Sei sulla pagina 1di 16

1 - Quanto aos processos que tramitam perante os Juizados Especiais da Fazenda

Pública, assinale a alternativa correta.

a) No foro em que estiverem instalados, a competência é relativa.


b) Não é possível pedido para providências cautelatórias ou antecipatórias no
curso do processo.
c) O cumprimento da sentença com trânsito em julgado, que imponha obrigação
de fazer, será efetuado mediante ofício do juiz à autoridade citada para a causa,
com cópia da sentença ou do acordo.
d) A Fazenda terá prazo em quádruplo para contestar e em dobro para recorrer.
e) Nas causas que correm perante esse Juizado, haverá reexame necessário no
caso de procedência do pedido do autor.

2 - Nos Juizados Especiais da Fazenda Pública, podem ser propostas demandas:


a) que versem sobre direitos ou interesses difusos e coletivos;
b) cujos valores sejam acima de 60 salários-mínimos;
c) que tratem de bens imóveis pertencentes aos municípios;
d) onde sejam impugnadas sanções disciplinares aplicadas a militares;
e) que contenham pedidos de providências antecipatórias.

3 - Assinale a alternativa correta sobre o Juizado Especial da Fazenda Pública.

a) As demandas sobre direitos ou interesses difusos e coletivos de valor


pecuniário até sessenta salários mínimos estão incluídas em sua competência,
sendo que a decisão proferida pelas Turmas Recursais terá efeito erga omnes e
estará sujeita a pedido de uniformização de interpretação de lei quando houver
divergência entre decisões proferidas, mas não será cabível o recurso
extraordinário.
b) Haverá prazo diferenciado para a prática de qualquer ato processual pelas
pessoas jurídicas de direito público, inclusive a interposição de recursos, sendo
que na audiência de conciliação os representantes judiciais dos réus presentes à
audiência poderão conciliar, transigir ou desistir nos processos da competência
dos Juizados Especiais, nos termos e nas hipóteses previstas na lei do respectivo
ente da Federação.
c) Os Estados, Distrito Federal, Territórios e Municípios, autarquias e fundações
públicas a eles vinculadas podem atuar como autores, réus ou intervenientes,
sendo que quaisquer das partes poderão formular pedido de uniformização de
interpretação de lei quando houver divergência entre decisões proferidas por
Turmas Recursais sobre questões de direito material.
d) Quando a pretensão versar sobre obrigações vincendas, para fins de
competência do Juizado Especial, a soma de doze parcelas vincendas e de
eventuais parcelas vencidas poderá exceder sessenta salários mínimos desde que
as demandas tenham sido ajuizadas até a data da instalação do Juizado Especial
da Fazenda Pública e para lá tenham sido remetidas pela Justiça Comum, nos
termos da lei.
e) Tratando-se de obrigação de pagar quantia certa, após o trânsito em julgado
da decisão, o pagamento será efetuado mediante precatório, caso o montante da
condenação exceda o valor definido como obrigação de pequeno valor que é
limitado a 40 salários mínimos, quanto aos Estados e ao Distrito Federal, e 30
salários mínimos, quanto aos Municípios, ou aos valores que forem
estabelecidos na lei do respectivo ente da Federação.

4 - No que concerne aos Juizados Especiais Federais Cíveis,


a) podem ser partes, como rés, as fundações e empresas públicas federais.
b) nas causas de sua competência haverá reexame necessário quando a União for
vencida.
c) podem ser partes, como autoras, quaisquer pessoas jurídicas.
d) não se inclui na sua competência as causas para anulação de ato
administrativo federal de natureza previdenciária.
e) incluem-se na sua competência as causas sobre bens imóveis da União.

5 - No que se refere aos JEC’s estaduais e federais, assinale a opção correta.


a) Ao contrário do que ocorre nos juizados especiais estaduais, nos juizados
especiais federais, é possível que pessoas jurídicas de direito público figurem no
polo passivo das demandas.
b) Os juizados especiais estaduais e federais têm competência para julgar as
causas cíveis de menor complexidade, assim consideradas aquelas cujo valor
não exceda a quarenta vezes o salário mínimo.
c) Consideram-se infrações penais de menor potencial ofensivo, para os juizados
criminais estaduais, os crimes a que a lei comine pena máxima não superior a
um ano e, para os juizados criminais federais, não superior a dois anos.
d) Tanto na esfera federal quanto na estadual, cabe pedido de uniformização de
interpretação de lei quando há divergência quanto à interpretação da lei entre
decisões sobre questões de direito material ou processual proferidas por turmas
recursais.
e) Sendo a Lei n.º 9.099/1995 lei especial, as suas disposições, relativas aos
juizados especiais estaduais, não se aplicam no âmbito dos juizados federais, já
o CPC aplica-se subsidiariamente nos juizados estaduais e federais.

6 - Dadas as assertivas abaixo, assinalar a alternativa correta quanto a


Juizado Especial Federal.
I. Não cabe pedido de uniformização contra decisão recursal que julga agravo
interposto em face de decisão concessória de antecipação de tutela.

II. Segundo o entendimento dominante, são admitidos o pedido contraposto e a


ação rescisória no rito dos juizados especiais federais.

