Sei sulla pagina 1di 45

FACULDADE NOVA ESPERANÇA DE MOSSORÓ

DISCIPLINA DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E


COMPLEMENTARES EM SAÚDE

CONCEITOS FARMACOLÓGICOS EM PRÁTICAS


INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE

Prelecionistas: Andrezza Tavares


Antônio Cleyton
Germana Guimarães
Luis Heduardo
Raissa Nunes
Conteúdo

Contextualização das Práticas Integrativas e


Complementares em Saúde;

Atuação profissional;

Conceitos farmacológicos;

2
Objetivo

Fornecer conhecimento aos alunos da disciplina de


Práticas Integrativas e Complementares em Saúde acerca
dos principais conceitos farmacológicos em pregados nas
Práticas Integrativas, apresentando-os os conceitos de
práticas integrativas, a atuação do profissional
farmacêutico, bem como os conceitos farmacológicos.

3
Contextualização
PICS

São sistemas que buscam estimular mecanismos


naturais de prevenção e recuperação da saúde por meio
de tecnologias eficazes e seguras, com ênfase no
atendimento humanizado e na integração homem, meio
ambiente e sociedade.

• Resgate de valores culturais ancestrais e medicina


moderna.
• As mudanças de perfil da sociedade exigem novas
abordagens para os tratamentos de saúde;

4
Contextualização
PICS

“No âmbito do tratamento de saúde propriamente


dito, as PICs buscam ter uma visão holística do
indivíduo, enxergá-lo em conjunto, no qual o
equilíbrio vem da harmonia entre a condição física
e emocional, em que o foco não é a doença, mas o
doente.” (Freitas, 2016)

5
Contextualização
PICS

Tem como característica a ênfase na escuta


acolhedora, no desenvolvimento do vínculo
terapêutico e na integração do ser humano com o meio
ambiente e a sociedade, em uma visão ampliada do
processo saúde-doença e de promoção global do
cuidado humano, especialmente do autocuidado.

 Multidimensionalidade e multidisciplinar

6
Atuação Profissional
Farmácia

• Fazer o acompanhamento do fármaco mais


adequado para certas características fisiopatológicas
indicado pelo médico;

• Para se ter um sucesso terapêutico no tratamento de


doenças;

7
Atuação Profissional
Farmacêutico

• Compreender o mecanismo pelo qual uma


substância química administrada afeta o
funcionamento do organismo e suas interações
medicamentosas;

• Garantir que o fármaco atinja a concentração


adequada;

8
Conceitos
Farmacológicos

Diferenças farmacológicas

Fármaco Droga

9
Conceitos
Farmacológicos

Diferenças Fármaco x Droga


Marque, entre os compostos abaixo, os nomes das substâncias
que são consideradas fármacos.

( ) Maconha;
( ) Pesticidas;
( ) Hidróxido de alumínio
( ) Dipirona;
( ) Paracetamol
( ) LSD

10
Conceitos
Farmacológicos

Diferenças farmacológicas

Medicação x Remédio

11
Conceitos
Farmacológicos

Conceitos gerais

Princípio ativo - Diz respeito à constituição do fármaco


responsável por produzir um efeito farmacológico.

Posologia - É o estudo das doses (como o medicamento


deve ser administrado – concentração/tempo/via de
administração);

12
Conceitos
Farmacológicos

Conceitos gerais
Pró-droga - Substância química que precisa se
transformar no organismo para se tornar uma droga ativa.

Placebo - Substância sem princípio ativo administrada


para comparar com aquelas que possui efeito terapêutico.

13
Conceitos
Farmacológicos

Medicamentos – Quanto à origem:


COCAÍNA
• Naturais
 animais
 vegetais (alcaloides)
 minerais
CAFEÍNA

NICOTINA MORFINA

14
Conceitos
Farmacológicos

Medicamentos – Quanto à origem:


• Naturais
 animais (insulina)
 vegetais
 minerais (cálcio, magnésio, ferro, sódio...)

INSULINA MINERAIS
15
Conceitos
Farmacológicos

Medicamentos – Quanto à origem:


• Semissintéticos
São resultantes de reações químicas realizadas em
laboratório nos fármacos naturais, ou seja, sintetizados a
partir de produtos naturais.

16
Conceitos
Farmacológicos

Medicamentos – Quanto à origem:


• Sintéticos
São produzidos, unicamente por manipulações químicas em
laboratórios e não dependem, para sua confecção, de substâncias
vegetais ou animais como matéria-prima. São fármacos
desenvolvidos em laboratório.

17
Conceitos
Farmacológicos

Medicamentos – Quanto à origem:


• Biotecnológicos
São definidos como produtos farmacêuticos fabricados por
métodos de biotecnologia, com produtos de origem biológica,
geralmente envolvendo organismos vivos ou seus componentes
ativos.

INSULINA RECOMBINANTE ANTIBIÓTICOS

18
Conceitos
Farmacológicos

Tipos de Medicamentos - Classificação


• Alopáticos (Alopatia)
Sistema terapêutico que visa tratar as patologias pelos meios
contrários às mesmas, através de medicamentos com ação
específica nos sintomas. É a chamada medicina tradicional.

