattoo.com
Foto: Mike Scamila
Foto: Ville Akseli Juurikkala
Foto: Mike Scamila
Camila Rocha
Minhas influências são: O que eu posso melhorar:
Tatuadores da família Horioshi, Filip Leu, Um pouco de tudo todos os dias.
Maurício Teodoro, Mick Tattoo, Sabine
Gaffron, Mike Roper, Shige. A diferença entre Brasil e o exterior:
Informação, no exterior a cultura de
Minhas Referências: tattoo é mais antiga portanto eles tem
Cultura Japonesa, Yoshitoshi, Kyosai, número muito maior de excelentes pro-
Kunioshi, Ukio-e prints, Budismo, Arte fissionais. Isso ajuda a polir as técnicas,
Chinesa. todo mundo troca informações com todo
mundo pois só assim a coisa acontece.
Inspirações: No Brasil ainda temos uma tendência
A história individual de cada cliente. a pretender que tatuar é algo sagrado
só para escolhidos e ninguém troca in-
Ponto forte do meu trabalho: formações com ninguém, e isso atrasa a
Deuses, natureza, animais e flores. qualidade de evolução da tattoo em um
modo geral.
O que mais gostei de tatuar: Enquanto existir competição um contra
Sempre me divirto muito com todas as o outro, estaremos retrocedendo, temos
peças de cultura Japonesa, minha paixão que competir com as nossas próprias fra-
com certeza. quezas e talvez começaremos a adorar a
tatuagem de um modo geral e procurar
Não faria e não faço: juntos maneiras de desenvolvê-las. Sozi-
Tatuar nas partes genitais. nho ninguém vai a lugar nenhum.

O que eu digo pra quem começou a tatuar: www.camilarocha.com.br


Mantenha a mente aberta.
O nome é Mauricio Tadashi, as pessoas o chegando a participar do 1º festival de
conhecem como Chileno, mas quando entra bandas independentes da Rádio.
no comando do som, se transforma em Chili Buscando novas referências, Mauricio se
Breakz! Em seu set você encontra breakbeats “jogou” para a Europa, vivendo 1 ano em
(batidas quebradas), do old school ao Londres, aonde se apaixonou pelos Breaks.
nuskool, variando entre funky e eletrônico, Foi o responsável pelos projetos de criação
repleto de incríveis hits e perfeito para a das Rádios on-line do grande grupo
pista ou fone de ouvido! Bandeirantes, que constitui mais de 140
Nascido em São Paulo, nunca Rádios espalhadas por todo o Brasil.
gostou do comum, o que o Há um ano, Chili Breakz é
levou a tocar guitarra residente da maior e melhor
na banda punk Rádio de Breaks do
Zero Negativo mundo, Nsbradio.
no final co.uk vencedora
dos anos do prêmio
1990. Na Breakspoll.
com por 3
vezes

consecutivas,
com um show
Faculdade, semanal, com
se juntou duração de 2
ao grupo Fora horas, com ouvintes
de Foco, banda do mundo todo!
com instrumentais O set apresentado pelo
mais arranjados e letras artista é dinâmico e ocupado,
que refletiam ao pensamento e utilizando o software Ableton Live
experiências da época. com o controlador APC 40 da Akai,
Trabalhando com rádio desde 2.000, teve a ele recorta samples, transforma loops,
oportunidade de apresentar e produzir um adiciona efeitos e mixa variados sons
programa de bandas independentes chamado com batidas quebradas.
Terça Pirata ao lado de Henrique Braga Integrante e um dos fundadores do
na Rádio Transamérica para todo o Brasil, coletivo São Paulo Neighborhood, Chili
nas noites de terça com 1 hora de duração, Breakz faz parcerias com diversos
discutindo o cenário independente musical, artistas ao redor do mundo.

