Sei sulla pagina 1di 21

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Aula 02 Fundamentos da Usinagem - Cavacos- Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau
Processos de Usinagem Aula 02 Fundamentos da Usinagem - Cavacos- Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau

Aula 02

Fundamentos da Usinagem

- Cavacos-

Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau

Processos de Usinagem Aula 02 Fundamentos da Usinagem - Cavacos- Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau
Processos de Usinagem Aula 02 Fundamentos da Usinagem - Cavacos- Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Aula 02 Tópicos ➔ Cavacos ➔ Mecânismo de formação ➔ Tipos de cavacos
Processos de Usinagem Aula 02 Tópicos ➔ Cavacos ➔ Mecânismo de formação ➔ Tipos de cavacos

Aula 02

Tópicos

Cavacos

Mecânismo de formação

Tipos de cavacos

Relação entre propriedade mecânicas dos materiais e cavacos

➔ Mecânismo de formação ➔ Tipos de cavacos ➔ Relação entre propriedade mecânicas dos materiais e
➔ Mecânismo de formação ➔ Tipos de cavacos ➔ Relação entre propriedade mecânicas dos materiais e

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Definição Cavaco - porção de material da peça retirada pela ferramenta, caracterizando-se por
Processos de Usinagem Definição Cavaco - porção de material da peça retirada pela ferramenta, caracterizando-se por

Definição

Cavaco - porção de material da peça retirada pela ferramenta, caracterizando-se por apresentar forma irregular.

Cavaco Movimento de avanço Movimento de corte V t V Peça Ferramenta
Cavaco
Movimento de
avanço
Movimento de
corte
V t
V
Peça
Ferramenta
por apresentar forma irregular. Cavaco Movimento de avanço Movimento de corte V t V Peça Ferramenta
por apresentar forma irregular. Cavaco Movimento de avanço Movimento de corte V t V Peça Ferramenta

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Conseqüência dos esforços na de Ferramenta Cavaco ,f ,n Peça Ferramenta Forca Movimento
Processos de Usinagem Conseqüência dos esforços na de Ferramenta Cavaco ,f ,n Peça Ferramenta Forca Movimento

Conseqüência dos esforços na de Ferramenta

Cavaco

,f ,n Peça Ferramenta Forca Movimento relativo Calor Atrito Desgaste Material peça / material ferramenta
,f
,n
Peça
Ferramenta
Forca Movimento
relativo
Calor
Atrito
Desgaste
Material peça
/
material ferramenta
,f ,n Peça Ferramenta Forca Movimento relativo Calor Atrito Desgaste Material peça / material ferramenta
,f ,n Peça Ferramenta Forca Movimento relativo Calor Atrito Desgaste Material peça / material ferramenta

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Fatores de influencia na formação dos cavacos QUEBRA-CAVACO  POSTIÇO  SINTERIZADO 
Processos de Usinagem Fatores de influencia na formação dos cavacos QUEBRA-CAVACO  POSTIÇO  SINTERIZADO 

Fatores de influencia na formação dos cavacos

QUEBRA-CAVACO  POSTIÇO  SINTERIZADO  USINADO FORMA DO CAVACO CONDIÇÕES DE CORTE  AVANÇO
QUEBRA-CAVACO
 POSTIÇO
 SINTERIZADO
 USINADO
FORMA
DO
CAVACO
CONDIÇÕES DE CORTE
 AVANÇO
 PROFUNDIDADE
 VELOCIDADE

MATERIAL DA PEÇA

TENACIDADE

RESISTÊNCIA

MICROESTRUTURA

GEOMETRIA DA FERRAMENTA

ÂNGULO DE SAÍDA

ÂNGULO DE POSIÇÃO

ÂNGULO DE INCLINAÇÃO DO GUME

RAIO DE QUINA

FLUIDO DE CORTE

EMULSÃO

ÓLEO DE CORTE

MATERIAL DA FERRAMENTA

RESISTÊNCIA AO DESGASTE

ATRITO NA SUPERFÍCIE

DE SAÍDA

MÁQUINA-FERRAMENTA

CARACTERÍSTICAS

ESTÁTICAS E DINÂMICAS

 ATRITO NA SUPERFÍCIE DE SAÍDA MÁQUINA-FERRAMENTA  CARACTERÍSTICAS ESTÁTICAS E DINÂMICAS
 ATRITO NA SUPERFÍCIE DE SAÍDA MÁQUINA-FERRAMENTA  CARACTERÍSTICAS ESTÁTICAS E DINÂMICAS

