Sei sulla pagina 1di 3

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

Faculdade de Engenharia
Departamento de Engenharia Química
2º Exercício Escrito
Transferência de Massa

Sem consulta
Duração: 2H00
Data: 27.05.2011
Docente: João Carlos M. de Sousa Venâncio
Clemêncio de Misericórdia Carlos Nhantumbo

1. Num estudo experimental de absorção de NH3 em água numa coluna de paredes molhadas, determinou-
se KG como sendo igual a 0.205 lbmoles NH3/hr.ft2.atm. Num certo ponto da coluna, a concentração de
NH3 no gás era de 8%, em moles, e, no líquido, de 0.004 lbmoles de NH3/ft3 de solução. A temperatura
era de 68F, e a pressão total, de 1 atm. Oitenta e cinco porcento da resistência total à transferência de
massa estava localizada na fase gasosa. Se o sistema obedecer à lei de Henry, a constante a 68F, é de
0.215 atm/(lbmole NH3/ft3 de solução), calcule:

a) Os coeficientes individuais de transferência de massa;


b) As composições na interfase.
c) O fluxo mássico de difusão no ponto considerado.

1. Um material poroso cúbico de 3 cm de lado, apresenta inicialmente 20% de soluto em fracção


mássica é submetido à uma corrente de água isenta de soluto. Passadas 40 h a sua concentração
baixa para 5%. Determine:
a) A difusividade do soluto na água considerando que apenas uma face estão exposta.
a) Calcule o tempo de exposição do material para que a sua concentração média baixe até 10
% considerando que duas faces estão expostas.

2. Uma piscina de etanol com 2 mm de profundidade está exposta ao ar a 24°C e 1 atm. Uma brisa
suave de 3 m/s atravessa a superfície. O comprimento da piscina na direcção do vento é de 60 cm.
Após um arrefecimento inicial rápido, a temperatura na piscina atinge um valor estacionário (a
piscina está virtualmente isolada na superfície do fundo).

Calcule:

a) A temperatura da piscina;
b) O tempo necessário para que o líquido evapore totalmente.

Dados: densidade do etanol - 0.79 g/cm3, calor latente de vaporização - 9674 cal/g-mole; pressão de
vapor a 24°C - 53 mm Hg, difusividade do ar - 0.132 cm2/s, viscosidade do ar - 0.0185 centipoise
Cotação de cada exercício em percentagem
1: 45% 2: 25% 3: 30%
a) 20% a) 15% a)15%
b)15% b) 10% b)15%
c)10%
ANEXO

Escoamento sobre uma superfície plana:

0.03 Re 0.2
1 1
St  Nu  Re Pr 
1  2.1 Re  0.1 (Pr  1)

Escoamento numa tubagem:

i) Analogia de Reynolds

St  h / c P  v m  0.032 Re 1 / 4

ii) A analogia de Taylor-Prandtl

h 0.032 Re 1 / 4
St  
c P  v m 1  2.0 Re 1 / 8 (Pr  1)
Factor j de Chilton e Colburn

Para transmissão de calor por convecção no caso de um fluido escoando-se numa conduta:

Nu  0.023 Re 0.8 Pr 0.33

Nu h
 St   0.023 Re  0.2 Pr  0.67
Re Pr cP  v

St  Pr 0.67  jH  0.023 Re 0.2

Definições:


Sc 
D AB  
h l
Sh  D
D AB
l  v  
Re 

Difusão em sólidos

1. Difusão através de um bloco rectangular com as extremidades seladas


 D   D 
E  f  2   f  2   Ea Eb
a  b 
2. Difusão através de um paralelepípedo rectangular

 D   D   D 
E  f  2   f  2   f  2   Ea EbEc
a  b  c 
3. Difusão através de uma esfera

 D 
E  f '  2   Es
a 
4. Difusão através de um cilindro com as extremidades seladas
 D 
E  f ' ' 2   Er
a 
5. Difusão através de um cilindro
 D   D 
E  f  2   f ' '  2   EcEr
c  a 