Para conhecer mais sobre o trabalho de


Maurìcio Tadashi acesse www.nsbradio.co.uk
Preto e
Cinza

Ma
rq
uin oo
ho att
-C naT
lin Eter
ic
Dr rte
ago -A
do
nT nan
att
oo Fer
(B
A)
Ju
nio
r-
Dh
ar
Sh
an
Ta
ttoo
(Ju
nd
iai
)


lid
a-
Me
ga
W
ar
tz
Ta
t to
o
Ma
rk
Hu
dso
n
e
ain
o nW
fers
Jef
Ma
rq
uin
ho
-C
lin
ic
Dr
ago
nT
att
oo
(B
A)

Ju
ni
or
-D
ha
rS
ha
n
Ta
tto
o(
Ju
nd
iai
)
Lel
o-
Ga
tto a)
Ma lgári
tto (Bu
(C
am okov
pin n Sm
as) loia
Ka
Ric
ard
o-
Xim
en
es
Ta
ttoo
(SP
)

Sk
ip
- In
dia
ns
Ta
tt oo
(SP
)
mu
nd
o
af
or
a
Itália

Marcus Vinicius dos Santos Moraes


31 anos

Influências: Ricardo Passos, o fantástico


Shige, Jeff Gogue, André Rodrigues, Jee,
Henry Lewis, Chin & Yang e o pessoal que
trabalho, Carloixd, Roberto Dramis.

Moro na Itália há onze anos e tatuo a


dois anos. Comecei a tatuar quando fui
ao Rio de Janeiro e tive um encontro
chocante com a tatuagem através do meu
primo Ricardo Passos, que me contagiou
completamente. Já desenhava quando era
pequeno, depois fiz muitos graffitis, e as
coisas tem vindo em verso justo - tattoo
or die. Vim morar na Itália por causa da
minha mãe que já mora aqui há 18 anos, e
me deu a viagem como presente. Gostei da
tranquilidade daqui e resolvi ficar. Tenho
vontade de voltar ao Brasil, é uma das
minhas próximas metas.

Contatos:
flowtroops@libero.it
www.myspace.com/flowtroops
O Almanaque Digital de Tatuagem
completa um ano no ar, e na comemo-
ração de seu aniversário quem ganha
é o leitor. Concorra a uma série de de-
senhos produzida pelo tatuador Mau-
rício Huber, uma tatuagem no valor
de R$ 200,00 oferecida pelo estúdio
Tattoo Bola e um quadro do artista
Ney do estúdio Ink Art.

Obs.: Promoção válida para São Paulo


Para participar é fácil, basta mandar
um texto dizendo o que você tatuaria
e porque. A sugestão mais criativa
leva o pacote inteiro com a tatuagem,
a série e o quadro.
Mande sua sugestão pelo e-mail
tattoodigital@gmail.com.
Você pode participar também pelo
blog da revista. É só clicar no http://
almanaquedigital.com.br/blog e fazer
seu comentário.
Promoção válida até dia 30/07/10
Rua Domingos de Moraes 2680 sala 08.
Fone: (11)5572.8036 / Cel. (11)9766.9931
Por Dorme
A primeira pergunta é muito
simples e clichê, há quanto tentam fazer isso e as coisas
tempo dão
você segue a carreira de tat err ado! O que tem a dizer em rel
ua ação
de onde é e onde está trabal dor, a isso? Qual o segredo para
equ ilib rar
hando as coisas?
no momento?
Sou tatuador há 12 anos e sou O problema é quando eles ten
cop tam
uruguaio. No momento voc iar meu estilo, seria o mesm
me encontrar em Krakow (Po de
ê po eu tentasse copiar Guy Aitchi o se
son ou
no 9th Circle Tattoo. Trabal lônia) Robert Hernandez. Isso seria só uma
ho lá cópia. Eles precisam tentar
com meus amigos. serem
originais, fazer algo no seu
próprio
Seu estilo Black and Gray, estilo. Para mim o mais impo
rtante é
biomecânicos, realistas e coi a prática e a perseverança.
sas
sombrias é um dos melhores
no Você cohece alguns artistas
mundo! Quanto tempo você do Brasil?
se O que acha dos tatuadores bra
dedica ao estudo desse estilo sileiros
de em geral e de sua evolução
desenho e desde quando vem técnica?
paixão por temas sombrios? essa No começo de minha carrei
ra eu
Eu tenho essa paixão por coi tra balhei no Brasil. Então, sim
sombrias desde que eu vim
sas conheço um monte deles. Ele , eu
s
mundo! (risos) Tento esse tip
ao estilo próprio, que é reconhec tem um
de coisa desde que eu toquei o mundo todo. Mauricio Teodo ido no
uma ro é um
máquina de tatuagem pela dos maiores representantes
pri do estilo
vez. No começo eu estraguei meira brasileiro. E claro que lá tem muitos
um outros artistas brilhantes.
monte de gente! (risos)

