Sei sulla pagina 1di 5

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ - CAMPUS REBOUÇAS

Curso: Psicologia/Manhã
Disciplina: Fundamentos das Ciências Sociais (1076)
Professora: Ezilda Ferreira
Aluna: Rosângela Lopes Adell Reis (201202428991)

Exercícios Aula 1
Questão discursiva: Leia o caso concreto abaixo descrito e responda as questões apresentadas.
O menino selvagem de Aveyron Em setembro de 1799 um menino de cerca de 12 anos de idade
foi encontrado perto da floresta de Aveyron, Sul da França. Estava sozinho, sem roupa, andava de quatro
e não falava uma palavra. Aparentemente fora abandonado pelos pais e cresceu sozinho na floresta. O
menino, a quem lhe deram o nome de Victor, foi levado para paris, onde ficou aos cuidados do médico
Jean-Marc-Gaspar Itard. Durante 5 anos o Dr.Itard dedicou-se a ensinar Victor a falar, a ler, a se
comportar como um ser humano, mas seus esforços foram em vão. Pouco progresso foi conseguido
durante esse tempo. Victor nunca falou e aprendeu a ler somente uma palavra (leite). Não era mais o
menino selvagem de quando fora encontrado, mas também, não se tornou humano.
(www.forumnow.com.br).
1 - Considerando a história de Victor, o que podemos concluir sobre o que acontece aos homens
quando vivem isolados?
R. Os seres humanos não vivem juntos, não vivem em sociedade, apenas porque escolhem esse
modo de vida, mas porque a vida em sociedade é uma necessidade humana. A humanização do homem
acontece em relação a outro homem. Indivíduos que sobrevivem isolados (isto é quase impossível), não se
humanizam e não se transformam em seres sociais. Se isolado da sociedade, o "indivíduo selvagem" não
chega sequer a aparentar humanidade, fica evidente ser um produto bastante diferente do "indivíduo
social" como o conhecemos.

2- Muitas lendas e mitos relatam a história de heróis que, mesmo crescendo no isolamento,
tornaram-se humanos – Rômulo e Remo, Tarzan, Mogli - e apresentaram comportamentos compatíveis
com o resto da humanidade.
Comparando estas personagens com o caso de Victor, seria possível ou não a eles apreenderem
sozinhos os comportamentos humanos? Por quê?
R. Não seria possível o aprendizado de hábitos e costumes humanos vivendo no isolamento. Como
vimos no exemplo de Victor, o ser humano necessita de outros seres humanos para realizar seu
aprendizado. Neste sentido, ao adquirir cultura, o homem passa a depender muito mais do aprendizado do
que a agir através de atitudes geneticamente determinadas.

Questão de múltipla escolha: As Ciências Sociais se dividem em três ciências específicas: A


Sociologia, a Antropologia e a Ciência Política. Cada ciência social específica aborda distintos aspectos
da realidade social. Essa realidade social é repartida conforme as diferenças existentes entre os diversos
aspectos que a compõem. Esses aspectos constituem aos objetos das três ciências. Assinale a alternativa
que expressa corretamente qual aspecto da realidade cada ciência social toma por objeto.
A) O uso cultural do twitter pelos indivíduos de uma sociedade é objeto da Antropologia; o uso do
twitter como fato social é objeto da Ciência Política; o uso do twitter para uma campanha eleitoral é
objeto da Sociologia.

B) O uso cultural do twitter pelos indivíduos de uma sociedade é objeto da Antropologia; o uso do
twitter para uma campanha eleitoral é objeto da Ciência Política; o uso do twitter como fato social é
objeto da Sociologia.

C) O uso do twitter para uma campanha eleitoral é objeto da Sociologia; o uso cultural do twitter
pelos indivíduos de uma sociedade é objeto da Ciência Política; o uso do twitter como fato social é objeto
da Antropologia.
D) O uso cultural do twitter pelos indivíduos de uma sociedade é objeto da Ciência Política; o uso
do twitter como fato social é objeto da Sociologia; o uso do twitter para uma campanha eleitoral é objeto
da Antropologia.

E) O uso cultural do twitter pelos indivíduos de uma sociedade é objeto da Ciência Política; o uso
do twitter como fato social é objeto da Antropologia; o uso do twitter para uma campanha eleitoral é
objeto da Sociologia.

