Sei sulla pagina 1di 19

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.

MEDIÇÃO DE GRANDEZAS

Bruno Conde – Engenharia Civil


Rodrigo Vanderlei - Engenharia Civil
Medindo Grandezas

Medimos cada grandeza física em unidades


apropriadas por comparação com um padrão.
A unidade é um nome particular que atribuímos as
medições dessas grandezas.

Ex.: O metro é uma unidade da grandeza


comprimento e foi padronizada pela distância que a luz
percorre no vácuo em uma certa fração de segundos.
Medindo Grandezas

Felizmente, não precisamos definir padrões para


todas as grandezas, pois muitas delas estão interligadas
e assim podemos definir as unidades desta grandeza
em decorrência dos padrões já estabelecidos.

Ex.: A velocidade é a razão entre


comprimento e o tempo.
Sistema Internacional de Unidades
O SI foi estabelecido em 1971 na 14ª
Conferencia Geral de Pesos e Medidas, onde foi
estabelecido sete grandezas fundamentais:
Grandeza Unidade Símbolo
Comprimento Metro m
Massa Quilograma kg
Tempo Segundo s
Corrente elétrica Ampere A

Temperatura
Kelvin K
termodinâmica
Quantidade de
Mol mol12
matéria
Intensidade
candela cd
luminosa
Sistema Internacional de Medidas
Para expressar as grandezas muito grandes ou
muito pequenas usamos a notação cientifica, que
emprega potencias de 10.

Ex.:
3 560 000 000 m = 3,56 x 109 m
0,000 000 492 s = 4,92 x 10−7 s
Sistema Internacional de Medidas
Também para facilitar a notação de grandezas
muito grandes ou muito pequenas, trocamos as
potencias de 10 por prefixos já estabelecidos pelo SI.
Fator Prefixo Símbolo
109 giga- G
106 mega- M
103 quilo- k
10−2 centi- c

10−3 mili- m

10−6 micro- µ
10−9 nano- n
Conversão em Cadeia
Nesse método multiplicamos o valor original por
fator de conversão (uma razão entre unidades que é
igual a unidade). Por exemplo:

1𝑚𝑖𝑛 60𝑠
= 1; =1
60𝑠 1𝑚𝑖𝑛
Conversão em Cadeia
Exemplo 1:
• Converta 2 minutos em segundos:

60𝑠
2min = (2min)(1) = (2min)( ) = 120s1
1𝑚𝑖𝑛
Conversão em Cadeia
Exemplo 2:
• Quando segundo a lenda, Feidípides correu de
Maratona até Atenas, em 490a.C., para levar a
notícia da vitória dos gregos sobre os persas, ele
provavelmente correu a uma velocidade de cerca
de 23 rides por hora (rides/h). O rides é uma
antiga unidade grega para comprimento, como o
stadium e o plethron. 1 ride valia 4 stadia, 1
stadium valia 6 plethra e, em termos de uma
unidade moderna um plethron equivale a 30,8
metros. Qual foi a velocidade de Feidípides em
quilômetros por segundo (km/s)?
Conversão em Cadeia
Exemplo 2:
𝑟𝑖𝑑𝑒𝑠 4 𝑠𝑡𝑎𝑑𝑖𝑎 6 𝑝𝑙𝑒𝑡ℎ𝑟𝑎
23 rides/h = (23 )( )( )
ℎ 1 𝑟𝑖𝑑𝑒 1 𝑠𝑡𝑎𝑑𝑖𝑢𝑚
30,8𝑚 1𝑘𝑚 1ℎ
x( )( )( )
1 𝑝𝑙𝑒𝑡ℎ𝑟𝑜𝑛 1000𝑚 3600𝑠
−3
= 4,7227 x 10 km/s.
Conversão em Cadeia
Exemplo 3:
• A massa específica do ferro é 7,87 g/cm³, e a
massa de um átomo de ferro é 9,27 x 10-26 kg. Se
os átomos são esféricos e estão densamente
compactados, (a) qual é o volume de um átomo
de ferro e (b) qual a distancia entre os centros de
dois átomos vizinhos?
Conversão em Cadeia
Exemplo 3:
(a)
−26 1000𝑔
9,27 x 10 kg ( ) = 9,27 x 10−23 g
1𝑘𝑔
9,27𝑥10−23 𝑔
V= = 1,18 x 10−23 cm³ = 1,18 x 10−29 m³
7,87 𝑔/𝑐𝑚³
Conversão em Cadeia
Exemplo 3:
(b)
3 3𝑉
𝑟 =
4𝜋
3(1,18 𝑥 10−29 𝑚3 )
𝑟3=
4𝜋
3 3(1,18 𝑥 10−29 𝑚3 )
𝑟 = = 1,41 𝑥 10−10
4𝜋
∴ 2𝑟 = 2,82 𝑥 10 −10𝑚
Ordem de Grandeza
A Ordem de Grandeza de um número é a
potência de 10 que aparece quando o número é
expresso em notação cientifica.

Ex.: A = 28 000 m
A = 2,8 x 104 m
Logo a ordem de grandeza
de A em metros é igual a 1.
Ordem de Grandeza
Exemplo 2:
• O maior novelo do mundo tem cerca de 2 metros
de raio. Qual é a ordem de grandeza do
comprimento L do fio que forma o novelo.
Considere o raio da seção transversal igual a 2mm.
4𝜋𝑅³
𝜋𝑟 2 L =
3
4𝑅³
L=
3𝑟²
8
L = x 106 m
3
Logo, a ordem de grandeza do comprimento do fio em metros será igual a 6.
Massa Específica
Massa especifica 𝜌 de uma substancia é massa
por unidade de volume.
𝑚
𝜌=
𝑉
As massas especificas são normalmente
expressas em quilogramas por metro cúbico ou em
gramas por centímetro cúbico.
Massa Específica
Exemplo:
• Um objeto pesado pode afundar no solo
durante um terremoto se o tremor fizer com que
o solo passe por um processo de liquefação, no
qual as partículas do solo deslizem umas sobre as
outras quase sem atrito. Nesse caso, o solo se
torna praticamente uma areia movediça. A
possibilidade de liquefação de um solo arenoso
pode ser prevista em termos do índice de vazios e
de uma amostra do solo:
𝑉𝑣
𝑒=
𝑉𝑝
Massa específica
Exemplo:
• Onde 𝑉𝑝 é o volume total das partículas de areia
da amostra e 𝑉𝑣 é o volume total do espaço entre
as partículas (isto é, dos vazios). Se 𝑒 excede o
valor crítico de 0,8 pode ocorrer liquefação
durante um terremoto. Qual é a massa especifica
da areia, 𝜌𝑎 , correspondente ao valor crítico?

• A massa especifica do Dioxido de Silicio (principal


componente da areia) é 2,6 x 103 kg/m³.
Obrigado pela atenção!

www.facebook.com/PETEngenharias
www.petengenharias.com.br