Sei sulla pagina 1di 7

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

1-

NORMAS

CONSTITUCIONAIS

RELATIVAS À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

E

AOS

SERVIDORES

PÚBLICOS

DA

ADMINISTRAÇÃO

PÚBLICA

(CONSTITUIÇÃO FEDERAL

E

CONSTITUIÇÃO ESTADUAL);

Abaixo está a parte relacionada aos servidores e

administração pública do Estado do Rio de

Janeiro na Constituição Estadual (CERJ/89)

Ocorre que se trata de normas inferiores a Consituição da

República (CR/88), assim deverão estar em harmonia a

Lei Maior sob pena de ser inconsitucional.

Logo, existem regras da CERJ/89 que estão contrariando

a CR/88 que não estão valendo por serem

incontitucionais.

Constituição Estadual

Seção I

I - DISPOSIÇÕES GERAIS (arts. 77 e 78)

Capítulo IV

IV - DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Seção I

DISPOSIÇÕES GERAIS (arts. 77 e 78)

DISPOSIÇÕES GERAIS (arts. 77 e 78)

Art. 77 - A administração pública direta, indireta ou

fundacional, de qualquer dos Poderes do Estado e

dos Municípios, obedecerá aos princípios da

legalidade, impessoalidade, moralidade,

publicidade, interesse coletivo e, também, ao

seguinte:

Vide art. 37, caput, CR/88

I - os cargos, empregos e funções públicas são

acessíveis aos brasileiros que preencham os

requisitos estabelecidos em lei;

Vide art. 37, I, CR/88

II - a investidura em cargo ou emprego público da

administração direta, indireta ou fundacional

depende de aprovação prévia em concurso público

de provas ou de provas e títulos, ressalvadas as

nomeações para cargo em comissão declarado em

lei de livre nomeação e exoneração; Lei nº 4053,

de 30 de dezembro de 2002, que estabelece normas

para os concursos públicos e dá outras providências.

Vide art. 37, II, CR/88

III - não haverá limite máximo de idade para a

inscrição em concurso público, constituindo-se,

entretanto, em requisito de acessibilidade ao cargo

ou emprego a possibilidade de permanência por

cinco anos no seu efetivo exercício;

IV - o prazo de validade do concurso público será

de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual

período;

Vide art. 37, III, CR/88

V

- tanto no prazo de validade quanto no de sua

prorrogação, previstos no edital de convocação, o

aprovado em concurso público de provas ou de

provas e títulos será, observada a classificação,

convocado com prioridade sobre novos concursados

para assumir cargo ou emprego, na carreira;

Vide art. 37, IV, CR/88

VI

- a convocação do aprovado em concurso far-se-

á

mediante

publicação

oficial,

correspondência pessoal;

e

por

* VII - a classificação em concurso público, dentro

do número de vagas obrigatoriamente fixado no

respectivo edital, assegura o provimento no cargo

no prazo máximo de cento e oitenta dias, contado da

homologação do resultado; * inconstitucional * STF

- SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL RE 229450 /

RJ - RIO DE JANEIRO

VIII - os cargos em comissão e as funções de

confiança serão exercidos, preferencialmente, por

servidores ocupantes de cargo de carreira técnica ou

profissional, nos casos e condições previstos em lei;

Vide art. 37, V, CR/88

IX - os cargos de natureza técnica só poderão ser

ocupados pelos profissionais legalmente habilitados

e de comprovada atuação na área;

X

- a administração fazendária e seus servidores

fiscais terão, em suas áreas de competência e

jurisdição,

precedência

sobre

os

demais

setores

administrativos, na forma da lei;

Vide art. 37, XVIII, CR/88

XI

- a lei estabelecerá os casos de contratação por

tempo determinado para atender à necessidade

temporária de excepcional interesse público;

Vide art. 37, IX, CR/88

XII - à revisão geral da remuneração dos servidores

públicos, sem distinção de índices entre servidores

PROFESSOR ALEXANDRE PRADO

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

públicos civis e militares, far-se-á sempre na mesma

data;