R. A resposta correta seria a letra B.

Exercícios Aula 2
Questão discursiva: Leia a letra da música “Comida”, de Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e
Sérgio Brito e responda as questões propostas:
Bebida é água! Comida é pasto! Você tem sede de que? Você tem fome de que?... A gente não
quer só comida A gente quer comida Diversão e arte A gente não quer só comida A gente quer saída Para
qualquer parte... A gente não quer só comida A gente quer bebida Diversão, balé A gente não quer só
comida A gente quer a vida Como a vida quer... Bebida é água! Comida é pasto! Você tem sede de que?
Você tem fome de que?... A gente não quer só comer A gente quer comer E quer fazer amor A gente não
quer só comer A gente quer prazer Prá aliviar a dor... A gente não quer Só dinheiro A gente quer dinheiro
E felicidade A gente não quer Só dinheiro A gente quer inteiro E não pela metade... Bebida é água!
Comida é pasto! Você tem sede de que? Você tem fome de que?... Diversão, balé Como a vida quer
Desejo, necessidade, vontade Necessidade, desejo, eh! Necessidade, vontade, eh! Necessidade...
1- A letra da música fala de comida como forma de alimento, mas também de outro tipo de
comida que sacia a “fome da alma”. Trata-se mesmo tipo de comida?
R. Como visto, os atos humanos apresentam diferentes significados construídos culturalmente. Os
atos de comer, dormir, reproduzir-se, dão diferentemente em cada sociedade, de acordo com os padrões
culturais predominantes em cada uma dela.

2- A partir desta visão faça um quadro comparativo que mostre a diferença entre ciências sociais e
ciências naturais.
R. As Ciências Naturais estudam fatos simples. Os eventos isoláveis – os fenômenos podem ser
analisados separadamente e fora do contexto em que foram produzidos.
As Ciências sociais estudam fatos estudam fatos complexos. Os eventos não podem ser
considerados isoladamente perdem seu significado se forem analisados separadamente sem levar em
consideração o contexto em que foram produzidos.

Questão de múltipla escolha:


1. Considere as afirmativas a seguir:
I – A matéria prima da “Ciência Natural” não pode ser isolada em laboratório, pois é de natureza
extremamente complexa.
II – O cientista social desenvolve hipóteses e as testa em laboratório, não exercendo sobre seu
objeto nenhuma interferência.
III – Nas ciências naturais, a prova ou teste de uma dada teoria pode ser feita por dois
observadores situados em locais diversos que chegarão a resultados iguais.
IV – As ciências sociais lidam com realidades e “verdades” dinâmicas em diferentes contextos
temporais e regionais.
São corretas as seguintes afirmativas:
A) I e I
B) II e IV
C) III e IV
D) I e III
E) II e IV
R. Resposta certa letra C (III E IV)
Exercícios Aula 3
Questão discursiva: Leia o texto abaixo e responda as perguntas apresentadas: Sobre meninos e
meninas.
“Nos intervalos das aulas, durante o recreio, ou durante as aulas de Educação Física ou de
iniciação desportiva, evidencia-se, igualmente, um modelo diferenciador de condutas: em geral, os
meninos dispõem de toda a quadra esportiva só para eles. Ali podem correr, lutar, competir, em suma,
preparar-se para a vida adulta; quanto a meninas, para elas basta um pequeno espaço, de preferência à
sombra, onde são estimuladas a conversar, brincar de corda ou, no máximo, pular corda ou executar
passos de dança rítmica” (TOSCANO, Moema. Igualdade na escola: preconceitos sexuais na educação.
Rio de Janeiro: CEDIM, 1995. p. 33).
1 - Os meninos têm uma tendência natural para lutar? As meninas têm uma tendência natural para
serem dançarinas? Justifique sua resposta.
R. Não, pois não há uma tendência natural para dança ou futebol, mas sim uma construção cultural
de identidade de gênero. Masculino e feminino são construções culturais, o que é determinado pela
natureza é o dimorfismo sexual.

2 - “Socialização significa o processo pelo qual um indivíduo se torna um membro ativo da


sociedade em que nasceu, isto é, comporta-se de acordo com determinados atributos pré-concebidos”.
Seria, portanto, errado afirmar que a cultura estabelece os padrões dentro dos quais as aptidões e a
personalidade de meninos e meninas se desenvolverão. Justifique sua resposta.
R. Não, pois por meio da socialização os padrões culturais se impõem aos indivíduos.

