Sei sulla pagina 1di 4

PRÁTICA 5- REAÇÕES DE CARACTERIZAÇÃO DOS AMINOÁCIDOS I

INTRODUÇÃO
Os aminoácidos são moléculas orgânicas formadas por átomos
de carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O) e nitrogênio (N). Alguns podem
conter enxofre em sua composição. Esses compostos se ligam, formando a
molécula de aminoácido da seguinte forma:

http://www.brasilescola.com/biologia/aminoacidos.htm
Essas moléculas são divididas em quatro partes: o grupo amina (NH2),
grupo carboxílico (COOH), hidrogênio, carbono alfa (todas as partes se ligam a
ele), e um radical característico de cada aminoácido. Os aminoácidos se unem
através de ligações peptídicas, formando as proteínas. Para que as células
possam produzir suas proteínas, elas precisam de aminoácidos, que podem
ser obtidos a partir da alimentação ou serem fabricados pelo próprio
organismo.

As proteínas são moléculas essenciais para aos organismos animais,


devendo, portanto, estar presentes na alimentação em quantidades
adequadas. (PIRES et al. 2006). Esses compostos são macromoléculas
orgânicas formadas pela sequência de vários aminoácidos, unidos por ligações
peptídicas (cadeia polipeptídica). Desempenham diversas funções no
organismo, sendo: estrutural, hormonal, enzimática, imunológica, nutritiva e de
transporte citoplasmático.
As proteínas podem ser ainda classificadas em estruturais, quando
estruturas de suporte que fornecem proteção ou resistência, o colágeno e a
queratina são proteínas estruturais, em transportadoras como a hemoglobina,
de defesa como os anticorpos, em nutrientes tendo a ovoalbumina, principal
proteína do ovo, e a caseína, proteína do leite nesta classe (DIAS DE SOUZA,
2009; citado por GONÇALVES, 2010).
As reações dos aminoácidos são aquelas de seus grupamentos
funcionais, isto é, do grupo alfa-carboxílico, do grupo alfa-amino e dos grupos
presentes nas cadeias laterais. As reações das proteínas, por sua vez,
dependem dos diferentes aminoácidos que as constituem.
12
OBJETIVO
Verificar a presença de aminoácidos e ligações peptídicas em soluções.

TESTE 1 – REAÇÃO DO BIURETO

Objetivo específico: Verificar a presença da ligação peptídica.

EQUIPAMENTOS UTILIZADOS
 Tubos de ensaio
 Pipetador
 Pipetas
 Béquer
 Giz
 Estante para tubo de ensaio
 Água destilada
 Gelatina
 Biureto
 Ovoalbumina.
MÉTODOS UTILIZADOS

1) Colocou-se num tubo de ensaio 2 mL da solução de ovoalbumina,


adicionando-se 2 mL de Biureto, agitando-o;

2) Colocou-se em outro tubo de ensaio 2 mL de solução de gelatina e


adicionou-se 2 mL do reativo de Biureto, agitando-o;

3) Colocou-se em outro tubo 2 mL de água destilada, adicionando-se 2 mL de


Biureto.

RESULTADOS:

No tubo 1 ( ovoalbumina) há a presença de ligação peptídica, possuindo uma


grande quantidade da mesma. Já no tubo 2 ( gelatina), há também a presença
de ligações peptídicas, só que em uma quantidade menor do que na
ovoalbumina, ou seja, o comprimento da ligação peptídica é menor no tubo 2 .
Já no tubo 3 ( biureto) não houve reação, pois não há ligação peptídica.

13.

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAflpYAG/reacoes-caracterizacao-
aminoacidos

TESTE 2 - REAÇÃO DE NINHIDRINA

Objetivo Específico: verificar a presença do grupo amina.

EQUIPAMENTOS UTILIZADOS

 Tubos de ensaio
 Pipetas
 Pipetador
 Béquer
 Estante para tubo de ensaio
 Pinça
 Tela de amianto
 Tripé de ferro
 Ovoalbumina
 Ninhidrina

MÉTODOS UTILIZADOS

1) Pipetou-se em um tubo 2 mL de ninhidrina juntamente com 1 mL de


ovoalbumina;

2) Levou-se ao banho Maria deixando-o por 2 minutos.

RESULTADOS:

Houve uma reação positiva dando indicativo positivo para o grupo amina.
Coloração: azul violeta. O aminoácido aquecido em solução contendo ninidrina
produziu um composto violeta, a razão ocorre por causa da presença de
grupos amina livres. A ninhidrina oxida o aminoácido, produzindo CO2, NH3, e
um derivado aldeídico com um átomo de carbono a menos consequentemente,
reduzindo. Posteriormente, a ninhidrina oxidada e reduzida reage com a
amônia liberada formando um complexo violeta.
TESTE 3 – PRECIPITAÇÃO PELOS ÁCIDOS FORTES

Objetivo Específico: verificar a desnaturação de proteínas e precipitação por


ácido concentrado.

14

EQUIPAMENTOS UTILIZADOS

 Tubos de ensaio
 Pipetas
 Pipetador
 Béquer
 Estante para tubo de ensaio
 Ovoalbumina
 Ácido sulfúrico concentrado

MÉTODOS UTILIZADOS

1) Pipetou-se em um tubo de ensaio, 1 mL de ácido sulfúrico e adicionou-


se 1mL de ovoalbumina.

RESULTADOS

A solução ficou com duas colorações, incolor e branca. Ficou branca, pois a
ovoalbumina possui uma estrutura quartenária, em que o ácido rompeu as
ligações covalentes, formando uma estrutura linear, havendo assim, a
desnaturação da proteína com o ácido forte.