Sei sulla pagina 1di 1

ANÁLISE DE GRANULOMETRIA DE FARINHAS DE MILHO FLOCADA A PARTIR DA

ASSIMETRIA
ALVES, Josemara Fagundes1; ANDRADE, Isabelle Santos1; ANDRADE, Pedro Henrique Fonseca1; FERNANDES, João Paulo Silva1; SOARES, Vitor;
SILVA¹, Luciana da Costa2
1 Discente do IFNMG – Campus Montes Claros; 2 Docente do IFNMG – Campus Montes Claros

INTRODUÇÃO Tabela 1: Designações para os valores da assimetria propostos por Folk.

A análise estatística da distribuição do tamanho das partículas, conhecida por


análise granulométrica, pode ser feita utilizando o processo de peneiramento.
Luz e Carvalho (2005) conceituam o peneiramento como o processo de
separação de um material granular não coeso em duas ou mais diferentes
classes de tamanho de partículas, mediante uma ou mais superfícies vazadas
com aberturas de dimensões definidas. As partículas com diâmetro maior que
o diâmetro da peneira são classificados como grossos e as de diâmetro menor Fonte: Folk (1975) apud Dias (2004).
são classificadas como finos. O peneiramento pode ser utilizado para adequar
um produto à especificações, como é o caso da farinha de flocos de milho, em
que é desejável que o produto tenha uma maior quantidade de grossos, como
RESULTADOS
dito em Almeida et al. (2017). Os dados de análise granulométrica usados são de Almeida et. al., 2017, com
amostras de farinha de milho de cinco fabricantes diferentes, utilizando quatro
peneiras, seguindo as recomendações da Associação Brasileira de Normas
OBJETIVO GERAL Técnicas (ABNT): #8 (2,38mm), #10 (2,00mm), #12 (1,70mm) e #30
(0,60mm).
Avaliar a proporção da quantidade de finos por quantidade de grossos através
da medida da assimetria da curva da análise granulométrica. Tabela 2: Análise Granulométrica das amostras.

METODOLOGIA
A assimetria da curva (SkI) fornece o enriquecimento da população
granulométrica em finos ou em grosseiros, que provocam desvios
relativamente à curva normal. Os cálculos de assimetria usados aqui são
provenientes da equação 1, descrita por Folk & Ward, em 1975, como citado
em Dias (2004): Fonte: Almeida et al. (2017)
Com base nos valores da tabela 2, utilizados na equação 1, os valores de assimetria
(1) encontrados para as amostras 1, 2, 3, 4 e 5, foram, respectivamente, 1,000; 1,000;
1,000; 0,915 e 1,000. Dessa forma, segundo a classificação de Folk, a amostra 4 é a
que apresenta menos assimetria no sentido dos finos.
onde Φi é o diâmetro em mm equivalente à porcentagem mássica acumulada
de retidos i da amostra. CONCLUSÃO
Os limites e designações para os valores da assimetria estão expressos na tabela 1. A maior quantidade de finos nas amostras analisadas pode ser devido à
procedimentos incorretos de armazenamento e transporte do flocos de milho, que
provocaram o degradamento dos mesmos. Dessa forma, a análise da assimetria
pode ser o primeiro passo para diagnóstico de pontos de melhoria no processo de
produção dos flocos de milho.

PALAVRAS-CHAVE: Distribuição Granulométrica. Flocos de Milho. Controle de Qualidade.

REFERÊNCIAS:
ALMEIDA, R. L. J.; SANTOS, N. C.; QUEIROGA, A. P. R.; FLORÊNCIO, I. M. Análise de Granulometria e Umidade de Farinhas de Milho Flocada Comercializadas na Cidade de
Campina Grande – Pb. Revista Brasileira de Agrotecnologia, Brasil, 2017, V. 7, N. 2, Páginas 185 – 189.
DIAS, J. A. A Análise Sedimentar e o Conhecimentos dos Sistemas Marinhos. Uma Introdução à Oceanografia Geológica, Ed. Faro / Universidade do Algarve, Portugal, 2004, Páginas 28 – 42.
LUZ, J. A. M.; CARVALHO, S. C. Modelamento matemático de peneiramento vibratório (Parte 1): dimensionamento clássico. Rev. Esc. Minas vol.58 no.1 Ouro Preto Jan./Mar. 200