Sei sulla pagina 1di 22

Me d it aç ão e Yo g a

C u rso básic o

2016

2016
Conteúdo

Parte 1: Mente, Mantra e Meditação ................................................................. 3

Parte 2: Posturas de Yoga ................................................................................ 5

Parte 3: Biopsicologia ....................................................................................... 8

Parte 4: Princípios Éticos ................................................................................ 10

Parte 5: Comida e Consciência ...................................................................... 13

Parte 6: O Ciclo Cósmico................................................................................ 15

Parte 7 – Parapsicologia ................................................................................. 17

Parte 8 – Quem sou eu? ................................................................................. 19

Dicas para melhorar a meditação ................................................................... 21


Parte 1: Mente, Mantra e Meditação

Meditação significa olhar para dentro de si mesmo para a felicidade infinita;


paz e contentamento perfeito. E yoga significa " unificar ". É o abordagem holística
para todos os aspectos da vida : física , mental e espiritual. Houve um equívoco
popular de que yoga são somente as posturas físicas. Na verdade é um estilo de
vida que inclui posturas de yoga como um de seus muitos componentes. Yoga é
uma forma abrangente, sistema científico e prático, e sua principal técnica –
meditação - Leva a que chamamos de auto-realização : a experiência completa de
infinita paz e felicidade.

Pronto para experimentar?

Encontre um lugar confortável no chão e sente-se com as pernas cruzadas.


Coloque as mãos uma sobre a outra em seu colo, mantenha as costas retas, olhos
fechados e língua no céu da boca. Sua respiração deve ser calma e relaxada,
através do nariz. Passe um minuto concentrado em sua respiração , sentindo o ar
que flui através de suas narinas .

Agora, imagine que você está sentado no lugar mais pacífico que você possa
imaginar. Sinta que você está sentado lá em completa paz . Agora imagine que a
felicidade infinita está à sua volta em todas as direções. Sente que está
completamente cercado por que a paz infinita e felicidade. Agora, começe a repetir
dentro de sua mente o seguinte mantra:

BABA NAM KEVALAM

 Baba significa amado. Isso se refere ao seu “eu” mais profundo: o Supremo “Eu”,
a fonte de infinita paz e felicidade.
 Nam significa “nome” ou “a identidade de”.
 Kevalam significa “somente”

O mantra sinifica “Somente o meu amado”/“tudo é amor”. Pense no sentido do


que estás repetindo, sinta a infinita paz e felicidade ao redor de você e EM você.

Prossiga o quanto desejar, então abra seus olhos.

3
“Você nunca está só ou desamparado. A força
que move as estrelas guia você também”
Shrii Shrii Anandamurtii

Não se preocupe se estiver problemas em se concentrar, isso é normal.


Levará algum tempo e prática para que voce seja hábil a se focar a um pensamento.
O mais importante é seguir praticando.

Você poderá meditar a qualquer hora mas os melhores momentos são


durante a manhã antes do desjejum e no fim da tarde antes do jantar.

Tente ficar quieto, num local onde ninguém vá lhe pertubar – um quarto
separado, um canto do quarto de dormir ou um local silencioso do jardim.

Sente-se sobre um cobertor ou tapete, mantenha-o somente para suas


práticas. Se você tiver probemas em manter-se de pernas cruzadas, use algumas
almofadas debaixo de si, assim suas costas estarão elevadas do chão. Isso vai tirar
parte da pressão sobre suas pernas e joelhos e ajudará a manter a coluna ereta.
Evite descansar suas costas contra a parede – você pode ficar muito relaxado para
concentrar.

Tente repetir o mantra ao longo do dia, cantando-o se quiser. Isso lhe dará
um sentimento contínuo de iluminação e felicidade e fará com que seja mais fácil
meditar.

Agora é realmente importante que você passe os próximos dias praticando a


técnica de meditação. Faça-a duas vezes ao dia – de manhã e ao fim da tarde – e
tente realmente interiorizar o fluxo de ideação. É difícil se concentrar a princípio, mas
esse é o momento crucial para permanecer na prática e tentar obter um pouco de
concentração. À medida que o tempo for passando ficará muito mais fácil, mas se
você desistir agora nunca passará desta fase.

