Sei sulla pagina 1di 4

REGIMENTO INTERNO DO SENADO

Agências Reguladoras
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

AGÊNCIAS REGULADORAS

45 – AGÊNCIAS REGULADORAS [ART. 96-A]

As agências reguladoras surgiram em meados dos anos 90, durante um pro-


cesso de desestatização de importantes setores da economia, diante da neces-
sidade de haver agências para regular e fiscalizar tais setores.

O Regimento do Senado busca acompanhar as mudanças no âmbito da Admi-


nistração Pública Federal. Por essa razão, foi criado um dispositivo, por meio de
resolução do Senado, que dispõe acerca da obrigação e do dever dos dirigentes
máximos de cada Agência Reguladora de comparecer ao Senado Federal anual-
mente. Portanto, além do dispositivo genérico da Constituição Federal que esta-
belece que as Comissões podem convocar os Ministros de Estado, os dirigentes
máximos das agências reguladoras têm também a obrigação de comparecerem
ao Senado anualmente, a fim de prestar contas sobre a agência, em relação a
suas atribuições e seu desempenho, bem como apresentar avaliação das políti-
cas públicas.

Os dirigentes devem apresentar tema para uma reunião conjunta, e sua plateia
será a comissão permanente temática (CP temática), a Comissão de Assuntos
Econômicos (CAE) e a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Assim, se o Presidente da Anatel, por exemplo, comparecer ao Senado, ele


deverá discorrer a respeito do que a Anatel fez no ano anterior, do que ele tem
feito em relação às suas atribuições de presidente e, principalmente, de como
está o setor de telecomunicações, ponto que a Anatel fiscaliza. No caso dessa
agência, a Comissão de Serviços de Infraestrutura seria sua comissão perma-
nente temática.
ANOTAÇÕES

1
www.grancursosonline.com.br
REGIMENTO INTERNO DO SENADO
Agências Reguladoras
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

46 – AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS [Art. 96-B]

Conforme o Art. 90, IX, do Regimento Interno, cabe ao Senado exercer a


fiscalização do Poder Executivo, tanto da Administração direta, os Ministérios e
os órgãos diversos, quanto da Administração indireta, as entidades, autarquias,
fundações públicas, empresas estatais etc.

Cada comissão permanente deve definir, até o fim de março, quais políti-
cas públicas e quais programas governamentais serão fiscalizados e analisar o
impacto das políticas e a área meio. Para executar tal tarefa, ela necessita de
informações, as quais são provenientes do Poder Executivo, do TCU e de qual-
quer entidade ou instituição da sociedade civil.

No fim da sessão legislativa, deve ser entregue um relatório com conclusões


acerca da fiscalização realizada.

É relevante destacar que, embora o titular do controle externo seja o Con-


gresso Nacional, é o TCU que fiscaliza e audita a Administração Pública Federal
e todos os entes que recebem dinheiro federal. Por essa razão, o Congresso tem
pretendido valorizar sua competência de titular do Controle Externo de órgão
cuja função precípua não é apenas legislar, mas também fiscalizar.

A Consultoria Legislativa e a de Orçamento, Fiscalização e Controle poderão


ser solicitadas a emitir relatórios técnicos e a realizar estudos que deem subsídio
à avaliação de políticas públicas.

O DataSenado é um instituto de pesquisa que objetiva gerar estatísticas e


subsidiar as avaliações de cada Comissão Permanente.
As quatorze Comissões Permanentes também têm suas competências espe-
cíficas. Em regra, cada tema pertence a uma delas. No entanto, alguns temas
estarão presentes simultaneamente em comissões diferentes.
ANOTAÇÕES

2
www.grancursosonline.com.br
REGIMENTO INTERNO DO SENADO
Agências Reguladoras
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

47 – COMISSÃO DIRETORA [ART. 98]

A Mesa Diretora exerce a Administração interna do Senado Federal, nos


termos do seu Regulamento Administrativo.

Ela propõe, por Projeto de Resolução do Senado, a organização e a criação


ou extinção de cargos do Senado Federal, que são aprovados pelo Plenário e
promulgados pelo Presidente do Senado. Quando o Senado cria cargos da polí-
cia legislativa, por exemplo, a Mesa, na qualidade de Comissão Diretora, aplica
normas para regulamentá-los.

O aumento da remuneração dos servidores também deve ser proposto pela


Mesa, por meio de Projeto de Lei, conforme Art. 98, III e Art. 49, VII-VIII, da Cons-
tituição Federal. Esse aumento deve ser aprovado pelo Congresso Nacional e
promulgado pelo Presidente da República; para os Senadores, bem como Deputa-
dos, Ministros de Estado e o Presidente da República e seu vice, o aumento se dá
por meio de decreto legislativo aprovado pelo Congresso Nacional e promulgado
pelo Presidente do Senado na qualidade de Presidente do Congresso Nacional.

APROVA PROMULGA
Resolução
Criar Cargo SF PSF
do SF
Aumentar a
LEI remuneração CN PR
dos servidores
Subsídio:
PSF
DL SEN, DEP, PR, CN
(PCN)
VPR E ME
ANOTAÇÕES

3
www.grancursosonline.com.br
REGIMENTO INTERNO DO SENADO
Agências Reguladoras
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Além de os projetos de resolução para criar cargos e organizar o Senado


serem de autoria da Comissão Diretora, qualquer proposição que tiver relação
com a Mesa do Senado deve passar por essa Comissão, a fim de que esta
possa emitir um parecer obrigatório. Esse parecer deve ser emitido também em
caso de projeto de resolução que objetive alterar o Regimento do Senado, salvo
caso em que uma Comissão Temporária é criada para análise de resolução de
alteração do Regimento.

A Comissão Diretora também é responsável por elaborar Redação final das


proposições do Senado, projetos da Câmara dos Deputados e emendas a estes
que forem aprovadas, escoimando-os de vícios de linguagem, expressões
desnecessárias etc.

Geralmente, quando o Presidente do Senado percebe temas afetos, ele


determina tramitação em conjunto, havendo possibilidade de recurso destinado
à Comissão Diretora. Porém, caso o Presidente não os perceba, o interessado
na tramitação conjunta fará um requerimento, que não será destinado ao Presi-
dente, mas à Comissão Diretora, salvo se a proposição estiver na ordem do dia
ou se seu parecer estiver aprovado em comissão, caso em que somente o Ple-
nário poderá determinar a tramitação conjunta. [Arts. 48 + 98 + 258]

Vale destacar que os esclarecimentos ao Senado Federal sobre as decisões


da Comissão Diretora são realizados pelo relator da matéria. Se este não estiver
disponível ou a matéria não tiver relator, serão realizados pelo Primeiro Secretário.

Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com
a aula preparada e ministrada pelo professor Emerson Douglas.
ANOTAÇÕES

4
www.grancursosonline.com.br