Sei sulla pagina 1di 9
1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA P ATRÍCIA L
1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA P ATRÍCIA L
1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA P ATRÍCIA L

1

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software

FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA

PATRÍCIA LIMA 1 , ALEXANDRE ALMEIDA, 2 , LAÉCIO 3 , OTAVIO 4, , PEDRO HENRIQUE 5 , DAIRO 6 ,EDUARDO RADICHHI 7

LUA FAGUNDES 8

PROFESSOR ORIENTADOR DA DISCIPLINA INFRA-ESTRUTURA DE SOFTWARE

2 Alunos do 2º semestre do curso de Gestão da Tecnologia da Informação da Faculdade SENAC-DF - Unidade 903

E-mails: "Alexandre Almeida" <alexandre-henrique-bh@hotmail.com>, "Dairo Senac" <dairo_djkronos@hotmail.com>,"Eduardo Radicchi" <eduardoradicchicarvalho@gmail.com>, "Laécio" <pedro.novoser@gmail.com>, "luan" <luanfagundes007@gmail.com>, "Otavio Gushiken" <oyg1@hotmail.com>, "Pedro Henrique" <pedrohbs@hotmail.com>,"Patrícia Lima" <patyalima@gmail.com>,

Data: (Out/2010)

Resumo: Apresenta-se neste um Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software englobando proposta detalhada de especificação de arquitetura de software para o Hospital Mater Day.

O projeto inicia-se com uma apresentação resumida da empresa e os requisitos funcionais do sistema. São

apresentados os objetivos do sistema em voga e área de negócio a ser abrangida. Este projeto está em

consonância com os documentos de visão, de especificação de caso de uso, de requisitos e outros docu-

mentos elaborados na disciplina de engenharia de software. São apresentados neste projeto os seguintes

diagramas da UML: Caso de Uso, de Classes, de Implantação, de Componentes, de Atividades, etc.

Palavras-chave: Arquitetura de Sistemas, UML, etc

1. Introdução

O projeto proporcionará uma visão dos principais itens de arquitetura de software na elaboração e desenvol-

vimento do Sistema de Gerenciamento da Farmácia do Hospital Mater Day FARMAINFOR. O principal

objetivo do Sistema FARMAINFOR é organizar, controlar, mapear, registrar e relatar todos os procedimentos

que envolva a aquisições e distribuições dos produtos estocados na farmácia, visando à melhoria adminis-

trativa e organizacional da farmácia, garantindo a satisfação dos usuários.

2. A Organização

Humanismo, pioneirismo e excelência são as três vertentes que norteiam as atividades do Hospital Mater

Day.Trabalhar pelo bem-estar das pessoas para proporcionar uma vida plena e saudável é o foco da aten-

ção à saúde no Hospital Mater Day.

2.1 Ramo de Atividade

Hospitalar

2.2 Missão da Organização

Proporcionar atendimento médico hospitalar de excelência dentro do mais alto padrão científico e tecnológi-

co.

3. Objetivos do Sistema 2 3.1 Geral Oferecer maior agilidade eficiência e eficácia no gerenciamento
3. Objetivos do Sistema 2 3.1 Geral Oferecer maior agilidade eficiência e eficácia no gerenciamento

3. Objetivos do Sistema

3. Objetivos do Sistema 2 3.1 Geral Oferecer maior agilidade eficiência e eficácia no gerenciamento da

2

3.1 Geral

Oferecer maior agilidade eficiência e eficácia no gerenciamento da Farmácia, Objetivando-se com este pro- jeto a modernização do sistema de controle e gerenciamento da farmácia do Hospital Mater Day.

Com a implantação do software o sistema disponibilizará recursos em formato Web para que os profissio- nais possam fazer provisão de produtos listados no estoque, irá gerar aumento da qualidade na prestação dos serviços ofertados pela farmácia, que deverá funcionar de forma ágil e célere.

3.2 Específicos

Com a implementação do FARMAINFOR, pretende-se alcançar uma melhor prática para o gerenciamento da farmácia, com os seguintes objetivos em relação a(o)(s):

Funcionário da Farmácia

Manter Controle de Estoque;

Manter Categoria;

Manter Cadastro de produtos;

Manter cadastro de Fabricantes;

Manter Agendamento;

Manter Relatórios.

Médico

Manter Agendamento;

Manter cadastro de pacientes;

Manter Relatórios;

Responsável por emitir receitas e prescrições.

Enfermeiro

Manter Agendamento;

Manter cadastro de pacientes;

Manter Relatórios.

Atendentes de consultórios

Manter Agendamento;

Manter cadastro de pacientes;

Manter Relatórios.

Gerente da Farmácia

Manter cadastro de Funcionários;

Manter Controle de Estoque;

Manter Categoria;

Manter Cadastro de Produtos;

Manter Cadastro de Fabricantes;

Manter Agendamento;

 Manter Relatórios;  Manter cadastro de pacientes; 3 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)

Manter Relatórios;

Manter cadastro de pacientes;

 Manter Relatórios;  Manter cadastro de pacientes; 3 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
 Manter Relatórios;  Manter cadastro de pacientes; 3 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)

3

4. Diagrama de Caso de Uso 4 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
4. Diagrama de Caso de Uso 4 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
4. Diagrama de Caso de Uso 4 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)

4. Diagrama de Caso de Uso

4

4. Diagrama de Caso de Uso 4 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
5. Diagrama de Classes 5 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
5. Diagrama de Classes 5 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
5. Diagrama de Classes 5 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)

