Sei sulla pagina 1di 3

Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista

_____________________________________________________________________
RELATÓRIO DE ACTIVIDADE E CONTA DE GERÊNCIA DA
CÂMARA MUNICIPAL PARA O ANO DE 2009

Sr. Presidente e Srs. Deputados,

A apresentação do Relatório de Actividades e Conta Gerência da C.M. no


ano de 2009, merece da parte da Bancada do PS nesta A.M. as seguintes
CHAMADAS DE ATENÇÃO:

1 ) Nova LFL
Segundo a Nova Lei das Finanças Locais a Autarquia continua a
demonstrar uma situação financeira desequilibrada, o que pode ser
constatado através dos seguintes indicadores financeiros:
- Endividamento Bancário/Receitas Relevantes (n-) 1 (<=100%) :
156,2%
OBS: Realçar que para efeitos de contabilização os Empréstimos Bancários
Relevantes ascenderam a 32.6Milhões de Euros e as Receitas Relevantes
em 2008 (n-1) situaram-se em 20.8Milhões de Euros
- Dividas Fornecedores/ Receitas Totais s/ PF (n-1) [<=50%]:
114,3%
Obs: Realçar que as Dividas a Fornecedores (onde se incluem fornecedores
de factoring) ascenderam em 48.7Milhões de Euros em 2009 e as
Receitas Totais s/ PF em 2008 (n-1) a 42,6Milhões de Euros.
Estes 2 indicadores são claramente ultrapassados pela C.M. Covilhã,
merecendo por isso os seguintes comentários:
1º Por Lei a CMC não pode registar um endividamento Bancário superior à
totalidade das receitas do ano anterior, o que no caso em apreço é
largamente ultrapassado.
2º As dividas a fornecedores não podem ser superiores a metade das
receitas totais do ano anterior, o que no caso em apreço é ultrapassado
em mais de 2 vezes. Os municípios que não cumpram este indicador
poderão ser sujeitos, conforme determina a Lei, a uma operação de
Reequilíbrio Financeiro

2) Indicadores Financeiros do Relatório de Gestão

Por outro lado, verificamos que existe:


- Crescente dependência do FEF o qual representa nas Receitas Totais :
33.55% (22,13% em 2008) por contrapartida da diminuição da capacidade
de captação de receitas próprias
- Aumento do peso Pessoal/Despesas Totais: 21,28% (14,05% em
2008) e que cresceu 612mil Euros (+10%) em relação a 2008 . Face a
2007 as despesas com pessoal crescem 1Milhão de Euros (+18%)

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________


-1-
Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista
_____________________________________________________________________
- Diminuição do Peso do Investimento/ Despesa Total (23,31%,vs 42,8%
em 2008)
- Aumento da Despesa Corrente/Despesa Total: 57,5%,vs, 46,83% em
2008

3) Liquidez
Neste capítulo a Autarquia demonstra uma situação equilibrada, mas que
deriva em exclusivo da venda de 49% do Capital da AdC e não de uma
política coordenada de captação de receitas próprias ou de eficiência na
gestão da sua despesa corrente e de capital.
Destacar que:
- Disponibilidades: 7.9Milhões de Euros (em 2008 e 2009 os Activos
Financeiros registaram uma entrada de 14Milhões de Euros + 3Milhões de
Euros).
- As dívidas da Administração Central/QCA ascendem a 7.8Milhões de
Euros
Tendo por base os elementos económico-financeiros do sector empresarial
municipal, no momento actual, podemos afirmar que o Endividamento
Total do Município da Covilhã ascenderá a aproximadamente 107
Milhões de Euros, o que corrigido das disponibilidades existentes
permitirá aferir uma Divida Total de 98,5Milhões de Euros.

4) Futuro

A Covilhã é hoje um Município que está a perder competitividade na


escala local e nacional:Emprego, Educação, Poder de Compra, Fiscalidade,
são alguns dos alguns dos principais indicadores estatísticos de
desenvolvimento que o evidenciam
A nossa diferenciação face aos restantes municípios deverá ser feita
através DOS MODERNOS FACTORES DE COMPETITIVIDADE, i.é.:
- infra-estruturas,
- política de taxas e impostos municipais,
- qualidade da formação dos cidadãos,
- modernização administrativa das instituições locais,
- dinâmicas sócio-económicas do Concelho.

Para isto acontecer necessitamos saber se a Câmara está disponível para:

1) Garantir a sustentabilidade financeira da Autarquia no Médio/Longo


Prazo

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________


-2-
Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista
_____________________________________________________________________
2) Apostar no apoio à alteração do paradigma de crescimento
económico. Desenvolver acções concretas para transformar a
Covilhã numa cidade onde o Turismo, ENERGIA, Educação, Saúde,
TIC e os Serviços serão os motores do desenvolvimento sócio-
económico.

3) Implementação de uma profunda modernização administrativa, a


qual terá consequências sob o ponto de vista da melhoria dos
serviços prestados aos cidadãos mas também de eficiência
económica

4) Encetar uma verdadeira política de aposta nos seus Recursos


Humanos

Covilhã, 14 de Maio de 2010

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________


-3-