III. As pretensões cautelares no rito dos juizados especiais federais serão


deduzidas incidentalmente, não tendo autonomia procedimental.

IV. A Lei n° 10.259/2001, apesar de prever a aplicação subsidiária da Lei n°


9.099/1995, não autoriza a arbitragem no âmbito dos juizados especiais federais.

a) Estão incorretas apenas as assertivas I e II.


b) Estão corretas apenas as assertivas II e IV.
c) Estão corretas apenas as assertivas I, III e IV.
d) Estão corretas todas as assertivas.

7 - Examine os enunciados seguintes, relativos aos processos em curso nos


Juizados Especiais Cíveis:
I. Em razão do princípio da celeridade, poderá ser realizada citação por edital ou
por hora certa, mas o comparecimento espontâneo do réu suprirá a falta ou a
nulidade do ato citatório.
II. Caberão embargos de declaração quando, na sentença ou acórdão, houver
obscuridade, contradição, omissão ou dúvida.
III. Na execução de título executivo extrajudicial, no valor de até quarenta
salários mínimos, efetuada a penhora, o devedor será intimado a comparecer à
audiência de conciliação, quando poderá oferecer embargos, por escrito ou
verbalmente; em tal audiência buscar-se-á o meio mais rápido e eficaz para a
solução do litígio, se possível com dispensa da alienação judicial.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) I e II.
b) II e III.
c) I e III.
d) I.
e) II.
8 - Acerca do procedimento dos juizados especiais estaduais, assinale a opção
correta.
a) A sentença condenatória que, proferida no âmbito dos juizados especiais
cíveis, exceder o valor da alçada estabelecida na lei, em razão de atualização
monetária e aplicação de juros legais, após o ajuizamento da ação, será ineficaz
no que se refere à parte excedente.
b) Compete às turmas recursais o julgamento de ação rescisória contra decisão
transitada em julgado proferida nos juizados especiais cíveis.
c) O não comparecimento do demandado à audiência de conciliação ou de
instrução e julgamento induz os efeitos da revelia, reputando-se verdadeiras as
alegações contidas na petição inicial, de modo que se deve julgar procedente o
pedido.
d) No procedimento dos juizados especiais, o magistrado pode determinar a
inversão do ônus da prova, em julgamento de equidade e com fundamento nas
regras de experiência comum, se configurada a verossimilhança da alegação ou
limitação do autor na produção da prova.
e) No que diz respeito à audiência de instrução e julgamento, aplicam-se as
normas do CPC relativas ao prazo de apresentação de quesitos e do rol de
testemunhas, de modo a viabilizar a intimação pessoal, bem como a oportunizar
à parte contrária eventual contradita, e a indicação de assistente técnico à prova
pericial.

9 - Assinale a opção correta no que concerne aos procedimentos no âmbito dos JEC’s.
a) Além da possibilidade de reconvenção, é lícito ao réu, na contestação, formular pedido em seu
favor, desde que fundado nos mesmos fatos que constituam objeto da controvérsia.
b) Não instituído o juízo arbitral, proceder-se-á imediatamente à audiência de instrução e
julgamento, na qual serão ouvidas as partes e colhidas as provas, dispondo o julgador, em regra,
de quinze dias para proferir sentença.
c) A prova oral não pode ser reduzida a escrito, devendo a sentença referir, no essencial, os
informes trazidos nos depoimentos, e a instrução pode ser dirigida por juiz leigo, sob a supervisão
de juiz togado.
d) Não é admissível sentença condenatória por quantia ilíquida, exceto se genérico o pedido,
sendo inexistente a sentença na parte que exceder a quantia de quarenta vezes o salário mínimo.
e) A contestação, que pode ser oral ou escrita, deve conter toda a matéria de defesa, inclusive a
arguição de suspeição ou impedimento do juiz.

10 - Em relação ao pedido de uniformização de interpretação de lei federal no âmbito dos


juizados especiais, assinale a opção correta.
a) Eventuais interessados, ainda que não sejam parte no processo, podem manifestar-se, perante
o órgão julgador competente, no prazo de trinta dias.
b) O pedido fundado em divergência entre turmas da mesma região será julgado pelo tribunal a
que essas turmas estiverem vinculadas.
c) O pedido fundado em divergência entre decisões de turmas de diferentes regiões será julgado
pelo Superior Tribunal de Justiça.
d) A orientação a ser acolhida pelo órgão julgador competente, em questões de direito material,
não poderá contrariar súmula ou jurisprudência dominante no Superior Tribunal de Justiça.
e) No âmbito do julgamento do pedido de uniformização, não é prevista a possibilidade de
concessão de medida liminar para a suspensão dos processos nos quais a controvérsia esteja
estabelecida.

