Sei sulla pagina 1di 2

ESCOLA EB 2,3/ES S.

SEBASTIÃO DE MÉRTOLA
APOIO AO ESTUDO 5º A
Ano letivo 2017-2018

O TEMPO e a CRONOLOGIA

Tema: O tempo histórico – A medição do tempo


Objectivo: Compreender como se mede o tempo na História da humanidade e como funciona o nosso calendário.

Tempo histórico
Assim como podemos contar o tempo através do tempo cronológico, usando relógios ou calendários, temos ainda outros tipos de
tempo: o tempo histórico que está relacionado às mudanças nas sociedades humanas.

Para sabermos quando sucedeu um determinado acontecimento da nossa vida utilizamos diversas medidas de tempo: as horas, os
dias, os meses, os anos.
Contudo, para situar os acontecimentos da História da humanidade devemos utilizar medidas de tempo mais dilatadas: as décadas
(10 anos), os séculos (100 anos) e os milénios (1000 anos).
Para poder datar os acontecimentos da nossa vida utilizamos habitualmente um ponto de partida: o ano do nosso nascimento. Esse
tempo pode ser representado por uma linha, a linha do tempo da nossa vida, que começa na data do nosso nascimento. Nesta linha
(também denominada friso cronológico), podemos identificar os anos em que ocorreram factos importantes na história da nossa
vida (ver exemplo - Fig 1). O friso cronológico é, por isso, um esquema onde, ordenadamente, são assinalados os acontecimentos,
começando dos mais antigos para os mais recentes.

Linha do tempo da vida do “Miguel”


(Fig 1)

ACTIVIDADE:

1- Constrói o friso cronológico da tua vida. Podes ilustrar com fotos ou imagens representativas dos acontecimentos mais
importantes desde que nasceste. Podes ainda convidar os teus familiares e amigos a construir o seu próprio friso cronológico onde
descrevam os principais episódios das suas vidas ao longo do tempo.
ESCOLA EB 2,3/ES S. SEBASTIÃO DE MÉRTOLA
APOIO AO ESTUDO 5º A
Ano letivo 2017-2018

Se queremos identificar as datas dos acontecimentos históricos necessitamos também de partir de um ponto concreto. Na nossa
cultura definiu-se como ponto de partida a data do nascimento de Cristo. A maior parte dos povos ocidentais faz a contagem m
do tempo tendo como ponto de referência o nascimento de Cristo. Por isso se diz que utilizam a “ era cristã”
O ponto de partida de cada povo ao escrever ou contar a sua história é o acontecimento que é considerado o mais importante.

Se os factos que estudamos ou queremos referir sucederam antes do nascimento de Cristo utilizamos a expressão a.C. e se são
posteriores, utilizamos a expressão d.C. Se encontramos datas sem alguma destas indicações (por exemplo, 2015) quer dizer que
se referem a datas posteriores ao nascimento de Cristo.
Existem outras formas de contar o tempo. Os Muçulmanos contam o tempo a partir do ano 622 ( ano da fuga ou Hégira de Maomet
de Meca para Medina) Eles ainda vivem no sec. XIV da era muçulmana.

Fig 2- Friso Cronológico


ACTIVIDADE:
2- Observa com muita atenção o friso cronológico (Fig 2), analisa-o em conjunto com os teus colegas e responde às seguintes
questões:
a) Quantos anos tem um século? E um milénio?
b) Quantos séculos tem um milénio?
c) Qual o acontecimento a partir do qual se conta o tempo na “era cristã ”?
d) Diz o significado das abreviaturas a. C. e d. C.
e) O ano 1401 a.C. a que século pertence?
f) A que século pertence o ano 2003 d.C.? E a que milénio?
g) Octávio, um cidadão do Império Romano nasceu no ano 24 a.C. e morreu no ano 39 d.C. Quantos anos viveu?
h) Flávia, a mãe de Octávio, nasceu no ano 42 a.C. e viveu 62 anos. Em que ano morreu?
i) A 1 de Maio de 1500, Pêro Vaz de Caminha escreveu ao rei de Portugal sobre certas terras no Novo Mundo onde tinha chegado
o navegador Pedro Álvares Cabral. Em que século foi?