4
Parte 2: Posturas de Yoga

Em Sânscrito, chamamos as posturas de yoga de “Asanas”. Asana significa


“postura dando conforto físico e compostura mental”. Yoguis no passado
observaram os animais com características relacionadas à suas posturas. Em outras
palavras, as posturas afetam a mente.

Assim o principal efeito das posturas de yoga é na mente

Isso porque elas impõem pressão em glândulas e balanceiam os hormônios


secretados por elas. São esses hormônios que afetam a maneiro como nós nos
sentimos. Se estão balanceados, as emoções também o serão.

Assim as posturas de yoga mantém a mente calma e balanceada, e


preparam-na para meditação.

Elas também trazem diversos efeitos físicos: aumentam a flexibilidade da


coluna e juntas, massageam os órgãos internos e também curam várias doenças.

Vamos aprender algumas posturas de yoga muito simples e eficientes. Se


praticá-las diariamente logo verá como mantém a mente calma e relaxada, tornando
mais fácil se concentrar.

Encontre um lugar calmo e limpo (geralmente o mesmo que você usa para
meditação) e estenda um tapete no chão. Se você comeu nas ultimas duas horas,
espere seu estômago estar menos cheio (2-3 horas depois de comer).

O primeiro asana é chamado


Yogamudra: Sente-se de pernas
cruzadas. Segure seu pulso esquerdo
com a mão direita atrás das costas.
Lentamente abaixe seu queixo, então seu
pescoço, curve-se o quanto puder,
expirando enquanto se abaixa. Permaneça assim por oito (8) segundos com sua
respiração retida e então ergua-se inspirando. Pratique oito vezes

5
Bhujangásana ou Postura da Cobra: deite-se de bruços. Apoie com a
palma das mãos no chão ao lado das orelhas. Suportando seu peso nas palmas das
mãos, empurre para cima, levante
o peito olhando para o teto. Inspire
enquanto levanta e retenha a
respiração nesta posição por 8
segundos. Retorne à posição inicial
enquanto expira. Pratique oito
vezes.

Finalmente Diirga Pranám ou Longa Saudação: Ajoelhe-se sobre os


calcanhares. Os dedos dos pés apontam para frente. Com a palma das mãos unidas
extenda seus braços para cima ao lado das orelhas. Lentamente traga primeiro seus
braços e cabeça para baixo a partir do pescoço e então o tronco até que os dedos
toquem o chão, mantendo o quadril sobre os calcanhares todo o tempo. Agora
estique-se para frente com testa e nariz apoiados no chão. Expire enquanto executa
o movimento de descida.
Permaneça nesta posição
com a respiração retida por
8 segundos, então erga-se
inspirando. Pratique 8 vezes

Durante os ásanas, um tipo particular de óleo é secretado das glândulas


sebáceas para fora dos poros da pele. Isto é benéfico para a pele, portanto depois
dos asanas fazemos uma massagem para mantê-la lubrificada.

A massagem aumenta a beleza e o brilho da pele. Também relaxa os nervos


e aumenta o fluxo sanguínio e linfático. Não é uma massagem muscular profunda, é
leve, somente passando pela pele, também com atenção especial às glândulas
linfáticas – atrás do queixo e ao redor do pescoço, nas axilas, na virilha e atrás dos
joelhos.

Primeiro esfregue as palmas das mãos para aquecê-las. Começe pela cabeça
e face e vá descendo. Passe as mãos diretamente sobre a superfície cutânea e

6
quando chegar aos pés, atente às solas dos pés. Elas darão uma boa massagem
aos seus órgãos internos também.

Agora encerraremos esta sessão com “relaxamento profundo”

Isto dará ao seu corpo a chance de assimilar a energia positiva dos ásanas.
Também aliviará o estresse, diminuirá a pressão sanguínea e diminuirá a
necessidade de dormir.