Em um dia normal de trabal Quando você virá ao Brasil


ho que para uma
músicas usa como inspiraçã tem porada, convenção ou algo
o? para nos presentear com a assim,
Música é uma das coisa mais honra de
importantes para criar um recebê-lo em nosso país?
a No momento eu não sei. Não est
boa atmosfera quando estou ou
trabalhando. Mas a lista de pla nej ando nenhuma viagem ao Bra
mi sil,
bandas favoritas é muito lon nhas mas eu quero ir para lá algum
dia.
ga.
A música que eu escuto depend
do meu humor e podem variar e Que outras artes você dedica
seu
black metal ao hip hop britân do tem po? E como você o divide ent
ico diferentes trabalhos? re
Sobre inspiração qualquer coi .
sa Eu gosto de desenhar, pintar
pode inspirar meu trabalho, ,e
filmes, faz er música - tocar minha guita
pinturas, quadrinhos, etc. Se rra.
manter Quando eu acabo as tattoo
motivado nem sempre é fácil s então eu
ma faço alguma dessas coisas.
eu sinto que tatuar é uma gra s
nde
responsabilidade, então eu ten
o melhor de mim em cada tat to dar Deixe uma mensagem para todos
too. os tatuadores, iniciantes ou
Como você vê a evolução téc pro fissionais, que admiram e se
nica ins pir am nos seus trabalhos.
da tatuagem ao redor do mu
ndo e Ob rig ado pelo seu apoio todos esses
a rápida evolução dos artist
as da ano s, e eu espero visitar o Brasil o
nova geração?
Esse é um ponto extenso, po ma is bre ve possível. É um dos meus
rque paí ses fav ori tos.
muita gente confunde verdad
artistas de tatuagem com pin eir os
que compram uma máquina tores Primeiramente eu gostaria
de
de agr adecer por dispor o seu tem
tatuar. Para ser um tatuado po e
r
verdade é um longo caminh de deixar esse espaço para que
agr adeça
o. ou diga algo que você queir
a dizer.
Essas imagens sombrias e coi Muitíssimo obrigado mestr
e Vic
realistas ficam muito bem no
sas Go staria de agradecer por ess tor!
seu trabalho mas muitos art entrevista e espero vê-lo em a
istas breve no
Brasil.
por Marcus Emir

