Sei sulla pagina 1di 4
BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 6.b – HISTOLOGIA VEGETAL ORIENTAÇÕES A lista 10.b contém

BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado)

LISTA 6.b HISTOLOGIA VEGETAL

ORIENTAÇÕES

A lista 10.b contém mais questões sobre tecidos vegetais. Resolva todos os exercícios com foco e muita atenção e lembre-se sempre de treinar a escrita das respostas nas questões discursivas. Bons estudos! =D

RESUMO TEÓRICO

As plantas são compostas por tecidos vegetais, os quais são formados por células semelhantes. Podem ser divididos em dois grupos:

Tecidos meristemáticos: primário (localizado nas gemas, promovem o crescimento em altura) e secundário (promovem o crescimento em circunferência). Formados por células indiferenciadas e com alto poder de realizar mitose. Têm como função o crescimento da planta e a formação dos tecidos permanentes;

Tecidos permanentes: são classificados de acordo com a função que exercem.

Tecidos de condução: xilema (conduz seiva bruta) e floema (conduz seiva elaborada); Tecidos de sustentação: xilema, colênquima e esclerênquima. Fornecem sustentação mecânica; Tecidos de revestimento: epiderme e súber. Protegem a planta e realizam trocas gasosas; Parênquimas: aerífero (armazena ar), clorofiliano (realiza fotossíntese), aquífero (armazena água) e amilífero (armazena amido). Preenchem os espaços entre os demais tecidos;

amido). Preenchem os espaços entre os demais tecidos; TIPOS DE   FUNÇÕES TECIDOS TECIDOS
amido). Preenchem os espaços entre os demais tecidos; TIPOS DE   FUNÇÕES TECIDOS TECIDOS

TIPOS DE

 

FUNÇÕES

TECIDOS

TECIDOS

 

Gemas laterais e apicais (vivo)

Crescimento em

comprimento

Meristemas

Câmbio (vivo)

Crescimento secundário, em espessura (origina o xilema e o floema)

Felogênio (vivo)

Origina o súber

 

Epiderme (vivo)

Revestimento

Súber (morto)

Xilema (morto)

Condução de seiva

Floema (vivo)

Colênquima (vivo)

 

Permanentes

Esclerênquima

Sustentação

(morto)

 

Preenchimento

Parênquimas

Fotossíntese

(vivos)

Armazenamento (água, amido ou ar)

EXERCÍCIO RESOLVIDO

1. (Fuvest) Enquanto a clonagem de animais é um evento relativamente recente no mundo científico, a clonagem de plantas vem ocorrendo já há algumas décadas com relativo sucesso. Células são retiradas de uma planta-mãe e, posteriormente, são cultivadas em meio de cultura, dando origem a uma planta inteira, com genoma idêntico ao da planta-mãe. Para que o processo tenha maior chance de êxito, deve-se retirar as células:

a) do ápice do caule.

b) da zona de pelos absorventes da raiz.

c) do parênquima dos cotilédones.

d) do tecido condutor em estrutura primária.

e) da parede interna do ovário.

Resolução:

A clonagem de plantas é obtida, normalmente, a partir de tecidos meristemáticos encontrados nos ápices dos caules. Também há tecidos meristemáticos nas raízes, porém estes não se encontram na zona dos pelos absorventes Alternativa A.

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1. (Fuvest 2013) A prática conhecida como Anel de Malpighi consiste na retirada de um anel contendo alguns tecidos do caule ou dos ramos de uma angiosperma. Essa prática leva à morte da planta nas seguintes condições:

 

Partes

Órgão do qual o anel foi retirado

Tipo(s) de

planta

retiradas no

anel

 

Periderme,

 

parênquima e

Caule

floema

 

Epiderme,

 

parênquima e

Ramo

xilema

 

Epiderme e

Caule ou

parênquima

ramo

 

Periderme,

 

Eudicotiledônea

parênquima e

floema

Caule ou

ramo

Eudicotiledônea

Periderme,

 

parênquima e

Caule

 

xilema

a) Eudicotiledônea

b) Eudicotiledônea

c) Monocotiledônea

d) Monocotiledônea

e) Monocotiledônea

2. (PUC-RJ 2013) As plantas, assim como os animais, apresentam órgãos compostos de diferentes tecidos, e esses tecidos apresentam diferentes funções:

revestimento; assimilação e reserva; sustentação; condução. Os tecidos que desempenham essas funções são, respectivamente:

4.

