Sei sulla pagina 1di 5

RACIOCÍNIO LÓGICO (D) Paulo não tem irmãos.

Prof. Hérico Avohai (E) Pedro é filho de Dulce.

1. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Qual é a negação da proposição 8. (CESGRANRIO-FAFEN-2009) Sejam p e q proposições e ~p e ~q,


“Alguma lâmpada está acesa e todas as portas estão fechadas”? respectivamente, suas negações. Se p é uma proposição verdadeira e
(A) Todas as lâmpadas estão apagadas e alguma porta está aberta. q, uma proposição falsa, então é verdadeira a proposição composta
(B) Todas as lâmpadas estão apagadas ou alguma porta está aberta. (A) p ∧q (B) ~p ∧q
(C) Alguma lâmpada está apagada e nenhuma porta está aberta. (C) ~p ∨q (D) ~p ∨~q
(D) Alguma lâmpada está apagada ou nenhuma porta está aberta. (E) ~p ↔ ~q
(E) Alguma lâmpada está apagada e todas as portas estão abertas.
9. (CESGRANRIO-FAFEN-2009) Duas proposições compostas são
2. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Em uma urna há 5 bolas pretas, 4 equivalentes se têm a mesma tabela de valores lógicos. É correto
bolas brancas e 3 bolas verdes. Deseja-se retirar, aleatoriamente, afirmar que a proposição composta p  q é equivalente à proposição
certa quantidade de bolas dessa urna. O número mínimo de bolas que (A) p ∧q (B) p ∨q
devem ser retiradas para que se tenha certeza de que entre elas (C) p  ~q (D) ~p  ~q
haverá 2 de mesma cor é (E) ~q  ~p
(A) 8 (B) 7 (C) 5 (D) 4 (E) 3
10. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Em uma gaveta, há 6 lenços
3. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Considere a pergunta e as três brancos, 8 azuis e 9 vermelhos. Lenços serão retirados, ao acaso, de
informações apresentadas a seguir. dentro dessa gaveta. Quantos lenços, no mínimo, devem ser retirados
Pergunta: Duílio é mais alto do que Alberto? para que se possa garantir que, dentre os lenços retirados haja um de
1a informação: Alberto é mais alto que Bruno. cada cor?
2a informação: Alberto é mais alto que Carlos. (A) 11
3a informação: Duílio é mais alto que Bruno. (B) 15
A partir desses dados, conclui-se que (C) 16
(A) a primeira informação e a segunda informação, em conjunto, são (D) 17
suficientes para que se responda corretamente à pergunta. (E) 18
(B) a primeira informação e a terceira informação, em conjunto, são
suficientes para que se responda corretamente à pergunta. 11. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Se Marcos levanta cedo, então
(C) a segunda informação e a terceira informação, em conjunto, são Júlia não perde a hora. É possível sempre garantir que
suficientes para que se responda corretamente à pergunta. (A) se Marcos não levanta cedo, então Júlia perde a hora.
(D) as três informações, em conjunto, são suficientes para que se (B) se Marcos não levanta cedo, então Júlia não perde a hora.
responda corretamente à pergunta. (C) se Júlia perde a hora, então Marcos levantou cedo.
(E) as três informações, em conjunto, são insuficientes para que se (D) se Júlia perde a hora, então Marcos não levantou cedo.
responda corretamente à pergunta. (E) se Júlia não perde a hora, então Marcos levantou cedo.

4. (CESGRANRIO-FAFEN-2009) 12. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Em uma urna há 5 bolas pretas,


4 bolas brancas e 3 bolas verdes. Deseja-se retirar, aleatoriamente,
certa quantidade de bolas dessa urna. O número mínimo de bolas que
devem ser retiradas para que se tenha certeza de que entre elas
haverá 2 de mesma cor é
(A) 8 (D) 4
(B) 7 (E) 3
(C) 5

13. (CESGRANRIO-ANP-2007) Considere verdadeira a declaração:


