Sei sulla pagina 1di 20

TRANSPORTE CLANDESTINO EM

ESTRADAS VICINAIS
INTRODUÇÃO

AS ESTRADAS NÃO PAVIMENTADAS, OU ESTRADAS VICINAIS, TAMBÉM SÃO


CHAMADAS DE ESTRADAS DE TERRA, OU ESTRADAS DE CHÃO, SÃO MUITAS
VEZES A ÚNICA FORMA DE ACESSO QUE A POPULAÇÃO TEM AOS SERVIÇOS
BÁSICOS DISPONIBILIZADOS NAS ÁREAS URBANAS, COMO SAÚDE, EDUCAÇÃO,
LAZER. DESSA MANEIRA É IMPORTANTE QUE O SISTEMA DE TRANSPORTE
FORNEÇA ACESSO SEGURO CONFIÁVEL, MAS DEVIDO SER UMA ÁREA REMOTA,
DIFICULTA A SEGURANÇA E A FISCALIZAÇÃO CRIANDO-SE GRANDES
OPORTUNIDADES PARA O TRAFEGO CLANDESTINO.
INTRODUÇÃO

FIGURA ILUSTRA ESQUEMA ENTRE CIDADES, LIGADAS


POR UMA RODOVIA COM ESTRADAS VICINAIS
INTERLIGADAS.
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO

FIGURA CARACTERIZA UMA ESTRADA VICINAL.


USO ILEGAL DAS ESTRADAS VICINAIS

 TRANSPORTE CLANDESTINO DE PASSAGEIROS

 TRÁFICO DE ARMAS E DROGAS

 TRÁFICO DE ANIMAIS

 TRANSPORTE CLANDESTINO DE COMBUSTÍVEL

 TRANSPOETE CLANDESTINO DE MADEIRA


PRECARIEDADE
FRONTEIRAS

A REALIDADE DA
FRONTEIRA BRASIL E
PARAGUAI IMPULSIONA
A INCIDÊNCIA DE CRIMES
CORRELATOS AO TRÁFICO
DE DROGAS NOS
MUNICÍPIOS SITUADOS
NAS PROXIMIDADES DAS
REGIÕES DE FRONTEIRA.
FISCALIZÇÃO

A FALTA DE PESSOAL, COMBINADA COM O


POSICIONAMENTO GEOGRÁFICO DA FAIXA DE
FRONTEIRA, ABUNDÂNCIA DE ESTRADAS VICINAIS,
POUCA DENSIDADE DEMOGRÁFICA, FALTA DE
POLÍTICAS PÚBLICAS, DISTANCIAMENTO DOS
CENTROS POLÍTICOS, APROXIMAÇÃO INTERCULTURAL
E COMPLEXIDADE LEGAL, FORMAM O CONJUNTO DE
FATORES QUE FAZEM A REGIÃO DE FRONTEIRA UMA
ZONA FÉRTIL À CRIMINALIDADE.
FISCALIZÇÃO
PREJUÍZOS

NOS ÚLTIMOS TRÊS ANOS, O CONTRABANDO CAUSOU


PREJUÍZOS DE QUASE R$ 350 BILHÕES AO PAIS. A
ENTRADA DESSES PRODUTOS É PELAS CIDADES QUE
FAZEM FRONTEIRA COM A BOLÍVIA E O PARAGUAI.
DE 2015 A 2017, O PREJUÍZO DO PAÍS COM O
CONTRABANDO E O DESCAMINHO FOI ESTIMADO EM
R$ 345 BILHÕES, O QUE EQUIVALE A 25 ANOS DE
ARRECADAÇÃO.
VIDEO
CONSIDERAÇÕES FINAIS
POR TUDO ISSO, FICA NÍTIDO A INEFICIÊNCIA DA
FISCALIZAÇÃO NAS ESTRADAS VICINAIS DO TERRITÓRIO
BRASILEIRO, ASSIM FAVORECE OS MAIS DIVERSOS TIPOS
DE TRANSPORTES CLANDESTINOS. DESSA MANEIRA,
OCASIONA INÚMEROS PREJUÍZOS SOCIAIS E ECONÔMICOS,
DEVIDO À CIRCULAÇÃO DE PRODUTOS ILÍCITOS,
JUNTAMENTE COM A CRIMINALIDADE. DENTRO DESSE
CONTEXTO, FAZ-SE NECESSÁRIO UM INVESTIMENTO DOS
ÓRGÃOS COMPETENTES NA FISCALIZAÇÃO E
QUALIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS QUE ATUAM NA
VIGILÂNCIA DAS ESTRADAS E RODOVIAS, ALÉM DO BOM
SENSO DA POPULAÇÃO.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DD