Sei sulla pagina 1di 54
DESENHO DE PROJETOS JOSEPH SALEM BARBAR
DESENHO DE PROJETOS
DESENHO
DE
PROJETOS

JOSEPH SALEM BARBAR

CORTES E SEÇÕES
CORTES
E
SEÇÕES
CORTES
CORTES

Definição

Cortar quer dizer dividir, seccionar, separar partes de

um todo.

Corte é um recurso utilizado em diversas áreas do ensino, para facilitar o estudo do interior dos objetos.

de um todo. Corte é um recurso utilizado em diversas áreas do ensino, para facilitar o
de um todo. Corte é um recurso utilizado em diversas áreas do ensino, para facilitar o
de um todo. Corte é um recurso utilizado em diversas áreas do ensino, para facilitar o
CORTES
CORTES

Definição

Corte é a representação da projeção ortogonal ao PV da

interseção de um plano perpendicular ao plano da

planta.

Trata-se de um recurso utilizado em desenho técnico para mostrar elementos internos de modelos complexos com maior clareza.

As representações em corte são normalizadas pela

ABNT, por meio da norma NBR 10.067 /1987.

CORTES
CORTES

Definição

Para facilitar a interpretação dos detalhes internos,

representados por linhas tracejadas, foi normalizada a

utilização de vistas em corte.

dos detalhes internos, representados por linhas tracejadas, foi normalizada a utilização de vistas em corte.
dos detalhes internos, representados por linhas tracejadas, foi normalizada a utilização de vistas em corte.
CORTES
CORTES
CORTES  A corresponde ao desenho da peça cortada pelo plano secante no ponto indicado pela

A

corresponde ao desenho da

peça cortada pelo plano

secante no ponto indicado pela linha de corte que vai

até “B”,

de A”

de frente

vista

considerando o sentido de

observação, indicado pelas

flechas colocadas na linha

de corte.

A

linha utilizada para

indicar o local onde a peça

será cortada, linha de corte,

é

e

pontos.

constituída

linha grossa

uma

de

traços

CORTES
CORTES
CORTES é identificada por letras colocadas em suas extremidades e o sentido de observação é identificado

é

identificada por letras

colocadas em suas extremidades e o sentido de observação é identificado por setas perpendiculares à

linha de corte.

A linha

de

corte

As mesmas letras que

identificam a linha de corte

são utilizadas para

identificar a vista resultante

do corte.

Onde houver intersecção

do plano

a

peça

hachuras.

colocadas

secante

com

são

CORTES
CORTES

Corte Total ou Pleno

Corte Total é aquele que atinge a peça em toda a sua

extensão, onde o plano de corte atravessa

completamente a peça.

O plano de corte atravessa completamente a peça,

atingindo suas partes maciças.

corte atravessa completamente a peça. O plano de corte atravessa completamente a peça, atingindo suas partes
corte atravessa completamente a peça. O plano de corte atravessa completamente a peça, atingindo suas partes
CORTES
CORTES

Corte Total ou Pleno

Os cortes podem ser representados em qualquer das

vistas do desenho técnico mecânico.

A escolha da vista onde o corte é representado depende

dos elementos que se quer destacar e da posição de

onde o observador imagina o corte.

Corte na vista frontal

Corte na vista superior

Corte na vista lateral esquerda

CORTES
CORTES

Corte na Vista Frontal

CORTES Corte na Vista Frontal
CORTES Corte na Vista Frontal
CORTES Corte na Vista Frontal
CORTES Corte na Vista Frontal
CORTES Corte na Vista Frontal
CORTES
CORTES

Corte na Vista Frontal

Indicação do plano de corte

A vista superior e a vista lateral esquerda não devem ser representadas em corte porque o observador não as imaginou atingidas pelo plano de corte.

A vista frontal está representada em corte porque o

observador imaginou o corte vendo o modelo de frente.

Sob a vista representada em corte, no caso a vista frontal, é

indicado o nome do corte: Corte AA.

o modelo de frente. Sob a vista representada em corte, no caso a vista frontal, é
o modelo de frente. Sob a vista representada em corte, no caso a vista frontal, é
CORTES
CORTES

Corte na Vista Superior

CORTES Corte na Vista Superior
CORTES Corte na Vista Superior
CORTES Corte na Vista Superior
CORTES Corte na Vista Superior
CORTES
CORTES

Corte na Vista Superior

Indicação do plano de corte

A vista superior e a vista lateral esquerda não devem ser representadas em O corte aparece representado na vista superior.

As partes maciças atingidas pelo corte foram hachuradas.

