Sei sulla pagina 1di 5

CAPA

ADITIVOS E INGREDIENTES

Muitos lançamentos na Food Ingredients 2001

Ana Cláudia Ananias e Claudio Henrico Murgia

2001 Ana Cláudia Ananias e Claudio Henrico Murgia Orafti é uma das que trarão novidades sua

Orafti é uma das que trarão novidades

sua 7ª edição, a Food Ingredients

South America já tornou-se um marco

no âmbito comercial para o setor alimen- tício brasileiro e da América Latina. Du- rante os dias 28 a 30 de agosto, no Transamérica Expo Center (TEC), em São

Paulo, a FiSa conta com o reforço do pavi- lhão dos Estados Unidos e com o apoio do Institute of Food Technologists (IFT).

No total, a edição de 2001 apresentará

mais de 200 expositores com produtos direcionados para os profissionais atuan- tes na área de ingredientes, aditivos, pro- dutos semi-faturados, equipamentos laboratorias e serviços. Durante os três dias do evento, a feira contará também com as conferências e palestras paralelas para os diversos setores de aditivos e ingredien-

tes alimentícios. Além do IV FI South America Awards 2001, que entre as 50 empresas selecionadas, premiará “O Ingre- diente Alimentício mais Inovador” e os “Produtos Alimentícios mais Inovadores”.

E m

Alimentos funcionais, nutracêuticos e estabilizante para bebidas

Na linha de ingredientes funcionais e nutracêuticos, a multinacional Orafti Active Food Ingredients aproveita o sucesso de 2000 e mostra as propriedades de seu novo ingrediente, o Raftilose Synergy1, que já consta nos componentes de alguns produ- tos no mercado brasileiro e europeu. O vice- presidente da Orafti, Paul Coussement, abrirá um ciclo de palestras, abordando as propri- edades nutricionais dos ingredientes pro- duzidos na empresa, em especial sobre a absorção do cálcio. O tema foi elaborado justamente porque foi descoberto um au- mento da absorção de cálcio de uma dieta normal com o auxílio do Raftilose Synergy1.

16

BRASIL ALIMENTOS - n° 9 - Julho/Agosto de 2001

A empresa revela que os estu-

dos realizados por cientistas demonstram que a ingestão de 8 gramas diárias do ingredi- ente representa uma diferen- ça significativa ao desenvol- vimento ósseo. A Orafti é es- pecialista na produção de in- gredientes alimentícios à base de chicória , como a

inulina e oligofrutose, que são extraídas da raiz da chicória. Anualmente a multinacional transforma cerca de 400 mil toneladas de raízes de chicó- ria em ingredientes alimentí- cios e xaropes de frutose para

a indústria farmacêutica e ali- mentícia com as marcas Rafti- line e Raftilose.

A Roche também mostrará

marcas Rafti- line e Raftilose. A Roche também mostrará Citromax mostra novos aromáticos dientes alimentícios como

Citromax mostra novos aromáticos

dientes alimentícios como Antioxidantes Tenox (TBHQ, BHA, Galato de Propila, BHT), Eastman SAIB-FG, Agente de Densidade Estabilizante para emulsões de bebidas, Ingredientes Nutracêuticos, Nutriente Tocotrienols e outros intermediários e in- gredientes para alimentos e aromas.

Doces e confeitos

A Cargill reforçará, na Food Ingredients, os lançamentos do princípio do ano:

Maltodextrina e derivados da fécula de man- dioca. A empresa estará expondo, também, sua linha completa de ingredientes alimen- tícios para doces e balas: derivados do ca- cau (liquores, pós e manteigas, naturais ou alcalinos); amidos modificados (Gomagill, tipo 50 e 90); gorduras (Fatgill PF 38) e xaropes de glicose (Glucogill, versões 40/ 85 e 40/82, Maltogill 63/82, Glucodry e Drygill), além dos acidulantes ácido cítrico, citrato de sódio e citrato de potássio. Destinada aos setores de alimentos e de rações para desmame, a Maltodextrina, composto à base de açúcares de milho e mandioca, integra o processo de fabrica- ção de sorvetes, sopas em pó, molhos, re- cheios, congelados e lácteos. O produto atenderá não só ao mercado latino, mas também ao norte-americano, africano e japonês, com as denominações Maltogill, a partir do milho, e Maltodry, paras os pro- dutos provenientes da mandioca. Já os amidos modificados, de fécula de mandioca, têm utilidade nas mais variadas indústrias – alimentícia, papel e celulose,

