Sei sulla pagina 1di 4

ORIENTAÇÃO À QUEIXA ESCOLAR

Quais são as responsabilidades, os condicionantes institucionais e sociais que produzem o


fracasso escolar de tantas crianças? Como é o campo de forças no qual se produz o
encaminhamento de uma criança para avaliação psicológica?

1. Encontro com demandante inicial da queixa escolar:

O objetivo que se almeija construir é uma forma de avaliar o funcionamento das relações e o
contexto no qual habitam os alunos, que por algum motivo, são encaminhados para avaliação
psicológica. E para isso serão descritos e analisados os funcionamentos das relações, as
práticas, histórias e acontecimentos, os efeitos (nos alunos, professores e pais), as concepções
que circulam para possibilitar a problematização do encaminhamento e assim podermos, em
cnjunto, escrever hipóteses e sugestões relativas a orientação à queixa escolar à partir das
opiniões, sensações, atitudes e ações que mobilizam as relações examinadas.

1. Quem encaminhou o aluno?

2. Como os professores se organizaram para o encaminhamento?

3. O que esperam do trabalho?

4. qual sua história escolar?

5. Que classe frequenta, ou frequentou?

6. Qual a versão (motivo do encaminhamento) do professor sobre o aluno?

7. Qual a queixa?

8. versão do docente que trabalha ou trabalhou com o aluno, sobre a criança e sobre o
nível pedagógico (bastidores do encaminhaemnto).

9. Conversar com os educadores com o intuito de conhecer a instituição e acompanhar os


trabalhos realizados com os alunos.

PERGUNTAS:

Qual a preocupação e a queixa a respeito do aluno?

Como está o processo ensino-aprendizagem? Como o aluno age na sala de aula? E no


intervalo? Como é sua frequência?
Dê exemplos de fatos, acontecimentos ou cenas com esse aluno que lhe chamaram a
atenção.

Pequeno histórico da vida escolar do aluno conhecido pelo professor - quando entrou na
escola, que classes frequentou, quem foram/são seus professores.

Informações sobre a relação que estabelece com a família.

Quais hipóteses que formula para a problemática do aluno?

Quais as estratégias que elege para trabalhar com o aluno? Já teve essa queixa com outros
alunos? o que tentou?

Relação do professor com o aluno. Como o professor tem se sentido (efeitos no professor)
e prognóstico sobre o aluno.

História da formação dessa classe, número de alunos, características da classe?

Para quantas turmas ensina, em que séries?

critério de escolha do professor para dar aula nessa classe?

Como é a relação desse professor com os outros professores?

Como foi sua formação profissional, há quanto tempo está na escola?

que problemas enfrenta?

sua opinião sobre a escola?

Encontro com o(a) aluno(a):

1. Pedir para que o(a) professor(a) converse com o adolescente sobre o fato de a estar
encaminhando para a orientação de queixa escolar (avaliação), antes do promeiro encontro
com a mesma.

2. Entramos em contato com o adolescente a fim de lhe colocar a questão do encaminhamento.


Existe uma preocupação e queixa a respeito dela; ela sabe qual é? O que pensa sobre isso?
Esclarecendo que o trabalho é optativo.

- ser franco à respeito do pedido de avaliação; apresentar as idéias sobre "queixa escolar";
esclarecer os objetivos junto ao adolescente (conhecer, conversar com o intuito de pensar com o
adolescente sua história escolar e a produção do encaminhamento para avaliação psicológica);
discutir a história escolar do prontuário.

·1 Qual a versão do aluno sobre sua história escolar?

·2 Quais suas hipóteses para o que acontece?

·3 Quem são seus amigos?

·4 onde senta na sala de aula?

·5 De que matéria gosta mais?

·6 o Que pensa da escola?

·7 Com quem mora?

·8 Quais as atividades que faz fora da escola?

Enfatizar no primeiro contato o interesse em conversar com os pais do aluno, anotando


horários de trabalho, telefone e endereço.

Versão dos pais:

Pensar as visitas familiares, perguntar ao adolescente e a seus pais da possibilidade de


irmos às suas casas para conversar sobre os acontecimentos escolares.

1. Levantar a versão dos pais sobre o adolescente e sobre a queixa em relação a ele. Que
hipóteses e opiniões têm para a problemática que se apresenta? Como o aluno é em casa?
Como é a relação do aluno e da família com a escola e com o professor demandante?

2. Como é o dia-a-dia do adolescente em casa? Com quem vive? Quantos irmãos tem, qual
seu lugar na fratria? Quala trajetória familiar? Qual a escolaridade dos membros da
família? Qual a expectativa em relação à escolaridade do aluno encaminhado? Quais as
condições de moradia e de sustento da família atualmente? Como era a saúde dos
familiares e do jovem? Como foi o desenvolvimento na infância? Como é a rotina do aluno
em relação às atividades escolares, a fazer lições de casa? assistir televisão? Jogos,
brincadeiras?