Sei sulla pagina 1di 3

Mecânica dos solos

Lista de exercícios- Adensamento e Resistência ao Cisalhamento

1) Na tabela 1 estão apresentados os resultados de um ensaio de adensamento

Tabela 1- Resultados do ensaio de adensamento

e

Tensão σ’ (kPa)

1,052

0

0,992

25

0,985

50

0,96

100

0,865

200

0,730

400

0,611

800

100 0,865 200 0,730 400 0,611 800 Figura 1 a) Usando o método de Pacheco Silva,

Figura 1

a) Usando o método de Pacheco Silva, determine a tensão de pré-adensamento

b) Calcule o índice de compressão Cc, a partir da curva apresentada na Figura 1 acima.

2) Uma amostra indeformada de argila vermelha foi retirada de uma camada com espessura de 4m para a realização de ensaio de adensamento edométrico. No ensaio para todos os estágios de carregamento foram feitos os registros da altura do corpo de prova no decorrer do tempo como apresentado na Tabela 2 e representados na Figura 2 abaixo. Determine o coeficiente de adensamento deste solo pelo método de Casagrande.

Tabela 2- Resultados do ensaio de adensamento

Tempo (min)

Altura (mm)

0

32,300

0,125

32,177

0,25

32,055

0,5

31,916

1

31,749

2

31,546

4

31,326

8

31,038

15

30,729

30

30,276

60

29,731

120

29,134

240

28,650

480

28,254

1440

27,820

240 28,650 480 28,254 1440 27,820 F ig ura 2 3) Aplicando a teoria do adensamento

Figura 2

3) Aplicando a teoria do adensamento no tempo, determinar o grau de adensamento no centro da camada de argila da Figura 4 e o recalque no tempo igual a 90 dias. Quanto tempo será necessário para que ocorra o recalque de 15 cm e o tempo para que ocorra 90% do adensamento primário? Considere o coeficiente de permeabilidade da argila k=1,0x10 -6 cm/s. Dados:

- Recalque primário total S=25 cm

- Coeficiente de compressibilidade av=5,00x10 -4 m2/kN

- Índice de vazios inicial e 0 =0,81

S=25 cm - Coeficiente de compressibilidade av=5,00x10 - 4 m2/kN - Índice de vazios inicial e

Figura 3

4) Um ensaio triaxial adensado drenado (CD) foi realizado em uma argila normalmente adensada. Os resultados foram:

σ 3 =250 kN/m 2

(σ d ) f =275 kN/m 2

Determine:

a) O ângulo de atrito Ø’.

b) A equação da envoltória de ruptura em termos de tensões efetivas (condições drenadas)

c) O ângulo θ que o plano de ruptura forma com o plano principal maior.

d) A tensão normal σ θ e a tensão de cisalhamento θ , no momento da ruptura no plano de ruptura.

Dados: σ1 - σ3 =(σ d ) f ;

Ø’=arcsen [(σ1 - σ3 )/(σ' 1 +σ' 3 )]

θ=45 + Ø'/2;

)/( σ ' 1 + σ ' 3 )] θ =45 + Ø'/2; 5) Os resultados
)/( σ ' 1 + σ ' 3 )] θ =45 + Ø'/2; 5) Os resultados

5) Os resultados de dois ensaios triaxiais adensados drenados (CD) em um solo argiloso são os seguintes:

Ensaio N°

σ3 (kN/m 2 )

σ1 (kN/m 2 )

 

1 186,3

503,7

 

2 82,8

331,2

a) Trace os círculos de Mohr e determine a envoltória de resistência graficamente, no espaço x σ

b) Determine os parâmetros de resistência c’ e Ø’.

6) Um corpo de prova de areia saturada foi adensado sob uma pressão de confinamento de 103,5 kN/m 2 . A tensão axial foi então aumentada e a drenagem impedida. O corpo de prova rompeu-se quando a tensão desviadora axial atingiu 75,9 kN/m 2 . A poropressão (Δu) f no momento da ruptura foi de 49,7 kN/m 2 . (5 pontos)

Determine:

a) Determine o ângulo de atrito efetivo (drenado) Ø’.

Dados: Ø’=arcsen [(σ1 - σ3 )/(σ1 +σ3 )] ;

σ =σ’+Δu