Usando o mesmo tapete, deite-se de costas com seus braços ao seu lado e
verifique se sua respiração está calma e relaxada. Agora mentalmente passe pelo
seu corpo, começando pelos pés, tomando consciência de que cada parte está
completamente relaxada – sem nenhuma tensão muscular. Vá dos pés às pernas,
checando conscientemente cada parte, às virilhas, abdômen (também sentindo seus
órgãos internos relaxados), peito e ombros. Vá dos dedos às mãos e aos braços,
então pelo pescoço e face, relaxando os musculos da face, incluindo os olhos e
finalmente o topo da cabeça, sentindo o cérebro relaxado. Confira uma vez mais sua
respiração e imagine-se rindo no lugar mais calmo que você possa pensar: pode ser
flutuando sobre o oceano, suspenso no espaço ou no topo de uma montanha – onde
você quiser. Agora permaneça assim, completamente relaxado por alguns minutos

Pratique os asanas, massagem e relaxamento profundo depois de meditar.


Não se esqueça: duas vezes ao dia

7
Parte 3: Biopsicologia

Antes de fazermos meditação, asanas , comer ou dormir , nós fazemos o que


é chamado de "meio-banho”.

O meio-banho é o caminho yogue de equilibrar a temperatura corporal,


acalmar e refrescar a mente. Ele funciona através do resfriamento do corpo,
especialmente os órgãos, que geralmente são aquecidos em atividade diária.

O meio-banho também estimula o que é conhecido como o "reflexo de


mergulho" (o mesmo que permite golfinhos e outros mamíferos marinhos conservar
oxigênio quando mergulham) , diminuindo a freqüência cardíaca, respiração e
pressão sanguínea. Ele resfria diretamente o cérebro através dos nervos óticos
quando você respinga água nos olhos.Também fortalece os olhos.

Use água fria, ou água morna no tempo frio.

 Lave as mãos e os pulsos


 Tome um gole de água , e , mantendo a água em seu boca, respingue água em
seus olhos e em seu rosto pelo menos 12 vezes .
 É melhor manter os olhos abertos , para que a água possa refrescar diretamente
a retina e nervo óptico.
 Molhe as orelhas e a parte de trás do pescoço.
 Lave o nariz com água: deixe a água escorrer em cada narina e cuspa através da
boca. Você pode engolir a água, mas é melhor para cuspi-la . Se você não
conseguir, expulse-a fora da narina oposta. Se você não poder fazer isso , então
expulse-a pela mesma narina.

Só então faça meditação, asanas, massagem e relaxamento profundo

Lembre-se: é uma questão de prática ser capaz de concentrar no sentimento


do mantra. Continue a praticar. Cada vez que você perceber sua mente desviar do
mantra, concentre nele novamente – ficará mais fácil à medida que você fizer.

Biopsicologia é a ciência da relação entre as glândulas, hormônios e da


mente. As glândulas são a ligação entre o corpo e mente. Eles secretam os

8
hormônios que afetam a maneira como nos sentimos. Então eles determinam as
emoções , com base em sinais da mente . Por exemplo, todos nós sabemos que nós
sentimos soluço. Isso porque a mente dá o sinal "medo" para as glândulas supra-
renais, a nível do estômago. Ele pode trabalhar de maneira contrária: as glândulas
também afetam a mente.

Aqui estão outros exemplos:

Você sabia que, quando as glândulas sexuais desenvolvem, nós adquirimos o


senso de dever e responsabilidade? Isso é o motivo pela qual as crianças não tem
um bom senso de responsabilidade. As glândulas sexuais também dão
racionalidade e inteligência

A próstata e outras glândulas na região do umbigo se desenvolvem aos cinco


anos. Elas conferem o acanhamento – vergonha. É claro que você já percebeu que
crianças com menos de cinco anos não tem vergonha de ficar nús. Se houver uma
hiper-secreção de hormônios dessa área, isso poderá causar depressão mental. Já
uma hipo-secreção causará aumento de medo.

Nós sentimos amor no coração através de glândulas no tórax. Normalmente


esse amor é por nossa família e amigos, especialmente crianças, mas poderá ser
expandido ao amor universal.

A glândula tireóide (no pescoço) controla o metabolismo de todo o corpo. Ele


também promove o sentimento de auto-realização. A paratireóide (no entorno da
tireóide) propicia a intelectualidade e a racionalidade.

