Sei sulla pagina 1di 2

CASO CONCRETO 1

A palavra direito possui outros significados, como de faculdade ou poder de agir; pode
ser também entendida como justo, certo, correto; pode ter o sentido de lei, norma;
pode ser o nome dado ao curso de nível superior, entre outros significados.

Alternativa E

CASO CONCRETO 2

a) Sim. O Direito e a Moral funcionam como ferramentas de controle social


inseridos no campo da ética. Apesar de serem conceitualmente diferentes
entre si complementam-se mutuamente
b) A conduta de Maria pode ser considerada como IMORAL (IR CONTRA A
MORAL), entretanto não como ILEGAL (ir contra a lei), essa distinção se dá
porque não existe nenhuma lei que proíba ou torne ilegal a traição de Maria,
visto que ainda eram noivos, e somente se estivessem já casados se constituiria
uma ilegalidade pelo Código Civil que proíbe o adultério.

Alternativas B e D

CASO CONCRETO 3

Hans Kelsen define o ordenamento jurídico como o conjunto de normas jurídicas


estruturadas e organizadas de forma hierárquica, ou seja, algumas leis devem estar
submetidas à outras leis, e essa visão é muito bem representada pela Pirâmide de
Kelsen. Desta forma, se faz necessário a existência de uma norma fundamental, sob a
qual todas as outras normas devem se subordinar para serem validadas, e esta norma
fundamental no nosso Estado é a Constituição Brasileira de 1988. Portanto, o Código
Civil, assim como todas as demais normas vigentes no Estado Brasileiro, também se
subordina hierarquicamente à Constituição Brasileira, e por isso seu conteúdo e
autoridade não podem ferir à mesma.

Ordem: F V V V F

Alternativa: A

CASO CONCRETO 4

a) Direito subjetivo absoluto: direito de propriedade das ações do Banco;


b) b) Direito subjetivo relativo: direitos dos contratantes na venda do Banco;
c) c) Direito patrimonial: o título de propriedade da mansão;
d) d) Direito extrapatrimonial: direito ao próprio corpo;
e) e) Direito disponível: os direito patrimoniais em geral como a mansão, banco, etc.
f) f) Direito indisponível: direitos extrapatrimoniais em geral, como direito ao próprio
corpo.
g) g)Direito transmissível: os disponíveis em geral, como os patrimoniais;
h) h) Direito intransmissível: os extrapatrimoniais
Justificativa: Os direitos absolutos são aqueles que se opõem de forma erga omnes
(geral), irradiando efeitos em todos os campos e impondo à coletividade o dever de
respeitá-los . Direitos relativos os que se opõem ou obrigam apenas os sujeitos da relação
jurídica. A indisponibilidade contempla a intransmissibilidade, a inalienabilidade e a
irrenunciabilidade e significa a impossibilidade de mudança do titular, nem mesmo por força
da vontade própria do indivíduo. Questões objetivas V, V, V, V. ALTERNATIVA A