(UFSM 2012) Segundo alguns autores, o “Abaporu”,

de Tarsila do Amaral, homenageia o povo sofrido dos trabalhadores da época; o sol inclemente e o cacto representam, ali, sua dura rotina. Essa planta se adapta bem ao meio ambiente. Em geral, dispensa as folhas para a fotossíntese e armazena água para sobreviver. Que tecido vegetal está envolvido nesses dois processos fisiológicos?

a) epiderme, parênquima, floema, esclerênquima.

b) colênquima, epiderme, xilema, parênquima.

 

c) epiderme, esclerênquima, xilema, parênquima.

a)

Parênquima.

d) epiderme, parênquima, esclerênquima, floema.

b) Xilema.

e) parênquima, colênquima, floema, esclerênquima.

c) Meristema.

d) Periderme.

3. (UEG 2012) Na maioria das plantas terrestres, a água é absorvida pelas raízes, deslocando-se pelo corpo do vegetal como ilustrado na figura a seguir.

e)

Esclerênquima.

5.

(PUC-RJ 2012) Considerando a histologia vegetal

 
  ciência que estuda os tecidos biológicos vegetais – é errado afirmar que:

ciência que estuda os tecidos biológicos vegetais é errado afirmar que:

a)

os tecidos de revestimento dos vegetais são hipo-

derme e endoderme.

b)

os tecidos de condução dos vegetais são xilema e

floema.

c)

os tecidos de sustentação dos vegetais são colên-

quima e esclerênquima.

d)

os meristemas são responsáveis por formar os teci-

dos das plantas.

e)

os tecidos que atuam no armazenamento de

substâncias, na fotossíntese e no transporte de substâncias a curta distância são os parênquimas.

6.

(UFRGS 2011) A planta denominada erva-de-passa-

rinho é uma hemiparasita. Nesse caso, o tecido vegetal da árvore hospedeira, onde os elementos nutritivos são

absorvidos, é o:

a)

colênquima,

b)

floema.

c) esclerênquima.

d) parênquima.

e)

xilema.

7.

(UEM 2011) Com relação aos tecidos e aos órgãos

vegetais, assinale o que for correto.

01)

As trocas gasosas que ocorrem no caule áspero e

A respeito das células e dos tecidos envolvidos no deslocamento da água, é correto afirmar:

rugoso de uma planta com crescimento secundário são possíveis graças aos estômatos presentes na epiderme. 02) A epiderme é substituída pela endoderme nos

a)

em 1, são encontradas células jovens, cujas paredes

suberificadas favorecem a absorção por osmose da água do solo.

vegetais que apresentam súber na fase de crescimento secundário.

b) em 2, são encontradas células de condução, cuja presença de parede celular secundária e ausência de protoplasto favorecem o transporte da água.

04)

Os pulgões, parasitas de plantas, são alimentados

pela seiva retirada do floema, em que há substâncias

orgânicas.

c)

em 3, são encontrados os estômatos, cuja principal

08)

Ao ser cortado o ápice de um caule, surgem ramos

função para a planta é a perda de água na forma de vapor. d) em 4, são encontradas células embrionárias, mitoticamente ativas, cujo intenso consumo hídrico irá determinar o deslocamento vertical da água na planta.

novos em decorrência da ação dos meristemas secundários (câmbio vascular e felogênio).