A glândula ptuitária (no centro do cérebro) controla todas as glândulas


inferiores. Também é o centro da mente.

A glândula pineal (no topo do cérebro) é a glandula-mestre. Ela controla a


mente e o corpo. É a glandula ativada quando meditamos. O hormônio melatonina
secretado por ela, proporciona sentimento de êxtase e contentamento (alegria
inifinita/ bem-aventurança/ beatitude)

9
Parte 4: Princípios Éticos

Começe tomando o “meio banho”.

Agora, antes de meditar, ouça o mantra cantado. Isto é chamado "Kiirtan". Dá


uma sensação geral de felicidade e leveza para a mente, e prepara você para a
meditação, ajudando-o a relaxar e se concentrar.

Agora faça a meditação, asanas, massagem e relaxamento profundo

Agora vamos abordar os princípios yogues da moralidade. Eles são


importantes para seguir no dia-a-dia, especialmente se você estiver meditando.
Nossa consciência é perturbada se fizermos algo errado, e isso perturba a nossa
paz de espírito , tornando difícil se concentrar. Então, seguir os princípios da
moralidade é essencial para a meditação, bem como a uma sociedade harmoniosa e
pacífica.

Os princípios são flexíveis de acordo com a circunstância. Cada situação é


única. Use sua consciência para decidir o melhor a fazer.

Não-mutilação em pensamento, palavra e ação: Isto significa a


manutenção menos agressiva em qualquer situação. A intenção é o que importa
aqui. Não- mutilação não exclui a possibilidade de usar a força física para defender a
si ou aos outros se necessário.

Verdade benevolente: Isto é usando em mente e palavras no espírito de


bem-estar. A ênfase é em veracidade útil (em oposição à veracidade inútil). Buddha
disse que a primeira prioridade das palavras é que elas devem ser úteis aos outros.
A segunda prioridade é que elas devem ser verdadeiras. A terceira prioridade é que
elas devem soar doces. Note que soar doce vem só em terceiro lugar!

Não roubar: Não tomar pra si algo que pertence a outros sem a sua
permissão. Isso também significa não privar o outro daquilo que você deve a ele. No
campo mental e espiritual significa não invejar o sucesso dos outros, não trapacear
nem caluniar e não privar o acesso de outros ao conhecimento.

10
Pensamento Universal: Considerar tudo como expressão da Consciência
Cósmica. Fazendo isso regularmente, o pensamento de que tudo faz parte da
mesma família Cósmica vai gradualmente crescendo em sua mente. Aqui, uma
divertida estória para ilustrar esse princípio: Um homem costumava sempre dizer
que tudo era Deus. Qualquer coisa que acontecia, ele dizia que aquilo era Deus. Um
amigo estava acostumado a ouvir isso todo o tempo e costumava caçoar disso entre
eles. Um dia ele viu o homem sendo perseguido por um touro e gritou para ele: “Se
tudo é Deus, então esse touro é também Deus. Porque você está correndo dele?”.
Como ele corria por sua vida, gritou devolta a meio passo: “minha fuga também é
Deus!”

Vida-simples: Não acumular mais do que você precisa para um padrão de


vida razoável. Isso tem uma conseqüência pessoal e também social. Nós podemos
nunca estar satisfeitos com o que temos a não ser que paremos de acumular coisas
desnecessariamente. A saúde física desse mundo também é limitada, mas aqui há
suficiente para ir a qualquer lugar se ninguém acumular qualquer coisa de que não
precisa. Pela acumulação excessiva de recursos físicos você priva outros de suas
necessidades. Todos os seres vivos são membros de uma grande família e todos
devem cuidar uns dos outros

Pureza mental e limpeza do corpo: Para manter o corpo limpo


externamente, tomamos banhos diários. Já a limpeza interna depende do que
comemos e de outras coisas que ingerimos. A limpeza e a ordem do ambiente em
que vivemos também refletem a disciplina e conduta mental. Não deixar a mente
poluir com pensamentos ou emoções negativas.

