Sei sulla pagina 1di 4

Grego Genérico II

Prof.: Vinícius Chichurra

Resumo dos Cantos – Ilíada

Canto I – é o nono ano da guerra de Troia. Creso, sacerdote de Apolo,


pede a Agamêmnon a devolução de sua filha Criseida e Agamêmnon o insulta.
O velho se lamente a Apolo e o deus lança flechas de doenças em direção às
naus gregas. Todos adoecem e Agamêmnon devolve Criseida ao pai, porém
pega para si uma outra escrava, Briseida, que estava sob a posse do heroi
Aquiles. Aquiles fica colérico e chora para sua mãe Tetis o ocorrido, pedindo
para que os troianos vençam a guerra pois ele não lutaria mais pelos gregos.
Tétis pede a Zeus para que os troianos vençam a guerra.

Canto II – Zeus envia um sonho enganoso a Agamêmnon para que este


levante acampamento e ataque Troia sem a ajuda de Aquiles. Térsites se
revolta e tenta uma rebelião. Odisseu intervém e lembra a todos da profecia de
Calcas: Troia cairá no décimo ano. Catálogo das naus.

Canto III – Os exércitos de Agamêmnon e Menelau se aliam diante de


Troia. Menelau insulta Páris por ter roubado sua esposa e Páris propõe um
duelo entre ambos. Heitor propõe que o destina da guerra seja decidido nesse
duelo. Menelau aceita. Helena aponta para Príamo (rei de Troia) os maiores
comandantes gregos. Menelaui vence mas Páris é salvo por Afrodite.

Canto IV – Zeus reconhece a vitória de Menelau e aprresenta duas


propostas: 1) prosseguir com a guerra ou 2) estabelecer a amizade entre
gregos e troianos, o que manteria de pé a cidade de Troia. Atena se cala
indignada e Hera protesta, pois estão contra os troianos. Zeus cedo ao pedido
de Hera. Atena transfigurada em um flecheiro convence outro de atirar contra
os troianos e assim se segue, a trégua é desfeita e ocorre o primeiro embate
bélico.

Canto V – A batalha continua. Diomedes, príncipe de Argos, mata


muitos troianos sob proteção de Atena. Fere Eneias com uma pedra mas este
é resgatado por Afrodite e Apolo e levado a um refúgio. Diomedes fere Afrodite
e Ares.

Canto VI – A batalha continua. Heitor volta à Troia e insiste para que a


mãe ofereça libações à Atena para que a deusa faça com que Diomedes caia.
Hécuba faz, mas a deusa a ignora. Heitor volta para a guerra mesmo com com
o pedido de Andrómaca de poupá-la da viuvez, mas heitor considera a timé de
um guerreiro mais importante que a sua própria família.
Canto VII – Atena continua protegendo os aqueus e Apolo os troianos.
Os dois deuses fazem um acordo para que haja um duelo entre Heitor e um
dos guerrreiros gregos, porém nenhum grego aceita, apenas Menelau que é
impedido pelo irmão. Nestor chama os gregos de covardes e surgem cinco
candidatos. Tiram na sorte e Ájax é o escolhido. Ájax e Heitor lutam e ao cair
da noite decidem parar. Na noite, planejam os jogos fúnebres para os mortos
em batalhas. Em Troia, planejam devolver Helena mas Páris não permite e dá
a ideia de devolver os tesouros que roubou. Os gregos não aceitam.

Canto VIII – Zeus proíbe a intervenção de Atena, Apolo e Ares na


guerra. Heitor tenta matrar Nestor mas o ancião é salvo por Diomedes. Zeus dá
a vitória aos troianos, mas Atena e Hera não concordam e volta à guerra. Zeus
tenta as impedir mas somente Hera desiste. Na noite, os troianos fazem um
cercoao redor das naus dos aqueus.

Canto IX –

Parte 1 – A Assembleia (ἀγορή)

A vantagem é troiana por conta da vontade de Zeus que queria glorificar


Aquiles e o pedido de Tétis. AganmÊmnon convoca uma assembleia e estimula
todos a voltar para casa pois Zeus o enganou com o sonho. Diomedes se opõe
e os argivos o apoiam. Nestor aconselha uma assembleia (conselho) somente
com os velhos.

Parte 2 – O Conselho (βουλή)

Nestor fala da importância de Aquiles para os gregos. Ao reconhecer


sua áte, Agamêmnon oferece prêmios a Aquiles para que ele volte a lutar
(várias cidades, 7 mulheres, devoluição de Briseida com garantia de que ela
não fora usada sexualmente). Os herois Fenice, Ájax, Odio e Euribates vão à
tenda de Aquiles.