Vide art. 37, X, CR/88

XIII - a lei fixará o limite máximo e a relação de

valores entre a maior e a menor remuneração dos

servidores públicos, observados, como limites

máximos e no âmbito dos respectivos poderes, os

valores percebidos como remuneração, em espécie,

a qualquer título, por Deputados Estaduais,

Secretários de Estado e Desembargadores, e, nos

Municípios, os valores percebidos como

remuneração, em espécie, pelo Prefeito;

Vide art. 37, XI, CR/88

XIV

-

os

vencimentos

dos

cargos

do

Poder

Legislativo e do Poder Judiciário não poderão ser

superiores aos pagos pelo Poder Executivo;

Vide art. 37, XII, CR/88

XV

-

é vedada a vinculação ou equiparação de

vencimentos,

para

o

efeito

de

remuneração

de

pessoal do serviço público, ressalvado o disposto no

inciso

anterior

e

Constituição;

no

artigo

82,

§

1º,

desta

Vide art. 37, XIII, CR/88

XVI - os acréscimos pecuniários percebidos por

servidor

público

não

serão

computados nem

acumulados, para fins de concessão de acréscimos

ulteriores, sob o mesmo título

fundamento;

Vide art. 37, XIV, CR/88

ou idêntico

*

XVII

-

o servidor

forma da lei

ou

de

direito

de

contagem

público estadual, civil ou

militar, poderá gozar licença especial e férias na

ambas dispor, sob a forma de

em

dobro

para

efeito

de

aposentadoria ou tê-las transformadas em pecúnia

indenizatória, segundo sua opção;

*inconstitucional* * STF - ADIN - 227-9/600, de

1997 -

XVIII - os vencimentos dos servidores públicos,

civis e militares, são irredutíveis e a remuneração

observará o que dispõem os incisos

XIII

e

XIV

deste

artigo

e

o

artigo

153,

III

e

§

2º,

I,

da

Constituição da República;

Vide art. 37, XV, CR/88

XIX - é vedada a acumulação remunerada de cargos

públicos, exceto quando houver compatibilidade de

horários:

a)

a de dois cargos de professor, assim considerado

o de especialista de educação;

b)

a de um cargo de professor com outro técnico ou

científico;

c)

e de dois cargos privativos de médico.

Vide art. 37, XVI, CR/88

XX - a proibição de acumular não se aplica a

proventos de aposentadoria, mas se estende a

empregos e funções e abrange autarquias, empresas

públicas, sociedades de economia mista e fundações

mantidas pelo Poder Público;

Vide art. 37, XVII, CR/88

XXI - somente por lei específica poderão ser

criadas, empresa pública, sociedade de economia

mista, autarquia ou fundação pública;

Vide art. 37, XIX, CR/88

XXII - depende de autorização legislativa, em cada

caso, a criação de subsidiárias das entidades

mencionadas no inciso anterior, assim como a

participação de qualquer delas em empresa privada;

Vide art. 37, XX, CR/88

XXIII - ressalvada a legislação federal aplicável, ao

servidor público estadual é proibido substituir, sob

qualquer pretexto, trabalhadores de empresas

privadas em greve;

XXIV - aos servidores públicos do Estado é vedado

serem proprietários, controlarem direta ou

indiretamente, ou fazerem parte da administração de

empresas privadas fornecedoras de suas instituições

ou que delas dependam para controle ou

credenciamento e, na forma da lei:

a)

as

vedações

deste

inciso

estender-se-ão

aos

parentes diretos, consangüíneos ou afins, assim

como aos seus prepostos;

b)

as punições específicas aos transgressores desta

norma serão impostas, sem prejuízos das sanções

genéricas que lhes sejam aplicáveis.

