Sei sulla pagina 1di 10

1

Aula Gratuita

www.editorasanar.com.br
2

Olá, concurseiros(as)!
Bem vindo(a) ao melhor Curso de Psicologia para Concursos do Brasil! Neste Ebook-
Aula, preparamos algo inovador. Abordamos o assunto Psicologia Comunitária com
Questões comentadas alternativa por alternativa (incluindo as falsas).

Acreditamos que esse recurso é um diferencial para o aprendizado e aprovação.

Este Ebook-Aula é composto por trechos do livro “1.000 Questões de Provas


e Concursos em Psicologia” da pela Editora Sanar, que tem previsão de
lançamento para Junho/2015.

AGUARDE
Aproveite!
Bons estudos!

www.editorasanar.com.br
3
1. (TJ/AM - 2013 – ANALISTA JUDUCIÁRIO - FGV). A respeito da psicologia comunitária
brasileira, assinale a afirmativa correta.
(A) A psicologia comunitária sofreu importante influência da corrente histórica da
psicologia norte‐americana.
(B) O desenvolvimento teórico da psicologia comunitária no Brasil se deu a partir do
trabalho realizado no Rio de Janeiro, durante os anos 1970.
(C) A disciplina psicologia comunitária era fortemente comprometida com as discussões
teóricas desenvolvidas pelas novas tendências da Psicologia Social.
(D) A atuação direta nas comunidades não teve importância significativa para o
desenvolvimento da psicologia comunitária.
(E) O desenvolvimento da psicologia comunitária abriu novos mercados de trabalho para
o psicólogo, tradicionalmente ligado à clínica privada.

Grau de dificuldade: INTERMEDIÁRIO.

Alternativa A: FALSA. A psicologia social norte-americana é academicista, e não


priorizava a transformação social, nem a atuação junto às parcelas mais pobres da
população.
Alternativa B: FALSA. A sistematização teórica da psicologia comunitária se fez
necessária através das diversas experiências de inserção dos psicólogos na comunidade,
durante a década de 70, em vários estados do Brasil, não apenas no Rio de Janeiro.
Alternativa C: FALSA. A psicologia comunitária surge do questionamento dos próprios
psicólogos, especialmente daqueles envolvidos com a docência, sobre o papel da
psicologia e sua possibilidade de intervenção nos problemas sociais, no contexto
histórico da ditadura.
Alternativa D: FALSA. A psicologia comunitária surge a partir da atuação dos psicólogos
em comunidades.
Alternativa E: VERDADEIRA. A princípio, o trabalho dos psicólogos em comunidade era
feito de forma voluntária, ou ligado a atividades de docência. Com o passar do tempo, a
psicologia comunitária consolidou-se como área de atuação, abrindo uma nova
oportunidade de inserção profissional do psicólogo.

2. (UFU/MG - RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL DE SAÚDE – 2014 - DAA). Sobre a


perspectiva da psicologia social comunitária, considere as afirmações abaixo.

www.editorasanar.com.br
4
I. Parte do pressuposto de que o conhecimento se produz na interação entre o
profissional e os sujeitos investigados.
II. Utiliza-se, sobretudo da metodologia da pesquisa experimental, na qual testa as
hipóteses a respeito da relação de causa e efeito.
III. Em termos políticos, questionam-se todas as formas de opressão e de dominação,
buscando práticas de autogestão.
IV. É uma área da psicologia social que estuda o conceito de realidade e comunidade no
sistema de saúde coletivo.

É correto apenas o que se afirma em:


A) II e III.
B) I e II.
C) II e I V.
D) I e III.

Grau de dificuldade: FÁCIL.

Afirmativa I: VERDADEIRA. Em psicologia comunitária valoriza-se a produção de


conhecimento a partir da intervenção psicológica na comunidade.
Afirmativa II: FALSA. O paradigma experimental é utilizado na Psicologia Social
tradicional, norte-americana, abordagem criticada pela Psicologia Comunitária, que
valoriza métodos mais qualitativos e participativos.
Afirmativa III: VERDADEIRA. Um dos focos do trabalho em comunidade é o
empoderamento da comunidade no sentido de lutar por melhores condições de vida e
pelo pleno acesso aos direitos sociais e isso se faz através do desvelamento das formas
de dominação e opressão a que essa comunidade está submetida.
Afirmativa IV: FALSA. A Psicologia Comunitária não estuda o conceito de realidade no
sistema de saúde coletivo.

3. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). As discussões e


demandas acerca dos trabalhos em comunidades têm sido apresentadas aos
profissionais de psicologia de tal maneira que o habilitem:
A) a dar conta das questões individuais.
B) a realizar trabalhos em projetos educacionais.
C) a dar conta das questões tanto de ordem coletiva quanto social.

www.editorasanar.com.br
5
D) auxiliar a população.

Grau de dificuldade: FÁCIL.

Alternativa A: FALSA. O foco do trabalho é a comunidade e o desenvolvimento de vínculos


entre os sujeitos que desta fazem parte, portanto, as questões individuais apesar de não
serem negligenciadas, não são as questões centrais do trabalho do psicólogo nas
comunidades.
Alternativa B: FALSA. A atuação do psicólogo nas comunidades não se restringe apenas
a projetos educacionais.
Alternativa C: VERDADEIRA. No trabalho em psicologia comunitária, além de lidar com
questões específicas da comunidade, trabalhamos com questões sociais que perpassam
a vida da comunidade, por isso essa seria a resposta mais adequada.
Alternativa D: FALSA. Auxiliar a população não aponta para nada que seja específico do
trabalho do psicólogo, além de ser uma resposta demasiado vaga.

4. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). A expressão


“Psicologia na Comunidade” (Freitas, 1986, p.62) surgiu durante:
A) um período onde o objetivo era levar o povo até os consultórios.
B) um período que teve como foco o trabalho grupal.
C) um período onde o objetivo era desenvolver uma consciência crítica na população.
D) um período onde o objetivo era tornar a prática da psicologia acessível ao povo.

Grau de dificuldade: INTERMEDIÁRIO.

Alternativa A: FALSA. A expressão Psicologia na Comunidade surge em um momento de


questionamento da práxis tradicional do psicólogo, voltada ao atendimento psicoterápico
individual em consultório particular, para uma atuação mais voltada para as populações
de baixa renda, ressaltando-se a necessidade do profissional sair do consultório e
oferecer seu serviço junto à população.
Alternativa B: FALSA. Apesar do trabalho em grupo ser uma estratégia utilizada no
trabalho do psicólogo junto às comunidades, a expressão refere-se à prática nas
comunidades, especialmente àquelas menos favorecidas economicamente.
Alternativa C: FALSA. Desenvolver a consciência crítica em populações de baixa renda
acaba por ser um objetivo da psicologia comunitária, mas, para que isso ocorra, primeiro

www.editorasanar.com.br
6
era necessário que a psicologia saísse do modelo clínico, voltado para o atendimento da
população mais abastada e fosse acessível à população de baixa renda.
Alternativa D: VERDADEIRA. O termo Psicologia na Comunidade foi criado em um período
no qual a preocupação maior era a deselitização da profissão, tornando-a acessível aos
segmentos mais pobres da população.

5. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). Segundo Sawaia


(1996) a Comunidade é diferente da Sociedade por três aspectos:
A) o sangue, o espírito, vínculo.
B) o sangue, o lugar, o espírito.
C) a crença, o vínculo, o espírito.
D) o espírito, o dinheiro, o lugar.

DICA DO AUTOR: essa questão refere-se à discussão e oposição entre sociedade


(Gesellschaft) e comunidade (Gemeinschaft) na sociologia alemã1 estando a comunidade
baseada em três eixos: o sangue, o lugar e o espírito, ou seja, o parentesco, a vizinhança
e a amizade.

Grau de dificuldade: INTERMEDIÁRIO.