5. Diagrama de Classes

5

5. Diagrama de Classes 5 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
6. Diagrama de Sequência 6 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
6. Diagrama de Sequência 6 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
6. Diagrama de Sequência 6 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)

6. Diagrama de Sequência

6

6. Diagrama de Sequência 6 Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
7 7. Diagrama de Atividade Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
7 7. Diagrama de Atividade Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
7 7. Diagrama de Atividade Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)

7

7. Diagrama de Atividade

7 7. Diagrama de Atividade Projeto FARMAINFOR (Hospital Mater Day)
8 8. Diagrama de Implantação 9. Arquitetura do sistema O tipo de arquitetura definida para
8 8. Diagrama de Implantação 9. Arquitetura do sistema O tipo de arquitetura definida para
8 8. Diagrama de Implantação 9. Arquitetura do sistema O tipo de arquitetura definida para

8

8. Diagrama de Implantação

8 8. Diagrama de Implantação 9. Arquitetura do sistema O tipo de arquitetura definida para projeto

9. Arquitetura do sistema

O tipo de arquitetura definida para projeto do sistema FARMAINFOR é do tipo Cliente x Servidor, sua principal característica e a descentralização de dados e de recursos de processa- mento. Com o diagrama de implantação, o qual foi referido no tópico anterior, descreve-se o se- guinte esquema:

Cliente: as estações cliente farão o acesso a aplicação via browser através de um navegador de internet.

Servidor de aplicação: Todos os módulos deste servidor serão desenvolvidos na linguagem de PHP 5.0, que tem como finalidade desenvolver soluções web mais rápidos, simples e eficientes e que estará disponível no servidor de Apache 2.2.

Servidor: O SGBD Sistema Gerenciador de Banco de Dados será um MySQL 5.1, por possuir características como portabilidade, confiabilidade, e compatibilida- de com diversas linguagens de programação, ótimo desempenho e estabilidade e facilidade para utiliza manuseio.

Observa-se que as aplicações estão sendo realizados em duas camadas uma cliente e o ou- tro servidor.

9 10. Conclusão Após definição do tema a ser desenvolvido para o projeto, desenvolvemos uma
9 10. Conclusão Após definição do tema a ser desenvolvido para o projeto, desenvolvemos uma
9 10. Conclusão Após definição do tema a ser desenvolvido para o projeto, desenvolvemos uma

9

10. Conclusão

Após definição do tema a ser desenvolvido para o projeto, desenvolvemos uma pesquisa junto ao Hospital Mater Day, para adquirir embasamento suficiente de toda a problemática a ser encontrada para o Gerenci- amento da Farmácia do Hospital, entretanto foram realizadas várias reuniões com o Hopital Mater Day e a Maximus Software Soluções Tecnológicas LTDA, empresa contratada para o desenvolvimento do sistema de Gerenciamento FAMAINFOR.

O Software será desenvolvido para atender o gerenciamento da farmácia do hospital Mater Day, visando à

melhoria organizacional e maior agilidades na distribuição dos produtos estocados, garantindo a satisfação dos usuários.

Os usuários são parte primordial para o desenvolvimento do sistema, por saberem quais são os maiores problema enfrentados pela empresa, desse modo conseguem demonstra todas as necessidades e priorida- des para o sucesso do desenvolvimento do sistema. Desse modo é essencial estipular metas e definir bem os objetivos, para que possa ser decidido o melhor caminho a ser percorrido para chegar a uma coleta de dados satisfatória.

Dificuldades Principal dificuldade encontrada foi devido ao fato de ser uma área especifica o hospital, havendo a necessi- dade da empresa contratante aprofundar-se ao tema para uma melhor compreensão das necessidades a- pontadas pela empresa. Entretanto uma grande dificuldade encontrada foi fazer com que os usuários explicassem de forma clara os problemas, dificuldades e possíveis soluções, para o desenvolvimento do sistema de gerenciamento da far- mácia, garantindo de forma sistêmica e dinâmica um melhor aproveitamento das informações fornecidas.

Ganhos

O gerenciamento completo da farmácia e o maior ganho para o Hospital Mater Day, garantindo que os pro-

dutos sejam adquiridos e distribuídos com agilidade, mantendo um histórico de todas as ações realizadas no decorrer da utilização do sistema, podendo também identificar quem efetuou tal atividade que possa ser do agendamento ao cadastro de estoque entre outras, desse modo o sistema poderá gerar relatórios de vários formatos de acordo com a necessidade.

11. Referências Bibliográficas

FERNANDES, Aguinaldo Aragon e TEIXEIRA, Descartes de Souza. Fábrica de software: implantação e gestão de operações. São Paulo: Atlas, 2004.

GUEDES, Gillieanes T. A., UML Uma abordagem prática, São Paulo, 2004. Editora Novatec. ISBN: 85 7522 052 7. KRUCHEN, Philippe. Introdução ao RUP Rational Unified Process. Rio de Janeiro: Ciência Moderna Ltda, 2003. MENDES, Antônio. Arquitetura de software. São Paulo: Campus, 2002. PAULO FILHO, Wilson de Pádua. Engenharia de Software: fundamentos, métodos e técnicas. 2ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2003. SHAW, Alan C. Sistemas e software de tempo real. São Paulo: Bookman, 2003.

em:

SILVA,

http://edilms.eti.br/index.php?page=ensino, acesso em: 14/jun/2009. TAURION, Cezar. Software livre: potencialidade e modelos de negócio. São Paulo: Brasport, 2004.

Edilberto

Magalhães.

“Site

do

Professor

Edilberto

Silva”,

disponível