11- Assinale a opção correta com relação à execução das sentenças cíveis proferidas pelos
juizados especiais estaduais.
a) Em se tratando de obrigação de fazer não cumprida, o juiz cominará multa diária, não
podendo, no entanto, converter a condenação em perdas e danos.
b) Nas alienações de bens, sendo o preço ofertado em leilão inferior ao da avaliação, para
pagamento à vista, o juiz, independentemente de oitiva das partes, determinará ao devedor que
ofereça caução idônea.
c) O devedor poderá oferecer embargos, desde que não versem sobre causa impeditiva,
modificativa ou extintiva da obrigação, mesmo que superveniente à sentença.
d) Tratando-se de execução de título executivo extrajudicial no valor de até quarenta salários
mínimos, se não houver bens penhoráveis, o processo será imediatamente extinto, devolvendo-se
os documentos ao autor.
e) As sentenças, líquidas ou ilíquidas, serão executadas no próprio juizado, mediante citação do
devedor para efetuar o pagamento do débito.

12- Em relação aos juizados especiais cíveis estaduais, assinale a opção correta.
a) O cabimento no Juizado Especial das ações cíveis sujeitas a procedimento especial será
analisado caso a caso pelo juiz.
b) Não há óbice à execução no Juizado Especial de título executivo extrajudicial que ultrapasse o
valor de 40 salários mínimos.
c) Se, na audiência de instrução e julgamento, a parte ré apresentar resposta escrita e não houver
necessidade de produção de prova oral, seu comparecimento estará dispensado.
d) Ante os princípios aplicáveis aos referidos juizados, as perguntas deverão ser feitas
diretamente pelas partes ou por seus advogados.
e) Para causas de até 40 salários mínimos, a competência do JEC será de caráter absoluto.

13 - Nos Juizados Especiais Cíveis,


a) não se admitirá, no processo, qualquer forma de intervenção de terceiro, assistência ou
litisconsórcio.
b) nas ações para reparação de dano de qualquer natureza, o foro competente será sempre, e
exclusivamente, o do domicílio do réu ou do local do ato ou fato.
c) podem ser julgadas as causas cíveis de menor complexidade, entre elas as ações de despejo
para uso próprio e as que não excedam a quarenta vezes o salário mínimo, inclusive as ações
possessórias sobre bens imóveis, limitadas a esse valor.
d) não poderão propor ações quaisquer pessoas jurídicas, o incapaz, o preso, a massa falida e o
insolvente civil.
e) o réu, sendo pessoa jurídica ou titular de firma individual, poderá ser representado por
preposto credenciado, munido de carta de preposição com poderes para transigir, desde que
possua vínculo empregatício com a pessoa jurídica.

14 - No que se refere aos Juizados Especiais Cíveis, é correto afirmar:


a) Somente pessoas físicas podem propor ações perante os Juizados Especiais Cíveis, sendo
defeso a qualquer pessoa jurídica fazê-lo.
b) Podem ser propostas ações de despejo para uso próprio, bem como por falta de pagamento e
por infração contratual.
c) Podem ser propostas ações de cunho patrimonial cujo valor não exceda a sessenta vezes o
salário mínimo.
d) Em qualquer hipótese, poderá a ação ser proposta no foro do domicílio do réu ou, a critério do
autor, do local onde aquele exerça atividades profissionais ou econômicas ou mantenha
estabelecimento, filial, agência, sucursal ou escritório.
e) A opção pelo procedimento dos JEC’s não implica renúncia ao crédito excedente ao limite legal,
que poderá ser cobrado em ação autônoma, pelo procedimento ordinário.

15 - Relativamente aos juizados especiais cíveis e considerando as disposições constantes da Lei


dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais e da Lei dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no
âmbito da Justiça Federal, assinale a opção correta.
a) Quando o autor, na fase de conhecimento, formular pedido em valor superior ao fixado para a
competência dos juizados federais, o julgador, em face de disposição expressa contida na Lei dos
Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal, deverá considerar que a opção
pelo juizado importa em renúncia tácita ao crédito excedente ao limite estabelecido na lei,
excetuada a hipótese de conciliação.
b) Se, ao analisar a inicial de ação distribuída para a vara do juizado especial federal, o julgador
verifica que a pretensão do autor versa acerca de obrigações vincendas, ele deverá considerar,
para fins de análise da competência do juizado federal, o valor de cada parcela, que não poderá
exceder o montante de sessenta salários mínimos.
c) Nas comarcas onde não houver vara do juizado especial federal, a causa poderá ser proposta
no juizado especial estadual, aplicando-se a lei dos juizados especiais Cíveis e Criminais no âmbito
da Justiça Federal no juízo estadual, com observância de que eventual recurso contra a sentença
definitiva será apreciado pela Turma Recursal Federal.
d) O incidente de uniformização, quando fundado em divergência entre decisões de turmas
recursais de diferentes regiões, terá cabimento quando visar interpretação de lei federal
relativamente a questões de direito material. Nessa hipótese, a competência para o
processamento e o julgamento será da Turma Nacional de Uniformização da Jurisprudência dos
Juizados Especiais Federais.
e) Assim como ocorre na legislação referente aos juizados especiais cíveis estaduais, a Lei dos
Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal veda expressamente a atuação
do incapaz como parte autora nos feitos de sua competência.

