Sei sulla pagina 1di 5

SENHOR DIRETOR PARA ASSUNTOS DE FISCALIZAÇÃO – DECOFL –

DO CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS – CRECI –


4ª REGIÃO/MG

Auto de Infração nº: 012837


Auto de Constatação nº: 24110

ABIJAODI VIEIRA & LAMBERTUCCI EMPREENDIMENTOS


LTDA, pessoa jurídica de direito privado inscrita no CNPJ sob o nº
06.010.221/0001-27, com sede à Av. Raja Gabáglia, nº 3117, sala 208, Bairro São
Bento, neste ato representada por seu sócio Wander Mauro Lambertucci,
brasileiro, casado, Administrador de Empresas, inscrito no CPF sob o nº
689.091.606-91, vem, perante este respeitável órgão e em defesa aos autos supra
citados, expor e requer o que se segue:

DOS FATOS

Em 16/07/04, por volta das 16:30 horas, compareceu à sede da empresa


requerente o fiscal do Conselho Regional de Corretores de Imóveis – CRECI 4ª
Região/MG – Sr. Rodrigo Rodrigues de Novaes, que lavrou os Autos de Infração nº
012837 e de Constatação nº 24110.

No Auto de Infração lavrado, alegou que a requerente infrigira o dispositivo


legal 14, por “Exercer atividades privativas de corretor de imóveis, sem possuir,
contudo, habilitação legal, para tanto”, anexando cópia do contrato social da
empresa, que em seu objetivo social possui a “intermediação imobiliária”.

Quanto ao Auto de Contestação, “verificou” que “A empresa está em plena


atividade (...), atuando no ramo da intermediação imobiliária, não possuindo
inscrição no CRECI – 4ª Região, exercendo, portanto, ilegalmente, atividades
privativas de corretor de imóveis”, e ressaltou que “É sócio da empresa, inscrito
individualmente como corretor de imóveis o Sr. João Márcio Braga Vieira, CRECI –
2095”.
1

Abijaodi Vieira & Lambertucci Empreendimentos Ltda .


Av. Raja Gabaglia, 3117 – sala 208 – São Bento – Cep: 30350-540 – Belo Horizonte – MG
Telefax.: (31) 3293 8788 / e-mail: avl@avlemp.com.br
DOS FUNDAMENTOS

A empresa autuada foi constituida por seus sócios em Outubro/03, não tendo
nem um ano de efetivo exercicio, podendo ser considerada uma empresa “nova” no
mercado.

Quando da abertura da empresa, os sócios foram acessorados pela CMI,


sendo esta entidade a responsável pelas informações passadas aos mesmos dos atos
necessários para o pleno e legal exercício do Objeto Social.

A CMI foi categórica ao afirmar que, por um dos sócios serem inscrito no
CRECI/MG, não haveria necessidade da filiação da empresa à este respeitável
órgão, instrução esta seguida pelos sócios.

É importante ressaltar que, no pouco tempo de existência da empresa, a


mesma não exerceu nem uma única vez as atividades pelas quais foi autuada, quais
sejam a “intermediação imobiliária”, como indicado no Auto de Infração, atuando
apenas como administradora de imóveis alugados, não havendo, portanto, motivo
para a referida autuação.

De certo, consta no contrato social da autuada, em sua cláusula 2ª, a


“intermediação na compra de imóveis próprios e de terceiro”, mas como já citado,
não foi por nenhuma vez exercida, não sendo efetuada nenhuma venda de imóveis
por seu intermédio, apesar de por orientação da CMI a empresa estar legalmente
habilitada para tal execício.

Absurdo seria considerar as autuações contestadas como verídicas, uma vez


que, por responsabilidade única e exclusiva da CMI, os sócios consideraram a
empresa habilitada para o exercício, quando, por uma acessoria mal feita, a autuada
está à mercê das autuações deste respeitável órgão, sujeitos à sanções que, por culpa
de terceiros, ou seja, a CMI, poderá ser castigada de modo crucial à sua existência,
uma vez que a empresa vêm, desde sua fundação, esforçando-se para prestar um
serviço de qualidade à todos seus clientes e, até o momento, deixando-os muito
satisfeitos.

É notória a dificuldade que as empresas novas têm para ingressar no mercado,


sendo um negócio de risco, uma vez que, ainda mais no ramo imobiliário, o povo em
geral encherga com certa desconfiança empresas desconhecidas. E quando, após
2

Abijaodi Vieira & Lambertucci Empreendimentos Ltda .


Av. Raja Gabaglia, 3117 – sala 208 – São Bento – Cep: 30350-540 – Belo Horizonte – MG
Telefax.: (31) 3293 8788 / e-mail: avl@avlemp.com.br
muito esforço dos sócios, a empresa autuada começa a dar resultados, em termos de
qualidade e reconhecimento de seus serviços, ocorre a autuação guerreada, é um
tanto quanto desanimador para os que tanto tempo e dedicação desprenderam nela.