Equilíbrio mental e contentamento: Uma vida simples é essencial para a


paz mental. Somente quando a mente está leve é possível se satisfazer com sua
vida e influenciar os outros com sua satisfação e entusiasmo

Serviço social: Significa ajudar os necessitados sem esperar nada em troca.


Isto é um fluxo de amor interior que só pode ser expresso quando damos assistência
desinteressada aos outros. Note que isso é para necessitados, dar dinheiro a uma
pessoa rica não é serviço!

11
Estudos espirituais: Ler temas elevados tentando compreender o verdadeiro
significado, sem se deixar levar por dogmas e interpretações irracionais e aplicá-los
na vida diária.

Meditação: Concentrar-se na Consciência Cósmica. Isso proporciona a


realização de que és um com a Consciência Infinita e sua realização, por sua vez,
lhe dá a força para realizar grandes feitos.

Continue sua meditação para vivenciar tudo isso

12
Parte 5: Comida e Consciência

Comece fazendo o meio-banho e ouvindo kiirtan. Faça a meditação, ásanas,


massagem e relaxamento profundo

Agora, um dos temas preferidos!

Uma mente sadia vive em um corpo sadio, e um corpo sadio depende do que
nós comemos: “Você é o que você come.” Ou mais precisamente, o que você come
irá compor as células do seu corpo, e estas, por sua vez, afetam sua mente. Esta é
a razão principal pela qual a dieta vegetariana é boa para o corpo e para a mente.

 Financeiramente, é necessário cerca de dez vezes mais para produzir a mesma


quantidade de proteína animal em relação à vegetal. Este é o custo para a
sociedade. Considerando que há recursos suficientes no mundo para todo ser
humano viver no padrão de classe média Americana, se todos comessem a
metade de carne, isso iria prover uma quantia de alimento suficiente para
alimentar todo o mundo em desenvolvimento.
 A produção de carne usa 17 vezes mais terra e 8 vezes mais água. Este é o custo
ao meio ambiente.
 Animais, realmente sofrem quando são mortos, sem mencionar o sofrimento
diário no confinamento e condições artificiais em “fazendas-fábricas”. E, ao
contrário do que ensina a religião ocidental, eles têm alma.
 Comida vegetariana é melhor para o corpo. Muitas das doenças atualmente são
causadas pela carne e constipação que ela causa, além das toxinas, hormônios e
químicas usadas para sua produção. As pessoas perguntam: “de onde você
obtém proteínas, então?” Bem, proteínas vegetais estão presente em feijões e
leguminosas em geral, produtos diários, nozes, castanhas e sementes. Elas são
melhores e em maior quantidade que na carne e muito mais leves para o corpo
digerir e absorver. O mito sobre a carne dar mais força física é facilmente
descartada quando consideramos que os elefantes, as criaturas mais fortes do
mundo. Vários atletas estão adotando o vegetarianismo. A tartaruga é um dos
animais de maior longevidade e é vegetariana.

13
 Alimentação vegetariana é melhor para a mente, ela mantem a mente calma e
alerta, aumenta a concentração, memória e inteligência (Einstein, Pitágoras, por
exemplo) e geralmente faz sentir mais relaxado, contente e feliz

Note que comida vegetariana, que falamos aqui, significa nada de carne de
qualquer espécie (boi, porco, frango, peixe, frutos do mar, etc...) também os
derivados da carne como banha, gelatina e ovos. Cebola e cebolinha (de folha),
alho, alho poró e cogumelos também tem efeito negativo na mente, assim como
drogas psicoativas (álcool, tabaco, cannabis, cocaína, etc...). O melhor é abster-se
disso também. Leite e derivados podem ser consumidos, pois tem efeito positivo na
mente.

14
Parte 6: O Ciclo Cósmico

Faça suas praticas como antes, mas desta vez cante o mantra enquanto ouve
o kiirtan. Isso pode ajudá-lo a cantar o mantra a qualquer tempo, em qualquer tom
que quiser – quando estiveres caminhando, dirigindo ou cozinhando.