PROFESSOR ALEXANDRE PRADO

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

XXV - ressalvados os casos especificados na

 

III - sociedade de economia mista - a entidade

legislação, as obras, serviços, compras e alienações

dotada de personalidade jurídica de direito privado,

serão contratados mediante processo de licitação

criada por lei para a exploração de atividade

pública que assegure igualdade de condições e de

econômica, sob a forma de sociedade anônima,

pagamentos a todos os concorrentes, com previsão

cujas ações com direito a voto pertençam em sua

de atualização monetária para os pagamentos em

maioria ao Estado ou a entidade da administração

atraso, penalidades para os descumprimentos

 

indireta;

 

contratuais, permitindo-se, no ato convocatório,

 

somente as exigências de qualificação técnica,

jurídica e econômico-financeira indispensáveis à

garantia do cumprimento das obrigações.

( Lei nº 4103, de 13 de maio de 2003, dispõe sobre a

IV - fundação pública - a entidade dotada de

personalidade jurídica de direito privado, sem fins

lucrativos, criada em virtude de autorização

legislativa, para o desenvolvimento de atividades

disponibilização, na internet, de informações relativas aos

 

que não exijam execução por órgãos ou entidades de

atos, contratos e licitações, no âmbito do poder público

direito público, com autonomia administrativa,

do Estado do Rio de Janeiro.)

patrimônio próprio gerido pelos respectivos órgãos

Vide art. 37, XXI, CR/88

   

de direção, e funcionamento custeado por recursos

do Estado e de outras fontes.

 

XXVI - os servidores públicos não poderão ser

 

colocados à disposição de outros setores da

administração pública da União, dos Estados e dos

Municípios, antes de completarem dois anos de

efetivo exercício funcional no órgão de origem;

 

§ 3º - A publicidade dos atos e programas, obras e

serviços dos órgãos públicos somente poderá ser

feita em caráter educativo e de orientação social,

dela não podendo constar nomes, símbolos ou

imagens que caracterizem promoção pessoal de

XXVII - os servidores da administração pública

autoridades ou servidores públicos.

 

direta, colocados à disposição da administração

Vide art. 37, § 1º, CR/88

 

pública indireta ou fundacional, quando da

transferência para a inatividade, incorporarão aos

 

proventos a complementação de vencimentos que

venham percebendo, desde que caracterizada essa

situação há, no mínimo, oito anos consecutivos.

§ 4º - A não observância do disposto nos incisos II e

V deste artigo implicará a nulidade do ato e a

punição da autoridade responsável, nos termos da

§ 1º - Compreende-se na administração direta os

 

lei.

serviços sem personalidade jurídica própria,

Vide art. 37, § 2º, CR/88

 

integrados na estrutura administrativa de qualquer

dos Poderes do Estado; na administração indireta,

constituída de entidades dotadas de personalidade

§ 5º - As reclamações relativas à prestação de

serviços públicos serão disciplinadas em lei.

jurídica própria, as autarquias, as empresas públicas

Vide art. 37, § 3º, CR/88

 

e as sociedades de economia mista, bem como as

§

 

Os

atos

de

improbidade

administrativa

-

subsidiárias dessas entidades, incluindo as

fundações instituídas ou mantidas pelo Poder

Público.

 

importarão a perda da função pública, a

indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao

erário, na forma e gradação previstas em lei, sem

§ 2º - Considera-se:

prejuízo da ação penal cabível.

 

I - autarquia - o serviço autônomo criado por lei,

Vide art. 37, § 4º, CR/88

 

com personalidade jurídica de direito público,

 

patrimônio e receita próprios, para executar

atividades típicas da administração pública, que

requeiram, para seu melhor funcionamento, gestão

administrativa e financeira descentralizada;

§ 7º - As pessoas jurídicas de direito público e as de

direito privado prestadoras de serviços públicos

responderão pelos danos que seus agentes, nessa

qualidade, causarem a terceiros, assegurado o

II - empresa pública - a entidade dotada

de

 

direito de regresso contra o responsável nos casos

personalidade jurídica de direito privado com

de dolo ou culpa.