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Processo de corte 1. Penetração da cunha no material – deformação elástica e
Processos de Usinagem Processo de corte 1. Penetração da cunha no material – deformação elástica e

Processo de corte

Processos de Usinagem Processo de corte 1. Penetração da cunha no material – deformação elástica e

1. Penetração da cunha no material – deformação elástica e plástica

2. Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material

3. Cavaco plenamente desenvolvido

2. Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material 3. Cavaco plenamente desenvolvido 05/19
2. Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material 3. Cavaco plenamente desenvolvido 05/19
2. Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material 3. Cavaco plenamente desenvolvido 05/19

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Generalidades do processo de formação do cavaco
Processos de Usinagem Generalidades do processo de formação do cavaco

Generalidades do processo de formação do cavaco

Processos de Usinagem Generalidades do processo de formação do cavaco
Processos de Usinagem Generalidades do processo de formação do cavaco
Processos de Usinagem Generalidades do processo de formação do cavaco

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Denominações para a formação dos cavacos h  c h   
Processos de Usinagem Denominações para a formação dos cavacos h  c h   

Denominações para a formação dos cavacos

h  c h      1 h  '  Onde:
h
c h
 
  1
h
'
Onde:
h ch
 = ângulo de incidência
= ângulo de cunha
= ângulo de saída
h = espessura de usinagem
(antes da retirada do cavaco)
h ch = espessura de corte
(depois da retirada do cavaco)
Peça
Face
Flanco
  Fator de Recalque
h
do cavaco) h ch = espessura de corte (depois da retirada do cavaco) Peça Face Flanco
do cavaco) h ch = espessura de corte (depois da retirada do cavaco) Peça Face Flanco

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Regiões da formação do cavaco h Plano de cisalhamento Estrutura do cavaco ,a
Processos de Usinagem Regiões da formação do cavaco h Plano de cisalhamento Estrutura do cavaco ,a

Regiões da formação do cavaco

h Plano de cisalhamento Estrutura do cavaco ,a Estrutura da peça ,e ,b ,c ,d
h
Plano de
cisalhamento
Estrutura
do cavaco
,a
Estrutura
da peça
,e
,b
,c
,d
Face
Flanco
Ferramenta
Superfície
de corte

Onde:

a) zona de cisalhamento

b) região de separação do material para

materias frágeis

c) superfície do cavaco - deformações

devidas a esforços

d) superfície de corte - deformações

devidas a esforços

e) região de separação para materiais

dúcteis

esforços d) superfície de corte - deformações devidas a esforços e) região de separação para materiais
esforços d) superfície de corte - deformações devidas a esforços e) região de separação para materiais

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Solicitações térmicas na cunha de corte
Processos de Usinagem Solicitações térmicas na cunha de corte

Solicitações térmicas na cunha de corte

Processos de Usinagem Solicitações térmicas na cunha de corte
Processos de Usinagem Solicitações térmicas na cunha de corte
Processos de Usinagem Solicitações térmicas na cunha de corte

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Formação do cavaco
Processos de Usinagem Formação do cavaco

Formação do cavaco

Processos de Usinagem Formação do cavaco
Processos de Usinagem Formação do cavaco
Processos de Usinagem Formação do cavaco
Processos de Usinagem Formação do cavaco
Processos de Usinagem Formação do cavaco

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Processo de Corte – Penetração da cunha no material – deformação elástica e
Processos de Usinagem Processo de Corte – Penetração da cunha no material – deformação elástica e

Processo de Corte

Penetração da cunha no material – deformação elástica e plástica

Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material

– deformação elástica e plástica – Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material
– deformação elástica e plástica – Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material
– deformação elástica e plástica – Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material
– deformação elástica e plástica – Escoamento após ultrapassar a tensão de cisalhamento máxima do material

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo

Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos

de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo zona

Contínuo zona primária de cisalhamento

cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo zona secundária de cisalhamento 10/19

Contínuo zona secundária de cisalhamento

cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo zona secundária de cisalhamento 10/19
cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo zona secundária de cisalhamento 10/19
cavacos - Cavacos contínuos Contínuo zona primária de cisalhamento Contínuo zona secundária de cisalhamento 10/19

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares 12/19
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares 12/19

Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares

Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares 12/19
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares 12/19
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares 12/19
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares 12/19

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos Características - contínuo - superfície variável
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos Características - contínuo - superfície variável

Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos

de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos contínuos Características - contínuo - superfície variável -

