Sei sulla pagina 1di 1
CONSELHO TUTELAR DE MACAÉ LEI FEDERAL Nº 8.069/90 LEI MUNICIPAL DE MACAÉ Nº 3.558/2011 Setor
CONSELHO TUTELAR DE MACAÉ LEI FEDERAL Nº 8.069/90 LEI MUNICIPAL DE MACAÉ Nº 3.558/2011 Setor

CONSELHO TUTELAR DE MACAÉ

LEI FEDERAL Nº 8.069/90 LEI MUNICIPAL DE MACAÉ Nº 3.558/2011

FEDERAL Nº 8.069/90 LEI MUNICIPAL DE MACAÉ Nº 3.558/2011 Setor I S e t o r

Setor I

Nº 8.069/90 LEI MUNICIPAL DE MACAÉ Nº 3.558/2011 Setor I S e t o r I
Nº 8.069/90 LEI MUNICIPAL DE MACAÉ Nº 3.558/2011 Setor I S e t o r I

Setor II

Setor III

AUTO DE CONSTATAÇÃO - AC Nº

NA DATA DE DE DE , NA CIDADE DE MACAÉ–RJ, ÀS HS MIN, O CONSELHO
NA DATA DE
DE
DE
,
NA CIDADE DE MACAÉ–RJ, ÀS
HS
MIN,
O CONSELHO TUTELAR, POR SEU AGENTES SIGNATÁRIOS, NO CUMPRIMENTO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS, SEGUNDO ART. 95
DA LEI FEDERAL Nº 8.069/1990 - ECA, VEM PERANTE O (A) REPRESENTANTE DA ENTIDADE DE ATENDIMENTO
, EM CARÁTER,
PREVENTIVO,
EXCEPCIONAL, FISCALIZAR
OS ASPECTOS FÍSICOS (SALUBRIDADE, HIGIENE, SEGURANÇA E HABITABILIDADE) ASSIM COMO OS ASPECTOS PEDAGÓGICOS,
SENDO LAVRADO O PRESENTE AUTO DE CONSTATAÇÃO EM 2 (DUAS) VIAS. (1ª Via – CT / 2ª Via – Entidade de Atendimento)

RESUMO DOS FATOS CONSTATADOS (Se necessário, realize relatório apartado)

RESULTADO:

IRREGULAR (Notificar os responsáveis da entidade de atendimento ou representar à autoridade judiciária) (Notificar os responsáveis da entidade de atendimento ou representar à autoridade judiciária)

REGULAR (Emitir atestado de qualidade e eficiência para a entidade de atendimento). (Emitir atestado de qualidade e eficiência para a entidade de atendimento).

CONSELHEIRO (A) TUTELAR

CONSELHEIRO (A) TUTELAR

CONSELHEIRO (A) TUTELAR

LEI FEDERAL Nº 8.069/1990

ARTIGO 95. AS ENTIDADES GOVERNAMENTAIS E NÃO-GOVERNAMENTAIS REFERIDAS NO ART. 90 SERÃO FISCALIZADAS PELO JUDICIÁRIO, PELO MINISTÉRIO PÚBLICO E PELOS CONSELHOS TUTELARES.

ARTIGO 236. IMPEDIR OU EMBARAÇAR A AÇÃO DE AUTORIDADE JUDICIÁRIA, MEMBRO DO CONSELHO TUTELAR OU REPRE- SENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO NO EXERCÍCIO DE FUNÇÃO PREVISTA NESTA LEI:

PENA - DETENÇÃO DE SEIS MESES A DOIS ANOS.