16 - Com o objetivo de expandir a prestação jurisdicional e aperfeiçoar a legislação outrora em


vigor, promulgou-se a Lei no 9.099/95, criando os “Juizados Especiais Cíveis e Criminais”. A
sentença proferida em processo seguindo este rito está sujeita a recurso ao próprio Juizado,
sendo julgado por turma composta por 3 (três) juízes togados, em exercício no primeiro grau de
jurisdição. No âmbito civil, o acórdão prolatado pela turma recursal está sujeito
a) à reclamação ao Superior Tribunal de Justiça, desde que o acórdão contrarie jurisprudência
firmada na Corte Superior, versando sobre direito material.
b) à interposição de recurso extraordinário, dispensando-se o prequestionamento em razão da
informalidade e simplicidade que regem a lei.
c) à interposição de recurso especial, nas hipóteses constitucionalmente previstas.
d) à oposição de embargos infringentes, para casos em que a decisão tenha sido não unânime.

17 - O acesso ao Juizado Especial Cível é gratuito. Entretanto, Pedro, não beneficiário da


assistência judiciária gratuita, que figurava como autor em uma determinada causa, foi
condenado, sem litigância de má-fé, dentre outras coisas, ao pagamento de custas e honorários
advocatícios. Tendo como fundamento a Lei 9.099/95, é correto afirmar que:
a) em nenhuma hipótese poderia ser condenado, em primeiro grau de jurisdição, ao pagamento
de custas e honorários advocatícios.
b) em recurso interposto junto ao Tribunal de Justiça, o colegiado poderia isentá-lo do pagamento
de custas e honorários, eis que não era litigante de má-fé.
c) em recurso interposto junto à Turma Recursal, uma vez preparado o recurso, o colegiado
poderia afastar a condenação ao pagamento de custas e honorários advocatícios.
d) em recurso interposto junto à Turma Recursal, sem o preparo do recurso, este deveria ser
recebido, tendo em vista que o acesso ao Juizado Especial é gratuito.

18 - Benjamin ajuizou demanda no juizado especial cível contra seu vizinho, Teodoro,
pretendendo obrigá-lo a dividir os custos do muro que construiu para separar as propriedades.
Nenhuma das partes foi assistida por advogado na elaboração da inicial e da defesa, nem durante
as audiências. O pedido foi julgado procedente. Teodoro, inconformado, protocolou recurso
inominado no décimo quinto dia depois de sua regular intimação sobre a sentença. Com base na
situação hipotética descrita, assinale a opção correta.
a) Não há que se falar em pagamento de preparo recursal, pois no juizado especial não há
pagamento de custas.
b) Para proceder à interposição do recurso, foi necessário que Teodoro constituísse advogado.
c) O recurso deve ser recebido no duplo efeito legal.
d) O valor da causa pode ser de até quarenta salários mínimos, no caso.
e) O recurso é tempestivo, mas será considerado deserto se o preparo não tiver sido pago.

19 - Pedro, bacharel em direito, interpôs reclamação junto ao Juizado Especial Cível, no valor de
vinte salários mínimos. Entretanto, por ser bacharel e se considerar um excelente aluno, recusou
a assistência por advogado. Tendo como fundamento a Lei 9.099/95, é correto afirmar que:
a) em nenhuma hipótese poderia postular junto ao Juizado Especial Cível sem ser assistido por
advogado.
b) em qualquer hipótese para postular junto ao Juizado Especial Cível deveria ser assistido por
advogado.
c) como era bacharel em direito, poderia recorrer, desde que assistido por advogado.
d) em qualquer hipótese poderia postular junto ao Juizado Especial Cível sem ser representado
por advogado, exceto para recorrer.

20 - Em relação aos sujeitos processuais nos juizados especiais cíveis estaduais, assinale a opção
correta.
a) Não é admitida qualquer forma de intervenção de terceiros, de assistência ou litisconsórcio nos
processos que tramitam perante os juizados especiais.
b) Sendo facultativa a assistência da parte por advogado, o mandato poderá ser verbal, inclusive
quanto aos poderes especiais.
c) Os juízes leigos estarão impedidos de exercer a advocacia em qualquer órgão judicial, durante o
período em que estiverem vinculados aos juizados especiais.
d) Não poderão ser partes nos processos que tramitam perante os juizados especiais o incapaz, a
massa falida e o insolvente civil, entre outros.
e) O maior de dezoito anos de idade poderá ser autor, independentemente de assistência, salvo
para fins de conciliação.

21 - Pedro, bacharel em direito, interpôs reclamação junto ao Juizado Especial Cível, no valor de
vinte salários mínimos. Entretanto, por ser bacharel e se considerar um excelente aluno, recusou
a assistência por advogado. Tendo como fundamento a Lei 9.099/95, é correto afirmar que:
a) em nenhuma hipótese poderia postular junto ao Juizado Especial Cível sem ser assistido por
advogado.
b) em qualquer hipótese para postular junto ao Juizado Especial Cível deveria ser assistido por
advogado.
c) como era bacharel em direito, poderia recorrer, desde que assistido por advogado.
d) em qualquer hipótese poderia postular junto ao Juizado Especial Cível sem ser representado
por advogado, exceto para recorrer.