“Todo brasileiro é apaixonado por futebol”.
Assinale a única afirmativa que contém uma argumentação válida.
(A) José é apaixonado por futebol, logo, José é brasileiro.
Um feirante utiliza uma balança de dois pratos para fazer as suas (B) Juliana é apaixonada por futebol, logo, Juliana não é brasileira.
vendas. Entretanto, ele possui apenas um peso de 1 kg, um peso de 3 (C) Júlio não é apaixonado por futebol, logo, Júlio é brasileiro.
kg e um peso de 5 kg. O feirante pode usar um ou mais pesos em (D) Joana não é apaixonada por futebol, logo, Joana não é brasileira.
cada pesagem. Neste último caso, ele pode colocar os pesos em um (E) Jaílson não é brasileiro, logo, Jaílson não é apaixonado por
único prato ou distribuí-los pelos dois pratos. Quantos valores inteiros futebol.
positivos pode ter a massa de uma mercadoria a ser pesada, para que
o feirante consiga determiná-la com uma única pesagem? 14. (CESGRANRIO-ANP-2007) Considere verdadeira a afirmação “Se
(A) 3 (B) 4 (C) 6 (D) 7(E) 9 uma figura plana for um quadrado, então será um retângulo”. Com
base nessa afirmação, é correto afirmar que, se uma figura plana:
5. (CESGRANRIO-FAFEN-2009) A negação da proposição “Se o (A) não for um quadrado, então não será um retângulo.
candidato estuda, então passa no concurso” é (B) não for um quadrado, então será um retângulo.
(A) o candidato não estuda e passa no concurso. (C) não for um retângulo, então não será um quadrado.
(B) o candidato estuda e não passa no concurso. (D) não for um retângulo, então será um quadrado.
(C) se o candidato estuda, então não passa no concurso. (E) for um retângulo, então será um quadrado.
(D) se o candidato não estuda, então passa no concurso.
(E) se o candidato não estuda, então não passa no concurso. 15. (CESGRANRIO) Antônio, Vítor, Bruno e Paulo estão em fila. A
pessoa que está imediatamente à frente de Bruno é mais baixa do que
6. (CESGRANRIO-FAFEN-2009) Como o ano de 2009 não é bissexto, a pessoa que está imediatamente atrás de Bruno. Vítor é o mais baixo
ou seja, tem 365 dias, houve um dia que caiu exatamente no “meio” dos quatro e está depois de Bruno. Além disso, Paulo está na frente
do ano. Assim, as quantidades de dias do ano de 2009 antes e depois de Antônio. É correto afirmar que o:
dessa data são iguais. Esse data foi (A) primeiro da fila é Antônio.
(A) 30 de junho. (B) primeiro da fila é Bruno.
(B) 1 de julho. (C) segundo da fila é Paulo.
(C) 2 de julho. (D) último da fila é Paulo.
(D) 3 de julho. (E) último da fila é Vítor.
(E) 4 de julho.
16. (CESGRANRIO) A figura abaixo ilustra uma balança de pratos
7. (CESGRANRIO-FAFEN-2009) Dulce é mãe de Paulo e Dirce é filha equilibrada, na qual há bolas e sacos. As bolas são todas iguais, ou
única e é mãe de Pedro. Pedro é filho de José e primo de Paulo. João seja, têm o mesmo peso. Todos os sacos contêm a mesma
é pai de Paulo e é filho único. Conclui-se que quantidade de bolas, todas elas iguais às que estão fora dos sacos.
(A) Dulce é irmã de José. Os sacos, quando vazios, têm peso desprezível.
(B) Dirce é irmã de José.
(C) José é primo de Paulo.
III. João da Silva foi o Secretário da Fazenda do Estado de São Paulo
em 2000.
É verdade que APENAS
(A) I e II são sentenças abertas.
(B) I e III são sentenças abertas.
(C) II e III são sentenças abertas.
Quantas bolas cada saquinho contém? (D) I é uma sentença aberta.
(A) 5 (E) II é uma sentença aberta.
(B) 4
(C) 3 23. (CESGRANRIO-TERMOCEARÁ-2009) Considere verdadeiras as
