Sei sulla pagina 1di 1

Escola Secundária de Cascais

Ana Macara
Ficha de trabalho Nádia Conchacha
10º ano – turma B Rita Santos
Língua Portuguesa
Ano lectivo 2005/2006

1. Preencha os espaços em branco com os conectores abaixo transcritos:

“Saudades de Lisboa… Como ___________ sentir, mesmo em Lisboa, saudades de


Lisboa? Nos bairros mais antigos há certos núcleos ____________ preservados, certos
recantos ______________ _____________ intactos, __________ na sua maioria as ruas
por que passamos ___________ ___________ são as ruas por __________ passámos,
_______ os panoramas de conjunto __________ os quadros avulsos de vida citadina são
__________ os mesmos de há quinze ou vinte anos. __________ a cada passo nos
surpreendemos - todos aqueles que ultrapassámos o meio do caminho – a confundir
________________ duas sobrepostas imagens de Lisboa, sem __________ cuidarmos
de sondar, as __________ das vezes, qual delas é a verdadeira.”
David Mourão Ferreira, Terraço aberto

bem, ainda, não, quase, intimamente, onde, mais, já, milagrosamente, não,
nem… nem, já, e, mas

2. Classifique-os, indicando a subclasse a que pertencem.

bem ________________________ já______________________________


ainda _______________________ milagrosamente____________________
não _________________________ não______________________________
quase________________________ nem_____________________________
intimamente__________________ já_______________________________
onde________________________ e ______________________________
mais _______________________ mas ____________________________

3. Transforme as seguintes frases simples em frases complexas, utilizando


diferentes conectores e dando-lhe o sentido indicado entre parênteses:
3.1. A minha amiga Leonor tem um diário. Eu nunca escrevi nenhum.
(sentido de oposição)
3.2. Nesse diário ela conta a sua vida. As coisas boas e as coisas más.
(sentido de alternância)
3.3. A Leonor não o mostra a ninguém. Eu faria o mesmo. (sentido de
adição)
3.4. Penso que guardará essas páginas com carinho. Serão um bom
testemunho da sua adolescência. (sentido de conclusão)