Sei sulla pagina 1di 6

A ATUAÇÃO DA ASSISTENTE SOCIAL NA UNIDADE BÁSICA DE

SAÚDE –
FACULDADE1
Vanice Maria Schaedler2
INTRODUÇÃO: A profissão do Serviço Social é regulamentada pela
Lei nº 8.662/93, sendo o seu exercício profissional regido pelo Código
de Ética Profissional dos Assistentes Sociais, resolução do Conselho
Federal de Serviço Social. É a profissão que atua no campo das
Políticas Sociais com o compromisso de defesa e garantia dos Direitos
Sociais da população, usando o fortalecimento da Democracia. O
exercício profissional é fundamentado em legislação federal que
protege e assegura os direitos sociais do cidadão, dentre elas
citamos: Legislação Previd enciária; Lei Orgânica da Assistência Social
– LOAS; Estatuto da Criança e do Adolescente Legislação
Previdenciária; Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA; Lei
Orgânica de Saúde –
LOS; Política Nacional do Idoso – PNI; Política e Serviços especiais de
prevenção e
atendimento médico e psicossocial às vítimas de negligências e maus
tratos, exploração
e abuso, crueldade e opressão; Política Nacional para a integração da
Pessoa Portadora
de Doenças Especiais; Política sobre a proteção e os direitos das
pessoas portadoras de
transtornos mentais; Legislação que dispõe sobre a participação da
comunidade na
gestão do Sistema Único de Saúde – SUS. Site:
http://www.distritofederal.df.gov.br
Além de garantir os direitos sociais à população tem como
atribuições: Planejar,
assessorar, executar, avaliar programas e projetos em políticas
públicas de saúde. A
Assistente Social norteia também suas ações na Política Nacional de
Assistência Social,
que tem como função a inserção, prevenção e promoção dos
assistidos enquanto
1Projeto de Pesquisa em Andamento
2Serviço Social, Assistente Social, UBS-Faculdade. Av. Maripá, 1150, Toledo-Pr. E-
mail:
vanicesd@bol.com.br. Telefone comercial: xx (45) 3324-7944/ residencial: xx (45)
33792924/ celular:
9123-7099
cidadãos de direito. As atividades estão prioritariamente
concentradas nos seguintes
campos de atuação: Ações em caráter emergencial. Atendimento
especializado,
Planejamento e assessoramento, Promoção em Saúde.
A Organização Mundial de Saúde - OMS define saúde como "Completo
bem-estar
Físico e Mental e Social do Indivíduo". Este conceito ampliado traz
novos desafios para
a atuação dos serviços públicos de saúde e para os profissionais que
atuam nas diversas
áreas. Atualmente, vivenciamos uma transição demográfica com o
envelhecimento
progressivo da população e a mutação epidemiológica, onde
problemas de saúde pública
presumivelmente superados tais como parasitoses, desnutrição,
dengue, hanseníase,
tuberculose, etc., persistem em aparecer juntamente com doenças da
modernidade
como: neoplasias, doenças cardiovasculares, stress, doenças
ocupacionais, transtornos
psiquiátricos, doenças psicossomáticas, etc. Site:
http://www.distritofederal.df.gov.br
Segundo SPOSATI (1995) a atuação do profissional também está
inserida em um
contexto de permanentes desafios como a exclusão social, o
desemprego, a violência, as
situações de risco social, etc. Neste contexto, o profissional de
Serviço Social deve em
seu trabalho cotidiano interpretar e compreender a realidade social,
facilitando a
inserção do cidadão nas políticas públicas.
OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é fazer com que a
população venha a
entender as funções/atribuições da Assistente Social no
contexto específico da
Unidade Básica de Saúde. Sensibilizar os usuários sobre os
seus direitos e
Programas Sociais fazendo com que o mesmo venha a
depender menos do
assistencialismo. Atender as demandas sócio-assistenciais dos
usuários, favorecer ao
usuário condições de exercer maior controle sobre seu processo de
tratamento e
convivência com a enfermidade; Criar projetos voltados para a:
Saúde da Mulher,
Materno Infantil, Saúde da Criança/ adolescente e Saúde do
Idoso.