22 - O acesso ao Juizado Especial Cível é gratuito. Entretanto, Pedro, não beneficiário da


assistência judiciária gratuita, que figurava como autor em uma determinada causa, foi
condenado, sem litigância de máfé, dentre outras coisas, ao pagamento de custas e honorários
advocatícios. Tendo como fundamento a Lei 9.099/95, é correto afirmar que:

a) em nenhuma hipótese poderia ser condenado, em primeiro grau de jurisdição, ao pagamento


de custas e honorários advocatícios.

b) em recurso interposto junto ao Tribunal de Justiça, o colegiado poderia isentálo do pagamento


de custas e honorários, eis que não era litigante de máfé.

c) em recurso interposto junto à Turma Recursal, uma vez preparado o recurso, o colegiado
poderia afastar a condenação ao pagamento de custas e honorários advocatícios.

d) em recurso interposto junto à Turma Recursal, sem o preparo do recurso, este deveria ser
recebido, tendo em vista que o acesso ao Juizado Especial é gratuito.

23 - Acerca da conciliação e do juízo arbitral no âmbito dos juizados especiais cíveis, assinale a
opção correta.
a) O juiz togado não participa da fase de conciliação, que será conduzida sempre por juiz leigo ou
por conciliador sob sua orientação.
b) A conciliação deve ser reduzida a escrito e, então, homologada pelo juiz togado mediante
sentença sem eficácia de título executivo.
c) Instaurado o juízo arbitral, o árbitro conduzirá o processo com os mesmos critérios do juiz
togado, não podendo, no entanto, decidir por equidade.
d) Ao término da instrução perante o juízo arbitral, o árbitro apresentará o laudo ao juiz togado
para homologação por sentença, contra a qual poderá ser interposto recurso inominado à turma
recursal.
e) Não obtida a conciliação, as partes poderão optar, de comum acordo, pelo juízo arbitral, que
será instaurado independentemente de termo de compromisso.

24 - Assinale a opção correta com relação à execução das sentenças cíveis proferidas pelos
juizados especiais estaduais.
a) Em se tratando de obrigação de fazer não cumprida, o juiz cominará multa diária, não
podendo, no entanto, converter a condenação em perdas e danos.
b) Nas alienações de bens, sendo o preço ofertado em leilão inferior ao da avaliação, para
pagamento à vista, o juiz, independentemente de oitiva das partes, determinará ao devedor que
ofereça caução idônea.
c) O devedor poderá oferecer embargos, desde que não versem sobre causa impeditiva,
modificativa ou extintiva da obrigação, mesmo que superveniente à sentença.
d) Tratando-se de execução de título executivo extrajudicial no valor de até quarenta salários
mínimos, se não houver bens penhoráveis, o processo será imediatamente extinto, devolvendo-se
os documentos ao autor.
e) As sentenças, líquidas ou ilíquidas, serão executadas no próprio juizado, mediante citação do
devedor para efetuar o pagamento do débito.
24 - Com base no disposto na Lei n.º 9.099/1995, assinale a opção correta a respeito dos juizados
especiais cíveis.
a) Os conciliadores e os juízes leigos são auxiliares da justiça recrutados, respectivamente, entre
os bacharéis em direito e entre advogados com mais de dez anos de experiência.
b) As ações possessórias não se incluem entre as competências dos juizados especiais, uma vez
que a complexidade desse tipo de ação é incompatível com o rito célere desses juizados.
c) As causas relativas ao estado e à capacidade das pessoas só serão processadas e julgadas nos
juizados especiais se forem de cunho meramente patrimonial.
d) Excetuada a hipótese de conciliação, a opção pelo procedimento dos juizados especiais
importará em renúncia ao crédito excedente ao valor de quarenta vezes o salário mínimo.
e) Em se tratando de ações para reparação de dano de qualquer natureza, é competente para as
causas dos juizados especiais o juizado do foro do domicílio do réu.

26 - Com relação à sentença e aos recursos no juizado especial cível, assinale a alternativa
correta.
a) A sentença pode ser ilíquida, caso em que será realizada liquidação nos próprios autos.
b) A sentença que condena o réu ao pagamento de indenização em valor superior a quarenta
salários mínimos e assim transita em julgado é eficaz e pode ser executada no próprio juizado.
c) Apesar de o Juizado Especial ser regido pelo princípio da oralidade, o recurso contra sentença,
excetuada a homologatória de conciliação ou laudo arbitral, deve ser interposto por advogado e
em petição escrita.
d) Compete a um Desembargador, escolhido pelo pleno do Tribunal de Justiça do Estado, a
presidência da turma recursal dos juizados especiais.

27 - Sobre o direito de recorrer no âmbito dos Juizados Especiais Cíveis, afirma-se:

I. Da sentença, excetuada a homologatória de conciliação ou laudo arbitral, caberá recurso para o


próprio Juizado, o qual será julgado por uma turma composta por três juízes togados, em
exercício no primeiro grau de jurisdição, reunidos na sede do Juizado.

II. Até o limite de 20 (vinte) salários mínimos, dispensa-se a presença de advogados, inclusive para
recorrer.

III. O recurso será interposto no prazo de 15 (quinze) dias, contados da ciência da sentença, por
petição escrita, da qual constarão as razões e o pedido do recorrente.