têxtil, química, farmacêutica, petrolífera, cosmética, entre outras. Neste caso, a produção fica a cargo da unidade de São Miguel do Iguaçu, no Paraná. Há mais de 35 anos atuando no Brasil, a Cargill fatura anual- mente cerca de R$ 5,3 bilhões. Seguindo o mesmo rumo de doces e afins, a Citromax quer atingir o mercado de balas, biscoitos, bolos, chicletes e ou- tros. Mudando os ares do que foi apresentando na edição anterior, a Citromax apresen- tará os aromas de figo, frutas amarelas, frutas vermelhas, frutas verdes e mamão papaya para incrementar e inovar os

sabores dos produtos que es- tão no mercado. No Brasil, a empresa pro- duz e fornece condimentos e aromas, des- tinados à fabricação de embutidos cárneos, bebidas lácteas, refrigerantes, balas, snacks, sorvetes, entre outros. Na Argenti- na, a Citromax produz e fornece limão “in natura”, suco concentrado e óleo essenci- al, fazendo desta fruta a sua principal ma- téria-prima, cultivada em uma área de 4000 hectares de plantações próprias. A Cape Food apresentará três linhas produzidas na África do Sul: Tropicubes, preparados de fruta com baixa Aw e umi- dade para utilização em barras de cereais, cereais, sorvetes e confeitos, disponíveis em uma grande gama de sabores; ácidos NCP, fumárico solúvel em água quente e fria, málico e frutárico e Propionato Ortochem, com excelente solubilidade para utilização em panificação. Os produtos diet serão representados pela Fábrica de chocolates Sawer que apresentará o chocolate dietético. O pro- duto é sem adição de açúcar, fabricado com maltitol cristalino e sucralose, com perfil de sabor e textura idênticos aos chocolates com açúcar.

Panificação, biscoitos, massas, snacks e semi-prontos

O mercado de panificação será representa- do pela Granotec do Brasil. Em nova fase, desde maio a empresa instalou suas sedes in- dustrial e administrativa na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). A Granotec, que está pre- sente praticamente em todas as empresas do

seus últimos lançamentos em ingredientes funcionais. A presença da Roche constará na apresentação dos seguintes ingredien- tes: Licopeno - carotenóide presente no tomate, que possui características antioxi- dantes e pode ser direcionado a alimentos para o público masculino, pois é um ingre- diente benéfico à próstata; Luteína e Zeaxantina - também da família dos carotenóides, é indicada para a saúde dos olhos; Ômega 3 - óleo de peixe refinado rico em ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa EPA e DHA, fundamentais para

o sistema cardiovascuvar. As novidades deste ano da Danisco divi- dem-se entre o Minolac - um substituto de leite em pó desnatado, o Benefat – uma gor-

dura especial redutora de calorias e o Litesse

– um polidextrose como fonte de fibra

dietética. A empresa também expõe uma li- nha de Sistemas Estabilizantes Alternativos.

A Colloides Naturels International

(CNI) apresentará na feira seus sistemas

e produtos para estabilização e textu-

rização de bebidas e molhos; encapsu- lação e emulsão de aromas; drageamento

e texturização de balas e confeitos, carra- genas para produtos lácteos. Além dis- so, mostrará as novas aplicações do seu produto de linha Fobregum – fibra solú- vel de goma Acácia, apresentada no ano

passado. A Colloides Naturels divulgará

o seu recente estudo realizado em hu-

manos saudáveis que comprova o efeito prebiótico da fibra da Acácia. Assim como na FISA de 2000, a Eastman levará para o evento deste ano seus ingre-

BRASIL ALIMENTOS - n° 9 - Julho/Agosto de 2001

17

CAPA

CAPA

CAPA

setor de trigo (moi-

nhos, fábricas de pães, massas e biscoitos), estará apresentando suas novas linhas de enzimas: Spring e Summer Spring.

A empresa atua

linhas de enzimas: Spring e Summer Spring. A empresa atua Gorduras são o forte da Braswey