O primeiro contato com os desenhos As primeiras cerâmicas e desenhos


indígenas ´´marajoaras´´ que se tem tiveram origem no século 500 depois
conhecimento, foi através do padre de Cristo, quando a Amazônia
Manoel Gallo, que ganhou de seus era habitada por centenas de
empregados, alguns cacos de cerâmicas nações indígenas, essas populações
indigenas, pequenos fragmentos que exploravam os recursos silvestres
continham desenhos geométricos e e desenvolviam uma agricultura de
formas simétricas. Os cacos eram pequena escala para a sobrevivência
resultados dos pisoteios de búfalos e a de suas pequenas comunidades.
ação do tempo sobre as cerâmicas. A Nesse momento de grande
partir dessa descoberta o padre passou regionalização de ideias, aumento
a catalogar e pesquisar mais a cerâmica populacional crescente, conhecimento
e as formas marajoaras. sobre o meio ambiente e de melhores
formas de explorá-lo, foi que uma que seguravam um círculo vermelho:
grande transformação ocorreu no o ventre. Em algumas urnas pintadas,
modo de vida de muitas das populações pode-se ver uma pequena figura
amazônicas. que está em posição de quem está
Ocorreu primeiro na Ilha de para “dar a luz”. É como se a urna
Marajó, por ter seu clima de chuvas representasse o renascimento, volta às
abundantes e bastante braços de origens, ou a passagem para uma outra
rios e lagos. Com isso, várias tribos vida.
e comunidades se estabeleciam As urnas eram enterradas ou mantidas
às margens dos rios, construindo dentro de casa, sempre no mesmo
barreiras e escavando poços para o lugar onde moravam. Manter seus
armazenamento de peixes e água. antepassados por perto era uma
Com todo esse manejo e tendo maneira de assegurar continuidade na
proteína e água armazenada, sobrava sucessão e garantir o poder.
tempo para se dedicar às outras Os marajoaras tinham uma profunda
tarefas que não as necessariamente crença, temor e respeito pelas forças
ligadas à sobrevivência. Resolveram da natureza. Acreditavam que elas
construir plataformas altas ao lado eram personalizadas em formas de
dos viveiros de peixes em cima das animais e seres sobrenaturais e
quais construíram suas casas e nas deveriam ser respeitadas e veneradas.
quais enterrariam seus mortos. Assim Eles eram representados nos desenhos
nasceram os cemitérios indígenas. marajoaras na cerâmica.
Os aterros ou tesos (como eram Muitos dos objetos da cerâmica
chamados localmente), tornaram-se marajoara eram usados para servir
símbolo de prosperidade e abundância, comidas em festas e rituais. Os
e logo estabeleceu-se um certo direito marajoaras produziam cerâmicas
de uso desses locais, fazendo com simples para cozinhar e preparar os
que os primeiros que chegassem ali, alimentos e também uma cerâmica
exigissem suas terras, nascendo assim mais elaborada e decorada para servir
os conflitos. alimentos e bebidas em festas e rituais.
Em vários locais da Ilha de Marajó, A arte marajoara era sem dúvida uma
nasceram poderosos cacicados, ou arte religiosa e sagrada no sentido
grupos de aldeias que estavam de que buscava transmitir ideias
subordinadas a um mesmo cacique. transcendentes ou cosmológicas,
Os cacicados eram governados por realizando a ponte entre o mundo dos
famílias nobres que passavam o poder vivos e o sobrenatural.
de geração em geração. Quando uma Com a utilização de um número
pessoa da família dos chefes morria, limitado de símbolos gráficos,
seu corpo era colocado dentro de um combinados com figuras modeladas de
grande vaso de cerâmica, juntamente humanos e animais o povo marajoara
com seus objetos pessoais. Algumas criou uma verdadeira forma de
mulheres eram enterradas com comunicação de suas idéias e crenças
´´tangas´´ de cerâmica e algumas que através das cerâmicas tornaran-se
pessoas com colares e machados feitos visíveis e permanentes.
de pedras raras na região, obtidas
através das trocas com sociedades Mais Informações sobre a cultura
distantes. marajoara
As urnas funerárias eram decoradas Mail/MSN: marcustattoo@hotmail.com
Orkut: marcustattoo
com desenhos pintados ou inscritos Fotolog: fotolog.net/marcustattoo
na argila, ou ainda com relevos Fones: (91) 880.72617
extremamente elaborados, tudo nas ou 8220.5105
cores branco, preto e vermelho. Muitas
dessas urnas eram desenhadas em
forma de um corpo feminino, com
olhos e boca na parte superior, e o bojo
redondo sendo o corpo, onde braços
eram desenhados acompanhando a
curvatura do vasilhame, com mãos
Gabriel Callico (Uruguai) Gabriel Callico (Uruguai) Ink Tatt

Gabriel - Estúdio de Arte (Salvador BA) Luiza Pape For

New School
too

Lincoln - OBS Tattoo

rtes (Rio de Janeiro

Indians Tattoo

Lenin (Peru)
30 anos anos de idade
Tempo de tattoo: 8 anos

Trabalha mais com o estilo realista, mas está


começando a estudar o estilo oriental e
preto e cinza.
Tem como influências André Rodrigues,
Nikko Hurtado, Aleks Punk, Shige, Anil
Gupta, entre outros.

Contatos
www.wiliamtattoo.com
wiliam.tattoo@hotmail.com
(11) 4653-5861
Caca
u

Luca
s
Em 2010 Cacau e Lucas consolidaram uma parceria dando origem
ao Studio Tattoo Classic em Curitiba, que conta com uma ambiente
aconchegante e clássico, seguindo a idéia de seu próprio nome. De ma-
neira sofisticada os tatuadores trabalham com estilos tradicionais da
tatuagem, sempre com inovação e exclusividade.
Cacau é apaixonado pela arte japonesa e também busca na tatuagem
tradicional americana inspiração para seus trabalhos. Gosta bastante
de pintar e acredita que isso realmente faz diferença na hora de fazer
suas tatuagens. Tem como referência os tatuadores: Ivan Szazi, Horir-
ico, Horishio, entre outros.
Lucas Cordeiro gosta muito do estilo de tatuagem tradicional americano,
porém suas referências não se limitam apenas ao mundo da tatuagem, as-
sim enriquecendo seus trabalhos com mais curvas e detalhes. Tem como
referência os tatuadores: Rudy Fritsch, Eli Quinters, entre outros.