Agora um pequeno sumário sobre a filosofia de vida do yogue, o universo e a


existência:

1) A Entidade Cósmica é tudo. Tudo existe nela e nada existe fora dela.
2) A principal parte da Entidade Cósmica é a Consciência Cósmica.
3) Dentro dessa consciência é a Mente Cósmica (assim como nossa própria
mente está dentro de nossa consciência).
4) O universo é o enorme pensamento da Mente Cósmica (uma das
diferenças entre Ela e a sua mente é que a Mente Cósmica pode pensar
tudo ao mesmo tempo).
5) O universo é composto de 5 fatores fundamentais:
o Espaço
o Gas
o Luz
o Líquido
o Sólido
6) Cada fator é “criado” pelo pensamento projetivo da Mente Cósmica.
Assim, a Mente Cósmica está dentro de cada objeto, e a Consciência
Cósmica também está em cada objeto por estar dentro da Mente Cósmica
7) A mente individual originalmente vem fora do fator sólido (de uma pequena
parte da Mente Cósmica dentro deste fator). Isso é porque dizemos no
yoga: “O microcosmo é uma miniatura do Macrocosmo”.
8) A mente individual “desenvolve” ao longo de muitos nascimentos, em
diferentes corpos. “Desenvolver” significa que essa consciência dentro
desses corpos se torna gradualmente mais aparente. Por exemplo, em
criaturas subdesenvolvidas, consciência está oculto neles, e o sentido da
consciência não é muito forte. Seus atos são principalmente instintivos. À
medida que a mente desenvolve, o sentido da consciência aumenta e a

15
consciência nela se torna mais expressiva. Instintos gradualmente dão
lugar ao intelecto. Por exemplo, um cão tem uma certa quantidade de
intelecto e de instinto. Na fase humana, nossa consciência é muito mais
expressa, por isso temos uma consciência clara de nossa existência
individual, bem como do universo em geral. Nós operamos principalmente
em intelecto, e certa quantidade de instinto também. Mas nós temos
intuição, que nos dá uma consciência profunda e a capacidade de insight
criativo (perspicácia criativa) e de descoberta.
9) Mentes humanas muito desenvolvidas eventualmente se tornam tão
conscientes da existência universal que eles perdem consciência de sua
própria existência individual. Nesse estágio a mente imerge de volta ao
estado de Consciência Cósmica.
10) Uma vez que a Mente Cósmica originalmente veio da Consciência
Cósmica, todo o processo é um ciclo: desde Consciência Cósmica a
Mente Cósmica e matéria, a mente individual (subdesenvolvida,
desenvolvida e humana), a Consciência Cósmica novamente.
11) Observe que este ciclo não acontece de uma vez para todas as mentes. É
um processo contínuo com diferentes partes de existência, todas em
diferentes fases. Isso explica porquê então existe tantas criaturas
diferentes com tantas mentes diferentes. Isso explica porque os cientistas
descobriram novas estrelas dentro de antigas galáxias – novas matérias
são formadas a partir da Mente Cósmica enquanto matéria antiga
gradualmente é transformada em mentes individuais
12) A característica da Entidade Cósmica é infinita – isso é a única entidade
infinita. Na verdade, não só infinita, mas a felicidade infinita e perfeita bem
aventurada paz. É por isso que queremos a felicidade infinita, porque
estamos atraídos pela felicidade Cósmica.

“Ele é infinito. Ele não tem início nem fim. Ele é o fluxo
inquebrável de pura e serena bem-aventurança se
estendendo desde a imensidão sem começo ao sem fim.”

Shrii Shrii Anandamurti

16
Parte 7 – Parapsicologia

Faça a prática como antes: meio-banho, kiirtan, meditação, asanas,


massagem e relaxamento profundo.

O que é parapsicologia?

É a psicologia da mente em relação à causa e efeito. Esse universo é uma


rede complexa de vibrações na qual tudo está conectado. O que quer que aconteça
é efeito de alguma outra coisa, e a causa de uma nova. “Quando uma folha de
grama se move, o universo inteiro treme.” Tudo é incidental, nada é acidental. Nós
geralmente referimos a algo como “acidente” porque não podemos ver o que o
causou. “Tudo vem de alguma coisa. Nada vem de nada”.