A vista frontal e a vista lateral esquerda estão representadas

sem corte, porque o corte imaginado atingiu apenas a vista

superior.

e a vista lateral esquerda estão representadas sem corte, porque o corte imaginado atingiu apenas a
CORTES
CORTES

Corte na Vista Superior

Indicação do plano de corte

O nome do corte: Corte AA aparece sob a vista superior, que é a vista representada em corte.

A indicação do plano de corte, na vista frontal, coincide com a

linha de centro dos furos redondos.

As setas, ao lado das letras que dão nome ao corte, indicam a

direção em que o corte foi imaginado.

Quando o corte é imaginado na vista superior, a indicação do local por onde passa o plano de corte pode ser representada na vista frontal ou na vista lateral esquerda.

indicação do local por onde passa o plano de corte pode ser representada na vista frontal
indicação do local por onde passa o plano de corte pode ser representada na vista frontal
CORTES
CORTES

Corte na Vista Lateral Esquerda

CORTES Corte na Vista Lateral Esquerda
CORTES Corte na Vista Lateral Esquerda
CORTES
CORTES

Corte na Vista Lateral Esquerda

Indicação do plano de corte

O plano de corte, que é paralelo ao plano de projeção lateral, recebe o nome de plano transversal.

Na vista lateral, o furo quadrado, atingido pelo corte, aparece

representado pela linha para arestas e contornos visíveis.

As partes maciças, atingidas pelo corte, são representadas

hachuradas.

pela linha para arestas e contornos visíveis. As partes maciças, atingidas pelo corte, são representadas hachuradas.
pela linha para arestas e contornos visíveis. As partes maciças, atingidas pelo corte, são representadas hachuradas.
CORTES
CORTES

Corte na Vista Lateral Esquerda

Indicação do plano de corte

O furo redondo, visível pelo observador, também é representado pela linha para arestas e contornos visíveis.

Nas vistas ortográficas deste modelo em corte transversal, a

vista frontal e a vista superior são representadas sem corte.

Quando o corte é representado na vista lateral, a indicação do

plano de corte tanto pode aparecer na vista frontal como na

vista superior.

na vista lateral, a indicação do plano de corte tanto pode aparecer na vista frontal como
na vista lateral, a indicação do plano de corte tanto pode aparecer na vista frontal como

CORTES

Corte Total ou Pleno

Projetos Arquitetônicos
Projetos Arquitetônicos

Atinge toda a extensão do projeto.

O corte pleno pode ser transversal, isto é no menor sentido da edificação, ou longitudinal quando é no maior sentido da edificação.

ser transversal, isto é no menor sentido da edificação, ou longitudinal quando é no maior sentido
ser transversal, isto é no menor sentido da edificação, ou longitudinal quando é no maior sentido

CORTES

Corte Total ou Pleno

Projetos Arquitetônicos
Projetos Arquitetônicos
CORTES Corte Total ou Pleno Projetos Arquitetônicos
CORTES
CORTES

Meio Corte

O meio-corte é aplicado em apenas metade da extensão da peça.

Utilizado na representação de peças ou modelos

simétricos longitudinal e transversalmente.

ou modelos simétricos longitudinal e transversalmente. Modelo simétrico longitudinal e transversalmente. Modelo

Modelo simétrico longitudinal e transversalmente.

longitudinal e transversalmente. Modelo simétrico longitudinal e transversalmente. Modelo simétrico longitudinal.

Modelo simétrico longitudinal.

CORTES
CORTES

Meio Corte

CORTES Meio Corte
CORTES Meio Corte
CORTES Meio Corte
CORTES Meio Corte
CORTES
CORTES

Meio Corte - Vistas

CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES
CORTES

Meio Corte - Vistas

CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES
CORTES

Meio Corte - Vistas

CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES
CORTES

Meio Corte - Vistas

CORTES Meio Corte - Vistas
CORTES Meio Corte - Vistas

CORTES

Meio Corte

Projetos Arquitetônicos
Projetos Arquitetônicos

O meio corte é utilizado quando uma planta possui uma

linha de simetria, então metade da representação da

edificação é mostrada em corte e a outra metade

permanece em vista.

de simetria, então metade da representação da edificação é mostrada em corte e a outra metade
CORTES
CORTES

Corte Parcial

Nesses casos, não é necessário imaginar cortes que

atravessem toda a extensão da peça.

É suficiente representar um corte que atinja apenas os

elementos que se deseja destacar.

toda a extensão da peça. É suficiente representar um corte que atinja apenas os elementos que
toda a extensão da peça. É suficiente representar um corte que atinja apenas os elementos que
toda a extensão da peça. É suficiente representar um corte que atinja apenas os elementos que
CORTES
CORTES

Corte Parcial

Mais de um corte parcial no desenho

CORTES Corte Parcial Mais de um corte parcial no desenho
CORTES
CORTES

Corte Parcial

O corte parcial pode ser representada em qualquer das vistas do desenho.

