Sei sulla pagina 1di 41

Disciplina Imunologia (MORFO0020)

Departamento de Morfologia
Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Universidade Federal de Sergipe

Antígenos e Anticorpos

Profa. Dra. Nalu Teixeira de Aguiar Peres


Antígenos
 Antígeno: qualquer molécula ou substância capaz de induzir
uma resposta imunológica e interagir com as moléculas ativas
do sistema imune.

 Hapteno: pequena substância química que pode se ligar a um


anticorpo, mas que deve se ligar a uma macromolécula para
estimular uma resposta imune adaptativa para esta substância.

 Epítopo ou determinante antigênico: porção do antígeno que


se liga no anticorpo e/ou no TCR.
Antígenos e epítopos
Antígenos e epítopos
Determinantes antigênicos

Determinantes antigênicos proteicos:


 Lineares: sequencia de aminoácidos
adjacentes.
 Conformacionais: sequencia de aminoácidos

justapostos na proteína dobrada.


 Neoantigênicos: formados após fosforilações,

glicosilações ou ou proteólise.
Determinantes antigênicos
Antígenos e epítopos reconhecidos por linfócitos B
 Carboidratos e fosfolipídeos
 Proteínas

Antígenos e epítopos reconhecidos por linfócitos T


 O linfócito T não reconhece antígenos livres. Somente
reconhecem epítopos associados às moléculas do MHC
(complexo principal de histocompatibilidade) sobre a
superfície das APCs.

 O linfócito T reconhece epítopos lineares (sequenciais).


Antígenos Timo-independentes
 São antígenos não proteicos que induzem uma resposta
humoral (linfócitos B), sem a participação de linfócitos T.

 Não induzem memória imunológica.


Antígenos Timo-dependentes

 Para que ocorra a produção de


anticorpos contra a maioria
dos antígenos, o linfócito B
recebe dois sinais: um é o
próprio reconhecimento
antigênico e o outro é
fornecido pelo linfócito T.
Anticorpos (Ac) ou Imunoglobulinas (Ig)

Os anticorpos são moléculas que


reconhecem antígenos e pertencem à
superfamília das Imunoglobulinas (Ig).

 Na eletroforese do soro, os anticorpos migram junto com


proteínas chamadas globulinas.

 Polipetideos – 150 kDa.

 Produzidos pelos plasmócitos (linfócitos B ativados).


Onde os Acs estão presentes?

 Distribuídos nos fluídos biológicos


(plasma, secreções das mucosas,
líquido intersticial, leite materno).

 Superfície de determinadas células:


 Linfócitos B – receptores ou BCR
 Ligados à receptores específicos em macrófagos,
eosinófilos ou mastócitos (Receptores Fc)
 Linfócitos B são as únicas células que produzem Ac
Ac são moléculas bifuncionais

Fab: região da molécula


responsável pela ligação ao
antígeno.
Fc: porção efetora
reconhecida por receptores
de outros componentes do
sistema imune.
Estrutura dos Ac

 2 cadeias leves idênticas


Porção variável
Porção constante

 2 cadeias pesadas idênticas


Cadeia
Porção variável
leve
Porção constante Dobradiça
Ponte
dissulfeto

Cadeias leves: lambda () ou kappa () Cadeia


pesada
Cadeias pesadas: µ, , , α, 
Flexibilidade da molécula de Ac
Estrutura dos Ac
Estrutura dos Ac
Sitio de
ligação ao Ag VH
Sitio de
ligação ao Ag

CH1
VL
Cadeia
leve
CL

Sitio de
CH2 glicosilação
Atividade
biológica

Cadeia CH3
pesada
Regiões de hipervariabilidade
As regiões variáveis de cada cadeia leve e pesada
possuem regiões hipervariáveis, onde ocorre a interação
do anticorpo com o antígeno – CDR1, CDR2, CDR3
Estrutura dos Ac
Isotipos (classes) de Acs
Os anticorpos são classificados de acordo com o tipo de cadeia pesada
que apresentam (isotipos), que exercem funções diferentes.

γ – IgG (subclasses IgG1, IgG2, IgG3 e IgG4)


δ – IgD
ε – IgE
α – IgA (subclasses IgA1 e IgA2)
μ - IgM
Subclasses de IgG

A região de dobradiça pode ter de 10 a 60 aa - Esta


é uma das diferenças entre as subclasses de IgG
A conformação do Ag e do sítio de ligação
no Ac são complementares
Fenda de ligação ao Ag
Avidez: força de interação
Funções dos Ac

 Receptores de Ag nos linfócitos B (BCR – B cell receptor).

 Neutralização do Ag.

 Opsonização do Ag – fagocitose via receptor Fc (FcR).

 Ativação do Sistema Complemento pela via clássica.


Mecanismos efetores dos Ac – Receptor
de Linfócitos B
Mecanismos efetores dos Ac -
Neutralização
Neutralização de Ag - Exotoxina

Neutralização pode ser por todas as classes de Ac


Neutralização de Ag – Bactéria
Neutralização de Ag – Partícula viral
Mecanismos efetores dos Ac -
Opsonização
Opsonização de Ag
Aumento da fagocitose e da ativação celular

MO ativado a
expressão de FcRI

Fagocitose é mediada por FcRI (IgG1) e FcRII (IgG3).


IgG1 é importante nas infecções bacterianas
Mecanismos efetores dos Ac – Ativação do
Sistema Complemento
ADCC: Citotoxicidade por Células
Dependente de Anticorpos
Interação com células via receptores de porção Fc
(neutrófilos, monócitos/macrófagos, célula dendrítica,
cél. NK, eosinófilos, linfócitosT)

ADCC pode ser mediada por IgG e IgE


Propriedades biológicas das Igs humanas
Isotipo Cadeia pesada Funções

IgA α Imunidade mucosa

IgD δ Receptor de Ag – Linf B naive

IgE ε Imunidade a helmintos


Hipersensibilidade imediata
IgG γ Opsonização
Ativação do complemento
ADCC – citotoxicidade mediada por
células dependente de Ac
Imunidade neonatal
Reações de hipersensibilidade
IgM µ Ativação do complemento
Receptor de Ag Linf B naive
IgA – Imunidade de mucosa
IgE – Imunidade a helmintos e hipersensibilidade
Alterações da estrutura do anticorpo durante a resposta
Imunológica humoral

 Maturação de afinidade: aumento da afinidade dos


Ac por um Ag proteico a medida que evolui a
resposta humoral.

 Mudança de isotipo (classe): mudança de classe do


Ac (muda a função efetora) mas NÃO muda a
especificidade.
Alterações da estrutura do anticorpo durante a resposta
Imunológica humoral
Bibliografia recomendada

 Abbas AK, Lichtman AH. Imunologia Celular e Molecular. 7 ed.


Elsevier, 2012 – Cap 5.

 Janeway Junior CA, Shlomchik MJ, Travers P, Walport M.


Imunobiologia de Janeway. 7 ed. Artmed, 2010 – Cap 3 (3.1 a
3.9), Cap 4 (4.12 a 4.16).
Estudo dirigido

1. Defina antígeno, imunógeno, hapteno e determinante antigênico.


2. O que é imunogenicidade e antigenicidade?
3. O que são imunoglobulinas, onde estão presentes e quais são suas
atividades biológicas?
4. Esquematize uma molécula de anticorpo.
5. O que são antígenos Timo independentes e timo dependentes?
6. Qual a natureza química dos antígenos reconhecidos pelos linfócitos T e B?
7. Quais são as alterações que podem ocorrer na estrutura dos Ac, e qual a
finalidade destas alterações?