IV. No ato da interposição do recurso, o recorrente deverá comprovar o preparo, inclusive porte
de remessa e de retorno, sob pena de deserção.

V. O recurso terá somente efeito devolutivo, podendo o juiz dar-lhe efeito suspensivo, para evitar
dano irreparável para a parte.

Está(ão) CORRETA(S):
a) Apenas as afirmativas II e IV.
b) Apenas as afirmativas I e II.
c) Apenas as afirmativas III e V.
d) Apenas as afirmativas IV e V.
e) Apenas as afirmativas I e V.

28 - No que concerne aos Juizados Especiais Federais Cíveis,

a) podem ser partes, como rés, as fundações e em- presas públicas federais.
b) nas causas de sua competência haverá reexame necessário quando a União for vencida.
c) podem ser partes, como autoras, quaisquer pessoas jurídicas.
d) não se inclui na sua competência as causas para anulação de ato administrativo federal de
natureza previdenciária.
e) incluem-se na sua competência as causas sobre bens imóveis da União.

29 - Relativamente aos juizados especiais cíveis e considerando as disposições constantes da Lei


dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais e da Lei dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no
âmbito da Justiça Federal, assinale a opção correta.

a) Quando o autor, na fase de conhecimento, formular pedido em valor superior ao fixado para a
competência dos juizados federais, o julgador, em face de disposição expressa contida na Lei dos
Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal, deverá considerar que a opção
pelo juizado importa em renúncia tácita ao crédito excedente ao limite estabelecido na lei,
excetuada a hipótese de conciliação.
b) Se, ao analisar a inicial de ação distribuída para a vara do juizado especial federal, o julgador
verifica que a pretensão do autor versa acerca de obrigações vincendas, ele deverá considerar,
para fins de análise da competência do juizado federal, o valor de cada parcela, que não poderá
exceder o montante de sessenta salários mínimos.
c) Nas comarcas onde não houver vara do juizado especial federal, a causa poderá ser proposta
no juizado especial estadual, aplicando-se a lei dos juizados especiais Cíveis e Criminais no âmbito
da Justiça Federal no juízo estadual, com observância de que eventual recurso contra a sentença
definitiva será apreciado pela Turma Recursal Federal.
d) O incidente de uniformização, quando fundado em divergência entre decisões de turmas
recursais de diferentes regiões, terá cabimento quando visar interpretação de lei federal
relativamente a questões de direito material. Nessa hipótese, a competência para o
processamento e o julgamento será da Turma Nacional de Uniformização da Jurisprudência dos
Juizados Especiais Federais.
e) Assim como ocorre na legislação referente aos juizados especiais cíveis estaduais, a Lei dos
Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal veda expressamente a atuação
do incapaz como parte autora nos feitos de sua competência.

30 - No que se refere aos juizados especiais estaduais e federais, assinale a opção correta.

a) Ao contrário do que ocorre nos juizados especiais estaduais, nos juizados especiais federais, é
possível que pessoas jurídicas de direito público figurem no polo passivo das demandas.
b) Os juizados especiais estaduais e federais têm competência para julgar as causas cíveis de
menor complexidade, assim consideradas aquelas cujo valor não exceda a quarenta vezes o
salário mínimo.
c) Consideram-se infrações penais de menor potencial ofensivo, para os juizados criminais
estaduais, os crimes a que a lei comine pena máxima não superior a um ano e, para os juizados
criminais federais, não superior a dois anos.
d) Tanto na esfera federal quanto na estadual, cabe pedido de uniformização de interpretação de
lei quando há divergência quanto à interpretação da lei entre decisões sobre questões de direito
material ou processual proferidas por turmas recursais.
e) Sendo a Lei n.º 9.099/1995 lei especial, as suas disposições, relativas aos juizados especiais
estaduais, não se aplicam no âmbito dos juizados federais, já o CPC aplica-se subsidiariamente nos
juizados estaduais e federais.

31 - Dadas as assertivas abaixo, assinalar a alternativa correta quanto a Juizado Especial Federal.
I. Não cabe pedido de uniformização contra decisão recursal que julga agravo interposto em face
de decisão concessória de antecipação de tutela.
II. Segundo o entendimento dominante, são admitidos o pedido contraposto e a ação rescisória
no rito dos juizados especiais federais.
III. As pretensões cautelares no rito dos juizados especiais federais serão deduzidas
incidentalmente, não tendo autonomia procedimental.
IV. A Lei n° 10.259/2001, apesar de prever a aplicação subsidiária da Lei n° 9.099/1995, não
autoriza a arbitragem no âmbito dos juizados especiais federais.

a) Estão incorretas apenas as assertivas I e II.


b) Estão corretas apenas as assertivas II e IV.
c) Estão corretas apenas as assertivas I, III e IV.
d) Estão corretas todas as assertivas.

32 - Os Juizados Especiais da Fazenda Pública têm competência para julgar:

a) mandados de segurança.
b) demandas sobre direitos difusos, de interesse do município, até o valor de 60 salários mínimos.
c) ações de improbidade administrativa, de interesse do município, até o valor de 60 salários
mínimos.
d) causas cíveis, de interesse do município, até o valor de 60 salários mínimos.