(D) 2 proposições a seguir.
(E) 1 - Se Roberto casar, seu irmão Humberto será convidado.
- Humberto não fala com seu primo Gilberto. Por isso, se Gilberto for
17. (CESGRANRIO) Considere a afirmação: convidado para o casamento de Roberto, Humberto não irá.
“Todas as janelas da casa estão abertas.” - Gilberto é orgulhoso e, por isso, só comparece em casamentos
Para que essa afirmação seja FALSA, é necessário que: quando é convidado.
(A) nenhuma das janelas esteja fechada. Sabendo que Humberto compareceu ao casamento de Roberto,
(B) todas as janelas da casa estejam fechadas. conclui-se que
(C) no mínimo, metade das janelas esteja fechada. (A) Gilberto foi convidado para o casamento. Por isso, compareceu.
(D) no mínimo, duas das janelas estejam fechadas. (B) Gilberto não foi convidado para o casamento. Por isso, não
(E) pelo menos uma das janelas da casa esteja fechada. compareceu.
(C) Gilberto não foi convidado para o casamento, mas, mesmo assim,
18. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Em uma urna, há 3 bolas pretas compareceu.
e 2 bolas brancas. As bolas pretas estão numeradas de 1 a 3. Entre (D) Gilberto não compareceu, ainda que tenha sido convidado.
as bolas brancas, uma tem o número 2 e a outra, o número 4, como (E) Humberto não foi convidado, ainda que tenha comparecido.
ilustrado na figura abaixo. É correto afirmar que, retirando-se da urna
uma única bola, 24. (CESGRANRIO-DETRAN-2009) Considere verdadeira a seguinte
proposição:
“Se x = 3, então x é primo”.
Pode-se concluir que
(A) se x é primo, então x = 3
(B) se x não é primo, então x ≠ 3
(C) se x não é primo, então x = 3
(D) se x ≠ 3, então x é primo
(A) a quantidade de bolas pretas ficará igual à de bolas brancas. (E) se x ≠ 3, então x não é primo
(B) se essa bola for branca, a quantidade de bolas pretas ficará igual à
de bolas brancas. 25. (CESGRANRIO-DETRAN-2009) Se Lauro sair cedo do trabalho,
(C) se essa bola for preta, a quantidade de bolas com número par então jantará com Lúcia. Se Lúcia janta com Lauro, então não come
ficará igual à de bolas com número ímpar. na manhã seguinte. Sabendo-se que, essa manhã, Lúcia comeu,
(D) se essa bola tiver um número ímpar, a quantidade de bolas pretas conclui-se que
ficará igual à de bolas brancas. (A) Lúcia jantou na noite anterior.
(E) se essa bola tiver um número par, a quantidade de bolas pretas (B) Lúcia jantará esta noite.
ficará igual à de bolas brancas. (C) Lauro jantou na noite anterior.
(D) Lauro não saiu cedo do trabalho.
19. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) Marcelo é avô paterno de (E) Lauro saiu cedo do trabalho.
Marcílio. Marcílio é filho de Marcos. Marcos é avô paterno de Mário.
Com respeito a essas informações, é possível garantir que 26. (CESGRANRIO-DETRAN-2009) Sobre uma mesa há 3 moedas
(A) Marcos é neto de Marcelo. do sistema monetário brasileiro, cujos valores são diferentes. Retira-se
(B) Marcos é filho de Marcelo. uma delas, de modo que as duas moedas que permanecem sobre a
(C) Marcílio é irmão de Mário. mesa totalizam 30 centavos. Coloca-se a moeda retirada de volta e, a
(D) Mário é filho de Marcílio. seguir, retira-se outra moeda. Dessa vez, as duas moedas que
(E) Mário não é filho de Marcílio. permanecem sobre a mesa somam 15 centavos. A soma, em
centavos, dos valores das 3 moedas é
20. (CESGRANRIO-FUNASA-2009) A figura ilustra a planificação de (A) 30 (B) 35
um dado comum de 6 faces. (C) 40 (D) 45
(E) 50