Questão de múltipla escolha:


Considere as afirmativas a seguir:
I- O comportamento individual está subordinado a determinados códigos culturais que programam
coletivamente a maneira de pensar, de sentir e de agir.
II- Tudo o que for expressivo no corpo cumpre funções unicamente orgânicas e está fora da
abordagem antropológica.
III- O corpo é determinado exclusivamente por sua atividade fisiológica, sofrendo pouca
interferência de práticas culturais.
IV- É inegável que existem motivações orgânicas que conduzem os seres humanos, mas a cada
uma dessas motivações biológicas a cultura modela e atribui um significado especial. Marque a letra a
seguir que corresponda às afirmativas anteriores que podem ser consideradas corretas do ponto de vista
antropológico:
A) I e II
B) I e III
C) II e IV
D) I e IV
E) I, II e IV
R. A resposta certa é a letra D (I E IV)

Exercícios Aula 4
Aplicação prática e teórica

Questão discursiva: Leia o texto abaixo e responda:

Durante a campanha presidencial de 1994, o então candidato Fernando Henrique Cardoso afirmou
“ter um pé na cozinha”, buscando, assim, acionar uma ancestralidade africana e, consequentemente,
afastar-se do estigma de que seria o candidato das elites. Em entrevista cedida em 2005 ao jornal Folha de
São Paulo, o renomado jogador de futebol Ronaldo Fenômeno surpreendeu com a frase: Acho que todos
os negros sofrem (com o racismo). Eu, que sou branco, sofro com tamanha ignorância.

1. Interprete as declarações acima com base nas discussões acerca da atualidade do mito das três
raças?
R. O argumento de Fernando Henrique e Ronaldo Fenômeno remete ao “mito das três raças”, em
que a sociedade brasileira seria formada pelas raças branca (português), negra (africano) e indígena
(índios), originando uma sociedade mestiça/ miscigenada. Essa mestiçagem era vista como fator de
decadência e degenerescência por Gobineau. Já Gilberto Freire e Sérgio Buarque de Holanda consideram
a miscigenação como algo positivo. Para Gilberto Freire seria a democratização a partir da ambivalência
do mestiço e para Sergio Buarque a cordialidade e o personalismo.

Questão de múltipla escolha:

Degenerescência e personalismo são categorias de interpretação da realidade brasileira utilizadas,


respectivamente, pelos seguintes autores:

1. Sergio Buarque de Holanda e Gilberto Freyre.


2. Gobineau e Sérgio Buarque de Holanda.
3. Sérgio Buarque de Holanda e Gobineau.
4. Gilberto Freyre e Gobineau.
5. Gobineau e Darcy Ribeiro.

R. Questão correta é a alternativa 2.

Exercícios Aula 5

Questão discursiva: Leia o caso concreto e responda as perguntas apresentadas:


O ganhador do prêmio Nobel de Medicina James Watson, pioneiro no trabalho de deciframento do
genoma humano, causou espanto ao reacender com força total uma polêmica que parecia definitivamente
superada pelos próprios geneticistas. O pesquisador americano, de 79 anos, declarou ao jornal "The
Sunday Times" ser pessimista sobre a África porque as políticas ocidentais para os países africanos eram,
erroneamente, baseadas na presunção de que os negros seriam tão inteligentes quanto os brancos quando,
na verdade "testes" sugerem o contrário. Watson não apresentou argumentos científicos para embasar
suas ideias nem especificou que "testes" seriam esses. Afirmou apenas que os genes responsáveis pelas
diferenças na inteligência humana devem ser descobertos dentro de 10 a 15 anos. Essas afirmações
constam em um livro que será publicado na semana que vem, e no qual Watson escreve que não há
motivo algum para crer que "as capacidades intelectuais de povos separados em sua evolução tiveram que
evoluir de modo idêntico". Para o geneticista Sergio Pena, professor titular do Departamento de
Bioquímica e Imunologia da UFMG, há uma relação genealógica entre todas as populações do mundo,
incluindo a europeia, e a África. A Humanidade moderna emergiu na África há menos de 200 mil anos e
só nos últimos 60 mil anos saiu deste continente para habitar os outros: - Do ponto de vista evolucionário,
somos todos africanos, vivendo na África ou em exílio recente de lá. Não faz sentido haver diferenças
biológicas entre africanos e povos de outros continentes. Na opinião do geneticista, nos últimos 500 anos
a África tem sido vítima de um imperialismo europeu impiedoso e selvagem, que criou dissensões entre
grupos étnicos e manteve o continente economicamente de joelhos. (O Globo, 19/10/2007).

