Sei sulla pagina 1di 8

Forças intermoleculares

Forças intermoleculares são as forças exercidas para manter unidas duas ou mais moléculas.

Elas correspondem a ligações químicas que têm a função de unir ou repelir as moléculas de
um composto.

As forças intermoleculares provocam estados físicos diferentes nos compostos químicos. Essa
interação pode ser mais ou menos forte, conforme a polaridade das moléculas.

Classificação
As forças intermoleculares são classificadas em três tipos que variam conforme a intensidade:

 Ligação de Hidrogênio: Ligação de forte intensidade.


 Dipolo Permanente ou dipolo-dipolo: Ligação de média intensidade.
 Dipolo Induzido ou Forças de London: Ligação de fraca intensidade.

O conjunto das forças intermoleculares também pode ser chamado de Forças de Van der
Waals.

Ligação de Hidrogênio

A ligação ou ponte de hidrogênio ocorre em moléculas polares que têm o hidrogênio unido a
elementos com volume atômico baixo e eletronegativos, como o oxigênio (O), Flúor (F) e
Nitrogênio (N).

É a força intermolecular mais forte, pois existe uma grande diferença de eletronegatividade
entre os elementos.

Um exemplo de ligação de hidrogênio ocorre na molécula de água (H2O).

Dipolo-dipolo

O dipolo-dipolo ocorre entre as moléculas dos compostos polares e é considerada uma


interação de força intermediária. Nesse caso, o hidrogênio não interage diretamente com F, N
e O.

Os elétrons estão distribuídos de forma assimétrica e assim o elemento mais eletronegativo


atrai os elétrons para si.

Nas ligações dipolo-dipolo as moléculas polares interagem de maneira que os polos opostos
sejam preservados.

Dipolo induzido
O dipolo induzido é constituído pela atração não gravitacional que ocorre entre todas as
moléculas apolares e polares.

Os elétrons estão distribuídos de forma uniforme e não há formação de dipolo elétrico. Porém,
quando as moléculas se aproximam induzem a formação de dipolos temporários.

Forças intermoleculares x Forças intramoleculares


É importante saber que as forças intermoleculares são um tipo de ligação química. As demais
são as "forças intramoleculares".

Assim, as forças intermoleculares são exercidas entre as moléculas e as intramoleculares no


interior das moléculas.

As forças intramoleculares são:

Iônica

A ligação iônica é considerada uma ligação química forte. Ela é produzida pela atração
eletrostática entre íons de cargas diferentes (+ e -). Consiste na relação estabelecida entre
metal e não-metal por meio da transferência de elétrons.

Covalente

As forças que produzem a ligação covalente resultam na partilha de pares de elétrons entre
dois átomos de não-metais.

A maior parte dos compostos covalentes tem pontos de ebulição e fusão baixos, são pouco
solúveis em água e dissolvem-se com facilidade em solventes apolares.

Metálica

A ligação metálica resulta das forças exercidas no interior das moléculas de substâncias
metálicas.

Os metais têm poucos elétrons de valência, sendo bons condutores de eletricidade, calor e
refletem a radiação.

Leia também sobre Ligações Químicas.

Exercícios
1. Enem (2011/ Questão 58/ prova branca) A pele humana, quando está bem hidratada,
adquire boa elasticidade e aspecto macio e suave. Em contrapartida, quando está ressecada,
perde sua elasticidade e se apresenta opaca e áspera.

Para evitar o ressecamento da pele é necessário, sempre que possível, utilizar hidratantes
umectantes, feitos geralmente à base de glicerina e polietilenoglicol:
A retenção de água na superfície da pele promovida pelos hidratantes é consequência da
interação dos grupos hidroxila dos agentes umectantes com a umidade contida no ambiente
por meio de:

a) ligações iônicas
b) forças de London
c) ligações covalentes
d) forças dipolo-dipolo
e) ligações de hidrogênio

Alternativa e) ligações de hidrogênio.

2. (UERJ-1997) Água e etanol são dois líquidos miscíveis em quaisquer proporções devido a
ligações intermoleculares, denominadas:

a) iônicas.
b) pontes de hidrogênio.
c) covalentes coordenadas.
d) dipolo induzido - dipolo induzido.
e) dipolo permanente

Alternativa b) pontes de hidrogênio.