33 - Podem ser partes no Juizado Especial da Fazenda Pública

a) como autores, os municípios.


b) como autores, as pessoas físicas.
c) como réus, as sociedades limitadas.
d) como réus, as empresas de pequeno porte.

34 - No que concerne aos Juizados Especiais Federais Cíveis,

a) podem ser partes, como rés, as fundações e empresas públicas federais.

b) nas causas de sua competência haverá reexame necessário quando a União for vencida.

c) podem ser partes, como autoras, quaisquer pessoas jurídicas.

d) não se inclui na sua competência as causas para anulação de ato administrativo federal de
natureza previdenciária.
e) incluem-se na sua competência as causas sobre bens imóveis da União.

35 - Benjamin ajuizou demanda no juizado especial cível contra seu vizinho, Teodoro,
pretendendo obrigá-lo a dividir os custos do muro que construiu para separar as propriedades.
Nenhuma das partes foi assistida por advogado na elaboração da inicial e da defesa, nem durante
as audiências. O pedido foi julgado procedente. Teodoro, inconformado, protocolou recurso
inominado no décimo quinto dia depois de sua regular intimação sobre a sentença. Com base na
situação hipotética descrita, assinale a opção correta.

a) Não há que se falar em pagamento de preparo recursal, pois no juizado especial não há
pagamento de custas.

b) Para proceder à interposição do recurso, foi necessário que Teodoro constituísse advogado.

c) O recurso deve ser recebido no duplo efeito legal.

d) O valor da causa pode ser de até quarenta salários mínimos, no caso.

e) O recurso é tempestivo, mas será considerado deserto se o preparo não tiver sido pago.

36 - Nonato, servidor público federal, ajuizou ação de reparação por danos morais contra a União,
reclamando que, após regular processo de sindicância administrativa contra ele instaurado, o
procedimento fora arquivado por meio de decisão que concluíra que, embora a conduta do
servidor tivesse sido desapropriada, não configurara ilicitude suficiente a se enquadrar em
infração disciplinar. Afirmou, ainda, o autor que a decisão de arquivamento com menção à
conduta desapropriada fora publicada em boletim divulgado pela intranet, acessível aos demais
servidores de seu ambiente de trabalho, o que lhe causara dor e sofrimento, passíveis de
indenização. Em face dessa situação hipotética, assinale a opção correta.

a) Processada a ação perante o Juizado Especial Cível da Justiça Federal, a sentença que condena
a União ao pagamento de indenização por danos morais estará sujeita ao reexame necessário.

b) A produção de prova técnica é incompatível com o rito célere dos juizados especiais da justiça
federal.

c) Se o pedido de indenização for de condenação da União ao pagamento de valor


correspondente a quarenta e dois salários mínimos, a ação não poderá ser processada perante o
Juizado Especial Cível da Justiça Federal.

d) Processada a ação perante o Juizado Especial Cível da Justiça Federal, ainda que o julgador
entenda que a manutenção do boletim na intranet possa acarretar dano de difícil reparação a
Nonato, ele somente poderá deferir medidas cautelares para sua retirada do meio virtual quando
houver requerimento do autor.

e) Processada a ação perante o Juizado Especial Cível da Justiça Federal e designada audiência de
conciliação, o representante judicial da União está autorizado a transigir com Nonato.

37 - Com o objetivo de expandir a prestação jurisdicional e aperfeiçoar a legislação outrora em


vigor, promulgou-se a Lei n.o 9.099/95, criando os Juizados Especiais Cíveis e Criminais. A
sentença proferida em processo seguindo este rito está sujeita a recurso ao próprio Juizado,
sendo julgado por turma composta por 3 (três) juízes togados, em exercício no primeiro grau de
jurisdição. No âmbito civil, o acórdão prolatado pela turma recursal está sujeito

a) à reclamação ao Superior Tribunal de Justiça, desde que o acórdão contrarie jurisprudência


firmada na Corte Superior, versando sobre direito material.

b) à interposição de recurso extraordinário, dispensando- se o prequestionamento em razão da


informalidade e simplicidade que regem a lei.

c) à interposição de recurso especial, nas hipóteses constitucionalmente previstas.

d) à oposição de embargos infringentes, para casos em que a decisão tenha sido não unânime.

38 - Assinale a alternativa correta sobre o Juizado Especial da Fazenda Pública.

a) As demandas sobre direitos ou interesses difusos e c oletivos de valor pecuniário até sessenta
salários m ínimos estão incluídas em sua competência, sendo que a decisão proferida pelas
Turmas Recursais terá efeito erga omnes e estará sujeita a pedido de unifor mização de
interpretação de lei quando houver diver gência entre decisões proferidas, mas não será cabível o
recurso extraordinário. (B) Haverá prazo diferenciado par.

b) Haverá prazo diferenciado para a prática de qualquer ato processual pelas pessoas jurídicas de
direito públi co, inclusive a interposição de recursos, sendo que na audiência de conciliação os
representantes judiciais dos réus presentes à audiência poderão conciliar, transigir ou desistir nos
processos da competência dos Juizados Especiais, nos termos e nas hipóteses previstas na lei do
respectivo ente da Federação.