Gorduras são o forte da Braswey

noleato de Poliglicerol (Brawax PGA), Monooleato de Sorbitan (Brawax MOS), Monoestearato de Sorbitan (Brawax MES), Monoestearato de Poliglicerol (Brawax PGE), Glicerina USP e Lecitinas (Tipos N, NS e NS MILK). Além da gama de farinhas de soja (integral ativa e desengordurada), gorduras vegetais, margarinas, farinhas de Trigo, pré-misturas para panificação e con- feitaria e melhoradores de farinha. Há tempos o ácido láctico e seus deri- vados são ingredientes naturais de uma ampla gama de produtos, como no proces- samento de carnes, no setor de laticínios e panificação. Antes de tornar-se comercia- lizável, o produto era formado pela fermen- tação natural, em produtos como queijos, iogurtes, fermento, produtos à base de carne e vinho. Aproveitando o crescimen- to da indústria e a expansão da utilização do ácido láctico, a Purac especializou-se na produção do ingrediente direcionado às indústrias alimentícia, técnica, de higiene pessoal e farmacêutica. A Food Ingredients será palco para a empresa demonstrar as aplicações do áci- do láctico até o controle e fortificação de pH. As funções atribuídas a esses produ- tos são a melhoria das propriedades sen- soriais dos produtos finais, a regulagem de acidez e a conservação dos alimentos. Os produtos fornecidos pela empresa são: o Puracal, o Esterlac e o Purasal S. O Puracal é uma fonte solúvel de cálcio, ideal para sucos de frutas, por apresen- tar alta biodisponibilidade e elevado

conteúdo mineral. O Esterlac é produzido por Lactilatos di- recionados para o mercado de farinhas e panificação. Esses Lactilatos possuem ação sobre o glúten, aumentando a tole- rância ao batimento da massa, e facili- tando a elaboração de produtos mais homogênios e de alta qualidade. Além disso, o Esterlac me- lhora o crescimento da massa, pois au- menta a capacidade de reter os gases da

fermentação, mesmo na etapa de fornea- mento. Atua também como complexante

de amido, resultando num aumento do shelf-life e melhoria na maciez dos pro- dutos. O Lactato de Sódio, comercializa- do com a marca de Suracal S, é um agen- te efetivo contra microorganismos patogênicos e sua incorporação na for- mulação não altera o processo ou afeta

o sabor do produto final. Purasal S reduz

a atividade de água e demonstra uma

atividade antimicrobiana específica que

é conhecida como “efeito lactato”. Presente desde a primeira edição da fei- ra, a Duas Rodas Industrial mais uma vez chega ao evento trazendo novidades na li- nha de Flocos de Frutas e Legumes Desidra- tados, aplicados na indústria alimentícia de diversas formas: na elaboração de sopas, iogurtes, biscoitos, sorvetes, molhos e lác- teos. A empresa destaca também os extra- tos naturais, principalmente os típicos da flora brasileira, guaraná e catuaba, utiliza- dos nos refrescos em geral. Frente a esses lançamentos e ao sucesso alcançado nos anos anteriores, a Duas Ro- das espera fechar bons negócios na FI 2001. “Temos como expectativa maior para a FI a ampliação do nosso marketing de relacio- namento com os clientes. Diante disso, apre- sentaremos ao público em geral alguns pro- dutos diferenciados, atualizados de acordo com as últimas tendências do mercado, para degustação”, prevê Hilton Siqueira Leonetti, gerente de Vendas Aromas. Com base nas necessidades e solicita- ções dos clientes – que poderão circular

em diversas áreas do setor, como: Mixes e

Microingredientes pa- ra farinha de trigo; equipamentos labora- toriais, manutenção e peças; treinamento e cursos técnicos; e

análises

laboratoriais. Os lan-

çamentos que serão exibidos durante a feira fazem parte de

uma linha de enzimas de alta concentração para panificação, composta pelos seguintes produtos:

Spring (hemicelulase), Spring Alfa (alfa amilase), Spring GOX (glucose oxidase), Spring AG (amiloglucoside) e Spring Life (alfa amilase maltogênica). Summer é uma linha completa de enzimas e seus com- plexos para biscoitos doces, salgados e wafers. Estas enzimas trazem incremen- tos à qualidade do biscoito como melhor expansão e crocância e, principalmente, redução do sobre-peso, mesmo sendo uti- lizadas em baixas dosagens.

A linha de produtos da Granotec conta

também com Glúten/Master Glúten; enzimas

para panificação, biscoitos e sucos; emulsificantes; branqueador de farinhas; oxidantes e redutores; fermentos químicos; vitaminas; farinha de soja hiper-ativa; fór- mulas para pães congelados; fermentação prolongada pão francês; pães especiais e bolos; fórmulas à la carte para tratamento

e tipificação de farinha de trigo; compos-

tos para correção de farinhas de trigo. Com

a nova instalação, a Granotec aumentou 20

vezes sua capacidade de produção e em 5 vezes a capacidade de estocagem dos pro- dutos “in natura”. A área total de estocagem de produtos acabados e materiais é de 1.400

m 2 , 500 m 2 de área de produção e 750 m 2 de escritórios e laboratórios Quem visitar o estande da Braswey co- nhecerá a linha de produtos composta por Monodiglicerídeos (Brawax MGS, MGS-S, MGS-C, EMG e MGS-CS), Monoestearato de Propileno Glicol (Brawax MPS), Polirici-