Rua Benjamim Lins 766 lj. 07 - Batel Curitiba-PR Fone: (41) 3044.3430
www.twitter.com/tattooclassic - www.tattooclassic.com.br
outros grupos de MC´s, internacionais
e nacionais também, como o Thaide e
DJ Hum e Racionais MC’s.
Após dois anos, os grafiteiros
“OsGêmeos” fizeram uma festa de
lançamento da primeira revista de
arte de rua do Brasil, chamada “Fiz
– Graffiti Atack”, esse lançamento
Alexandre Ramos Souza, ou Chambs, foi televisionado pelo canal MTV,
nascido e criado na Zona Sul da onde víamos a cultura Hip Hop
cidade de São Paulo, em um bairro integrada, com B.Boys, MC’s, DJ’s e
chamado Jardim Leme. Desde criança, principalmente grafiteiros.
aos 6 anos aproximadamente, já me No mesmo ano em 1997, eu curtia
interessava muito por desenhos, além fazer pixações nas ruas, e minha
de gostar de assistir, gostava muito família (claro) não estava nada feliz
de copiá-los. Com 15 anos assisti ao com isso, pois sabem dos riscos que
primeiro video clip de rap, que era eu estava exposto, então conheci
do Cypress Hill, não me esqueço até alguns B.Boys na mesma região que
hoje, a música era “Insane in the eu moro, da crew Sampa Masters, e
brain”, foi como um choque, desde foi inevitável eu começar a dançar
então e comecei a procurar rap nas o Breaking e parar com a pixação,
rádios, TVs e revistas, e descobri pois a dança exige muita dedicação
Para conhecer mais trabalhos do artista: www.flickr.com/photos/chambs
e disciplina. Tentei fazer graffiti na
mesma época, mas eu tinha muita
dificuldade para desenhar com spray,
e optei por ficar só dançando mesmo,
mas sempre desenhava nos cadernos,
sempre inspirado na arte de rua, na
pixação e na cultura Hip Hop.
Logo descobri os macacos, quando
comecei a desenhar a mascote do
time de futebol do meu bairro,
Ponte Preta do Leme, e me apaixonei
por desenhar esses bichos. Logo ví
que poderiam ser minha marca nas
ruas, até então nunca tinha visto
ninguém que desenhasse só macacos.
Geralmente o grafiteiro desenha por
amor ao que faz, por ter alí nos muros
um jeito de se expressar. É como se
fosse um link dos nossos pensamentos
para os pensamentos das outras
pessoas. No fim vira uma espécie de
terapia, que não conseguimos viver
sem.
Espero continuar grafitando enquanto
tiver forças, até quando Deus
permitir, pois não é fácil, nem barato,
mas sem dúvidas é o que mais gosto de
fazer na vida.
Agradeço principalmente a Deus, aos
familiares e aos amigos.
l io

rt
po
Bruno Pires (Bola)
28 anos

Formação acadêmica:
Estudei farmácia e
trabalhava com isso,
até quando tive a
oportunidade em
ingressar no ramo de
artes.
Desde então participei
de diversos cursos,
oficinas e palestras voltadas para a
área de artes.
Não posso de deixar de citar nomes de
grandes amigos e mestres com quem
aprendo mais do que qualquer curso
poderia me ensinar: Erico Marques,
Sinval Garcia e Dimang Kon Beu.
Meu primeiro “trabalho” era muito
empolgante. Eu ficava dobrando
boleto e jornalzinho de uma
associação beneficente o dia todo.
Depois trabalhei em farmácia,
e hoje paralelamente as fotografias
sou proprietário de um estúdio de
tatuagem em Santo André chamado
TATTOO BOLA.
Pretendo ate outubro montar uma
exposição a respeito de corpos
tatuados e modificados, e me dedicar a
um projeto autoral com tema Fé.
po
rt

l io
CONTATO
www.olhares.com/brunopiress
www.flickr.com/brunopires
brunoruah@hotmail.com
(11) 78938233
ID 93*24253
Daniel - Tribo St

Ink Tattoo

Chacal - Chacal Tattoo Carloxid - Itália


tyle Tattoo

Nito - Indian Tattoo (Argentina)

