Sei sulla pagina 1di 8

Plano da Viagem

Área De Projecto – 2009/2010

“Visita Cultural a Coimbra”

12ºD

Dias: 8 e 9 de Maio de 2010

Organização: Grupo II - Ana Cruz, Ana Morais, Mariana Dias,


Patrícia Cruz.

Participantes: Grupo II – Mariana Dias.

Acompanhantes: Sara Dias e Diogo Martins.


Itinerário
 Sábado - 08/05/2010

23:00h – Entrada no recinto da Queima das Fitas

03:00h – Actuação da Estudantina de Coimbra

05:00h – Saída do recinto da Queima das Fitas

 Domingo - 09/05/2010

14:30h – Início do Cortejo de Carros dos Finalistas

17:30h – Saída de Coimbra


Objectivos

 Proporcionar ao nosso grupo o contacto directo com as tradições


académicas de Coimbra;

 Proporcionar a visita ao recinto da Queima das Fitas;

 Motivar os alunos para o desenvolvimento do seu projecto;

 Contribuir para o enriquecimento cultural dos alunos;

 Fomentar o espírito de cooperação e promover um horizonte escolar amplo;

 Adquirir e contactar com a cultura e tradições que caracterizam Portugal;

 Encontrar, na cidade estudantil, símbolos identificativos da cultura


portuguesa.
Relatório da Viagem

Área de Projecto

Para: Professora Mª dos Anjos Poeira

De: Mariana Dias, n. 15

Relatório da Viagem Cultural realizada a Coimbra entre o dia 8


de Maio e 9 de Maio de 2010

Seia, 11 de Maio de 2010

O presente relatório refere os principais acontecimentos da viagem


cultural realizada a Coimbra entre o dia 8 e 9 de Maio. Esta viagem tem como
principal objectivo adquirir e contactar com a cultura e tradições académicas
que caracterizam Portugal. Esta viagem está integrada no trabalho “Ser
Português… Portugal no Mundo”, inserido na disciplina de Área de Projecto.

Os objectivos que a caracterizam são os seguintes:

 Proporcionar ao nosso grupo o contacto directo com as tradições


académicas de Coimbra;

 Permitir a visita ao recinto da Queima das Fitas;

 Motivar os alunos para o desenvolvimento do seu projecto;

 Contribuir para o enriquecimento cultural dos alunos;


 Fomentar o espírito de cooperação e promover um horizonte escolar
amplo;

 Adquirir e contactar com a cultura e tradições que caracterizam


Portugal;

 Encontrar, na cidade académica, símbolos identificativos da cultura


portuguesa.

No dia 7 de Maio de 2010, cheguei a Coimbra pelas 18:30h. Depois de


se me ter instalado na casa da minha irmã, Sara Dias, estudante do curso de
Engenharia Civil, fiquei o resto do dia em casa, pois tinha que descansar da
viagem a Mafra, Peniche e Marinha Grande.

No dia 8 de Maio de 2010, depois de ter sido muito bem recebida pelos
colegas de casa da minha irmã Sara, fui pelas 23:00h para ao recinto da
Queima das Fitas. Já dentro do recinto, comecei a fazer algumas entrevistas
com a ajuda de Diogo Martins, estudante do curso de Medicina. Mas, devido às
más condições climatéricas, não consegui gravar com sucesso as mesmas.

Por volta das 3h 00, começou o concerto da Estudantina de Coimbra,


antiga tuna universitária cheia de história e tradição. Neste pequeno concerto
foi possível ouvir músicas como: Madalena, a Balada do 5º ano Jurídico,
Traçadinho, Coimbra...

Figura 2 - Queima das Fitas


Figura 1 - Estudantina de Coimbra
Foi, sem dúvida, um momento cheio de tradição e mística, pois a
Queima das Fitas já conta com 111 anos de história, não só pela vida
estudantil, mas por todas as tradições que a caracterizam (Serenatas, capas
negras, praxes, etc). Saí do recinto por volta das 5h 00 e fui descansar para
casa, pois o dia foi muito longo e repleto de espírito académico.

Figura 3- Carro de Direito


Figura 4 - Carro de Medicina

No dia 9 de Maio de 2010, depois de ter arrumado a mala e de ter


almoçado, dirigi-me para a Praça da República, onde iria decorrer parte do
Cortejo dos carros alegóricos dos vários cursos. O cortejo iniciou-se por volta
das 15h 00, onde foi possível verificar que existiam cerca de 100 carros, feitos
com flores de várias cores. Esta tradição académica é uma das mais antigas e
conhecidas em todo o país. Depois de fazer uma reportagem fotográfica, iniciei
a minha viagem de regresso a Seia.

Esta viagem, na minha perspectiva, foi muito enriquecedora para o bom


desenvolver o nosso tema, pois Coimbra está rodeada de um imenso
misticismo e tradição. Assim, foi possível assimilar algumas das tradições
académicas que fazem parte e caracterizam as tradições e a cultura
portuguesa.

Em suma, a faixa etária estudantil associa como tradições académicas


mais características do seu país, a Queima das Fitas, a festa académica mais
emblemática deste momento, as praxes, as enternecedoras serenatas, as
capas negra e todo o conjunto de mística académica e estudantil que por estes
dias preenche a cidade dos estudantes, Coimbra.
Obviamente, esta actividade contribui para o desenvolvimento do nosso
projecto, visto que contribui para um conhecimento mais profundo da Cultura
estudantil, um segmento bastante importante da cultura nacional.