Parte 3 – Na tenda de Aquiles

Aquiles toca feitos heroicos por meio de uma lira a seu companheiros
Pátroclo, se portando como um aedo. Aquiles oferece um banquete e os heoris,
após comerem, falam sobre a proposta de Agamêmnon. Aquiles, num enorme
discruso, recusa todos os prêmios. Fenice, conselheiro de Aquiles tenta,
também por meio de um enorme discurso, fazer com que Aquiles volte à luta,
mas em vão. OS herois desistem e vão embora.

Parte 4 – Na tenda de Agamêmnon

O grupo volta e dá a notícia do fracasso da missão. Diomedes sugere a


todos dormir.
Canto X – Do lado dos gregos, Odisseu e Diomedes são enviados por
Agamêmnon ao acampamente troiano para que espionassem os inimigos e, do
lado dos troianos, Heitor enbia Dólon para o mesmo propósito. Dólon é
descoberto e capturado por Odisseu e Diomedes que o torturam e retiram
informações acerca dos troianos e o matam. Após matarem Dólon, invadem o
acampamento troiano e massacram o rei Reso e doze guerreiros que ali
dormiam. São recebidos com festa na volta.

Canto XI – Ao amanhecer, o combate é retomado e Páris fere


Diomedes. Pátroclo se preocupa com a guerra.

Canto XII – Heitor lança uma enorme rocha nos portões gregos e invade
o acampamento aqueu, forçando-os a recuarem para as naus.

Canto XIII – Poseidon sente pena pelos gregos e os ajuda na batalha.


Zeus ajuda os troianos. Grandes feitos heroicos são realizados com a ajuda
dos deuses.

Canto XIV – Hera persuade Hipnos a adormecer Zeus e ele aceita. Zeus
adormece e os troianos sofrem na batalha. Os gregos, antes acuados,
percebem a vantagem e se recuperam na luta. Ájax fere Heitor.

Canto XV – Zeus acorda e vê os troianos perdendo e precebe que foi


obra de sua esposa Hera e repreende, porém ela diz que o culpado é
Poseidon. Zeus a manda, então, falar a Apolo e Íris voltarem à guerra e
ajudarem os troianos. Zeus impede Poseidon de continuar ajudando os gregos.
Os herois gregos são feridos.

Canto XVI – PATROCLEIA

Pátroclo, ao saber do que estava acontecendo, se desespera e pede


para Aquiles voltar a lutar mas este continua negando. Pátroclo o repreende e
pede suas armaduras para usar e todos pensarem que seria Aquiles. Aquiles
aceita a proposta e pede para o amigo ter cuidado com o excesso. Pátroclo,
usando a amardura de Aquiles, vai a guerra e amedronta todos os troianos.
Pátroclo mata muitos guerreiros e querendo mais, acaba ferindo o cocheiro de
um carro que ali passava, o carro de Heitor. Heitor, com a ajuda de Apolo, luta
contra Pátroclo. Pátroclo perde as armaduras e morre nu no meio do combate.

Canto XVII – Disputa pelas armaduras de Aquiles e pelo corpo de


Pátroclo. Heitor consegue as armaduras e Ájax consegue o corpo do guerreiro.

Canto XVIII – Aquiles fica sabendo da morte do amigo e fica


terrivelmente abalado e conta o acontecido para sua mãe Tétis. Ela sobe ao
monte Olimpo e encomenda a Hefesto uma nova armadura. Enquanto isso,
Aquiles vai ao encontro dos troianos o os assusta com um grito, permitindo
com que os gregos retornassem a salvo com o cadáver de Pátroclo.
Canto XIX – Aquiles de armadura nova volta à guerra e reconcilia-se
com Agamêmnon. (transferência da cólera de Aquiles)

Canto XX e XXI – Batalha furiosa. Aquiles consegue empurrar o


combate até os portões de Troia.

Canto XXII – Heitor, aterrorizado, foge de Aquiles . Aquiles o persegue


por três voltas pela cidade de Troia e durante a quarta volta, Atena se finge de
Deífobo e engana Heitor. Heitor aceita a batalha contra Aquiles. Heitor pede a
Aquiles com que o corpo do vencido seja devolvido para que aocnteça os
devidos jogos fúnebres, mas Aquiles não aceita. A batalha se inicia e Aquiles
atinge sua lança no pescoço de Heitor, o matando. Aquiles amarra o corpo de
Heitor em seu carro e arrasta Heitor morto. Os troianos vendo a cena se
lamentam e sofrem.

Canto XXIII – Ritual fúnebre de Pátroclo. Afrodite e Apolo protegem o


corpo de Heitor, pois Aquiles o queria violar.

Canto XXIV – Príamo vai acampamento grego por ordem divina pedir o
corpo do filho a Aquiles. Com um apelo comovente, o rei convence Aquiles e o
corpo é devolvido. Aquiles promete trégua durante os jogos fúnebres de Heitor.
Heitor é velado.