27. (CESGRANRIO-DETRAN-2009) A negação da proposição “Mário


é brasileiro ou Maria não é boliviana” é
(A) Mário não é brasileiro e Maria é boliviana.
(B) Mário não é brasileiro ou Maria é boliviana.
(C) Mário não é brasileiro e Maria não é boliviana.
(D) Mário é brasileiro e Maria não é boliviana.
Montando-se o dado, o número da face oposta à face que contém o 1 (E) Mário é brasileiro ou Maria é boliviana.
é
(A) 6 (D) 3 28. (CESGRANRIO-DETRAN-2009) Em uma urna há 4 bolas: 2 azuis,
(B) 5 (E) 2 1 branca e 1 verde. É correto afirmar que
(C) 4 (A) se 2 bolas forem retiradas dessa urna, necessariamente terão
cores diferentes.
21. (TFC-CGU 2008 ESAF) Sou amiga de Abel ou sou amiga de (B) se 2 bolas forem retiradas dessa urna, necessariamente uma será
Oscar. Sou amiga de Nara ou não sou amiga de Abel. Sou amiga de azul.
Clara ou não sou amiga de Oscar. Ora, não sou amiga de Clara. (C) se 3 bolas forem retiradas dessa urna, necessariamente todas
Assim, terão cores diferentes.
a) não sou amiga de Nara e sou amiga de Abel. (D) se 3 bolas forem retiradas dessa urna, necessariamente uma será
b) não sou amiga de Clara e não sou amiga de Nara. branca.
c) sou amiga de Nara e amiga de Abel. (E) se 3 bolas forem retiradas dessa urna, necessariamente uma será
d) sou amiga de Oscar e amiga de Nara. azul.
e) sou amiga de Oscar e não sou amiga de Clara.
29. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Em uma rua há 10 casas do lado
22. (ICMS/SP 2006) Considere as seguintes frases: direito e outras 10 do lado esquerdo. Todas as casas são numeradas
I. Ele foi o melhor jogador do mundo em 2005. de tal forma que, de um lado da rua, ficam as de número par e, do
II. x + y é um número inteiro. lado oposto, as de número ímpar. Em ambos os lados, a numeração
das casas segue uma ordem crescente (ou decrescente, dependendo
do sentido em que o observador caminha). Não há grandes diferenças
entre os números de casas adjacentes e nem entre os números
daquelas que ficam frente a frente. Um agente censitário encontra-se
nessa rua, na porta da casa de número 76. Sem mudar de lado, ele
segue em um sentido. Em poucos segundos, percebe que está diante
da porta da casa de número 72. Pretendendo entrevistar o morador da
casa de número 183, o mais provável é que ele precise
(A) continuar no mesmo sentido sem mudar de lado.
(B) continuar no mesmo sentido, mas mudando de lado.
(C) apenas atravessar a rua.
(D) andar no sentido contrário sem mudar de lado.
(E) andar no sentido contrário, mas mudando de lado. Os pontos A, B, C e D são os seus vértices. O ponto E está
exatamente no centro do quadrado. O ponto F está sobre o lado BC, a
30. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Um grupo é formado por N pessoas. mesma distância de B e de C.
O valor mínimo de N para que se tenha certeza de que duas delas É correto afirmar que a distância de
fazem aniversário no mesmo dia da semana é (A) A a B é maior do que a distância de A até C.
(A) 7 (B) 8 (C) 10 (D) 12 (E) 14 (B) A a B é maior do que a distância de B até C.
(C) A a C é maior do que a soma das distâncias de D a E e de C a E.
31. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Admita como verdadeiras as (D) A a E é igual à distância de E a F.
seguintes declarações: (E) C a D é menor do que a soma das distâncias de D a E e de C a E.
• todo matemático sabe física;
• há médicos que não sabem física. 38. Pedro e Paulo são irmãos gêmeos idênticos. Pedro sempre mente
Com base nestas declarações, é correto concluir que há e Paulo sempre diz a verdade. Uma pessoa fez duas perguntas a eles,
(A) médicos que não são matemáticos. um dos irmãos respondeu à primeira e o outro, à segunda. As
(B) médicos que são matemáticos. perguntas foram:
(C) médicos que sabem física. I. qual é o seu nome, Pedro ou Paulo?
(D) físicos que são matemáticos. II. qual é o nome de seu irmão, Pedro ou Paulo?
(E) físicos que são médicos. Quais foram as respostas obtidas?
(A) Pedro e Pedro.
32. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Depois de amanhã é segunda-feira, (B) Pedro e Paulo.
