Sei sulla pagina 1di 2

MATERNIDADE E PATERNIDADE - Onde estão nos astros?

 
 
Olá! 
 
Aproveitando  a  data  do  dia  das  mães,  preparei  esse  texto  sobre  um  tema  que 
eu  acho  fantástico,  que  é  falar  sobre  ​maternidade  e  paternidade  sob  o  ponto 
de vista astrológico​.  
 
Até não muito tempo atrás - e para muitos isso ainda dura até hoje - ​as funções 
eram  divididas  pelo  gênero​:  a  função  considerada  paterna  ficava  com  os 
homens  e  a função vista como materna ficava com a mulher. Em geral, o pai era 
aquele  que colocava as regras, os limites, orientava profissionalmente, ao passo 
que  a  mãe  cuidava  de  todo  o  aspecto  da  afetividade,  cuidados  do  cotidiano, 
casa,  comida,  que  levava  e  trazia  a  criança  das  escolas,  etc.  ​Hoje,  porém,  a 
coisa é bem diferente. 
 
Então,  na  hora  de  analisar  a  questão  "pai  e  mãe"  no  mapa  de  alguém,  nós 
temos  que  imaginar  que  o  pai  pode  ter  sido  outra  pessoa.  Ou  seja,  ​a  função 
paterna  pode  ter  sido  exercida  pela  mãe.  Vamos  imaginar  uma  mãe  que  criou 
sozinha dois filhos. Talvez essas crianças tenham na mãe as duas funções. ​Esse 
entendimento  é  fundamental  para  começarmos  a  falar  sobre  a interpretação 
na astrologia de pai e mãe.  
 
Pensando  nisso,  vamos  pensar  no  que  são  essas  funções.  A  função  paterna 
representa  o  estabelecimento  das  regras do jogo. Vivemos num mundo em que 
é  preciso  ter  lei,  é  preciso  saber  cumprir  com  as  nossas  obrigações  e 
reconhecer  nossos  limites.  Ao  mesmo  tempo,  precisamos  ter  uma  função 
feminina  de  acolhimento  e  de  afeto,  precisamos  sentir  a  segurança  de  que  ali 
eu posso contar com alguém que me ama.  
 
Então,  na  verdade,  ​a ​família é responsável por essas duas coisas​. Hoje em dia, 
as  mães  estabelecem  limites,  têm  autoridade  sobre  a  criança,  não  ficam  mais 
no  clássico  "pergunta  pro  seu  pai".  A  mulher  tem  liberdade  para  tomar 
decisões,  assim  como  o  homem  pode  muito  bem  cuidar  dessa  criança  sob  o 
ponto  de  vista  afetivo  e  também  nutrir,  alimentar,  levar  pra  escola,  trocar  as 
fraldas, enfim... 
 
Pensando  agora  astrologicamente,  qual  é  o  astro  relacionado  a  essa  ​função 
paterna​?  Esse  pai  chamado  ideal, pai que leva a criança à consciência de aquilo 
que  ela  é,  está relacionado à posição do Sol. Ali nós temos, em cada um de nós, 
como  nós  reconhecemos  a  autoridade​.  É  muito importante aprendermos a lidar 
com  a  autoridade,  e  também  com  a vontade própria. A consciência de quem eu 
sou,  a  consciência  de  que  eu  sou alguém que tem uma singularidade e que não 
depende  tanto  dos  outros  pra  poder  ser  algo  na  vida.  Então,  essa  função  é 
chamada  ​função  do  pai  ideal​,  que  é  aquele  que  coloca  pra  criança  a  ideia  de 
que  ​existe  autoridade,  e  que ela precisa adquirir autoridade sobre ela mesma 
para ter o comando de sua própria vida.  
 
Existe  outra  função,  chamada  também  função  paterna,  que  seria  mais  o  pai  de 
carne  e  osso,  que  é  o  que  dá  limite.  É  aquele  que  diz  "não  vai  sair  hoje",  "isso 
aqui  não  é  legal  fazer”  “vai  lavar  a  sua  louça”.  Essa  função,  que  é  a  função  de 
estabelecer  limites,  ​é  fundamental  pra  criança  não  ficar  no  ego  solar  e  achar 
que  pode  tudo,  "eu  sou  dona  da  vida,  eu  faço  o  que  eu  bem  entendo".  O  astro 
que  vem  ao  contraponto  disso  é  Saturno.  Então,  em  todos  os  mapas,  a  análise 
de  Sol  e  de  Saturno  nos  dá  uma ideia de como foi introjetada naquela pessoa a 
função  paterna.  O  exercício  e  reconhecimento  da  autoridade  por  um  lado  e  de 
reconhecimento de limites, por outro. 
 
A  função  materna,  por  sua  vez,  é  representada  pela  Lua​.  A  Lua é o astro que 
tem  a  ver  com  a  dinâmica  afetiva  familiar,  aquela  dinâmica  que  reúne  as 
pessoas  em  torno  do  que  eu  chamo  de  lareira,  do  fogo  da  afetividade. 
Imaginemos  uma  casa  com  uma  lareira  dentro  e  aquecendo  as  almas.  Essa  é a 
função  materna,  aquecer  as  crianças  de  amor,  de  afeto  e  de  cuidados.  Essa 
criança  precisa  ser  cuidada,  precisa  de  um  olhar  de  afetividade.  E  essa  função, 
então, é reconhecida na posição da lua. 
 
Temos  também,  nesse  sentido,  a  importância  da  ​quarta  casa  do  mapa  astral​, 
que  é  a  casa  relacionada  à  Lua.  O  signo  e  planeta  que  nela  habitam  também 
têm  a  ver  com  essa  memória  que  carregamos  de  nossa  formação  afetiva  e 
familiar.  É  ali  que  nós  temos  a  ideia  de  lar,  de  casa,  de  aconchego,  de 
acolhimento e ancestralidade. 
 
Como  falei  acima,  essas  duas  funções  importantes,  pai  e  mãe,  não 
necessariamente  estarão  representadas  pelo  pai  e  mãe  biológicos.  Há  mães 
que  exercem  a  função  de  ambos,  e  qualquer  um  dos  dois  pode  ainda  estar 
muito  bem  representado  na  figura  de  um  tio,  de  uma  tia,  avós,  madrinhas  e 
padrinhos, etc.  
 
Portanto,  ao  analisar  um  mapa,  o  que  precisamos  fazer  de  fato  é  o 
reconhecimento  desses  dois  papéis,  para  que  se  tenha  um  equilíbrio  e 
possamos nos desenvolver com plenitude. 
 
Um beijo grande e que você tenha tido um feliz dia das mães, 
Claudia 
 
 
 

Interessi correlati