Mas é persistente o desejo dos sócios de que os seus serviços continuem


sendo prestados, pois a confiança e satisfação dos seus clientes é um incentivo mais
que suficiente para que isso ocorra.

DO DIREITO

Dispõe o Decreto nº 81.871/78, em seus artigos 2º e 3º:

“Art 2º Compete ao Corretor de Imóveis exercer a intermediação na compra,


venda, permuta e locação de Imóveis e opinar quanto à comercialização imobiliária.

Art 3º As atribuições constantes do artigo anterior poderão, também, ser


exercidas por pessoa jurídica, devidamente inscrita no Conselho Regional de
Corretores de Imóveis da Jurisdição.” (Grifou-se)

O decreto é claro ao normatizar que compete ao corretor e às pessoas


jurídicas devidamente inscritas no CRECI praticar as atividades imobiliárias
descritas.

Contudo, como já afirmado veridicamente, a empresa autuada NUNCA


exerceu tais atribuições, ou seja, não intermediou nenhuma compra e venda de
imóvel, não havendo, portanto, que proceder as notificações.

O artigo 16 da mesma lei decreta:

“ Art 16 Compete ao Conselho Regional:

III – fiscalizar o exercício profissional na área de sua jurisdição”

Assim, e deixando-se claro que a autuada sempre fez todos os esforços para
se manter legalmente em funcionamente, não está em discussão a fiscalização
exercida, que, registre-se, tem todo o apoio da empresa, visto que é extremamente
necessário para que não ocorram fraudes e ilegalidades em seu meio de atuação e
contribuindo para manter boa imagem do mercado imobiliário, e sim a

Abijaodi Vieira & Lambertucci Empreendimentos Ltda .


Av. Raja Gabaglia, 3117 – sala 208 – São Bento – Cep: 30350-540 – Belo Horizonte – MG
Telefax.: (31) 3293 8788 / e-mail: avl@avlemp.com.br
responsabilidade da falha ocorrida, que não é da autuada e que ocasionou nas
autuações e, não havendo responsabilidade não há que se falar em sanção.

A autuada sempre lutou para ter boa reputação, o que não será diferente
agora, e irá, após a análise da presente defesa, praticar todos atos necessário para
que referido equívoco seja escusado.

DA SEPARAÇÃO DA SOCIEDADE

A sociedade da Abijaodi Vieira & Lambertucci Ltda é uma empresa de


engenharia e também imobiliária, conforme contrato social.

Contudo, é relevante salientar que a mesma não continuará desta forma,


ocorrendo a criação de outra personalidade jurídica, sendo que uma continuará a ser
de engenharia e outra será imobiliária.

Assim, é desejo de seus sócios que a inscrição no CRECI/MG seja realizada


somente após referida separação, para que não ocorram gastos em dobro, uma com a
inscrição agora e outra após a separação, pois ainda não se sabe qual das duas
especialidades será mantida com a atual personalidade, uma vez que estão sendo
analizados os fatores relevantes para que a mudança ocorra de modo menos gravoso
onerosamente para as empresas.

Para uma empresa tão nova e de pequeno porte como a autuada, quaisquer
gastos são importantes, vez que a renda é muito reduzida ainda, sendo qualquer
centavo crucial para o seu funcionamento e prestação de serviços qualificados para
seus clientes.

DO PEDIDO

Face ao exposto, requer:

1 – Por não ser de sua responsabilidade o motivo das autuações, não sejam
aplicadas quaisquer típos de sanções pecuniárias;

2 – Seja concedido prazo razoável para que ocorra a criação da nova empresa,
como citado, evitando-se, assim, gastos excessivos e demasiadamente onerosos para
a empresa;
4

Abijaodi Vieira & Lambertucci Empreendimentos Ltda .


Av. Raja Gabaglia, 3117 – sala 208 – São Bento – Cep: 30350-540 – Belo Horizonte – MG
Telefax.: (31) 3293 8788 / e-mail: avl@avlemp.com.br
A Autuada coloca-se à disposição deste respeitável órgão para o
esclarecimento de quaisquer questões necessárias para o esclarecimento e resolução
do presente impasse, certos de que sua solução está na diligência em conjunto dos
mesmos.

Pede deferimento,

Belo Horizonte, 09 de Agosto de 2004.

________________________________________________
Abijaodi Vieira & Lambertucci Empreendimentos Ltda.
Wander Lambertucci

Abijaodi Vieira & Lambertucci Empreendimentos Ltda .


Av. Raja Gabaglia, 3117 – sala 208 – São Bento – Cep: 30350-540 – Belo Horizonte – MG
Telefax.: (31) 3293 8788 / e-mail: avl@avlemp.com.br