18

BRASIL ALIMENTOS - n° 9 - Julho/Agosto de 2001

CAPA

CAPA

CAPA

pelo estande montado numa área de 150 m², desfrutando também de uma ilha de degustação –, a Duas Rodas disponibilizará seus produtos combinados em forma de mixes de frutas e legumes. Tida como uma das maiores e mais im- portantes companhias do setor de agri- business, a Mavalério lançará mais um pro- duto de qualidade. Para atender às diversas necessidades da indústria de biscoitos, bo- los e doces em geral, a Mavalério elaborou as coberturas sabor chocolate ao leite, amar- go e branca para cobertura e molde de acor- do com a imaginação dos profissionais.

Açúcares

Seguindo a tendência do ano passado, a Dulcini S/A levará ao público suas marcas de açúcar líquido durante a FISA. A vedete este ano será o novo Açúcar Líquido Invertido da linha Gludex, no mercado há 30 anos. O novo Gludex foi formulado como ingrediente es- sencial para barras de cereais, pois tem a função de melhorar a textura do produto e aumentar o shelf-life, evitando o resseca- mento dos cereais. Além disso, evita a cris-

o resseca- mento dos cereais. Além disso, evita a cris- Leiner Davis se concentra em gelatinas

Leiner Davis se concentra em gelatinas

talização do açúcar, facilita o manuseio e a automação da linha, por se tratar de um pro- duto líquido com uma viscosidade que per- mite bombeamento sem calefação. O Gludex são caldas refinadas que con- têm sacarose, frutose e dextrose em dife-

rentes quantidades. Essas substâncias são obtidas através da hidrólise da sacarose em meio ácido ou enzimático e podem ser en- riquecidos com frutose. Em 2000, além dos açúcares invertidos Gludex, a Dulcini apre- sentou a linha de açúcares líquidos refina- dos e os Xaropes de Caramelo Xarin. Desde 1999 a empresa tornou-se a líder em dedi- cação total na produção e comercialização de açúcares líquidos na América Latina. Buscando inovações em ingredientes para bebidas e produtos alimentícios, a Tovani Benzaquen, em parceria com em- presas de vários países, exibirá ao público sua linha de produtos de alta tecnologia. Na edição de 2001, a novidade da empresa será o açúcar explosivo, desenvolvido em conjunto com a americana Raven. O lan- çamento da Tovani será apresentado em diversos sabores e tonalidades, além dos tradicionais produtos da companhia. Entre os ingredientes em exposição estarão edulcorantes, Xilitol, os substitutos de gordura Dairy-Lo e LitesseTM, concentra- dos para bebidas, gomas (Guar, Arábica e especiais), chás instantâneos, pinturas antifúngicas, entre outros.

BRASIL ALIMENTOS - n° 9 - Julho/Agosto de 2001

19

CAPA

CAPA

CAPA

Produtos cárneos e outros

CAPA Produtos cárneos e outros Eastman destaca linha de antioxidantes presa informa que o processo e

Eastman destaca linha de antioxidantes

presa informa que o processo e a aplicação

polissacarídeo, fonte de carbonos e principal ma-

téria-prima da fabricação

de HDF, aromatizante mais

conhecido como Furaneol. A FMC BioPolymer mostrará o conceito tecnológico para ali- mentos reestruturados baseados numa linha de alginatos Protanal. Quase todo alimento pode ser reestruturado

e as vantagens dessa

tecnologia são: agregar valor ao alimento, pre- venção do desperdício, estender o produto, pa- dronização do alimento, facilitar os processos de produção, entre outros.

Uma das novidades para o segmento de pro- dutos cárneos é o desen- volvimento de uma tec- nologia já conhecida por especialistas europeus e que começará a ser apli- cada no Brasil. Um pro- duto processado a par-

tir da pareceria entre as dinamarquesas Tulip International (Danish Crown) e Novozymes e a Allimentus Engenharia

A

e Tecnologia

empresa brasileira apre- sentará ao setor no

evento a Proteína Funcional de Carne (PFC).