então, ontem foi (C) Paulo e Pedro.
(A) terça-feira. (B) quarta-feira. (D) Paulo e Paulo.
(C) quinta-feira. (D) sexta-feira. (E) Nada se pode afirmar.
(E) sábado.
39. (CESGRANRIO-BACEN-2009) Em uma cidade há dois irmãos
33. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Na conta de somar armada acima, A, gêmeos, Pedro e Paulo. Pedro sempre mente e Paulo sempre diz a
B e C são algarismos distintos entre si. Um resultado possível para verdade. Uma pessoa fez duas perguntas a eles; um dos irmãos
essa soma é respondeu à primeira e o outro, à segunda. As perguntas foram:
(A) 55 (B) 56 i) seu nome é Pedro?
(C) 65 (D) 67 ii) como seu irmão responderia à primeira pergunta?
(E) 77 Pode-se afirmar que:
(A) as respostas obtidas foram sim e sim.
34. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Os anos bissextos têm 366 dias, um (B) as respostas obtidas foram sim e não.
a mais do que aqueles que não são bissextos. Esse dia a mais é (C) as respostas obtidas foram não e sim.
colocado sempre no final do mês de fevereiro, que, nesses casos, (D) as respostas obtidas foram não e não.
passa a terminar no dia 29. (E) se a segunda resposta for sim, o interpelado é Pedro.
Certo ano bissexto começou em uma segunda-feira.
O primeiro dia do mês de março foi um(a) 40. (CESPE-PRF-2008) Em um posto de fiscalização da PRF, cinco
(A) domingo. (B) sábado. veículos foram abordados por estarem com alguns caracteres das
(C) sexta-feira. (D) quinta-feira. placas de identificação cobertos por uma tinta que não permitia o
(E) quarta-feira. reconhecimento, como ilustradas abaixo, em que as interrogações
indicam os caracteres ilegíveis.
35. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Uma urna contém 4 bolas brancas e
6 bolas pretas. Para que, nessa urna, as bolas brancas passem a
representar 50% do total de bolas, é suficiente
(A) acrescentar 1 bola branca à urna.
Os policiais que fizeram a abordagem receberam a seguinte
(B) acrescentar 2 bolas brancas à urna.
informação: se todas as três letras forem vogais, então o número,
(C) acrescentar 3 bolas brancas à urna.
formado por quatro algarismos, é par. Para verificar se essa
(D) retirar 1 bola branca da urna.
informação está correta, os policiais deverão retirar a tinta das placas
(E) retirar 1 bola preta da urna.
A I, II e V.
B I, III e IV.
36. (CESGRANRIO-IBGE-2009) Aldo, Beto e Caio são amigos. Um
C I, III e V.
deles é médico, o outro, jornalista e o terceiro, advogado. Sabe-se
D II, III e IV.
que:
E II, IV e V.
• Beto não é o jornalista;
• Caio não é o médico;
41. (CESPE-PRF-2008) Em um posto de fiscalização da PRF, os
• Aldo não é o advogado e nem o médico.
veículos A, B e C foram abordados, e os seus condutores, Pedro,
Com base nas informações, conclui-se corretamente que
Jorge e Mário, foram autuados pelas seguintes infrações: (i) um deles
(A) Caio é o advogado.
estava dirigindo alcoolizado; (ii) outro apresentou a CNH vencida; (iii)
(B) Caio é o jornalista.
a CNH apresentada pelo terceiro motorista era de categoria inferior à
(C) Beto é o advogado.
exigida para conduzir o veículo que ele dirigia. Sabe-se que Pedro era
(D) Beto não é o médico.
o condutor do veículo C; o motorista que apresentou a CNH vencida
(E) Aldo é o médico.
conduzia o veículo B; Mário era quem estava dirigindo alcoolizado.
Com relação a essa situação hipotética, julgue os itens que se
37. (CESGRANRIO-IBGE-2009) A figura abaixo ilustra um quadrado
seguem. Caso queira, use a tabela na coluna de rascunho como
com suas diagonais.
auxílio.
I A CNH do motorista do veículo A era de categoria inferior à exigida.
II Mário não era o condutor do veículo A.
III Jorge era o condutor do veículo B.
IV A CNH de Pedro estava vencida.
V A proposição “Se Pedro apresentou CNH vencida, então Mário é o faz calor e passeio, não vejo Carlos. Quando não chove e estou
condutor do veículo B” é verdadeira. deprimida, não passeio. Hoje, passeio. Portanto, hoje
Estão certos apenas os itens a) vejo Carlos, e não estou deprimida, e chove, e faz calor.