3. (Vunesp-2003) Pode-se verificar que uma massa de água ocupa maior volume no estado
sólido (gelo) do que no estado líquido. Isto pode ser explicado pela natureza dipolar das
ligações entre os átomos de hidrogênio e oxigênio, pela geometria da molécula de água e pela
rigidez dos cristais. As interações entre as moléculas de água são denominadas

a forças de Van der Waals.


b) forças de dipolo induzido.
c) forças de dipolo permanente.
d) pontes de hidrogênio.
e) ligações covalentes.

Alternativa d) pontes de hidrogênio.

Por: Lana Magalhães Professora de Biologia


Tipos de Forças Intermoleculares
Você está aqui

Home / Química Geral / Tipos de Forças Intermoleculares

As moléculas polares do
HCl mantêm-se unidas por meio da força de dipolo permanente

Curtidas

Comentários

por Jennifer

Compartilhe:
Por Jennifer Rocha

No nosso cotidiano, vemos várias substâncias com diversas propriedades diferentes, tais como,
os estados físicos, os pontos de fusão e de ebulição, a solubilidade e assim por diante. Em grande
parte, essas diferenças de propriedades que observamos nas substâncias devem-se às diferentes
interações e atrações que se estabelecem entre as suas moléculas.

Esses tipos de interações foram bastante estudados pelo físico holandês Johannes Diederik Van
der Waals (1837-1923) e, em sua homenagem, elas passaram a ser chamadas de Forças de Van
der Waals. São também bastante chamadas de Forças Intermoleculares.

Johannes Diederik Van der Waals (1837-1923) Van der Waals


Existem três tipos de forças intermoleculares, que são: dipolo permanente, dipolo induzido e
ligações de hidrogênio (antigamente chamada de pontes de hidrogênio). Veja cada uma:

 Força de dipolo permanente:

Ocorre somente em moléculas polares, em que os elétrons estão distribuídos de forma


assimétrica, ou seja, uma parte da molécula possui maior densidade eletrônica. No caso de
moléculas diatômicas, o elemento mais eletronegativo atrai os elétrons da ligação e força um
dipolo elétrico, como ocorre com o cloreto de hidrogênio (HC?) mostrado abaixo:

Molécula polar de cloreto de hidrogênio

Em moléculas assim, a parte positiva atrai a parte negativa de outra molécula e assim
sucessivamente.

Força de dipolo permanente entre moléculas de cloreto de hidrogênio

Essa é a força de dipolo permanente que possui intensidade média (é mais intensa que a força
de dipolo induzido, mas é menos intensa que a força da ligação de hidrogênio).

 Força de dipolo induzido (forças de London):

Ocorre em moléculas polares e apolares (que são aquelas em que os elétrons estão
distribuídos uniformemente, não havendo um dipolo elétrico na molécula).
No entanto, quando essas moléculas (ou átomos, como no caso dos gases nobres) aproximam-
se, pode acontecer que ocorram deformações nas nuvens de elétrons, pois há atrações e
repulsões entre os elétrons e os núcleos dos átomos. Essa deformação é apenas temporária, mas
forma regiões do átomo ou da molécula que ficam com maior quantidade de elétrons, ou seja,
são formados dipolos instantâneos.

Ao se aproximar de outras moléculas, esse dipolo instantâneo pode induzir a molécula vizinha
a também se polarizar e assim surgem forças atrativas, que são as forças de dipolo induzido.

Atração intermolecular do tipo dipolo induzido

A força de dipolo induzido é a de menor intensidade e é também chamada de Força de London.


As forças intermoleculares existentes entre moléculas apolares foram explicadas e relacionadas
com o movimento dos elétrons pelo cientista: Fritz Wolfgang London (1900-1954).

 Ligações de Hidrogênio:

Essa é a força intermolecular mais intensa e é uma atração que ocorre entre o hidrogênio e
átomos de flúor, oxigênio e nitrogênio.

H → F
H → O
H→N

É esse tipo de força intermolecular que ocorre, por exemplo, entre as moléculas de água. Tais
moléculas são polares, sendo que o oxigênio possui carga parcial negativa (δ-) e os hidrogênios
possuem carga parcial positiva (δ+). Assim, acontece que um hidrogênio de uma molécula de
água é atraído pelo oxigênio de outra molécula de água e assim por diante, formando ligações
de hidrogênio.

Ligações de hidrogênio da água