Sei sulla pagina 1di 3

www.fisicaexe.com.

br

Um fio de comprimento L carregado com uma carga Q distribuda uniformemente


pelo fio, determinar:
a) O vetor campo eltrico num ponto P da reta que contm o fio, x L (coordenada do ponto P
externa ao fio);

b) O vetor campo eltrico para pontos muito afastados do fio, x L .

Dados do problema

comprimento do fio: L;
carga do fio: Q.

Esquema do problema

O vetor posio r vai de um elemento de carga d q do fio at o ponto P onde se deseja


calcular o campo eltrico, o vetor r q localiza o elemento de carga em relao origem do
referencial e o vetor r p localiza o ponto P (o problema unidimensional, todos os vetores esto
no eixo-x, na figura1 os elementos foram desenhados separados para facilitar a visualizao)

r = r pr q

figura 1

Pela geometria do problema devemos escolher coordenadas cartesianas, vetor r q,


escrito como r q = x i e o vetor r p como r p = D i , onde D a distncia ao ponto desejado
medido a partir do incio do fio, ento o vetor posio ser

r = D ix i
r = D x i (I)

Da expresso (I) o mdulo do vetor posio r ser


2 2
r = D x
r = D x (II)

Soluo

a) O vetor campo eltrico do fio dado por

1
E=
4 0 dr q rr
2

1
E=
4 0 dr q r
3
(III)

Da expresso da densidade linear de carga () obtemos o elemento de carga d q

dq
=
ds

1
www.fisicaexe.com.br

dq = ds (IV)

onde d s um elemento de comprimento do fio, assim

ds= dx (V)

substituindo (V) em (IV)

dq = d x (VI)

substituindo (I), (II) e (VI) em (III), temos

1 dx
E= D
4 0 x
D x i 3

1 dx
4 D x
E= i 2 (VII)
0

Como a densidade de carga constante, a integral depende apenas de x, ela pode


sair da integral, podemos escrever

E=

4 0 Dd xx 2 i

Os limites de integrao sero 0 e L (o comprimento do fio carregado)


L

E=

4 0 Dd xx
0
2 i

integrao de Dd xx
0
2

fazendo a mudana de varivel

u = Dx
d u = d x d x = d u

fazendo a mudana dos extremos de integrao

para x = 0 para x = L
temos u = D0 u = D temos u = DL
DL D L


DL DL D L
d u u 21 u 1 1
D
u
2 D
u
2
du
21 D

1 D

u D

1 1 D DL DD L L

D L D D D L D DL D DL

L
E= i (VIII)
4 0 D DL

A densidade linear de carga pode ser escrita

Q
= (IX)
L

2
www.fisicaexe.com.br

substituindo (IX) em (VIII), temos

1 Q L
E= i
4 0 L D DL

1 Q
E= i
4 0 D DL

e o mdulo do campo eltrico ser

1 Q
E=
4 0 D DL

Observao: como o problema unidimensional o valor vetorial coincide com o valor escalar
do campo eltrico.

b) Para x = DL , temos que D tende ao infinito

1 Q
E= lim i
4 0 D D DL
1 Q
E= lim i
4 0 D 2
D 1 L
D
1 Q
E= i
4 0 2
D 1 L

1 Q
E= i
4 0 D 2 10

Observao: na prtica no se faz a anlise atravs do limite, dizemos que como L muito
menor que D ( LD ), L pode ser desprezado.

Q
E= 2 i
4 0 D

e o mdulo do campo eltrico ser

Q
E= 2
4 0 D

e o resultado se reduz ao vetor campo eltrico de uma carga pontual.