Características

- contínuo

- superfície variável

- lado de baixo geralmente suave

Formação do cavaco

- fluxo contínuo do material

- elementos do cavaco não se separam em zonas de cizalhamento

Condições de formação

- materiais resistentes em condições favoráveis

- alta velocidade de corte

- grandes ângulos efetivos de usinagem

materiais resistentes em condições favoráveis - alta velocidade de corte - grandes ângulos efetivos de usinagem
materiais resistentes em condições favoráveis - alta velocidade de corte - grandes ângulos efetivos de usinagem

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares Características - podem ser soltos ou
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares Características - podem ser soltos ou

Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares

de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Lamelares Características - podem ser soltos ou unidos

Características

- podem ser soltos ou unidos

- superfície fortemente indentada

- cavacos lamelares somente são levemente deformads no plano de cizalhamento, e novamente soldados

Formação do cavaco

- fluxo não contínuo do material

- a descontinuidade é causada por irregularidades no material, vibrações, ângulo efetivo de corte muito pequeno, elevada profundidade de corte, baixa velocidade de corte, entre outros

ângulo efetivo de corte muito pequeno, elevada profundidade de corte, baixa velocidade de corte, entre outros
ângulo efetivo de corte muito pequeno, elevada profundidade de corte, baixa velocidade de corte, entre outros

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Arrancados ou cisalhado Características - podem ser
Processos de Usinagem Tipos básicos de cavacos - Cavacos Arrancados ou cisalhado Características - podem ser

Tipos básicos de cavacos - Cavacos Arrancados ou cisalhado

Tipos básicos de cavacos - Cavacos Arrancados ou cisalhado Características - podem ser soltos ou unidos

Características

- podem ser soltos ou unidos

- superfície fortemente indentada

Formação do cavaco

- materiais frágeis

- fluxo não contínuo do material

- completa desintegração do cavaco

Condições de formação

- materiais com baixa ductilidade

- condições desfavoráveis de usinagem

do cavaco Condições de formação - materiais com baixa ductilidade - condições desfavoráveis de usinagem 13/19
do cavaco Condições de formação - materiais com baixa ductilidade - condições desfavoráveis de usinagem 13/19

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Classificação dos cavacos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 1
Processos de Usinagem Classificação dos cavacos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 1

Classificação dos cavacos

1

2

3

4

5

6

7

8

9

1 0

 

FITA

HÉLICE

OUTROS

FITA

EMARA-

HÉLICE

HÉLICE

HÉLICE

HÉLICE

HÉLICE

ESPIRAL

VÍRGULA

ARRANCA

NHADO

PLANA

OBLÍQUA

LONGA

CURTA

ESPIRAL

DOS

PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d
PLANA OBLÍQUA LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d

d

e s f avo ráve l

m

é d io

f

avo ráve l

m

é d io

LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d io f
LONGA CURTA ESPIRAL DOS d e s f avo ráve l m é d io f

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Classificação dos cavacos
Processos de Usinagem Classificação dos cavacos

Classificação dos cavacos

Processos de Usinagem Classificação dos cavacos
Processos de Usinagem Classificação dos cavacos
Processos de Usinagem Classificação dos cavacos

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Classificação dos cavacos ➔ influência do avanço e da profundidade de corte sobre
Processos de Usinagem Classificação dos cavacos ➔ influência do avanço e da profundidade de corte sobre

Classificação dos cavacos

influência do avanço e da profundidade de corte sobre a formação do cavaco

Usinagem Classificação dos cavacos ➔ influência do avanço e da profundidade de corte sobre a formação
Usinagem Classificação dos cavacos ➔ influência do avanço e da profundidade de corte sobre a formação
Usinagem Classificação dos cavacos ➔ influência do avanço e da profundidade de corte sobre a formação

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Gume postiço – Adesão de material sobre a face da ferramenta – Material
Processos de Usinagem Gume postiço – Adesão de material sobre a face da ferramenta – Material

Gume postiço

Adesão de material sobre a face da ferramenta

Material da peça altamente encruado que caldeia na face da ferramenta e assume a função de corte

da ferramenta – Material da peça altamente encruado que caldeia na face da ferramenta e assume
da ferramenta – Material da peça altamente encruado que caldeia na face da ferramenta e assume
da ferramenta – Material da peça altamente encruado que caldeia na face da ferramenta e assume
da ferramenta – Material da peça altamente encruado que caldeia na face da ferramenta e assume