Ray (Leme SP) Chacal - Chacal Tattoo


al
nt
i e
or

Didi Tattoo (Marília SP) Alejandro Fernandez (Argentina)

Nito - Indian Tattoo (Argentina)

Alejandro Fernandez (Argentina)


Kaloian Smokov (Bulgária) Fabio Filet (CE)

Didi Tattoo (Marília SP) Indians Tattoo (SP)


Nito - Indian Tattoo (Argentina) Javier Peralta (Argentina)

Alan Ramone (RJ)

Junior - Dhar Shan Tattoo (SP)


Mark Hudson Kiko Lopes (Londres)

Fábio Filet (CE) Jeffinho - Spider Tattoo (PR)


Empresário lança “car
s
op
Dr
Uma pessoa tatuada sofre preconceitos pela sociedade ou
alguma forma, ser o “destaque”, para assim sofrer o pre
Tattoo your Soul – A dor do prazer de ser você mesmo, com
é a própria pessoa que exibe a sua tatuagem através do se
Considerada pelo autor como a cartilha para pessoas que
algum tipo de preconceito, com certeza também poderão
com um desenho sobre a pele, assim deixando que uma ta
Há 15 anos, quando adolescente, Galega fez a sua primei
dividir o espaço do corpo com outras dezenas de tatuagen
Ao invés de se alienar a um grupo de tatuados, que vivem
para que ele pudesse ter uma vida comum como qualquer
com sucesso, como Alex Atala e Roberto Justus, o que era

Para saber mais clique www.almanaquedigital.com.br/bl

Informações sobre o livro:


Tattoo your soul (Tatuagem – Sua Alma) – A dor e o prazer de ser voc
Páginas: 112
Editora: Independente
Autor: Marcelo Galega
Parceria: MaxHaus
Distribuição e vendas: www.tattoyoursoul.com.br
Valor: R$ 25,00

Expo Tattoo Rio


Para saber mais clique www.portaltattoo.com.br

Melhor tatuagem feita no evento -


por Tubarão Davi Duarte Leco e Silvio Freitas fazendo Art Fusion

Os Intocáveis
Para saber mais clique www.mcgregordiz.blogspot.com ou www.almanaquedigital.com/blog
rtilha” para tatuados
u ela mesma busca, de
econceito? Baseado nesta pergunta, que o empresário tatuado Marcelo Galega escreveu o livro
m a finalidade de mostrar que o verdadeiro culpado pelo preconceito em relação à pessoa tatuada
eu comportamento e atitudes.
e desejam, ou não, ter uma iniciativa de ter a sua primeira tatuagem. Aquelas que dizem sofrer
o se beneficiar, pois o livro mostra como é possível explorar os valores sociais de alguém, mesmo
atuagem não afete o aspecto social, familiar e profissional.
ira tatuagem após a autorização de seus pais. Ao longo do tempo, o primeiro desenho passou a
ns, se tornou empresário e uma pessoa cada vez mais “observada” diante dos olhos da sociedade.
m lamentando o fato de sofrer preconceito, foi atrás de respostas, até então, pouco esclarecidas,
outra pessoa, seja ela com ou sem tatuagem. Fundamentado em diversos depoimentos de pessoas
a para ser apenas um esclarecimento pessoal, transformou-se em um livro.

log

Promoção 1 Ano de Almanaque Digital


cê mesmo

O Almanaque Digital de Tatuagem


completa um ano no ar, e na comemo-
ração de seu aniversário quem ganha
é o leitor. Saiba como participar no
site www.almanaquedigital.com.br

Vista geral Don Paulista Tatuagem feita por Suliée Pepper


s
ie
ér
s
Javier Peralta (Argentina) Liu Suied (França)

Feminina
Marquinho - Clinic Tattoo Dragon (BA)
Chacal - Chacal Tattoo Eder - Quinto Caval
leiro Célio - Alma de Dragão
Gabriel
Callico Javier Jade (
(Urugu
ai)

Realista

Carloxid (Itália)
(Peru)

o
aleir
o Cav
uint
r-Q
Ede

tália)
Alex de Pase (I
Bacon -
Gatto M Gabriel Callico
atto Ta
ttoo

Bacon - Gatto Matto Tattoo


o (Uruguai)

(RJ)
one
n Ram
Ala

eru)
Javier Jade (P

Interessi correlati