CORTES Corte Parcial O corte parcial pode ser representada em qualquer das vistas do desenho.
CORTES Corte Parcial O corte parcial pode ser representada em qualquer das vistas do desenho.

CORTES

Corte Parcial

Projetos Arquitetônicos
Projetos Arquitetônicos

Este corte é utilizado quando se deseja focalizar algum

detalhe da edificação, então apenas uma parte da planta é

cortada.

O corte parcial é delimitado por uma linha contínua estreita à mão livre ou por uma linha estreita em

ziguezague conforme NBR 8403.

é delimitado por uma linha contínua estreita à mão livre ou por uma linha estreita em
SEÇÕES
SEÇÕES

Definição

Secionar quer dizer cortar.

A representação em seção também é feita imaginando-

se que a peça sofreu corte.

É um recurso adequado para mostrar a forma de partes

internas da peça.

Seção é um corte que representa somente a intersecção

do plano secante com a peça.

Em outras palavras, a seção representa a forma de um determinado ponto da peça.

SEÇÕES
SEÇÕES
SEÇÕES Representação em corte. Representação em seção.
SEÇÕES Representação em corte. Representação em seção.

Representação em corte.

SEÇÕES Representação em corte. Representação em seção.

Representação em seção.

SEÇÕES
SEÇÕES

Enquanto a representação em corte mostra as partes

maciças atingidas pelo corte e outros elementos, a

representação em seção mostra apenas a parte

atingida pelo corte.

maciças atingidas pelo corte e outros elementos, a representação em seção mostra apenas a parte atingida
maciças atingidas pelo corte e outros elementos, a representação em seção mostra apenas a parte atingida
maciças atingidas pelo corte e outros elementos, a representação em seção mostra apenas a parte atingida
SEÇÕES
SEÇÕES

Nos desenhos técnicos de peças, a seção pode ser

representada:

fora da vista dentro da vista

interrompendo a vista

SEÇÕES
SEÇÕES

Seção fora da vista

SEÇÕES Seção fora da vista Obs: em desenho técnico, para indicar que uma superfície é plana,
SEÇÕES Seção fora da vista Obs: em desenho técnico, para indicar que uma superfície é plana,

Obs: em desenho técnico, para indicar que uma superfície é plana, obtida a partir de superfície cilíndrica, utiliza-se duas linhas cruzadas.

SEÇÕES
SEÇÕES

Seção fora da vista

SEÇÕES Seção fora da vista A seção aparece ligada à vista por uma linha traço e

A seção aparece ligada à vista por uma linha traço e

ponto estreita, que indica o local por onde se imaginou

passar o plano de corte.

Uma vez que a relação entre a seção e a parte da peça

que ela representa é evidente por si, não é necessário

dar nome à seção.

SEÇÕES
SEÇÕES

Seções sucessivas fora da vista

Quando se tratar de uma peça com vários elementos diferentes, é aconselhável imaginar várias seções sucessivas para analisar o perfil de cada elemento.

elementos diferentes, é aconselhável imaginar várias seções sucessivas para analisar o perfil de cada elemento.
elementos diferentes, é aconselhável imaginar várias seções sucessivas para analisar o perfil de cada elemento.
SEÇÕES
SEÇÕES

Seções sucessivas fora da vista

SEÇÕES Seções sucessivas fora da vista
SEÇÕES
SEÇÕES

Seção dentro da vista

SEÇÕES Seção dentro da vista Para representar o contorno da seção dentro da vista, usa-se a
SEÇÕES Seção dentro da vista Para representar o contorno da seção dentro da vista, usa-se a
SEÇÕES Seção dentro da vista Para representar o contorno da seção dentro da vista, usa-se a
SEÇÕES Seção dentro da vista Para representar o contorno da seção dentro da vista, usa-se a

Para representar o contorno da seção dentro da vista,

usa-se a linha contínua estreita.

A parte maciça é representada hachurada.

Quando a seção aparece rebatida dentro das vistas do

desenho técnico, ela não vem identificada pela palavra

seção, seguida de letras do alfabeto.

Na seção dentro das vistas também não aparece a indicação do plano de corte.

SEÇÕES
SEÇÕES

Seção interrompendo a vista

SEÇÕES Seção interrompendo a vista Quando a seção é representada interrompendo as vistas do desenho técnico,
SEÇÕES Seção interrompendo a vista Quando a seção é representada interrompendo as vistas do desenho técnico,
SEÇÕES Seção interrompendo a vista Quando a seção é representada interrompendo as vistas do desenho técnico,
SEÇÕES Seção interrompendo a vista Quando a seção é representada interrompendo as vistas do desenho técnico,

Quando a seção é representada interrompendo as vistas do desenho técnico, ela não vem identificada pela palavra seção, seguida pelas letras do alfabeto.