METODOLOGIA: Para que o objetivo seja alcançado primeiramente
será necessário
esclarecer a população usuária sobre o trabalho desenvolvido pela
Assistente Social,
para isso será elaborado um pôster explicando o trabalho a ser
desenvolvido, onde
constarão as ações da Assistente Social:
- Atendimentos Individuais;
-Visita domiciliar
- Educação e Prevenção a Saúde;
- Encaminhamentos para: Aposentadoria, Benefício de Prestação
Continuada (BPC),
Passe Livre, Documentação, S.O. S – Família, Protocolo de
Medicamentos Especiais –
Farmácia Básica, Protocolo de Exames Complementares, Programa do
Leite, Bolsa
Família, Encaminhamentos para Programas/Projetos e demais
encaminhamentos que a
população necessitar e for de responsabilidade da Assistente Social.
Segundo NETTO
(1996). Toda a ação profissional está fundamentada nos princípios
ético-políticos que
embasam o Serviço Social enquanto profissão circunscrita na divisão
sócio-técnica do
trabalho. Para tanto podemos realizar uma análise de sua
demanda e de sua
realidade social, e a discussão da implementação de um
serviço novo de uma das
profissões da saúde que antes não fazia parte do quadro das
categorias
tradicionalmente incorporadas na Unidade Básica de Saúde.
RESULTADOS: Os resultados obtidos são parciais, pois o trabalho é
continuo. Por
meio do trabalho desenvolvido com os usuários, busca-se contribuir
no conhecimento e
esclarecimento em relação ao trabalho da Assistente Social,
desmistificando que o
trabalho da Assistente Social é voluntário, exercido de forma gratuita,
mas mostrar que a
Assistente Social é uma profissional que exerce seu trabalho de forma
remunerada, nas
organizações públicas e privadas com competência e atribuições
específicas para a
atuação em diferentes áreas. Esclarecer que a Assistente social não é
uma moça
boazinha que ajuda as pessoas, e sim que é uma profissional que
atua na realidade social
através do atendimento de inúmeras demandas, elaboração de
pesquisas/projetos e
construção de propostas que visam o atendimento as necessidades
sociais da população,
nas áreas de assistência social, saúde, educação, habitação como um
direito do cidadão.
Mostrar que o Serviço Social não trabalha somente com os pobres, ou
seja, que o
trabalho não se restringe à pobreza, entretanto a realidade social e
econômica do Brasil
faz com que o trabalho do Serviço Social seja, em grande parte, com
a população mais
excluída da sociedade. Assim considera-se que o objetivo vem sendo
alcançado quando
se percebe as mudanças que ocorrem em relação a uma nova visão
que o usuário tem em
relação à forma de ver o trabalho da Assistente Social, e com isso
uma nova maneira de
se ver como um cidadão de direitos quando em busca de um
atendimento e não como
um favor ou benesse. Além das mudanças relacionadas à auto-
estima, convívio
familiar/social, higiene, educação dos filhos, saúde, e a participação
nos projetos e
programas desenvolvidos, pela Assistente Social e demais
profissionais: Programa
Hiperdia: Desenvolvido na UBS-Faculdade por toda equipe técnica e
demais
profissionais da comunidade, destinados às pessoas hipertensas e
diabéticas. Atende em
média 420 pacientes ao mês, sendo 7 grupos, distribuídos da
seguinte forma: 5 grupos
de hipertensos e 2 de diabéticos, aproximadamente 60 pacientes
participando de cada
grupo onde todas as quintas-feiras ocorrem às reuniões, período
matutino/vespertino.
Procedimento: Palestras, trabalhos em grupos, dinâmicas,
procedimentos da
enfermagem. Programa de Atendimento As Gestantes: Está sendo
desenvolvida na
UBS-Faculdade todas as segundas-feiras, no período matutino, antes
das gestantes
passarem por consulta, pois este dia é destinado para atendimento as
gestantes pelo
ginecologista da UBS. Os estagiários de fisioterapia realizam a
palestra enquanto as
gestantes aguardavam o atendimento médico. É utilizado de recursos
como
demonstrações de posições para a amamentação com bonecos e
também realização de
exercícios pelos acadêmicos e gestantes. Participação de 20 idosas
no Programa:
“Fisioterapêutico de Atenção a Saúde da Mulher Climatérica”,
desenvolvido as 4ªfeiras
com duração de 60 minutos no setor de Fisioterapia da Unioeste.