c) Os Estados, Distrito Federal, Territórios e Municípios, autarquias e fundações públicas a eles


vinculadas p odem atuar como autores, réus ou interveninentes, sendo que quaisquer das partes
poderão formular p edido de uni formização de interpretação de lei quando houver diver gência
entre decisões proferidas por Turmas Recursais sobre questões de direito material.

d) Quando a pretensão versar sobre obrigações vincendas, para fins de competência do Juizado
Especial, a soma de doze parcelas vincendas e de eventuais parcelas ven cidas poderá exceder
sessenta salários mínimos desde que as demandas tenham sido ajuizadas até a data da instalação
do Juizado Especial da Fazenda Pública e para lá tenham sido remetidas pela Justiça Comum, nos
termos da lei.

e) Tratandose de obrigação de pagar quantia certa, após o trânsito em julgado da decisão, o


pagamento será efetua do mediante precatório, caso o montante da condenação exceda o valor
definido como obrigação de pequeno v alor que é limitado a 40 salários mínimos, quanto aos
Estados e ao Distrito Federal, e 30 salários mínimos, quanto aos Municípios, ou aos valores que
forem estabe lecidos na lei do respectivo ente da Federação

39 - Em relação ao pedido de uniformização de interpretação de lei federal no âmbito dos


juizados especiais, assinale a opção correta.
a) Eventuais interessados, ainda que não sejam parte no processo, podem manifestar-se, perante
o órgão julgador competente, no prazo de trinta dias.

b) O pedido fundado em divergência entre turmas da mesma região será julgado pelo tribunal a
que essas turmas estiverem vinculadas.

c) O pedido fundado em divergência entre decisões de turmas de diferentes regiões será julgado
pelo Superior Tribunal de Justiça.

d) A orientação a ser acolhida pelo órgão julgador competente, em questões de direito material,
não poderá contrariar súmula ou jurisprudência dominante no Superior Tribunal de Justiça.

e) No âmbito do julgamento do pedido de uniformização, não é prevista a possibilidade de


concessão de medida liminar para a suspensão dos processos nos quais a controvérsia esteja
estabelecida.

40 - Simoneta ajuizou ação de despejo para uso próprio em face de Gabriela perante o Juizado
Especial Cí-vel competente. A ação possui o valor da causa de R$ 18.000,00. Neste caso, de
acordo com a Lei no 9.099/1995, o Juizado Especial Cível é

a) competente para apreciar tal demanda, mas Simoneta deverá obrigatoriamente estar assistida
por advogado.

b) competente para apreciar tal demanda, sendo a assistência do advogado facultativa para
Simoneta.

c) incompetente para apreciar a demanda em razão do valor da causa extrapolar o limite


permitido na referida lei.

d) incompetente para apreciar tal demanda uma vez que qualquer ação de despejo está excluída
do rol de ações previstas na referida lei.

e) incompetente para apreciar tal demanda uma vez que apenas a ação de despejo para uso
próprio está excluída do rol de ações previstas na referida lei.

41 - Sobre o direito de recorrer no âmbito dos Juizados Especiais Cíveis, afirma-se:

I. Da sentença, excetuada a homologatória de conciliação ou laudo arbitral, caberá recurso para o


próprio Juizado, o qual será julgado por uma turma composta por três juízes togados, em
exercício no primeiro grau de jurisdição, reunidos na sede do Juizado.

II. Até o limite de 20 (vinte) salários mínimos, dispensa-se a presença de advogados, inclusive para
recorrer.

III. O recurso será interposto no prazo de 15 (quinze) dias, contados da ciência da sentença, por
petição escrita, da qual constarão as razões e o pedido do recorrente.
IV. No ato da interposição do recurso, o recorrente deverá comprovar o preparo, inclusive porte
de remessa e de retorno, sob pena de deserção.

V. O recurso terá somente efeito devolutivo, podendo o juiz dar-lhe efeito suspensivo, para evitar
dano irreparável para a parte.

Está(ão) CORRETA(S):

a) Apenas as afirmativas II e IV.

b) Apenas as afirmativas I e II.

c) Apenas as afirmativas III e V.

d) Apenas as afirmativas IV e V.

e) Apenas as afirmativas I e V.

42 - Os Juizados Especiais da Fazenda Pública, órgãos da Justiça comum e integrantes do Sistema


dos Juizados Especiais, foram instituídos pela Lei n. 12.153/2009.

Com base nessas disposições, assinale a afirmativa correta.


a) A competência dos Juizados Especiais da Fazenda Pública é absoluta para as causas cujo valor
seja de até 40 salários mínimos, sendo dispensável a presença de advogado, se o valor da causa
for de até 20 salários mínimos.
b) A citação do Estado como réu sendo realizada, ele terá o prazo em quádruplo para apresentar
defesa.
c) A sentença que julgar procedente o pedido do autor em face da Fazenda Pública, deverá,
independente do recurso das partes, ser remetida ao Tribunal de Justiça, para julgamento da
remessa de ofício.
d) O cumprimento da sentença transitada em julgado que imponha obrigação de fazer, não fazer
ou entregar coisa será efetuado mediante ofício do juiz à autoridade citada para a causa, com
cópia da sentença.