Alternativa A: FALSA. A expressão sangue já representaria o vínculo, que na comunidade


se dá pelo parentesco e pela amizade.
Alternativa B: VERDADEIRA. Contempla os três aspectos mencionados por Sawaia1.
Alternativa C: FALSA. O vínculo na comunidade é representado pelo parentesco e pela
amizade. Crença não é considerada um eixo estruturante da comunidade.
Alternativa D: FALSA. Aqui o aspecto incorreto seria o dinheiro, uma vez que as trocas
financeiras caracterizariam mais a sociedade que a comunidade.

6. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). Comunidade


penetrou na psicologia no seio de um corpo teórico pelo método experimental, com
objetivo de:

A) transformar atitudes de indivíduos e grupos pela desintegração.


B) unir indivíduos e grupos.
C) transformar atitudes de indivíduos e grupos pela integração.

www.editorasanar.com.br
7
D) unir indivíduos e profissionais.

Grau de dificuldade: INTERMEDIÁRIO.

DICA DO AUTOR: A questão baseia-se numa afirmativa específica do texto de Sawaia1 a


saber “comunidade entrou na psicologia no seio de um corpo teórico orientado pelo
condutivismo e pelo método experimental, com o objetivo de integrar indivíduos e grupos
a partir da transformação de atitudes, inspirados nos estudos psicossociais sobre grupo”.

Alternativa A: FALSA. O objetivo era integrar indivíduos e grupos a partir da transformação


de atitudes, e não desintegrá-los.
Alternativa B: FALSA. A afirmativa exclui a transformação das atitudes dos indivíduos e
dos grupos.
Alternativa C: VERDADEIRA. É a alternativa que corresponde ao texto da autora.
Alternativa D: FALSA. A afirmativa exclui os grupos, e o texto não menciona os
profissionais nesse período.

7. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). Segundo (Lane,


1996) o foco da Psicologia Comunitária baseia-se em:
A) práticas individuais.
B) realidades sociais.
C) realidades psicológicas.
D) práticas grupais

Grau de dificuldade: FÁCIL.

Alternativa A: FALSA. A psicologia comunitária surge em um momento histórico de


deselitização da profissão no Brasil e tentativa de intervenção dos psicólogos nas
questões sociais e nas comunidades de baixa renda, rompendo com as práticas
individuais tradicionais.
Alternativa B: FALSA. Apesar da importância do estudo da realidade social de um
determinada comunidade ser essencial à intervenção, esse não é o foco da Psicologia
Comunitária.
Alternativa C: FALSA. A Psicologia Comunitária não foca em realidades psicológicas
individuais, mas na comunidade como um todos, os problemas vivenciados e na

www.editorasanar.com.br
8
conscientização das pessoas da comunidade em relação aos seus direitos e às formas
de opressão às quais estão submetidas.
Alternativa D: VERDADEIRA. Lane2 ressalta, a partir de uma análise das experiências em
psicologia comunitária nas décadas de 70 e 80, a importância do grupo “como condição,
por um lado para o conhecimento da realidade comum, para a autorreflexão e, por outro,
para a ação conjunta e organizada”, portanto, o trabalho grupal seria a melhor forma de
intervenção e o foco do trabalho do psicólogo na comunidade.

8. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). O psicólogo não


fica em uma posição de ajudador da comunidade, pelo contrário:
A) ele auxilia a comunidade a solucionar os problemas individualmente
B) ele auxilia a comunidade a identificar seus problemas e solucioná-los, por isso o
trabalho em grupo.
C) ele atua de forma assistencialista.
D) ele assume o pensamento que já sabe tudo.

Grau de dificuldade: FÁCIL.

Alternativa A: FALSA. Os problemas na comunidade devem ser resolvidos coletivamente,


e as reflexões acerca desses problemas devem acontecer nas intervenções grupais.
Alternativa B: VERDADEIRA. O foco do trabalho do psicólogo é, através da intervenção
grupal, auxiliar a comunidade na resolução dos seus problemas.
Alternativa C: FALSA. O trabalho do psicólogo na comunidade inclui a conscientização
em relação às formas de opressão existentes, o empoderamento e mobilização das
populações mais vulneráveis, o que nada tem a ver com o assistencialismo.
Alternativa D: FALSA. O psicólogo deve levar em consideração o fato de que a
comunidade possui um saber próprio, mesmo que esse saber não seja científico como o
da Psicologia, ao invés de assumir uma postura de quem já sabe tudo.