A I e II. b) não vejo Carlos, e estou deprimida, e chove, e faz calor.
B I e IV. c) vejo Carlos, e não estou deprimida, e não chove, e faz calor.
C II e III. d) não vejo Carlos, e estou deprimida, e não chove, e não faz calor.
D III e V. e) vejo Carlos, e estou deprimida, e não chove, e faz calor.
E IV e V.
49. (AFC-CGU 2006 ESAF) Márcia não é magra ou Renata é ruiva.
Beatriz é bailarina ou Renata não é ruiva. Renata não é ruiva ou
Beatriz não é bailarina. Se Beatriz não é bailarina então Márcia é
magra. Assim,
42. (ESAF) Se Flávia é filha de Fernanda, então Ana não é filha de a) Márcia não é magra, Renata não é ruiva, Beatriz é bailarina.
Alice. Ou Ana é filha de Alice, ou Ênia é filha de Elisa. Se Paula não é b) Márcia é magra, Renata não é ruiva, Beatriz é bailarina.
filha de Paulete, então Flávia é filha de Fernanda. Ora, nem Ênia é c) Márcia é magra, Renata não é ruiva, Beatriz não é bailarina.
filha de Elisa nem Inês é filha de Isa. d) Márcia não é magra, Renata é ruiva, Beatriz é bailarina.
a) Paula é filha de Paulete e Flávia é filha de Fernanda. e) Márcia não é magra, Renata é ruiva, Beatriz não é bailarina.
b) Paula é filha de Paulete e Ana é filha de Alice.
c) Paula não é filha de Paulete e Ana é filha de Alice. 50. (ANEEL Técnico 2006 ESAF) Uma sentença logicamente
d) Ênia é filha de Elisa ou Flávia é filha de Fernanda. equivalente a “Se Ana é bela, então Carina é feia” é:
e) Se Ana é filha de Alice, Flávia é filha de Fernanda. a) Se Ana não é bela, então Carina não é feia.
b) Ana é bela ou Carina não é feia.
43. (TSE-2006)Três amigos — Ari, Beto e Carlos — se encontram c) Se Carina é feia, Ana é bela.
todos os fins de semanana feira de carros antigos. Um deles tem um d) Ana é bela ou Carina é feia.
gordini, outro tem um sinca e o terceiro, um fusca. Os três moram em e) Se Carina não é feia, então Ana não é bela.
bairros diferentes (Buritis, Praia Grande e Cruzeiro) e têm idades
diferentes (45, 50 e 55 anos). Além disso, sabe-se que: 51. (MPOG e ENAP 2006 ESAF) Dizer que “Ana não é alegre ou
I - Ari não tem um gordini e mora em Buritis; Beatriz é feliz” é do ponto de vista lógico, o mesmo que dizer:
II - Beto não mora na Praia Grande e é 5 anos mais novo que o dono a) se Ana não é alegre, então Beatriz é feliz.
do fusca; b) se Beatriz é feliz, então Ana é alegre.
III - O dono do gordini não mora no Cruzeiro e é o mais velho do c) se Ana é alegre, então Beatriz é feliz.
grupo. d) se Ana é alegre, então Beatriz não é feliz.
A partir das informações acima, é correto afirmar que e) se Ana não é alegre, então Beatriz não é feliz.
a) Ari mora em Buritis, tem 45 anos de idade e é proprietário do sinca.
b) Beto mora no Cruzeiro, tem 50 anos de idade e é proprietário do 52. (CVM 2000 ESAF) Dizer que a afirmação “todos os economistas
gordini. são médicos” é falsa, do ponto de vista lógico, equivale a dizer que a
c) Carlos mora na Praia Grande, tem 50 anos de idade e é seguinte afirmação é verdadeira:
proprietário do gordini. a) pelo menos um economista não é médico
d) Ari mora em Buritis, tem 50 anos de idade e é proprietário do fusca. b) nenhum economista é médico
c) nenhum médico é economista
44. (ANEEL Técnico 2006 ESAF) Sabe-se que Beto beber é condição d) pelo menos um médico não é economista
necessária para Carmem cantar e condição suficiente para Denise e) todos os não médicos são não economistas
dançar. Sabe-se, também, que Denise dançar é condição necessária
e suficiente para Ana chorar. Assim, quando Carmem canta, 53. (ANEEL Analista 2006 ESAF) A negação da afirmação
a) Beto não bebe ou Ana não chora. condicional “se Ana viajar, Paulo vai viajar” é:
b) Denise dança e Beto não bebe. a) Ana não está viajando e Paulo vai viajar.
c) Denise não dança ou Ana não chora. b) se Ana não viajar, Paulo vai viajar.
d) nem Beto bebe nem Denise dança. c) Ana está viajando e Paulo não vai viajar.
e) Beto bebe e Ana chora. d) Ana não está viajando e Paulo não vai viajar.
e) se Ana estiver viajando, Paulo não vai viajar.
