Sei sulla pagina 1di 24

LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS

CIMENTOS ESPECIAIS
Cimento Supersulfatado Constituição

Finura: 400-500m2/kg
Deteriora-se rapidamente
em ambientes humidos

Características

1
LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS CIMENTOS ESPECIAIS Cimento Supersulfatado

Porém,pode ser:

- relação A/C recomendada ≥ 0,4 ⇒ + água que em cimentos Portland

- recomendado: NÃO usar menos cimento do que o correspondente a um traço 1:6


2
Qdo concentração de sulfatos > 1% → - resistente do que o Portland resistente a sulfatos
LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS CIMENTOS ESPECIAIS

Cimento Aluminoso
Mto diferente do cimento Portland ⇒ aplicação mto limitada em betão estrutural

Elevada resistência ao ataque dos sulfatos

- ausência de Ca(OH)2 no cimento hidratado


- influência protectora do gel de alumina (inerte) formado durante a hidratação

Constituição Essencialmente:

Matéria prima - 40% alumina


ƒ calcário
- 40% óxido de cálcio
ƒ bauxite - 15% óxido de ferro
Rica em alumínio - 5% sílica
• alumina hidratada
• óxidos de ferro e titânio
• sílica (<<<) Aquecimento (T ≈ 1600 ºC) → arrefecimento →
moagem → finura: 200 a 350 m2/kg
3
LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS CIMENTOS ESPECIAIS Cimento Aluminoso

ƒ elevado consumo de energia de produção


ƒ elevado desgaste na moagem Custo elevado

Cimento aluminoso hidratado - aluminatos cálcicos hidratados (CAH10)


- pequenas quantidades de C2AH8
Composição
- gel aluminoso (Al2O3.aq)

Conversão Quimicamente instável


3CAH10 → C3AH6 + 2AH3 + 18H

⇒ Perda de resistência do betão + aumento de porosidade

Betão com cimento aluminoso


Propriedades refractárias mto importantes para T > 1000ºC
Bom comportamento até:
- 1350ºC com agregados de tijolo refractário
- 1600ºC com agregados feitos de alumina fundida ou carburandum
4
- 1800ºC com cimento branco de aluminato de cálcio com agregado de alumina fundida
LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS CIMENTOS ESPECIAIS Cimento Aluminoso

Betão refractário com cimento aluminoso – elevada resistência ao ataque por ácidos

Cimento aluminoso + agregado leve Betão leve para isolamento térmico


(T ≈ 95ºC)

ƒ densidade 500 – 1000 kg/m3


ƒ cond. térmica 0,21 – 0,29 J/m2sºC

LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS CIMENTOS ESPECIAIS

Cimento Expansivo Mto + dispendioso do que o Portland

Expande às 1ª idades
Compensando a retracção causada por secagem

Constituição dos 1ºs


Cimento Portland + agente expansivo + estabilizador 5
LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS CIMENTOS ESPECIAIS Cimento Expansivo

Constituição
Escória de alto forno
Cimento Portland + agente expansivo + estabilizador

Calcinação de Consumo lento do excesso de sulfato de cálcio ⇒


Gesso + bauxite + cré controlo da expansão

Sulfato de cálcio + aluminato de cálcio (C3A)

+ água → etringite (sulfoaluminato de cálcio hidratado) ⇒ expansão da pasta de cimento

Constituição dos actual


Cimento Portland + agente expansivo + sulfato de cálcio

Fonte de aluminato reactivo

Etringite
nefasta em betão endurecido
6
formação controlada nos 1ºs dias → compensador de retracção
CALDAS DE INJECÇÃO

Água (A) + Cimento (C) + adjuvantes


0,36 < A/C (em massa) < 0,4
A/C (máxima) = 0,44

Aços de pré-esforço ← sensíveis Utilização


à corrosão
Injecção de bainhas ( cabos de pré-esforço)
Ancoragens
Colmatação de fendas em maciços rochosos, etc.
Exige PROTECÇÃO