 

patrimônio próprio e capital público

Vide art. 37, § 6º, CR/88

maijoritariamente do Estado, criada por lei para a

 

exploração de atividade econômica que o Governo

seja levado a exercer por força de contingência ou

de conveniência administrativa, podendo revestir-se

§

-

Os

Conselhos, Seccional da Ordem dos

Advogados do

Brasil

e

Regionais

das

demais

de qualquer das formas admitidas em direito;

 

PROFESSOR ALEXANDRE PRADO

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO profissões regulamentadas, serão obrigatoriamente sanções de outra ordem cabíveis
CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
profissões regulamentadas, serão obrigatoriamente
sanções de outra ordem cabíveis e da nulidade dos
chamados a participar de todas as fases do processo
atos praticados.* Acrescentado pela Emenda
de concurso público, desde a elaboração dos editais
Constitucional nº 34/2005.
até a homologação e publicação dos resultados,
Art.
78
-
Qualquer
que seja
a
causa mortis do
sempre que nos referidos concursos se exigirem
servidor público civil ou militar, será de cem por
conhecimentos técnicos dessas categorias, cabendo,
cento da remuneração total o valor mínimo da
na inexistência dos Conselhos, idêntico direito às
pensão devida a seus dependentes na forma da lei.
entidades de funcionários.
§ 9º - O Estado não subvencionará nem beneficiará,
com isenção ou redução de tributos, taxas, tarifas,
ou quaisquer outras vantagens, as entidades
dedicadas a atividades educacionais, culturais,
CONSTITUIÇÃO ESTADUAL
hospitalares, sanitárias, esportivas ou recreativas,
SEÇÃO III
cujos atos constitutivos e estatutos não disponham
III - DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS
expressamente esses fins exclusivamente
(ARTS. 82 A 90)
filantrópicos e não lucrativos, ou que, de forma
SEÇÃO III
direta ou indireta, remunerem seus instituidores,
diretores, sócios ou mantenedores.
DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS (ARTS.
82 A 90)
§
10
-
É
vedada
ao
Poder
Público,
direta
ou
Art. 82 - O Estado e os Municípios instituirão
indiretamente, a publicidade de qualquer natureza,
regime jurídico único e planos de carreira para os
fora do território do Estado, para fins de propaganda
servidores da administração pública direta, das
governamental.
autarquias e das fundações públicas.
§ 11 - São vedadas, na Administração Pública do
_______________
Estado
do
Rio
de
Janeiro:
I - a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente,
Comentários:
até o terceiro grau civil inclusive, de membro de
Poder, para cargo em comissão declarado em Lei de
Existem dois tipos de regimes jurídicos: estatutário
livre
nomeação
e
exoneração
ou
função
de
e celetista.
confiança, qualquer que seja a denominação ou
A CR/88 determinou de 05/10/1988 a 05/06/98 (EC
símbolo da gratificação;
nº 19) a existência do regime jurídico único em cada
entidade (União, Estados, Distrito Federal e
II
-
a
contratação,
sem
que
seja por concurso
Municípios), ou seja, só estatutário ou só celetista.
público, ainda que por tempo determinado, para
Ocorre que pós EC 19/98 acabou essa exigência do
atender a necessidade temporária de excepcional
regime jurídico único, podendo ser qualquer um, ou
interesse público, das pessoas descritas no inciso
seja, estatutário ou celetista.
anterior.* Acrescentado pela Emenda
Assim, essa regra acima da Constituição Estadual
Constitucional nº 34/2005.
não está em harmonia com a redação da
Constituição da República, consequentemente foi
§ 12 - A vedação prevista no parágrafo anterior
revogada tacitamente e não vale mais.
estende-se aos membros de órgão coletivo,
_______________
reciprocamente, de modo que não poderão as
pessoas mencionadas exercer qualquer das funções
§ 1º - A lei assegurará, aos servidores da
previstas, no referido órgão.* Acrescentado pela
administração direta, isonomia de vencimentos para
Emenda Constitucional nº 34/2005.
cargos de atribuições iguais ou assemelhados do
mesmo Poder ou entre os de servidores dos Poderes
Executivo, Legislativo e Judiciário, ressalvadas as
§ 13 – O disposto no parágrafo anterior não se
vantagens de caráter individual e as relativas à
aplica a servidores efetivos.* Acrescentado pela
natureza ou ao local de trabalho.
Emenda Constitucional nº 34/2005.
Vide art. 37, XII, CR/88
§
-
O
benefício
da
pensão
por morte
§
14
-
Em
caso
de
violação
do
disposto
nos
corresponderá
à
totalidade
dos
vencimentos
ou
parágrafos 11
e
12 deste
artigo, as autoridades
proventos
do
servidor
falecido,
até
o
limite
públicas e membros de Poder incorrerão em falta
estabelecido em lei, observado o disposto no artigo
disciplinar grave
e
serão
solidariamente
89, § 5º, desta Constituição.
responsáveis com os beneficiados, sem prejuízo das
PROFESSOR ALEXANDRE PRADO
www.concursovirtual.com.br
www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