45. (ESAF)Se Carina é amiga de Carol, então Carmem é cunhada de
Carol. Carmem não é cunhada de Carol. Se Carina não é cunhada de 54. (Fiscal Trabalho 98 ESAF) Um crime foi cometido por uma e
Carol, então Carina é amiga de Carol. Logo, apenas uma pessoa de um grupo de cinco suspeitos: Armando, Celso,
a) Carina é cunhada de Carmem e é amiga de Carol. Edu, Juarez e Tarso. Perguntados sobre quem era o culpado, cada
b) Carina não é amiga de Carol ou não é cunhada de Carmem. um deles respondeu:
c) Carina é amiga de Carol ou não é cunhada de Carol. Armando: "Sou inocente"
d) Carina é amiga de Carmem e é amiga de Carol. Celso: "Edu é o culpado"
e) Carina é amiga de Carol e não é cunhada de Carmem. Edu: "Tarso é o culpado"
Juarez: "Armando disse a verdade"
46. (ESAF) Ana é artista ou Carlos é compositor. Se Mauro gosta de Tarso: "Celso mentiu"
música, então Flávia não é fotógrafa. Se Flávia não é fotógrafa, então Sabendo-se que apenas um dos suspeitos mentiu e que todos os
Carlos não é compositor. Ana não é artista e Daniela não fuma. Pode- outros disseram a verdade, pode-se concluir que o culpado é:
se, então, concluir corretamente que a) Armando c) Edu e) Tarso
a) Ana não é artista e Carlos não é compositor. b) Celso d) Juarez
b) Carlos é compositor e Flávia é fotógrafa.
c) Mauro gosta de música e Daniela não fuma. 55. (CVM 2000 ESAF) Cinco colegas foram a um parque de diversões
d) Ana não é artista e Mauro gosta de música. e um deles entrou sem pagar. Apanhados por um funcionário do
e) Mauro não gosta de música e Flávia não é fotógrafa. parque, que queria saber qual deles entrou sem pagar, eles
informaram:
47. (MPOG e ENAP 2006 ESAF) Nas férias, Carmem não foi ao – “Não fui eu, nem o Manuel”, disse Marcos.
cinema. Sabe-se que sempre que Denis viaja, Denis fica feliz. Sabe- – “Foi o Manuel ou a Maria”, disse Mário.
se, também, que nas férias, ou Dante vai à praia ou vai à piscina. – “Foi a Mara”, disse Manuel.
Sempre que Dante vai à piscina, Carmem vai ao cinema, e sempre – “O Mário está mentindo”, disse Mara.
que Dante vai à praia, Denis viaja. Então, nas férias, – “Foi a Mara ou o Marcos”, disse Maria.
a) Denis não viajou e Denis ficou feliz.
b) Denis não ficou feliz, e Dante não foi à piscina. Sabendo-se que um e somente um dos cinco colegas mentiu, conclui-
c) Dante foi à praia e Denis ficou feliz. se logicamente que quem entrou sem pagar foi:
d) Denis viajou e Carmem foi ao cinema. a) Mário
e) Dante não foi à praia e Denis não ficou feliz. b) Marcos
c) Mara
48. (MPU 2004 ESAF) Quando não vejo Carlos, não passeio ou fico d) Manuel
deprimida. Quando chove, não passeio e fico deprimida. Quando não e) Maria
Pode-se concluir que
56. (AFTN 96 ESAF) Três amigas, Tânia, Janete e Angélica, estão (A) há pessoas formadas em Direito que são sagazes.
sentadas lado a lado em um teatro. Tânia sempre fala a verdade; (B) Roberval é advogado.
Janete às vezes fala a verdade; Angélica nunca fala a verdade. A que (C) Sulamita é sagaz.
está sentada à esquerda diz: "Tânia é quem está sentada no meio". A (D) Roberval é promotor.
que está sentada no meio diz: "Eu sou Janete". Finalmente, a que está (E) Sulamita e Roberval são casados.
sentada à direita diz: "Angélica é quem está sentada no meio". A que
está sentada à esquerda, a que está sentada no meio e a que está GABARITO
sentada à direita são, respectivamente: 1-B 2-D 3-E 4-E 5-B 6-C 7-A 8-D 9-E 10-E 11-D 12-D 13-D 14-D 15-E
a) Janete, Tânia e Angélica d) Angélica, Tânia e Janete 16-B 17-E 18-D 19-B 20-A 21-A 22-A 23-B 24-B 25-D 26-C 27-A 28-E
b) Janete, Angélica e Tânia e) Tânia, Angélica e Janete 29-E 30-B 31-A 32-D 33-E 34-C 35-B 36-A 37-E 38-C 39-E 40-C 41-D
c) Angélica, Janete e Tânia 42-B 43-D 44-E 45-B 46-B 47-C 48-C 49-A 50-E 51-C 52-A 53-C 54-E
55-C 56-B 57-D 58-B 59-C 60-C 61-C 62-CCEE 63-B 64-A
57. (ANEEL Analista 2006 ESAF) Das premissas: Nenhum A é B.
Alguns C são B, segue, necessariamente, que:
a) nenhum A é C.
b) alguns A são C.
c) alguns C são A.
d) alguns C não são A.
e) nenhum C é A.