+ comum e eficaz
INJECÇÃO DAS BAINHAS COM CALDA DE CIMENTO

Outras formas
- flexíveis com massas e óleos associados a bainhas de PE
- por aderência com o betão estrutural 7
CALDAS DE INJECÇÃO

Cabo de pré-esforço pronto a ser injectado

8
CALDAS DE INJECÇÃO

Cabeça de ancoragem e bainhas

Cabos de pré-esforço em rolos


Bainha para cabo de pré-esforço

9
CALDAS DE INJECÇÃO

Cabeça de ancoragem e bainhas

10
CALDAS DE INJECÇÃO Bainhas no local

11
CALDAS DE INJECÇÃO

12
CALDAS DE INJECÇÃO

Fabrico

2 cubas

água + cimento + adjuvante
mistura a alta velocidade

apenas agitação

Injecção
Pressão ≥ 1 MPa

13
CALDAS DE INJECÇÃO

Propriedades da Calda e Normalização

Dependem de:
Requisitos a satisfazer:

14
CALDAS DE INJECÇÃO Requisitos a satisfazer:

15
CALDAS DE INJECÇÃO Requisitos a satisfazer:

16
CALDAS DE INJECÇÃO Requisitos a satisfazer:

17
CALDAS DE INJECÇÃO Requisitos a satisfazer:

18
CALDAS DE INJECÇÃO Requisitos a satisfazer:

Ensaio de resistência à compressão

Realizado segundo as normas já referidas no curso, em:


ƒ 6 meios prismas resultantes do ensaio de flexão
ƒ cilindros com φ = 100mm e h = 100mm
ƒ em determinadas situações provetes cúbicos

Rcomp. (28 dias) ≥ 30MPa Requisitos


Valores recomendados
Rcomp. (7 dias) ≥ 27MPa

REBAP prevê
ƒ cubos 100mm de aresta
ƒ Rcomp. (7 dias) ≥ 17MPa

19
CALDAS DE INJECÇÃO Requisitos
Valores recomendados

a) Zona de trabalho desejável

20
CALDAS DE INJECÇÃO
Tecnologia de Injecção

Operação delicada
Exige preparação cuidada
Tem lugar após o pré-esforço e a preparação das ancoragens
Período de tempo entre o pré-esforço e a injecção deve ser o mais curto possível
Pessoal protegido com óculos, luvas e aventais
Evitar a todo o custo improvisações
Temperatura ideal de operação 17-20ºC, evitar 35ºC < T < 5ºC sem as precauções devidas

Condições a verificar antes do início dos trabalhos de injecção

21
CALDAS DE INJECÇÃO

Injecção propriamente dita

22
CALDAS DE INJECÇÃO Injecção propriamente dita (cont.)

Anomalias na Injecção
Durante a injecção
e não são solúveis + frequentes, as relacionadas com
em tempo útil Equipamento, bloqueios nas bainhas, fugas de calda nas fissuras

Lavar a bainha com água e ar em pressão até sair água limpa

• não reutilizar calda saída das purgas


Sedimentação → bloqueios
23
• não aplicar calda com demasiado tempo de fabrico
CALDAS DE INJECÇÃO
Reinjecção (post-grouting)

Operação complementar da injecção

OBJECTIVO
Operação a evitar ← dispendiosa e Preencher com calda os vazios ocupados
complica o bom andamento da obra
por ar ou água após a injecção

CUIDADOS A TER:
o selecção criteriosa dos locais de reinjecção e das purgas de saída
o calda com a menor razão possível água/cimento → objectivo – diminuir
exsudação
o injecção cuidadosa, atendendo a que se trata de pequenas quantidades de calda

cimento Elemento activo → mta influência nas propriedades das caldas

Alguns têm reacções anómalas com os adjuvantes →


ensaios prévios, caso não haja experiência anterior
Evitar
com grânulos Não utilizar
• com – de 1 semana de fabrico Risco de bloqueios
24
• nem de presa rápida