XII

- licença à gestante, sem prejuízo do emprego e

do salário, com a duração de cento e oitenta dias,

prorrogável no caso de aleitamento materno, por no

mínimo, mais 30 (trinta) dias, estendendo-se, no

máximo, até 90 (noventa) dias.

 
  • VIII - duração do trabalho normal não superior a

  • XIII - licença-paternidade, nos termos fixados em

Art. 83 - Aos servidores públicos civis ficam

  • V - remuneração do trabalho noturno superior à do

  • X - repouso semanal remunerado, preferencialmente

índices oficiais aplicáveis à espécie. * Nova

parcela remuneratória, pagos com atraso, deverão

de cada mês. INCONSITUCIONAL * STF - ADIN

oito horas diárias e quarenta semanais, facultada a

- 247-3/600, de 1990 - Decisão Liminar: “Deferida

XI - gozo de férias anuais remuneradas com, pelo

liminar, em 27.02.92.” Publicada no D.J. Seção I de

IX - incidência da gratificação adicional por tempo

feito, impreterivelmente, até o 10º (décimo) dia útil

*§ 3º - O pagamento dos servidores do Estado será

assegurados, além de outros que a lei estabelecer, os

superior, no mínimo, em cinqüenta por cento à do

  • III - garantia de salário, nunca inferior ao mínimo,

ser corrigidos monetariamente, de acordo com os

remuneração integral ou no valor da aposentadoria;

4º - Os vencimentos, vantagens ou qualquer

menos, um terço a mais do que o salário normal;

13.03.92, página 2.918 e 03.04.92, página 4.288.

  • VII - salário-família para os seus dependentes;

para os que percebem remuneração variável;

remuneração do serviço extraordinário

de serviço sobre o valor dos vencimentos;

II - irredutibilidade do salário;

compensação de horários;

Vide art. 39, § 3º, CR/88

Vide art. 40, § 7º, CR/88

redação dada pela

Constitucional nº

  • I - salário mínimo;

seguintes direitos:

aos domingos;

30/2003.

Emenda

normal;

terceiro

décimo

diurno;

salário

base

com

lei;

VI

IV

na

§

-

-

jurídico único quanto aos contratados sob regime da

XVI - redução dos riscos inerentes ao trabalho, por

Nova redação dada pela Emenda Constitucional nº

XXI - redução em cinqüenta por cento de carga

horária de trabalho de servidor estadual, responsável

XX - o de opção, na forma da lei, para os efeitos de

exercício de funções e de critério de admissão por

XVIII - redução da carga horária e adicional de

Art. 85 - O desconto em folha de pagamento, pelos

Art. 84 - É garantido ao servidor público civil o

remuneração para as atividades penosas, insalubres

XIV - licença especial para os adotantes, nos termos

Art. 86 - O direito de greve será exercido nos

XXII - o de relotação aos membros do magistério

público, no caso de mudança de residência,

XV - proteção do mercado de trabalho da mulher,

XVII - indenização em caso de acidente de trabalho,

legal por portador de necessidades especiais que

exercício do mandato, resguardados os direitos e

desde que regular e expressamente autorizado pelo

contribuição mensal, tanto aos submetidos a regime

órgãos competentes da Administração Pública, é

que couber, o disposto no artigo 8º da Constituição

observados os critérios de distância estabelecidos

direito à livre associação sindical, observado, no

Legislação Trabalhista que sejam, simultaneamente,

obrigatório em favor de entidade de classe, sem fins

sindical para os dirigentes de Federações e

segurados obrigatórios de mais de um Instituto de

lucrativos, devidamente constituída e registrada,

termos e nos limites definidos em Lei específica. *

mediante incentivos específicos, nos termos da lei;

meio de normas de saúde, higiene e segurança;

motivo de sexo, idade, etnia ou estado civil;

vantagens inerentes à carreira da cada um.