9. (PREFEITURA BOTUCATU/SP - 2013 – PSICÓLOGO - CAIP/USCS). O foco da


Psicologia Comunitária baseia-se em práticas grupais, a intervenção grupal torna-se
necessária em Comunidades para o desenvolvimento da (LANE, 1996):
A) sabedoria.
B) experiência.
C) comunidade

www.editorasanar.com.br
9
D) consciência.

Grau de dificuldade: FÁCIL.

DICA DO AUTOR: Para Lane2 o trabalho em grupo é essencial para o desenvolvimento da


consciência, uma vez que “é no contexto grupal que nos identificamos com o outro e é
nele também que nos diferenciamos desse e assim construímos nossa identidade, sendo
o grupo condição para sua manutenção ou metamorfose”.

Alternativa A: FALSA. Ao trabalhar com comunidade, o psicólogo precisa assumir que


esta possui um saber próprio, construído através da experiência cotidiana, ainda que haja
a necessidade de uma conscientização sobre as formas de opressão que operam no
social.
Alternativa B: FALSA. Assim como na afirmativa anterior, existem experiências
vivenciadas pela comunidade, que são anteriores à intervenção do psicólogo e
independentes da atuação deste.
Alternativa C: FALSA. Através da conscientização sobre as relações de poder e
dominação existentes na sociedade, o psicólogo auxilia no desenvolvimento da
sociedade, mas este desenvolvimento não ocorre sem a conscientização.
Alternativa D: VERDADEIRA. A intervenção grupal é necessária ao desenvolvimento da
consciência.

10. (TJ/AM - 2013 – ANALISTA JUDUCIÁRIO - FGV). A respeito da psicologia


comunitária brasileira, assinale a afirmativa correta.
(A) A psicologia comunitária sofreu importante influência da corrente histórica da
psicologia norte‐americana.
(B) O desenvolvimento teórico da psicologia comunitária no Brasil se deu a partir do
trabalho realizado no Rio de Janeiro, durante os anos 1970.
(C) A disciplina psicologia comunitária era fortemente comprometida com as discussões
teóricas desenvolvidas pelas novas tendências da Psicologia Social.
(D) A atuação direta nas comunidades não teve importância significativa para o
desenvolvimento da psicologia comunitária.
(E) O desenvolvimento da psicologia comunitária abriu novos mercados de trabalho para
o psicólogo, tradicionalmente ligado à clínica privada.

www.editorasanar.com.br
Grau de dificuldade: INTERMEDIÁRIO. 10
Alternativa A: FALSA. A psicologia social norte-americana é academicista, e não
priorizava a transformação social, nem a atuação junto às parcelas mais pobres da
população.
Alternativa B: FALSA. A sistematização teórica da psicologia comunitária se fez
necessária através das diversas experiências de inserção dos psicólogos na comunidade,
durante a década de 70, em vários estados do Brasil, não apenas no Rio de Janeiro.
Alternativa C: FALSA. A psicologia comunitária surge do questionamento dos próprios
psicólogos, especialmente daqueles envolvidos com a docência, sobre o papel da
psicologia e sua possibilidade de intervenção nos problemas sociais, no contexto
histórico da ditadura.
Alternativa D: FALSA. A psicologia comunitária surge a partir da atuação dos psicólogos
em comunidades.
Alternativa E: VERDADEIRA. A princípio, o trabalho dos psicólogos em comunidade era
feito de forma voluntária, ou ligado a atividades de docência. Com o passar do tempo, a
psicologia comunitária consolidou-se como área de atuação, abrindo uma nova
oportunidade de inserção profissional do psicólogo.

O que você achou dessas 10 questões comentadas?


Todas elas farão parte do livro “1.000 Questões Comentadas de Provas e Concursos
em Psicologia”. Caso deseje ter acesso a mais 990 questões comentadas e resumos
de todos os assuntos, basta ficar ligado(a) na data do lançamento em nosso site e em
nossas redes sociais.

Muito obrigado e
até a próxima!
www.editorasanar.com.br