58. (ICMS São Paulo 97) Todo A é B, e todo C não é B, portanto:


a) algum A é C;
b) nenhum A é C;
c) nenhum A é B;
d) algum B é C;
e) nenhum B é A;
59. (Fiscal Trabalho 98 ESAF) Sabe-se que existe pelo menos um A
que é B. Sabe-se, também, que todo B é C. Segue-se, portanto,
necessariamente que
a) todo C é B
b) todo C é A
c) algum A é C
d) nada que não seja C é A
e) algum A não é C

60. (ANEEL Analista 2006 ESAF) Todo amigo de Luiza é filho de


Marcos. Todo primo de Carlos, se não for irmão de Ernesto, ou é
amigo de Luiza ou é neto de Tânia. Ora, não há irmão de Ernesto ou
neto de Tânia que não seja filho de Marcos. Portanto, tem-se,
necessariamente, que:
a) todo filho de Marcos é irmão de Ernesto ou neto de Tânia.
b) todo filho de Marcos é primo de Carlos.
c) todo primo de Carlos é filho de Marcos.
d) algum irmão de Ernesto é neto de Tânia.
e) algum amigo de Luiza é irmão de Ernesto.

61. (ANAC-07) Se nem todo Sclok é Ploc, todo Ploc é Splash mas há
Splash que não é Ploc então:
(A) todo Splash é Ploc;
(B) nem todo Sclok é Splash;
(C) todo Sclok que é Ploc é Splash;
(D) quem não é Splash não é Sclok;
(E) quem não é Ploc não é Splash

62. (Petrobras/2007). Considere as seguintes frases.


I - Todos os empregados da PETROBRAS são ricos.
II - Os cariocas são alegres.
III - Marcelo é empregado da PETROBRAS.
IV - Nenhum indivíduo alegre é rico.
Admitindo que as quatro frases acima sejam verdadeiras e
considerando suas implicações, julgue os itens que se seguem.
(1) Nenhum indivíduo rico é alegre, mas os cariocas, apesar de não
serem ricos, são alegres.
(2) Marcelo não é carioca, mas é um indivíduo rico.
(3) Existe pelo menos um empregado da PETROBRAS que é carioca.
(4) Alguns cariocas são ricos, são empregados da PETROBRAS e são
alegres.

63. (TRF) Todos os macerontes são torminodoros. Alguns macerontes


são momorrengos. Logo,
(A) todos os momorrengos são torminodoros.
(B) alguns torminodoros são momorrengos.
(C) todos os torminodoros são macerontes.
(D) alguns momorrengos são pássaros.
(E) todos os momorrengos são macerontes

64. (TRF) Partindo das premissas:


(1) Todo advogado é sagaz.
(2) Todo advogado é formado em Direito.
(3) Roberval é sagaz.
(4) Sulamita é juíza.