Previdência Social sediado no Estado;

ou perigosas, na forma da lei;

requeira atenção permanente;

29, de 11 de junho de 2003

Vide art. 37, VI, CR/88

Parágrafo único - A

sobre a licença

na forma da lei;

fixados em lei;

da República.

salários, de

lei disporá

Sindicatos

associado.

servidores

proibição

diferença

públicos,

durante

XIX -

em lei.

de

de

de

o

PROFESSOR ALEXANDRE PRADO

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

perceberá as vantagens de seu cargo, emprego ou

Rio de Janeiro - IPALERJ e Instituto de Assistência

integrais, quando decorrentes de acidente em

IV - em qualquer caso que exija o afastamento para

eletivo, e não havendo compatibilidade, aplicar-se-á

Art. 87 - Ao servidor público em exercício de

I - tratando-se de mandato eletivo federal, estadual

Art. 88 - A assistência previdenciária e social aos

Estado do Rio de Janeiro - IPERJ, Instituto de

mandato eletivo aplicam-se as seguintes

Previdência da Assembléia Legislativa do Estado do

III - investido no mandato de Vereador ou Juiz de

V - para efeito de benefício previdenciário, no caso

o exercício de mandato eletivo, seu tempo de

contagiosa ou incurável, especificadas em lei, e

I - por invalidez permanente, com os proventos

função, sem prejuízo da remuneração do cargo

dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro -

do cargo, emprego ou função, sendo-lhe facultado

ordinária pelos atuais Instituto de Previdência do

II - investido no mandato de Prefeito, será afastado

Paz, havendo compatibilidade de horários,

ou distrital, ficará afastado de seu cargo, emprego

de afastamento, os valores serão determinados como

diferentes modalidades e na forma da legislação

servidores públicos estaduais será prestada, em suas

serviço será contado para todos os efeitos legais,

serviço, moléstia profissional ou doença grave,

O seridores novos irão contribuir para previdência

social para o RIO PREVIDÊNCIA, conforme

 

determinado na lei 3308/99

 

exceto para promoção por merecimento;

* Art. 89 - O servidor será aposentado:

proporcionais nos demais casos;

a norma do inciso anterior;

Vide art. 37, VII, CR/88

se no exercício estivesse.

optar pela remuneração;

*Vide art. 40, CR/88

Vide art. 38, CR/88

Comentários:

disposições:

ou função;

IASERJ.

