Sei sulla pagina 1di 2

Exmo. Sr. Director Regional de Educação do Norte,

Vila Nova de Gaia, 16 de Julho de 2010

Exmo. Sr.,

Os Presidentes dos Conselhos Gerais das escolas do Concelho de Vila Nova de Gaia reunidos na Escola Secundária António Sérgio, no dia 06 de Julho de 2010, pelas 14h, entenderam elaborar a seguinte missiva, expondo ao Exmo. Sr. Director Regional de Educação do Norte a sua posição relativa à aplicação da Resolução do Conselho de Ministros n.º 44/2010, de 14 de Junho, onde se prevê a constituição de novos agrupamentos de escolas que englobem os actuais agrupamentos e as escolas ainda não agrupadas.

Apesar de concordarmos com os princípios gerais enumerados na Resolução do Conselho de Ministros, n.º 44/2010, de 14 de Junho, consideramos que uma consecução da aplicação deverá observar que:

Falta a avaliação das estruturas organizativas actuais que assumiram funções há um ou dois anos lectivos, com objectivos inscritos nos projectos educativos e cujo tempo decorrido ainda não permite uma avaliação séria e aferir da sua qualidade;

O direito de informação e o dever de audição das escolas e suas estruturas de gestão e administração, bem como das respectivas autarquias e outros elementos relevantes da Comunidade Escolar não foi acautelado;

Carece da análise dos projectos educativos das escolas envolvidas (cada escola tem uma identidade e história própria) e considerar a distância das escolas relativamente às escolas sede, compreendendo que não se trata apenas de proximidade física mas da proximidade pedagógica da direcção centro decisor executivo;

Carece da análise das consequências sociais de um processo de integração de múltiplas realidades, que origina inevitavelmente uma reorganização que altera dinâmicas e projectos com frutos comprovados no terreno, podendo em última instância, dar origem à dispensa de recursos docentes

e não docentes.

A optimização dos recursos das organizações, sendo uma necessidade e um desejo, não deve nem pode sobrepor-se ao objectivo primeiro da existência das escolas, que é prestar o serviço de educação de qualidade que prepare os jovens de hoje para serem os futuros recursos humanos qualificados do nosso país. Consideramos que a qualidade da educação não pode ser aferida por meros critérios de gestão económica ou organizacional, nem deve ser posta em causa sem uma avaliação prévia e séria do sistema de gestão e administração escolar. A realidade das escolas do Concelho de Vila Nova de Gaia e do país são suficientemente heterogéneas para que se justifique ser considerado contexto envolvente. Um modelo de gestão ainda mais distanciado da realidade de cada escola como aquele que se propõe agora, pressupõe a colaboração e o envolvimento de todos os actores educativos e das comunidades, algo que é, no actual contexto, difícil de impor por ordem ou decreto.

Neste contexto, no respeito e com a legitimidade daqueles que representamos, solicitamos:

A imediata suspensão do processo de agrupamentos proposto;

A avaliação do actual sistema de gestão e administração das escolas;

A avaliação externa das escolas tal como foi preconizado pelo governo;

O envolvimento das estruturas de gestão e administração dos actuais agrupamentos e escolas não agrupadas, e os representantes da Comunidade Educativa, nomeadamente autarquias e associações de pais, numa solução negociada onde todos se possam rever.

Os Presidentes dos Conselhos Gerais do Concelho de Vila Nova de Gaia signatários:

Anabela

Alves-Valadares)

Amaral

(Presidente

do

Conselho

Geral

da

Escola

Secundária

Dr.

Joaquim

Gomes

Ferreira

António Reimão (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Canelas)

Avelino Corbal Simões Azevedo (Presidente do Conselho Geral da Escola Secundária Oliveira do Douro)

Cristina Araújo Correia (Presidente do Conselho Geral do Escola S/3 Arquitecto Oliveira Ferreira)

Flora Maria P. S. Castanheira (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Avintes)

Helena Cristina L. Afonso (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Soares dos Reis)

José Cândido Lopes (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Santa Marinha)

José Manuel M. Borges Pereira (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas da Madalena)

Manuel Fernando de Sousa Oliveira (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Valadares)

Maria Isabel Costa R. M. Cardoso (Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Júlio Dinis)

Pedro Nuno Macedo Leite Silva (Presidente do Conselho Geral da Escola S/3 António Sérgio)