19
Conceitos
Farmacológicos

Tipos de Medicamentos - Classificação


• Homeopáticos (Homeopatia)
 Homeopatia ou “Similia similibus curantur”: semelhante
curando o semelhante (LEI DA SEMELHANÇA).
 Saúde: higiene, dieta, exercício e clima
 Medicamentos únicos/paciente ( 60min consulta)

1 parte da substância deve ser diluída em 99 partes


numa mistura composta por água e álcool e agitada
100 vezes de forma sucessiva.

20
Conceitos
Farmacológicos

21
Conceitos
Farmacológicos

Tipos de Medicamentos - Classificação


• Fitoterápicos
 Medicamentos a base de plantas que são industrializados e
possuem legislação específica.

FITOTERÁPICOS # PLANTAS MEDICINAIS

“se é natural não faz mal”

22
Conceitos
Farmacológicos

Tipos de Medicamentos - Classificação


• Fitoterápicos X Plantas Medicinais

23
Conceitos
Farmacológicos

Tipos de Medicamentos - Classificação


• Fitoterápicos – ETAPAS PARA SEU DESENVOLVIMENTO

24
Conceitos
Farmacológicos
Garra do diabo (Harpagophytum
Tipos procumbens
de Medicamentos
D.C.- -Classificação
Pedaliaceae)
• Fitoterápicos

25
Conceitos
Farmacológicos

Tipos de Medicamentos - terápicos

26
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Comercial

• Medicamento de Referência

• Medicamento Genérico

• Medicamento Similar

27
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Referência

São conhecidos também como de


“marca”, são medicamentos que
possuem eficácia terapêutica, segurança
e qualidade comprovada cientificamente
no momento do registro (ANVISA).

28
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Genérico

Os medicamentos genéricos possuem


mesmo principio ativo do de referencia,
mesma via de administração, mesma
posologia.

29
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Genérico

 Na embalagem do remédio
há uma tarja amarela,
contendo a letra “G” e
escrito “Medicamentos
Genéricos”, não tem marca
lê-se o principio ativo.

30
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Genérico

 São aprovados nos testes de


qualidade da ANVISA.
 Podem ser substituídos pelo
farmacêutico quando prescritos
pelo médico.
 São mais baratos.

31
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Similar

Os medicamentos similares são


identificados pela marca ou nome
comercial e possuem o mesmo principio
ativo, na mesma forma farmacêutica,
mesma via de administração.

32
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Similar

• Diferenças entre similar e de referência

 Prazo de validade
 Embalagem
 Rotulagem
 Tamanho e forma do produto

33
Conceitos
Farmacológicos
Tipos de medicamentos - Intercambialidade

Significa que duas coisas


diferentes podem ser usadas
alternadamente com o mesmo
propósito sem o que o resultado
seja prejudicado.

34
Conceitos
Farmacológicos
Efeito colateral

É um efeito não pretendido


(Adverso ou benéfico), causado por
medicamento utilizado em doses
terapêuticas.

35
Conceitos
Farmacológicos
Efeito adverso

Denomina-se efeito adverso


(RAM), como um efeito
diferente e indesejado daquele
considerado como principal por
um fármaco.

36
Conceitos
Farmacológicos

Forma farmacêutica - Geral

37
Conceitos
Farmacológicos

Forma farmacêutica - Fitoterápicos

Pós: Os pós são geralmente


incorporados a outras formas
galênicas como cápsulas.

38
Conceitos
Farmacológicos

Forma farmacêutica - Fitoterápicos

Cápsulas: As cápsulas são formas


farmacêuticas sólidas, compostas de um
fármaco, excipiente (amido de milho ou
lactose), um agente molhante, que
favorece a dissolução do fármaco e um
agente absorvente da umidade.

39
Conceitos
Farmacológicos

Forma farmacêutica - Fitoterápicos

Extratos: Os extratos podem ser


líquidos, sólidos ou semissólidos
e são obtidos através de vários
métodos de extração e dissolução
com solventes adequados,
retirando dessa maneira os
princípios ativos do vegetal.

40
Conceitos
Farmacológicos

Forma farmacêutica - Fitoterápicos

Xaropes: possuem na maioria das


vezes a água por veículo, um
conservante, um açúcar, que serve
como corretivo da viscosidade e um
edulcorante que dificulta o crescimento
de microrganismos. Podem ser
utilizados ainda na formulação corantes
e flavorizantes.

41
Conceitos
Farmacológicos

Indicação farmacológica

 Etiológico: agirá no causador


da doença;

Indicando no uso de
quimioterápicos, antimicrobiano
e antiparasitários.

42
Conceitos
Farmacológicos

Indicação farmacológica

Substituição: será empregado


na substituição farmacológica,
compensando a deficiência de
uma substância;

Indicado em dietas pobres e


disfunções fisiológicas.
(Ex.: insulina, estrógeno)
43
Conceitos
Farmacológicos

Indicação farmacológica

Sintomático: agirá diretamente


no sintoma, aliviando os sintomas
das doenças.

Indicados na eliminação sintomas


de febre, edema, insônia etc.

44
FACULDADE NOVA ESPERANÇA DE MOSSORÓ
DISCIPLINA DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E
COMPLEMENTARES EM SAÚDE

CONCEITOS FARMACOLÓGICOS EM PRÁTICAS


INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE