Sei sulla pagina 1di 4
Colégio Geração Aluno(a): Série 1º Florianópolis: / /2010 Professor: Cris 1º Trimestre Elementos

Colégio Geração

Aluno(a):

Série 1º

Florianópolis:

/

/2010

Professor: Cris

1º Trimestre

/ /2010 Professor: Cris 1º Trimestre Elementos básicos da comunicação visual A evolução da

Elementos básicos da comunicação visual

A evolução da linguagem escrita começou com as imagens, passou à representação das unidades fonéticas e finalmente ao alfabeto. Cada passo foi, sem dúvida, um avanço em direção a uma comunicação mais eficiente. Mas o homem jamais se limitou aos desenhos simples do alfabeto. Pode-se afirmar que ele tem uma propensão à informação visual. Como a comunicação moderna, ultra-rápida, nos levou aos últimos limites da linguagem, sentiu-se a necessidade de recuperar as formas visuais da comunicação, enfatizando os recursos visuais, que podem expressar funções e operações sem recorrer a letras ou palavras. Os elementos visuais constituem a substância básica daquilo que vemos: o ponto, a linha, a forma, a direção, o tom, a cor, a textura, a dimensão, a escala e o movimento.

O PONTO É a unidade mais simples e irredutível da comunicação visual. Qualquer ponto tem uma força visual grande de atração sobre o olho. Diversos pontos conectados são capazes de dirigir a visão. Quanto mais próximos entre si, maior a capacidade de guiar o olho. Em grande quantidade e justapostos, criam a ilusão de tom ou cor.

EXERCICIO 01: Crie um desenho apenas com lápis 6B e apenas pontos:

01: Crie um desenho apenas com lápis 6B e apenas pontos: A LINHA Pode ser definida

A LINHA Pode ser definida como uma cadeia de pontos tão próximos que não se pode distingui-los. Nas artes visuais, a linha é o elemento visual por excelência.

Classificação da linha:

Tipo de Linha:

RETA

CURVA

SINUOSA OU

ONDULADA

POLIGONAL OU

QUEBRADA

MISTA

Posição de Linha:

VERTICAL

INCLINADA OU

DIAGONAL

HORIZONTAL

Traçado de Linha:

CHEIO

TRACEJADO

PONTILHADO

TRAÇO E PONTO

EXERCÍCIO 02) Faça o desenho das linhas especificadas abaixo:

Cheia

curva

Vertical

Tracejada

reta

Inclinada

Pontilhada

sinuosa

Horizontal

Traço e ponto poligonal vertical

FORMA: é o aspecto exterior dos objetos reais, imaginários ou representados, uma linha que se
FORMA: é o aspecto exterior dos objetos reais, imaginários
ou representados, uma linha que se fecha dá origem a uma
forma. Existem três formas básicas: o quadrado, o círculo e
o triângulo eqüilátero. As formas podem ser representadas
bidimensionalmente (comprimento e largura) ou
tridimensionalmente (volume, textura, luz e sombra e a
perspectiva linear).
EXERCÍCIO 04) Crie desenhos usando: (A)Simetria
Bilateral – (B) Simetria aparente – (C)Assimetria
A
Quanto a seu significado a forma pode ser: Figurativa
é
aquela que a representação tem relação direta com a
natureza, desenho com formas reconhecíveis. Abrange desde
a figuração realista até a estilizada. Abstrata: é aquela que se
utilizam formas, cores ou superfície, sem retratar nenhuma
figura que identifique de imediato a realidade.
EXERCÍCIO
03)
Desenhe:
1
desenho
Figutarivo
2
B
Desenho abstrato.
1
C
TEXTURA: Significa o ato de tecer. Chamamos de textura a
2
uma trama de sinais, pontos, traços, manchas com os quais
se realizam as mais variadas atividades gráficas e artísticas. É
a qualidade de uma superfície: granulada, áspera, macia,
dura, lisa. Os artistas recorrem ás texturas para: traduzir
visivelmente o sentido de volume e os efeitos de superfície;
representar graficamente o claro e o escuro, a luz e a sombra;
A
textura pode ser percebida tanto pelo tato quanto pela visão.
Mas é possível que uma textura não tenha nenhuma
qualidade tátil, somente ótica. A maior parte da nossa
experiência com as texturas é visual, e a maioria dessas
texturas não está realmente ali.
EXERCICIO 05)
Crie 03 texturas usando pontos/linhas/etc. e 03 texturas:
Simetria - é a perfeita correspondência entre as parte,
obedecendo a um eixo central.
Simetria bilateral ou real – Ocorre quando todas as
formas, pesos, cores linhas e movimentos estão distribuídos
entre as partes da direita e da esquerda.
Simetria aparente - ocorre quando um lado não é
absolutamente igual ao outro.
Assimetria - é a ausência de respeito a um eixo central e a
ausência de correspondência entre os lados ou
partes.Transmite a sensação insegurança, desconforto.

TEORIA DAS CORES

É o elemento que tem mais afinidade com as emoções. Nas

artes visuais, a cor não é apenas um elemento decorativo ou estético, é o fundamento da expressão. Ela exerce uma ação tríplice sobre o indivíduo que recebe a comunicação visual: ela impressiona a retina quando é vista; provoca uma emoção, é sentida; e é construtiva, pois, tem um significado próprio, tem valor de símbolo e capacidade de construir uma linguagem que comunique uma idéia.

COR LUZ: A cor é uma sensação provocada pela luz sobre o órgão da visão, isto é, sobre nossos olhos. A cor-luz pode ser observada através dos raios luminosos. Chamada de sistema RGB, Red (Vermelho), Green (Verde) e Blue (Azul). Cor-luz é

a própria luz que pode se decompor em muitas cores. A soma das três cores-luz primárias produz a luz branca. Na luz branca estão presentes todas as cores, portanto,

somando todas as cores produz-se o branco, que é a luz pura.

A ausência da luz é o preto.

o branco, que é a luz pura. A ausência da luz é o preto. COR PIGMENTO
o branco, que é a luz pura. A ausência da luz é o preto. COR PIGMENTO

COR PIGMENTO: O pigmento, não é uma cor. Ele é o material ou a substância que tinge uma superfície com uma cor, e dependendo das características ou propriedades desse pigmento sua tonalidade pode variar. Os pigmentos podem ser extraídos da natureza ou criados artificialmente em laboratório. Tudo que nos rodeia tem pigmento: plantas, nossa pele, nossas roupas, as tintas que revestem as paredes dos ambientes.

-Primárias: São aquelas que não podem ser obtidas por mistura de outras cores. As cores primárias da cor pigmento são: vermelho, amarelo e azul.

cores

-Secundárias:

primárias são chamadas de cores secundárias. São elas:

laranja, que é a mistura do amarelo com o vermelho, o verde,

que é a mistura do azul com o amarelo e o violeta ou roxo, que é a mistura do vermelho com o azul.

As

combinações

surgidas

de

duas

-Terciárias: São obtidas pela mistura de uma primária com uma ou mais secundárias.

-Neutras: A função das cores neutras é servir de complemento da cor aproximada, para dar-lhe profundidade, visto que as cores neutras em geral têm pouca refletividade de luz.

Cores quentes: São os matizes do vermelho e do amarelo, bem como as demais cores em que eles predominam. Provocam uma sensação visual de calor aproximando a imagem para o primeiro plano. Uma figura trabalhada em cores quentes parece ser maior que se trabalhada em cores frias. As cores quentes não somente despertam a atenção como podem provocar sensação de apetite.

Cores frias: São os matizes do azul e do verde e as demais em que eles predominam. Contrariamente ao que foi dito na combinação com cores quentes, as cores frias provocam a sensação de frio, de distancia, levando a imagem para um segundo plano da tela. Por provocar a sensação de distancia, logicamente que uma figura trabalhada em cores frias parecerá menor que o real. As cores frias são muito utilizadas para efeitos de limpeza, tranqüilidade, plenitude.

-Análogas: significam cores semelhantes. são as cores que se apresentam mais próximas ou são vizinhas entre si. Assim, duas ou três cores próximas, no círculo cromático, formam uma harmonia análoga. Exemplo: vários tons de amarelo passando pelos alaranjados. Essa harmonia é agradável pela passagem gradual de uma cor para outra. Mas, o emprego exagerado dessa combinação, pode criar uma certa monotonia.

-Complementares: As cores complementares são usadas para dar força e equilíbrio a um trabalho criando contrastes. Raramente se usa apenas cores complementares em um trabalho, o efeito pode ser desastroso, mas em alguns casos é extremamente interessante. Os pintores figurativos em geral usam as cores complementares apenas para acentuar as outras criando assim, equilíbrio no trabalho.

Harmonia monocromática: É a valorização de uma única cor e suas várias tonalidades, adicionando-se o branco ou o preto a essa cor.

Harmonia policromática: É a combinação de várias cores numa mesma composição. Por exemplo, vermelho, amarelo, azul e verde numa mesma imagem. Porém, o excesso de cores pode fatigar rapidamente o olhar. Assim, quando esta for empregada é conveniente criar formas e espaços com cores neutras para que o olho possa "descansar" do excesso de estímulo visual.

Círculo Cromático: É um círculo onde as cores são posicionadas de modo a facilitar o entendimento de suas possíveis combinações e resultados.

círculo onde as cores são posicionadas de modo a facilitar o entendimento de suas possíveis combinações

EXERCÍCIO 06) Teoria das Cores

EXERCÍCIO 06) Teoria das Cores

As cores pigmento primárias :

,

 

,

Cores Secundárias:

 

+

=

+

=

+

=

Cores complementares: Obs. Uma cor primária sempre tem uma cor secundária como complementar. Verde:

Laranja:

Amarelo:

Cor Análoga:

Azul:

Amarelo:

Vermelho:

EXERCÍCIO 07) Harmonias:

 

1 Harmonia Monocromática – 2 Harmonia Policromática.

1

01) As cores pigmento primárias também são chamadas de cores puras, pois não se formam pela mistura de outras cores, mas é a partir delas que todas as cores são formadas. No círculo das cores elas estão na posição 1,2,3. Quais são elas?

(1) (2) (3)

02) Obtemos as cores secundárias pela combinação das primárias, duas a duas, em proporções iguais. No círculo das cores elas estão na posição 4(1+2), 5(2+3), 6(1+3). Quais são elas?

(4)

(5)

(6)

2

03) As cores

resultam da mistura de

uma cor primária com uma cor secundária. No círculo das cores elas estão na posição (1+4), (1+6), (4+2), (2+5), (5+3), (6+3) . Neste ponto, essas misturas são resultante da proporção das cores componentes ou das agregadas. Por exemplo, o verde amarelado e o verde azulado são diferentes tonalidades do verde.

04) Cores complementares (B): são aquelas que estão em oposição no círculo cromático. Uma cor primária sempre tem uma cor secundária como complementar.

COR PRIMARIA

COR COMPLEMENTAR

 

(1)

 
 

(2)

 
   

(3)

 

05) A mistura gradativa entre as cores do círculo cromático é um matiz gradativo, um “degradê” que forma uma escala entre duas cores. Essa variação também é conhecida como matiz e, quando é feita entre uma cor primária e uma secundária que sejam vizinhas no círculo cromático, forma uma escala de cores análogas (A). Analogia significa semelhança. São cores análogas no círculo acima:

5 1+6
5 1+6

5

1+6

5 1+6
5 1+6