16)

Um ramo com flores brancas apresentou algumas

pétalas coloridas ao ser colocado em um recipiente contendo água de cor vermelha. O xilema é o tecido envolvido diretamente nesse processo.

8. (Ufscar) Nas angiospermas, a condução da seiva

bruta (água e sais minerais) ocorre das raízes até as

folhas, as quais podem estar situadas dezenas de

metros acima do nível do solo. Nesse transporte estão

envolvidos

a) elementos do xilema, no interior dos quais as

moléculas de água se mantêm unidas por forças de

coesão.

b) elementos do floema, no interior dos quais as

moléculas de água se mantêm unidas por pressão

osmótica.

c) elementos do parênquima, dentro dos quais as

moléculas de água se mantêm unidas por pressão

osmótica e forças de coesão.

d) elementos do parênquima e floema, dentro dos quais

as moléculas de água se mantêm unidas por forças de

coesão.

e) elementos do xilema e do floema, dentro dos quais

as moléculas de água se mantêm unidas por pressão osmótica.

9. (Ufscar) Se retirarmos um anel da casca de um

ramo lateral de uma planta, de modo a eliminar o floema, mas mantendo o xilema intacto, como mostrado na figura, espera-se que:

o xilema intacto, como mostrado na figura, espera-se que: a) o ramo morra, pois os vasos

a) o ramo morra, pois os vasos condutores de água e

sais minerais são eliminados e suas folhas deixarão de

realizar fotossíntese.

b) o ramo morra, pois os vasos condutores de

substâncias orgânicas são eliminados e suas folhas

deixarão de receber alimento das raízes.

c) o ramo continue vivo, pois os vasos condutores de

água e sais minerais não são eliminados e as folhas continuarão a realizar fotossíntese.

d) o ramo continue vivo, pois os vasos condutores de

substâncias orgânicas não são eliminados e suas

folhas continuarão a receber alimento das raízes.

e) a planta toda morra, pois a eliminação do chamado

anel de Malpighi, independentemente do local onde

seja realizado, é sempre fatal para a planta.

10. (PUC-PR) Ao microscópio óptico, ao ser observado um certo tecido, em corte transversal, foi possível identificar as seguintes características citológicas:

I - Células vivas.

II - Membranas celulósicas cutinizadas.

III - Citoplasma sem cloroplasto.

IV - Células intimamente unidas.

Baseado nessas características, podemos afirmar:

a)

É epiderme vegetal.

b)

Pode se tratar de um tecido animal.

c)

Corresponde ao floema responsável pelo transporte

da

seiva elaborada.

d)

É o meristema primário responsável pelo crescimen-

to do vegetal.

e) É o meristema secundário responsável pelo cresci-

mento do vegetal em espessura.

11. (UFPR 2013) Colênquima e esclerênquima são tecidos comumente encontrados em caules e raízes. O colênquima é um tecido plástico, enquanto que o esclerênquima é um tecido elástico. Considere uma árvore e seus galhos, em um dia de muito vento. Os galhos todos balançam vigorosamente. Você acha que

os tecidos localizados internamente nos galhos devem

ser plásticos ou elásticos? Qual tecido você espera encontrar no interior dos galhos? Explique sua escolha.

12. (UFMG 2008) Faça o que se pede:

a) Analise estas figuras.

(UFMG 2008) Faça o que se pede: a) Analise estas figuras. O aparelho bucal do inseto

O aparelho bucal do inseto representado em I pode

atingir o tecido X ou o tecido Y da planta hospedeira,

ambos indicados no esquema II. Considerando as informações fornecidas por essas figuras, RESPONDA:

Pela análise do líquido que se vê extravasando do abdômen desse inseto, é possível determinar qual dos dois tecidos da planta - X ou Y - o aparelho bucal desse inseto está atingindo? JUSTIFIQUE sua resposta.

b) O ataque de uma grande população do inseto representado no item (a) desta questão pode causar danos irreversíveis à produtividade de uma plantação.

