Sei sulla pagina 1di 2

MODULO I Fundamentos Fundamentos do psicodiagnstico

1.2.2

Fichamento de citao
CUNHA, Jurema A.. Psicodiagnstico V. 5. ed.. Porto Alegre; Artes Mdicas, 2000.
Estratgias de avaliao clnica:
MODULO
I Fundamentos
1.1.1
Psicodiagnstico
um processo cientfico, limitado no tempo, que utiliza
perspectivas em psicologia clnica
tcnicas e testes psicolgicos (input), em nvel individual ou no, seja para
Fichamento de citao
entender problemas luz de pressupostos tericos, identificar e avaliar aspectos
CUNHA,
Jurema
Psicodiagnstico
V. 5.
ed.. Porto
Artes Mdicas,
2000.
especficos,
sejaA..
para
classificar o caso
e prever
seuAlegre;
curso possvel,
comunicando
Psicodiagnstico
uma
feitasolues,
com propsitos
os resultados
(output), na
baseavaliao
dos quaispsicolgica,
so propostas
se for oclnicos;
caso.
portanto,
no
abarca
todos
os
modelos
de
avaliao
psicolgica
de
diferenas
(p. 26)
individuais (Cunha et alii, 1993; Cunha 1996).
de avaliao
psicolgica,
[...]base
aplicam-se
a uma variedade
de
OEstratgias
plano de avaliao
estabelecido
com
nas perguntas
ou hipteses
abordagens
e recursos
s
disposio
psiclogo no
processo mas
de avaliao.
iniciais, definindo-se
no
quais os do
instrumentos
necessrios,
como e (p.
19)
quando utiliz-los. (p. 26)
Elaborado por: Lus Gustavo Ferreira Novaes. Medidas e Avaliao em
Psicologia/Psicologia/Unime.
[...] Ino
se pode simplesmente
2016. transformar
uma tcnica projetiva num1.2.1
teste
MODULO
Fundamentos
Fundamentos
do psicodiagnstico
psicomtrico, embora muitas delas suportem o uso de procedimentos que
Fichamento
de citao
permitem avaliar
sua qualidade como medida. (p. 22)
Elaborado
por:
Lus
Gustavo Ferreira
Novaes.
Medidas
e Mdicas,
Avaliao
em
CUNHA, Jurema A..
Psicodiagnstico
V. 5. ed..
Porto Alegre;
Artes
2000.
Psicologia/Psicologia/Unime.
2016.
[...] o psicometrista utiliza
testes para obter dados, e, em sua abordagem,
o produto final muitas vezes uma srie de traos ou descries de capacidades.
(p. 24)
[...] a diviso dos transtornos em orgnicos e funcionais. [...] tiveram
especial importncia as obras de Freud e Kraepelin, caracterizando bem a
diferena entre estados neurticos e psicticos, dentre os transtornos classificados
como funcionais (no-orgnicos). (p. 24)
Elaborado por: Lus Gustavo Ferreira Novaes. Medidas e Avaliao em
Psicologia/Psicologia/Unime. 2016.