reclassificação do cargo ou função em que se deu a

  • b) aos trinta anos de efetivo exercício em funções de

cargos ou empregos temporários, na forma prevista

de trabalho comprovadamente exercido na

professora, nas mesmas condições, com proventos

na mesma proporção e na mesma data, sempre que

quando decorrentes da transformação ou

e cinco, se mulher, com proventos proporcionais a

consideradas penosas, insalubres ou perigosas, bem

cargo em comissão ou função gratificada, será

exclusivamente os valores que lhes correspondam

como as disposições sobre a aposentadoria em

magistério, se professor, assim considerado

se modificar a remuneração dos servidores em

inciso III, a e c, no caso de exercício de atividades

ou provento do servidor, decorrentes do exercício de

ou municipal será computado integralmente para os

nesta condição, considerados, na forma da lei,

  • d) aos sessenta e cinco anos de idade, se homem, e

computado o tempo de serviço prestado ao Estado

  • a) aos trinta e cinco anos de serviço, se homem, e

quaisquer benefícios ou vantagens posteriormente

  • c) aos trinta anos de serviço, se homem, e aos vinte

contagem recíproca do tempo de serviço nas

concedidos aos servidores em atividade, inclusive

especialista em educação, e vinte e cinco, se

atividade, sendo também estendidos aos inativos

qualidade de autônomo, fazendo-se a compensação

§ 3º - É assegurada, para efeito de aposentadoria, a

atividades públicas e privadas, inclusive do tempo

II - compulsoriamente, aos setenta anos de idade,

§ 2º - O tempo de serviço público federal, estadual

servidor ativo ou inativo, como direito pessoal, pelo

§ 1º - Serão observadas as exceções ao disposto no

§ 6º - O valor incorporado a qualquer título pelo

§ 4º - Na incorporação de vantagens ao vencimento

§ 5º - Os proventos da aposentadoria serão revistos,

financeira segundo os critérios estabelecidos em lei.

com proventos proporcionais ao tempo de serviço;

aos trinta se mulher, com proventos integrais;

efeitos de aposentadoria e disponibilidade.

proporcionais ao tempo de serviço.

na administração direta estadual.

III - voluntariamente;

na legislação federal.

com proventos

aposentadoria.

esse tempo;

integrais;

sessenta,

mulher,

aos

se

PROFESSOR ALEXANDRE PRADO

www.concursovirtual.com.br

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO exercício de funções de confiança ou de mandato, §
CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
exercício de funções de confiança ou de mandato,
§ 3º - Ocorrendo extinção do cargo, o funcionário
será revisto na mesma proporção e na mesma data,
estável ficará em disponibilidade remunerada, com
sempre que se modificar a remuneração do cargo
vencimentos e vantagens integrais, pelo prazo
que lhe deu causa.
máximo de um ano, até seu aproveitamento
obrigatório em função equivalente no serviço
§
- Na hipótese
de extinção do cargo que
deu
público.
origem à
incorporação de que trata
o
parágrafo
Vide art. 41, CR/88
anterior, o valor incorporado pelo servidor será
fixado de
acordo
com
a
remuneração de cargo
§ 4º - O servidor público civil demitido por ato
correspondente.
administrativo, se absolvido na pela justiça, na ação
que deu causa a demissão, será reintegrado ao
§ 8º - O Estado providenciará para que os processos
serviço público com todos os direitos adquiridos.
de aposentadoria sejam solucionados,
definitivamente, dentro
de
90
(noventa)
dias,
contados da data do protocolo. * Parágrafo
regulamentado pela Lei nº 2173, de 26 de outubro
de 1993, que regulamenta o art. 89, da Constituição
do Estado do Rio de Janeiro.
§ 9º - Com base em "dossier" com documentação
completa de todos os inativos, os benefícios de
paridade serão pagos independente de requerimento
e apostila, responsabilizando-se o funcionário que
der causa a atraso ou retardamento superior a 90
(noventa) dias.
§ 10 - A aposentadoria por invalidez poderá, a
requerimento do servidor, ser transformada em
seguro-reabilitação, custeado pelo Estado, visando a
reintegrá-lo em novas funções compatíveis com
suas aptidões.
§ 11 - Ao servidor referido no parágrafo anterior é
garantida a irredutibilidade de seus proventos, ainda
que na nova função em que venha a ser aproveitado,
a remuneração seja inferior à recebida a título de
seguro-reabilitação.
§
12
-
Considera-se
como
proventos de
aposentadoria o valor resultante da soma de todas as
parcelas a eles incorporadas pelo Poder Público.
Art.
90
-
São estáveis, após dois anos de efetivo
exercício, os servidores nomeados em virtude de
concurso público.
Vide art. 41, CR/88
§ 1º - O servidor público estável só perderá o cargo
em virtude de sentença judicial transitada em
julgado ou mediante processo administrativo em
que lhe que seja assegurada ampla defesa.
§ 2º - Invalidada por sentença judicial a demissão do
servidor estável, será ele reintegrado, e o eventual
ocupante da vaga reconduzido ao cargo de origem,
sem direito à indenização, aproveitado em outro
cargo ou posto em disponibilidade.
PROFESSOR ALEXANDRE PRADO
www.concursovirtual.com.br
www.concursovirtual.com.br