Na seção interrompendo as vistas não aparece a linha

indicativa de corte.

A interrupção da vista é feita pela linha de ruptura.

SEÇÕES
SEÇÕES

Seções enegrecidas

Quando a área da seção é a de um perfil de pouca espessura, ao invés de se representarem as hachuras, o local é enegrecido.

As seções enegrecidas tanto podem ser representadas

fora das vistas como dentro das vistas, ou, ainda,

interrompendo as vistas.

enegrecidas tanto podem ser representadas fora das vistas como dentro das vistas, ou, ainda, interrompendo as
SEÇÕES
SEÇÕES
Projetos Arquitetônicos
Projetos Arquitetônicos

As seções indicam apenas a intersecção do plano secante com o objeto, desprezando a parte que fica depois do plano.

As seções indicam apenas a intersecção do plano secante com o objeto, desprezando a parte que
SEÇÕES
SEÇÕES
Encurtamento
Encurtamento

Certos tipos de peças, que apresentam formas longas e constantes, podem ser representadas de maneira mais prática.

O recurso utilizado em desenho técnico para representar

estes tipos de peças é o encurtamento.

maneira mais prática. O recurso utilizado em desenho técnico para representar estes tipos de peças é
maneira mais prática. O recurso utilizado em desenho técnico para representar estes tipos de peças é
SEÇÕES
SEÇÕES
Encurtamento e Seção
Encurtamento e Seção

É muito comum, em desenho técnico, a seção aparecer na representação com encurtamento.

Aplicando encurtamento e seção num mesmo desenho, economiza-se tempo e espaço.

na representação com encurtamento. Aplicando encurtamento e seção num mesmo desenho, economiza-se tempo e espaço.
na representação com encurtamento. Aplicando encurtamento e seção num mesmo desenho, economiza-se tempo e espaço.
SEÇÕES
SEÇÕES
Interrupções de objetos
Interrupções de objetos

Elementos de grande extensão não são representados em sua totalidade, fazem-se interrupções no elemento e apenas as partes que contém detalhes são desenhadas.

O comprimento total é mostrado na cota correspondente.

elemento e apenas as partes que contém detalhes são desenhadas. O comprimento total é mostrado na
HACHURAS
HACHURAS

A finalidade das hachuras é indicar as partes maciças, evidenciando as áreas de corte.

As hachuras são constituídas de linhas finas,

eqüidistantes e traçadas a 45° em relação aos contornos

ou aos eixos de simetria da peça.

de linhas finas, eqüidistantes e traçadas a 45° em relação aos contornos ou aos eixos de
HACHURAS
HACHURAS

O espaçamento entre as hachuras deverá variar com o

tamanho da área a ser hachurada (a) e (b).

Quando a área a ser hachurada for muito grande pode-

se colocar as hachuras acompanhando o contorno da peça (c).

Em uma mesma peça as hachuras devem ter uma só

direção.

se colocar as hachuras acompanhando o contorno da peça (c). Em uma mesma peça as hachuras
HACHURAS
HACHURAS

Havendo necessidade de fazer qualquer inscrição na

área hachurada, deve-se interromper as hachuras para

deixar bem nítida a inscrição feita.

qualquer inscrição na área hachurada, deve-se interromper as hachuras para deixar bem nítida a inscrição feita.
HACHURAS
HACHURAS

As hachuras de peças com espessura muito pequena,

peças delgadas, são representadas em preto, com filetes

brancos separando as partes contíguas.

espessura muito pequena, peças delgadas, são representadas em preto, com filetes brancos separando as partes contíguas.
HACHURAS
HACHURAS

Nos desenhos de conjuntos as peças adjacentes devem

ser hachuradas em direções diferentes.

A vista em corte com variação das direções e dos

espaçamentos das hachuras permite a identificação dos limites de cada peça e facilita bastante a interpretação

do desenho.

das hachuras permite a identificação dos limites de cada peça e facilita bastante a interpretação do
HACHURAS
HACHURAS
HACHURAS Conjunto de peças, desenhadas montadas, sem corte e em corte.

Conjunto de peças, desenhadas montadas, sem corte e em corte.

HACHURAS
HACHURAS

Tipos

Existem normas específicas que permitem a utilização das hachuras para indicar o tipo do material da peça.

Tipos Existem normas específicas que permitem a utilização das hachuras para indicar o tipo do material
HACHURAS
HACHURAS
Projetos Arquitetônicos
Projetos Arquitetônicos

As hachuras são representações das partes maciças da edificação que foram atingidas pelo corte.

Arquitetônicos As hachuras são representações das partes maciças da edificação que foram atingidas pelo corte.
FIM
FIM