1. O cientista James Watson estaria inspirado nas concepções positivistas (neste caso o
Darwinismo Social) para explicar as diferenças de evolução entre os povos e raças? Justifique.
R. Pergunta mal formulada, inviável resposta satisfatória.

2. É correto, do ponto de vista socioantropológico, afirmar que as características biológicas


determinariam a superioridade de uns povos e inferioridade de outros? Explique.
R. Do ponto de vista sócio-antropológico, não. Para as Ciências Sociais, a importância do conceito
de raça está ligada não a sua precisão do ponto de vista biológico, mas à realidade social, ou seja, se as
pessoas acreditam e agem em função daquilo que se entende como o conceito de raça.
Questão de múltipla escolha:
Muitos antropólogos do século XIX, da tendência evolucionista, interpretavam as transformações
das sociedades humanas dentro de uma visão linear:
A) Do exótico para o familiar
B) Do social para o individual
C) Do primitivo para o civilizado
D) Do social para o cultural
E) Do natural para o cultural

R. Resposta letra D

Exercícios Aula 6

Questão discursiva: Leia o caso concreto e responda as questões propostas:


Jovens roubam e agridem doméstica e afirmam que a confundiram com prostituta. RIO - A
empregada doméstica Sirley Dias de Carvalho Pinto, de 32 anos, teve a bolsa roubada e foi espancada por
cinco jovens moradores de condomínios de classe média da Barra da Tijuca, na madrugada de sábado. Os
golpes foram todos direcionados à sua cabeça. Presos por policiais da 16ª. DP (Barra), três dos rapazes —
o estudante de administração Felippe de Macedo Nery Neto, de 20 anos, o técnico de informática
Leonardo Andrade, de 19, e o estudante de gastronomia Júlio Junqueira, de 21 — confessaram o crime e
serão levados para a Polinter. Como justificativa para o que fizeram, alegaram ter confundido a vítima
com uma prostituta. (Publicada em 24/06/2007 às em O Globo On Line).

1 – Utilizando como base de análise a perspectiva teórica de Durkheim e as discussões em sala de


aula, como podemos interpretar o comportamento individual e em grupo dos jovens mostrados abaixo?
R.O fato social identificado no texto é o crime. O crime é um fenômeno social por ser exterior, já
que é a sociedade e não o indivíduo (consciência individual) quem determina o que é criminoso ou não. É
coercitivo, uma vez que há uma imposição para que não se pratique o crime e é geral por um fenômeno
que se apresenta generalizado na sociedade brasileira (onde ocorreu o crime).

2 – A partir da perspectiva sociológica de Durkheim, como pode ser analisado o ato cometido por
estes jovens? Nessa perspectiva, a transgressão da juventude pode ser considerada um dado natural?
R. Para Durkheim, o crime, enquanto acontecimento que se repete (é comum, corriqueiro em
sociedade) é um fato social normal. Os jovens ao cometer o crime ferem a consciência coletiva e a
punição é a forma da consciência coletiva ser restabelecida.
O comportamento do grupo é um fato social patológico, gerado pela socialização com uma
minoria que descrimina certas pessoas por sua profissão, raça ou condição social. Não podemos
considerar a atitude dos jovens como uma normalidade mesmo que vejamos isso com frequência no
noticiário.

Questão de múltipla escolha:


Segundo Durkheim, em Educação e Sociedade, “todo o sistema de representação que mantém em
nós a ideia e sentimento da lei, da disciplina interna ou externa, é instituído pela sociedade.” Conforme a
teoria desse autor assinale a alternativa correta.
A) Apesar de sua natureza social, o fim da educação é individual.
B) A educação não possui natureza social, antagonizando indivíduo e sociedade.
C) A educação tem por objetivo suscitar o individualismo a fim de conservar a ordem.
D) Cabe à educação constituir no homem a capacidade de vida moral e social.
E) A educação visa inculcar nas classes populares a ideologia da classe dominante.
R. Resposta certa é a letra D