A fim de evitarem esses danos, os agricultores

costumam utilizar inseticidas no solo. Analise a tabela,

em que está indicado, em relação ao tempo, o efeito de

uma aplicação de inseticida sobre a mortalidade de insetos em determinada plantação:

após a Tempo aplicação (horas)

1

2 4

 

6

8

12

Mortalidade de insetos (%)

0,05

 

1 5

12

36

94,5

A partir dessa análise, EXPLIQUE por que, ao longo do tempo, a taxa de mortalidade aumentou.

13. (UERJ 2012) A clonagem de plantas já é um

procedimento bastante comum. Para realizá-lo, é necessário apenas o cultivo, em condições apropriadas,

de um determinado tipo de célula vegetal extraído da

planta que se deseja clonar. Nomeie esse tipo de célula e apresente a propriedade que viabiliza seu uso com esse objetivo. Indique, ainda, uma parte da planta onde esse tipo de célula pode ser encontrado.

RESOLUÇÕES E GABARITOS

1. [A] A retirada de um anel da casca do caule de uma

árvore (anel de Malpighi ou cintamento) provoca a destruição da periderme, conjunto de súber, felogênio e

feloderma (parênquima) e do floema, ocorrendo rompimento do câmbio (meristema secundário) e provocando a morte da árvore pertencente ao grupo das angiospermas dicotiledôneas (eudicotiledôneas).

2. [D] Os tecidos cujas funções são arroladas no enun-

ciado são, respectivamente: epiderme, parên-quima,

esclerênquima e floema.

3. [B] Os vasos condutores do xilema são os responsá-

veis pelo transporte da seiva bruta (mineral) desde as raízes até as folhas de uma planta.

4. [A] Em cactos, as folhas são transformadas em

espinhos. A fotossíntese é realizada pelo parênquima

clorofiliano localizado no caule.

5. [A] Os tecidos de revestimento dos vegetais são

epiderme e periderme, oriundos do meristema primário protoderme e meristema secundário felogênio, respecti- vamente.

6. [E] A erva-de-passarinho é uma planta parasita

porque forma raízes sugadoras denominadas haus- tórios. Essas estruturas atingem o xilema da planta

hospedeira, de onde retiram a seiva bruta.

7. [04 + 16 = 20]

As trocas gasosas entre os tecidos caulinares e o ambiente são realizadas por lenticelas. A epiderme é

substituída pelo súber nos vegetais que apresentam crescimento secundário. Ao cortarmos os ápices das extremidades dos caules, surgem ramos a partir do desenvolvimento das gemas laterais constituídas por tecido merismático primário.

8. [A] O tecido responsável por transportar água e sais

minerais é o xilema. As moléculas de água se mantêm

unidas por forças de coesão.

9. [C] Quando eliminamos o floema, não impedimos

que água e sais minerais (seiva bruta) cheguem às folhas do ramo, onde é realizada a fotossíntese e produzido o alimento a ser distribuído pelo ramo.

10. [A]

11. Os galhos das árvores balançam com o vento e

voltam à sua posição original. Por esse motivo eles são

ricos em fibras esclerenquimáticas que formam tecidos elásticos. Os tecidos plásticos sofrem deformações e não retornam à sua posição original.

12. a) Sim. Caso o líquido seja composto de água e

sais minerais, pode-se afirmar que este provém do xilema, representado por Y, mais interno. Caso o líquido seja composto por água e matéria orgânica (glicose, por exemplo), pode-se afirmar que este provém do floema, representado por X (mais externo). b) O inseticida é sistêmico, ou seja, é absorvido na raiz e transportado pelo floema.

13. Meristemática.

Ser indiferenciada e totipotente.

Uma das possibilidades:

• câmbio

• extremidade da raiz

• extremidade do caule

• extremidade dos ramos