Esse conceito é expresso pela 3ª Lei de Newton: “para toda ação temos uma
reação igual e oposta”.

Isso também é verdade para a mente. O que quer que aconteça a nós, nós a
guardamos até que possa ser expressa como reação. Assim como uma bexiga: se a
pressionarmos com os dedos (essa é a ação) ela ficará nesta posição por algum
tempo (existe então uma reação potencial), então ela retorna ao seu formato original
(a reação).

Se experimentarmos uma reação ruim, tendemos a dizer que algo ruim


aconteceu. Mas isso é apenas uma reação de uma ação prévia, porque tudo está
armazenada na mente esperando a chance de se expressar. Quanto maior as
chances de expressão, mais pura a mente se tornará e mais livre e leve
mentalmente nós nos sentiremos.

Assim, tudo que acontece para o melhor. Se é agradável ou desagradável,


nós devemos sempre olhar como algo positivo pois estará libertando a mente de
ações passadas.

Havia um imperador muito popular chamado Akbar que governou a Índia no


século 16. Seu ministro preferido era Birbal, um homem muito sábio e espirituoso.
Um dia os dois foram caçar. Akbar estava cortando sua flecha para fora de um

17
animal que ele havia acabado de matar. Sua faca escorregou e cortou seu dedo.
Birbal disse a ele: “Não se preocupe, tudo acontece para o melhor”. Akbar estava
furioso ao aparentemente incompassível Birbal. Ele lhe disse para sair de sua frente
e nunca mais voltar.

Akbar foi capturado por uma tribo da floresta onde estava. Naquele dia, de
acordo com seus costumes, eles iriam sacrificar um homem para os deuses. Assim,
decidiram sacrificar Akbar. Mas o chefe da tribo percebeu que ele havia perdido um
dedo, e o deixou ir por não ser digno o suficiente.

Akbar entendeu que Birbal estava certo: se ele não tivesse cortado seu dedo
fora ele estaria morto agora! Quando ele voltou ao palácio, ordenou aos seus
homens que encontrassem Birbal e o trouxesse devolta. Eles levaram um mês para
encontrá-lo: tinha vivido um duro tempo na floresta comendo frutas e raízes. Quando
foi finalmente apresentado ao imperador, Akbar viu sua condição e, arrependido,
pediu perdão ao seu amigo e minstro. Birbal respondeu: “Está tudo bem, tudo
acontece para o melhor”. “Mas como você pode dizer isso depois de tudo que
aconteceu?!”. Então Birbal respondeu: “Porque se você não tivesse me mandando
embora, eles também teriam me capturado, e como eu não cortei meu dedo, eu teria
morrido!”

18
Parte 8 – Quem sou eu?

Uma leoa deu a luz a um leãozinho, mas durante seu nascimento ela morreu.
O filhote estava andando em torno do corpo dela quando um bando de chacais veio
se alimentar do corpo. Cheios de compaixão, eles adotaram o filhote de leão como
um deles. Ele cresceu sem saber nada além da vida de um chacal e pensava que
era um deles. Um dia um leão adulto se deparou com o bando e ficou surpreso em
ver um jovem leão entre eles. Ele correu para o bando – claro, eles se espalharam –
pegando o jovem pela nuca do pescoço, o arrastou para a lagoa próxima e colocou
seu rosto sobre a água para que ele pudesse ver seu reflexo. O jovem leão a
princípio ficou com medo ao ver “outro” leão olhando para ele, mas logo ele
percebeu que era seu próprio reflexo. Ele percebeu que afinal ele não era um
chacal, ele era um leão, o rei da selva!

“Guru” é uma palavra muito vagamente usada nos dias de hoje, mas seu
sentido próprio é: “aquele que remove a escuridão da vida de alguém.” O Guru real
é, essencialmente, a Consciência Cósmica.

Assim como o leão adulto mostrou ao jovem quem ele realmente era, o Guru
é aquele que nos mostra quem realmente somos por termos perdido nossa própria
natureza. Nós nos identificamos com nossos nomes, nossas famílias, nosso corpo;
mas nós somos mais que isso. Ainda mais que nossa mente, porque nossa mente
sempre muda. Nosso corpo e mente não são os mesmos que eram dez anos atrás,
nem no ultimo ano, nem no segundo que passou!