Participação 20 idosas
no Programa: “Fisioterapêutico de Promoção a Saúde do Idoso”
desenvolvido todas as
2ªfeiras com duração de 60 minutos, onde são realizadas atividades
em grupo e
informações na área de gerontologia no setor de Fisioterapia, sendo
estes dois
programas uma parceria do Serviço Social-UBS-Faculdade com a
Fisioterapia da
Unioeste-Campus-Cascavel. Projeto: Construindo O Futuro;
coordenado pela Assistente
Social, e colaboradoras (Enfermeira e Agentes comunitárias)
destinado às 39 crianças
cadastradas no VAN - Vigilância Alimentar Nutricional, e suas
respectivas mães. Para as
Mães: Palestras, debates, elaboração de textos e cartazes, vivencias e
dinâmicas de
grupo, exercícios de alongamentos, e demais atividades que venham
de encontro às
necessidades do projeto. Para as Crianças: Conta com a
Brinquedoteca que é um esforço
no sentido de salvaguardar a infância, nutrindo-a com elementos
indispensáveis ao
crescimento saudável da alma e da inteligência da criança. Não
representa apenas
oportunidade de acesso a brinquedos. Mais que isso, expressa uma
filosofia de educação
voltada para o respeito ao "eu" da criança e às potencialidades que
precisam de espaço
para se manifestar.
ESPAÇOS DA BRINQUEDOTECA:
Canto dos Jogos e Brinquedos;
Canto da Leitura;
CONCLUSÃO: Conforme discussão deste trabalho observa-se que
alguns usuários daUBS-Faculdade, passaram a conhecer o papel da
Assistente Social e sobre o que vem a ser Assistência Social – Política
Pública de atuação e defesa de direitos, regulamentada pela LOAS –
Lei Orgânica de Assistência Social, Lei Federal nº 8.142 (07.12.93) a
qual é destinada à população mais vulnerável, com o objetivo de
superar as exclusões sociais,defender e vigiar os direitos de cidadania
e dignidade humana. Outros ainda muitas vezes continuam em busca
do Assistencialismo que é o contraposto do direito, da proteção social
em seguridade social. É o acesso a um bem através de uma doação.
Com o Assistencialismo NÃO HÁ GARANTIA DE CIDADANIA e muito
menos dos direitos garantidos na Constituição Brasileira. Pois o
acesso a condições plenas e dignas de vida dos cidadãos é
conseguido através do FAVOR. A espera da boa vontade e interesse
de alguém. Já o Serviço Social é uma profissão que atua no campo
das políticas sociais entre esta a da Assistência Social. “OPÕE-SE AO
ASSISTENCIALISMO”, através de uma pratica que visa à expansão dos
direitos e emancipação da sociedade em geral. O que acontece em
muitos casos é que as pessoas passam a depender do
assistencialismo deixando de buscar os seus direitos adquiridos
conforme a Lei. As pessoas deveriam ter consciência de que está
sensibilização da sociedade é passageira, porém os direitos que são
adquiridos pela Lei são garantia.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS:
BRAZ, M. (Coord). Assistente Social: Ética e Direitos. Coletânea de
Leis e Resoluções.
CRESS 7ª Região, Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Libador 2000.
CONSTITUIÇÃO: República Federativa do Brasil. Brasília: Senado
Federal, Centro
Gráfico. Coleção Saraiva, 1988.
NETTO, José Paulo. Transformações societárias e Serviço Social: notas
para uma
análise prospectiva da profissão no Brasil. In Revista Serviço Social e
Sociedade, nº. 50.
São Paulo: Cortez. Abril, 1996.
PORTAL OFOCIAL DO GOVERNO, disponível em
http:///www.distritofederal.df.
gov.br, acesso em 1807.05.
SPOSATI, A. de O. et al. A Assistência na Trajetória das Políticas
Sociais Brasileiras:
uma questão em análise. 6ª edição. São Paulo: Cortez, 1995