 

O

produto é um hidrolisado protéico de

são simples e resultam em uma significativa

Leiner Davis, produtora de gelatinas,

pensou no avanço, para indústria alimentí-

A

ção para estabilização de produtos cárneos,

A

Butter Buds Food Ingredients mostra-

 

A

Chemax apresentará sua nova linha de

carne produzido a partir do uso de enzimas industriais. Mesmo sendo uma tecnologia utilizada há 5 anos na Europa, há pouco

tempo os técnicos consideraram outros as- pectos funcionais da PFC, além do valor

economia de custos, com um retorno anual estimado do investimento de 75% a 100%.

cia, que as características das gelatinas per-

aditivos, citrato de sódio, sorbato de potás- sio e inibidores de fermentação e o labora- tório de aplicação com desenvolvimento de formulações exclusivas com alto padrão de qualidade em produtos e serviços.

protéico inerente do hidrolisado. A forma-

mitem para aplicação em diversos setores. A

 

A

Reiza Keiner estará presente com suas

ção da PFC consiste na mistura de retalhos

empresa, que já direciona sua produção para

representantes Bartek e Budenheim. A Bartek

e

carne mecanicamente separada com água

uso na preparação de doces, confeitos, bebi-

dará à Food Ingredients ênfase no Ácido

e

enzimas proteolíticas. As enzimas são usa-

das, produtos lácteos fermentados e outros,

Málico, que vem demonstrando excelente

das na extração de proteínas da carne, sen- do que os lipídeos e outros materiais inde-

lança uma nova geração para a indústria de carnes. Durante a FI 2001 a empresa mostra-

sinergia com outros acidulantes, inclusive em sabores cítricos. A Budenheim virá com 3

sejáveis são separados e removidos, resul- tando na formação de um material protéico uniforme e com baixo teor de gordura. No

rá a linha de gelatina MeatPlus, um produto com alta capacidade de retenção de água, de emulsionar gordura e redução de custo de

novos produtos, todos misturas de fosfatos de alta performance para aplicação no pro- cessamento de carnes e frutos do mar.

processo ocorre a liberação de aminoácidos

formulação quando comparado aos deriva-

 

A

Nutrinova estará lançando no Brasil três

responsáveis pelo aroma e sabor da carne. Quando a PFC é usada na salmoura pa- drão, muitos benefícios podem ocorrer nos produtos cárneos, incluindo a redução da perda durante o cozimento e melhoramen-

dos vegetais disponíveis no mercado. Inova-

a MeatPlus surge para aplicação em alimen- tos curados ou cozidos, como presuntos, tor- tas e patês, e em produtos emulsionados,

produtos: o Caromax tm, uma fibra dietética insolúvel derivada da polpa do fruto da alfarroba (vagem de cor escura, encontrada

principalmente na região do Mediterrâneo). Tem um conteúdo de fibras dietéticas superi-

to da fatiabilidade e maciez. O produto

como salsichas e mortadelas. Segundo a

or a 80% e traz como perspectivas para saúde

também melhora a capacidade de ligação

Leiner Davis, o produto pode ser misturado à

a redução de colesterol, antioxidante e

e

adesão. Após a salmoura, a PFC pode ser

formulação diretamente no cutter ou no

melhoria da função digestiva. Também lança

adicionada por injeção ou “tumbling” nos produtos processados. Nos casos em que

misturador na forma sólida.

o Canadian Harvest tm: fibras de aveia, farelos de aveia estabilizados e germe de trigo. Entre

os subprodutos cárneos são originários da

rá sua linha de concentrados de manteiga,

cerveja e manteiga de cacau. Butter Buds é

marinados, panificados, confeitos, bebidas,

as

vantagens, o ingredeinete garante o enri-

mesma fonte que o produto final, o pro- cesso de PFC demonstra uma maior efici- ência, obtendo em uma menor proporção de lipídeos/proteínas se comparada com a

creme e queijo, além de seus concentrados de

eficientemente aplicado em sopas, molhos,

quecimento com fibras, redução de quebras, melhor rendimento, extensão da shelf-life e outros. Outro lançamento é o Sunnet, marca registrada da Nutrinova para o acesulfame K.

tecnologia convencional.

pastas, produtos lácteos e temperos.

 

A

BV está lançando no mercado um novo

O resultado final do ingrediente funcional,

segundo a Allimentus, é uma melhoria da qua- lidade microbiológica devido às condições de processo e uma qualidade global da carne em relação ao aroma, sabor e aparência. A em-

20

A Merck destacará a Quercetina – um

bioflavonóide natural para suplementos vitamínicos. A empresa aproveitará o evento e lançará para o mercado nacional a Rhamnose de origem natural. A Rhamnose é um

fermento com a mais alta tecnologia exis- tente na Europa. O fermento selecionado BV para mussarela e queijos de massa fila- da se destaca pela qualidade no sabor, aro- ma, rendimento e na filagem ideal. v

BRASIL ALIMENTOS - n° 9 - Julho/Agosto de 2001