A essência da matéria é a mente. A essência da mente é o sentimento “Eu


sou”. E a essência disso é a Consciência.

“A Consciência Cósmica habita no próprio sentido da existência, em seu


verdadeiro desejo”.

Quando o corpo e os sentidos são calmos, podemos olhar com calma para a
água da nossa existência (assim como o filhote de leão) e descobrir o nosso Eu
verdadeiro. A realização “Eu sou a Consciência Cósmica” é chamado de auto-
realização em yoga, e sua essência é a mesmo infinita felicidade; paz perfeita e

19
contentamento – bem-aventurança – que queríamos em primeiro lugar. Quanto mais
nós sentimos isso, mais a nossa paz interior aumenta, até que percebamos o infinito
amor e paz que permeia o universo inteiro.

20
Dicas para melhorar a meditação

1. Evitar as interrupções
Desligar o telefone e celulares. Avisar família e/ou amigos que não queremos ser
interrompidos. Escolher um local sossegado onde se possa estar sozinho.

2. Meditar à mesma hora todos os dias


As melhores horas para meditar são durante o nascer e o pôr do sol. O nosso corpo
tem tendência a criar hábitos de acordo com os nossos horários, meditar sempre à
mesma hora facilita o processo de concentração. Para além disso, assim que
estivermos habituados é o nosso próprio corpo que nos chama para meditar.

3. Meditar sem falta duas vezes por dia


Esta é a chave para ter sucesso na meditação. Só a prática constante vai trazer
resultados concretos e duradouros. Em casos raros em que não se possa fazer
muito tempo, 5 ou 10 minutos são suficientes para não perder o hábito.

4. Meditar no mesmo lugar


Tentar arranjar um pequeno lugar no quarto ou em casa e fazer sempre a meditação
ali. Manter o local limpo e arejado. Com o tempo, nota-se que os locais absorvem a
vibração, e gradualmente torna-se mais fácil meditar neles devido à energia que foi
previamente criada.

5. Com o estômago leve


Quando comemos, as energias do corpo são direcionadas para a digestão, em
detrimento da energia mental. O ideal é meditar de estômago vazio, mas se
estivermos com muita fome também não é bom, pois a mente vai se distrair. Nesse
caso, podemos comer apenas uma fruta ou beber um sumo.

6. Manter uma postura confortável e direita


Quando a meditação se desenvolve apropriadamente, dá-se a ativação de um fluxo
energético que corre na nossa coluna vertebral. Uma postura incorreta vai impedir
este fluxo de energia e acaba por ser um obstáculo na meditação.
É importante estarmos confortáveis para a mente não se distrair com dores.

7. Companhia de pessoas espirituais


Um dos maiores apoios nos altos e baixos da vida espiritual é ter companhia de
pessoas espirituais, que nos inspiram e guiam ao longo deste caminho. Participar
em meditações coletivas e programas espirituais como retiros é muito benéfico para
o nosso crescimento e aprendizagem.

8. Ler livros inspiradores


O nosso intelecto, que deve ser desligado durante a meditação, também precisa de
espaço para crescer e desenvolver. É aconselhável reservarmos um bocado do
nosso dia para ler algo inspirador e que cultive o nosso conhecimento espiritual. A
melhor altura para fazê-lo é logo após a meditação, pois a mente está calma,
concentrada e expandida, podendo facilmente absorver as ideias.

21
9. Falar com um professor de meditação
Um professor de meditação qualificado (Acarya) é uma ajuda essencial nesta
prática. Eles podem-nos aconselhar e responder a todas as nossas questões
relativamente à nossa meditação individual, assim como dar novas lições.

10. Ser determinado


Muitas pessoas sentem-se desmotivadas e frustradas após algumas tentativas de
meditação. Especialmente numa fase inicial, a nossa mente é muito descontrolada.
Só com treino e insistência é que podemos gradualmente sentir diferenças. O
importante é não fazermos julgamentos, todas as meditações estão a fazer, de certa
forma, algum efeito.

22